0Módulo 40 getúlio vargas no poder

484 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
484
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

0Módulo 40 getúlio vargas no poder

  1. 1. • 1926: Washington Luis (PRP – Partido Republicano Paulista) substitui Artur Bernardes na presidência do Brasil; • Planos para contornar os efeitos da crise de 29;
  2. 2. • Fim do mandato: problemas não solucionados e tentativa de eleger um sucessor que desse continuidade ao seu trabalho - Júlio Prestes (candidato paulista); • Último representante da política café-com- leite.
  3. 3. • Desagrado do PRM (Partido Republicano Mineiro), que lança Getúlio Vargas para presidente, apoiado pelo Rio Grande do Sul e Paraíba, sendo o vice João Pessoa • FORMAÇÃO DA ALIANÇA LIBERAL, com apoio dos tenentes.
  4. 4. • Vitória de Júlio Prestes • Tentativa de barrar posse, assassinato de João Pessoa, impedimento de posse de vários deputados gaúchos, mineiros e paraibanos: REVOLUÇÃO DE 1930.
  5. 5. • Adesão de norte a sul do país • Falta de reação do governo federal • Transição pacífica e estabelecimento da JUNTA PROVISÓRIA
  6. 6. • Liderança de Getúlio Vargas e fim do domínio dos cafeicultores na economia nacional • Fase Provisória: De 1930 a 1934
  7. 7. Implantação de medidas provisórias que afetaram os mais importantes setores políticos:  Afastamento dos governadores de estado eleitos na República Oligárquia por suspeita de fraude e manipulação;  Dissolução das Câmaras Legislativas e centralização das decisões no governo federal;  Obrigatoriedade do ensino religioso nas escolas para garantir relacionamento estreito e amistoso com a Igreja Católica  Compra e estocagem de café para manter preço e demonstrar boa vontade na relação com os cafeicultores  Criação do Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio,; salário- mínimo e submissão dos sindicados ao Estado, visando submissão passiva da classe trabalhadora
  8. 8. • Paulista sentiam-se prejudicados • Exigência de uma nova constituição • Medidas paliativas de Vargas • Manifestação contra Getúlio, com morte de 4 estudantes de SP pelas forças do governo (MMDC – Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo, 23/05/1932).
  9. 9. • 9 de julho de 1932 – Revolução Constitucionalista exigindo Assembleia Nacional Constituinte, contida pelo governo federal com apoio militar
  10. 10. • 1934 – Elaboração da Nova Constituição, mantendo: a) Sistema republicano presidencialista b) Obrigatoriedade do voto. E acrescentando: a) Obrigatoriedade das empresas estrangeiras de contratarem maioria de brasileiros b) Transformação dos recursos hídricos e riquezas minerais em propriedade do Estado.
  11. 11. c) Inclusão das mulheres no direito ao voto; voto direto e secreto, restrito a menores de 18 anos, estrangeiros e analfabetos d) Ensino primário como direito de todo cidadão fornecido pelo Estado e) Direitos trabalhistas: salário-mínimo, jornada semanal de 40 horas, férias remuneradas f) Extinção do cargo de vice-presidente e mandato presidencial passou para 4 anos, com proibição de reeleição sequencial • Última eleição indireta por falta de conhecimento do “jogo democrático”: eleição de Getúlio Vargas até 1938.
  12. 12. AIB • Ação Integralista Brasileira • Líder: jornalista Plínio Salgado • Representantes da direita conservadora • Influência do nazismo e fascimo • Participação de empresários, grandes proprietários, membros do clero, elementos da forças armadas e alguns integrantes da classe média • Defesa da propriedade privada, ordem e hierarquia • Nacionalismo • Lema: Deus, pátria e família • Anticomunistas; defesa do Estado Integral (totalitário) ANL • Aliança Nacional Libertadora • Líder: Luis Carlos Prestes • Forças de esquerda • Influência dos partidos comunistas (com orientação dos soviéticos) • Defesa de governo que baseasse administração na vontade efetiva da população • Reforma agrária • Extinção de pagamento de dívida externa brasileira • Nacionalização das empresas estrangeiras • Antitotalitários
  13. 13. • Ataque frontal da ANL contra o governo = fechamento da ANL • Clandestinos, os membros promovem a INTENTONA COMUNISTA em 1935.
  14. 14. • Série de ataques a instituições financeiras, partindo do norte do país e que se espalharam até o sul, sem sucesso • Representação brasileira interna da bipolaridade entre direira e esquerda • Direita como egoísta, insensível e opressora / Esquerda como desordeira, violenta e parasitária
  15. 15. • Fracasso de Intentona = fortalecimento da direita sobre pretexto de controlar ameaça comunista • Final de 1937: organização para as eleições e notícia de suposta ataque comunista: PLANO COHEN = golpe da AIB para permanência de Getúlio Vargas
  16. 16. • Carta constitucional validando o golpe = ESTADO NOVO ou DITADURA VARGAS (1937 a 1945) • Suspensão do Poder Legislativo, governo por decretos, controle do judiciário e anulação da oposição. • Elaboração de Nova Constituição: 1937 • Legitimação do Estado Autoritário, centralização e autonomia do poder central em relação às forças locais • Fechamento do Congresso Nacional e outorgação da Nova Carta Constitucional, baseada nos modelos fascistas da Polônia = POLACA.
  17. 17. Algumas das justificativas para mudança no governo foram: • Impedimento da violência originada pelos movimentos comunistas • Agravação dos dissídios partidários, propaganda incentivando luta de classes e futura guerra civil • O Estado anterior não atendia as necessidades de ordem e preservação frente ao avanço comunista • Assegurar ordem, unidade, honra e independência, com regime de paz política e social
  18. 18. • Medidas da nova constituição: confirmação ou não dos governadores eleitos; governar por decretos-lei; aposentadoria de servidores públicos de acordo com a conveniência do governo. • Resultado: Vargas poderia governar sem necessidade de aprovação do Congresso Nacional, mandato presidencial de 6 anos, liberação da pena de morte e proibição de greves dos trabalhadores.
  19. 19. • Anulação da democracia – principal alvos: comunistas • Restrição a antigos aliados (integralistas – Plínio Salgado), com confronto e morte.
  20. 20. • Vargas – ministros (pessoas próximas à Vargas) – forças armadas (CSN – Conselho de Segurança Nacional) • Rígida censura dos meios de comunicação, com construção da imagem do país e de Vargas de acordo com seus interesses • DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda): controle do cinema, rádio, teatro, jornais, literatura
  21. 21. • Período de intensa repressão, com várias prisões, torturas, exílios e morte • Clientelismo • Nacionalismo com política econômica intervencionista, favorencendo o estímulo ao crescimento industrial no país • 1938: DASP (Departamento Administrativo do Serviço Público), determinando concursos em instituições públicas
  22. 22. • Ideologia racista • Imigração branca e cristã (dificultando a entrada no país de pessoas amarelas, negras e judias) • Exemplo: Olga Benário (comunista e judia).
  23. 23. • Propaganda de valorização da superiordade branca, ideal para representar o trabalhador brasileiro • Patriotismo, valorização da família tradicional, mulher-mãe, trabalhador-herói.
  24. 24. • Destacar a história brasileira, com ênfase na Revolução de 1930 como modernizadora do país • Fiscalização rigorosa das disciplinas ensinadas nas escolas, estímulo a educação física, moral católica e cívica nas aulas de História e Geografia, festas cívicas e semana da pátria.
  25. 25. • Vargas como “pai dos pobres”, “benfeitor dos trabalhadores” – culto a sua personalidade • 1934: criação da Hora do Brasil (Hora da Desliga ou Fala Sozinho).
  26. 26. • Incentivo à industrialização • Diminuição das importações • Criação do CTEF (Conselho de Transportes em Estradas e Ferro); DNER (Departamento Nacional de Estradas e Rodagem) e CNP (Conselho Nacional de Petróleo) • Estímulo das indústrias de base (produção de matérias-prima para outras indústrias) • Empréstimos com EUA e Alemanha
  27. 27. • 1940: 3x mais indústrias do que em 1920 • Criação da primeira indústria de base nacional: CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), em Volta Redonda, RJ • Aporte dos EUA, em troca de apoio na II GM • Aumento de investimentos estrangeiros e formação de novas empresas
  28. 28. • Oficialização do modelo autoritário • Maior dependência dos sindicatos do Estado • “Peleguismo” sindical (sindicalista pelego amenizava o impacto entre Estado e trabalhadores, geralmente em favor do governo) • Sindicalismo corporativista (profissionais de um mesmo ramo deveriam pertencer a um mesmo sindicato)
  29. 29. • Salários-mínimo variáveis de acordo com região e suas peculiaridades • Obrigatoriedade da Carteira de Trabalho • CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) em 1943 e Justiça do Trabalho, em 1939 • Identificação com o “pai dos pobres” enfraquecia reivindicações trabalhistas, tornando as massas mais obedientes
  30. 30. • De início, Vargas tirava vantagens dos dois lados • 1938: rompimento de Vargas com os integralistas (fascistas) e gradual alinhamento com os estadunidenses • 1941: exigência de posição mais clara por parte do Brasil no conflito • Bloqueio do comércio marítimo brasileiro-alemão pelos aliados e instalação de base americana no nordeste brasileiro
  31. 31. • 1942: rompimento das relações diplomáticas brasileiras com o Eixo • Afundamento de 5 navios mercantes do brasil pelos alemães • Movimentos populares para a entrada do Brasil no conflito.
  32. 32. • Declaração oficial do posicionamento brasileiro ao lado dos Aliados • FEB (Força Expedicionária Brasileira) enviada para Itália, autorização para americanos usarem borracha e minério de ferro brasileiro.
  33. 33. • Participação do Brasil na guerra deu força para grupos oposicionistas argumentaram sobre a incoerência do governo de tendência fascista lutar contra o Eixo • Exigência de abertura política e redemocratização • Manifesto dos Mineiros, manisfestação de estudantes .
  34. 34. • 1944: oposição bem articulada planejando eleição para presidente • Jornais publicados sem censura • 1945: Vargas anuncia eleições democráticas e formação de Assembleia Nacional Constituinte • Aparecimento de partidos políticos como UDN (União Democrática Nacional) de banqueiros e empresarios contrários à Vargas; PCB (Partido Comunista Brasileiro); PSD (Partido Social Democrático) e PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), ambos com influência de Vargas
  35. 35. • Movimento Queremista: “Queremos Getúlio”, apoiado por sindicalistas, trabalhadores e comunistas (orientação de Moscou e impedimento de imperialismo americano) • Indicação de Benjamin Vargas para chefe de Polícia Federal foi a gota d`’agua: Vargas retirou-se para o RS • Dezembro: eleições presidenciais com vitória de Eurico Gaspar Dutra (PSD)
  36. 36. • Governo de Vargas seguiu uma tendência dos países latino- americanos: POPULISMO • No Brasil, prática até 1964 • Marcas do período: inserção das massas populares no cenário político, identificação dos políticos com os trabalhadores (discurso), nacionalismo, questionamento do imperialismo americano, formação de empresas estatais • México: Lázaro Cárdenas • Argentina: Juan Domingos Perón

×