Daniel – cap. 10
Um intercessor amado no céu
Daniel é um dos maiores exemplos de oração que temos na
Bíblia. Ele por seus amigos, ele ora pelo rei, ele ora pelo povo, ...
Versos 01-03 - Daniel recebe o fardo de seu povo sobre os
ombros: Daniel é um homem de lágrimas. Ele chora pelo povo.
Nest...
Você é um cristão apático?
Ou...
Plenamente feliz em Deus?
Versos 04-12- Daniel recebe novamente a visita de um anjo. É um
anjo esplendoroso. Alguns estudiosos da Bíblia ser o própr...
Em 2º lugar: Daniel foi profundamente quebrantado. Seu corpo
enfraqueceu (08). Daniel caiu prostrado diante do ser
celesti...
Verso 14-21 – Daniel recebe uma longa revelação sobre coisas
futuras. A visão se estende para além de eventos naqueles dia...
Mas há um ajudador – Miguel o arcanjo. Seu nome é citado 5
vezes na Bíblia. Deus tem um exército de anjos lutando pela Igr...
Em 3º lugar – Daniel recebe fortalecimento. O anjo diz: Não temas
(19). Deus ministra paz ao coração do profeta. A coragem...
Livro de Daniel.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Livro de Daniel.

237 visualizações

Publicada em

Livro de Daniel. Capítulo 10.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
237
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro de Daniel.

  1. 1. Daniel – cap. 10 Um intercessor amado no céu
  2. 2. Daniel é um dos maiores exemplos de oração que temos na Bíblia. Ele por seus amigos, ele ora pelo rei, ele ora pelo povo, ele ora com as janelas abertas para todos saibam que seu Deus é Único e Soberano. Neste capítulo vemos o profeta orando novamente em favor da nação de Israel (01-03). Este texto tem muitas lições a nos ensinar sobre oração e jejum. Também nos fala dos reflexos que as orações da Igreja produzem no céu. Este texto também nos ensina (corretamente) lições sobre batalha espiritual. Vejamos quais são estas lições:
  3. 3. Versos 01-03 - Daniel recebe o fardo de seu povo sobre os ombros: Daniel é um homem de lágrimas. Ele chora pelo povo. Neste tempo Daniel já é um homem velho. Mas mesmo assim jejuou e orou pelo povo. Sua alma aflita chora por sua nação. Os fardos do povo de Deus precisam pesar em nossos corações. Jamais seremos verdadeiros intercessores a não ser que sintamos as aflições do povo sobre nossos ombros. Daniel deixa o convívio social e se recolhe por 21 dias para um tempo de quebrantamento, jejum e oração em favor de sua nação. Ele faz isso por duas razões: o povo havia se esquecido de Jerusalém e do lugar de oração e se mostravam pouco interessados em adorar e servir a Deus. Parecia que o povo de Deus estava com o coração “cauterizado” e todos viviam uma vida tomada pela apatia e pelo adormecimento espiritual.
  4. 4. Você é um cristão apático? Ou...
  5. 5. Plenamente feliz em Deus?
  6. 6. Versos 04-12- Daniel recebe novamente a visita de um anjo. É um anjo esplendoroso. Alguns estudiosos da Bíblia ser o próprio Cristo quem aparece a Daniel, pois, a descrição desse “anjo” é muito semelhante à descrição apresentada em Apocalipse 01:13-17. Também entendem que só a presença de Jesus provocaria tanto impacto em Daniel. Daniel diante do fato reage de três formas diferentes: Em 1º lugar: ele tem claro discernimento (07). Apenas Daniel conseguiu discernir a voz. Outros ouviram, temeram e fugiram, mas, Daniel compreendeu. Foi assim também com Saulo de Tarso à caminho de Damasco (Atos 09). Daniel ficou sozinho para ouvir Deus falar.
  7. 7. Em 2º lugar: Daniel foi profundamente quebrantado. Seu corpo enfraqueceu (08). Daniel caiu prostrado diante do ser celestial, diante da manifestação da Glória de Deus. A Glória do Senhor é demais poderosa para um frágil ser humano suportar. Em 3º lugar: Daniel experimentou gloriosa consolação (12). O profeta ouve novamente que é amado no céu e toma conhecimento que suas orações são ouvidas. Ouve que Deus aciona Seus anjos para atender Seus filhos quando estes se colocam de joelhos em oração. Por isso Daniel não teve medo. Daniel se humilhou diante de Deus. Nós temos feito o mesmo hoje? Daniel tinha joelhos que se curvavam quebrantados diante de Deus. Enquanto a Igreja ora, trava-se uma batalha nas regiões celestiais, há uma guerra em andamento entre os anjos de Deus e os anjos de satanás.
  8. 8. Verso 14-21 – Daniel recebe uma longa revelação sobre coisas futuras. A visão se estende para além de eventos naqueles dias ou nos próximos anos, mas vai até o fim de todas as coisas. A revelação está detalhada nos próximos capítulos do livro (11 e 12). Esta visão registra fatos que aconteceram e acontecerão em toda a História da Humanidade. O Deus que conhece todas as coisas mostra a Daniel como serão os últimos dias sobre a Terra. Daniel também recebe discernimento sobre a batalha espiritual. Nessa batalha há uma terrível hostilidade a ser enfrentada. Deus fala com Daniel sobre a batalha travada nas regiões celestes. Notemos que algo profundamente importante aparece nestas revelações: se há luta (21) é porque há resistência espiritual às orações e contra os santos de Deus. Esta luta ou batalha é claramente descrita por Paulo em Efésios 06:12. Muitos acontecimentos na Terra são reflexo de acontecimentos no mundo espiritual.
  9. 9. Mas há um ajudador – Miguel o arcanjo. Seu nome é citado 5 vezes na Bíblia. Deus tem um exército de anjos lutando pela Igreja e por nós, e este exército tem um comandante: Miguel. Por isso por inúmeras vezes Deus é chamado na Bíblia de “Senhor dos exércitos”. Daniel ainda recebe três informações preciosas: Em 1º lugar: O anjo do Senhor ao tocar Daniel manda que ele se levante (10-11). Daniel estava enfraquecido mas coloca-se em pé para continuar a testemunhar o Senhor. Em 2º lugar: O anjo o manda falar (16-17). Daniel é tocado nos lábios como o profeta Isaias. Apenas aqueles que se quebrantam diante de Deus têm poder para falar em Seu nome diante dos homens.
  10. 10. Em 3º lugar – Daniel recebe fortalecimento. O anjo diz: Não temas (19). Deus ministra paz ao coração do profeta. A coragem vem em tom duplicado – Sê forte e tem bom ânimo. Assim o Senhor diz a Sua Igreja nestes dias: Sejam fortes e tenham bom ânimo! Uma de nossas principais guerras hoje é contra uma arma mortal do Diabo: o desânimo. O apóstolo Paulo afirma categoricamente que Satanás cega o entendimento dos incrédulos (2ª Cor. 04:04), mas também quer cegar e calar a Igreja de Cristo. Este capítulo precioso nos ensina sobre as armas apropriadas para vencer esta batalha. Para ter vitória nesse conflito precisamos nos entregar à oração, ao jejum, ao pranto e ao quebrantamento. Precisamos continuar orando e jejuando, mesmo que a resposta demore a chegar até nós, porque, provavelmente ela pode já ter sido respondida lá no céu.

×