EEEESSSSTTTTRRRREEEELLLLAAAA DDDDEEEE BBBBAAAASSSSTTTTIIIIDDDDOOOORRRR
Comédia Suburbana
Texto de:
JULIO CARRARA
Escrita e...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de B...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

30. estrela de bastidor

397 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
397
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
151
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

30. estrela de bastidor

  1. 1. EEEESSSSTTTTRRRREEEELLLLAAAA DDDDEEEE BBBBAAAASSSSTTTTIIIIDDDDOOOORRRR Comédia Suburbana Texto de: JULIO CARRARA Escrita em 2013
  2. 2. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 1111 PERSONAGENS: NORMA VALDIR TÔNIA CINTHIA NOÊMIA COFFEE CHESCO CONTRARREGRA OUVINTE GEORGE MICHAEL JACKSON 2 POLICIAIS PARTICIPAÇÃO AFETIVA SUPERVISORA (VOZ OFF) HOMEM DA BARRACA ATIRADOR MULHER DO ATIRADOR FILHA DO ATIRADOR ÉPOCA: Atual CENÁRIO: Palco dividido por sets. No centro do palco, ao fundo, num plano elevado, está o estúdio da Rádio: uma cabine com uma mesa de som, microfone e acima, uma placa onde se lê “NO AR”. À Direita Baixa, a casa de Norma: apenas um tapete e alguns almofadões jogados no chão. À Esquerda Baixa, a sala de operação do Call Center, com quatro cadeiras, se possível, giratórias. E no centro, espaço neutro.
  3. 3. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 2222 CENA 1 (Burburinho em off, de teleoperadores. Luz sobe em resistência revelando a sala de operação de um call center. Apenas quatro cadeiras para sugerir o ambiente. Ainda em off, ouve-se a voz da supervisora, histérica.) SUPERVISORA (Off.) Vamos logo, gente. Vamos logar. Vamos logar... Hoje temos que bater a meta. (T) Cadê o Marcelo? Não veio ainda? Se o gerente vier chamar a minha atenção de novo por causa dos atrasos dele, eu esgano aquela calopsyta... (T) Vamos, Diana, deixe de ser lerda e deslogue para que o Artur possa logar... Hoje a nossa meta é de 115 retidos... Vamos trabalhar. Vamos trabalhar... (Norma, Tônia, Cinthia e Noêmia entram apressadas, sentam-se em seus lugares, colocam o head e começam a falar, cada uma no seu ritmo.) AS QUATRO Boa tarde... Eu poderia falar com... (Cada um fala um nome mais esdrúxulo do que o outro.) Ah, é o senhor? Aqui quem fala é (Cada uma diz o seu nome.), da Telecenter. Informo que a ligação está sendo gravada e para darmos continuidade ao atendimento o senhor poderia me informar a data de nascimento do senhor e o número do seu CPF? (Cada uma tem uma reação diferente.) TÔNIA Senhor... são procedimentos da empresa. Se o senhor não me informar o número do CPF e a data de seu nascimento, eu não vou poder estar dando continuidade ao atendimento... (Vai ficando irritada.) Não grita comigo, senhor, que eu não sou surda. Tenho ouvido de tuberculosa... OK, senhor... Não quer me passar os dados e se o nível da nossa conversa for este, eu encerro o
  4. 4. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 3333 contato e informo que sua linha continuará ativa... Boa tarde. (Aperta o mute imaginário, tira o head e explode.) Vá tomar no cu, velho filho da puta. CINTHIA Obrigado pelas informações, senhora. Os dados conferem... Olha, senhora, o que eu posso estar fazendo é abrir um protocolo para a engenharia técnica ver o que está acontecendo com o aparelho da senhora... (Vai se irritando.) Senhora, eu não tenho culpa do mau funcionamento do seu modem... Eu já te avisei que VOU ABRIR UM PROTOCOLO PARA A ENGENHARIA TÉCNICA VERIFICAR O QUE ESTÁ ACONTECENDO... (T) Para de gritar! Eu não estou sendo grossa com a senhora. Por que a senhora está gritando comigo? (T) Desligou... (Tira o head.) Vaca velha... NOÊMIA Senhora Underline Luiza Nakama (Segurando o riso.) ...Um minuto por favor, senhora... (Põe no mute, tira o head, gargalha e cochicha com as amigas.) Gente, olha o nome dessa mulher: Underline Luiza Nakama... Ai. Num orna, coitada. (Todas gargalham.) NOÊMIA (Voltando ao atendimento.) Obrigado por aguardar, senhora... Vou ver o que posso fazer sobre referente ao teu pedido... NORMA (Com voz de apaixonada.) Vou já abrir um protocolo de reclamação... (T) Sim, senhor... O cliente tem sempre razão. Se o senhor diz que eu sou uma vagabunda, então eu sou uma vagabunda... Para que contrariar, não é mesmo? (T) Perfeitamente, senhor... Saindo daqui eu vou tomar naquele lugar que o senhor me indicou... (T) Tudo bem, senhor. Não precisa me pedir desculpas.
  5. 5. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 4444 Eu sei que o senhor não me xingou por mal... Sim, sim... Tenha uma ótima tarde... (As vozes se misturam e não se entende mais nada do que falam. Fica um burburinho, como se fossem zumbidos de abelhas. Luz vai caindo em resistência até chegar à meia- luz. Passagem de tempo. As quatro estão em horário de pausa. Comem em marmitas, sentadas no proscênio.) NORMA Ai Noêmia, essa hora não passa. NOÊMIA É fogo, Morna... (Ela não consegue falar Norma.) NORMA O meu nome é Norma, Noêmia... (T) Não vejo a hora de ir embora. TÔNIA (É uma mulher que usa gírias de gays.) Que pressa é essa, mona? NORMA Nada. CINTHIA (Uma sapatona daquelas.) Aposto que é macho. NORMA Se for... Problema meu! TÔNIA Xiii, bicha...
  6. 6. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 5555 NORMA Ah, não enche! TÔNIA Fala a verdade, vai? NORMA Ah... TÔNIA Conta, racha! NORMA Tá bom... Sabe o Valdir? NOÊMIA Que Valdir? NORMA Aquele que dá assistência nas máquinas. Tá aí toda quinta com o pessoal da manutenção. TÔNIA Um bofe moreno, baixinho e magrinho? NORMA É... Um que é lindo! CINTHIA Credo. Aquele?
  7. 7. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 6666 NORMA Aquele sim. Por quê? CINTHIA Nada... Ele tem uma cara de pilantra. NORMA Que pilantra, o quê?! NOÊMIA Mas, e daí, Morna? NORMA E daí o que? NOÊMIA O que que tá rolando? NORMA Ah... a gente tá saindo. Só que a gente só se vê de sábado. TÔNIA Por quê? NORMA E que ele viaja, né? Cada dia tá numa empresa... Ah, mas ele é tão gracinha, atencioso, me trata aqui ó. CINTHIA Sei...
  8. 8. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 7777 NOÊMIA Então amanhã é dia?! NORMA É, a gente vai no parque. TÔNIA Que parque? NORMA Aquele que montaram no terreno da prefeitura. NOÊMIA Ai, num orna, Morna... CINTHIA (Zombando.) Programão, hein?! NORMA Ué, e o que tem? Pior é você que tá sozinha. CINTHIA E você sabe da minha vida? NORMA Eu e a torcida do Corinthians. CINTHIA Vai se foder! Cê fica falando aí e trabalhar que é bom, nada. Depois a gente não bate a meta e a supervisora vem encher o saco! (Tensa.) Aí, tá vendo? 22 minutos. Estouramos a pausa...
  9. 9. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 8888 (Elas correm e voltam para os seus lugares.) NORMA (Suspira.) Ai, ai... TÔNIA É, o negócio tá uó, hein? NOÊMIA Olha só a cara da Morna de apaixonada. NORMA Tá dando na cara, é? TÔNIA Não, quase nada, racha. (Trabalham. Passagem de tempo através da iluminação. Flashes delas falando com clientes, tirando o head e xingando-os, voltando a atendê-los como se nada estivesse acontecido, etc. Tiram os heads e conversam.) NORMA Tônia, você empresta pra mim aquela blusinha pra eu ir amanhã no parque? TÔNIA Que blusinha? NORMA Aquela que você foi no bingo do sindicato.
  10. 10. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 9999 TÔNIA Ah sei, empresto. Mas toma cuidado, hein? Não vai manchar. NORMA Ai, cê acha que eu vou manchar? TÔNIA Não sei o que cês vão fazer. NORMA Eu quero ficar bem bonita. CINTHIA Então tem que se esforçar mesmo. (Norma vai responder, mas a voz da supervisora entra alto.) SUPERVISORA (Off.) Todo mundo deslogando... Bora, bora, bora... NOÊMIA Graças a Deus! Vamos embora. E podem parar de brigar vocês duas. Que coisa feia! Aqui é ambiente de trabalho. Isso num orna. TÔNIA Simbora, que daqui até o Capão, tem chão, monas. (Saem.) CENA 2 (Foco no estúdio da rádio. Acende o “no ar”. Vinheta do programa. Coffee Chesco fala ao microfone. É um programa que toca músicas da década de 80. Coffee Chesco,
  11. 11. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 10101010 caracterizado com um figurino exagerado, tipo da viúva Porcina. Ao seu lado está o contrarregra. O contrarregra de rádio é aquele profissional responsável pela execução dos ruídos.) COFFEE CHESCO Você está na sintonia da Fluir FM operando em 104,1 MegaHertz, a emissora do coração. Vem com a gente. Deixa essa paixão Fluir. Entre nessa onda. Aqui, Coffee Chesco no comando do “Túnel do Tempo”. Liga pra gente, manda a sua música. Vai ligando, que no final do programa vamos sortear um par de convites para o Cinema na Laje e em seguida duas entradas para o Motel Suck My Ass... (Telefone toca.) Opa, e o telefone já tá tocando... Alô... NORMA Alô... Coffee Chesco? COFFEE CHESCO Quem fala? NORMA É a Norma. COFFEE CHESCO Oi, Norma, você fala de onde? NORMA Do Valo Velho. COFFEE CHESCO Aí, galerinha do Valo Velho... Quero ver todo mundo sintonizado na Fluir. E então Norma, quer mandar uma música?
  12. 12. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 11111111 NORMA Eu queria mandar uma música muito especial para alguém muito especial. COFFEE CHESCO Qual é a música? NORMA Emoções, do Roberto Carlos. COFFEE CHESCO E vai pra quem? NORMA Pro Valdir da Telecenter. COFFEE CHESCO Ok. NORMA Coffee Chesco, posso mandar um recadinho? COFFEE CHESCO Só se for rapidinho. NORMA “Valdir, o destino une e separa as pessoas. mas mesmo sendo tão forte ele é incapaz de fazer com que esqueçamos pessoas que nos fizeram felizes... A saudade machuca, mas não destrói a vontade de amar mesmo à distância. Um beijo, eu te amo, gato.”
  13. 13. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 12121212 (Entra “Emoções” de Roberto Carlos. Norma para em frente ao espelho e arruma-se para o encontro. Na segunda parte da música, um foco cai sobre Valdir. Eles caminham e se encontram no centro do palco.) CENA 3 (No parque de diversões.) NORMA Ai Valdir, que saudade... Eu não via a hora de te encontrar. VALDIR Eu só quero falar uma coisa que eu guardei a semana inteira... Norma, eu te amo... NORMA Ai Valdir, você me deixa louca... (Beijam-se.) VALDIR Obrigado pela música. NORMA Você ouviu? VALDIR Claro que ouvi. Eu ando sempre com o rádio ligado no carro. NORMA É a nossa música.
  14. 14. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 13131313 VALDIR Tá legal. Toda vez que a gente ouvir, vamos lembrar desse sonho... Vamos ver os brinquedos? (Sobe a música "Emoções". Norma e Valdir passeiam olhando os brinquedos. Arma-se a barraca de tiro ao alvo. O atirador, sua mulher, sua filha e o dono da barraca, estão em cena. O atirador não acerta uma. Norma e Valdir chegam na barraca. Valdir é um exímio atirador, acerta todos os tiros e ganha um urso de pelúcia que dá a Norma. Desmancha-se a barraca. Norma e Valdir no centro do palco, beijam-se apaixonadamente. Black-out rápido.) CENA 4 (Luz sobe em resistência. As operadoras trabalham na espinha do call center. Chega Norma, atrasada.) NORMA Desculpa o atraso gente. NOÊMIA Isso num orna. Pensei que não viesse mais, Morna. Já não basta o Marcelo chegar atrasado, e agora você? CINTHIA Se a gente não bater a meta, cê vai ter que tirar da sua comissão pra dar pra gente. NORMA Credo! Boa tarde, pelo menos, né? Dá tempo. CINTHIA Se você não ficar enrolando...
  15. 15. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 14141414 (Trabalham.) NORMA Tônia, depois eu passo na sua casa pra devolver a blusinha. TÔNIA Ah, fica relax, mona. NORMA Fez o maior sucesso sua blusinha. TÔNIA Claro minha filha, eu tenho bom gosto. (Trabalham.) NORMA O Valdir pensou que era minha. Eu nem falei nada. CINTHIA (Suspira.) Tava demorando. TÔNIA E vocês foram no parque, racha? NORMA Foi super legal. A gente foi na roda-gigante, no carrinho de batida, no samba... Menina, levei um tombo, tô com a bunda toda roxa. TÔNIA Foi legal o parque, então?
  16. 16. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 15151515 NORMA Foi. O Valdir pagou tudo pra mim, não deixou eu comprar uma pipoca. A gente foi naquele barco viking e precisa ver, Tônia. Uma menina passou mal, começou a vomitar e pingou tudo na gente. TÔNIA (Muito preocupada.) Pingou na blusa?! NORMA Não, o Valdir me protegeu. O paletó dele é que ficou cheio de tomatinho. NOÊMIA Ai! Que nojo... Num orna. NORMA Foi um barato. Ganhei 50 reais na roleta de time. Era Santos e Palmeiras. Eu botei um real no Pameiras e fui só dobrando. CINTHIA Sorte no jogo, azar no amor. NORMA Isola. (T) Mas viu Tônia, mas legal mesmo foi no tiro ao alvo. O Valdir acertou todos, menina! Não errou um tiro. NOÊMIA Ele é bom de tiro, Morna? CINTHIA (Irônica.) Onde será que ele aprendeu a atirar tão bem?
  17. 17. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 16161616 NORMA Sei lá. Como é que eu vou saber? Vai ver que foi no serviço militar, ué. Ele é homem... CINTHIA Tô sabendo... Trabalha aí minha filha... NORMA Mas viu Tônia, ele acertou todos os tiros e a gente ganhou um ursão de pelúcia, assim ó. TÔNIA Que legal, bicha. NORMA Adivinha o nome dele? TÔNIA Imagino... NORMA Vavá. CINTHIA Vavá?! Vavá pra puta que te pariu, caralho. Já tamo atrasada e você fica com essa conversa de merda, enchendo o saco com esse nhenhenhen: Valdir isto, Valdir aquilo. Se liga, menina! Cê vai contar essa história é pra supervisora. Por que eu vou falar mesmo. (Sai furiosa. As outras saem atras dela.)
  18. 18. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 17171717 CENA 5 (Sábado seguinte. Chove. Valdir assiste a TV na casa de Norma. Trecho do filme Scarface.) VALDIR (Chamando.) Norma, vem ver. Você tá perdendo. Tá quase acabando. NORMA (Chegando com uma vasilha de pipoca.) Tô indo, Valdir. (Sentando.) O que aconteceu? VALDIR A polícia cercou ele. Agora ele tá sozinho e vai pegar a metralhadora. Olha lá! Não falei? Essa metralhadora é americana, dá um puta tranco. Agora ele vai pegar aquele montão de pó. Olha, Norma, quanto pó. NORMA Você já viu esse filme? VALDIR Umas vinte vezes. Eu sou fã do Al Pacino. Olha lá, enfiou a cara, agora ele fica doidão... NORMA Credo. (Ruídos de tiroteio do filme.) VALDIR Só que matam ela no fim, coitado...
  19. 19. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 18181818 NORMA Você gosta mesmo desse filme, hein? VALDIR Pra caralho. NORMA (Tentando agradá-lo.) Então eu também gosto. (Norma pousa a cabeça no ombro de Valdir.) VALDIR (Comendo pipoca.) Norma, preciso te pedir um favor? NORMA Fala. VALDIR É que eu tô saindo da pensão da dona Wanda... Sabe, àquela da Conde de São Joaquim? NORMA Hum... sei... Aquela velha chata que nunca me deixou entrar lá? VALDIR Essa mesma... Pois é, por isso tô saindo de lá... e não tenho onde deixar uma mala. NORMA Você vai sair da pensão?
  20. 20. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 19191919 VALDIR Vou, consegui alugar uma kitchenete lá na Rangel Pestana. NORMA Que bom! VALDIR Você guarda? NORMA Guardo, sim. Com todo carinho. VALDIR Vamos comigo até o carro que eu já vou embora e você já pega a mala. NORMA Já? É cedo. Amanhã é domingo. Fïca mais um pouquinho. VALDIR Não dá. Amanhã tenho que viajar até São Manuel. NORMA O que você vai fazer? VALDIR Vou na casa do meu tio pegar uma encomenda pra minha mãe. Tenho que sair cedinho. NORMA Tá bom, então. (Valdir sai e volta com a mala e entrega para Norma.)
  21. 21. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 20202020 VALDIR Então... NORMA Então... VALDIR Fala tchau você. NORMA Ah, eu não... fala você. VALDIR Tchau! (Dá-lhe um beijo e sai.) CENA 6 (Tônia faz as unhas de Norma.) NORMA Capricha aí Tônia, que eu quero ficar bem bonita pra ele. TÔNIA Quem diria hein, mona? Você e o moço da manutenção... NORMA É Valdir, pode falar o nome dele que eu deixo.
  22. 22. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 21212121 TÔNIA Gozado, quando ele ia lá no Telecenter, o bofe parecia tão tímido, tão reservado. NORMA Ah, é o jeitinho dele. TÔNIA E sábado, aonde vocês vão? NORMA Ah, não sei ainda. A gente tava querendo ir no rodízio de pizza. TÔNIA Ai que delícia! NORMA Humm, diz que tem cada uma, super gostosa. Tem até aquela que vem com fruta, sabe? Fruta em calda? TÔNIA Califórnia. NORMA Isso! TÔNIA Eu gosto de napolitana. NORMA Ai, eu também.
  23. 23. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 22222222 TÔNIA Não vai comer aquela de calabresa cheia de cebola que você perde o bofe, hein, racha? NORMA Ai, Tônia. Depois eu chupo um Halls. TÔNIA Tem que se cuidar, mona. Bofe não tá fácil. Vai encher a cara de pizza, ficar uma gorda molambenta igual a Sílvia, aquela ex-chacrete que terminou como supervisora lá na Telecenter, que não cabe nas roupas, hein?... Aí eu quero ver. Vai ser uó... NORMA Ai Tônia para de agourar. Parece a Cinthia. TÔNIA Você e a Cinthia não se bicam mesmo, né? NORMA Aquela balofa! Ela tem inveja de mim. TÔNIA Credo, também não é assim, né? NORMA Que não é assim o que? Eu conheço essa raça. Ela não pode me ver feliz que já vem com coisa. TÔNIA Comigo ela é legal.
  24. 24. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 23232323 NORMA Comigo é uma peste! TÔNIA Ela pega no seu pé, né? NORMA Ela é mal-amada isso sim. TÔNIA Ouvi uma conversa uma vez, que ela saía com a secretária do Dr. Patrice! NORMA Jura?! TÔNIA É, e parece que era um babado fortíííííííííííííssmo, racha! NORMA Ela tem um jeitão mesmo. Nunca vi ela com homem. TÔNIA Ela teve um bofe, mas faz tempo. Ela morava perto de casa. Mas depois o cara foi preso, sei lá. NORMA Verdade?! TÔNIA Parece que ele fez um assalto, não sei direito do babado.
  25. 25. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 24242424 NORMA É bem a cara dela. Ser mulher de malandro... E depois deu pra ralar coco, colar velcro... TÔNIA Vai ver que é por isso. NORMA Por isso o que? TÔNIA Que ela pega no seu pé.... Paixão, bicha! NORMA Tá louca, é? Isola. TÔNIA Não vá trocar o bofe por ela, hein? NORMA Tem graça. Eu gosto é de homem... TÔNIA E por falar no bofe... e a mala? NORMA Como você sabe? TÔNIA Sei o que?
  26. 26. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 25252525 NORMA Da mala! TÔNIA Você pegou na mala dele? NORMA Ele deixou uma mala lá em casa pra eu guardar. Mas só eu sei. Como é que você sabe? TÔNIA Não é dessa mala que eu tô falando. NORMA Não? Mas... (Compreende a intenção.) Ah, Tônia, credo. Eu não peguei não. A gente começou a namorar agora. TÔNIA Ué, tem que conferir. Fazer um test-drive antes... Senão, mona, você pensa que tá comprando uma mala e no fim leva uma pochete. NORMA Ah, não sei, tenho medo que ele me ache vulgar. TÔNIA Que nada! Se eu fosse você, chegava junto. Pegava na neca do bofe. (Terminando) Taí. Ficou legal? NORMA Ficou, Tônia.
  27. 27. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 26262626 TÔNIA Toma cuidado pra não estragar, hein? NORMA Brigado, amiga. No pagamento, eu acerto. TÔNIA Não se preocupe, tá marcadinho. Volta semana que vem pra ver as bijuterias da minha cunhada. NORMA Ela tá vendendo bijuteria? TÔNIA Tá. Uma graça... Um escândalo... É chiquerérérérrimo, precisa ver. NORMA Então, tá. Segunda-feira, eu te conto como foi o nosso encontro. Tchau. TÔNIA Tchau. Boa sorte com o bofe. CENA 7 (Estúdio da rádio. Coffee Chesco ao microfone e o contrarregra ao seu lado. Música “Ursinho Blau Blau”.) COFFEE CHESCO Alô você, que está ligado neste sábadão à noite aqui na Fluir... Vamos acertar o galo? (Contrarregra se levanta, bate as “asas” e canta.) Fluir e a hora certa: 21:12. (T) E aí, muita curtição, muito agito? Hoje é sábado e tudo pode acontecer. (Norma se arruma para o encontro em seu set.) Vem com a gente. Hoje
  28. 28. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 27272727 o seu amor vai Fluir. Vamos começando nosso paradão com as músicas que você pediu pelo Facebook, por telefone e pelo nosso site: www.fluir.com.br. É a Fluir nas ondas da Internet. (Sobe música. Passagem de tempo. Norma, no seu set, espera ansiosa.) Vamos acertar o galo? (Galo canta.) Fluir e a hora certa 22:55. (Telefone toca.) Tem alguém na linha... Alô? OUVINTE Alô, Coffee Chesco? COFFEE CHESCO Fala, querido. OUVINTE Eu quero mandar uma música... COFFEE CHESCO Pode falar. OUVINTE É “A Roda”, da Sarajane. Vai pra minha mãe Rosicléia, pra minhas irmãs Ruth, Raquel, Romilda, Rosalva. Pro Djalma, o porteiro do meu prédio, pro seu Pedro, pra dona Macu, pra Marinara, pro Juderson, pro Wanderley da padaria e pra Amália. COFFEE CHESCO Não faltou ninguém? OUVINTE Ah, e também pra (Diz o nome do elenco todo e da ficha técnica completa.)
  29. 29. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 28282828 COFFEE CHESCO E agora vamos todo mundo abrir a roda, galerinha... Aqui, Coffee Chesco, no comando do “Túnel do Tempo”. (Entra música. Coffee Chesco e o contrarregra fazem a coreografia da música. Passagem de tempo. Norma, sentada e desanimada em seu set.) COFFEE CHESCO E agora, depois de todo mundo ter aberto a roda, vamos acertar o galo... (Contrarregra se levanta, bate as “asas”e canta.) Fluir e a hora certa: 0:27. (T) E aí. como é que tá o sabadão? Muito romance, muito amor, muita curtição? Parece que eu estou vendo daqui sua cara de felicidade. (Reação de Norma, extremamente triste.) Essa vai pra vocês, casais apaixonados que estão juntinhos, se beijando, se amando no maior astral. Só não deixem da camisinha, viu? (Música “Nem um Toque”, de Rosana. Norma dorme.) CENA 8 (Call center. Operadoras trabalham. Chega Norma, desanimada. Tempo.) NOÊMIA Xii, a Morna tá quieta hoje... Ai, num orna... CINTHIA Graças a Deus. NOÊMIA Como foi o final de semana?
  30. 30. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 29292929 NORMA Mais ou menos. TÔNIA Saiu com o Valdir, mona? NORMA A gente não saiu. NOÊMIA Ficaram em casa, Morna? NORMA Mais ou menos. CINTHIA Como mais ou menos? NORMA Não é da tua conta! NOÊMIA Ué, o que aconteceu? NORMA O Valdir não apareceu sábado. NOÊMIA Hummmm... TÔNIA E onde ele foi?
  31. 31. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 30303030 NORMA Não sei. Não telefonou nem nada. CINTHIA Estranho! Vocês não tavam apaixonados? NORMA Não enche Cinthia, que hoje eu num tô boa. TÔNIA Desaquenda, Cinthia...Vai ver não foi nada, Norma. Ele teve algum imprevisto. NORMA Mas nem pra ligar? Custava dar um telefonema?! Eu não sei. Ele vive viajando, pegando estrada. E se aconteceu algum acidente? Ai, fico aqui morrendo de preocupação. Ele podia pelo menos avisar, né? NOÊMIA Ah, esses homens... TÔNIA Bofe é tudo igual. CINTHIA Eu já tinha sacado tudo! Pilantra legítimo. TÔNIA Também não é assim, né, Cinthia? Vai ver que o bofe sofreu algum acidente mesmo e tá jogado num necrotério qualquer como um indigente...
  32. 32. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 31313131 NORMA Ai Tônia, credo! Quer me deixar mais nervosa ainda? NOÊMIA Se ele tivesse morrido, a notícia já tinha chegado. NORMA Eu não vou trabalhar mais... CINTHIA Oh, oh...Pode parar. Não vai trabalhar, vírgula. Se quiser chorar pelo teu homem, chora. Mas chora trabalhando que a supervisora já tá de olho na gente, benzinho! (Trabalham.) NORMA Se ele não aparecer sábado de novo, ele vai ver só uma coisa. (Norma faz uma ligação.) NORMA Boa tarde. Eu gostaria de falar com o senhor George Michael Jackson da Silva? (Foco num canto do palco, mostrando George ao telefone.) GEORGE (Grosseiro.) Quem quer falar com ele?
  33. 33. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 32323232 NORMA Aqui quem fala é a Norma, sou consultora da Telecenter... O motivo do meu contato é referente a um protocolo de cancelamento da sua linha... Para darmos continuidade a ligação, informo que a mesma está sendo gravada e peço por gentileza que o senhor me confirme o número do seu CPF e a data de nascimento do senhor. GEORGE (Tom grosseiro, sempre) Pra que você quer saber essas coisas? NORMA São procedimentos da empresa, senhor... GEORGE Como eu vou saber se você é da empresa mesmo? O número que apareceu aqui tá restrito e eu vi no Fantástico que a gente não deve dar o número do nosso CPF pra ninguém... NORMA Senhor, eu tenho os seus dados aqui na minha frente. GEORGE Se tem, porque tá pedindo pra “mim” confirmar? NORMA Já lhe falei que são procedimentos da empresa, senhor. Pode me dizer o número do seu CPF e a data do seu nascimento? GEORGE Tá bom... O CPF é 351.823.897-66. E minha data de nascimento é 24/02/1987.
  34. 34. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 33333333 NORMA Obrigado pelas confirmações, senhor. Por que motivo o senhor quer cancelar a sua linha? GEORGE Quero cancelar, porque quero cancelar, porra! Não tem motivo nenhum. NORMA É algum problema com a cobertura? GEORGE Não tem cobertura nenhuma, minha filha... Eu moro numa cidade chamada Santo Antonio do Descoberto, aqui em Goiás. Como ia ter cobertura num lugar que tem “descoberto” no nome? A cobertura de vocês é uma bosta, as atendentes da loja que comprei meu modem não tem preparo nenhum. Me informaram que minha linha já tava cancelada e agora você vem me ligar para dizer que a linha não foi cancelada ainda? Que negócio é esse? NORMA Senhor, a linha do senhor não foi cancelada ainda. Ela foi suspensa parcialmente. Quem faz o cancelamento da linha sou eu... A loja só encaminha o protocolo para o setor responsável... GEORGE Tá bom. Então cancela logo essa bosta. NORMA Antes de fazer o procedimento, eu preciso lhe passar os impactos do cancelamento. GEORGE Mais essa agora? Não quero ouvir impacto nenhum. Quero só cancelar.
  35. 35. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 34343434 NORMA Mas antes de fazer o cancelamento, eu preciso lhe passar os impactos... (T) O senhor receberá uma fatura pró-rata até a data do cancelamento. Se estiver em período de carência, haverá cobrança de multa contratual... GEORGE (Quando Norma começa a passar-lhe os impactos, ele começa a remedá-la em blá.) Blá-blá-blá-blá-blá... NORMA (Vai ficando irritada.) Senhor... quer fazer a gentileza de me deixar falar? Não te ensinaram ainda que a gente tem dois ouvidos e uma boca para ouvir mais e falar menos? GEORGE Cala a boca, sua ridícula. Cancele logo essa merda, sua retardada. Se eu soubesse que essa prestadora era tão ruim e o atendimento pior ainda, não teria feito... Anda logo, sua vagabunda. NORMA (Desce do salto e roda a baiana.) O que??? Vagabunda? Você sabe quem eu sou pra me chamar de vagabunda? Sabia que eu tenho todos os seus dados aqui na minha frente e posso ir até a sua casa pra quebrar a sua cara? Eu deveria era te dar uns tapas na sua fuça pra você deixar de ser besta... Sabe quanto eu ganho aqui pra aguentar desaforados como você? Sabe? Não sabe? Pois vou te dizer: 683 reais (atualizar se o salário mínimo aumentar.). Sabe o que é isso? Um salário mínimo! Na verdade esse é o valor bruto. Se eu pegar 520 reais, é muito. GEORGE Dane-se, você...
  36. 36. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 35353535 NORMA E cale essa boca que agora é a minha vez de falar... Não é novidade pra mim que essa operadora é uma bosta. Eu sei que o senhor sabe que ela é uma bosta e a minha função aqui é tentar convencer os idiotas como o senhor a continuarem com essa bosta de operadora. E a cada retido que eu faço, eu ganho um real e cinquenta centavos... Vou repetir novamente, articulando bem as palavras para que o senhor entenda... Cada retido que eu faço aqui, eu ganho um real e cinquenta centavos. E sabe o que faço com esse dinheiro? GEORGE Enfia no cu... NORMA Não, meu senhor, não enfio no cu não, que o meu cu não é cofrinho... Eu compro um... eu disse um pé-de-moça na banca aqui da frente... E para finalizar o nosso contato, vou lhe dizer mais uma coisa... Sabe o que o senhor é? É um grandessíssimo filho da puta que só tá falando merda e não entende porra nenhuma. E sabe do que mais? Eu quero que o senhor vá pra puta que te pariu, seu viadinho do pau mole... (T) Pronto, falei... (Desliga. George fica com cara de tacho e sai. Norma tira o head, mediante os olhares espantados das colegas.) NORMA Já sei, já sei... Não precisam dizer nada. Já tô indo pro RH... Não aguento mais isso. Isso não é vida. E eu que pensava que a Princesa Isabel tinha assinado a Lei Áurea. Pra trabalhar num lugar como esse, só sendo mesmo um desequilibrado mental. Eu não quero mais. Isso não é pra mim... Eu prefiro passar fome do que voltar prum call center... Merda, merda de vida... (Sai, furiosa)
  37. 37. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 36363636 TÔNIA Gente, a bicha pirou! (Burburinho na sala de operação.) CENA 9 (Luz na rádio. Coffee Chesco e o contrarregra no intervalo do programa. Coffee Chesco fala ao telefone.) COFFEE CHESCO Oi, filho, tudo bem? (T) O que eu tô fazendo? Tô coçando as almôndegas. Daqui a pouco entro no ar... Ah, traz pra mim umas cervejas bem geladas. O ar condicionado do estúdio tá quebrado e tá muito calor aqui... Tchau, filho. Beijo. (Desliga o fone.) (A luz de “NO AR” se acende. Coffee Chesco, ao microfone.) COFFEE CHESCO (Berrando.) Êêêêêhhhhhh, vamo acordáááááááááááá... Olha que tá na hora, bota o bacalhau pra fora!... (T) Você está na sintonia da Fluir FM operando em 104,1 MegaHertz, a emissora do coração. Vem com a gente. Deixa essa paixão Fluir. Entre nessa onda. Aqui, Coffee Chesco no comando do “Túnel do Tempo”. Liga pra gente, manda a sua música. Vai ligando, que no final do programa vamos sortear duas entradas para almoçarem no Restaurante Bom Prato... Agora, vamos acertar o galo? (Contrarregra se levanta, bate as “asas” e canta.) Fluir e a hora certa: 20:42. (Improvisam uma série de situações que deixo a critério dos atores.)
  38. 38. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 37373737 CENA 10 (Norma ouve o rádio, esparramada no chão. Está com um camisetão e de calcinha. Tempo, com Norma curtindo sua deprê. Ouvimos a campainha. Norma levanta-se e praticamente se arrastando abre a porta. Entra Valdir trazendo um buquê de flores.) NORMA (Fria.) Pois não? VALDIR Sou eu, Norma. NORMA (Irônica.) Parece que eu te conheço de algum lugar... VALDIR Desculpa, Norma. NORMA Você é parecido com um namorado que eu tive. VALDIR Deixa eu entrar, Norma... NORMA Por que me deixou plantada aqui por duas semanas? VALDIR Norma, deixa eu entrar, caralho. NORMA E nem pra dar um telefonema....
  39. 39. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 38383838 VALDIR Pode me xingar, me bater, mas não aqui. Deixa eu entrar que eu explico. (Força a entrada.) NORMA Ai, estúpido! VALDIR (Estendendo-lhe as flores.) Pra você. NORMA Não pense que vai me comprando, fácil assim. VALDIR Eu tive que viajar, Norma. NORMA Custava avisar? VALDIR É que foi uma emergência. Sabe como é. A empresa mandou, eu tive que ir. E esse era um abacaxi dos grandes. Eu fui para fora do país. NORMA Não quero nem saber. Impossível você não ter cinco minutos pra me ligar. VALDIR Não deu.
  40. 40. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 39393939 NORMA E posso saber para onde o senhor foi? VALDIR Fui dar assistência técnica numa máquina lá na Bolívia! NORMA Bolívia?! Por isso que você sumiu? VALDIR Pois ê. Mas eu não esqueci de você. NORMA Você sabia que fui demitida da Telecenter? VALDIR Não sabia. Por quê? NORMA Porque chamei um cliente de filho da puta e mandei ele ir pra puta que pariu... Aí deu Justa Causa, né? VALDIR Olha só o que eu trouxe. (Dá-lhe um relógio de ouro.) NORMA Valdir, que lindo! Meu Deus! VALDIR Pra você.
  41. 41. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 40404040 NORMA Mas esse relógio é muito caro. VALDIR Você merece. NORMA Eu nem tenho roupa para usar com esse relógio. VALDIR Eu compro pra você... (Pausa.) Tão pintando minha kitchenete e eu preciso ficar aqui esta noite. Tudo bem, né? NORMA Tudo bem... Você me abandonou... mas eu vou ser legal com você. Aonde nós vamos hoje? VALDIR A gente não vai sair. Vamos ficar aqui quietinhos, juntinhos, sossegados... NORMA Você quem sabe. Não quer guardar o carro? VALDIR Eu deixei num estacionamento aqui perto. NORMA Mas por que não deixou aqui? Aqui tem garagem. VALDIR Não quis.
  42. 42. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 41414141 NORMA Vai buscar Valdir, que custa?! VALDIR Eu não vou sair daqui, eu não quero buscar o carro. Deixa que eu sei o que eu to fazendo. (Valdir está agitado.) NORMA Ta bom... não precisa ficar nervoso. VALDIR Eu não tô nervoso. Quem é que tá nervoso? Só tô meio cansado. Liga o rádio. Eu vou trancar a porta. NORMA O rádio já tá ligado. Eu tava ouvindo o Coffee Chesco. VALDIR Trancou a porta da cozinha? NORMA Acho que sim. VALDIR Vai ver. Aproveita e traz a minha mala. Você não mexeu nela, né? NORMA Não sou xereta.
  43. 43. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 42424242 VALDIR Vai lá então. (Norma sai, Valdir, nervoso, tenta escutar algum ruído. Norma volta com a mala.) VALDIR Trancou? NORMA Já tava trancada. (T) Ih, Valdir, você tá esquisito... VALDIR Eu? Esquisito? Esquisito por quê? Quem tá esquisito? Eu não tô esquisito... Você que tá encanada. Escuta o seu programa aí, que eu vou arrumar minhas coisas. NORMA Tá bom. (Norma senta e fica ouvindo o rádio. Valdir abre a mala e mexe no seu interior. A campainha toca. Valdir toma um susto.) VALDIR Você tá esperando alguém? NORMA Não. Eu vou ver quem é. VALDIR Não, não abra. Espia primeiro. (Norma espia.)
  44. 44. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 43434343 NORMA São dois caras. VALDIR Tem um de... (Características do ator que faz um policial.) NORMA Tem. VALDIR Deixa eu ver (Espia. Fica muito tenso.) Caralho, caralho! Sujou.. NORMA Que é isso, Valdir? VALDIR Não é que esse filho da puta me achou? (Valdir tira um revólver de dentro da mala.) Viado! NORMA Valdir! POLICIAL (Off.) Pode sair Ubiraci, que eu já te vi! NORMA Ubiraci?! (Gritando para fora.) Aqui não tem nenhum Ubiraci. VALDIR Cala a boca! Quer me foder?
  45. 45. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 44444444 POLICIAL Ubiraci, nós vamos entrar. Quem taí com você? NORMA Você é o Ubiraci?! VALDIR (Desorientado.) Caralho! POLICIAL A casa tá cercada. Vou contar até três. VALDIR Não entra que eu tenho refém. (Para Norma.) Fala pra eles não entrarem. NORMA Valdir, o que está acontecendo? VALDIR É a polícia, porra! Fala para não entrar! (Põe o revólver na cabeça de Norma.) NORMA (Gritando.) Não entra! Não entra! Ele vai me matar! POLICIAL Quem taí? NORMA É a Norma. Eu moro aqui. Eu não quero morrer!
  46. 46. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 45454545 VALDIR Fala que eu quero um carro e uma equipe da TV. NORMA (Gritando) Ele quer um carro, e... (Para Valdir.) Que equipe de TV você quer? VALDIR Qualquer uma, porra. Não fode. NORMA (Gritando.) Ele quer a Rede Globo... POLICIAL Vai se foder, Ubiraci! Solta a moça. VALDIR (Para Norma.) Pega a mala. (Norma, tensa, pega a mala.) VALDIR Tira um pacote e despeja na mesa. NORMA (Tira um pacote.) Valdir... isso é droga! VALDIR Não. É Neston, idiota! É claro que é droga! Despeja aí, porra. (Norma despeja o pó. Valdir berra para o policial.) Eu quero o juiz, Edgar.
  47. 47. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 46464646 POLICIAL Pára com isso Ubiraci. Vai encher o saco do juiz, pra quê? Se você não sair por bem, vai morrer. NORMA Eu vou sair. (E vai saindo mesmo.) VALDIR (Agarrando-a.) Não vai sair porra nenhuma. Você fica comigo até o fim. Vem aqui, perto da janela. (T) Você é burra mesmo hein? Te levei na conversa e você nem percebeu. Agora você vai fazer tudo que eu mandar. Senão, você morre. Eu não tenho nada a perder. Combinado? NORMA (Trêmula.) Combinado. VALDIR Isso. Assim é que eu gosto. Pega um punhadão, que eu quero cheirar na sua mão. (Norma pega um punhado de pó. Quando ele vai cheirar, ela esfrega em seus olhos. Pega a arma e aponta para ele.) NORMA Parado! Fica aí, não se mexe desgraçado, porco, filho da puta. VALDIR Norma, o que você fez? Me dá essa porra! NORMA Não se mexe.
  48. 48. Julio CarraraJulio CarraraJulio CarraraJulio Carrara Estrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de BastidorEstrela de Bastidor 47474747 POLICIAL Que tá havendo aí? NORMA Eu te mato, Valdir. Eu te mato. VALDIR Não me entrega, Norma. Me dê a arma. NORMA Você tem que se tratar, Valdir. Você tem que pagar pelo que fez. VALDIR Não me entrega, eu tô nessa de bobeira. Esse pó não é meu. Não faz isso. Eu te amo, Norma. NORMA (Grita.) Polícia! Pode entrar! VALDIR (Avançando.) Cê vai morrer, piranha! (Black-out rápido. Ouve-se dois tiros. Luz sobe. Valdir cai com os tiros nas costas, disparados pelo policial. Entra a música “Sábado”, de José Augusto. Norma segura a arma e, chocada, espera que um dos policiais retire a arma de sua mão. Policiais amparam Norma e saem com ela. Foco sobre o corpo de Valdir. Luz cai em resistência até o black-out final. Sobe música.) FIM Agosto/2013

×