Natação

12.993 visualizações

Publicada em

2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.993
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
313
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Natação

  1. 1. Natação<br />
  2. 2. Histórico :<br /><ul><li>Por volta do século XIX, a natação começou a ser mais notada, em virtude do feito do capitão inglês Matthew Webb, que atravessou o Canal da Inglaterra em 1875. Nesta mesma época, o nadador inglês J. Arthur Trudgen passou a ensinar o método pelo mundo afora. Porém, somente em 1908 foi construída a primeira piscina estabelecida como olímpica.
  3. 3. No Brasil no início do século passado, as provas eram realizadas em rios. O Rio Tietê foi local de célebres competições, onde as travessias realizadas eram bastante populares.
  4. 4. Em 1923, a Associação Atlética São Paulo, uma das entidades fundadoras da Federação Paulista de Natação (FPN) inaugurou a primeira piscina para competições do Estado.</li></li></ul><li>*Aprenda a melhorar seu <br />rendimento físico na natação:<br />A natação é um esporte relaxante , e<br />permite a você ir além, pois amortece o impacto dos exercícios. Assim, você acaba tirando mais proveito de sua capacidade do que em outros esportes, e ajuda na redução da gordura corporal. A natação pode ser um exercício de longa duração e baixa intensidade ou de curta duração e alta intensidade. Depende dos objetivos que o praticante deseja alcançar. <br />*Benefícios de praticar a natação:<br /><ul><li>Não causa impacto nas articulações e nem na musculatura, portanto não há grande risco de lesões.
  5. 5. Trabalha o sistema cardíaco e respiratório, fazendo com que o condicionamento físico melhore.
  6. 6. Gasto calórico de até 600 Kcal/hora. </li></li></ul><li><ul><li>Anatação diminui o risco de incidência de doença cardiovascular. De fato, as braçadas vão tornando o coração mais forte, favorecendo a formação de músculo, ao mesmo tempo que eliminam a gordura em torno do órgão vital, de modo que este adquire a capacidade de bombear mais sangue para todo o corpo. Paralelamente, esta atividade física reduz a freqüência cardíaca e estimula a circulação sanguínea.
  7. 7. A natação também fortalece os músculos da parede torácica, o que permite a elasticidade dos pulmões e lhes aporta maior quantidade de oxigênio. Isto faz com que se experimente uma melhoria no processo respiratório.
  8. 8. Outro aspecto da natação que interessa bastante é o retardamento das conseqüências do envelhecimento, quer em termos físicos, quer psicológicos. Diversas pesquisas certificam que uma pessoa que faz exercício com regularidade tem maior aptidão física do que outra vinte anos mais nova que não pratique qualquer desporto.</li></li></ul><li><ul><li> Ela interfere com toda a musculatura do corpo,
  9. 9. Em acréscimo, </li></ul>colabora na definição da silhueta. Aperfeiçoa, também, a coordenação motora e ativa a memória, na medida em que garante uma excelente oxigenação cerebral.<br /><ul><li> É um dos grandes aliados no combate ao stress, pois a enorme concentração necessária para conciliar respiração e movimentos leva a uma sublimação das tensões e a um distanciamento dos problemas do quotidiano.</li></li></ul><li><ul><li> Proporciona maior força muscular 
  10. 10. Otimiza a resistência dos músculos 
  11. 11. Aumenta ou melhora a flexibilidade 
  12. 12. Proporciona maior proteção contra lesões 
  13. 13. Otimiza a ação dos músculos respiratórios 
  14. 14. Amplia o consumo máximo de oxigênio 
  15. 15. Diminui a freqüência cardíaca de repouso 
  16. 16. Aumenta a capacidade de usar gordura como fonte energética 
  17. 17. Auxilia na queima de calorias em excesso 
  18. 18. Previne a obesidade na terceira idade 
  19. 19. Melhora a postura corporal 
  20. 20. Proporciona maior energia nas atividades diárias </li></li></ul><li>Riscos e cuidados na natação:<br /><ul><li> Não há riscos para quem pratica natação, sem extrapolar os limites físicos. A freqüência mais alta dos batimentos cardíacos deve ser 75% da máxima permitida.
  21. 21. Caso as aulas não sejam equilibradas, o aluno pode forçar demais uma só parte do corpo. Isso acontece quando, por exemplo, a aula inteira é feita com palmar ou nadadeiras, ou ainda, quando a pessoa nada apenas um estilo. </li></li></ul><li>Tipos de Nado :<br /><ul><li>Crawl – De barriga para baixo, dê a braçada com o braço direito. A mão deve entrar na água primeiro e os braços devem ficar na mesma linha dos ombros. Após a entrar, alongue o braço a frente e inicie a braçada submersa, finalizando com o braço estendido, próximo as coxas. Repita com o outro braço alternadamente. O batimento das pernas é alternado e continuo, com movimento iniciando a partir dos quadris, os pés devem estar estendidos e relaxados. </li></li></ul><li><ul><li>Crawl com prancha– Repita o mesmo movimento do crawl, só que quando tiver fazendo um braço, a mão do outro fica encima da prancha para dar mais segurança.
  22. 22. Costas – De barriga para cima, com o rosto fora d’ água e as orelhas submersas, deixe o abdômen contraído e a cabeça relaxada para manter os quadris elevado na linha da água. O batimento das pernas é alternado e continuo, com movimento iniciando a partir dos quadris. Os pés devem estar estendidos e relaxados. Comece a braçada com o braço direito, saindo com o polegar e palma da mão voltada para dentro. Entre com a mão na água com o dedo mínimo e o braço na linha dos ombros. Após afundar a mão, alongue-a para trás e inicie o movimento de apoio para baixo e tração para frente em direção aos pés, finalizando para baixo próximo as coxas. Finalize a rotação retirando totalmente o braço da água. Faça com o outro braço simultaneamente. </li></li></ul><li><ul><li>Peito – De barriga para baixo, flexione as pernas, afundando levemente os joelhos. Com os pés contraídos para fora, empurre a água para o lado e para trás. Enquanto isso, os braços ficam estendidos à frente da cabeça. Após finalizar as pernas, dê as braçadas afastando lateralmente os braços até atingirem a linha dos ombros, onde começa a fase da “puxada”, ou seja, de tracionar a água para trás e para o lado, mantendo os cotovelos mais altos que os antebraços, até atingirem a linha dos ombros. Até esse momento, a cabeça permanece na água e as pernas relaxadas. Ao final da puxada, faça uma rápida aproximação dos cotovelos ao corpo, com ligeira rotação dos antebraços.
  23. 23. Peito com prancha – Segure a prancha com as duas mãos e faça apenas o movimento das pernas igual ao nado peito.</li></li></ul><li><ul><li>Nado livre: competidor pode nadar qualquer estilo. O crawl é o mais comum . Alguma parte do nadador tem que tocar a parede ao cada volta e para finalizar a prova.
  24. 24. Borboleta: O corpo deve ser mantido sobre o peito todo o tempo, exceto quando executa a virada. Os ombros devem estar em linha com a superfície da água a partir da primeira braçada, após a saída e a cada volta, e deve permanecer nesta posição até a próxima volta ou finalização da prova. Não é permitido girar para as costas em nenhum momento. Ambos os braços devem ser levados juntos à frente por sobre a água e trazidos para trás simultaneamente.</li></ul>Todos os movimentos dos pés devem ser executados de maneira simultânea. Movimentos simultâneos das pernas e dos pés, de cima para baixo, num plano vertical são permitidos, as pernas ou pés não precisam estar no mesmo nível, mas movimentos alternados não são permitidos. Em cada virada e na chegada, o toque deve ser efetuado com ambas as mãos simultaneamente, acima, abaixo ou no nível da superfície da água. Os ombros devem permanecer na posição horizontal até que o toque seja efetuado. <br />
  25. 25. Alimentação na Natação<br />Os carboidratos são as principais fontes de energia para os músculos durante os treinos de natação. Em média, 60% das calorias diárias devem ser compostas por carboidratos. No entanto, é necessário que os demais nutrientes sejam incluídos na dieta de forma equilibrada para atender a todas as necessidades individuais.<br />
  26. 26. Antes do treino<br />Refeições feitas num intervalo de 3 a 4 horas antes do treino devem ser equilibradas e compostas por uma grande variedade de nutrientes. O ideal é a inclusão de alimentos fontes de vitaminas e minerais (vegetais e frutas), proteínas (carnes, ovos) e carboidratos (massas, arroz, batata etc), porém, quando houver pouco tempo entre a última refeição e o treino, deve-se priorizar a ingestão de carboidratos e evitar o consumo de gorduras. Alimentos ricos em carboidratos devem ser consumidos de 1 a 4 horas antes dos treinos. <br />Durante o treino<br />A sensação de sede pode ser menos perceptível nos atletas de esportes aquáticos. No entanto, os riscos de desidratação são grandes se não houver uma reposição hídrica constante. Apesar de muitos atletas só consumirem líquidos quando tem sede, uma dica é deixar sempre uma garrafinha na beira da piscina para aumentar a freqüência de consumo. Bebidas esportivas são mais indicadas para a hidratação de um nadador, pois a reidratação acontece de forma mais rápida.<br />Depois do treino<br />O recomendado é a ingestão de carboidrato nos 30 minutos depois do término do exercício, complementando esta ingestão nas 2 horas seguintes. A ingestão de carboidratos pode ser acompanhada por outros alimentos fontes de proteínas, vitaminas e minerais quando coincidir com o horário habitual do almoço ou jantar. Com relação à hidratação, o mínimo indicado para a reposição de líquidos após o treino, é de 3 copos (680ml) para cada 500g de peso perdido, desta forma existe a necessidade de se pesar o atleta antes e depois do treino, promovendo assim uma melhor recuperação.<br />
  27. 27. Natação <br />Para <br />Bebês<br />
  28. 28. O bebê já é adaptado ao meio líquido desde a gestação, são capazes de executar diversos movimentos natatórios, demonstrando uma série de reflexos, comuns na primeira infância. Tudo através de estímulos estereoceptivos, ou seja, atividades que busquem facilitar o desenvolvimento dos órgãos sensoriais das crianças, como o tato, a audição, o olfato, e a visão. O ideal é que a musicalidade também faça parte das aulas, pois estimulam a memória e aumenta o vocabulário significativamente.<br />E são inúmeros benefícios que a natação proporciona aos bebês. Além de melhorar a coordenação motora, proporciona noções de espaço e tempo, prepara a criança psicologicamente e neurologicamente para o auto-salvamento, estimula o apetite, aumenta a resistência cardio respiratória e muscular, tranqüiliza o sono e também previne várias doenças respiratórias.<br />Um dos momentos mais importantes na natação é o exercício constante que se faz com os pais. É a inteligência emocional que através de atividades específicas, faz uma aproximação entre todos os bebês, seus familiares e o professor. Esse contato é de extrema importância para o desenvolvimento afetivo, já que sabe-se que o controle emocional é basicamente formando aos 02 anos de idade.<br />A natação para bebês faz parte fundamental de estudos da psicomotricidade e através do seu conceito que faz-se todo o planejamento.<br />Normalmente as aulas de natação são ministradas junto com os pais na piscina até os 03 anos de idade, para que as crianças tenham condições de aprender com segurança, transformando o medo do desconhecido em um ambiente alegre e prazeroso.<br />
  29. 29.
  30. 30. Alunos: Rafael,Fernanda,Lairson,<br />Paula e Hian.<br />

×