Projecto    jWaveRoller
ApresentaçãoO Grupo Lena, que é hoje o maior grupo empresarial da zona Centro do País.,teve origem na empresa Construtora ...
Conversão de Energia     Oceânica
Os Oceanos - recurso energético                gigante e inexploradoAs ondas são uma forma concentrada de energia Solar. A...
Fenómeno Surge, ondas de Fundo                   Near-shore•   As ondas de fundo encontram-se documentadas em diversos liv...
Potencial Global das Ondas de Fundo                       Nearshore• As ondas de fundo que se encontram no nearshore são u...
Mercado Potencial Global                            para o WaveRoller                     **) Total energy/ year = product...
Tecnologia WaveRoller• O WaveRoller é um sistema único,  comprovado e patenteado, concebido para  a de conversão de energi...
WaveRollers 1 and 2
Impactes Ambientais                Muito Reduzidos• O     elementos    constituintes   do     WaveRoller   não   alteram  ...
Porquê Peniche ?•   Região que já esteve para ser o Lar de    uma Central Nuclear (Ferrel);•   Condições ideais para injec...
Percurso de Desenvolvimento                      Percorrido•   Identificação e Exploração de Peniche como localização idea...
Actividades em Curso• Estudos Hidrodinâmicos com sistema de controlo activo implementado  (Sintonizar as ondas), prestes a...
Unidade Demosntração Comercial          WaveRoller
Conceito WaveRoller– simples e eficiente
Critérios Chave para               Tecnologia Vencedora• Custo de Investimento Competitivo (por MW), o que implica utiliza...
Unidade Demonstração WaveRoller
Caminho de SucessoApós passar com sucesso e aprendizagens as fases de I&D, às diferentes    escalas o caminho de sucesso p...
Consórcio para a construção da              Unidade Demonstração Comercial•   AW-Energy Oy, Coordenador•   ABB Finland, De...
Vantagens e Necessidades               Competitivas para PortugalVantagens:• O Grupo Lena não está apenas a ter uma presen...
Muito Obrigado pela Atenção!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

09 filipe aguiar

254 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
254
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

09 filipe aguiar

  1. 1. Projecto jWaveRoller
  2. 2. ApresentaçãoO Grupo Lena, que é hoje o maior grupo empresarial da zona Centro do País.,teve origem na empresa Construtora do Lena, fundada em 1974 por AntónioVieira Rodrigues, perto de Leiria e do rio Lena. Ainda com fortes raízes equalidades de cariz marcadamente familiar, o Grupo Lena encontra-se,actualmente, organizado em cinco Conselhos Estratégicos, englobando no seu , g g , guniverso mais de 70 empresas no sector da construção, imobiliária, indústria,serviços, turismo, comunicação, ambiente, gás natural e automóvel.A Lena Ambiente e Energia é uma sub-holding do Grupo Lena para as áreas daEnergia e Ambiente. Integra empresas Lena Ambiente que opera no sector do g g p q pambiente, nomeadamente gestão de resíduos, aterros e ETARs, a Criagás ePetroibérica que operam na área das energias convencionais, respectivamente,gás natural, combustíveis e derivados do petróleo, e a Eneólica que opera naárea das energias renováveis. Representa 18% do volume de negócios dog p ,grupo, cerca de 100 milhões de euros, e conta com 128 colaboradores. ,A Eneólica, S.A, é a empresa do Grupo Lena dedicada ao desenvolvimento óde projectos de produção de electricidade por fontes renováveis.A AW-Energy Oy é uma empresa finlandesa de desenvolvimento de tecnologiade conversão de energia das Ondas. Foi fundada em 2002, e desde então tem-se dedicado à ao desenvolvimento da tencologia WaveRoller percorrendo as´várias fases de I&D e construção de Protótipos, que foram já testados noEuropean Marine Energy Centre (EMEC) em Orkney na Escócia e também em Orkney,Peniche, Portugal.
  3. 3. Conversão de Energia Oceânica
  4. 4. Os Oceanos - recurso energético gigante e inexploradoAs ondas são uma forma concentrada de energia Solar. Através de fenómenos depressão e fricção exercida pelo vento sobre a água dos oceanos, as partículas deágua adquirem movimentos circulares/elípticos, que a grande escala originam o quedenominamos de ondas ondas.Embora a Energia Eólica e Solar, sejam as formas de energia renovável maisfamosas, a realidade é que a energia contida nos oceanos, por ser uma forma muitoconcentrada de energia solar, e vento, representa um potencial energético muitogrande e d i d de importância f l tâ i fulcral, especialmente para P t l i l t Portugal lNo entanto espera-se que a energia oceânica seja uma das fontes renováveis commaior crescimento em termos de aproveitamento até 2020.O WEC (World Energy Council) estima que o contributo da energia das ondas tenha Council),o potencial para contribuir com 10% das necessidades globais de electricidade até2020, num investimento global de + $800 biliões. (Fonte: World Energy Council)
  5. 5. Fenómeno Surge, ondas de Fundo Near-shore• As ondas de fundo encontram-se documentadas em diversos livros teóricos de literatura marinha, e são bem conhecidos dos mergulhadores profissionais, tendo sido considerados como uma potencial fonte para a geração energia renovável pelo mergulhador profissional R l lh d fi i l Rauno K i Koivusaari d i durante os anos 90 90.• O movimento das partículas de água passa de circular a elíptico à medida que nos aproximamos da linha de costa, e a dada distância torna-se praticamente horizontal. horizontal É Este fenómeno de movimento elíptico das ondas que o Waveroller explora.• Existe uma correlação directa entre a velocidade do movimento horizontal das ondas com a velocidade das ondas à superfície. p
  6. 6. Potencial Global das Ondas de Fundo Nearshore• As ondas de fundo que se encontram no nearshore são uma fonte muito interessante e omnipresente com bastantes locais potenciais ao longo das linhas de costa oceânicas.• Tê Têm sido f it id feitos múltiplos estudos para d t últi l t d determinar a % d redução d i de d ã de conteúdo energético das frentes de onda do Off-Shore para o Near- Shore.• As últimas estimativas apontam para que média global de redução do conteúdo energético seja de apenas 10% a 20%.
  7. 7. Mercado Potencial Global para o WaveRoller **) Total energy/ year = product of all preceding parameters O Potencial global de geração de energia por aproveitamento das ondas de fundo através do sistema WaveRoller está estimado em 530 TWh/ano, o que corresponderia a uma potência média instalada de 61 GW. Esta previsão está em linha com outras estimativas apresentadas dentro da indústria: – O potencial contributo da energia das ondas no mercado global de electricidade em 2025 está estimado em 2000 TWh/ano. tá ti d TWh/ – As estimativas do potencial de aproveitamento à escala comercial para a energia das ondas no offshore do Reino Unido apontam para um valor da Ordem de 87 TWh/ano.
  8. 8. Tecnologia WaveRoller• O WaveRoller é um sistema único, comprovado e patenteado, concebido para a de conversão de energia de ondas em electricidade. electricidade É o primeiro sistema concebido para fazer o aproveitamento do fenómeno SURGE em ondas de fundo no near-shores.• História: As origens da inovação remontam a 1993 quando um mergulhador profissional fi l dê R fi i l finlandês Rauno KKouvusaari, i reparou na potência e velocidade das ondas de fundo, e desenvolveu protótipos com especialistas do Fortum Hydro Research R h Laboratory, L b t para o aproveitamento dessa energia.• AW-Energy f foi estabelecida na Finlândia b l d lâ d em 2002 para desenvolver e comercializar esta inovação.
  9. 9. WaveRollers 1 and 2
  10. 10. Impactes Ambientais Muito Reduzidos• O elementos constituintes do WaveRoller não alteram significativamente ou danificam o natural movimento da água;• Os impactes visuais da tecnologia são nulos, uma vez que nos parques WaveRoller, os equipamentos se encontra submerso (naturalmente sinalizado) e fixados ao leito oceânico de modo seguro;• Os equipamentos e materiais usados foram estudados de modo a serem compatíveis com o ambiente marinho e as unidades não contêm qualquer composto perigoso;• Os movimentos do equipamento não “assustam” a vida marinha, e como se reparou nas 2 experiências a presença das estruturas fomentam inclusivamente o crescimento de moluscos e bivalves;• Os equipamentos não produzem qualquer poluição sonora passível de afectar mamíferos marinhos;
  11. 11. Porquê Peniche ?• Região que já esteve para ser o Lar de uma Central Nuclear (Ferrel);• Condições ideais para injecção de Energia na Rede Eléctrica,• Condições naturais de recurso (ondas) extraordinárias t di á i• Forte vontade local de fazer parte da história do desenvolvimento da Energia das Ondas; ;• Existência de know-how associado à economia oceânica local, Estaleiros, actividades relacionadas com empreitadas no mar; p ;• Proximidade de Parceiros com Know-how e capacidade de desenvolvimento de projectos para concretizar projecto;
  12. 12. Percurso de Desenvolvimento Percorrido• Identificação e Exploração de Peniche como localização ideal para instalação de um Protótipo Piloto do WaveRoller; 2006;• Estudos detalhados da localização desenvolvidos; 2006 – 2007• Estudos de Impactes Ambientais Limitados desenvolvidos; 2006 – 2007• Parceria com Eneólica, Grupo Lena; 1º trimestre 2007;• Instalação de um Protótipo Piloto, WaveRoller 1 em Abril de 2007, e upgrade para WaveRoller 2 em Abril de 2008, Decomissioning em Agosto de 2008• Incorporação das aprendizagens provenientes de WR1 e WR2; ã• Definição do Plano de desenvolvimento tecnológico, para Instalação da Unidade de Demonstração Comercial; 2008 - 2009• Preparação de Consórcio Internacional para Candidatura ao FP7 – 2008• Obtenção de Financiamento no âmbito da Candidatura ao FP7 - 2009
  13. 13. Actividades em Curso• Estudos Hidrodinâmicos com sistema de controlo activo implementado (Sintonizar as ondas), prestes a finalizar (Maio 2010)• O ti i Optimização dos modelos matemáticos d simulação do impacto das ã d d l t áti de i l ã d i t d ondas na Asa;• Optimização do desenho e construção da Asa;• Testes ao sistema PTO (power Take-Off) PTO com o Institute of Hydraulics and Automation na Finlândia e a Bosch-Rexroth na Alemanha, em Curso;• Engenharia Básica e de Detalhe da Unidade de Demonstração, com incorporação dos equipamentos constituintes do Controlo Activo• Licenciamento e Projectos de Engenharia da Subestação• Início do Fabrico da Plataforma do WaveRoller – Setembro 2010• Início do Montagem da Unidade Demo do WaveRoller – Dezembro 2010• Instalação da Unidade de Demonstração de 300 kW no final do 1º Semestre de 2011;
  14. 14. Unidade Demosntração Comercial WaveRoller
  15. 15. Conceito WaveRoller– simples e eficiente
  16. 16. Critérios Chave para Tecnologia Vencedora• Custo de Investimento Competitivo (por MW), o que implica utilização de materiais, componentes mecânicos e electrónicos standard, e potencia instalada significativa;• Minimização de Operações e tempo necessário para instalação e recuperação para manutenção do equipamento;• Proximidade a Terra → Menor (Tempo) Custos de Operações no Mar• Operação e Manutenção simples de baixo custo;• Design Robusto centrado na sobrevivência controlada do equipamento;• Forte Suporte em Know-How desenvolvido com garantias de qualidade e inovação nas áreas de hidráulica, componentes mecânicos e Geração de Energia.• C i ã d um F t Cl t Criação de Forte Cluster sobre a t b tecnologia W l i WaveRoller conseguida, R ll id com incorporação nacional significativa;• A tecnologia WaveRoller é menos dependente das condições de vento locais nas zonas de ondulação => aplicabilidade mais vasta e energia > mais previsível do que outras formas de conversão de energia das ondas;• Impactes Ambientais, e nas actividades marinhas locais limitados;
  17. 17. Unidade Demonstração WaveRoller
  18. 18. Caminho de SucessoApós passar com sucesso e aprendizagens as fases de I&D, às diferentes escalas o caminho de sucesso percorre-se com os seguintes passos:• Passar com sucesso a última fase de desenvolvimento tecnológico de hoje até 1º semestre de 2011;• Instalar com sucesso a Unidade de Demonstração Comercial de 300 kW durante o Verão de 2011.• Manter e Operar a instalação WaveRoller de 300 kW e obter efeito demonstrativo com a produção e injecção de electricidade na rede durante 2011 e 2012;• Demonstrar a Viabilidade Técnica e Financeira da Tecnologia.• Preparar um plano e f P l formas as alianças estratégicas necessárias para a li t té i á i implementação em larga escala da tecnologia;• Capitalizar na compatibilidade da tecnologia WaveRoller com outras formas d aproveitamento d energia marinha, Eóli f de it t de i i h Eólico Off h Offshore, e Ondas Onshore e Offshore;
  19. 19. Consórcio para a construção da Unidade Demonstração Comercial• AW-Energy Oy, Coordenador• ABB Finland, Desenho do Sistema Eléctrico FINLÂNDIA• Multimart Oy, Desenho da Asa• Bosch-Rexroth, Desenho do Sistema PTO (Power Take-Off) ALEMANHA• ENP (Estaleiros Navais de Peniche), Optimização Técnica e Fabrico da Asa;• Grupo Lena + Eneólica, Desenho final da Fundação, colocação PORTUGAL do WAveRoller;• WavEC, Wave Energy Center, Lisboa, Monitorização Técnica do Funcionamento da Unidade de Conversão de Energia e Disseminação dos Resultados;Outros Parceiros• IMIEU, Monitorização Ambiental , ç• Município de Peniche• Instituto Hidrográfico, Estudos Sedimentares
  20. 20. Vantagens e Necessidades Competitivas para PortugalVantagens:• O Grupo Lena não está apenas a ter uma presença passiva no desenvolvimento da tecnologia, está a participar activamente no desenvolvimento do know-how g , p p tecnológico e operacional do sistema WaveRoller;• Isto significa Fixação de Know-how em Portugal, e mais especificamente em Peniche;• Criação de Rede local de Prestadores de Serviços e fornecedores de componentes do sistema WaveRoller;• Fixação na Região de Peniche de know-how que será crítico para o Cluster associado à tecnologia WaveRoller;• Participação em toda a cadeia de valor associada á tecnologia WaveRoller, permite-nos capitalizar em maior percentagem os benefícios económicos do desenvolvimento da tecnologia, ser parte activa nos desenvolvimento futuros da tecnologia e exportar Know-How futuro;Necessidades:• Tranquilidade e Realismo no desenvolvimento final do Projecto WaveRoller;• Expectativas assentes na Terra sobre a dimensão das dificuldades a ultrapassar;• Compreensão Governamental Nacional e Local para o potencial do desenvolvimento tecnológico em termos de benefícios regionais e nacionais;• Capacidade de Acção e Concretização no Mar;
  21. 21. Muito Obrigado pela Atenção!

×