O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
CRENÇAS E SUPERSTIÇÕES
Adolescência
CRENÇA
Crença é o estado psicológico em que um indivíduo
detém uma proposição ou premissa para
a verdade, ou ainda, uma op...
SUPERSTIÇÃO
Superstição é a crença sobre relações de causa e efeito
que não se adequam à racionalidade e que geralmente
es...
OLHAR CIENTÍFICO


Os religiosos, creem sem se preocupar com a
razão. Uma crença não esta ligada a ciência.



Diferente...
CIÊNCIA X
SUPERSTIÇÕES/CRENÇAS
O que distingue a superstições e crenças
da sabedoria e do senso comum é que afirma existir...
JOVENS E RELIGIÃO
Uma pesquisa realizada pelo Instituto Alemão
Bertelsmann Stiftung mostrou que o Brasil está na
terceira ...
PESQUISA SOCIAL

Instituição: Organização Militar do Exército Brasileiro
Público Alvo: Militares do Serviço Obrigatório (R...
• Algumas religiões existentes no Brasil, não entraram na pesquisa por
diversos motivos, por exemplo, Testemunhas de Jeová...
LADO BOM
A adolescência é um
período conturbado, cheio
de incertezas.
Por meio da religião os
jovens encontram algum
confo...
LADO RUIM
O fanatismo
Extorsão
Preconceito
Sentimentos

suprimidos
Disputa pela religião certa
 Crenças
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Crenças

1.324 visualizações

Publicada em

crenças e supertições

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Crenças

  1. 1. CRENÇAS E SUPERSTIÇÕES Adolescência
  2. 2. CRENÇA Crença é o estado psicológico em que um indivíduo detém uma proposição ou premissa para a verdade, ou ainda, uma opinião formada ou convicção. expressão de confiança em uma pessoa ou entidade, como em "Eu acredito em sua capacidade de fazer o trabalho." Afirmação existencial - reivindicar a crença na existência de uma entidade ou fenômeno com a necessidade implícita de justificar sua pretensão de existência. É frequentemente usada quando a entidade não é real, ou a sua existência está em dúvida. "Ele acredita em bruxas e fantasmas" Comendatária -uma
  3. 3. SUPERSTIÇÃO Superstição é a crença sobre relações de causa e efeito que não se adequam à racionalidade e que geralmente está associada à suposição da atuação de alguma força sobrenatural, que pode inclusive ser de origem religiosa. Um exemplo é a crença comum, no Brasil, de que quebrar um espelho causa sete anos de azar, ou de que o número treze da azar, mas tem pessoas que acreditam que dê sorte, como o Zagallo.
  4. 4. OLHAR CIENTÍFICO  Os religiosos, creem sem se preocupar com a razão. Uma crença não esta ligada a ciência.  Diferentemente são as superstições, que tentam explicar de maneira científica ou através de estatísticas algo que não tem fundamentos. Por exemplo, a astrologia tenta se basear na astronomia e o positivismo, tenta se basear na física quântica.
  5. 5. CIÊNCIA X SUPERSTIÇÕES/CRENÇAS O que distingue a superstições e crenças da sabedoria e do senso comum é que afirma existir uma relação causal entre os acontecimentos devido a forças supranormais.
  6. 6. JOVENS E RELIGIÃO Uma pesquisa realizada pelo Instituto Alemão Bertelsmann Stiftung mostrou que o Brasil está na terceira posição, juntamente com Indonésia e Marrocos, em número de jovens religiosos. O estudo realizado com 21 mil jovens entre 18 e 29 anos destacou ainda que 65% dos jovens religiosos do país são profundamente religiosos.
  7. 7. PESQUISA SOCIAL Instituição: Organização Militar do Exército Brasileiro Público Alvo: Militares do Serviço Obrigatório (Recrutas) Idade: entre 18 e 21 anos
  8. 8. • Algumas religiões existentes no Brasil, não entraram na pesquisa por diversos motivos, por exemplo, Testemunhas de Jeová não servem às Forças Armadas. • As drogas incluídas na pesquisa também abrangiam o uso do cigarro, mas boa parte dos entrevistados alegaram usar outros tipos além do cigarro (neste caso é importante ressaltar que o uso de drogas ilícitas dentro da instituição é considerado crime militar). • Dentre os evangélicos, mais da metade alegou ter se convertido entre 17 e 18 anos. • Dentre os entrevistados somente alguns evangélicos se declararam casados. • Dentre os católicos, boa parte alegou não ser praticante. • Dentre todos os entrevistados, menos de 50% sofreram influência dos pais na escolha da religião.
  9. 9. LADO BOM A adolescência é um período conturbado, cheio de incertezas. Por meio da religião os jovens encontram algum conforto, algo maior para seguir.  Tira muitos jovens das drogas, álcool. 
  10. 10. LADO RUIM O fanatismo Extorsão Preconceito Sentimentos suprimidos Disputa pela religião certa

×