Sociologia

782 visualizações

Publicada em

DESSITA

  • Seja o primeiro a comentar

Sociologia

  1. 1. Instituições sociais Fato socialfato social , constituindo-se em qualquer forma de indução sobre os indivíduosque é tida como uma coisa exterior a eles, tendo uma existência independentee estabelecida em toda a sociedade, que é considerada então comocaracterizada pelo conjunto de fatos sociais estabelecidos.Também se define o fato social como uma norma coletiva com independência epoder de coerção sobre o indivíduo.Segundo Emile Durkheim, os Fatos Sociais constituem o objeto de estudo daSociologia pois decorrem da vida em sociedadeO sociólogo francês defende que estes têm três características: Coercitividade - característica relacionada com a força dos padrões culturais do grupo que os indivíduos integram. Estes padrões culturais são fortes de tal maneira que obrigam os indivíduos a cumpri-los. Exterioridade - esta característica transmite o fato desses padrões de cultura serem "exteriores aos indivíduos", ou seja ao fato de virem do exterior e de serem independentes das suas consciências. Generalidade - os fatos sociais existem não para um indivíduo específico, mas para a coletividade. Podemos perceber a generalidade pela propagação das tendências dos grupos pela sociedade, por exemplo.Para Émile Durkheim, fatos sociais são "coisas". São maneiras de agir, pensare sentir exteriores ao indivíduo, e dotadas de um poder coercitivo. Não podemser confundidos com os fenômenos orgânicos nem com os psíquicos,constituem uma espécie nova de fatos. São fatos sociais: regrasjurídicas, morais, dogmas religiosos, sistemas financeiros, maneiras deagir, costumes, etc.
  2. 2. Instituições sociais A instituição social é um mecanismo de proteção da sociedade, é o conjuntode regras e procedimentos padronizados socialmente, reconhecidos, aceitos esancionados pela sociedade, cuja importância estratégica é manter aorganização do grupo e satisfazer as necessidades dos indivíduos que deleparticipam. As instituições são portanto conservadoras por essência, quer sejafamília, escola, governo, polícia ou qualquer outra, elas agem fazendo forçacontra as mudanças, pela manutenção da ordem
  3. 3. Instituições sociais Consciência coletiva é um conjunto cultural de ideias morais e normativas, a crença em queo mundo social existe até certo ponto à parte e externo à vida psicológica doindivíduo.Segundo Durkheim "para que exista o fato social é preciso que pelo menosvários indivíduos tenham misturado sua ações e que dessa combinação tenhasurgido um produto novo". Esse produto novo, constituído por formas coletivasde agir e pensar, se manifesta como uma realidade externa às pessoas. Ele édotado de vida própria, não depende de um indivíduo ou outro
  4. 4. Instituições sociaisDivisão do trabalho socialNessa pesquisa, Durkheim classificou a sociedade em dois tipos desolidariedade: a mecânica e a orgânica, que associou a dois tipos de lei, porele denominados de direito repressivo e direito restitutivo.Tal divisão está ancorada nos dois tipos de consciência que têm lugar nosseres sociais, a consciência coletiva e a individual. Para Durkheim, odesenvolvimento de uma é exclusivo em relação a outra, sendo o processo depredominância da consciência coletiva em relação à individual o processo deevolução das sociedades, ou de sua complexificação, como também denominao autor.

×