Módulo 4 hebreus, fenícios e persas

614 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
614
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Módulo 4 hebreus, fenícios e persas

  1. 1. Módulo 4
  2. 2. São responsáveis pelo estabelecimento do mais antigo monoteísmo e pela elaboração do que veio a ser conhecido entre os cristãos como Antigo Testamento, parte integrante do livro mais impresso em toda a História.
  3. 3. AspectosfísicosTerra Prometida: atual Palestina, situada no Oriente Médio, fazendo parte do Crescente Fértil, sendo esta área divida em regiões distintas. Limite a extremo oeste é o Mar Mediterrâneo, onde se iniciam as planícies férteis, que são interrompidas por montanhas áridas, seguidas elo vale do Rio Jordão, bastante fértil, no extremo leste, planaltos semiáridos fazem divisa com o deserto arábico.
  4. 4. Moisés: criado no palácio, foi sobrevivente do genocídio contra os bebês meninos de sua época, medida esta tomada pelo faraó para controlar a densidade demográfica de hebreus no Egito. Foi o protagonista do Êxodo. Abraão: patriarca das nações. Saiu da cidade de Ur, estabeleceu-se no local que seria a Terra Prometida, a Canaã. José: favorito por seu pai dentre seus irmãos, foi vendido aos egípcios, tornando-se posteriormente governador do Egito
  5. 5. Dez Mandamentos: maior legado deixado a humanidade contendo a base para ordem da vida em sociedade e caráter espiritual Período dos Juízes: da liderança de Josué até a coroação de Saul como rei (aprox. séc. XI a.C.). Cada tribo tinha seu líder pois não havia um país politicamente organizado. Período do Reino Unido: Aproximadamente entre 1050 e 930 a.C., referente aos reinados de Saul, Davi e Salomão. • Saul: disputa entre o rei e o profeta Samuel • Davi: lutas com inimigos externos e internos. Trouxe a consolidação do centralismo político do reino de Israel. • Salomão: Paz e prosperidade para o povo.
  6. 6. Após a morte de Salomão, Roboão, seu sucessor legítimo subiu ao trono enfrentando oposição das tribos do norte que exigiam a diminuição dos impostos, considerados altos demais quanto à condição do povo. O pedido foi negado, e Roboão ainda prometeu agir de forma mais devera que seu pai. Tal posição provocou uma crise política, ocasionando o Cisma – divisão de Israel. A partir daquele ano (931 a.C) dois reinos deram seguimento à história do povo hebreu.
  7. 7. • Reino de Israel: ao norte, com a capital em Samaria contendo dez das doze tribos. • Reino de Judá: ao sul, com a capital em Jerusalém e era formado pelas tribos de Judá e Benjamim.
  8. 8. A partir do Cisma, os dois reinos entraram em decadência, sofrendo influência dos costumes culturais e religiosos dos povos vizinhos. Após alguns anos o Reino de Israel foi atacado por Nabucodonosor e enviado em cativeiro para Babilônia. As dez tribos do norte de dispersaram na história. Já as duas do sul receberam autorização do rei Ciro para retornar à sua terra, pondo fim ao exílio judeu.
  9. 9. Após serem submetidos às ordens persas, foram governados por Alexandre, o Grande, da Macedônia e em seguida por Antíoco, herdeiro de um dos generais de Alexandre. Finalmente, os romanos tomam a região da Judeia e a transformam em província do Império Romano. Após a destruição do Templo de Jerusalém comandado por Tito em 70 d.C., os judeus se dispersam mundo a fora ocasionando a chamada Diáspora.
  10. 10. Período Patriarcal: grupos sociais organizados em torno de cada família. O homem mais velho era considerado chefe da família e julgava as questões do grupo, liderando- sob aspecto religioso e militar. Período de Juízes: mesmo esquema de governo, entretanto, ampliaram a nível tribal e não só familiar. Quanto a economia, escolhiam um profissão que pudessem exercer em qualquer lugar pelo fato de serem nômades. Seus trabalhos eram voltados a criação de gado, caprinos e ovinos e após o Êxodo também se voltaram a agropecuária.
  11. 11. Os judeus são responsáveis pela elaboração do que os cristãos chamam de Antigo Testamento. Na cultura judaica, a Bíblia é chamada de Tanach, que seria a sigla para Torah (Pentateuco), Neviim (Profetas) e Ketuvin (Escritos), eu formam a Bíblia hebraica. Pentateuco: cinco primeiros livros da Bíblia com autoria atribuída a Moisés. Neviim: Ensinamentos dos líderes e exortações para fidelidade à religião. Ketuvin: relatos do estabelecimento dos israelitas em Canaã e do período monárquico.
  12. 12. Outros sete livros que constam da tradição judaica, embora sem considerados apócrifos, pelos próprios judeus. São eles: Sabedoria, Eclesiástico, Macabeus I e II, Tobias, Judite e Baruque. Tais livros no contexto dos estudos, sobre a Bíblia, são livros cujo valor sagrado não é reconhecido por protestantes e judeus.

×