Consciência Planetária
Profª. Juliana Medeiros, Licenciada em Ciências
Biológicas/Unisinos, Especialista em Biologia e Gen...
“Eu gosto de ter meu material de
estudo/ trabalho impresso”
“Registro tudo no papel...”
“Acendo muitas luzes em casa e no
trabalho...”
“Sempre uso as sacolas plásticas que
oferecem no mercado...”
“Uso o ar-condicionado no verão e no
inverno...”
“Uso o carro para ir até na padaria da
esquina...”
“Me importo mais com o preço do
que com a procedência do que eu
compro”
“Não separo meu lixo,afinal vai tudo
para o mesmo lugar...”
“Eu compro coisas que não
preciso...”
São Paulo
Por que mesmo sabendo das
consequências de nossos
hábitos, temos tanta
dificuldade de mudar?
Vídeo: O planeta terra é você!
Corpo como primeiro
ambiente.
Como é o ambiente que eu vivo?
“Existe um consenso entre as teorias
pedagógicas de que é preciso contextualizar,
articular informações, promover relações...
Em educação ambiental, não temos conseguido a
emergência de atitudes solidárias e sustentáveis
em relação ao meio ambient...
 O que precisamos fazer?
 Que ambiente pedagógico podemos
oferecer para passar das relações de uso
abusivo para o uso co...
CorporeidadeCorporeidade
Essa unidade entre o corpo e psiquê manifesta-se nas
memórias guardadas pelo corpo das experiênci...
Experiência sonora
Qual a sensação de ouvir este som?
AutopoiésisAutopoiésis
Capacidade dos organismos recriarem-se
contínuamente;
Essa capacidade de autocriação é o núcleo
b...
• Muitas vezes olhamos só para o superficial, só o que
nossos olhos alcançam ao cuidarmos do nosso corpo.
• Antes de falar...
Para transformar a cultura de consumo
em cultura de cuidado o ser humano
precisa voltar-se sobre si mesmo, afinar
os senti...
Conhecendo nosso corpo...Conhecendo nosso corpo...
Vídeo: Viagem fantástica ao corpo humano
SexualidadeSexualidade
A variedade de orientações sexuais pode ser
explicada por fenômenos de vários níveis:
genético, bio...
Gêneros – O que a biologia explica
SEXO BIOLÓGICO GÊNERO PSÍQUICO ORIENTAÇÃO
SEXUAL
COMO
RECONHECEMOS
Mulher Feminino Bissexual Mulher bissexual
Mulher Femin...
SEXO BIOLÓGICO GÊNERO PSÍQUICO ORIENTAÇÃO
SEXUAL
COMO
RECONHECEMOS
Homem Masculino Bissexual Homem bissexual
Homem Masculi...
Em outros animais...
• Estudos com primatas – comportamento
homossexual tem uma função pacificadora no
grupo, seja evitand...
• Comportamento homossexual exclusivo é um
fenômeno ausente entre os primatas não-humanos.
Estudos sobre comportamentos
se...
Você não é você.Você não é você.
Você sabia que seu corpo não lhe pertence?
As células que correspondem ao corpo
humano são apenas 10% de todas as que
exis...
O que habita em nosso corpo?
• A colonização desses micro-organismos começa
assim que saímos da barriga da mãe.
• Os alimentos e o próprio ambiente são...
 Bactérias em maioria estão associadas a doenças, mas
existem aquelas que são benéficas ao nosso corpo;
 As bactérias po...
Proposta de Atividade – módulo I
Fundação Vera Chaves Barcellos
- O espaço íntimo
O que seu quarto diz sobre você?
Tarefa EaD
- Bata uma foto do seu quarto, e escreva um
comentário sobre o que seu quarto diz sobre
você.
- Envie sua ativi...
Ficará disponível no site e no blog a descrição
da atividade “Meu quarto”.
Artigo para discussão (será outra atividade
E...
Obrigada pela presença!
Referências bibliográficas
• Ciência hoje: Existem bactérias boas? Disponível em:
http://chc.cienciahoje.uol.com.br/existe...
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Consciência planetária palestra
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Consciência planetária palestra

505 visualizações

Publicada em

Palestra sobre Consciência Planetária - corpo como meio ambiente.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
505
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
240
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Consciência planetária palestra

  1. 1. Consciência Planetária Profª. Juliana Medeiros, Licenciada em Ciências Biológicas/Unisinos, Especialista em Biologia e Genética Forense/PUC e em Metodologia do Ensino de Biologia e Química/UNINTER. Consciência Planetária (ecopedagogia); Corpo, pertencimento e Territoriedade.
  2. 2. “Eu gosto de ter meu material de estudo/ trabalho impresso” “Registro tudo no papel...”
  3. 3. “Acendo muitas luzes em casa e no trabalho...”
  4. 4. “Sempre uso as sacolas plásticas que oferecem no mercado...”
  5. 5. “Uso o ar-condicionado no verão e no inverno...”
  6. 6. “Uso o carro para ir até na padaria da esquina...”
  7. 7. “Me importo mais com o preço do que com a procedência do que eu compro”
  8. 8. “Não separo meu lixo,afinal vai tudo para o mesmo lugar...”
  9. 9. “Eu compro coisas que não preciso...”
  10. 10. São Paulo
  11. 11. Por que mesmo sabendo das consequências de nossos hábitos, temos tanta dificuldade de mudar?
  12. 12. Vídeo: O planeta terra é você!
  13. 13. Corpo como primeiro ambiente. Como é o ambiente que eu vivo?
  14. 14. “Existe um consenso entre as teorias pedagógicas de que é preciso contextualizar, articular informações, promover relações e conexões para que aconteça aprendizagem. ”
  15. 15. Em educação ambiental, não temos conseguido a emergência de atitudes solidárias e sustentáveis em relação ao meio ambiente e à natureza. Lemos, ouvimos e vemos diariamente tanta informação sobre tragédias humanas e naturais que as banalizamos e nos distanciamos delas rapidamente.
  16. 16.  O que precisamos fazer?  Que ambiente pedagógico podemos oferecer para passar das relações de uso abusivo para o uso consciente e o gesto responsável? A inscrição corporal nos permite apropriar a informação e a internalizá-la como conhecimento. Jogos Exercícios corporais Experiências com sons e imagens
  17. 17. CorporeidadeCorporeidade Essa unidade entre o corpo e psiquê manifesta-se nas memórias guardadas pelo corpo das experiências vividas e aprendidas – manifestando assim a unidade indissociável entre as dimensões biológica e psicológica do ser humano. Nosso corpo cognoscente guarda as marcas das diversas fases da nossa história biológica, não como resquícios do passado, mas como parte da estrutura dos processos cognitivos atuais.
  18. 18. Experiência sonora Qual a sensação de ouvir este som?
  19. 19. AutopoiésisAutopoiésis Capacidade dos organismos recriarem-se contínuamente; Essa capacidade de autocriação é o núcleo biológico da dinâmica constitutiva dos seres vivos; Os seres vivos recriam-se constantemente (aprendem) em relação interativa com o meio. Os sistemas vivos são sistemas cognitivos e a vida é um processo de cognição.
  20. 20. • Muitas vezes olhamos só para o superficial, só o que nossos olhos alcançam ao cuidarmos do nosso corpo. • Antes de falarmos em um ambiente como um todo, devemos olhar primeiramente para o nosso primeiro ambiente, nosso corpo e o lar. Quando estabelecemos uma conexão conosco, nosso lar, isso reflete em boas atitudes no meio em um todo.
  21. 21. Para transformar a cultura de consumo em cultura de cuidado o ser humano precisa voltar-se sobre si mesmo, afinar os sentidos para “colocar-se ao pé das coisas, junto delas e a elas unido” Leonardo Boff
  22. 22. Conhecendo nosso corpo...Conhecendo nosso corpo... Vídeo: Viagem fantástica ao corpo humano
  23. 23. SexualidadeSexualidade A variedade de orientações sexuais pode ser explicada por fenômenos de vários níveis: genético, biológico, epigenético, psicológico e cultural.
  24. 24. Gêneros – O que a biologia explica
  25. 25. SEXO BIOLÓGICO GÊNERO PSÍQUICO ORIENTAÇÃO SEXUAL COMO RECONHECEMOS Mulher Feminino Bissexual Mulher bissexual Mulher Feminino Heterossexual Mulher heterossexual Mulher Feminino Homossexual Mulher homossexual Mulher Feminino Assexual Mulher assexual Mulher Masculino Bissexual Homem bissexual Mulher Masculino Heterossexual Homem heterossexual Mulher Masculino Homossexual Homem homossexual Mulher Masculino Assexual Homem assexual
  26. 26. SEXO BIOLÓGICO GÊNERO PSÍQUICO ORIENTAÇÃO SEXUAL COMO RECONHECEMOS Homem Masculino Bissexual Homem bissexual Homem Masculino Heterossexual Homem heterossexual Homem Masculino Homossexual Homem homossexual Homem Masculino Assexual Homem assexual Homem Feminino Bissexual Mulher bissexual Homem Feminino Heterossexual Mulher heterossexual Homem Feminino Homossexual Mulher homossexual Homem Feminino Assexual Mulher assexual
  27. 27. Em outros animais... • Estudos com primatas – comportamento homossexual tem uma função pacificadora no grupo, seja evitando agressão, criando escalas de submissão ou formando alianças. • Tudo indica que a homossexualidade está ligada a evolução de comportamentos sociais mais complexos.
  28. 28. • Comportamento homossexual exclusivo é um fenômeno ausente entre os primatas não-humanos. Estudos sobre comportamentos sexuais em primatas são recentes, e não trouxeram grandes revelações sobre a orientação sexual humana.
  29. 29. Você não é você.Você não é você.
  30. 30. Você sabia que seu corpo não lhe pertence? As células que correspondem ao corpo humano são apenas 10% de todas as que existem em nosso organismo. Os outros 90% são micro-organismos, especialmente bactérias.
  31. 31. O que habita em nosso corpo?
  32. 32. • A colonização desses micro-organismos começa assim que saímos da barriga da mãe. • Os alimentos e o próprio ambiente são as principais fontes das quais adquirimos os "inqulinos". • Cada parte do corpo possui receptores, que são lugares específicos para alojá-los. Os locais mais preferidos desses "intrusos" são a pele, trato respiratório superior e inferior, trato intestinal e mucosas. • Só somos capazes de sobreviver por causa desses agentes externos, já que eles estimulam nossa defesa orgânica.
  33. 33.  Bactérias em maioria estão associadas a doenças, mas existem aquelas que são benéficas ao nosso corpo;  As bactérias podem ser usadas a favor do homem tanto para ele se alimentar, como para ficar saudável ou até mesmo para ajudar a salvar a natureza; • Alimentação - produção de queijos, requeijões e iogurtes; • Antibióticos - alguns são produzidos por bactérias; • Natureza - algumas podem ‘comer’ produtos que poluem o ambiente; • Lactobacilos - habitam nosso intestino e ajudam no bom funcionamento do sistema digestório.
  34. 34. Proposta de Atividade – módulo I Fundação Vera Chaves Barcellos - O espaço íntimo O que seu quarto diz sobre você?
  35. 35. Tarefa EaD - Bata uma foto do seu quarto, e escreva um comentário sobre o que seu quarto diz sobre você. - Envie sua atividade para o e-mail: diversidadegravatai@gmail.com Assunto: quarto_nome do cursista
  36. 36. Ficará disponível no site e no blog a descrição da atividade “Meu quarto”. Artigo para discussão (será outra atividade EaD para encerramento do I módulo).
  37. 37. Obrigada pela presença!
  38. 38. Referências bibliográficas • Ciência hoje: Existem bactérias boas? Disponível em: http://chc.cienciahoje.uol.com.br/existem-bacterias-boas/. Acesso em 13 julho 2015. • Tecarolo, R.; Darós, Lauro. Aprendizagem e conhecimento: conexões planetárias. Diálogo Educ., Curitiba, v.7, n.20, p.133-141, jan./abr.2007. • Catalão, V. M. L. A redescoberta do pertencimento à natureza por uma cultura da corporeidade. NUPEAT-IESA-UFG, v.1, n.2, p.74-81, artigo 12, jul./dez. 2011. • Lessa, T. C. L., et al. Novo olhar sobre a educação Ambiental: Integridade ecológica, Ética planetária e Ecopedagogia – instrumentos para busca da sustentabilidade. Simpósio Nacional sobre Geografia, Percepção e Cognição do Meio Ambiente, Londrina, 2005. • Sauvé, L. Educação Ambiental: possibilidades e limitações. Educação e pesquisa, v.31, p. 317-322, maio/ago, São Paulo, 2005.

×