Plantas com flores -AngiospermasBotânica Estrutural IPapaper dubium - Papaveraceae
Conteúdo• As primeiras Angiospermas• Tendências evolutivas: Gimnospermas para Angiospermas• Ciclo de Vida de uma Angiosper...
PRIMEIRAS ANGIOSPERMASAngiospermasLeefructus mirus – Incertae sedis
Primeiras Angiospermas300 a 400 famílias250,000 a 300,000 espéciesFóssil mais antigo: 145 Ma (Cretáceo Inferior)plantas nã...
Hipótese PseudoantialFlores pequenas, unissexuais e anemófilasPrimeiras Angiospermas
Piper darienense - PiperaceaePiper nigrum - Piperaceae “paleoervas”
Hipótese EuantialFlores vistosas, com numerosas partes livresAndroceu e Gineceu, distribuídos espiraladamenteEntomófilaPri...
Magnolia wieseneri - Magnoliaceae “magnolídeas”
Primeiras Angiospermas
Tendências EvolutivasBaseado em: Tree of Life.Qiu et al. (1999, 2000), P. Soltis et al. (1999), D. E. Soltis et al. (2000)...
Williamsoniella – Bennetiales (Cycadophyta)Primeiras AngiospermasbrácteamicrosporofiloReceptáculoovulíferoprovável ancestr...
Welwitschia - Gnetalesintegumento óvulo Óvulo central Circundado por elementos masculinosPrimeiras Angiospermas
BerberisestigmapétalacarpeloóvuloovárioanteraPrimeiras Angiospermas
Archaefructus liaoningensis, a mais antiga angiosperma conhecidaPrimeiras Angiospermas
Archaeanthus: Cretáceo MédioPrimeiras Angiospermas
Hipótese 1: Origem em terras altasHipótese 2: Dificuldade em reconhecer uma angiosperma fóssil“Irradiação silenciosa”Prime...
Primeiras Angiospermas~210 MaFurculaPadrão de venação semelhanteao das Angiospermas(anastomosado)
“Irradiação explosiva”Primeiras Angiospermas
Primeiras Angiospermas Os grandes herbívoros teriamlevado ao decréscimo dasGimnospermas econsequente à irradiação dasAngi...
“Maturidade ou Consolidação”Primeiras Angiospermas
Crepet 2000http://www.pnas.org/content/97/24/12939.full.pdf+html“Mistério Abominável de Darwin”:Primeiras Angiospermas
TENDÊNCIAS EVOLUTIVASAngiospermas
Tendências Evolutivas• Os óvulos são enclausurados dentro decarpelos;• Possuem flores: sépalas, pétalas, carpelos eestames...
Tendências EvolutivasAngiospermasGnetalesBennetttiales• Óvulos situados em brácteas (megáfilos), formando cones (=estróbil...
Tendências EvolutivasBaseado em: Tree of Life.Qiu et al. (1999, 2000), P. Soltis et al. (1999), D. E. Soltis et al. (2000)...
Hipótese Euantial Tendências EvolutivasHipótese mais aceita:Cronquist (1998) e Takhtajan (1997)Magnolia – MagnoliaceaeRece...
Michelia figo - Magnoliaceae Michelia champaca
Tendências EvolutivasOvário apocárpico  Ovário gamocárpico
Tendências EvolutivasMegasporófilos  carpelos
Tendências Evolutivasóvulosno interiormassa de tricomasagindo comosuperfícieestigmática
Tendências EvolutivasTipos de placentação
Tendências EvolutivasReconstruções de três flores fósseis (realizadas por M. Rothman.13. Paleoclusia chevalieri14. Microvi...
Tendências EvolutivasFlores radiais e Haplomórficas(Cretáceo – 130 Ma)Flores radiais e Pleomórficas(<130 Ma)Flor Bilateral...
Tendências EvolutivasFloresa. Pequenas simplesb. Partes numerosasc. Unissexuais pequenasd. Arranjo 5-mêroe. Pétalas, Sépal...
Tendências EvolutivasInsetosj. Besourosk. Moscasl. Mariposas eBorboletasm. Symphytan. Sphecidaeo. Vespoideap. Meliponinaeq...
Tendências EvolutivasSúperoSemi-ínferoÍnferoPosição do ovárioa. Estameb. NAc. Sépalad. Pétalae. Estipe floralf. OvárioFlor...
Tendências EvolutivasMicrosporófilos  estames
Tendências EvolutivasGrão-de-pólen: micrósporos envoltospor exina (esporopolenina) e intina(celulose e pectina)
Tendências Evolutivas
Tendências Evolutivas
Tendências Evolutivas
Tendências EvolutivasPlesiomórfico DerivadoHábitoTamanhoFolhasArbustos grandes, árvorespequenas?Sempre-verdesVáriosDecídua...
CICLO DE VIDAAngiospermas
Ciclo de vidaFases do Ciclo de vida1. Esporogênese2. Desenvolvimento dos Gametófitos e gametogênese3. Polinização4. Fertil...
Ciclo de vidaEsporogênesetapetumcélula-mãe do micrósporosacos polínicosanterasESTAME JOVEMfilamento
Ciclo de vidaEsporogênesemicrosporócitomeioseTétrade de micrósporosgrão-de-pólennúcleo vegetativonúcleo germinativo
Ciclo de vidaEsporogêneseMicrosporócitos Micrósporos (tétrades) Grão-de-pólen2 núcleos
Ciclo de vidaEsporogêneseMegasporócito
Ciclo de vidaEsporogênese2 anfípodas (3ª não visível)2 núcleos centraissinérgidesoosferamicrópila
Ciclo de vidaEsporogênese
Ciclo de vida
Ciclo de vidaFertilização
Ciclo de vidaSíndrome Cor ObservaçõesMorcegos(Quiropterofilia)Branco, pardo, verde Grandes, odorfortePássaros(ornitofilia)...
QuiropterofiliaMusa X paradisiaca - Musaceae
ornitofilia
políneapolínea logoapós a remoçãoda florestigmapétalapolíneasegundos depois“garganta”Melitofilia
Orchis italica - OrchidaceaeMelitofilia
Handroanthus (Tabebuia) chrysanthus - BignoniaceaeMelitofiliaGuias de néctar© Black Diamond Images
Melitofilia
MelitofiliaPassiflora sp - Passifloraceae
Miiofilia
PsicofiliaAsteraceae
Falenofilia © Reinaldo AguilarPosoqueria latifolia - Rubiaceae
Falenofilia
Cantarofilia
ANGIOSPERMAS BASAISAngiospermasNymphaea lotus - Nymphaeaceae
Angiospermas BasaisClado ANITA
Angiospermas BasaisBaseado em: Tree of Life.Qiu et al. (1999, 2000), P. Soltis et al. (1999), D. E. Soltis et al. (2000), ...
Angiospermas BasaisAmborella trichopoda Divergiu ca. de 130 Ma (relógio molecular) Não possui elementos de vaso (só traq...
Angiospermas BasaisNymphaeaceae• 58 spp.• Ervas aquáticas, com folhas flutuantes e flores solitárias, flutuantes,emergente...
Angiospermas BasaisNymphaeaceae
Angiospermas BasaisNymphaeaceae
Angiospermas BasaisNymphaeaceaeNymphaea
Angiospermas BasaisNymphaeaceaeVictoria regia
Angiospermas BasaisAustrobaileyalesIllicium religiosumSchisandra rubrifloraIllicium verum
Angiospermas BasaisMagnoliidesCaracteres Plesiomórficos:Estames numerososCarpelos livres em arranjo espiralado,Sementes...
Angiospermas BasaisMagnoliidesAPG II (2003) Cronquist (1988) Dahlgreen (1980)Laurales Laurales LauralesMagnoliales Magnoli...
Angiospermas BasaisMagnoliides - LauralesExemplos:Louro, Dioscorea, Siparuna e Mollinedia91 gêneros,2858 espécies
Angiospermas BasaisMagnoliides - Laurales Siparunaceae – 2 gen., 75 spp. (Br. Siparuna, 40spp.) Monimiaceae– 20 gen., 25...
Mollinedia elegansSiparuna guianensisDioscoria alata
Angiospermas BasaisMagnoliides - Magnoliales
 Myristicaceae – 20 gen., 500 spp. (Br. 6 gen., 60 spp.) Magnoliaceae – 2 gen., 230 spp. (Br. Magnolia, 4 spp.)• Nós mul...
Virola bicuhyba Liriodendron tulipiferaAnnona squamosa Duguetia furfuracea
Angiospermas BasaisMagnoliides - CanellalesWinteraceaeCanellaceae9-13 genera, 75-105 species.
Drimys winterCinnamodendronCanella winteranaTakhtajania perrieri
Angiospermas BasaisMagnoliides - Piperales17 genera, 4090 species
Angiospermas BasaisMagnoliides - PiperalesSINAPOMORFIAS• DNA; Folhas dísticas com pecíolo invaginante; Único profilo adaxi...
Aristolochia ringensProsopanche americanaHydnora africana© José Vicente da Silva Ottonia martiana
Aristolochia gigantea
Angiospermas BasaisPosição incerta!CeratophyllalesChloranthales
Angiospermas BasaisPosição incerta!
Angiospermas BasaisCeratophyllaceae – 1 Gen./2 spp.• Ervas aquáticas,• monóicas,• ramos verticilados,• dicotomicamente ra...
Angiospermas BasaisChloranthaceae– 4 Gen./75 spp.• Folhas opostas• Flores monossimétricas espiraladasHedyosmum sp.
EUDICOTILEDÔNEASAngiospermasTibouchina semidecandra - Melastomataceae
MONOCOTILEDÔNEASAngiospermasTriticum sp - Poaceae
Resumo - Angiospermas• As primeiras Angiospermas– Cretáceo (Superior ou inferior?): ca. 140 Ma;– Ancestral provável: Benet...
Resumo - Angiospermas• Ciclo de Vida de uma Angiosperma– Segunda Fertilização (Endosperma secundário);– Gametófitos mantém...
Angiospermas - Introdução Geral
Angiospermas - Introdução Geral
Angiospermas - Introdução Geral
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Angiospermas - Introdução Geral

5.137 visualizações

Publicada em

Introdução geral sobre Angiospermas: 1. As primeiras angiospermas; 2. Tendências evolutivas; 3. Ciclo de Vida de uma Angiosperma; 4. Grupos basais.
Curso de Ciências Biológicas

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.137
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
156
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Angiospermas - Introdução Geral

  1. 1. Plantas com flores -AngiospermasBotânica Estrutural IPapaper dubium - Papaveraceae
  2. 2. Conteúdo• As primeiras Angiospermas• Tendências evolutivas: Gimnospermas para Angiospermas• Ciclo de Vida de uma Angiosperma• Grupos Basais
  3. 3. PRIMEIRAS ANGIOSPERMASAngiospermasLeefructus mirus – Incertae sedis
  4. 4. Primeiras Angiospermas300 a 400 famílias250,000 a 300,000 espéciesFóssil mais antigo: 145 Ma (Cretáceo Inferior)plantas não-vasculares e incertae sedisnúmerodeespéciesIdade (milhões de anos)
  5. 5. Hipótese PseudoantialFlores pequenas, unissexuais e anemófilasPrimeiras Angiospermas
  6. 6. Piper darienense - PiperaceaePiper nigrum - Piperaceae “paleoervas”
  7. 7. Hipótese EuantialFlores vistosas, com numerosas partes livresAndroceu e Gineceu, distribuídos espiraladamenteEntomófilaPrimeiras AngiospermasMonocotiledônea ou Dicotiledônea?
  8. 8. Magnolia wieseneri - Magnoliaceae “magnolídeas”
  9. 9. Primeiras Angiospermas
  10. 10. Tendências EvolutivasBaseado em: Tree of Life.Qiu et al. (1999, 2000), P. Soltis et al. (1999), D. E. Soltis et al. (2000), Zanis et al. (2002) & Hilu et al. (2003)Angiospermas
  11. 11. Williamsoniella – Bennetiales (Cycadophyta)Primeiras AngiospermasbrácteamicrosporofiloReceptáculoovulíferoprovável ancestraldas Angiospermas
  12. 12. Welwitschia - Gnetalesintegumento óvulo Óvulo central Circundado por elementos masculinosPrimeiras Angiospermas
  13. 13. BerberisestigmapétalacarpeloóvuloovárioanteraPrimeiras Angiospermas
  14. 14. Archaefructus liaoningensis, a mais antiga angiosperma conhecidaPrimeiras Angiospermas
  15. 15. Archaeanthus: Cretáceo MédioPrimeiras Angiospermas
  16. 16. Hipótese 1: Origem em terras altasHipótese 2: Dificuldade em reconhecer uma angiosperma fóssil“Irradiação silenciosa”Primeiras AngiospermasOrigem provávelPaleotrópicos
  17. 17. Primeiras Angiospermas~210 MaFurculaPadrão de venação semelhanteao das Angiospermas(anastomosado)
  18. 18. “Irradiação explosiva”Primeiras Angiospermas
  19. 19. Primeiras Angiospermas Os grandes herbívoros teriamlevado ao decréscimo dasGimnospermas econsequente à irradiação dasAngiospermas? Houve correlação nadiversidade de grandesherbívoros e Angiospermas?Bakker 1978, 1986Pontos contra:• Poucas angiospermas até oCretáceo Superior;• Baixa correlação entreIrradiação de Angiospermas e aforma de mastigar dos grandesherbívoros• Clados dos grandes herbívorosocorriam em latitudes maiores(>30°)
  20. 20. “Maturidade ou Consolidação”Primeiras Angiospermas
  21. 21. Crepet 2000http://www.pnas.org/content/97/24/12939.full.pdf+html“Mistério Abominável de Darwin”:Primeiras Angiospermas
  22. 22. TENDÊNCIAS EVOLUTIVASAngiospermas
  23. 23. Tendências Evolutivas• Os óvulos são enclausurados dentro decarpelos;• Possuem flores: sépalas, pétalas, carpelos eestames;• Fertilização dupla: oosfera + núcleo espermático eoutra entre núcleo espermático e sinérgides.
  24. 24. Tendências EvolutivasAngiospermasGnetalesBennetttiales• Óvulos situados em brácteas (megáfilos), formando cones (=estróbilo);• Micrófilos com microesporângios com grande quantidade de esporosmasculinos (grãos-de-pólen).• Óvulos situados em flores (brácteas)envolvendo microsporângio e óvulos• Endosperma triplóide• Carpelo• Estigma• Estames com 2 sacospolínicos
  25. 25. Tendências EvolutivasBaseado em: Tree of Life.Qiu et al. (1999, 2000), P. Soltis et al. (1999), D. E. Soltis et al. (2000), Zanis et al. (2002) & Hilu et al. (2003)Angiospermas
  26. 26. Hipótese Euantial Tendências EvolutivasHipótese mais aceita:Cronquist (1998) e Takhtajan (1997)Magnolia – MagnoliaceaeReceptáculo floral em cone 
  27. 27. Michelia figo - Magnoliaceae Michelia champaca
  28. 28. Tendências EvolutivasOvário apocárpico  Ovário gamocárpico
  29. 29. Tendências EvolutivasMegasporófilos  carpelos
  30. 30. Tendências Evolutivasóvulosno interiormassa de tricomasagindo comosuperfícieestigmática
  31. 31. Tendências EvolutivasTipos de placentação
  32. 32. Tendências EvolutivasReconstruções de três flores fósseis (realizadas por M. Rothman.13. Paleoclusia chevalieri14. Microvictoria svitkoana15. Mabelia connatifila
  33. 33. Tendências EvolutivasFlores radiais e Haplomórficas(Cretáceo – 130 Ma)Flores radiais e Pleomórficas(<130 Ma)Flor Bilateral e Simpétala(Terciário – <60 Ma)Flores radiais e Simpétala(Terciário - 60 Ma)Brugmansia suaveolensSolanaceaeClitoria ternatea - FabaceaeMichelia champaca - MagnoliaceaePassiflora loefgreniiPassifloraceae
  34. 34. Tendências EvolutivasFloresa. Pequenas simplesb. Partes numerosasc. Unissexuais pequenasd. Arranjo 5-mêroe. Pétalas, Sépalas eestames acima do ováriof. Simpétalag. Bilateraish. Semelhantes a escovai. Túnel da corolaalongado
  35. 35. Tendências EvolutivasInsetosj. Besourosk. Moscasl. Mariposas eBorboletasm. Symphytan. Sphecidaeo. Vespoideap. Meliponinaeq. Anthophoridae
  36. 36. Tendências EvolutivasSúperoSemi-ínferoÍnferoPosição do ovárioa. Estameb. NAc. Sépalad. Pétalae. Estipe floralf. OvárioFlor hipóginaFlor periginaFlor epígina
  37. 37. Tendências EvolutivasMicrosporófilos  estames
  38. 38. Tendências EvolutivasGrão-de-pólen: micrósporos envoltospor exina (esporopolenina) e intina(celulose e pectina)
  39. 39. Tendências Evolutivas
  40. 40. Tendências Evolutivas
  41. 41. Tendências Evolutivas
  42. 42. Tendências EvolutivasPlesiomórfico DerivadoHábitoTamanhoFolhasArbustos grandes, árvorespequenas?Sempre-verdesVáriosDecíduas ou semMadeiraVasosParênquima axialRaiosNão háNão há/poucoTodos finos/ altosPresenteAbundantes/importanteFloresPartesNúmero de cada elementoArranjoSimetriaPosição do ovárioFusão das partesPolinizaçãoDispersão do fruto/sementeCompletasMuitosEspiralRadialSúperoNão háVento? Besouros?Vento?Incompletas/imperfeitasPoucas: 3, 4 ou 5VariadoBilateralÍnferoMuitas fusõesMuitos tiposMuitos tiposResumo
  43. 43. CICLO DE VIDAAngiospermas
  44. 44. Ciclo de vidaFases do Ciclo de vida1. Esporogênese2. Desenvolvimento dos Gametófitos e gametogênese3. Polinização4. Fertilização5. Embriogenia e desenvolvimento da semente e do fruto
  45. 45. Ciclo de vidaEsporogênesetapetumcélula-mãe do micrósporosacos polínicosanterasESTAME JOVEMfilamento
  46. 46. Ciclo de vidaEsporogênesemicrosporócitomeioseTétrade de micrósporosgrão-de-pólennúcleo vegetativonúcleo germinativo
  47. 47. Ciclo de vidaEsporogêneseMicrosporócitos Micrósporos (tétrades) Grão-de-pólen2 núcleos
  48. 48. Ciclo de vidaEsporogêneseMegasporócito
  49. 49. Ciclo de vidaEsporogênese2 anfípodas (3ª não visível)2 núcleos centraissinérgidesoosferamicrópila
  50. 50. Ciclo de vidaEsporogênese
  51. 51. Ciclo de vida
  52. 52. Ciclo de vidaFertilização
  53. 53. Ciclo de vidaSíndrome Cor ObservaçõesMorcegos(Quiropterofilia)Branco, pardo, verde Grandes, odorfortePássaros(ornitofilia)Vermelho e Amarelo Grandes, inodorasBesouros(Cantarofilia)Fosco, creme, esverdeado Odor forteAbelhas(Melitofilia)Amarelo, azul e branco Sensíveis à UVBorboletas(Psicofilia)Amarelo, Azul, vermelho (vivas) Odor é importanteMariposas(Falenofilia)Branco, rosa claro Odor adocicadoMoscas(Miiofilia)Cores escuras (preto, bordô) Fedorentasentomofilia DiaNoiteabertura floral
  54. 54. QuiropterofiliaMusa X paradisiaca - Musaceae
  55. 55. ornitofilia
  56. 56. políneapolínea logoapós a remoçãoda florestigmapétalapolíneasegundos depois“garganta”Melitofilia
  57. 57. Orchis italica - OrchidaceaeMelitofilia
  58. 58. Handroanthus (Tabebuia) chrysanthus - BignoniaceaeMelitofiliaGuias de néctar© Black Diamond Images
  59. 59. Melitofilia
  60. 60. MelitofiliaPassiflora sp - Passifloraceae
  61. 61. Miiofilia
  62. 62. PsicofiliaAsteraceae
  63. 63. Falenofilia © Reinaldo AguilarPosoqueria latifolia - Rubiaceae
  64. 64. Falenofilia
  65. 65. Cantarofilia
  66. 66. ANGIOSPERMAS BASAISAngiospermasNymphaea lotus - Nymphaeaceae
  67. 67. Angiospermas BasaisClado ANITA
  68. 68. Angiospermas BasaisBaseado em: Tree of Life.Qiu et al. (1999, 2000), P. Soltis et al. (1999), D. E. Soltis et al. (2000), Zanis et al. (2002) & Hilu et al. (2003)Angiospermas“ANITA”
  69. 69. Angiospermas BasaisAmborella trichopoda Divergiu ca. de 130 Ma (relógio molecular) Não possui elementos de vaso (só traqueídes) Fornece indícios de como era a primeira angiosperma Nativa da Nova Caledônia (Oceania) Raríssima
  70. 70. Angiospermas BasaisNymphaeaceae• 58 spp.• Ervas aquáticas, com folhas flutuantes e flores solitárias, flutuantes,emergentes,• Partes florais espiraladas e pétalas se modificando gradualmente emestames laminares.
  71. 71. Angiospermas BasaisNymphaeaceae
  72. 72. Angiospermas BasaisNymphaeaceae
  73. 73. Angiospermas BasaisNymphaeaceaeNymphaea
  74. 74. Angiospermas BasaisNymphaeaceaeVictoria regia
  75. 75. Angiospermas BasaisAustrobaileyalesIllicium religiosumSchisandra rubrifloraIllicium verum
  76. 76. Angiospermas BasaisMagnoliidesCaracteres Plesiomórficos:Estames numerososCarpelos livres em arranjo espiralado,Sementes com embrião diminuto e endosperma abundante.
  77. 77. Angiospermas BasaisMagnoliidesAPG II (2003) Cronquist (1988) Dahlgreen (1980)Laurales Laurales LauralesMagnoliales Magnoliales MagnolialesAnnonalesCanellales WinteralesPiperales LactoridalesAristolochiales AristolochialesPiperales Piperales in NymphaenaeClados basais ChlorantalesIlliciales IllicialesIn Rosidae RafflesialesNymphaeales In NymphaenaeEudicotiledônea NelumbonalesRanunculales In RanunculanaePapaveralesIn Dilleniidae In Theanae
  78. 78. Angiospermas BasaisMagnoliides - LauralesExemplos:Louro, Dioscorea, Siparuna e Mollinedia91 gêneros,2858 espécies
  79. 79. Angiospermas BasaisMagnoliides - Laurales Siparunaceae – 2 gen., 75 spp. (Br. Siparuna, 40spp.) Monimiaceae– 20 gen., 250 spp. (Br. 4 gen, 70 spp.) Hernandiaceae – 5 gen., 60 spp. (Br. 3 gen., 10 spp.)• Semelhantes a Monocotiledôneas; Valor econômico: Inhame Lauraceae – 130 gen., 2200 spp. (Br. 33 gen., 250 spp.)• Árvores, arbustos ou parasíticas;• folhas simples, alternas, com células esféricas contendo óleos aromáticos;• perianto indiferenciado, anteras com deiscência valvar;• ovário único, súpero, com 1 óvulo e placentação apical;• Drupa ou baga• Valor econômico: frutos comestíveis, aromas e temperos; madeira
  80. 80. Mollinedia elegansSiparuna guianensisDioscoria alata
  81. 81. Angiospermas BasaisMagnoliides - Magnoliales
  82. 82.  Myristicaceae – 20 gen., 500 spp. (Br. 6 gen., 60 spp.) Magnoliaceae – 2 gen., 230 spp. (Br. Magnolia, 4 spp.)• Nós multilacunares; Folhas alternas, espiraladas ou dísticas;• Estípulas presentes ao redor da gema terminal; Flores solitárias e terminais;• Receptáculo alongado; Fruto agregado, folículos;• Sementes com sarcotesta alaranjada ou vermelha. Annonaceae – 130 gen., 2200 spp. (Br. 33 gen., 250 spp.)• Árvores ou arbustos; Folhas simples, alternas dísticas;• Perianto trímero, estames numerosos, usualmente espiralados;• Pistilos apocárpicos ou sincárpicos.• Valor econômico: frutos comestíveisAngiospermas BasaisMagnoliides - Magnoliales
  83. 83. Virola bicuhyba Liriodendron tulipiferaAnnona squamosa Duguetia furfuracea
  84. 84. Angiospermas BasaisMagnoliides - CanellalesWinteraceaeCanellaceae9-13 genera, 75-105 species.
  85. 85. Drimys winterCinnamodendronCanella winteranaTakhtajania perrieri
  86. 86. Angiospermas BasaisMagnoliides - Piperales17 genera, 4090 species
  87. 87. Angiospermas BasaisMagnoliides - PiperalesSINAPOMORFIAS• DNA; Folhas dísticas com pecíolo invaginante; Único profilo adaxial;• Nós intumescidos; Feixes vasculares livres;• Elementos do vaso com perfurações simples;• Flores trímeras e plastídios dos tubos crivados semelhantes aos demonocotiledôneas.Hydnoraceae – 2 gêneros• Parasitas de raízesAristolochiaceae – 7 gen., ca. 600 spp. Brasil – 3 gen., ca. 60 spp.• Usualmente trepadeiras,• Cálice grande, petalóide,• Corola ausente ou reduzida;• Estames adnatos;• Gineceu sincárpico, ovário ínfero.Piperaceae – 5-8 gen., ca. 2000 spp. Brasil – 5 gen., ca. 500 spp.• Inflorescência é um espádice com numerosas flores muito pequenas,unissexuais ou bissexuais, sem perianto;• Folhas com células aromáticas; Fruto drupa;• Condimentos: Piper nigrum – pimenta do reino; ornamentais – Peperomia spp.
  88. 88. Aristolochia ringensProsopanche americanaHydnora africana© José Vicente da Silva Ottonia martiana
  89. 89. Aristolochia gigantea
  90. 90. Angiospermas BasaisPosição incerta!CeratophyllalesChloranthales
  91. 91. Angiospermas BasaisPosição incerta!
  92. 92. Angiospermas BasaisCeratophyllaceae – 1 Gen./2 spp.• Ervas aquáticas,• monóicas,• ramos verticilados,• dicotomicamente ramificados.
  93. 93. Angiospermas BasaisChloranthaceae– 4 Gen./75 spp.• Folhas opostas• Flores monossimétricas espiraladasHedyosmum sp.
  94. 94. EUDICOTILEDÔNEASAngiospermasTibouchina semidecandra - Melastomataceae
  95. 95. MONOCOTILEDÔNEASAngiospermasTriticum sp - Poaceae
  96. 96. Resumo - Angiospermas• As primeiras Angiospermas– Cretáceo (Superior ou inferior?): ca. 140 Ma;– Ancestral provável: Benettiales;– Duas hipóteses da primeira flor, e consequente,arranjo filogenético;– “Mistério abominável de Darwin”• Tendências evolutivas– Surgimento do carpelo;– Diversificação dos órgãos reprodutores e forma dereprodução– Coevolução com polinizadores (e dispersores!)
  97. 97. Resumo - Angiospermas• Ciclo de Vida de uma Angiosperma– Segunda Fertilização (Endosperma secundário);– Gametófitos mantém-se dependentes doEsporófito;– Segunda Fertilização (Endosperma secundário)• Grupos Basais– Clado Magnoliides + 5 outras ordens (Amborellales,Nymphaeales, Austrobaileyales, Ceratophyllales, Chloranthales);– Distribuição Gondwânica;– Dados moleculares usados como ferramenta;– Flores vistosas a inflorescências inconspícuas

×