<ul><li> Oficinas de Direito e Literatura </li></ul><ul><li> Centro Universitário Ritter dos Reis (Campus Porto Alegre) </...
<ul><li>O presente projeto busca desenvolver, na prática, situações que propiciem aos estudantes do curso de Direito do Un...
JUSTIFICATIVA <ul><li>Em um espaço não oficial de ensino torna-se mais fácil  a possibilidade de valorizar o processo inte...
OBJETIVOS <ul><li>Criar uma estrutura de apoio aos alunos do curso de Direito, dando-lhes a oportunidade de refletir e deb...
METODOLOGIA <ul><li>Método qualitativo, com levantamento bibliográfico, seleção e debate do material obtido. As obras trab...
OBRAS TRABALHADAS <ul><li>1984, George Orwell </li></ul><ul><li>Admirável Mundo Novo , Aldous Huxley </li></ul><ul><li>A T...
A LITERATURA NOS EIXOS <ul><li>1984 (George Orwell) : Eixo I - Teoria do Estado e da Constituição, Teoria Geral do Direito...
RESULTADOS PARCIAIS <ul><li>As oficinas têm alcançado o seu propósito,  proporcionando um espaço de debate e reflexão sobr...
<ul><li>AGUIAR E SILVA, Joana. A prática judiciária entre direito e literatura . Livraria Almedina : Coimbra, 2001. </li><...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Direito e lIteratura

1.096 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.096
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
27
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Direito e lIteratura

  1. 1. <ul><li> Oficinas de Direito e Literatura </li></ul><ul><li> Centro Universitário Ritter dos Reis (Campus Porto Alegre) </li></ul><ul><li>Claudia Damian Fernandes (Voluntária de pesquisa) </li></ul><ul><li>Karine Campos Miranda (Bolsista de Iniciação Científica) </li></ul><ul><li>Claudio Maraschin (Coordenador) </li></ul>Propex.jpg logopropex.jpg
  2. 2. <ul><li>O presente projeto busca desenvolver, na prática, situações que propiciem aos estudantes do curso de Direito do UniRitter, e aos interessados em geral, um melhor entendimento e consequente aproveitamento das obras literárias utilizadas nos eixos temáticos da estrutura curricular do curso de direito, bem como sugerir novas obras que ampliem o campo de compreensão interdisciplinar e intertextual do aluno, buscando fornecer um apoio e/ou subsídio capaz de auxiliar o indivíduo na interpretação das obras analisadas em sala de aula. </li></ul>direito logopropex.jpg
  3. 3. JUSTIFICATIVA <ul><li>Em um espaço não oficial de ensino torna-se mais fácil a possibilidade de valorizar o processo interpretativo individual, estimulando a colaboração do grupo para a criação de novos sentidos interpretativos. </li></ul><ul><li>Valoriza-se o exercício de transcender o texto, literário e/ou jurídico, buscando enxergá-los dentro da realidade como forma de “humanizar” o indivíduo. </li></ul><ul><li>O participante tem a liberdade de expor suas dificuldades quanto ao exercício de leitura, trabalhando com o propósito de minimizá-las. </li></ul><ul><li>Os alunos possuem, dentro das oficinas, a possibilidade de trabalhar recursos interpretativos que servirão como instrumento de desvelamento de outros “mundos”. </li></ul>direito logopropex.jpg
  4. 4. OBJETIVOS <ul><li>Criar uma estrutura de apoio aos alunos do curso de Direito, dando-lhes a oportunidade de refletir e debater sobre os textos literários trabalhados em seus respectivos eixos temáticos. </li></ul><ul><li>Buscar, por meio de oficinas, ressaltar a intertextualidade das obras utilizadas com a realidade e com outras obras, aproximando o aluno do conteúdo pragmático visto em aula e do contexto sócio-cultural em que está inserido. </li></ul><ul><li>A Literatura é utilizada como um instrumento “humanizador”, capaz de propiciar ao leitor experiências estéticas que lhe auxiliam no processo formação pessoal e acadêmica. </li></ul><ul><li>Conforme a alegação do professor Plauto Faraco de Azevedo, na obra Aplicação do direito e contexto social : “Constitui a literatura um dos veículos mais eficientes ao cultivo da sensibilidade e da percepção psicológica, ambas fundamentais ao jurista e indispensáveis ao autêntico juiz” (AZEVEDO, 2000, p.90). </li></ul>direito logopropex.jpg
  5. 5. METODOLOGIA <ul><li>Método qualitativo, com levantamento bibliográfico, seleção e debate do material obtido. As obras trabalhadas foram selecionadas priorizando os eixos temáticos previstos na estrutura curricular do curso de Direito UniRitter . A maior parte das obras foram trabalhadas intertextualmente . </li></ul>direito logopropex.jpg
  6. 6. OBRAS TRABALHADAS <ul><li>1984, George Orwell </li></ul><ul><li>Admirável Mundo Novo , Aldous Huxley </li></ul><ul><li>A Trilogia Tebana, Sófocles </li></ul><ul><li>Germinal, Émile Zola </li></ul><ul><li>Grito dos mudos, Henrique Schneider </li></ul><ul><li>Na Colônia Penal, Franz Kafka </li></ul><ul><li>O Mineirinho , Clarice Lispector </li></ul>logopropex.jpg
  7. 7. A LITERATURA NOS EIXOS <ul><li>1984 (George Orwell) : Eixo I - Teoria do Estado e da Constituição, Teoria Geral do Direito e Filosofia do Direito; </li></ul><ul><li>A TRILOGIA TEBANA (Sófocles) : Eixo IV – Direito de Família e Sucessões e Psicologia Aplicada ao Direito; </li></ul><ul><li>GERMINAL (Zola) : Eixo VI – Direito do Trabalho e Antropologia Jurídica; </li></ul><ul><li>O GRITO DOS MUDOS (Schneider) : Eixo VII – Direito do Trabalho e Direito Processual do Trabalho. </li></ul>direito logopropex.jpg
  8. 8. RESULTADOS PARCIAIS <ul><li>As oficinas têm alcançado o seu propósito, proporcionando um espaço de debate e reflexão sobre as obras literárias. </li></ul><ul><li>Os participantes têm solicitado o trabalho com outros textos e apresentado as dificuldades enfrentadas na realização de determinadas leituras, entendendo esses encontros como um espaço de real apoio para o desenvolvimento dessa habilidade. </li></ul><ul><li>Nesses três semestres de trabalho, observamos a necessidade de desenvolver as oficinas semanalmente, gerando um canal permanente de sugestão de livros e troca de impressões obtidas nas oficinas. </li></ul><ul><li>A receptividade e a participação dos alunos auxiliaram para que as oficinas ocorressem em um clima propício à troca de conhecimento, despertando maior interesse pelas obras e uma gradual percepção do quão válida pode se tornar a literatura para um acadêmico de Direito. </li></ul>direito logopropex.jpg
  9. 9. <ul><li>AGUIAR E SILVA, Joana. A prática judiciária entre direito e literatura . Livraria Almedina : Coimbra, 2001. </li></ul><ul><li>KAFKA, Franz. Na Colônia Penal e outros Contos . Tradução de Torrieri Guimarães. Rio de Janeiro: Ediouro , 1993. </li></ul><ul><li> KLEIMAN, Ângela. Texto e leitor : aspectos cognitivos da leitura. Campinas: Pontes, 1997. </li></ul><ul><li>LISPECTOR, Clarice. O Mineirinho. In: Para não esquecer . Rio de Janeiro: Rocco, 2004. </li></ul><ul><li>HUXLEY, Aldous Leonard. Admirável mundo novo . Tradução de Lino Vallandro e Vidal de Oliveira. Porto Alegre: Livraria do Globo, 1945. ORWELL,George. 1984. Tradução de Wilson Veloso. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2005. </li></ul><ul><li>OST, François. Contar a Lei : as fontes do imaginário jurídico. São Leopoldo: Editora Unisinos , 2004. </li></ul><ul><li>SCHNEIDER, Henrique. O Grito dos Mudos . São Paulo: Bertrand Brasil, 2006. </li></ul><ul><li>SÓFOCLES. A trilogia tebana . Tradução de Mário da Gama Kury . Rio de Janeiro: Zahar , 2001. </li></ul><ul><li>ZOLA, Emile. O Germinal . São Paulo: Abril Cultural, 1981. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li> </li></ul>Bibliografia

×