G t 201210

556 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
556
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

G t 201210

  1. 1. !"#2 OUTUBRO DE 2012COMO SE SAIR BEM NA ESCOLA
  2. 2. Como se sair bem na escola ` Que palavra vem a sua mente quando ouve a palavra “escola”? Cansativa ou empolgante? Frustrante ou gratificante? Estressante ou divertida? ˆ ´ Se a imagem que voce tem da escola e um tanto negativa, o que pode fazer? E se for po- sitiva, como aproveitar ainda mais os seus ´ anos escolares? Usando a Bıblia como guia, ´ ˜ as paginas 3 a 7 desta revista apresentarao ˜ ˆ cinco sugestoes para voce se sair bem na escola. ´ ´ ˜ Muitos dos princıpios considerados nesta serie sao ´ ˜ ˆ uteis nao importa onde voce estude — quer seja numa ´ ´ escola publica ou particular quer seja no que e chama- do de ensino domiciliar.!"#2 ´ 10 Como vencer a ´ 22 O Conceito da BıbliaTIRAGEM MEDIA 41.042.000 obesidade infantil Os astros influenciamPUBLICADA EM 84 IDIOMAS sua vida? 12 Um encontro ´ 24 Desempenhem bem inesquecıvelComo se sair bem o papel de paisna escola 15 Teve um Projeto? ´ 26 A Bıblia — Um Livro Os sensores do ˆ besouro de Profecias Exatas 3 Crie animo — Parte 6 4 Seja organizado 16 Os Jovens Perguntam 29 Observando o Mundo 5 Procure ajuda O que posso esperar ´ do casamento? 30 Para Considerar em 6 Cuide da saude — Parte 2 ´ Famılia 7 Tenha uma meta ´ ˆ 19 O impacto das notıcias 32 Para ajudar voce a 8 O que os pais podem fazer em seus filhos se sair bem na escola
  3. 3. ˆCrie animo ˆPara ter animo em qualquer projeto, ˆ ´voce precisa ver seu valor pratico.˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ ´ ´ ´ UAL e o valor pratico da escola? Ela o ajudara aQ ´ ter sabedoria, e a Bıblia diz que “a sabedoria e ˜para protecao”. (Eclesiastes 7:12) Como assim? Para ¸ ´ ˆ ´ilustrar: imagine que voce esta andando em um bair-ˆ Treinamentoro perigoso. O que voce preferiria — estar sozinho ou ´ praticoacompanhado de um grupo de amigos que, se neces- Habilidades ´ ˆ ˜sario, poderiam protege-lo? Com uma boa educacao, ˆ ´ ¸ ˜ sociaisvoce tem varios “amigos” fortes que sempre estarao ´ Raciocınioao seu lado. Eles incluem: ´ ` ˆ Raciocınio. Ir a escola pode ajudar voce a desenvol- ´ver o que a Bıblia chama de “sabedoria e compreen- ˜ ´ ´sao”. (Proverbios 3:21, Bıblia na Linguagem de Hoje) ˜ ´ ˆEssas habilidades serao uteis para voce resolver seusproblemas em vez de sempre depender de outros para Bons professoresisso. ˜ ´ ˜ sao importantes Habilidades sociais. A Bıblia aconselha os cristaos ˆ ´a cultivar qualidades como paciencia e autocontrole. “No ensino medio, tive um pro- ´ ´(Galatas 5:22, 23) Conviver com varios tipos de pes- fessor de economia que poderia ˜ ´ ˆ trabalhar numa instituicao finan-soas na escola da a voce muitas oportunidades para ¸ ˜ ´ ceira, mas havia escolhido ensinardominar essas e outras qualidades que serao uteis na ˆ numa escola de um bairro carentevida adulta, como tolerancia, respeito e empatia. ˜ ´ — onde a maioria dos jovens nao Treinamento pratico. A escola pode ensinar-lhe a ´ ˆ ´ ´ liga para essa materia. Mesmo as-importancia de uma boa etica de trabalho, que e de sim, ele ensinava economia degrande valor para conseguir e manter um emprego. ´ ´ ˆ uma forma simples, pratica e di- ´ ´Alem disso, quanto mais voce aprender sobre o mun- vertida para nos. Uma vez, ele ate ´ ˜do ao seu redor, mais preparado estara para conhe- ´ ligou para minha mae para dizercer a si mesmo e identificar o que e importante para ´ ˆ ´ ˜ ˆ como eu havia me saıdo bem numvoce. (Proverbios 14:15) Com essa conviccao, voce ¸ trabalho. Quando os alunos lhe ´ ˜tera condicoes de defender suas crencas de modo res- ¸ ¸ perguntaram por que trabalhavapeitoso. — 1 Pedro 3:15. naquela escola, ele respondeu que ˆ ˜ ´ Resumo: Visto que voce precisa de uma formacao ¸ era o melhor lugar em que ja haviaescolar, pouco adianta ficar pensando nas coisas que trabalhado. Ele nos entendia, se ˆ ˜ ˜ preocupava conosco e nos elogia-voce nao gosta na escola. Entao pense nos pontos ci- ˆ ´tados acima e crie animo. Talvez possa ate pensar em va. Foi o melhor professor que eu ´outros incentivos. ja tive!” — Reyon, Estados Unidos. ˆ ´ Que tal comecar logo? Para voce, qual e o principal ¸motivo para se sair bem na escola? Despertai! outubro de 2012 3
  4. 4. Seja organizado ´O pouco esforco necessario para se organizar ¸pode trazer grandes recompensas: mais tem-po, menos estresse e notas melhores.˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ MAGINE-SE entrando numa loja para com-I ´ prar uma unica coisa, mas as mercadorias ˜estao todas espalhadas sem nenhuma ordem. ˆQuanto tempo voce levaria para achar o que ˜ ´procura? Nao seria muito mais facil se todasas coisas estivessem bem organizadas e os ´ ˆ mais cedo possıvel — principalmente seu de-corredores identificados? Voce pode tomar ver de casa.medidas parecidas nos seus estudos. Como? ˜ ˜ Dica: Quando chegar da escola, nao ligue a Faca uma programacao. “Certa vez, quan- ¸ ¸ TV nem se envolva em nenhum passatempodo passei o fim de semana na casa de um ami- antes de fazer seu dever de casa.go, acabei esquecendo completamente de fa- ´ ˜ Organize seu material escolar. Ja aconteceuzer minha licao e deixando de lado algumas ¸ ` de chegar a escola e descobrir que esque-tarefas em casa”, contou Zachary, de 18 anos, ˆ ceu seu caderno, caneta ou livro? Voce podenos Estados Unidos. “Na segunda-feira, tivede implorar aos meus professores que me dei- evitar esse aborrecimento. Como? “Eu sem- ˜ pre arrumava minha mochila com antece-xassem entregar minhas licoes mais tarde.¸ ˆAgora, faco uma lista para me ajudar a lem- ¸ dencia”, diz Aung Myo Myat, um jovem debrar das coisas que tenho de fazer.” Mianmar. ˜ ´ Dica: Mantenha sua bolsa ou mochila or- Fazer anotacoes tambem ajudou Celestine, ¸ ´ ganizada para achar suas coisas mais facil-uma jovem de Papua-Nova Guine. Lembran-do seu tempo de escola, ela diz: “Eu tinha mente. ˜ ´uma programacao para tudo, como deveres ¸ Resumo: Ser organizado vai poupa-lo do es-de casa, provas e atividades sociais. Isso me tresse de esquecer coisas, de se atrasar e deajudou a estabelecer prioridades e cumprir parecer que nunca tem tempo suficiente paraprazos.” outras prioridades. Dica: Use um caderno, o celular ou outro ´ Que tal comecar logo? Identifique uma areaaparelho para ´ fazer sua lista. ˆ ¸ ˜ em que voce precisa se organizar. Entao, com ˜ ´ ´ Nao adie. E facil dizer: “Vou deixar isso os seus pais ou um amigo, pense em varias ´ ˆpara mais tarde.” O melhor e fazer as coisas o maneiras que voce pode melhorar. ´ ˜ ˜ ´ ´!"#26 ESTA REVISTA E PUBLICADA para o Esta publicac¸ ao nao e vendida. Ela faz parte de uma obra educativa bıblica, ´ ˜ mundial, mantida por donativos. A menos que haja outra indicac¸ ao, os textos benefıcio de todos os membros da ´ ´ ˜ ˜ famılia. Mostra como enfrentar os bıblicos citados sao da Traducao do Novo Mundo das Escrituras Sagradas ¸ ´ ´ ˆ problemas de´ nossos´ dias. Apresenta notıcias, historias de com Referencias. ´ pessoas de varios paıses e materias de natureza religiosa e ´ ´ ˜ Despertai! e publicada e impressa mensalmente pela Associac¸ ao Torre de cientıfica. Mas faz mais do que isso. Ela analisa a fundo os ´ ´ ´ Vigia de Bıblias e Tratados. Sede e grafica: Rodovia SP-141, km 43, Cesario acontecimentos atuais e identifica o verdadeiro significado por ´ ´ ´ ˜ Lange, SP, 18285-901. Diretor responsavel: Augusto dos Santos Machado tras deles. Ainda assim, e sempre politicamente neutra e nao ´ Filho. Revista registrada sob o n umero de ordem 511. 5 2012 Watch4 exalta nenhuma raca como superior a outra. O mais importante ´ ¸ Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania. Todos os direitos reservados. e que esta revista aumenta a confianca na promessa de ´ ¸ Impressa no Brasil. que o Criador em breve substituira´ o atual mundo perverso e ´ anarquico por um novo mundo pacıfico e seguro. Vol. 93, No. 10 Monthly PORTUGUESE (Brazilian Edition)
  5. 5. Procure ajuda ´ Ter o apoio de outras pessoas e essencial, ˜ ´ nao so durante os anos escolares, ´ mas tambem na vida adulta. ˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ ˆ UEM pode ajudar voce a se sair bem na Q escola? ´ ´ Dica: Pergunte a seus pais quem pode aju- Fam ılia. “Quando eu precisava de aju- da-lo em seus estudos. da com meu dever de casa”, diz Bruna, de ˜ ´ Resumo: Nao ha nada de errado em pedir 18 anos, no Brasil, “meu pai explicava a ma- ajuda! ´ teria e fazia perguntas bem escolhidas. Mas Que tal comecar logo? Faca uma lista de ¸ ¸ˆ ele deixava que eu mesma encontrasse as res- ˆ duas ou tres pessoas que voce admira e acha postas”.1 ˜ que sao bons exemplos. Alguma delas pode Dica: Para comecar, pergunte a seu pai ou ¸ ´ ˜ ´ ´ ajuda-lo com seus deveres escolares? sua mae como eles se saıram na materia que ˆ ´ ´ voce acha difıcil. Se eles se saıram bem, en- ˜ tao podem ser as pessoas certas para lhe aju- dar. “Meu professor favorito” Professores. A maioria dos professores fica ´ “Meu professor favorito era bem rıgido, mas feliz quando um aluno quer se sair bem nos todo mundo o respeitava. Ele era bem anima- ˆ estudos, e eles tem prazer em ajudar. do, gesticulava e andava de um lado para ou- Dica: Simplesmente diga ao seu professor: tro da sala enquanto falava. Fazia com que to- ˜ ´ dos participassem nas discussoes em classe. “Tenho dificuldade com esta materia, mas ˆ ˜ ˜ Se voce nao entendesse o ponto, ele paciente- quero melhorar. Tem alguma sugestao?” ´ ˆ ´ mente explicava ate voce entender. Sempre Outros. Um amigo de confianca da famılia ´ ´¸ nos incentivava a fazer perguntas. Dizia que pode ajudar. Isso tera dois benefıcios: primei- ˜ ´ ˆ ´ perguntas nao so o ajudavam a perceber o ro, voce recebera a ajuda que precisa; segun- ˜ ´ ´ ´ que nao havıamos entendido, mas tambem a do, aprendera a contar com o apoio de outros ´ ´ ´ se tornar um professor melhor. Ele se preocu- quando necessario — algo que lhe sera util na ´ ´ pava de verdade com cada um de nos. Muitos vida adulta. A verdade e que, para muitas coi- ´ alunos escolheram a carreira de contabilidade sas na vida, o segredo e trabalhar em equipe, ´ ˜ ´ — a materia que ele ensinava — depois de nao sozinho. — Proverbios 15:22. ` assistirem as suas aulas por apenas um ano.” ˜ ´ ´ 1 Um irmao mais velho tambem pode ajudar. — Alana, Australia. ˆ ˆ ˜ ´ ´ ˆ ˜ ´IDIOMAS: africaner, albanes, alemao,67 amarico, arabe, armenio, bislama, ´ ˆ ˆ ˆ GOSTARIA DE OBTER MAIS INFORMACOES OU UM CURSO BIBLICO DOMICI- ` ¸ ´bulgaro, canares, cebuano, chicheva, chines (simplificado), chines (tradicio- ´ ˆ LIAR GRATUITO? Escreva as Testemunhas de Jeova, usando um dos enderecos abaixo. ¸ ´nal)7 (audio apenas em mandarim), chitonga, chona, cibemba, cingales, co- ˆ Para uma lista completa dos enderecos das sedes, veja www.jw.org/contact. Africa do ¸reano,67 croata, dinamarques,7 eslovaco, esloveno, espanhol,67 estoniano, ˆ ˆ Sul: Private Bag X2067, Krugersdorp, 1740. Alemanha: 65617 Selters. Angola: Caixa Pos-eve, fijiano, finlandes,7 franc´ es,687 georgiano, grego, guzerate, hebraico, hili- ˆ ´ ˆ tal 6877, Luanda Sul. Argentina: Casilla 83 (Suc 27B), C1427WAB Cdad. Aut. de Bue-gaino, ˆ hindi, holandes,67 hungaro, ibo, ilocano, indonesio, ingles,67 ioruba, ´ ´ ˆ ˜ ˆ nos Aires. Belgica: rue d’Argile-Potaardestraat 60, B-1950 Kraainem. Bolıvia: Casilla ´ ´islandes, italiano,67 japones,67 kirundi, letao, lingala, lituano, macedonio, ˆ ˆ ˆ ˆ 6397, Santa Cruz. Brasil: CP 92, Tatuı, SP, 18270-970. Canada: PO Box 4100, George-malaiala, malgaxe, maltes, mianmar, noruegues,7 polones,67 portugues,687 ´ town, ON L7G 4Y4. Espanha: Apartado 132, 28850 Torrejon de Ardoz (Madrid). Es- ´punjabi, quiniaruanda, quirguiz,´ rarotongano, romeno, russo,67 samoano, se- ´ ˆ tados Unidos da America: 25 Columbia Heights, Brooklyn, NY 11201-2483. Franca: ¸pedi, servio,ˆ sesoto, silozi, suaıli, sueco,7 tagalo,7 tai, tamil, tcheco,7 tok pi- ˜ BP 625, F-27406 Louviers Cedex. Gra-Bretanha: The Ridgeway, London NW7 1RN. Holan-sin, tonganes, tsonga, tsuana, turco, tvi, ucraniano, urdu, vietnamita, xosa e ´ da: Noordbargerstraat 77, NL-7812 AA Emmen. Italia: Via della Bufalotta 1281, I-00138 ˜zulu. Rome RM. Japao: 4-7-1 Nakashinden, Ebina City, Kanagawa-Pref, 243-0496. Mocambi-¸ ´ ´ ´ ´ ´6 Tambem disponıvel em CD. 8 Tambem disponıvel em MP3 CD-ROM. ´ que: PO Box 2600, 1100 Maputo. Paraguai: Casilla 482, 1209 Asuncion. Portugal: Apar- ´ ´7 Audio tambem disponıvel no site www.jw.org /pt. tado 91, P-2766-955 Estoril. Timor Leste: Box 248, Dili.
  6. 6. ´Cuide da saude ´Cuidar bem da saude pode melhorarseu desempenho na escola— e sua qualidade de vida.˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ ´ CLARO que devemos cuidar do corpoE que Deus nos deu. (Salmo 139:14) Parailustrar: imagine que voce tem um carro, mas ˆ ˜nunca tira tempo para fazer manutencao nele. ¸Mais cedo ou mais tarde, ele vai parar de fun-cionar. O mesmo pode acontecer com seu ˜ ˆcorpo. Que tipo de “manutencao” voce pre- ¸cisa? ˆ Descanso. Dormir pouco pode deixar voce ˆ ˜com a aparencia abatida, sem disposicao, con- ¸ ´fuso e ate mesmo deprimido. Por outro lado, ´ ˆvoce fica com mais energia quando dorme o ro que exercitar-se tambem pode ser divertido, ´ ˆsuficiente. Dormir bem tambem pode acele- pois pode incluir atividades que voce gosta. ´ ˜rar seu crescimento fısico, fortalecer seu siste- Resumo: Descanso suficiente, alimentacao ´ma imunologico e melhorar suas funcoes ce- ˜ ´ ˜¸ ˜ ¸ balanceada e exercıcios moderados ajudarao arebrais e seu bem-estar emocional. Sao muitos manter seu “motor” funcionando. E isso aca- ´ ˜ ˜benefıcios para tao pouco esforco, nao acha? ¸ ba melhorando seu desempenho na escola.1 ´ Dica: Se possıvel, tente ir para a cama no Que tal comecar logo? Crie uma rotina equi- ¸ ´ ´mesmo horario toda noite. librada de exercıcios. Faca um acompanha- ¸ ˜ ´ mento das suas horas de sono e de sua alimen- Alimentacao. Os adolescentes crescem rapi- ¸ ˜ ˆdo. Dos 10 aos 17 anos, por exemplo, a maio- tacao por um mes e veja se precisa melhorar ¸ria dos meninos dobra o peso corporal magro. em alguma coisa. ´ ˆAs meninas tambem tem um crescimento re- “Quando faco uma caminhada, fico compentino. Essa fase exige muito combustıvel e ´ ˜¸ mais disposicao — mesmo se estava cansado ¸energia. Certifique-se de dar ao seu corpo os ˆ antes de sair.” — Jason, Nova Zelandia.nutrientes que ele precisa. “Eu penso assim: Deus fez os alimentos ˜ ´ ˜ ˜ ´ Dica: Nao se esqueca do cafe da manha. Ir ¸ para abastecer nosso corpo, entao eu so que-para a escola ‘abastecido’ pode melhorar sua ´ ˜ ´ ro o melhor combustıvel para mim!” — Jill, Es-concentracao e memoria de curto prazo. ¸ tados Unidos. ´ ´ ˆ ´ Exercıcios. A Bıblia reconhece que “os exer- “Eu corro tres vezes por semana. Tambem ´ ˜ ´cıcios sao bons para seu corpo”. (1 Timoteo ando de bicicleta ou faco caminhada duas ve- ¸ ´4:8, Contemporary English Version) Eles po- zes por semana. Isso me da mais energia e ali- ´ ´dem fortalecer os musculos e ossos, melho- via o estresse.” — Grace, Australia. ˆrar a resistencia, controlar o peso, aprimorar ˜ ´ ´a capacidade mental, aumentar a imunidade, 1 Para mais informacoes sobre saude, veja o capıtulo 10 do ¸ ´ ´ livro Os Jovens Perguntam — Respostas Praticas, Volume 1, pu- ´aliviar o estresse e melhorar o humor. E cla- blicado pelas Testemunhas de Jeova.6 Despertai! outubro de 2012
  7. 7. Tenha uma metaA escola faz mais sentido ´ ´— e e mais agradavel — ˆquando voce entende seu objetivo.˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ ` ´ R A escola sem um objetivo e como correrI numa pista sem linha de chegada. Certo es- ´critor bıblico disse: “Eu nao corro sem ter ˜ ´ ´ ´um objetivo.” (1 Corıntios 9:26, Bıblia Facil ´ ˆde Ler) Ter uma meta mantera voce focado e 3. Leve em conta as˜ oportunidades. Depois ´ ˜tornara sua transicao para o mercado de tra- ¸ de escolher a profissao, analise as oportuni- ˆ ˜balho mais suave. Como voce pode estabele- dades de emprego em sua regiao. Conhece al-cer uma meta? guma empresa ou pessoa que poderia contra- Pergunte-se: ‘Como pretendo me sustentar?’ ´ ˜ ´ ta-lo? Se conhece, ela oferece algum tipo deNao conclua que e novo demais para respon- ´ ´ estagio? Existem programas de treinamento ´der a essa pergunta. Planeje desde ja. Por vocacional disponıveis? ˆque? Pense assim: se quisesse fazer uma via- Dica: Converse com seus pais, professores ˆgem, voce precisaria primeiro escolher um e amigos adultos. Consulte os jornais locais ´destino. Daı, tracaria num mapa a melhor ¸ ou sites na internet. ` ˜rota. O mesmo se aplica a escola. Pense na Resumo: Se tiver uma meta, sua educacao¸ ˜ ˆ ´ ˜profissao que voce quer ter e depois escolha tera uma direcao e objetivo. ¸ ˜ ´cursos que o ajudarao a chegar a esse des- Que tal comecar logo? Enquanto ainda esta ¸tino. ˆ na escola, pense nos tres pontos menciona- Cuidado: muitos jovens querem trabalhar dos. Escreva suas metas e converse sobre elas ˜apenas na profissao dos seus sonhos, por com seus pais. ´exemplo, como musico profissional. Elesnem querem pensar em fazer outro tipo de ˜servico. Entao, o que seria melhor? ¸ 1. Pense em suas habilidades. Por exemplo, ˆvoce gosta de fazer coisas para ajudar os ou- ˆ ´ ˆtros? Leva jeito para mecanica? matematica? ´ Voce deve ter percebido que esta ´financas? consertar coisas? ¸ serie de artigos mencionou varias vezes ˜ ˜ ˜ ´ 2. Avalie suas opcoes. Que profissoes sao ¸ a Bıblia ao explicar como se sair bem na ´ ´compatıveis com suas habilidades? Conside- escola. As Testemunhas de Jeova, que ´ ˜ publicam esta revista, acreditam que are varias opcoes, em vez de se concentrar ape- ¸ ´ Bıblia ensina “a maneira certa de viver”.nas no emprego dos seus sonhos. E pense em ´ ´ ´ ´ ´ (2 Timoteo 3:16, BFL) Ela e pratica paratermos praticos. Por exemplo, sera que exis- ˜ ˜ ˆ o dia a dia — nao apenas na escola, ´te campo para a profissao que voce escolheu mas tambem no trabalho, em casa ouem outras cidades, caso precise se mudar? em qualquer outro lugar. Para mais ´ ´ ˜ ´Sera necessario fazer algum treinamento que informacoes sobre como a Bıblia pode ¸ ˆ ´o deixara muito endividado? ajudar voce, acesse o site www.jw.org/pt ´ e veja a pagina 32 desta revista.
  8. 8. O que os pais podem fazer“A sala de aula era abar- “Os poucos professores “Para a maioria dos meus ˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ ˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ ˜ ˜ rotada de alunos! Nao em nossa escola nao ti- professores, era uma luta ` ˜ havia nenhum ventilador, nham como dar atencao ¸ controlar a classe. As ve- e o calor era sufocante.” a todos os alunos. Tam- zes, os alunos eram mui- ´ ´ ˜ — Luis, Bolıvia. bem nao havia mapas, to indisciplinados, dificul- equipamentos de labora- tando muito mais o ´ torio nem biblioteca.” aprendizado.” — Nina, ´ — Dorcus, Mianmar. Africa do Sul. ´ OMO os comentarios acima mostram, al- nhar dinheiro. Mesmo assim, pesquisas mos-C ˜ gumas escolas estao longe de ser um lu- ˆgar de aprendizado. Se voce tem filhos, como tram que muitos jovens estudam justamente ´ com o objetivo de ficar ricos. A Bıblia incen- ´pode ajuda-los a tirar o maior proveito da edu- ˜ tiva um conceito equilibrado sobre as coisascacao, apesar dos desafios? Veja algumas su- ¸ ˜ materiais. Embora reconheca que “o dinhei- ¸gestoes. ˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ Tenha iniciativa. Em vez de se concentrar ˜nos problemas — muitos dos quais provavel- A educacao deve preparar ¸ ˜ seu filho para se tornarmente estao fora do seu controle —, concen- ˆ ´tre-se no que voce pode fazer. Se seu filho ´ um adulto responsavel comparece ter dificuldade com certa materia ou ´ habilidades diversificadasesta sobrecarregado com muitos deveres˜ decasa, pensem juntos em algumas solucoes. ´ ´ ¸Por exemplo, sera que e preciso criar um am- ´ ˜ ´ ro e para protecao”, ela tambem avisa que “os ˜ ¸ ˜biente mais adequado para estudar em casa? que estao resolvidos a ficar ricos” nao encon- ˜Seu filho precisa de ajuda para criar uma roti- trarao a verdadeira felicidade. — Eclesiastes ´na para realizar as tarefas mais importantes? 7:12; 1 Timoteo 6:9.Seria bom contratar um professor particular? ˜ Deixe seu filho aprender com os problemas.Para mais sugestoes, fale com o professor ou ´ ´ Muitos professores admitem que e difıcil li-orientador educacional de seu˜ filho. Encare dar com os alunos, mas lidar com os paisessas pessoas como aliados, nao inimigos. pode ser ainda pior. Alguns pais se apressam Ajude seu filho a ter em mente o objetivo da ˜ em falar com os professores e protestar quan- ˜educacao. A educacao deve preparar seu fi- ¸ ¸ do seu filho se mete em problemas ou tira no- ´lho para se tornar um adulto responsavel com tas baixas. Por exemplo, um artigo da revista ˜ ´habilidades diversificadas. O objetivo nao Time mencionou uma professora universita-deve ser simplesmente aprender como ga- ria que tinha alunos que “ligavam da sala de8 Despertai! outubro de 2012
  9. 9. Encare os professores de seu filho ˜ como aliados, nao inimigos ˜aula para os pais para reclamar de uma nota ´ solucao do problema por seus filhos enquan- ¸baixa e daı passavam o celular para ela, no to eles ficam sentados assistindo, os pais fi- ˜ ˜ ˜ carao mais fortes, mas os filhos ficam maismeio da aula, porque o pai ou a mae nao ti-nha gostado disso. Alguns pais diziam a ela fracos e caem quando tentam correr por si ´que estavam pagando muito caro pela educa- proprios.” ˜ ´cao do filho e davam a entender que apenas ¸ ´ Tenha equilıbrio no grau de escolaridade dea nota mais alta era aceitavel como retorno de ´ seu filho. Conforme ja mencionado, a educa- ˜seu investimento”. cao pode preparar seu filho para ser um adul- ¸ ´ ˆ˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝˝ to responsavel. (Genesis 2:24) Mas quanta ´ ´ escolaridade e necessaria para isso? Muitos professores admitem ˜ ´ ´ Nao conclua que seu filho precisa fazer ´ ´ que e difıcil lidar com os alunos, faculdade para receber um salario razoavel.` ˜ mas lidar com os pais pode ser Existem outras opcoes menos´ caras. As ve- ¸ ainda pior zes, pessoas com habilidades tecnicas podem ganhar o mesmo que as formadas em faculda- des. ˜ ˜ ˜ Esses pais nao ajudam em nada seus fi- ´ Resumo: As escolas nao sao perfeitas, e oslhos. Na verdade, em vez de “salva-los”, eles ˜ ˆ alunos hoje enfrentam desafios que nem po-os est ao privando de “terem experiencias ´ ´ ´ ˜ dıamos imaginar algumas decadas atras. Mas,reais de tomar decisoes, falhar e limpar sua ´ com seu apoio, seu filho pode se sair bem na´propria sujeira”, escreveu Polly Young-Eisen- escola.˜ Que acha de considerar em famılia as ´drath em seu livro A Armadilha da Autoesti- sugestoes apresentadas nas paginas 3 a 7 des-ma. Ela acrescenta: “Se os pais interferem na ta revista? Despertai! outubro de 2012 9
  10. 10. Como vencer a obesidade infantil ´ ˆ EGUNDO o Departamento de Saude e Servicos Quando voce comecou a terS ´ ¸ ´ ¸ Humanos, dos EUA, entre 1980 e 2002, o numero maus habitos alimentares? ´de adolescentes acima do peso triplicou e o de pre-ado- Quando terminei o ensino ´ ´lescentes mais do que dobrou. A obesidade infantil re- medio. Por volta dessa epoca,presenta riscos cada vez maiores de a pessoa desenvol- comecei a comer fora com ˜ ˆver a longo prazo doencas como hipertensao, diabetes, ¸ muita frequencia. Havia duas ´ ˆ lanchonetes perto do meu lo-doencas cardiovasculares e varios tipos de cancer.1 ¸ ˜ ´ cal de trabalho, entao eu al- A obesidade infantil pode estar relacionada a varios mocava numa das duas quase ¸fatores, como sedentarismo, publicidade dirigida aos jo- ´ todo dia. Eu achava muito maisvens e a facil disponibilidade e baixo preco de alimentos ¸ ´ facil comer numa lanchonetede pouco valor nutritivo. Segundo os Centros de Con- do que fazer meu almoco. ´ ¸trole de Doencas, dos EUA, “a obesidade infantil e con- ¸ ˆsequencia de se ingerir muitas calorias e se fazer pouca ˜ ´ A situacao melhorou ou piorou ¸ ˆatividade fısica”. quando voce saiu de casa? Criancas, adolescentes e adultos fariam bem em ana- ¸ ´ ˜ Piorou. Eu nao sabia cozi-lisar seus habitos alimentares. Algumas medidas sim- ˜ nhar e nao tinha muito dinhei-ples, sem exageros, podem fazer a diferenca. Veja, por ¸ ro; mas minha lanchonete fa-exemplo, o caso de Mark, que descobriu que mudancas ˜ ´ ´¸ vorita ficava apenas a duas ´na alimentacao trazem grandes benefıcios para a saude ¸ quadras. Comer la parecia ser ´ ˜ ´e o bem-estar. “Houve uma epoca em que eu era vicia- a opcao mais facil e barata.do em fast-food”, admite ele. Despertai! entrevistou Mark ˜¸ ´ Eu nao so comia o tipo errado ´para ver como ele conseguiu mudar. de comida, mas tambem co- ˜ ´ mia muito. Eu nao me conten- 1 O termo “obesidade infantil” se refere a um problema de saude que atin-ge criancas e adolescentes. Especialistas dizem que a probabilidade de jovens ¸ tava com a quantidade normal ´ servida. Sempre pedia mais fri-acima do peso continuarem assim na vida adulta e de 70%.10 Despertai! outubro de 2012
  11. 11. ˜tas, um refrigerante maior e com frutas: maca, banana, mo- ¸ eu como uma quantidade ra- ´ ´ ˜um hamburguer extra — tudo rango, mirtilo, framboesa e zoavel e ao mesmo tempo nao ˜ ´ ´ ´que pudesse pagar e na por- melao. Tambem incluı proteı- me sinto mal por deixar sobrar ˜cao maior. ¸ nas magras, como frango e comida no prato. ˜ atum, que agora estao entre ˆ os meus alimentos favoritos. ´O que levou voce a mudar seus ˜ Que benefıcios recebeu por ter ´ Numa refeicao, tento comerhabitos? ¸ feito essas mudancas? ¸ Pouco depois de fazer mais das verduras e legumes e Perdi peso, tenho mais dis- menos do prato principal. Per- ˜20 anos, comecei a levar mi- posicao e recuperei minha au- ¸ ´ ´ cebi que comer alguma coisa ´nha saude mais a serio. Eu es- ´ ˜ toestima. O melhor de tudo etava acima do peso. Nunca ti- saudavel entre as refeicoes me ¸ que me sinto feliz de saber ˜ ajuda a comer menos no almo- ´nha disposicao para nada e ¸ que, por cuidar de minha sau- ˜ co e no jantar. Com o tempo, ¸nao tinha autoestima. Sabia de, estou honrando o Deusque precisava fazer mudancas. ¸ minha vontade de comer fast- que me deu o dom da vida. food diminuiu. (Salmo 36:9) Eu achava que ˆ ´Como voce conseguiu contro- ˆ levar uma vida saudavel seria ˜ Voce parou de comer fora?lar sua alimentacao? ¸ sem graca. Mas agora que ¸ ˜ Comecei com pequenas mu- Nao, ainda saio para comer comecei a comer direito, ˜dancas. Primeiro, diminui a ¸ de vez em quando. Mas agora nao trocaria isso por nadaquantidade. Eu dizia a mim eu controlo a quantidade. Se a no mundo!1 ˜ ´ ´ ˜ ´mesmo: “Esta nao e minha ulti- porcao servida e muito gran- ¸ ˜ ˜ 1 Despertai! nao recomenda nenhumama refeicao; posso comer de ¸ de, peco uma embalagem para ¸ ´ ` ´ dieta especıfica. Cabe a cada um avaliar ˜novo mais tarde.” As vezes, eu viagem. Daı, coloco metade da cuidadosamente as opcoes e consultar um ¸ ˜ ´ medico antes de tomar qualquer decisao ˜precisava me levantar logo da refeicao na embalagem antes ¸ ˜ sobre alimentacao. Evite dietas da moda ¸ ˜ de comecar a comer. Assim, ¸mesa para nao repetir. Mas de- que podem ser perigosas.pois me sentia bem, com uma ˜ ´sensacao de vitoria. ¸Precisou fazer alguma mudan-ca radical? ¸ Algumas coisas, eu abando-nei por completo. Por exemplo,parei de beber refrigerante e ´comecei a beber apenas agua. ´Isso foi difıcil. Eu amava refri- ´gerante e odiava agua. Depois ´que bebia agua, eu tomava umgole de suco para sentir umpouco de sabor. Com o tempo, ´ ´a agua se tornou mais agrada-vel. ˆ ´O que voce fez alem de parar ˜de comer alimentos nao sau- ´daveis? ´ Substituı esses alimentos ˜por opcoes melhores. Comecei ¸
  12. 12. Um encontro ´ inesquecıvel ˜ CORACAO da floresta equato- ¸ ´ O rial da Republica Centro-Africa- na esconde uma joia da ´ fauna vista por poucas pessoas. Apos uma via- ´ gem difıcil de carro de 12 horas por trilhas acidentadas, chegamos ao Par- que Nacional de Dzanga-Ndoki, uma reserva natural intacta˜ no sudoeste ´ ´ do paıs, entre Camaroes e a Repu- blica do Congo. Nosso objetivo era conhecer um gorila-ocidental-das-ter- ras-baixas chamado Makumba e sua ´ famılia. Nossa guia, Bara, nos disse para fi- car juntos e tomar cuidado com os ´ elefantes, visto que passarıamos por trilhas usadas todo dia por eles em5 N A Planken-Kooij/YAY Micro/age fotostock busca de alimento. Mas os elefantes ˜ ´ nao eram o unico perigo. Bara disse: “Se um gorila avancar em sua dire- ˜ ¸ cao, fiquem parados e olhem para o ¸ ˜ ˜ ´ chao. Ele nao vai machuca-los; ape- ˜ nas vai fazer muito barulho. Nao ´ AFRICA olhem nos olhos dele. Eu, pessoal- mente, prefiro fechar os olhos.” ´ Nos e Bara fomos conduzidos por um rastreador experiente do povo BaAka, considerado um grupo pig- ´ meu por causa de suas caracterısti- ´ ´ cas fısicas, como a baixa estatura. REPUBLICA Para nosso rastreador, o menor in- ´ CENTRO-AFRICANA dıcio visual, cheiro ou som era sufi- ciente para detectar a presenca dos ¸ Parque Nacional de animais mais sorrateiros da flores- Dzanga-Ndoki ta. Cercados por enxames de abelhas 12
  13. 13. Um gorila-ocidental-das-terras-baixas ´ pode ter ate 1,80 metro e pesar mais de 200 quilos ˜ 5 Juan Carlos Mu noz/age fotostock A VIDA DO GORILA Nossa guia explicou que o enorme e pesa- do gorila se alimenta apenas de brotos, galhos ´ e folhas. Ele tambem come insetos e frutas ´ ´ ˆ da epoca e pode percorrer ate quatro quilo- ´ metros por dia em busca de alimento. A famılia ˜ ˜ pode dormir tanto no chao como em ninhos fei-Tamanho real da mao ´ ´de um gorila adulto. tos em arvores. O macho dominante e chama- ˜ do de dorso-prateado, visto que o pelo em suasColoque sua mao em cima.Ficou muito diferente? costas fica cinza com a idade. O dorso-prateado ˜ geralmente dorme no chao para proteger a fa- ´ mılia. Para ajudar os gorilas a se acostumar com ˆ ´ os humanos, rastreadores mantem contato dia- rio com eles por pelo menos cinco anos. Depois disso, podem-se levar turistas para conhecer os gorilas. O preco do ingresso do parque ajuda a ¸ cobrir os gastos com pesquisas e com a preser- ˜ ´ vacao dessa especie ameacada. ¸ ¸ 13
  14. 14. 5 FLPA/Terry Whittaker/age fotostock ´ ´irritantes, tentavamos acompanhar o passo nou com um bocejo. Nem e preciso dizer quedo rastreador enquanto ele avancava mata ¸ ficamos muito aliviados!adentro com facilidade. Apesar de o nome Makumba significar ´ Logo nosso rastreador estava nos levando “Veloz” na lıngua aca, o gorila Makumba es- ´ ´ tava parado, comendo sem pressa seu cafeatraves da floresta virgem onde poucos oci- ˜dentais haviam pisado. De repente, ele parou da manha durante todo o´ tempo que ficamos ´ ´ ali. Proximo de onde estavamos, dois gorilase indicou com seus bracos uma grande area ¸perto de nosso caminho. Vimos ali arbustos e jovens estavam brincando. Sopo, um filhotegrama esmagados onde gorilas jovens haviam de 10 meses de olhos enormes, brincava per- ˜brincado, bem como galhos quebrados e sem to de sua mae, Mopambi, que o puxava defolhas — sobras de um petisco. Nossa expec- volta com carinho sempre que sua curiosida- ´tativa foi aumentando durante o percurso. de insaciavel o levava a tentar se afastar dela. ´ ˆ ˆ O resto da famılia estava tirando folhas e ta-` Depois de uns tres quilometros, o rastrea- los de galhos ou se divertindo em grupos. Asdor diminuiu o passo. Para evitar assustar os ´ vezes, eles olhavam para nos, mas logo per-gorilas, ele fez um estalo bem peculiar com a diam o interesse e voltavam a brincar. ´ ´ ´lıngua. Podıamos ouvir perto de nos grunhi- ´dos graves intercalados com o barulho de ga- Apos uma hora, nosso tempo se esgotou. ´ Parecia que Makumba tambem tinha percebi-lhos quebrando. Bara sinalizou devagar para do isso — depois de dar um grunhido, ele seavancarmos. Com um dedo sobre a boca, in- ¸ ergueu com seus bracos enormes e sumiu na ´ ˆ ¸ ´dicou que deverıamos fazer silencio absoluto. floresta. Em poucos segundos, a famılia toda ´Ela pediu que ficassemos agachados e apon- desapareceu. Embora o tempo que passamos ´ ´tou para as arvores. A cerca de oito metros de com esses incrıveis animais tivesse sido bem ˆdistancia, ali estava ele: o gorila Makumba! pouco, jamais nos esqueceremos desse en- ˆ ´ O silencio havia substituıdo os barulhos da contro. ´ ´floresta, e a unica coisa que conseguıamos ´ ˜ouvir era o nosso coracao batendo. E claro ˜ ¸ na cena 2. 3. 152.000. 4. C.que nossa preocupacao era se Makumba nos ¸ ˜ 1. A escada esta na cena 3. 2. A teia de aranha estaatacaria. Ele olhou em nossa direcao aparen-¸ ´ RESPOSTAS DAS PAGINAS 30 E 31 ´temente sem fazer muito caso e nos recepcio- ´14 Despertai! outubro de 2012
  15. 15. TEVE UM PROJETO?Os sensoresdo besouro ˆ˘ Incendios florestais afastam a maioriados animais, mas atraem o besouro Mela- ˆ ´nophila acuminata. Por que? Porque arvo- ´ ˜res recem-queimadas sao o lugar ideal ´para ele depositar seus ovos. Alem disso, ´ ˆseus predadores fogem quando ha incen-dios, deixando os besouros livres para co-mer, acasalar e depositar ovos com segu- ´ Os receptoresranca. Mas como e que eles conseguem ¸ ˆ infravermelhoslocalizar incendios florestais? do besouro Analise o seguinte: Perto de suas per- ´nas medias, o besouro possui sensoreschamados fossetas loreais, que detectam ˜ ˜ ˆ tao o besouro pode ajudar a desenvolverradiacao infravermelha vinda de um incen- ¸ ˜ sensores melhores que funcionam em tem-dio florestal. A radiacao gera calor nas fos- ¸setas loreais e direciona o besouro para as peratura ambiente. As antenas do besou-chamas. ro levaram engenheiros a projetar sistemas ˜ ˆ ´ Mas esses besouros possuem outros de deteccao de incendio mais sensıveis e ¸sensores para detectar fogo. Quando suas que conseguem distinguir subprodutos de ´ ˆ ˆarvores favoritas queimam, suas antenas incendios florestais de outras substancias ´ ´detectam quantidades minusculas de cer- quımicas. ˆ ´ ´tas substancias quımicas liberadas pelo O modo incomparavel de o besouro de-fogo no ar. Segundo alguns pesquisadores, tectar locais para depositar seus ovos deixaessas antenas “detectoras de fumaca” con- ¸ pesquisadores impressionados. “Como es- ´ ´ ses besouros conseguem fazer isso?”, per-seguem encontrar uma unica arvore fume- ˆ ˆ gunta E. Richard Hoebeke, especialista emgando a quase um quilometro de distancia. ˜ besouros da Universidade Cornell, EUA.Em resultado da combinacao de suas habi- ¸ ´lidades, parece que esses besouros detec- “Pense no conhecimento limitadıssimo que ˆ temos sobre insetos com mecanismos sen-tam e localizam incendios florestais a qua- ´ ˆse 50 quilometros! soriais incrivelmente sensıveis e comple- ˜ xos!” Os pesquisadores estao estudando esse ˆ ´inseto para aprimorar equipamentos detec- O que voce acha? Sera que a habili- ˜tores de radiacao infravermelha e fogo. ¸ dade do besouro Melanophila acuminata ˆ ´Sensores infravermelhos tradicionais de de detectar incendios florestais e resultado ˜ ˜alta resolucao precisam ser resfriados, en- ¸ da evolucao? Ou teve um projeto? ¸ Foto do besouro: 5 Stephen Luk; receptores infravermelhos: 5 Volker Steger/Photo Researchers, Inc.
  16. 16. OS JOVENS O que posso esperar PERGUNTAM do casamento? PARTE 2 ´ NA PARTE 1 DESTA SERIE, ´ Espero que meu marido/minha esposa . . . consideramos alguns benefıcios ˆ e desafios que voce pode O esperar do casamento. seja fisicamente NA PARTE 2, veremos por atraente ˆ que voce deveria esperar o inesperado. aumente minha Coloque um O ao lado das autoestima ˜ opcoes que se aplicam e ¸ depois as numere em ordem ˆ ˆ tenha os mesmos de importancia para voce. objetivos que eu goste de fazer as mesmas coisas que eu para se divertir16 Despertai! outubro de 2012
  17. 17. ˜ ´ ˆ Se estiver pensando em se casar, nao ha ˘ Imagine que voce e a pessoa com quem ´nada de errado em ter as expectativas que vai se ´ casar querem ser missionarios em ou- ˆ ˆ tro paıs. Mas e se ela, depois do casamento,voce escolheu. Voce talvez chegue a encon- ´ ´ tiver um problema de saude grave que impecatrar alguem que satisfaca a todas elas. Mas ¸ ˆ ´ ¸sejamos realistas: as pessoas mudam com o voces de realizar esse desejo? Isso e bem pos- ´ ´ ˆ sıvel, pois a Bıblia diz que “coisas ruins po-tempo — bem como as circunstancias. ˜ dem acontecer a qualquer um”. (Eclesiastes Conclusao: Para ter um casamento bem- ˆ 9:11, Holy Bible—Easy-to-Read Version) Semsucedido, voce deve esperar o inesperado. ´ ˆ ´ A boa notıcia: Algumas coisas inesperadas duvida, voce ficaria triste˜ por causa da doen-do casamento podem ser uma boa surpresa. ca e desapontado por nao conseguir atingir ¸ seu objetivo. No entanto, se surgisse uma cir- “Agora que nos casamos, consigo ver o senso ˆ ˆ ˆ ˜ cunstancia inesperada assim, voce precisariade humor de Maria1 de um angulo que nao co- apenas aceitar a realidade e se adaptar a ela. ´ ˆ ˜nhecia totalmente na epoca do namoro. Por ter- Afinal, voce se casou com uma pessoa — nao ´mos um conceito mais descontraıdo, os proble- com um objetivo. ˜mas que surgem em nossa vida nao parecem ˜ ´ ˜ Conclusao: Como a Bıblia diz, os que setao ruins assim.” — Mark. ˜ ˜ ´ ˜ ˜ casam terao certa medida de “tribulacao”. ` ¸ ˜ A notıcia nao tao boa assim. Alguns as- ´ (1 Corıntios 7:28) As vezes, essa tribulacao ¸pectos inesperados do casamento podem ser vem de uma fonte inesperada. ´desagradaveis. Veja um exemplo. Como se preparar para o inesperado? Se ˆ ´ 1 Alguns nomes neste artigo foram mudados. voce se casar, precisara de duas coisas. O QUE OUTROS JOVENS DIZEM ` ´ ´ Sirvan — As vezes, alguem que esta namorando prefere ´ fechar os olhos quando percebe caracterısticas preocupan- ´ ˆ tes na outra pessoa. Isso e perigoso. Quando voce se der ´ ˜ conta, podera estar casado e infeliz, com a sensacao de que o ¸ ´ ´ unico modo de voltar a ser feliz e se divorciar daquela pessoa ˜ ˆ que antes era tao especial para voce. ´ Danielle — Muitos se casam apenas porque acham que e isso que se espera deles antes de certa idade. Por outro lado, ´ ´ ja ouvi dizer que e melhor esperar, visto que os jovens mu- ´ dam bastante. Ate mesmo casais felizes dizem que gostariam de ter esperado um pouco mais.
  18. 18. 1. UM CONCEITO REALISTA ´ ˆ Por mais compatıveis que voces dois se- ˆjam, voce deve esperar que ˜ ˘ nem sempre concordarao em tudo. ˜ ˘ nem sempre terao as mesmas priorida- des. ˜ ˘ nem sempre gostarao de fazer as mes- mas coisas. ˆ ˜ ˜ 1. Imagine que voce tem uma passagem de ˘ nem sempre se sentirao tao apaixonados ˜ aviao para viajar de graca para qualquer lugar ¸ ´ ˆ como no inıcio. do mundo. Que destino escolheria? Por que? ˜ ˜ Situacoes como essas sao comuns. Mas ´ ¸ ˜ ˆ Destino: ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝elas so estragarao seu casamento se voce dei- Motivo: ´xar! Lembre-se de que a Bıblia diz que o amor paisagem cultura“persevera em todas as coisas” e “nunca fa- ˜ ´ clima diversao outrolha”. — 1 Corıntios 13:4, 7, 8. ´ ´ ˜ ˜ 2. Agora, imagine que a passagem e so de Fato: No fim das contas, nao sao os proble- ˆ ´ ˜ ida e voce tera de morar nesse destino paramas que farao seu casamento dar certo ou fra- ´ ˆ ´ sempre.cassar — e o modo como voce lidara com eles. ´— Colossenses 3:13. Desta vez, que destino escolheria — se e que escolheria algum?2. COMPROMETIMENTO ˆ Destino: ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ ˝ Se voces dois estiverem determinados a fi- ou ˜car juntos, nao importa o que aconteca, esta- ¸ eu ficaria onde estou. ˜ ˜rao em melhores condicoes de superar pro- ¸ ´ ´ ´blemas inesperados. — Mateus 19:6. Nesse exercıcio, e provavel que sua segun- Alguns dizem que o comprometimento tor- da escolha tenha sido diferente da primeira. ˆna o casamento um fardo. Mas, na realidade, Mesmo que tenha sido a mesma, voce deve ´ ter pensado em aspectos diferentes na se-acontece o contrario. O comprometimento ´ gunda escolha. Em vez de ter se imaginadoda estabilidade ao relacionamento. Quando ˆ como um turista relaxando numaˆ praia ousurgirem problemas inesperados, voces pro- ˜ ˜ ˜ ´ ´ caminhando nas montanhas, voce precisoucurarao solucoes, nao a saıda mais facil. ¸ se imaginar morando no local, pensando nos Para criar um senso de comprometimento, ´ ˆ ´ pros e contras do dia a dia ali. €

×