C:\Fakepath\Reforma1

1.226 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.226
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

C:\Fakepath\Reforma1

  1. 1. REFORMA AGRÁRIA A FOME DO CAPITAL Apresentação para Prof. Oswaldo Módulo : ENCONTRO ENTRE O URBANO E O RURAL Participantes: ALCIONE FÁTIMA DA SILVA JURIGAN ANDRÉ SOMAZZ REIS MARIA CRISTINA DA SILVA SILAS ALVES FEITOSA 3º SEMESTRE CIÊNCIAS SOCIAIS (EAD) PÓLO CAMPINAS-SP
  2. 2. AMERICA LATINA
  3. 3. QUESTÃO AGRÁRIA <ul><li>Na América Latina as questões agrárias são advindas de vários fatores complexos que foram criados pelo desenvolvimento da agricultura e da pecuária fundamentadas no modo de produção capitalista </li></ul>
  4. 4. QUESTÃO AGRÁRIA NO BRASIL <ul><li>Desde os tempos coloniais a propriedade privada da terra, instalou-se e o latifúndio é o fator mais preponderante; </li></ul><ul><li>Distribuição de Terras como forma de se fazer justiça social; </li></ul><ul><li>Reforma agrária ganhou força na sociedade, propondo a democratização da propriedade rural; </li></ul><ul><li>Lutas sociais, através dos movimentos dos sem terra pelo uso de terras improdutivas e por direitos sociais. </li></ul>
  5. 5. QUESTÃO AGRÁRIA NO MÉXICO <ul><li>Luta dos camponeses pela propriedade de suas terras; </li></ul><ul><li>Os grandes latifundiários resistiram as transformações sociais pela terra; </li></ul><ul><li>Até 1935, os latifundiários resistiram as reformas; </li></ul><ul><li>De 1935 a 1940, houve um processo de desapropriação e distribuição de suas terras bastante intensas; </li></ul><ul><li>De 1940 a 1958, quando o capitalismo se solidificou impondo-se no sistema da reforma agrária mexicana. </li></ul>
  6. 6. QUESTÃO AGRÁRIA EM CUBA <ul><li>Antigo regime colonial; </li></ul><ul><li>Dominação Espanhola com uma maior concentração de terras nas mãos dos colonizadores espanhóis; </li></ul><ul><li>Estados Unidos se caracterizou em Cuba pelo controle imperialista da propriedade agrária; </li></ul><ul><li>De 1934 a 1958 , ocorre processo de aceleração de concentração fundiária em Cuba; </li></ul><ul><li>Reforma Agrária foi um dos elementos fundamentais da Revolução Cubana. </li></ul>
  7. 7. RELAÇÃO DA REFORMA AGRÁRIA E A FOME <ul><li>No Brasil: O Movimento dos sem terra é a expressão da continuidade das lutas dos camponeses pela posse de terras que poderão dar uma melhor qualidade de vida para eles, retirando-os de uma vida de misérias e fome, alimentadas cada vez mais por interesses do Estado que protege a classe dominante com leis que os favorecem em detrimento do outro que vive em estado inferior a dignidade social . </li></ul>
  8. 8. RELAÇÃO DA REFORMA AGRÁRIA E A FOME <ul><li>México : A luta dos camponeses pela propriedade rural levou os latifundiários a expropriação de suas terras em benefício dos camponeses, estabelecendo colônias agrárias, antes a mão-de-obra utilizada pelos grandes latifundiários era usada por escravos que dependiam de saldar suas dívidas para compra de alimentos. Os indígenas foram expulsos de suas terras e na luta social muitos morreram. </li></ul>
  9. 9. RELAÇÃO DA REFORMA AGRÁRIA E A FOME <ul><li>Cuba : O acelerado processo de concentração de terras, levou ao desaparecimento dos cultivos de subsistência das populações indígenas e houve extermínio dessa população expropriada de suas terras. </li></ul>
  10. 10. PROBLEMAS SOCIAIS RESULTANTES DE UMA MÁ ADMINISTRAÇÃO AGRÁRIA <ul><li>Conflitos em decorrência da má distribuição de terras, resultando em problemas sociais insolucionáveis, como a miséria advinda da fome, falta de moradias, planos de governo insuficientes para cobrirem as deficiências sociais. </li></ul>
  11. 11. Precisa haver uma reforma agrária que possibilite, finalmente, por fim à grilagem de terras e restituir a posse da terra aos milhões de pequenos produtores que têm sido expropriados pelo latifúndio, e pelo capital industrial e financeiro. Nos referimos a uma lei de reforma agrária que resolva a questão agrária e abra caminhos para a democratização da terra e de um modelo agrícola que privilegie a quem nela trabalhe. CONCLUSÃO
  12. 12. BIBLIOGRAFIA <ul><li>Vesentini, J. William. (2005), Sociedade e espaço : geografia geral e do Brasil / José William Vesentini. – 44. ed. Atual. E reform. – São Paulo : Ática , 2005. </li></ul><ul><li>Dias, Reinaldo . ( 2000), Sociologia aplicada ao comércio exterior / Reinaldo Dias. – Campinas, SP : Editora Alínea, 2000. 296 p 2ª. Edição. </li></ul>

×