Antes das cidades de asfalto e concreto  serem erguidas,  qual a vida que  aqui existia?
Antes do Espanhol  e do Português  se tornarem os idiomas dominantes, que línguas aqui predominavam?...
–  Povos Indígenas  da América Latina –
Um antigo ditado  indígena ensina: “ Anda com mansidão sobre a terra – ela é sagrada.”
O que significa  “ andar com mansidão sobre a terra”? Como proceder para senti-la sagrada?
O resgate do  senso de orientação.   A capacidade  de acolhimento.   Um ponto de vista solidário. A ancestral  sabedoria i...
O cuidado com  a Natureza. E o cuidado  com a Vida.
Menino da etnia  Manoki aprende a  tocar a flauta sagrada, durante ritual  de iniciação.
Por algumas semanas,  todos os meninos  entre 12 e 14 anos  da aldeia são reunidos  para as festividades,  rituais e cerim...
Complexas e  riquíssimas tradições – mitos e cosmovisões transmitidos através de símbolos, ritos,  cânticos, danças  e his...
Transmissão de  valores regionais, comunitários  e espirituais.
Os mistérios e  os segredos que embelezam e banham  de sentido e significado a jornada terrena.
O Sopro que  no âmago do sopro reside. O Silêncio que  no coração do  silêncio habita. Mistérios...
Mistérios...
Uma espiritualidade  que, diferentemente  da nossa,  permeia todos  os aspectos e todas  as horas do dia.
O olhar amoroso e acolhedor  para com a vida,  em todas as  suas manifestações  e formas.
 
 
 
Menina da etnia Ache brinca  com um filhote de porco-do-mato. - Canindeyú, Paraguai
Diversas tribos indígenas mantêm um antigo costume de adoção de pequenos animais órfãos.
Porcos-do-mato, quatis, macacos, preguiças e aves  –  criados como se fossem parte da família.
O sagrado pulsar da Vida.
“ Anda com  mansidão sobre  a terra – ela é sagrada.”
Todos os valores esquecidos e ignorados pelo nosso mundo “civilizado”, que necessitamos  reaprender e resgatar.
Valores estes tão  presentes e vivos nas culturas indígenas.
O respeito pelos  mais velhos. O cuidado para  com as crianças  e a infância.
Nas comunidades indígenas, todo pequeno aspecto e ato do cotidiano – sejam as pinturas corporais, os ornamentos ou as cerâ...
...transpira a espiritualidade  e a identidade ancestral.
Pintura facial  Asurini do Xingu - Pará, Brasil
Jovem da etnia Yine - Miaria, Peru
A anciã mexicana,  da etnia Temoaya,  nos dirige o olhar.
A ancestral  sabedoria  acumulada.  Os saberes e a herança  étnica.
O mundo  que ela vê,  quão diferente  é do que  os nossos  olhos enxergam.
Se sentássemos  para ouvir as  suas palavras, possivelmente nos diria: “ É preciso ter  mais cuidado  com o nosso  planeta...
“ É preciso ter  mais cuidado  com a Vida.”
“ Cuidai da infância –  com mais atenção, amor e carinho.”
“ Diante do atual  descuido com o presente,  que futuro  podemos  esperar?...”
“ Diante do atual  descuido com o presente,  que futuro  podemos  esperar?...”
Na serenidade do seu riso,  e por meio da alegria em seu olhar... A pequena índia rema suavemente.
...ela nos recorda que, para além da nossa atribulada rotina moderna, existem outros valores, outras formas de se viver a ...
Outras alegrias, e uma nova esperança.
Um outro mundo, impermeável às palavras.
É preciso coração para habitá-lo. Nele, nem a vida teme a morte, nem a primavera ao outono dá lugar.
“ Siga sua bem-aventurança.” Joseph Campbell
Pequenas índias da  etnia Quechua - Incuyo, Peru
Pequeninos olhos da  etnia Aymara - La Paz, Bolívia
Menina da etnia Pai Tavyterã - Paraguai
Menina da etnia Waorani (ou Huaorani) - Equador
E ao cuidarmos, respeitarmos  e valorizarmos a cultura indígena,...
...talvez também estejamos cuidando  daquilo de mais valioso que possuímos:
A essência do nosso próprio ser. Um resgate daquilo que confere vida à nossa alma.
O Sopro, o Silêncio e a Vida.
O Sopro, o Silêncio e a Vida.
Tema musical:  “ El Condor Pasa”, canção tradicional andina. Formatação: um_peregrino@hotmail.com
 
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Indios Dois

1.099 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.099
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Indios Dois

  1. 1. Antes das cidades de asfalto e concreto serem erguidas, qual a vida que aqui existia?
  2. 2. Antes do Espanhol e do Português se tornarem os idiomas dominantes, que línguas aqui predominavam?...
  3. 3. – Povos Indígenas da América Latina –
  4. 4. Um antigo ditado indígena ensina: “ Anda com mansidão sobre a terra – ela é sagrada.”
  5. 5. O que significa “ andar com mansidão sobre a terra”? Como proceder para senti-la sagrada?
  6. 6. O resgate do senso de orientação. A capacidade de acolhimento. Um ponto de vista solidário. A ancestral sabedoria indígena.
  7. 7. O cuidado com a Natureza. E o cuidado com a Vida.
  8. 8. Menino da etnia Manoki aprende a tocar a flauta sagrada, durante ritual de iniciação.
  9. 9. Por algumas semanas, todos os meninos entre 12 e 14 anos da aldeia são reunidos para as festividades, rituais e cerimônias que marcam o rito de passagem para a idade adulta.
  10. 10. Complexas e riquíssimas tradições – mitos e cosmovisões transmitidos através de símbolos, ritos, cânticos, danças e histórias.
  11. 11. Transmissão de valores regionais, comunitários e espirituais.
  12. 12. Os mistérios e os segredos que embelezam e banham de sentido e significado a jornada terrena.
  13. 13. O Sopro que no âmago do sopro reside. O Silêncio que no coração do silêncio habita. Mistérios...
  14. 14. Mistérios...
  15. 15. Uma espiritualidade que, diferentemente da nossa, permeia todos os aspectos e todas as horas do dia.
  16. 16. O olhar amoroso e acolhedor para com a vida, em todas as suas manifestações e formas.
  17. 20. Menina da etnia Ache brinca com um filhote de porco-do-mato. - Canindeyú, Paraguai
  18. 21. Diversas tribos indígenas mantêm um antigo costume de adoção de pequenos animais órfãos.
  19. 22. Porcos-do-mato, quatis, macacos, preguiças e aves – criados como se fossem parte da família.
  20. 23. O sagrado pulsar da Vida.
  21. 24. “ Anda com mansidão sobre a terra – ela é sagrada.”
  22. 25. Todos os valores esquecidos e ignorados pelo nosso mundo “civilizado”, que necessitamos reaprender e resgatar.
  23. 26. Valores estes tão presentes e vivos nas culturas indígenas.
  24. 27. O respeito pelos mais velhos. O cuidado para com as crianças e a infância.
  25. 28. Nas comunidades indígenas, todo pequeno aspecto e ato do cotidiano – sejam as pinturas corporais, os ornamentos ou as cerâmicas –...
  26. 29. ...transpira a espiritualidade e a identidade ancestral.
  27. 30. Pintura facial Asurini do Xingu - Pará, Brasil
  28. 31. Jovem da etnia Yine - Miaria, Peru
  29. 32. A anciã mexicana, da etnia Temoaya, nos dirige o olhar.
  30. 33. A ancestral sabedoria acumulada. Os saberes e a herança étnica.
  31. 34. O mundo que ela vê, quão diferente é do que os nossos olhos enxergam.
  32. 35. Se sentássemos para ouvir as suas palavras, possivelmente nos diria: “ É preciso ter mais cuidado com o nosso planeta.”
  33. 36. “ É preciso ter mais cuidado com a Vida.”
  34. 37. “ Cuidai da infância – com mais atenção, amor e carinho.”
  35. 38. “ Diante do atual descuido com o presente, que futuro podemos esperar?...”
  36. 39. “ Diante do atual descuido com o presente, que futuro podemos esperar?...”
  37. 40. Na serenidade do seu riso, e por meio da alegria em seu olhar... A pequena índia rema suavemente.
  38. 41. ...ela nos recorda que, para além da nossa atribulada rotina moderna, existem outros valores, outras formas de se viver a vida.
  39. 42. Outras alegrias, e uma nova esperança.
  40. 43. Um outro mundo, impermeável às palavras.
  41. 44. É preciso coração para habitá-lo. Nele, nem a vida teme a morte, nem a primavera ao outono dá lugar.
  42. 45. “ Siga sua bem-aventurança.” Joseph Campbell
  43. 46. Pequenas índias da etnia Quechua - Incuyo, Peru
  44. 47. Pequeninos olhos da etnia Aymara - La Paz, Bolívia
  45. 48. Menina da etnia Pai Tavyterã - Paraguai
  46. 49. Menina da etnia Waorani (ou Huaorani) - Equador
  47. 50. E ao cuidarmos, respeitarmos e valorizarmos a cultura indígena,...
  48. 51. ...talvez também estejamos cuidando daquilo de mais valioso que possuímos:
  49. 52. A essência do nosso próprio ser. Um resgate daquilo que confere vida à nossa alma.
  50. 53. O Sopro, o Silêncio e a Vida.
  51. 54. O Sopro, o Silêncio e a Vida.
  52. 55. Tema musical: “ El Condor Pasa”, canção tradicional andina. Formatação: um_peregrino@hotmail.com

×