E book gestão familiar

228 visualizações

Publicada em

E book gestão familiar

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
228
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

E book gestão familiar

  1. 1. 1Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Saiba como manter a gestão da empresa nas mãos da família de uma forma profissional e que mantenha o negócio em crescimento. E entenda quando é a hora de passar o controle para outras mãos.
  2. 2. 2Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Saiba como manter a gestão da empresa nas mãos da família de uma forma profissional e que mantenha o negócio em crescimento. E entenda quando é a hora de passar o controle para outras mãos. ÍNDICE Introdução Conclusão Referências Capítulo 1 | Entenda o que é uma empresa familiar Capítulo 2 | A gestão familiar: vantagens e desvantagens Capítulo 3 | A importância da sucessão no negócio da família Capítulo 4 | Quando é a hora de colocar a gestão da empresa em outras mãos 16 03 05 22 20 09 23
  3. 3. 3Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso INTRODUÇÃO No Brasil, a maioria das empresas é de gestão familiar. Segundo levantamento de 2005 do Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) o percentual chega aos 90%. Apesar de dominarem o cenário, porém, as companhias dessa categoria têm um histórico que não as favorece, pois boa parte delas não dura com o passar das gerações. A gestão familiar é a base e a coluna vertebral do nosso capitalismo ocidental. Existem inúmeras histórias inspiradoras de consolidação em certos mercados e crescimento exemplar, mas os perigos são muitos e é importante saber reconhecê-los e evitá-los. As principais armadilhas acontecem quando a parte empresarial é confundida e/ou entra em conflito com a parte familiar. Saber reconhecer os problemas já é meio caminho andado. Equilíbrio deve ser a palavra de ordem para sobreviver.
  4. 4. 4Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Para tomar as decisões corretas e estar preparado é preciso atenção aos detalhes da empresa. Este guia pode ajudar a desenvolver a sensibilidade necessária para prosperar. Os próximos capítulos apresentam um cenário desse tipo de negócio, mostram os lados positivos e negativos e dão dicas de como não só manter a empresa, mas como fazê-la evoluir e crescer. Boa leitura!
  5. 5. 5Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso CAPÍTULO 01 O que é uma empresa familiar As empresas familiares podem, inicialmente, ser organizadas em três tipos básicos quando se fala em nível financeiro: Tradicionais: têm o capital fechado e a família possui o total controle administrativo e financeiro sobre os negócios com os quais a empresa está envolvida; Híbridas: fogem do estereótipo clássico, possuem capital aberto e gestores especializados, mas o controle de capital é ainda exercido pela família; Influência Familiar: são as mais incomuns, pois a maioria dos acionistas é composta por terceiros e a família se distancia das decisões financeiras e administrativas, apesar de ainda possuir controle estratégico. 1 2 3
  6. 6. 6Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Este, porém, não é o único modo de categorização desse tipo de negócio, pois existe um considerável número de variáveis que podem ser usadas para defini-lo. Há quem defenda que essas empresas podem ser divididas também em: Individual: Quase foge da categoria familiar, pois é formada por um único indivíduo que inicia um pequeno negócio em seu nome. Artesanal: Explora um pequeno patrimônio agrícola ou um negócio artesanal transmitido, em regra, de pai para filho. Capital Familiar: Quando a totalidade ou uma parte significativa do capital está nas mãos de uma família, mas cuja direção é entregue a gestores especializados em determinados ramos de atuação com base em competências individuais. Genuinamente Familiar: Quando o capital e o controle da empresa ficam nas mãos de uma família. +
  7. 7. 7Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Outros conceitos importantes internacionalmente aceitos para que uma empresa seja definida como Familiar dizem respeito a três vertentes principais: No Nível de Propriedade: Uma família controla financeiramente a empresa. Sendo ela de capital fechado, ou aberto e, nesse caso, a família precisa possuir a maioria das ações. No Nível de Gestão: Os principais cargos executivos-administrativos da empresa são controlados por membros da família. No Nível de Sucessão: Esse controle, tanto financeiro quanto administrativo, é passado às gerações seguintes quando os antecessores se aposentam ou deixam a empresa.
  8. 8. 8Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso A Ypióca, nome que significa “terra roxa”em tupi-guarani, é a empresa familiar mais antiga do Brasil. A fundação data de 1846, quando Gabriela de Moura Araújo recebeu de herança de seu pai, Dario Telles de Menezes, os procedimentos de fabricação da aguardente. Foi pioneira ao trocar a mão de obra de escravos por trabalhadores antes da abolição. Também foi a primeira a exportar cachaça para a Alemanha na década de 1960. E a produção, que começou com 30 litros por dia, chegou a ultrapassar os 200 milhões de litros por ano. A empresa passou mais de 160 anos nas mãos da família Telles de Menezes até que, em 2012, foi vendida por R$ 940 milhões para a gigante de bebidas Diageo, empresa britânica responsável por bebidas famosas como a Guiness e a Smirnoff. O valor da venda comprova que sempre foi uma empresa de sucesso. No Brasil, 87% das empresas são categorizadas como organizações de gestão familiar. O país está repleto de bons exemplos de negócios próprios que cresceram sob o comando de apenas uma família, mas exemplos negativos também devem ser lembrados. A maior parte das empresas desse formato não aguenta a mudança de geração no comando. Os capítulos a seguir mostram como fugir das armadilhas que trilham os caminhos desse tipo de gestão.
  9. 9. 9Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso CAPÍTULO 02 A gestão familiar: vantagens e desvantagens Apesar da grande representatividade histórica no Brasil e no mundo, as empresas familiares dividem opiniões hoje em dia. Os defensores consideram o tipo de negócio ideal, pois acreditam que essas empresas são a base, a coluna vertebral econômica do capitalismo ocidental. Quem é contra, normalmente, considera o modelo obsoleto. O mais importante para trazer o equilíbrio entre os dois lados da discussão é pensar separadamente nos pilares “empresa”e “família”. O destaque vai para essa cisão de conceitos, porque em uma família, com ou sem negócios envolvidos, todo o tipo de conflito pode surgir da convivência. Não é certo nem errado, apenas um comportamento social natural. Quando se pensa em negócios, é preciso que os conflitos não interfiram..
  10. 10. 10Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso É importante perceber, contudo, que certas características tipicamente familiares vêm a acrescentar nos pontos positivos desse modo de gestão. PRÓS E CONTRAS A maioria dos especialistas têm opiniões parecidas sobre o que atrapalha e o que não atrapalha nas empresas familiares. Algumas das principais vantagens e desvantagens revelam pontos importantes a serem observados: Vantagens Interesses: É natural que, quando as pessoas com poder de decisão na empresa fazem parte da mesma família, elas tenham laços afetivos e harmonia de gostos e maneiras de trabalhar. Esses interesses em comum tornam mais fácil e natural o indispensável processo de auto exigência e sacrifício em prol dos objetivos; x
  11. 11. 11Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Comando centralizado: A unidade de comando facilita em situações de emergência, pois o questionamento da responsabilidade e poder de decisão é menor do que em outras empresas; Confiança: Uma autoridade bem definida e clareza nas metas e intenções são ingredientes que elevam o nível de confiança em organizações desse tipo; Facilidade de comunicação: Como a comunicação é intensa e fluida, ignorando barreiras desnecessárias, a tomada de decisões é facilitada; Flexibilidade: A coordenação e a facilidade na tomada de decisões se deve à simplicidade da estrutura organizacional comum nesse tipo de empresa. O modelo mais enxuto permite mais agilidade nos processos de atribuição de responsabilidades, no ato de delegar funções e fortalece a autonomia;
  12. 12. 12Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Longo prazo: Os gestores, em busca do bem comum para a empresa, tendem a desenvolver projetos que levem em conta não só melhorias imediatas, mas com o pensamento nas futuras gerações que se responsabilizarão pela empresa. Estabilidade deve ser o foco e a palavra de ordem; Permanência de valores: Das características marcantes de uma empresa familiar, se destaca a continuidade de valores definidos pelo fundador. As características dele são seguidas como exemplos de modo de agir. Os colaboradores que levam a empresa para frente normalmente sabem perfeitamente regras e comportamentos que devem ser respeitados.
  13. 13. 13Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Confusão entre a propriedade da empresa e a capacidade para gerir: O fato da maioria das contratações acontecerem dentro da própria família pode causar situações como a colocação de alguém não especializado ou com um perfil que não funcione em determinado cargo só por essa pessoa ser do mesmo parentesco; Isolamento: Fechada em si mesma, a família tende a ter uma dificuldade maior quanto a mudanças externas de produtos, clientes e mercado em geral. É preciso ter cuidado para que o distanciamento não permita que o próprio contato direto com clientes, que normalmente é feito por classes mais baixas na hierarquia, não se isole totalmente da cúpula familiar com poder de decisão da empresa; Distanciamento das regras de mercado: Pela tendência de seguir a cultura de negócio estabelecida pelo fundador, as empresas familiares precisam fortalecer o lado flexível no sentido de saber quando certas regras consideradas sagradas precisam ser modificadas; Desvantagens
  14. 14. 14Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Confusão entre laços afetivos e contratuais: A linha parece tênue, mas não deve ser. Muitos gestores desse tipo de empresa seguem linhas paternalistas em relação aos funcionários na hora de tomar decisões administrativas. É preciso resistir a essa tentação e separar bem os dois fatores; Sucessão: Não deveria ser um problema porque é um processo natural e necessário. Infelizmente as estatísticas revelam enfraquecimento dos negócios quando o fundador deixa a empresa. Falaremos mais disso no próximo capítulo. Falta de clareza: Naturalmente o controle da administração se torna menos rigoroso com o tempo, podendo ocorrer desvios (voluntário ou não) e outras irregularidades. Envolver um terceiro que não seja da família em processos relacionados pode ser uma boa medida para evitar suspeitas e/ou alegações de desonestidade;
  15. 15. 15Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Problemas familiares: Parece óbvio, mas é importante lembrar que pessoal e profissional devem ser separados. Diretores de empresas normalmente passam muito tempo trabalhando e pouco tempo em casa. Quando é o caso das empresas familiares, certos membros acabam convivendo frequentemente e acabam misturando as duas coisas, isso não deve acontecer, pois prejudica tanto o lado da administração do negócio, quanto o lado familiar. A comunicação é importante para deixar tudo às claras.
  16. 16. 16Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso CAPÍTULO 03 A importância da sucessão nos negócios da família Estatísticas diversas apontam para um histórico não muito animador para as Empresas de Gestão Familiar. Estudos feitos pelo Sebrae no início dos anos 2.000 concluíram que, no Brasil, a cada 100 empresas familiares, apenas 30 sobrevivem à segunda geração e 15 à terceira. Esse cenário normalmente está relacionado com a má administração. É comum nas gerações posteriores à do fundador, que os administradores se afastem uns dos outros. Com a “perda”de um comando central bem estabelecido, a organização fica suscetível a crises e desafios inesperados por um período. Segundo análises da grande maioria dos artigos que tratam do tema, a principal razão do enfraquecimento e, às vezes, o fim da empresa é a confusão entre os relacionamentos familiares. Brigas, discordâncias e rivalidade são ingredientes perigosos nesse momento de mudança.
  17. 17. 17Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso A sucessão, contudo, é natural e necessária. Empresas centenárias são provas de que a preparação de um bom plano de sucessão pode ser a chave para garantir a estabilidade nos negócios. Princípios para a sucessão Para garantir uma continuidade e uma transição sem traumas, alguns princípios importantes podem ajudar. Confira: A sucessão é um processo, não um ato isolado. Quando é feita acertadamente, quase ninguém se dá conta dela; É difícil iniciar as conversações sobre a necessidade de planejar a sucessão, mas o melhor é não protelá-las;
  18. 18. 18Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Nenhum plano de sucessão é seguro se o fundador não tem garantido seu futuro econômico; Ao pensar no sucessor, sua participação na empresa familiar deve ser um gesto voluntário, não uma obrigação; Na maioria dos casos, uma vasta experiência em outras empresas é um requisito essencial para uma carreira de sucesso na empresa familiar. Portanto, é preciso estimular os descendentes nesse sentido; Um sólido planejamento da sucessão contribui para aumentar o valor da empresa; Antes de se retirar, os proprietários necessitam de, no mínimo, cinco anos para começar a cultivar atividades pessoais que lhe despertem interesse; 5
  19. 19. 19Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso No geral, a sucessão é percebida mais dolorosamente pelos filhos do que pelo proprietário; Na medida do possível, os sucessores não devem trabalhar diretamente sob as ordens dos pais; Uma boa sucessão pede planejamento. A decisão desse plano deve estabelecer passos simples e que ajudem o proprietário a passar a empresa para as mãos dos descendentes da maneira correta. Esse planejamento deve trazer o tipo de política organizacional pretendido para o futuro, o desenvolvimento dos líderes que compõem a diretoria e os cargos importantes da empresa, clareza no plano estratégico e a definição de como será o processo de sucessão e a seleção dos sucessores. Existem situações, porém, em que o líder ideal não está no seio da família e é preciso aceitar a possibilidade de buscar conhecimento do lado de fora para que a empresa possa prosperar e para que a família se beneficie com isso.
  20. 20. 20Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso CAPÍTULO 04 Quando é hora de colocar a gestão da empresa em outras mãos Não adianta. Por mais que o processo comum seja que os administradores sejam exclusivamente da família do fundador, às vezes a especialização necessária precisa vir de fora. Alguém conhecedor do mercado que possa agregar processos de crescimento vale muito mais que alguém que é da família mas não possui os conhecimentos necessários para certos cargos.
  21. 21. 21Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso A criação de um conselho familiar na contratação desse tipo de gestor ajuda a manter um equilíbrio de ideias. É importante que o profissional tenha experiência externa e que conheça o negócio da empresa. Importante lembrar que a identidade e a personalidade originais da empresa podem e devem ser mantidas. A entrada de terceiros vem acrescentar e auxiliar as áreas deficientes na organização. A ideia de existirem conselhos para tomar decisões está aí justamente para que os assuntos sejam analisados de maneira diversificada. O conselho máximo quando se fala em diversificar a organização da administração da empresa familiar é: Livre-se de preconceitos, mas seja cuidadoso. O medo de ousar pode acabar fazendo o proprietário perder oportunidades de agregar valor à empresa e não só manter a administração familiar, mas melhorá-la e fazê-la evoluir.
  22. 22. 22Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso CONCLUSÃO Como foi percebido ao longo dos capítulos, a palavra- chave para qualquer administração bem sucedida a longo prazo é equilíbrio. No caso das empresas de gestão familiar, ou simplesmente empresas familiares, o balanço deve acontecer para que os tipos de relação que a compõem, familiar e profissional, não entrem em conflito. O Brasil tem, em seu histórico, vários exemplos positivos de famílias que conseguiram ultrapassar gerações e prosperar, superando os obstáculos e as armadilhas que trilham o caminho do empreendedor. É importante estar atento para perceber essas adversidades e lidar com elas à medida que elas acontecem. Se você se encaixa em alguma das características positivas e negativas citadas neste guia, use-o a seu favor. Se perceber que a empresa precisa de sangue novo, busque os especialistas que precisar e procure fortalecer as áreas deficientes.
  23. 23. 23Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso REFERÊNCIAS PME Link Administradores.com Sebrae Sebrae 2 Conselho Regional de Administração SP Tendências da empresa familiar Planejar para prosseguir/ Unifra PEGN
  24. 24. 24Índice Gestão familiar: fuja das armadilhas e alcance o sucesso Sobre o ContaAzul O ContaAzul é o mais simples sistema de gestão online para micro e pequenas empresas. Com ele você controla seu financeiro, suas vendas, seu estoque, e emite nota fiscal eletrônica sem complicações. Além disso, nosso atendimento de primeira está disponível para te ajudar gratuitamente por telefone, e-mail e chat. Telefone: 0800 600 0919 Central de Atendimento: suporte@contaazul.com Experimente gratuitamente agora!

×