SlideShare uma empresa Scribd logo
ALEITAMENTO   MATERNO  UMA  PRIORIDADE  NACIONAL Foto: Contented infant, de Thomaz Bergman, Suécia Instituto de Saúde CIP/SES-SP
RECOMENDAÇÃO  DO MINISTÉRIO DA SAÚDE E DA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE  ( 54ª AMS / MAIO DE 2001) ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO ATÉ OS 6 MESES  E CONTINUADO ATÉ OS 2 ANOS DE IDADE OU MAIS
TERMOS E DEFINIÇÕES  DE ALEITAMENTO MATERNO Aleitamento Materno Exclusivo Crianças que recebem somente leite materno, sem água, nem chá, nem suco; Aleitamento Materno Predominante Crianças que recebem leite materno de forma predominante, e também água, chá ou suco;   Aleitamento Materno Crianças que recebem leite materno Alimentação Complementar Oportuna   ( a partir dos 6 meses completos) Crianças  que recebem leite materno e alimentos sólidos
1-   Garantir aumento de pelo menos 30 % nas taxas de amamentação exclusiva nos primeiros 6 meses de vida em relação aos valores da década de 80 2- Credenciar 50% dos hospitais com mais de 1000 partos /ano com o título de “Amigo da Criança” 3- Acabar com a distribuição gratuita de sucedâneos do Leite Materno nos serviços de saúde COMPROMISSOS ASSUMIDOS PELO BRASIL NA REUNIÃO MUNDIAL DE CÚPULA EM FAVOR DA INFÂNCIA – Nova Iorque, 1990
1989 - dados referentes ao Brasil 1999 - dados referentes ao Brasil urbano  78 50 39 28 87 78 69 41 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 15-44 45-74 75-104 105-134 135-164 165-194 195-224 225-254 255-284 285-314 315-344 idade da criança em dias percentual PNSN 1989 CAPITAIS e DF, 1999 PREVALÊNCIA DO ALEITAMENTO MATERNO CONFORME IDADE DA CRIANÇA.  Pesquisas 1989 (nacional), 1999 (DF e capitais).  Fonte: Ministério da Saúde
1975 - ENDEF (Monteiro, 1998)  1996 - PNDS  1989 - PNSN  1999 - PPAM-CDF Evolução da Duração Mediana de Aleitamento Materno (em meses) no Brasil urbano Fonte: Ministério da Saúde
Prevalência de Aleitamento Materno Exclusivo nos anos de 1986 e 1999 no Brasil - faixa etária de 0 a 4 meses Fonte: Ministério da Saúde  3,6 35,6 0 5 10 15 20 25 30 35 40 % 1999 1986 1986 – BEMFAM (urbano e rural) 1999 – Pesquisa DF e capitais
Duração mediana (em meses) de Aleitamento Materno Brasil e regiões. Pesquisa DF e capitais,1999 (Fonte: Ministério da Saúde) 13,8 11,0 8,4 8,0 7,5 9,9 0,0 2,0 4,0 6,0 8,0 10,0 12,0 14,0 Norte  Centro - Oeste  Nordeste  Sudeste  Sul  Brasil
39,1 26,3 24,0 19,5 13,1 23,4 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45 50 Sul  Nordeste  Norte  Centro - Oeste  Sudeste  Brasil Duração Mediana (em dias) de Aleitamento Materno Exclusivo no Brasil e regiões. Pesquisa DF e capitais,1999 (Fonte: Ministério da Saúde)
           
Falta de informação adequada da comunidade acerca da importância do aleitamento materno e dos riscos da alimentação artificial Falta de conhecimento dos profissionais de saúde sobre o manejo da lactação Rotinas de maternidades que dificultam a prática da amamentação Baixa disponibilidade de leite humano pasteurizado Marketing agressivo e distribuição gratuita de leites artificiais a maternidades Descumprimento das leis que protegem a mulher que trabalha fora do lar
AÇÕES PARA IMPLEMENTAR ROTINAS FACILITADORAS DA AMAMENTAÇÃO NOS SERVIÇOS DE SAÚDE  (Fonte: Ministério da Saúde) Hospital Amigo da Criança Unidade Básica Amiga da Amamentação Rede nacional de BLH Método canguru
OUTRAS AÇÕES DE PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO  (Fonte: Ministério da Saúde) Bombeiro da vida Carteiro amigo Semana Mundial de Amamentação Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos, mamadeiras, bicos e chupetas
INICIATIVA  HOSPITAL AMIGO DA CRIANÇA NO BRASIL 1992-2002 Maternity, de Picasso
23 23 18 17 15 15 14 11 11 10 10 9 8 7 6 6 5 2 2 1 1 1 1 1 0 5 10 15 20 25 RN CE MA PB SP SC GO RS PR RJ DF MG PE PI PA BA AL TO SE MT MS ES AM AC DISTRIBUIÇÃO DOS HOSPITAIS  "AMIGO DA CRIANÇA” NO BRASIL, SETEMBRO 2002 Fonte: Ministério da Saúde Total: 221
Hospitais Amigos da Criança no Estado de São Paulo, novembro 2002 Guilherme Álvaro, Santos Amador Aguiar, Osasco Silvério Fontes, Santos Municipal, Itapira São Francisco, Tupã Santa Casa, Peruíbe Santa Casa, Tupã Santa Casa, Ubatuba Paulo Sacramento, Jundiaí Municipal, S.J. Campos São Vicente de Paulo, Jundiaí   Santa Casa, Limeira Leonor Mendes de Barros, São Paulo  Mater, Ribeirão Preto Interlagos, São Paulo      São Francisco, Jacareí Geral, Itapecerica da Serra V. N. Cachoeirinha, São Paulo
PRINCIPAIS DIFICULDADES NO PROCESSO DE CREDENCIAMENTO  E MANUTENÇÃO DA IHAC NO BRASIL (Fonte: Ministério da Saúde, 1999/2000)
Incentivo ao HAC no Brasil  Fonte: Ministério da Saúde  ( PT/MS 572, Junho de 2000 ) HOSPITAL R$90,00 R$110,00 CESÁREA R$230,00 R$250,00 PROCEDIMENTO PARTO NORMAL HOSPITAL AMIGO DA CRIANÇA + 22,2% + 8,7% TIPO DE HOSPITAL M UDANÇA NOS VALORES  DOS SERVIÇOS HOSPITALARES

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Agosto Dourado 2021: Proteger a Amamentação
Agosto Dourado 2021: Proteger a AmamentaçãoAgosto Dourado 2021: Proteger a Amamentação
Orientações sobre aleitamento materno e período pós
Orientações sobre aleitamento materno e período pósOrientações sobre aleitamento materno e período pós
Orientações sobre aleitamento materno e período pós
Patrícia Müller
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
Géssica Freire
 
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEFAleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Amamentação
AmamentaçãoAmamentação
Amamentação
Heloísa Ximenes
 
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vidaAmamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Rebeca - Doula
 
A importância do leite materno !
A importância do leite materno !A importância do leite materno !
A importância do leite materno !
DAniela Fonseca
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
GisleneDmingos
 
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Aleitamento materno
Aleitamento materno Aleitamento materno
Aleitamento materno
lipernnatal
 
Como promover a amamentação na gravidez e parto
Como promover a amamentação na gravidez e partoComo promover a amamentação na gravidez e parto
Como promover a amamentação na gravidez e parto
Rebeca - Doula
 
Livreto aleitamento materno hospital
Livreto aleitamento materno hospitalLivreto aleitamento materno hospital
Livreto aleitamento materno hospital
Patrícia Müller
 
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
Erly Batista Neto
 
AMAMENTAÇÃO
AMAMENTAÇÃOAMAMENTAÇÃO
AMAMENTAÇÃO
blogped1
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
Michely Blank
 
AGOSTO DOURADO.pptx
AGOSTO DOURADO.pptxAGOSTO DOURADO.pptx
AGOSTO DOURADO.pptx
DayrlaneTorres
 
Folheto Gestantes
Folheto GestantesFolheto Gestantes
Folheto Gestantes
Dessa Reis
 
Aleitamento Materno
Aleitamento Materno Aleitamento Materno
Aleitamento Materno
blogped1
 
Por que a amamentação é importante (lição 1)
Por que a amamentação é importante (lição 1)Por que a amamentação é importante (lição 1)
Por que a amamentação é importante (lição 1)
Juliane Stivanin da Silva
 
Cartilha gestante
Cartilha gestanteCartilha gestante
Cartilha gestante
Mychelle Francisco
 

Mais procurados (20)

Agosto Dourado 2021: Proteger a Amamentação
Agosto Dourado 2021: Proteger a AmamentaçãoAgosto Dourado 2021: Proteger a Amamentação
Agosto Dourado 2021: Proteger a Amamentação
 
Orientações sobre aleitamento materno e período pós
Orientações sobre aleitamento materno e período pósOrientações sobre aleitamento materno e período pós
Orientações sobre aleitamento materno e período pós
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
 
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEFAleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
Aleitamento Materno - album seriado do MS/UNICEF
 
Amamentação
AmamentaçãoAmamentação
Amamentação
 
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vidaAmamentação, sobrevivência e qualidade de vida
Amamentação, sobrevivência e qualidade de vida
 
A importância do leite materno !
A importância do leite materno !A importância do leite materno !
A importância do leite materno !
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
 
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
Aleitamento Materno Exclusivo até os Seis Meses: o Papel dos Profissionais de...
 
Aleitamento materno
Aleitamento materno Aleitamento materno
Aleitamento materno
 
Como promover a amamentação na gravidez e parto
Como promover a amamentação na gravidez e partoComo promover a amamentação na gravidez e parto
Como promover a amamentação na gravidez e parto
 
Livreto aleitamento materno hospital
Livreto aleitamento materno hospitalLivreto aleitamento materno hospital
Livreto aleitamento materno hospital
 
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA GRAVIDEZ
 
AMAMENTAÇÃO
AMAMENTAÇÃOAMAMENTAÇÃO
AMAMENTAÇÃO
 
Aleitamento materno
Aleitamento maternoAleitamento materno
Aleitamento materno
 
AGOSTO DOURADO.pptx
AGOSTO DOURADO.pptxAGOSTO DOURADO.pptx
AGOSTO DOURADO.pptx
 
Folheto Gestantes
Folheto GestantesFolheto Gestantes
Folheto Gestantes
 
Aleitamento Materno
Aleitamento Materno Aleitamento Materno
Aleitamento Materno
 
Por que a amamentação é importante (lição 1)
Por que a amamentação é importante (lição 1)Por que a amamentação é importante (lição 1)
Por que a amamentação é importante (lição 1)
 
Cartilha gestante
Cartilha gestanteCartilha gestante
Cartilha gestante
 

Destaque

Como tornar seu hospital amigo da criança
Como tornar seu hospital amigo da criançaComo tornar seu hospital amigo da criança
Como tornar seu hospital amigo da criança
Rebeca - Doula
 
Amamentação e Sua Prevalência
Amamentação e Sua PrevalênciaAmamentação e Sua Prevalência
Amamentação e Sua Prevalência
Amanda Thomé
 
Saude
SaudeSaude
PromoçãO Da AmamentaçãO E AlimentaçãO Complementar
PromoçãO Da AmamentaçãO E AlimentaçãO ComplementarPromoçãO Da AmamentaçãO E AlimentaçãO Complementar
PromoçãO Da AmamentaçãO E AlimentaçãO Complementar
Biblioteca Virtual
 
Formação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadas
Formação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadasFormação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadas
Formação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadas
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Vantagens e desvantagens da amamentação
Vantagens e desvantagens da amamentaçãoVantagens e desvantagens da amamentação
Vantagens e desvantagens da amamentação
mnicamartins8
 
Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)
Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)
Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)
Dr. Benevenuto
 
Genograma e Ecomapa
Genograma e EcomapaGenograma e Ecomapa
Aleitamento Materno
Aleitamento MaternoAleitamento Materno
Aleitamento Materno
Laped Ufrn
 
Promovendo o Aleitamento Materno
Promovendo o Aleitamento MaternoPromovendo o Aleitamento Materno
Promovendo o Aleitamento Materno
Sorttie Marketing & Conteúdo
 
Alimentação na gravidez
Alimentação na gravidez Alimentação na gravidez
Alimentação na gravidez
Andreia Neves
 
Puerpério
PuerpérioPuerpério
Puerpério
Cleidenisia Daiana
 
Periodo puerperal
Periodo puerperalPeriodo puerperal
Periodo puerperal
Diana Rodrigues
 
Alimentação saudável para gestantes
Alimentação saudável para gestantesAlimentação saudável para gestantes
Alimentação saudável para gestantes
Deisi Colombo
 
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditatoAula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Viviane da Silva
 
Gestação
GestaçãoGestação
Gestação
Sandra Semedo
 
Orientações a gestantes
Orientações a gestantesOrientações a gestantes
Orientações a gestantes
Mishela Kelly Almeida
 

Destaque (17)

Como tornar seu hospital amigo da criança
Como tornar seu hospital amigo da criançaComo tornar seu hospital amigo da criança
Como tornar seu hospital amigo da criança
 
Amamentação e Sua Prevalência
Amamentação e Sua PrevalênciaAmamentação e Sua Prevalência
Amamentação e Sua Prevalência
 
Saude
SaudeSaude
Saude
 
PromoçãO Da AmamentaçãO E AlimentaçãO Complementar
PromoçãO Da AmamentaçãO E AlimentaçãO ComplementarPromoçãO Da AmamentaçãO E AlimentaçãO Complementar
PromoçãO Da AmamentaçãO E AlimentaçãO Complementar
 
Formação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadas
Formação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadasFormação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadas
Formação em PRÉ-NATAL, PUERPÉRIO e AMAMENTAÇÃO - práticas ampliadas
 
Vantagens e desvantagens da amamentação
Vantagens e desvantagens da amamentaçãoVantagens e desvantagens da amamentação
Vantagens e desvantagens da amamentação
 
Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)
Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)
Album seriado amamentação (Unicef, Min. Saúde)
 
Genograma e Ecomapa
Genograma e EcomapaGenograma e Ecomapa
Genograma e Ecomapa
 
Aleitamento Materno
Aleitamento MaternoAleitamento Materno
Aleitamento Materno
 
Promovendo o Aleitamento Materno
Promovendo o Aleitamento MaternoPromovendo o Aleitamento Materno
Promovendo o Aleitamento Materno
 
Alimentação na gravidez
Alimentação na gravidez Alimentação na gravidez
Alimentação na gravidez
 
Puerpério
PuerpérioPuerpério
Puerpério
 
Periodo puerperal
Periodo puerperalPeriodo puerperal
Periodo puerperal
 
Alimentação saudável para gestantes
Alimentação saudável para gestantesAlimentação saudável para gestantes
Alimentação saudável para gestantes
 
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditatoAula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
 
Gestação
GestaçãoGestação
Gestação
 
Orientações a gestantes
Orientações a gestantesOrientações a gestantes
Orientações a gestantes
 

Semelhante a Aleitamento materno uma prioridade nacional (lição 2)

2267-L - Aleitamento materno, distribuição de leites e fórmulas infantis em e...
2267-L - Aleitamento materno, distribuição de leites e fórmulas infantis em e...2267-L - Aleitamento materno, distribuição de leites e fórmulas infantis em e...
2267-L - Aleitamento materno, distribuição de leites e fórmulas infantis em e...
bibliotecasaude
 
XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...
XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...
XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Aleitamento materno, uma prioridade mundial
Aleitamento materno, uma prioridade mundialAleitamento materno, uma prioridade mundial
Aleitamento materno, uma prioridade mundial
Rebeca - Doula
 
CICERO ALEITAMENTO MATERNO NO SERTÃO PERNAMBUCANO CONGRESSO INTERNACIONAO 201...
CICERO ALEITAMENTO MATERNO NO SERTÃO PERNAMBUCANO CONGRESSO INTERNACIONAO 201...CICERO ALEITAMENTO MATERNO NO SERTÃO PERNAMBUCANO CONGRESSO INTERNACIONAO 201...
CICERO ALEITAMENTO MATERNO NO SERTÃO PERNAMBUCANO CONGRESSO INTERNACIONAO 201...
GisleneOliveira50
 
Amamentação e sustentabilidade
Amamentação e sustentabilidadeAmamentação e sustentabilidade
Amamentação e sustentabilidade
Silvia Marina Anaruma
 
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudávelComo a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
Silvia Marina Anaruma
 
Alimentacao Saudavel Criancas Ate 2 Anos
Alimentacao Saudavel Criancas Ate 2 AnosAlimentacao Saudavel Criancas Ate 2 Anos
Alimentacao Saudavel Criancas Ate 2 Anos
V.X. Carmo
 
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptxALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
FranciscoFlorencio6
 
Smam 2014 - Palestra PUC Campinas
Smam 2014 - Palestra PUC CampinasSmam 2014 - Palestra PUC Campinas
Smam 2014 - Palestra PUC Campinas
associacaoportella
 
Desafios Iniciais para a Garantia do Aleitamento Materno Exclusivo (AME): os ...
Desafios Iniciais para a Garantia do Aleitamento Materno Exclusivo (AME): os ...Desafios Iniciais para a Garantia do Aleitamento Materno Exclusivo (AME): os ...
Desafios Iniciais para a Garantia do Aleitamento Materno Exclusivo (AME): os ...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
PNAISC.pdf
PNAISC.pdfPNAISC.pdf
PNAISC.pdf
ShesterDamaceno1
 
Material aleitamento
Material aleitamentoMaterial aleitamento
Material aleitamento
gikapp88
 
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticasAMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
aula_promocao_FORUMSP.ppt
aula_promocao_FORUMSP.pptaula_promocao_FORUMSP.ppt
aula_promocao_FORUMSP.ppt
Lu Galdino
 
XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...
XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...
XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Apresentação do agosto dourado -mes de promoçao do aleitamento materno
Apresentação do agosto dourado -mes de promoçao do aleitamento maternoApresentação do agosto dourado -mes de promoçao do aleitamento materno
Apresentação do agosto dourado -mes de promoçao do aleitamento materno
jaquelinesoaresenf
 
Política de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno do governo bras...
Política de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno do governo bras...Política de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno do governo bras...
Política de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno do governo bras...
Especialização em Aleitamento Materno / Passo 1 SP
 
Política de promoção, proteção e apoio ao Aleitamento - Ministério da Saúde
Política de promoção, proteção e apoio ao Aleitamento - Ministério da SaúdePolítica de promoção, proteção e apoio ao Aleitamento - Ministério da Saúde
Política de promoção, proteção e apoio ao Aleitamento - Ministério da Saúde
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
SMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para ações
SMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para açõesSMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para ações
SMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para ações
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 

Semelhante a Aleitamento materno uma prioridade nacional (lição 2) (20)

2267-L - Aleitamento materno, distribuição de leites e fórmulas infantis em e...
2267-L - Aleitamento materno, distribuição de leites e fórmulas infantis em e...2267-L - Aleitamento materno, distribuição de leites e fórmulas infantis em e...
2267-L - Aleitamento materno, distribuição de leites e fórmulas infantis em e...
 
XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...
XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...
XIV ENAM - Anais do Encontro Nacional de Aleitamento Materno - Florianópolis,...
 
Aleitamento materno, uma prioridade mundial
Aleitamento materno, uma prioridade mundialAleitamento materno, uma prioridade mundial
Aleitamento materno, uma prioridade mundial
 
CICERO ALEITAMENTO MATERNO NO SERTÃO PERNAMBUCANO CONGRESSO INTERNACIONAO 201...
CICERO ALEITAMENTO MATERNO NO SERTÃO PERNAMBUCANO CONGRESSO INTERNACIONAO 201...CICERO ALEITAMENTO MATERNO NO SERTÃO PERNAMBUCANO CONGRESSO INTERNACIONAO 201...
CICERO ALEITAMENTO MATERNO NO SERTÃO PERNAMBUCANO CONGRESSO INTERNACIONAO 201...
 
Amamentação e sustentabilidade
Amamentação e sustentabilidadeAmamentação e sustentabilidade
Amamentação e sustentabilidade
 
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
 
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudávelComo a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
 
Alimentacao Saudavel Criancas Ate 2 Anos
Alimentacao Saudavel Criancas Ate 2 AnosAlimentacao Saudavel Criancas Ate 2 Anos
Alimentacao Saudavel Criancas Ate 2 Anos
 
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptxALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
ALIMENTACAO.E.ALEITAMENTO.MATERNO.pptx
 
Smam 2014 - Palestra PUC Campinas
Smam 2014 - Palestra PUC CampinasSmam 2014 - Palestra PUC Campinas
Smam 2014 - Palestra PUC Campinas
 
Desafios Iniciais para a Garantia do Aleitamento Materno Exclusivo (AME): os ...
Desafios Iniciais para a Garantia do Aleitamento Materno Exclusivo (AME): os ...Desafios Iniciais para a Garantia do Aleitamento Materno Exclusivo (AME): os ...
Desafios Iniciais para a Garantia do Aleitamento Materno Exclusivo (AME): os ...
 
PNAISC.pdf
PNAISC.pdfPNAISC.pdf
PNAISC.pdf
 
Material aleitamento
Material aleitamentoMaterial aleitamento
Material aleitamento
 
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticasAMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
AMAMENTAÇÃO e ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR: dicas práticas
 
aula_promocao_FORUMSP.ppt
aula_promocao_FORUMSP.pptaula_promocao_FORUMSP.ppt
aula_promocao_FORUMSP.ppt
 
XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...
XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...
XI ENAM - ENCONTRO NACIONAL de ALEITAMENTO MATERNO e I ENACS Santos, SP 2011 ...
 
Apresentação do agosto dourado -mes de promoçao do aleitamento materno
Apresentação do agosto dourado -mes de promoçao do aleitamento maternoApresentação do agosto dourado -mes de promoçao do aleitamento materno
Apresentação do agosto dourado -mes de promoçao do aleitamento materno
 
Política de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno do governo bras...
Política de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno do governo bras...Política de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno do governo bras...
Política de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno do governo bras...
 
Política de promoção, proteção e apoio ao Aleitamento - Ministério da Saúde
Política de promoção, proteção e apoio ao Aleitamento - Ministério da SaúdePolítica de promoção, proteção e apoio ao Aleitamento - Ministério da Saúde
Política de promoção, proteção e apoio ao Aleitamento - Ministério da Saúde
 
SMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para ações
SMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para açõesSMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para ações
SMAM 2016: folder da WABA com os objetivos, temas e sugestões para ações
 

Mais de Juliane Stivanin da Silva

Como colocar o bebê para mamar e avaliar a mamada (lição 4)
Como colocar o bebê para mamar e avaliar a mamada (lição 4)Como colocar o bebê para mamar e avaliar a mamada (lição 4)
Como colocar o bebê para mamar e avaliar a mamada (lição 4)
Juliane Stivanin da Silva
 
Tabagismo
Tabagismo  Tabagismo
As principais alterações bucais atribuíveis à gravidez relacionam se
As principais alterações bucais atribuíveis à gravidez relacionam seAs principais alterações bucais atribuíveis à gravidez relacionam se
As principais alterações bucais atribuíveis à gravidez relacionam se
Juliane Stivanin da Silva
 
Apresentação gestantes
Apresentação gestantesApresentação gestantes
Apresentação gestantes
Juliane Stivanin da Silva
 
Bebês que recusam o peito (lição 11)
Bebês que recusam o peito (lição 11)Bebês que recusam o peito (lição 11)
Bebês que recusam o peito (lição 11)
Juliane Stivanin da Silva
 
Controle de infecção
Controle de infecçãoControle de infecção
Controle de infecção
Juliane Stivanin da Silva
 
Saude
SaudeSaude
Casos antes e depois
Casos antes e depoisCasos antes e depois
Casos antes e depois
Juliane Stivanin da Silva
 

Mais de Juliane Stivanin da Silva (9)

Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Como colocar o bebê para mamar e avaliar a mamada (lição 4)
Como colocar o bebê para mamar e avaliar a mamada (lição 4)Como colocar o bebê para mamar e avaliar a mamada (lição 4)
Como colocar o bebê para mamar e avaliar a mamada (lição 4)
 
Tabagismo
Tabagismo  Tabagismo
Tabagismo
 
As principais alterações bucais atribuíveis à gravidez relacionam se
As principais alterações bucais atribuíveis à gravidez relacionam seAs principais alterações bucais atribuíveis à gravidez relacionam se
As principais alterações bucais atribuíveis à gravidez relacionam se
 
Apresentação gestantes
Apresentação gestantesApresentação gestantes
Apresentação gestantes
 
Bebês que recusam o peito (lição 11)
Bebês que recusam o peito (lição 11)Bebês que recusam o peito (lição 11)
Bebês que recusam o peito (lição 11)
 
Controle de infecção
Controle de infecçãoControle de infecção
Controle de infecção
 
Saude
SaudeSaude
Saude
 
Casos antes e depois
Casos antes e depoisCasos antes e depois
Casos antes e depois
 

Aleitamento materno uma prioridade nacional (lição 2)

  • 1. ALEITAMENTO MATERNO UMA PRIORIDADE NACIONAL Foto: Contented infant, de Thomaz Bergman, Suécia Instituto de Saúde CIP/SES-SP
  • 2. RECOMENDAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE E DA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE ( 54ª AMS / MAIO DE 2001) ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO ATÉ OS 6 MESES E CONTINUADO ATÉ OS 2 ANOS DE IDADE OU MAIS
  • 3. TERMOS E DEFINIÇÕES DE ALEITAMENTO MATERNO Aleitamento Materno Exclusivo Crianças que recebem somente leite materno, sem água, nem chá, nem suco; Aleitamento Materno Predominante Crianças que recebem leite materno de forma predominante, e também água, chá ou suco; Aleitamento Materno Crianças que recebem leite materno Alimentação Complementar Oportuna ( a partir dos 6 meses completos) Crianças que recebem leite materno e alimentos sólidos
  • 4. 1- Garantir aumento de pelo menos 30 % nas taxas de amamentação exclusiva nos primeiros 6 meses de vida em relação aos valores da década de 80 2- Credenciar 50% dos hospitais com mais de 1000 partos /ano com o título de “Amigo da Criança” 3- Acabar com a distribuição gratuita de sucedâneos do Leite Materno nos serviços de saúde COMPROMISSOS ASSUMIDOS PELO BRASIL NA REUNIÃO MUNDIAL DE CÚPULA EM FAVOR DA INFÂNCIA – Nova Iorque, 1990
  • 5. 1989 - dados referentes ao Brasil 1999 - dados referentes ao Brasil urbano 78 50 39 28 87 78 69 41 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 15-44 45-74 75-104 105-134 135-164 165-194 195-224 225-254 255-284 285-314 315-344 idade da criança em dias percentual PNSN 1989 CAPITAIS e DF, 1999 PREVALÊNCIA DO ALEITAMENTO MATERNO CONFORME IDADE DA CRIANÇA. Pesquisas 1989 (nacional), 1999 (DF e capitais). Fonte: Ministério da Saúde
  • 6. 1975 - ENDEF (Monteiro, 1998) 1996 - PNDS 1989 - PNSN 1999 - PPAM-CDF Evolução da Duração Mediana de Aleitamento Materno (em meses) no Brasil urbano Fonte: Ministério da Saúde
  • 7. Prevalência de Aleitamento Materno Exclusivo nos anos de 1986 e 1999 no Brasil - faixa etária de 0 a 4 meses Fonte: Ministério da Saúde 3,6 35,6 0 5 10 15 20 25 30 35 40 % 1999 1986 1986 – BEMFAM (urbano e rural) 1999 – Pesquisa DF e capitais
  • 8. Duração mediana (em meses) de Aleitamento Materno Brasil e regiões. Pesquisa DF e capitais,1999 (Fonte: Ministério da Saúde) 13,8 11,0 8,4 8,0 7,5 9,9 0,0 2,0 4,0 6,0 8,0 10,0 12,0 14,0 Norte Centro - Oeste Nordeste Sudeste Sul Brasil
  • 9. 39,1 26,3 24,0 19,5 13,1 23,4 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45 50 Sul Nordeste Norte Centro - Oeste Sudeste Brasil Duração Mediana (em dias) de Aleitamento Materno Exclusivo no Brasil e regiões. Pesquisa DF e capitais,1999 (Fonte: Ministério da Saúde)
  • 10.            
  • 11. Falta de informação adequada da comunidade acerca da importância do aleitamento materno e dos riscos da alimentação artificial Falta de conhecimento dos profissionais de saúde sobre o manejo da lactação Rotinas de maternidades que dificultam a prática da amamentação Baixa disponibilidade de leite humano pasteurizado Marketing agressivo e distribuição gratuita de leites artificiais a maternidades Descumprimento das leis que protegem a mulher que trabalha fora do lar
  • 12. AÇÕES PARA IMPLEMENTAR ROTINAS FACILITADORAS DA AMAMENTAÇÃO NOS SERVIÇOS DE SAÚDE (Fonte: Ministério da Saúde) Hospital Amigo da Criança Unidade Básica Amiga da Amamentação Rede nacional de BLH Método canguru
  • 13. OUTRAS AÇÕES DE PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO (Fonte: Ministério da Saúde) Bombeiro da vida Carteiro amigo Semana Mundial de Amamentação Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos, mamadeiras, bicos e chupetas
  • 14. INICIATIVA HOSPITAL AMIGO DA CRIANÇA NO BRASIL 1992-2002 Maternity, de Picasso
  • 15. 23 23 18 17 15 15 14 11 11 10 10 9 8 7 6 6 5 2 2 1 1 1 1 1 0 5 10 15 20 25 RN CE MA PB SP SC GO RS PR RJ DF MG PE PI PA BA AL TO SE MT MS ES AM AC DISTRIBUIÇÃO DOS HOSPITAIS "AMIGO DA CRIANÇA” NO BRASIL, SETEMBRO 2002 Fonte: Ministério da Saúde Total: 221
  • 16. Hospitais Amigos da Criança no Estado de São Paulo, novembro 2002 Guilherme Álvaro, Santos Amador Aguiar, Osasco Silvério Fontes, Santos Municipal, Itapira São Francisco, Tupã Santa Casa, Peruíbe Santa Casa, Tupã Santa Casa, Ubatuba Paulo Sacramento, Jundiaí Municipal, S.J. Campos São Vicente de Paulo, Jundiaí Santa Casa, Limeira Leonor Mendes de Barros, São Paulo Mater, Ribeirão Preto Interlagos, São Paulo São Francisco, Jacareí Geral, Itapecerica da Serra V. N. Cachoeirinha, São Paulo
  • 17. PRINCIPAIS DIFICULDADES NO PROCESSO DE CREDENCIAMENTO E MANUTENÇÃO DA IHAC NO BRASIL (Fonte: Ministério da Saúde, 1999/2000)
  • 18. Incentivo ao HAC no Brasil Fonte: Ministério da Saúde ( PT/MS 572, Junho de 2000 ) HOSPITAL R$90,00 R$110,00 CESÁREA R$230,00 R$250,00 PROCEDIMENTO PARTO NORMAL HOSPITAL AMIGO DA CRIANÇA + 22,2% + 8,7% TIPO DE HOSPITAL M UDANÇA NOS VALORES DOS SERVIÇOS HOSPITALARES