O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Ardência bucal por Xerostomia

6.761 visualizações

Publicada em

Aula ministrada pela Profa. Dra. Juliana Stuginski Barbosa, especialista em DTM e Dor Orofacial.
Site www.julianadentista.com

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

Ardência bucal por Xerostomia

  1. 1. www.julianadentista.com
  2. 2. Ardência bucal
  3. 3. Uma série de condições tem como sintoma a ardência bucal Abordagem inicial em pacientes com ardência bucal: »Anamnese »Histórico médico e odontológico »Exames clínico: odontológico, neurológico »Exames laboratoriais
  4. 4. Lesões orais (ex. lichen planus, língua geográfica). Candidíase oral Falhas em prótese ou restaurações Xerostomia: disfunções autoimunes (ex. doença de Sjögren), efeito de medicação Herpes simplex ou herpes zoster Trauma ao nervo língual ou mandibular após cirurgia oral Deficiência nutricional (vitamina B, ferro e zinco) Alergia a alimentos ou materiais odontológicos Refluxo esofágico, presença de Helicobacter pylori Diabetes não controlada Neurinoma do acústico Hipotireoidismo
  5. 5. Xerostomia Problemas sistêmicos Medicamentos Radioterapia
  6. 6. Saliva • Facilita a deglutição • Lubrifica a cavidade oral • Equilibra a microbiota • Protege tecidos orais contra traumas físicos e microbianos • Mantém pH equilibrado • Previne desmineralização dental Hipossalivação é associada a alteração do paladar (disgeusia)
  7. 7. Etiologia Problemas sistêmicos • Condições inflamatórias ou autoimunes (como síndrome de Sjögren ou cirrose biliar primária) • Amiloidose (doença degenerativa) • Esclerose relacionada a Imunoglobulina G4 • Sarcoidose (doença granulomatosa) • Imunodeficiência (AIDS, hepatite C) • Aplasia ou agenesia da glândula salivar • Linfoma
  8. 8. Síndrome de Sjögren• Doença autoimune crônica; • Caracterizada por uma infiltração inflamatória dos linfócitos nas glândulas exócrinas, provocando diminuição na sua produção; • Afeta, principalmente, as glândulas salivares e lacrimais, podendo causar secura também na pele, nariz e vagina; • Sintomas: sede, sensação de queimação, inflamação da língua e dos lábios, dificuldade de deglutição e cáries sérias, entre outros.
  9. 9. Síndrome de Sjögren • Razão homem: mulher – 1:9 • A maioria em menopausa ou pós menopausa • Etiologia não é conhecida, mas vários fatores provavelmente estão envolvidos, dentre os quais os genéticos, viróticos e hormonais. • O tratamento depende dos sintomas e do seu grau de severidade. • A Síndrome de Sjögren pode não representar risco iminente de vida, mas certamente provoca profundas alterações na vida do paciente. Com uma conduta terapêutica apropriada, a qualidade de vida pode ser melhorada. • Lágrimas artificiais e substitutos de saliva podem amenizar os sintomas de ressecamento.
  10. 10. Etiologia Radioterapia
  11. 11. Etiologia Medicamentos • Anti colinérgicos • Anti histamínicos • Anti hipertensivos: inibidores da enzima angiotensina, bloqueadores do receptor de angiotensina, alfa e beta bloqueadores adrenérgicos, diuréticos • Opióides • Antidepressivos, antipsicóticos • Relaxantes musculares
  12. 12. Etiologia Fisiologica e psicogênica • Desidratação • Respiração oral • Depressão e Ansiedade
  13. 13. Xerostomia Sinais e sintomas • Dentes • Aumento de cáries • Desmineralização em esmalte • Erosão e/ou atrição • Aumento acúmulo de placa • Aumento sensibilidade dentária
  14. 14. Xerostomia Sinais e sintomas • Mucosa oral • Mucosite • Descamação da mucosa oral • Atrofia • Estomatite de alergia ou contato • Candidíase recorrente • Lesões traumáticas • Ardência bucal com intolerância a alimentos e líquidos salgados, apimentados e amargos • Eritema generalizado e gengivite não específica
  15. 15. Xerostomia Sinais e sintomas • Língua • Seca, fissurada • Atrofia de papilas • Eritema • Bordas dentadas
  16. 16. Xerostomia Sinais e sintomas • Lábios • Secos • Descascado • Fissurado • Queilite angular
  17. 17. Xerostomia Sinais e sintomas • Glândulas salivares • Redução de secreção salivar • Saliva espessa • Edema da glândula • Sialodenite recorrente em paródita e submandibular
  18. 18. Xerostomia Sinais e sintomas • Cavidade oral • Alergia e reação ao contato • Halitose • Dificuldade para falar, mastigar e deglutir • Alteração do paladar
  19. 19. • Deficiência nutricional • Desidratação • Perda de peso • Aumento da sede • Mudanças na preferência alimentar Xerostomia Sinais e sintomas
  20. 20. Xerostomia Diagnóstico 1. Anamnese 2. Exame físico 3. Sialometria 4. Exames de sangue 5. Biópsia
  21. 21. Xerostomia 1. Anamnese 1. A quantidade de saliva em sua boca parece ser pouca? 2. Quando você se alimenta a quantidade de saliva parece ser pequena? 3. Você ingere líquidos para ajudar a engolir alimentos secos? 4. Você tem dificuldade para engolir?
  22. 22. Xerostomia 2. Exame Físico • Realizar exame físico completo em cabeça e pescoço •Observar característica da saliva •Inspecionar e palpar as glândulas salivares maiores para identificar nódulos, edema ou dolorimento
  23. 23.  Sialometria não estimulada:  0,3 a 0,5 ml / min  Sialometria estimulada:  = ou > 1,0 ml/ min Sialometri a Xerostomia 3. Sialometria
  24. 24. Xerostomia 4. Exames de sangue • Ao suspeitar de problemas sistêmicos ou doenças autoimunes, como Sjögren • Hemograma completo • Fator reumatóide, FAN (fator antinuclear), Anticorpos SS-A (Anti- Ro) e SS-B (Anti-La)
  25. 25. Xerostomia 5. Biópsia • Ao suspeitar de problemas sistêmicos ou doenças autoimunes, como Sjögren • Histologia de glândulas salivares maiores
  26. 26. Xerostomia Tratamento • Educação do paciente • Controle das condições sistêmicas e uso de medicamentos (consultar o médico) • Medidas preventivas • Tratamento farmacológico (estimulantes salivares) • Tratamento paliativo
  27. 27. Xerostomia Medidas preventivas • Aumento no número de visitas ao cirurgião-dentista • Controle dos problemas secundários (ex.: candidíase) • Tabagismo: reduzir ou parar • Manter hidratação adequada • Fluorterapia
  28. 28. Xerostomia Farmacologia • Indicado para pacientes em radioterapia e/ou condições sistêmicas • Pilocarpina 5 mg • Cevimelina 30 mg Contra indicação: asma, glaucoma, hipersensibilidade, e usado com cuidado em pacientes que ingerem beta bloqueadores. Efeitos colaterais: sudorese, náusea, rinite, cefaleia, sinusite e diarreia.
  29. 29. Xerostomia Cuidados paliativos
  30. 30. Xerostomia Cuidados paliativos

×