Disciplina Anatomia II. <ul><li>Sistema Endócrino.  </li></ul><ul><li>Aula do dia 26 de março de 2008. </li></ul>
Objetivos da aula de hoje. <ul><li>Objetivo Geral: Apresentar a anatomia macroscópica do sistema endócrino. </li></ul><ul>...
Sistema Endócrino <ul><li>Glândula. </li></ul><ul><ul><li>Hipófise. </li></ul></ul><ul><ul><li>Pineal. </li></ul></ul><ul>...
Sistema Endócrino <ul><li>Glândula. </li></ul><ul><ul><li>Hipófise. </li></ul></ul><ul><ul><li>Pineal. </li></ul></ul><ul>...
Hipófise. <ul><li>Talvez a mais importante glândula endócrina. </li></ul><ul><li>Direitamente ligada ao cérebro. </li></ul...
Hipófise. <ul><li>Adeno-hipófise. </li></ul><ul><ul><li>Parte infundibular. </li></ul></ul><ul><ul><li>Parte intermédia. <...
Hipófise. <ul><li>Irrigação sanguínea. </li></ul><ul><ul><li>Artérias hipofisiais ramos da carótida interna. </li></ul></u...
 
 
 
 
Tireóide. <ul><li>Glândula endócrina situado no pescoço, na altura da 5ª vértebra cervical. </li></ul><ul><li>Peso aproxim...
Tireóide. <ul><li>Os lobos são aproximadamente cônicos, os seus ápices divergem lateralmente até ao nível das linhas oblíq...
 
 
Tireóide - Vascularização. <ul><li>As artérias que irrigam a glândula são as tireóideas superior(originário da carótida in...
 
 
 
 
Tireóide – Linfáticos e nervos. <ul><li>A drenagem linfática se faz para os linfonodos cervicais profundos, para traqueais...
Paratireóide. <ul><li>2 a 6 glândulas pequenas, de coloração predominantemente vermelho amarelada, localizadas na superfíc...
Paratireóide.
Paratireóide.
 
 
Supra-renais. <ul><li>Também denominadas adrenais. </li></ul><ul><li>Glândulas pares pequenas pesando 3 a 6 gramas cada, l...
Supra-renais. <ul><li>Apresenta dois componentes endócrinos diferentes: </li></ul><ul><li>Vascularização. </li></ul><ul><u...
 
 
 
 
<ul><li>BOTELHO, João Bosco Lopes; CANCADO, Anderson R. S.; SOUSA, Elane Araujo de. Anatomic and surgical importance of ma...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Anatomia Endocrino

34.837 visualizações

Publicada em

anatomia Endocrino

Publicada em: Educação
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
34.837
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
568
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
607
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Anatomia Endocrino

  1. 1. Disciplina Anatomia II. <ul><li>Sistema Endócrino. </li></ul><ul><li>Aula do dia 26 de março de 2008. </li></ul>
  2. 2. Objetivos da aula de hoje. <ul><li>Objetivo Geral: Apresentar a anatomia macroscópica do sistema endócrino. </li></ul><ul><li>Objetivos específicos: </li></ul><ul><ul><li>Identificar as principais estruturas anatômicas da hipófise, supra-renal, tireóide e para-tireóide. </li></ul></ul><ul><ul><li>Subsidiar futuros conhecimentos para apoiar a atividade médica e o conteúdo das demais disciplinas do curso médico. </li></ul></ul>
  3. 3. Sistema Endócrino <ul><li>Glândula. </li></ul><ul><ul><li>Hipófise. </li></ul></ul><ul><ul><li>Pineal. </li></ul></ul><ul><ul><li>Tireóide. </li></ul></ul><ul><ul><li>Paratireóide. </li></ul></ul><ul><ul><li>Pâncreas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Suprarrenais. </li></ul></ul><ul><ul><li>Testículos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Ovários. </li></ul></ul>
  4. 4. Sistema Endócrino <ul><li>Glândula. </li></ul><ul><ul><li>Hipófise. </li></ul></ul><ul><ul><li>Pineal. </li></ul></ul><ul><ul><li>Tireóide. </li></ul></ul><ul><ul><li>Paratireóide. </li></ul></ul><ul><ul><li>Pâncreas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Suprarrenais. </li></ul></ul><ul><ul><li>Testículos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Ovários. </li></ul></ul>
  5. 5. Hipófise. <ul><li>Talvez a mais importante glândula endócrina. </li></ul><ul><li>Direitamente ligada ao cérebro. </li></ul><ul><li>Corpo ovóide localizada na fossa hipofisial do osso esfenóide, encontra-se envolvida por uma cápsula fibrosa que se funde com o periósteo do esfenóide.. </li></ul><ul><li>Liga-se ao cérebro pelo infundíbulo. </li></ul><ul><li>Relaciona-se acima com o quiasma óptico; abaixo com o seio venoso intercavernoso e o seio esfenoidal. </li></ul><ul><li>Divide-se em adeno-hipófise e neuro-hipófise. </li></ul>
  6. 6. Hipófise. <ul><li>Adeno-hipófise. </li></ul><ul><ul><li>Parte infundibular. </li></ul></ul><ul><ul><li>Parte intermédia. </li></ul></ul><ul><ul><li>Parte distal. </li></ul></ul><ul><li>Neuro-hipófise. </li></ul><ul><ul><li>Eminência mediana. </li></ul></ul><ul><ul><li>Haste ou pedículo infundibular. </li></ul></ul><ul><ul><li>Processo infundibular. </li></ul></ul>
  7. 7. Hipófise. <ul><li>Irrigação sanguínea. </li></ul><ul><ul><li>Artérias hipofisiais ramos da carótida interna. </li></ul></ul><ul><ul><li>Sistema porta hipofisário. </li></ul></ul><ul><li>Inervação. </li></ul><ul><ul><li>Recebe inervação a partir do hipotálamo. </li></ul></ul>
  8. 12. Tireóide. <ul><li>Glândula endócrina situado no pescoço, na altura da 5ª vértebra cervical. </li></ul><ul><li>Peso aproximado de 25 gramas. </li></ul><ul><li>Tem o formato de um H ou U. </li></ul><ul><li>É formada por dois lobos – direito e esquerdo unidos pelo istmo, uma banda de tecido glandular que mede cerca 1,25 cm e recobre as 2ª e 3ª cartilagens traqueais. </li></ul><ul><li>Cada lobo mede aproximadamente 5 x 2 x 2 cm e apresenta um ápice e uma base. </li></ul><ul><li>Variações – Lobo piramidal. </li></ul>
  9. 13. Tireóide. <ul><li>Os lobos são aproximadamente cônicos, os seus ápices divergem lateralmente até ao nível das linhas oblíquas nas lâminas da cartilagens tiróideas, estando as suas bases ao nível da quarta ou quinta cartilagem traqueal. </li></ul><ul><li>A sua face póstero - medial está presa ao lado da cartilagem cricoide por um ligamento tireo-hióideo lateral. </li></ul>
  10. 16. Tireóide - Vascularização. <ul><li>As artérias que irrigam a glândula são as tireóideas superior(originário da carótida interna, ou carótida comum) e inferior(ramo do tronco tireocervical) e, algumas vezes, uma artéria tireóidea ima proveniente do tronco braquiocefálico ou do arco da aorta. </li></ul><ul><li>As veias formam um plexo na sua superfície e na frente da traqueia; deste plexo originam-se as veias tireóideas superior, média e inferior; as duas primeiras terminam na veia jugular interna; a inferior no tronco braquiocefálico esquerdo. </li></ul>
  11. 21. Tireóide – Linfáticos e nervos. <ul><li>A drenagem linfática se faz para os linfonodos cervicais profundos, para traqueais, prétraqueais e pré-laríngicos. </li></ul><ul><li>Os nervos responsáveis pela enervação da tiróide são derivados dos gânglios simpáticos cervicais superior, médio e inferior e nervo vago. </li></ul><ul><li>Uma importante correlação anatômica é a proximidade entre a tireóide e os nervos laringeos recorrentes. </li></ul>
  12. 22. Paratireóide. <ul><li>2 a 6 glândulas pequenas, de coloração predominantemente vermelho amarelada, localizadas na superfície posterior de cada lobo da glândula tireóide. </li></ul><ul><li>São mais frequentemente em número de 4 medindo cerca de 6 mm no seu maior diâmetro. </li></ul><ul><li>São habitualmente denominadas superior e inferior de cada lado. </li></ul><ul><li>Difícil identificação, sendo ocasionalmente confundidas com linfonodos, ou tecido conectivo. </li></ul>
  13. 23. Paratireóide.
  14. 24. Paratireóide.
  15. 27. Supra-renais. <ul><li>Também denominadas adrenais. </li></ul><ul><li>Glândulas pares pequenas pesando 3 a 6 gramas cada, localizadas na face supero-medial da parte anterior do rim correspondente. </li></ul><ul><li>Circundadas pela fascia renal, onde encontram-se aderidas e fixadas aos pilares do diafragma. </li></ul><ul><li>Supra-renal direita – formato piramidal. </li></ul><ul><li>Supra-renal esquerda – formato de meia-lua. </li></ul>
  16. 28. Supra-renais. <ul><li>Apresenta dois componentes endócrinos diferentes: </li></ul><ul><li>Vascularização. </li></ul><ul><ul><li>Artérias supra-renais superiores, média e inferior. </li></ul></ul><ul><ul><li>Veia supra-renal. </li></ul></ul><ul><ul><li>Linfáticos acompanham as veias e drenam para linfonodos subjacentes – lombares e paraaorticos. </li></ul></ul><ul><li>Ampla inervação pelo plexo celíaco e nervos esplâncnicos torácicos, pélvicos e lombares. </li></ul>
  17. 33. <ul><li>BOTELHO, João Bosco Lopes; CANCADO, Anderson R. S.; SOUSA, Elane Araujo de. Anatomic and surgical importance of macroscopic characteristics, location and vascular supply of cervical parathyroid glands. Rev. Col. Bras. Cir. ,  Rio de Janeiro,  v. 31,  n. 2, 2004 .  Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-69912004000200011&lng=en&nrm=iso >. Acesso em: 11  Mar  2008. doi: 10.1590/S0100-69912004000200011 </li></ul><ul><li>Gardner, Gray & O´Rahilly. Anatomia. 4ª ed. </li></ul><ul><li>Gray. Anatomy of human body. 1918. disponível em: http://www.bartleby.com/107/ </li></ul><ul><li>Moore. KL. & Dalley AF. Anatomia Orientada para a Clínica. 5ª ed. </li></ul>Bibliografia

×