Apresentaçãosocdir8

1.129 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.129
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentaçãosocdir8

  1. 1. Universidade Federal da Bahia Faculdade de Direito Sociologia jurídicaProf. Dr. Julio Cesar de Sá da Rocha Antonio Gramsci
  2. 2. Sociedade civil”: “podem-se ser fixados, porenquanto, dois grandes planos superestruturais:o que pode ser chamado de “sociedade civil”, ouseja, o conjunto de organismos habitualmenteditos privados, e o da sociedade política ouEstado.
  3. 3. E eles correspondem à função de hegemoniaque o grupo dominante exerce em toda asociedade e à do domínio direto ou comando, quese expressa no Estado e nogoverno”(GRAMSCI, 1975, QC., p. 1518)
  4. 4. • Hegemonia é dominação consentida, especialmente de uma classe social sobre seus pares. Na sociedade capitalista, a burguesia detém a hegemonia mediante a produção de uma ideologia que apresenta a ordem social vigente, e sua forma de governo em particular, a democracia
  5. 5. A “sociedade civil” aparece como esfera demediação entre a infraestrutura econômica e oEstado em sentido restrito e não apenas como aesfera das relações econômicas como asseguramalguns teóricos (BOBBIO, 1999)
  6. 6. • Direito como “o instrumento para que o Estado tende a criar e a manter certo tipo de civilização e de cidadão e tende a fazer desaparecer certos costumes e hábitos e a difundir outro” (GRAMSCI, 1989, p. 96)
  7. 7. • “o direito não exprime toda a sociedade, mas a classe dirigente, que “impõe” a toda a sociedade aquelas normas de conduta que estão mais ligadas à sua razão de ser e ao seu desenvolvimento (idem., p.153 )
  8. 8. • O Estado Moderno irá constituir o arcabouço legal-institucional necessário à implantação da racionalidade capitalista. Ele é a matriz política do conjunto das práticas sociais capitalistas que aparecem como matriz da sociabilidade possível.
  9. 9. O Estado – espaço político da classe dominante –cria mediações potencializando a sua hegemonia.Neste sentido, uma das mediações é o direitoenquanto expressão e ampliação da novaracionalidade que cria e mantém a cidadania.
  10. 10. • O Estado se apresentou como Estado burguês. A eticidade estatal foi, segundo Gramsci, a que permitiu a possibilidade de “elaborar uma passagem orgânica das outras classes às suas, ampliar a sua esfera de classe “tecnicamente” e ideologicamente (...)
  11. 11. • O capitalismo não só criou novas formas de pensar, mas principalmente o direito que através do Estado assegura a cidadania burguesa(QC., 1975, p., 937).
  12. 12. O Estado não é concebível mais que como formaconcreta de um determinado mundo econômico,de um determinado sistema de produção - idéiada essência exata do Direito no Estado
  13. 13. • O direito no interior de uma sociedade capitalista é mediador histórico que regulamenta as relações sociais

×