O coração do Baobá - sequência didática

3.101 visualizações

Publicada em

Trabalho realizado na disciplina de Ensino Religioso para introduzir as religiões de matriz africana no contexto escolar.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.101
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O coração do Baobá - sequência didática

  1. 1. CEI JULIO MOREIRA NRE – SANTA FELICIDADE O CORAÇÃO DO BAOBÁ – INTRODUZINDO AS RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA NO CICLO I
  2. 2. PROFESSORA: KARIN WILLMS ENSINO RELIGIOSO E-mail: karinwillms4@hotmail.com Blog: profkarinensinoreligioso.blogspot.com
  3. 3. CICLO I SEGUNDOS ANOS “A”, “B” e “C”
  4. 4. OBJETIVOS Reconhecer o outro, refletindo e vivenciando o diálogo e o respeito às diferenças religiosas.
  5. 5. CONTEÚDOS Alteridade: - Eu e os outros somos nós. - Cada pessoa tem o seu jeito de ser e de acreditar. - As diferenças religiosas. - A riqueza das diferenças religiosas.
  6. 6. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Verificar se o estudante: Respeita a si mesmo e ao outro nas diferenças religiosas.
  7. 7. SEQUÊNCIA DIDÁTICA
  8. 8. Observação do mapa da África e imagens de plantas nativas. SENSIBILIZAÇÃO
  9. 9. Leitura do livro: “O coração do Baobá”, de Heloísa Pires Lima. Possibilitar que as crianças expressem o que sentiram durante a leitura e quais as suas impressões da história. RODA DE LEITURA
  10. 10. Cada criança recebeu um coração (de papel Kraft), este coração representa as folhas do Baobá, mas também representa o coração de cada criança. A cada uma foi sugerido que desenhasse, na folha, o tesouro que seu coração guarda. Em seguida, os corações foram colado no tronco do Baobá, na parede da sala de aula. REGISTRO
  11. 11. Cada criança levou para casa um baú (de dobradura) e, nele, sua família deveria colocar seus tesouros, em forma de desenhos, fotos, palavras, etc. Na aula seguinte as crianças compartilharam, com seus colegas, os tesouros de sua família. ENVOLVIMENTO DOS PAIS
  12. 12. Em um baú (de dobradura) grande, a turma colocou seus tesouros, em forma de joias e palavras. CONSTRUÇÃO COLETIVA
  13. 13. A turma de educação infantil não participa das aulas de Ensino Religioso, pois esta não faz parte de seu currículo, mas isso não impede que as histórias sejam trabalhadas com outro foco. OUTRAS SUGESTÕES
  14. 14. DEPOIMENTO
  15. 15. MATERIAIS E RECURSOS - mapa mundi; - mapa da África; - imagens de plantas nativas africanas; -livro; - papel Kraft; - caderno; - agenda; - papel dobradura; - lápis de cor; - fita crepe;
  16. 16. RESULTADOS As crianças ficaram bastante sensibilizadas com a história do Baobá. Puderam perceber, durante as conversas e atividades, que o maior tesouro não está em joias e/ou dinheiro, brinquedos, etc. o maior tesouro está nas amizades, afetos, família e sentimentos bons que podemos desenvolver ao longo da vida e das relações. Refletiram também sobre a importância em manter a boa convivência evitando magoar os demais, bem como respeitando todas as pessoas que os cercam. Ampliaram seus conhecimentos acerca do continente africano e sobre o conceito de verdade.
  17. 17. REFERÊNCIAS http://quatrocantosdomundo.wordpress.com/2012/05/27/as-lendas-da- baobab-africa/ Alteridade, culturas & tradições - atividades do Ensino Religioso para o Ensino Fundamental http://www.mundoislamico.com PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA. Plano curricular: Diretrizes para as escolas municipais. Curitiba, 1977. _________. Políticas de educação para o município de Curitiba. Curitiba, 1983 BRASIL. Diretrizes curriculares de ensino religioso. Curitiba: Secretaria de Estado de Educação, 2006. LIMA, Heloisa Pires. O coração do Baobá. Amarylis, 2014.

×