POMAR AGROECOLÓGICO

6.697 visualizações

Publicada em

1 comentário
12 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.697
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
699
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
12
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Este modelo pode ser usado como arquivo de partida para fornecer atualizações para um projeto do projeto. Seções Clique com o botão direito em um slide para adicionar seções. Seções podem ajudar a organizar slides ou a facilitar a colaboração entre vários autores. Anotações Use a seção Anotações para anotações da apresentação ou para fornecer detalhes adicionais ao público. Exiba essas anotações no Modo de Exibição de Apresentação durante a sua apresentação. Considere o tamanho da fonte (importante para acessibilidade, visibilidade, gravação em vídeo e produção online) Cores coordenadas Preste atenção especial aos gráficos, tabelas e caixas de texto. Leve em consideração que os participantes irão imprimir em preto-e-branco ou escala de cinza. Execute uma impressão de teste para ter certeza de que as suas cores irão funcionar quando forem impressas em preto-e-branco puros e escala de cinza. Elementos gráficos, tabelas e gráficos Mantenha a simplicidade: se possível, use estilos e cores consistentes e não confusos. Rotule todos os gráficos e tabelas.
  • * Se qualquer um desses essas questões causaram um atraso de cronograma ou apontaram a necessidade de discussão adicional. Detalhes no próximo slide.
  • Os seguintes slides mostrar vários exemplos de linhas do tempo usando gráficos SmartArt. Inclua uma linha do tempo para o projeto, marcando claramente as etapas, datas importantes, e destaque em ponto o projeto se encontra agora.
  • Prepare slides para o apêndice caso detalhes adicionais ou slides complementares venham a ser necessários. O apêndice também será útil se a apresentação for distribuída posteriormente.
  • POMAR AGROECOLÓGICO

    1. 1. Implantação de pomar agroecológico na comunidade deCajazeiras Velha (Cajazeiras – PB): uma alternativa para odesenvolvimento sustentável.Responsáveis: Maria do Carmo de Amorim eFernando Julião de Medeiros JúniorCoordenadora: Drª Kátia Cristina de O. Gurjão
    2. 2. OBJETIVO GERAL Implantar pomares agroecológicos paramelhoria da alimentação e geração de renda dasfamílias, bem como a exploração dos recursosnaturais de forma sustentável.
    3. 3. OBJETIVOS ESPECíFICOSTreinar e capacitar jovens e adultos voltados para os princípiosda sustentabilidade;Promover intercâmbio entre produtores rurais para troca deexperiências na perspectiva da convivência com o semiárido;Conscientizar produtores e comunidades quanto à importânciado consumo das frutas na alimentação diária;Orientar os agricultores na produção de mudas, implantação econdução de pomares dentro dos princípios agroecológicos;Beneficiar e comercializar a produção;Preparar o relatório final das atividades desenvolvidas nacomunidade.
    4. 4. Primeiro contato com Paulo Trajano BorgesComunidade Cajazeiras Velha – Cajazeiras - PB
    5. 5. Reconhecimento da área a ser implantado o pomaragroecológico
    6. 6. Propriedade do Sr. Paulo Trajano
    7. 7. Treinamento com os envolvidos na execução doprojeto em Cajazeiras Velha-PB.
    8. 8. Comunidade discute a importância da agroecologiapara o desenvolvimento sustentável.
    9. 9. Minicurso sobre compostagem e reaproveitamentodos recursos naturais.
    10. 10. Discussão com Paulo Trajano sobre ofuncionamento do processo de compostagem.
    11. 11. Utilização do esterco animal existente na comunidade.
    12. 12. Gramíneas para fazer compostagem.
    13. 13. Coleta para análise de solo.
    14. 14. Amostra de solo a 20 cm.
    15. 15. Envolvimento da comunidade com o projeto.
    16. 16. Solo coletado a 40 cm.
    17. 17. Área para implantação do pomar.
    18. 18. Treinamento com a equipe envolvida no projeto sobreprocessamento de frutas no IFPB-Campus Sousa.
    19. 19. Valorização da mulher na execução do projeto.
    20. 20. Equipe orientada sobre processamento de frutaspela professora Dorinha do IFPB-Sousa.
    21. 21. Paulo Alves, alguém que acredita que é possívelmudar. Comunidade de Cajazeiras.
    22. 22. Resultado final do treinamento, fruta processada.
    23. 23. Treinamento com equipe no viveiro doIFPB-Sousa.
    24. 24. Visita ao minhocário do IFPB- Campus Sousa.
    25. 25. Implantação do pomar
    26. 26. Preparação para o plantio, abertura das covas.
    27. 27. Área plantada 1ha.
    28. 28. Fazer agroecologia é agir de forma preventiva (cerca vivacom Citronela (Cymbopogon winterianus), planta que temação bioinseticida.
    29. 29. Adubação de fundação, esterco bovino.
    30. 30. Total de mudas: 150 (manga, caju, graviola,acerola, abacate, pinha e coco ).
    31. 31. Uma planta, uma ideia e no futuro qualidade de vida ...
    32. 32. Fazer agroecologia é descobrir oque é melhor para o equilíbrio doecossistema, cada situação é umarealidade diferente.
    33. 33. Plantio consorciado com plantasadaptadas às condições climáticaslocais.
    34. 34. Faça o manejo adequado e deixe a naturezatrabalhar para você.
    35. 35. Três meses depois.., Cobertura morta nasfrutíferas e consórcio com jerimum (Cucurbitamoschata).
    36. 36. Fazer agroecologia é união de esforços entre o sabercientífico e o saber popular, juntos na busca pelaagricultura de base agroecológica. Professores,agricultor e estudantes acompanham a execução doprojeto.
    37. 37. Fazendo análise do crescimento e desenvolvimentoacelerado da planta, resultado do manejoagroecológico
    38. 38. Plantavigorosa...
    39. 39. Cultivandoplanta e saúde,produto livre deveneno.
    40. 40. É preciso estar preparado para os desafios. Pulgãopreto (Aphis craccivora Koch) ataca jerimum(Cucurbita moschata).
    41. 41. Ataque do pulgão preto (Aphis craccivoraKoch) na acerola (Malpighia punicifolia).
    42. 42. Óleo de Citronela (Cymbopogon winterianus)Utilizado no combate ao pulgão preto (Aphiscraccivora Koch).
    43. 43. Professor Paulo Wanderley do IFPB- Sousa, orientandoquanto aos cuidados com o manejo agroecológico.
    44. 44. Professor Paulo Wanderley, observando aexistência do pulgão preto (Aphis craccivora Koch) nofeijão (Vigna unguiculata).
    45. 45. Para que se consiga o desenvolvimento da agricultura familiarde base agroecológica sustentável, é fundamental o uso detecnologia adequada.
    46. 46. Cultivo consorciado, ausência de pragas e doenças nas lavouras.
    47. 47. Frutíferas cultivadas em consórcio com feijão.(Vigna unguiculata (L.)
    48. 48. Frutíferas cultivadas em consórcio comquiabo (Abelmoschus esculentus).
    49. 49. Cobertura morta para proteger o solo e reter umidade.
    50. 50. Prática agroecológica, cerca viva para proteger asfrutíferas contra pragas e doenças.
    51. 51. Prática agroecológica, sistema integrado de produção.
    52. 52. Aqui tem saúde e qualidade de vida.
    53. 53. Prática agroecológica, semente de crotalária(Crotalaria juncea), uma leguminosa, planta que fixanitrogênio no solo.
    54. 54. Prática agroecológica, cerca viva com crotalária(Crotalaria juncea), uma leguminosa, planta que fixanitrogênio no solo.
    55. 55. Equipe do IFPB - Sousa e Ação Social da Diocese deCajazeiras-PB (ASDICA) preparada para iniciar aprimeira poda nas frutíferas (poda de Formação).
    56. 56. Professor Everaldo orienta como iniciar osprimeiros procedimentos com a poda da acerola(Malpighia punicifolia).
    57. 57. Com esforço e dedicação, o aprendizado é rápido.
    58. 58. Professor Everaldo orientando quanto aosprocedimentos adequados para a poda deformação da graviola (Annona muricata).
    59. 59. AGROECOLOGIA "O CAMINHO PARA ODESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A CERTIFICAÇÃO ORGÂNICA" Palestrante: Maria do Carmo de Amorim Graduanda do Curso de TECNOLOGIA EM AGROECOLOGIA www.agroecologiaonli ne.com
    60. 60. Paulo Trajano, orientando os agricultores(a) deVárzea Comprida dos Oliveiras sobre osprocedimentos da poda de formação.
    61. 61. Experiência do Pomar Agroecológico apresentadapelo agricultor Paulo Trajano.
    62. 62. Paulo fala para os agricultores sobre a importânciado uso de biofertilizantes no desenvolvimento daslavouras.
    63. 63. Desafios a serem alcançados a partir do encontro realizado na Associação Comunitária Rural Várzea Comprida dos Oliveiras, Vaca Morta e Cajazeiras Velha-PB O QUE FAZER COMO FAREMOS RESPONSÁVEIS QUANDO Analisar o que é mais Procurar um profissional da Paulo, Beto, José e Final deviável, a Cooperativa ou área para tomada de decisão Edileusa Novembro/ Associação 2012Minicurso sobre produção Contato com o professor Jussier, 11/11/2012 de mudas de hortaliças Diego Porto do IFPB - Paulo,Carminha e Campus Sousa Julião Curso sobre Podas em Contato com o professor Julião, Beto e 18/11/2012 Frutíferas Everaldo Mariano do IFPB Carminha – Campus Sousa Minicurso sobre Material informativo e Zilma, Marlene, 25/11/2012processamento de cocadas treinamento in loco Juliao, Carminha e Beto
    64. 64. Participantes do encontro realizado na comunidadeVárzea Comprida dos Oliveiras, no dia 30 deSetembro de 2012.
    65. 65. Visitaram o Pomar Agroecológico a Drª. Katia Cristina,(Coordenadora do projeto), Dr. Manoel Barbosa (Coordenador dePesquisa do IFPB-Campus Sousa), Dr. Joserlan Moreira(Coodenador de Extensão do IFPB Campus Sousa).
    66. 66. Troca de experiências e aprendizado in loco.
    67. 67. Produção de mudas de Crotalária (Crotalariajuncea) para fazer cerca viva.
    68. 68. Produção de mudas de Alfavaca (Ocimumgratissimum) para fazer cerca viva.
    69. 69. REALIDADE... POMARAGROECOLÓGICO CONSORCIADOCOM JERIMUM, FEIJÃO E QUIABO NACOMUNIDADE DE CAJAZEIRASVELHA-PB.
    70. 70. Reunião com Representantes do Ministério da Integração Nacional, Dorotea Blos,Walber Santana, Katia Cristina Professora do IFPB , Julião Medeiros e CarminhaAmorim, para discussão de implementação do Projeto Pomar Agroecológico.
    71. 71. O que hoje é um pomar Agroecológico, no futuro seráum Sistema Integrado de Produção Agroecológica
    72. 72. Sistema Integrado de Produção Agroecológica Sítio Cajazeiras Velha, Cajazeiras- PBProprietários: Paulo Trajano e Marlene Borges Paulo Trajano e Marlene Borges Logomarca dos produtos comercializados Área total: 86.000 m²
    73. 73. Legenda01 – Pomar Agroecológico 06 – Mata Ciliar 11 – Criação de Galinha Caipira02 – Plantação de Hortaliças 07 – Pastejo Rotacionado 12 – Caatinga Preservada03 – Unidade de Pesquisa IFPB 08 – Plantação de Goiaba e maracujá 13 -- Residência do Proprietário04 --Plantação de Jerimum, Milho e Feijão 09 – Criação de Porcos 14 -- Depósito05 – Plantação Macaxeira, Batata, Milho e Feijão 10 – Cerca viva
    74. 74. Pomar Agroecológico – Área (01) 14.536 m²
    75. 75. Alface (Lactuca sativa L.) Cebolinha ( Allium fistulosum) Coentro ( Coriandrum sativum L.)Pimentão (Capsicum annuum) Pimenta de cheiro Couve folha (Capsicum odoriferum) (Brassica oleracea) Plantação de hortaliças Área (02) 6. 638m²
    76. 76. Semente crioula de milho (Zea mays L.) Batata doce laranja (Ipomoea batatas L.) cultivar beauregardUnidade para pesquisa IFPB- Campus Sousa Área (03) 2.620 m²
    77. 77. Jerimum (Cucurbita moschata) Milho (Zea mays L.) Feijão ( Vigna unguiculata L.)Unidade para produção de Jerimum, milho e feijão Área (04) 5.818m²
    78. 78. Macaxeira ( Monihot esculenta Crantz) Batata doce (Ipomoea batatas L.) Milho (Zea mays L.) Feijão ( Vigna unguiculata L.)Plantação de macaxeira, batata doce, milho e feijão Área (05) 5.079m²
    79. 79. Preservação da mata ciliar Área (06) 5.541 m²
    80. 80. Pastejo rotacionadoÁrea (07) 10.926 m²
    81. 81. Goiabeira (Psidium guajava L.) Maracujazeiro ( Passiflora edulis) Plantação de goiaba e maracujá Área (08) 9.815 m²
    82. 82. Criação de suínosÁrea (09) 5.077 m²
    83. 83. Crotalária Flor do mel (Crotalaria juncea) Alfavaca (Ocimum gratissimum) (Buddleja globosa)Cerca viva para proteção das culturas contra intempéries Área (10) 30 m²
    84. 84. Criação de galinha caipira Área (11) 1.720 m²
    85. 85. Caatinga preservadaÁrea (12) 18.000 m²
    86. 86. Residência Proprietário Paulo Borges Trajano Área (13) 96 m² Coco (Cocos nucifera L.) Mamão Graviola (Annona muricata L) (Carica papaya)
    87. 87. DepósitoÁrea (14) 53,29 m²
    88. 88. AGRADECIMENTOS AOSRESPONSÁVEIS PELA EXECUÇÃO DOPROJETOASDICA. Ação social da diocese de Cajazeiras

    ×