Fatores Psicologicos da Dor

4.287 visualizações

Publicada em

A dor é um sistema de defesa do organismo, num sinal de alerta do corpo para retomar um equilíbrio que foi perdido. É um aviso para que o indivíduo se retire de um ambiente inadequado, tóxico, potencialmente lesivo.
Indivíduos com transtorno de ansiedade generalizada tem crises de dor de cabeça mais intensas, mais longas e frequentes.
A terapia cognitivo comportamental é indicada para o alívio da ansiedade e controle da dor.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.287
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
75
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Associação Internacional para o Estudo da Dor define dor como uma exp... Além do tipo, local, duração e intensidade, é fundamental o estado emocional do indivíduo, como ele recebe a informação dolorosa, quanto dela ele aguenta, seu contexto social, mental e espiritual.
  • Estilo de vida totalmente fora dos propósitos para que foi feito nosso corpo.
  • Sensação da dor é diferente da aflição da dor, q se refere à percepção da dor
  • Fatores Psicologicos da Dor

    1. 1. FATORES PSICOLÓGICOS DA DOR Dra. Juliane Prieto Peres Mercante Psicóloga Clínica
    2. 2. <ul><li>Dor </li></ul><ul><li>” experiência sensória e emocional desagradável associada a uma potencial ou real ameaça ao organismo”. </li></ul><ul><li>Associação Internacional para o Estudo da Dor, IASP (Merskey et al, 1979) </li></ul>
    3. 3. <ul><li>A dor é um sistema de defesa do organismo, num sinal de alerta do corpo para que retomar um equilíbrio que foi perdido. </li></ul><ul><li>É um aviso para que o indivíduo se retire de um ambiente inadequado, tóxico, potencialmente lesivo. </li></ul>
    4. 4. <ul><li>Estilo de vida </li></ul><ul><li>Sedentarismo, sono inadequado, alimentação ruim, ingestão de tóxicos (cigarro,álcool, drogas), estresse, sobrecarga de trabalho, preocupação excessiva, cobrança exagerada, ritmo de atividades intenso. </li></ul>
    5. 5. <ul><li>O organismo tem seus sistemas de defesa para a sobrevivência da espécie. </li></ul><ul><li>A dor é também um dos sistemas de defesa do organismo, existe para sinalizar, avisar o organismo de que algo pode ameaçar a sua integridade. </li></ul>
    6. 6. <ul><li>“ A dor é inevitável, o sofrimento é opcional” </li></ul><ul><li>Carlos Drummond de Andrade </li></ul>
    7. 7. <ul><li>O cérebro pode alterar a mensagem dolorosa. </li></ul>
    8. 8. ► Transtorno de ansiedade generalizada agrava a cefaléia Segundo resultados da pesquisa da dra. Juliane Mercante, indivíduos com transtorno de ansiedade generalizada tem crises de dor mais intensas, mais longas e frequentes .
    9. 9. Fatores Psicológicos As emoções desagradáveis podem ser consideradas como defesas semelhantes à dor ou ao vômito: “... assim como a dor evoluiu para nos proteger de danos teciduais imediatos ou futuros, a capacidade de ansiedade evoluiu para nos proteger contra futuros perigos ou outros tipos de ameaças”. Nesse e Willians (1997)
    10. 10. <ul><li>Fatores Psicológicos </li></ul><ul><li>A apreensão ansiosa característica do TAG </li></ul><ul><li>associa-se a um estado de elevado afeto negativo e </li></ul><ul><li>superexcitação crônica, uma sensação de </li></ul><ul><li>incontrolabilidade e um centrar da atenção sobre </li></ul><ul><li>estímulos relativos à ameaça </li></ul><ul><li>(Brown, O´Leary e Barlow, 1993) </li></ul><ul><li>pensamentos contínuos sobre o perigo futuro que </li></ul><ul><li>são experimentados como aversivos e </li></ul><ul><li>relativamente incontroláveis </li></ul>
    11. 11. <ul><li>temas de preocupação em TAG: doença, </li></ul><ul><li>saúde e ferimentos (Craske et al. ,1989) </li></ul><ul><li>conceito de amplificação (Barsky, 1992) </li></ul><ul><li>cefaléias - mais intensas, nocivas e ameaçadoras </li></ul><ul><li>propensão a vigiar em excesso o estado </li></ul><ul><li>corporal - auto-avaliação e focalização da </li></ul><ul><li>atenção nas sensações incômodas; </li></ul><ul><li>2) tendência a selecionar e centrar-se em </li></ul><ul><li>determinadas sensações e </li></ul><ul><li>3) inclinação a considerar tais sensações </li></ul><ul><li>como perigosas e indicadoras de perigo. </li></ul>
    12. 12. <ul><li>catastrofização (Beck, 1985) </li></ul><ul><li>distorção cognitiva - transtornos de ansiedade. </li></ul><ul><li>podem interpretar sensações somáticas </li></ul><ul><li>normais como distorções catastróficas. </li></ul><ul><li>processo de pensamento que mais </li></ul><ul><li>influencia a percepção da dor (Thorn, 2004). </li></ul><ul><li>tendência a exagerar o valor da ameaça </li></ul><ul><li>ou a gravidade das sensações de dor . </li></ul>
    13. 13. <ul><li>ansiedade antecipatória pode criar uma atenção seletiva na cefaléia, conduz a pensamentos automáticos de ameaça iminente </li></ul><ul><li>hipervigilância, aumenta a percepção, que </li></ul><ul><li>pode ser crucial para o desenvolvimento e </li></ul><ul><li>manutenção da ansiedade e cefaléia. </li></ul><ul><li>a expectativa excessiva de ter crise de </li></ul><ul><li>enxaqueca pode exacerbar ou potencializar a </li></ul><ul><li>próxima crise. </li></ul>

    ×