PRINCIPIOS TEÓRICOS E
METODOLÓGICOS DA
EDUCAÇÃO.
BIOGRAFIA
 Um dos mais conhecidos métodos globais, ideo
visual, (conhecido também como analítico).
Criado no inicio do sé...
OBJETIVO
 Criou uma disciplina, a “pedotecnia”,
 dirigida ao estudo das atividades pedagógicas
coordenadas ao conhecimen...
CONCEITOS
 Respeito á personalidade da criança, a seus
interesses, a seu ritmo natural e de ver o mundo.
Pregava a import...
CONCEPÇÕES
 Suas brincadeiras e jogos eram volta dos para o
experimento, quase sempre ao ar livre e em
grupo. Usava a nat...
O MÉTODO
 Os métodos e as atividades propostos pelo
educador têm por objetivo,fundamentalmente,
desenvolver três atributo...
 Observação:é compreendida como uma atitude
constante no processo educativo.
 Associação:permite que o conhecimento
adqu...
MATERIAIS UTILIZADOS
 Aproveitamento de aptidões naturais de cada
faixa etária através de trabalhos manuais e arte.
 Tin...
 “O aprendizado
dever ser prazeroso e
responder aos
interesses do aluno”
CONSIDERAÇÕES FINAIS
 Defendia que o aluno deve conduzir o próprio
aprendizado e, assim aprender a aprender. O
princípio ...
Decroly
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Decroly

1.416 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Decroly

  1. 1. PRINCIPIOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO.
  2. 2. BIOGRAFIA  Um dos mais conhecidos métodos globais, ideo visual, (conhecido também como analítico). Criado no inicio do século XX por Ovide Decroly nasceu em Renaix, na Bélgica(1871-1932), médico, psicólogo, biólogo e educador. Pioneiro da Escola Nova, fundou em Bruxelas um instituto para crianças com dificuldades de aprendizagem. Preconizava um modelo de ensino não autoritário e não religioso.
  3. 3. OBJETIVO  Criou uma disciplina, a “pedotecnia”,  dirigida ao estudo das atividades pedagógicas coordenadas ao conhecimento da evolução física e mental das crianças. Para ele as quatro necessidades humanas principais são:comer, abrigar-se, defender-se e produzir.  Escreveu mais de 400 livros, mas nunca sistematizou seu método por escrito por julgá-lo em construção permanente.
  4. 4. CONCEITOS  Respeito á personalidade da criança, a seus interesses, a seu ritmo natural e de ver o mundo. Pregava a importância da atividade, da ação e da cooperação.  Propôs aos professores um ensino que se desenvolvesse por  centros de interesse, e não por matérias isoladas, como se fazia nas escolas tradicionais.  Escola voltada para o aluno e não ao professor.
  5. 5. CONCEPÇÕES  Suas brincadeiras e jogos eram volta dos para o experimento, quase sempre ao ar livre e em grupo. Usava a natureza como forma de conhecimento como um todo.  Substituía os brinquedos por trabalhos manuais, desenhos e arte de um modo geral.
  6. 6. O MÉTODO  Os métodos e as atividades propostos pelo educador têm por objetivo,fundamentalmente, desenvolver três atributos: observação, associação e expressão.
  7. 7.  Observação:é compreendida como uma atitude constante no processo educativo.  Associação:permite que o conhecimento adquirido pela observação seja entendido em termos de tempo e de espaço.  Expressão:faz com que a criança externe e compartilhe o que aprendeu.
  8. 8. MATERIAIS UTILIZADOS  Aproveitamento de aptidões naturais de cada faixa etária através de trabalhos manuais e arte.  Tinha escolas-oficina que trabalhava com elementos reais, saídos do dia a dia.
  9. 9.  “O aprendizado dever ser prazeroso e responder aos interesses do aluno”
  10. 10. CONSIDERAÇÕES FINAIS  Defendia que o aluno deve conduzir o próprio aprendizado e, assim aprender a aprender. O princípio de globalização se baseia na ideia de que as crianças apreendem o mundo com base em uma visão do todo, que posteriormente pode se organizar em partes, ou seja, que vai do caos á ordem. Defendia que um conhecimento evoca outro e assim sucessivamente.

×