SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
Tabela elaborada para acompanhar a evolução da escrita dos
                             alunos.
                                                                          Exemplos
                                                                           BRIGADEIRO

Nível de escrita                      Caracterização                       PIPOCA
                                                                           SUCO
                                                                           BIS




P                              Predomínio de rabiscos e pseudo-letras. A
R   Grafismo                   utilização de grafias convencionais
                               é um intento para a criança.
    Primitivo                  Desenvolvem procedimentos para
                               diferenciar escritas.
                                                                         A R M S MO H A
É                              A criança escreve ocupando toda a
    Escrita sem                                                          O R U I L N M TIAKE
                                                                         A M T O X A M H N TS K H
    controle de                largura da folha ou do espaço destinado   IM H O T I P E R T C L P M
                                                                         B O JISEB H H UUU U
                               a escrita.
    quantidade                                                           A T R O C D G P E S IP U T
                                                                         F F TIA KEKA TIA KEKA
                                                                               A
      Escrita                  A criança utiliza somente uma letra             L
                                                                               F
    Unigráfica                 para representar a palavra.                     C

S                              A mesma série de letras numa mesma             A   LN   I
                                                                              A   LN   I
I   Escrita Fixa               ordem serve para diferenciar nomes.            A   LN   I
                               Predomínio de grafias convencionais.           A   LN   I




L Quantidade                   Algumas letras aparecem na mesma
                                                                             SAMT
Á variável                     ordem e lugar, outras letras de forma         AMT
                                                                             AMTSA
                                                                             SAT
                               diferente. Varia a quantidade de letras
  Repertório                   para cada palavra.
  Fixo/Parcial
B Quantidade                   Quantidade constante para todas as
                                                                             HRUM
                                                                             ASGK
I constante                    escritas. Porém, usa-se o recurso da          ONBJ
                                                                             CFTV
                               diferenciação qualitativa: as letras
  Repertório                   mudam ou muda a ordem das letras.
  variável

     Tiakeka.blogspot.com.br
                                                                         [Escolha a data]
C   Quantidade
A   variável                  Expressam máxima diferenciação                 RAMQN
                                                                             ABEAMF
                                                                             GEPFA
                              controlada para diferenciar uma                OSDL
    Repertório                escrita de outra.
    variado
    Quantidade e
    repertório                Variedade na quantidade e no repertório
                              de letras. A criança preocupa-se               IMSABRO
    variáveis                 em utilizar letras que correspondem ao
                                                                             IBRNSA
                                                                             URMTO
                                                                             INBOXIX

    Presença de               som inicial e/ou final.
    valor sonoro
    início e/ou
    fim
                                                                             ROMT
                              Sem valor sonoro: a criança escreve            BUD
                                                                             AS
                                                                             R
                              uma letra para representar a sílaba
                              sem se preocupar com o valor sonoro
                              correspondente
                                                                             ITMO
                              Iniciando uma correspondência sonora:      a   PQA
                                                                             RO
                                                                             GI
                              criança escreve uma letra para
                              cada sílaba e começa a utilizar letras
                              que correspondem ao som da sílaba.

    SILÁBICA                  Com valor sonoro: a criança escreve            IAEO–BHDO
                                                                             IOA–POK
                                                                             UO–SC
                                                                             IS–BI
                              uma letra para cada sílaba, utilizando
                              letras que correspondem ao som da
                              sílaba; às vezes usa só vogais e outras
                              vezes consoantes e vogais.
                              Silábico em conflito ou hipótese falsa
                              necessária: momento de conflito                BHDULE
                                                                             IOKEC
                                                                             UOKU
                              cognitivo relacionado à quantidade             ISIS

                              mínima de letras (BIS/ISIS) e a
                              contradição entre a interpretação
                              silábica e as escritas alfabéticas que
    Tiakeka.blogspot.com.br
                                                                        [Escolha a data]
têm sempre mais letras. Acrescenta
                            letras e dá a impressão que regrediu
                             para o pré- silábico.
                            A criança, ora escreve uma letra para
SILÁBICA -
                            representar a sílaba, ora escreve a          BIHDRO
ALFABÉTICA                                                               PIPOK
                                                                         SUKO
                            sílaba completa. Dificuldade é mais          BIZ

                            visível nas sílabas complexas.

                             A criança já compreende o sistema de
 ALFABÉTICA                                                             BRIGADEIRO
                            escrita faltando apenas apropriar-se        PIPOCA
                                                                        SUCO
                            das convenções ortográficas; principalmente BIS
                            nas sílabas complexas..

  Essas informações são parâmetros que ajudam a compreender
  as hipóteses das crianças sobre o sistema de escrita e assim
  poder planejar e intervir intencionalmente para que avancem. As
  crianças são complexas e muitas vezes não se encaixam nas
  “gavetinhas”, é preciso investigar, usando diferentes
  estratégias para conhecê-las.

  Fonte: equipe pedagógica da Escola Municipal Professora
  Maria Alice Pasquarelli, em São José dos Campos (SP)




  Tiakeka.blogspot.com.br
                                                                     [Escolha a data]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

calendários 2022 turma da Mônica - www.oespacoeducar.com.br.pdf
calendários 2022 turma da Mônica - www.oespacoeducar.com.br.pdfcalendários 2022 turma da Mônica - www.oespacoeducar.com.br.pdf
calendários 2022 turma da Mônica - www.oespacoeducar.com.br.pdfsimone Stela
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAFabiana Lopes
 
Atividades para o dia dos pais
Atividades para o dia dos paisAtividades para o dia dos pais
Atividades para o dia dos paisSimoneHelenDrumond
 
APOSTILA DE REFORÇO ALFABETIZAÇÃO 2 POR FOLHA.pdf
APOSTILA DE REFORÇO ALFABETIZAÇÃO 2 POR FOLHA.pdfAPOSTILA DE REFORÇO ALFABETIZAÇÃO 2 POR FOLHA.pdf
APOSTILA DE REFORÇO ALFABETIZAÇÃO 2 POR FOLHA.pdfdanielagracia9
 
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...orientadoresdeestudopaic
 
Plano de ensino religião
Plano de ensino  religiãoPlano de ensino  religião
Plano de ensino religiãosimonclark
 
Parecer de um aluno inteligênte mas agitado
Parecer de um aluno inteligênte mas agitadoParecer de um aluno inteligênte mas agitado
Parecer de um aluno inteligênte mas agitadoSimoneHelenDrumond
 
Avaliação língua portuguesa 1º ano
Avaliação língua portuguesa 1º anoAvaliação língua portuguesa 1º ano
Avaliação língua portuguesa 1º anoMaria José Prini
 
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...Mary Alvarenga
 
Apostila para trabalhar textos variados
Apostila para trabalhar  textos variadosApostila para trabalhar  textos variados
Apostila para trabalhar textos variadosIsa ...
 

Mais procurados (20)

calendários 2022 turma da Mônica - www.oespacoeducar.com.br.pdf
calendários 2022 turma da Mônica - www.oespacoeducar.com.br.pdfcalendários 2022 turma da Mônica - www.oespacoeducar.com.br.pdf
calendários 2022 turma da Mônica - www.oespacoeducar.com.br.pdf
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
 
Atividades para o dia dos pais
Atividades para o dia dos paisAtividades para o dia dos pais
Atividades para o dia dos pais
 
Atividades letra cursiva
Atividades letra cursivaAtividades letra cursiva
Atividades letra cursiva
 
Apostila gêneros textuais 4º ano
Apostila gêneros textuais  4º anoApostila gêneros textuais  4º ano
Apostila gêneros textuais 4º ano
 
Avaliação de Matematica 2º ano
Avaliação de Matematica 2º anoAvaliação de Matematica 2º ano
Avaliação de Matematica 2º ano
 
O doce
O doceO doce
O doce
 
APOSTILA DE REFORÇO ALFABETIZAÇÃO 2 POR FOLHA.pdf
APOSTILA DE REFORÇO ALFABETIZAÇÃO 2 POR FOLHA.pdfAPOSTILA DE REFORÇO ALFABETIZAÇÃO 2 POR FOLHA.pdf
APOSTILA DE REFORÇO ALFABETIZAÇÃO 2 POR FOLHA.pdf
 
Avaliação bimestral de historia
Avaliação bimestral de historiaAvaliação bimestral de historia
Avaliação bimestral de historia
 
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
 
A formiga e a pomba
A formiga e a pombaA formiga e a pomba
A formiga e a pomba
 
Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
 
Plano de ensino religião
Plano de ensino  religiãoPlano de ensino  religião
Plano de ensino religião
 
Parecer de um aluno inteligênte mas agitado
Parecer de um aluno inteligênte mas agitadoParecer de um aluno inteligênte mas agitado
Parecer de um aluno inteligênte mas agitado
 
Avaliação língua portuguesa 1º ano
Avaliação língua portuguesa 1º anoAvaliação língua portuguesa 1º ano
Avaliação língua portuguesa 1º ano
 
Avaliações 1º Ano
Avaliações 1º AnoAvaliações 1º Ano
Avaliações 1º Ano
 
Sequência didática a casa e seu dono (1)
Sequência didática a casa e seu dono (1)Sequência didática a casa e seu dono (1)
Sequência didática a casa e seu dono (1)
 
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
Gênero textual: cartão, convite. biografia, narração, história em quedrinho (...
 
Apostila para trabalhar textos variados
Apostila para trabalhar  textos variadosApostila para trabalhar  textos variados
Apostila para trabalhar textos variados
 
Avaliação Diagnóstica de Matematica 1º ano
Avaliação Diagnóstica de Matematica 1º anoAvaliação Diagnóstica de Matematica 1º ano
Avaliação Diagnóstica de Matematica 1º ano
 

Destaque

Projeto páscoa feliz
Projeto páscoa felizProjeto páscoa feliz
Projeto páscoa felizjuviane
 
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idadeDesenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idadeLara Kessia Martins Ávila
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantiljacibraga
 
Ficha de monitoramento dos níveis da escrita
Ficha de monitoramento dos níveis da  escritaFicha de monitoramento dos níveis da  escrita
Ficha de monitoramento dos níveis da escritaAndreá Perez Leinat
 
Fase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimentoFase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimentoGil Pereira
 
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro augustafranca7
 

Destaque (6)

Projeto páscoa feliz
Projeto páscoa felizProjeto páscoa feliz
Projeto páscoa feliz
 
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idadeDesenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
 
Ficha de monitoramento dos níveis da escrita
Ficha de monitoramento dos níveis da  escritaFicha de monitoramento dos níveis da  escrita
Ficha de monitoramento dos níveis da escrita
 
Fase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimentoFase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimento
 
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
 

Mais de kekinhaborges

Planejamento de páscoa
Planejamento de páscoaPlanejamento de páscoa
Planejamento de páscoakekinhaborges
 
Marcadores de páginas
Marcadores de páginasMarcadores de páginas
Marcadores de páginaskekinhaborges
 
Sugestões de livros. Educação Infantil
Sugestões de livros. Educação InfantilSugestões de livros. Educação Infantil
Sugestões de livros. Educação Infantilkekinhaborges
 
Numerais turma da mônica
Numerais turma da mônicaNumerais turma da mônica
Numerais turma da mônicakekinhaborges
 
Planejamento carnaval
Planejamento carnavalPlanejamento carnaval
Planejamento carnavalkekinhaborges
 
Semana de 07 a 11 de fevereiro
Semana de 07 a 11 de fevereiroSemana de 07 a 11 de fevereiro
Semana de 07 a 11 de fevereirokekinhaborges
 
Planejamento número 01
Planejamento  número 01Planejamento  número 01
Planejamento número 01kekinhaborges
 

Mais de kekinhaborges (13)

Caça palavras
Caça palavrasCaça palavras
Caça palavras
 
Labirinto
LabirintoLabirinto
Labirinto
 
Ligue os pontos
Ligue os pontosLigue os pontos
Ligue os pontos
 
Planejamento de páscoa
Planejamento de páscoaPlanejamento de páscoa
Planejamento de páscoa
 
Sete erros
Sete errosSete erros
Sete erros
 
Gravatas animadas
Gravatas animadasGravatas animadas
Gravatas animadas
 
Marcadores de páginas
Marcadores de páginasMarcadores de páginas
Marcadores de páginas
 
Sugestões de livros. Educação Infantil
Sugestões de livros. Educação InfantilSugestões de livros. Educação Infantil
Sugestões de livros. Educação Infantil
 
Numeral mônica
Numeral mônicaNumeral mônica
Numeral mônica
 
Numerais turma da mônica
Numerais turma da mônicaNumerais turma da mônica
Numerais turma da mônica
 
Planejamento carnaval
Planejamento carnavalPlanejamento carnaval
Planejamento carnaval
 
Semana de 07 a 11 de fevereiro
Semana de 07 a 11 de fevereiroSemana de 07 a 11 de fevereiro
Semana de 07 a 11 de fevereiro
 
Planejamento número 01
Planejamento  número 01Planejamento  número 01
Planejamento número 01
 

Último

Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxLuisCarlosAlves10
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfWALDIRENEPINTODEMACE
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.pptDaniloConceiodaSilva
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfSandra Pratas
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 

Último (20)

Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 

Tabela de comparação da escrita

  • 1. Tabela elaborada para acompanhar a evolução da escrita dos alunos. Exemplos  BRIGADEIRO Nível de escrita Caracterização  PIPOCA  SUCO  BIS P Predomínio de rabiscos e pseudo-letras. A R Grafismo utilização de grafias convencionais é um intento para a criança. Primitivo Desenvolvem procedimentos para diferenciar escritas. A R M S MO H A É A criança escreve ocupando toda a Escrita sem O R U I L N M TIAKE A M T O X A M H N TS K H controle de largura da folha ou do espaço destinado IM H O T I P E R T C L P M B O JISEB H H UUU U a escrita. quantidade A T R O C D G P E S IP U T F F TIA KEKA TIA KEKA A Escrita A criança utiliza somente uma letra L F Unigráfica para representar a palavra. C S A mesma série de letras numa mesma A LN I A LN I I Escrita Fixa ordem serve para diferenciar nomes. A LN I Predomínio de grafias convencionais. A LN I L Quantidade Algumas letras aparecem na mesma SAMT Á variável ordem e lugar, outras letras de forma AMT AMTSA SAT diferente. Varia a quantidade de letras Repertório para cada palavra. Fixo/Parcial B Quantidade Quantidade constante para todas as HRUM ASGK I constante escritas. Porém, usa-se o recurso da ONBJ CFTV diferenciação qualitativa: as letras Repertório mudam ou muda a ordem das letras. variável Tiakeka.blogspot.com.br [Escolha a data]
  • 2. C Quantidade A variável Expressam máxima diferenciação RAMQN ABEAMF GEPFA controlada para diferenciar uma OSDL Repertório escrita de outra. variado Quantidade e repertório Variedade na quantidade e no repertório de letras. A criança preocupa-se IMSABRO variáveis em utilizar letras que correspondem ao IBRNSA URMTO INBOXIX Presença de som inicial e/ou final. valor sonoro início e/ou fim ROMT Sem valor sonoro: a criança escreve BUD AS R uma letra para representar a sílaba sem se preocupar com o valor sonoro correspondente ITMO Iniciando uma correspondência sonora: a PQA RO GI criança escreve uma letra para cada sílaba e começa a utilizar letras que correspondem ao som da sílaba. SILÁBICA Com valor sonoro: a criança escreve IAEO–BHDO IOA–POK UO–SC IS–BI uma letra para cada sílaba, utilizando letras que correspondem ao som da sílaba; às vezes usa só vogais e outras vezes consoantes e vogais. Silábico em conflito ou hipótese falsa necessária: momento de conflito BHDULE IOKEC UOKU cognitivo relacionado à quantidade ISIS mínima de letras (BIS/ISIS) e a contradição entre a interpretação silábica e as escritas alfabéticas que Tiakeka.blogspot.com.br [Escolha a data]
  • 3. têm sempre mais letras. Acrescenta letras e dá a impressão que regrediu para o pré- silábico. A criança, ora escreve uma letra para SILÁBICA - representar a sílaba, ora escreve a BIHDRO ALFABÉTICA PIPOK SUKO sílaba completa. Dificuldade é mais BIZ visível nas sílabas complexas. A criança já compreende o sistema de ALFABÉTICA BRIGADEIRO escrita faltando apenas apropriar-se PIPOCA SUCO das convenções ortográficas; principalmente BIS nas sílabas complexas.. Essas informações são parâmetros que ajudam a compreender as hipóteses das crianças sobre o sistema de escrita e assim poder planejar e intervir intencionalmente para que avancem. As crianças são complexas e muitas vezes não se encaixam nas “gavetinhas”, é preciso investigar, usando diferentes estratégias para conhecê-las. Fonte: equipe pedagógica da Escola Municipal Professora Maria Alice Pasquarelli, em São José dos Campos (SP) Tiakeka.blogspot.com.br [Escolha a data]