SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
A violência doméstica funciona como um sistema circular chamado Ciclo da Violência
Doméstica.
Aumento de tensão: as tensões acumuladas no quotidiano, as injúrias e as ameaças
tecidas pelo agressor, criam, na vítima, uma sensação de perigo eminente.
Ataque violento: o agressor maltrata fisicamente e psicologicamente a vítima; estes
maus-tratos tendem a escalar na sua frequência e intensidade.
Lua-de-mel: o agressor envolve agora a vítima de
carinho e atenções, desculpando-se pelas
agressões e prometendo mudar (nunca mais
voltará a exercer violência).
A violência domestica e qualquer acção ou omissão de natureza criminal, entre pessoas
que residam no mesmo espaço doméstico ou, não residindo, sejam ex-companheiro/a,
ex-namorado/a, progenitor de descendente comum, ascendente ou descendente, e que
inflija sofrimentos:
 Físicos
 Sexuais
 Psicológicos
 Económicos
A violência domestica engloba diferentes tipos de abuso, tais como: (clique
nas opções )
 Perseguição
 Violência emocional
 violência
social
 violência física
 Violência sexual
A violência emocional é qualquer comportamento do(a) companheiro(a) que visa fazer o
outro sentir medo ou inútil. Usualmente inclui comportamentos como: ameaçar os filhos;
magoar os animais de estimação; humilhar o outro na presença de amigos, familiares ou
em público, entre outros.
A violência social é qualquer comportamento que intenta controlar a vida social do(a)
companheiro(a), através de, por exemplo, impedir que este(a) visite familiares ou
amigos, cortar o telefone ou controlar as chamadas e as contas telefónicas, trancar o
outro em casa.
A violência física é qualquer forma de violência física que um agressor(a) inflige ao
companheiro(a). Pode traduzir-se em comportamentos como: esmurrar, pontapear,
estrangular, queimar, induzir ou impedir que o(a) companheiro(a) obtenha medicação ou
tratamentos.
A violência sexual é qualquer comportamento em que o(a)
companheiro(a) força o outro a protagonizar actos sexuais que não
deseja. Alguns exemplos: pressionar ou forçar o companheiro para ter
relações sexuais quando este não quer; pressionar, forçar ou tentar que
o(a) companheiro(a) mantenha relações sexuais desprotegidas; forçar o
outro a ter relações com outras pessoas.
A perseguição é qualquer comportamento que visa intimidar ou atemorizar o outro. Por
exemplo: seguir o(a) companheiro(a) para o seu local de trabalho ou quando este(a) sai
sozinho(a); controlar constantemente os movimentos do outro, quer esteja ou não em
casa.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dados da Violência Contra a Mulher (1)
Dados da Violência Contra a Mulher (1)Dados da Violência Contra a Mulher (1)
Dados da Violência Contra a Mulher (1)Conceição Amorim
 
Violencia contra a mulher
Violencia contra a mulherViolencia contra a mulher
Violencia contra a mulherulissesporto
 
ViolêNcias Contra Mulheres(Slides)
ViolêNcias Contra Mulheres(Slides)ViolêNcias Contra Mulheres(Slides)
ViolêNcias Contra Mulheres(Slides)guest5c2f32
 
Trabalho: Família e violência doméstica
Trabalho: Família e violência domésticaTrabalho: Família e violência doméstica
Trabalho: Família e violência domésticamluisavalente
 
Violencia Doméstica
Violencia DomésticaViolencia Doméstica
Violencia DomésticaAP6Dmundao
 
Violência contra a Mulher
Violência contra a MulherViolência contra a Mulher
Violência contra a MulherDonizete Soares
 
Violência doméstica seminário lei maria da penha
Violência doméstica seminário lei maria da penhaViolência doméstica seminário lei maria da penha
Violência doméstica seminário lei maria da penhaNayara Mayla Brito Damasceno
 
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-laViolência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-laThiago de Almeida
 
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa GobbiDoenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa GobbiEduarda Gobbi
 
Violência Doméstica
Violência DomésticaViolência Doméstica
Violência DomésticaEspaço Emrc
 

Mais procurados (20)

Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência doméstica
 
Dados da Violência Contra a Mulher (1)
Dados da Violência Contra a Mulher (1)Dados da Violência Contra a Mulher (1)
Dados da Violência Contra a Mulher (1)
 
Violência contra mulher
Violência contra mulherViolência contra mulher
Violência contra mulher
 
Violencia contra a mulher
Violencia contra a mulherViolencia contra a mulher
Violencia contra a mulher
 
ViolêNcias Contra Mulheres(Slides)
ViolêNcias Contra Mulheres(Slides)ViolêNcias Contra Mulheres(Slides)
ViolêNcias Contra Mulheres(Slides)
 
Trabalho: Família e violência doméstica
Trabalho: Família e violência domésticaTrabalho: Família e violência doméstica
Trabalho: Família e violência doméstica
 
Violência contra a mulher.d
Violência contra a mulher.dViolência contra a mulher.d
Violência contra a mulher.d
 
Violencia Doméstica
Violencia DomésticaViolencia Doméstica
Violencia Doméstica
 
Violência contra a Mulher
Violência contra a MulherViolência contra a Mulher
Violência contra a Mulher
 
Violência doméstica seminário lei maria da penha
Violência doméstica seminário lei maria da penhaViolência doméstica seminário lei maria da penha
Violência doméstica seminário lei maria da penha
 
Violência domestica
Violência domesticaViolência domestica
Violência domestica
 
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-laViolência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
 
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa GobbiDoenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
 
Violência contra a mulher
Violência contra a mulherViolência contra a mulher
Violência contra a mulher
 
Cyberbullying
CyberbullyingCyberbullying
Cyberbullying
 
Violência contra a mulher
Violência contra a mulherViolência contra a mulher
Violência contra a mulher
 
Feminicidio
FeminicidioFeminicidio
Feminicidio
 
Violência Doméstica
Violência DomésticaViolência Doméstica
Violência Doméstica
 
Cyberbulling
CyberbullingCyberbulling
Cyberbulling
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
 

Destaque

Destaque (10)

Violencia en pareja
Violencia en parejaViolencia en pareja
Violencia en pareja
 
Violencia domestica
Violencia domesticaViolencia domestica
Violencia domestica
 
Violência contra mulher
Violência contra mulherViolência contra mulher
Violência contra mulher
 
Violencia entre las parejas
Violencia entre las parejas Violencia entre las parejas
Violencia entre las parejas
 
Violencia domestica
Violencia domesticaViolencia domestica
Violencia domestica
 
Tipos de violencia
Tipos de violenciaTipos de violencia
Tipos de violencia
 
Slide sobre violencia
Slide sobre violenciaSlide sobre violencia
Slide sobre violencia
 
Slide violência contra o idoso
Slide violência contra o idosoSlide violência contra o idoso
Slide violência contra o idoso
 
Violencia contra mulher
Violencia contra mulherViolencia contra mulher
Violencia contra mulher
 
Diversos tipos de violência
Diversos tipos de violênciaDiversos tipos de violência
Diversos tipos de violência
 

Semelhante a Violencia domestica

A violência – um atentado á vida
A violência – um atentado á vidaA violência – um atentado á vida
A violência – um atentado á vidaPatricia Fagundes
 
Violência domestica
Violência domesticaViolência domestica
Violência domesticaPaula Lopes
 
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1anaantunes2002
 
Violência nl
Violência nlViolência nl
Violência nlpief2
 
UFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações Vulneráveis
UFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações VulneráveisUFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações Vulneráveis
UFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações VulneráveisNome Sobrenome
 
UFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptx
UFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptxUFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptx
UFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptxNome Sobrenome
 
Violncianonamoro 120322111805-phpapp02
Violncianonamoro 120322111805-phpapp02Violncianonamoro 120322111805-phpapp02
Violncianonamoro 120322111805-phpapp02becastanheiradepera
 
Comportamentos desviantes-violência
Comportamentos desviantes-violênciaComportamentos desviantes-violência
Comportamentos desviantes-violênciaCarlos Jesus
 
Violência Doméstica - Formas, Causas e Consequências
Violência Doméstica - Formas, Causas e ConsequênciasViolência Doméstica - Formas, Causas e Consequências
Violência Doméstica - Formas, Causas e ConsequênciasTrabalhosAqui
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência domésticamartasara
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência domésticamartasara
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência domésticamartasara
 

Semelhante a Violencia domestica (20)

A violência – um atentado á vida
A violência – um atentado á vidaA violência – um atentado á vida
A violência – um atentado á vida
 
Violência domestica
Violência domesticaViolência domestica
Violência domestica
 
Word 9 b_4
Word 9 b_4Word 9 b_4
Word 9 b_4
 
Violencia
ViolenciaViolencia
Violencia
 
Violencia domestica
Violencia domesticaViolencia domestica
Violencia domestica
 
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
 
Violencia
ViolenciaViolencia
Violencia
 
Violencia
ViolenciaViolencia
Violencia
 
Palestra vbg liceu
Palestra vbg liceuPalestra vbg liceu
Palestra vbg liceu
 
Violência nl
Violência nlViolência nl
Violência nl
 
UFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações Vulneráveis
UFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações VulneráveisUFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações Vulneráveis
UFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações Vulneráveis
 
UFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptx
UFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptxUFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptx
UFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptx
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência doméstica
 
Violncianonamoro 120322111805-phpapp02
Violncianonamoro 120322111805-phpapp02Violncianonamoro 120322111805-phpapp02
Violncianonamoro 120322111805-phpapp02
 
Comportamentos desviantes-violência
Comportamentos desviantes-violênciaComportamentos desviantes-violência
Comportamentos desviantes-violência
 
Violência Doméstica - Formas, Causas e Consequências
Violência Doméstica - Formas, Causas e ConsequênciasViolência Doméstica - Formas, Causas e Consequências
Violência Doméstica - Formas, Causas e Consequências
 
Violencia domestica
Violencia domesticaViolencia domestica
Violencia domestica
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência doméstica
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência doméstica
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência doméstica
 

Violencia domestica

  • 1.
  • 2. A violência doméstica funciona como um sistema circular chamado Ciclo da Violência Doméstica. Aumento de tensão: as tensões acumuladas no quotidiano, as injúrias e as ameaças tecidas pelo agressor, criam, na vítima, uma sensação de perigo eminente. Ataque violento: o agressor maltrata fisicamente e psicologicamente a vítima; estes maus-tratos tendem a escalar na sua frequência e intensidade. Lua-de-mel: o agressor envolve agora a vítima de carinho e atenções, desculpando-se pelas agressões e prometendo mudar (nunca mais voltará a exercer violência).
  • 3. A violência domestica e qualquer acção ou omissão de natureza criminal, entre pessoas que residam no mesmo espaço doméstico ou, não residindo, sejam ex-companheiro/a, ex-namorado/a, progenitor de descendente comum, ascendente ou descendente, e que inflija sofrimentos:  Físicos  Sexuais  Psicológicos  Económicos
  • 4. A violência domestica engloba diferentes tipos de abuso, tais como: (clique nas opções )  Perseguição  Violência emocional  violência social  violência física  Violência sexual
  • 5. A violência emocional é qualquer comportamento do(a) companheiro(a) que visa fazer o outro sentir medo ou inútil. Usualmente inclui comportamentos como: ameaçar os filhos; magoar os animais de estimação; humilhar o outro na presença de amigos, familiares ou em público, entre outros.
  • 6. A violência social é qualquer comportamento que intenta controlar a vida social do(a) companheiro(a), através de, por exemplo, impedir que este(a) visite familiares ou amigos, cortar o telefone ou controlar as chamadas e as contas telefónicas, trancar o outro em casa.
  • 7. A violência física é qualquer forma de violência física que um agressor(a) inflige ao companheiro(a). Pode traduzir-se em comportamentos como: esmurrar, pontapear, estrangular, queimar, induzir ou impedir que o(a) companheiro(a) obtenha medicação ou tratamentos.
  • 8. A violência sexual é qualquer comportamento em que o(a) companheiro(a) força o outro a protagonizar actos sexuais que não deseja. Alguns exemplos: pressionar ou forçar o companheiro para ter relações sexuais quando este não quer; pressionar, forçar ou tentar que o(a) companheiro(a) mantenha relações sexuais desprotegidas; forçar o outro a ter relações com outras pessoas.
  • 9. A perseguição é qualquer comportamento que visa intimidar ou atemorizar o outro. Por exemplo: seguir o(a) companheiro(a) para o seu local de trabalho ou quando este(a) sai sozinho(a); controlar constantemente os movimentos do outro, quer esteja ou não em casa.