Projeto Final - Julia Esteves

687 visualizações

Publicada em

Projeto Final da Matéria Expressões Digitais, coordenada pela professora Cristina Haguenauer. UFRJ/ECO Turma 2/2012

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
687
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Final - Julia Esteves

  1. 1. Benchmarking: Em busca do melhor desempenho Expressões em Linguagens Digitais Professora Cristina Haguenauer Aluna: Julia Esteves DRE:110029154
  2. 2. Definição de Benchmarking Processo de alto aprimoramento que consiste em procurar, encontrar e superar os pontos fortes dos concorrentes; Comparação dos produtos, serviços e práticas empresarias entre os mais fortes concorrentes ou empresas reconhecidas como líderes; Pesquisa que permite realizar comparações de processos e práticas "companhia-a-companhia" para identificar o melhor do melhor e alcançar um nível de superioridade ou vantagem competitiva; Não se limita na simples identificação das melhores práticas, mas, principalmente, na sua divulgação através das diversas técnicas do Marketing.
  3. 3. "Benchmarking é simplesmente o métodosistemático de procurar os melhoresprocessos, as ideias inovadoras e osprocedimentos de operação mais eficazesque conduzam a um desempenho superior" Christopher E. Bogan
  4. 4. O que é, e o que não é, Benchmarking?O que é... O que não é...Um processo contínuo Um evento isoladoUma investigação que fornece Uma investigação que forneceinformações valiosas respostas simples e receitasUm processo de aprendizado com Cópia, imitaçãooutrosUm trabalho intensivo, consumidor Rápido e fácilde tempo, que requer disciplinaUma ferramenta viável a qualquer Mais um modismo da administraçãoorganização e aplicável a qualquerprocesso
  5. 5. Evolução Histórica O Benchmarketing surge com a necessidade de avaliar o desempenho das empresas de forma comparativa e sistemática, procurando identificar e atuar nos fatores de sucesso e de insucesso; Inicialmente ganha expressão, individualidade e notoriedade nos EUA, atribuindo-se à Rank Xerox Corporation o pioneirismo na introdução da prática de Benchmarking; Posteriormente, outras organizações destacaram-se ao aplicar com sucesso o Benchmarking, entre as quais destacamos: Ford Motor Company, Alcoa, Millken, AT&T, IBM, Johnson & Johnson, Kodak, Motorola e Texas Instruments, tornando-se quase obrigatório para qualquer organização que deseja melhorar os seus produtos, serviços, processos e resultados.
  6. 6. Empresas Pioneiras do Benchmarking www.xerox.com/ www.ford.com.br/ www.alcoa.com/www.milliken.com/ www.att.com/ www.motorolasolutions.com/www.jnjbrasil.com.br/ www.ibm.com/br/pt/ www.kodak.com /
  7. 7. Aplicações do Benchmarking O Benchmarking pode beneficiar empresas, independentemente de sua dimensão, dos seguintes setores de atividades: comércio, indústria, prestação de serviços, construção, logística e transportes. Ou seja, aplica-se a quase todos os setores, como ferramenta de apoio ao aconselhamento às empresas. Por ser um processo gerencial permanente, requer atualização constante da coleta e análise cuidadosa daquilo que há de melhor externamente em práticas e desempenho para as funções de tomada de decisões e de comunicações em todos os níveis da empresa. Um processo que obriga ao teste constante das ações internas em relação aos padrões externos das práticas da indústria. Exige a identificação das melhores práticas e a projeção do desempenho futuro.
  8. 8. Aplicações do Benchmarking A ideia por trás do benchmarking é de que ninguém é melhor em tudo. Então, "copiar" modelos de outras empresas significa "economizar" tempo e trabalho. Por definição, as "cópias" nunca serão iguais. Haverá sempre ajustes, adaptação e aprimoramentos, o que garante a "evolução" da ideia original. A essência deste instrumento parte do princípio de que nenhuma empresa é a melhor em tudo, o que implica reconhecer que existe no mercado quem faz melhor do que nós. Habitualmente, um processo de Benchmarking arranca quando se constata que a empresa está a diminuir a sua rentabilidade. Quando a aprendizagem resultante de um processo de Benchmarking é aplicada de forma correta, facilita a melhoria do desempenho em situações críticas no seio de uma empresa.
  9. 9. Metodologia de Implementação do BenchmarkingO processo de implementação está dividido em cinco fases,que por sua vez, estão subdivididas em atividades e estasem tarefas. As cinco fases deste processo, são: Planejamento Identificação do item Obtenção do apoio da Direção Desenvolvimento do sistema de medida Desenvolvimento do plano de coleta de informação Revisão dos planos Caracterização do item
  10. 10. Metodologia de Implementação do Benchmarking Coleta interna de informação Coleta e Análise de Informação Publicada Internamente Seleção de potenciais parceiros internos Caracterização do item em cada parceiro Coleta Interna de Dados Realização de visitas aos parceiros
  11. 11. Metodologia de Implementação do Benchmarking Coleta externa de informação Como já foi dito, as atividades constituintes desta fase são uma repetição das descritas na fase anterior, e estão divididas para efeitos de concepção em duas grandes atividades: Coleta de informação publicada externamente Coleta de dados externos
  12. 12. Metodologia de Implementação do Benchmarking Melhoria do desempenho do item Esta fase não é mais do que decidir quais as melhores práticas a aplicar. Sua metodologia de implementação é crítica, pois requer análises muito cuidadosas de grande quantidade de informação recolhida, bem como a interpretação dos elementos no contexto da organização. Envolve: Identificação das Ações Corretivas Desenvolvimento do Plano de Implementação Obtenção da Aprovação da Solução Implementação e Verificação da Solução
  13. 13. Metodologia de Implementação do Benchmarking Melhoria contínua Nesta altura, após terem sido alcançados os objetivos a que se propusera, a organização tem duas alternativas: direcionar os esforços para a melhoria de outro item e nada fazer pelo primeiro ou continuar a trabalhar na melhoria do desempenho do item. Quando se abandonam os esforços de melhoria contínua, o melhor que pode acontecer é que o desempenho se mantenha estável. No entanto, as organizações concorrentes poderão estar a trabalhar em melhoria contínua, o que vai provocar, num futuro próximo, um novo desvio negativo no desempenho do item. É claro que é preferível continuar os esforços de melhoria do item, e para tal deverão ser realizadas duas atividades: Manutenção da base de dados Implementação da melhoria contínua do desempenho
  14. 14. ObjetivoO objetivo principal de se fazer benchmarking é implementarmudanças que levem a melhorias significativas nos produtose processos da organização e, consequentemente, nos seusresultados.Qualquer organização, pública ou privada, com ou sem finslucrativos, de qualquer setor ou porte, pode utilizaro Benchmarking para entender e melhorar os seusprocessos
  15. 15. Vantagens do Benchmarking Introduzir novos conceitos de avaliação; Melhorar o conhecimento da própria organização; Identificar áreas que devem ser objeto de melhorias; Estabelecer objetivos viáveis e realistas; Criar critério de prioridade no planejamento; Favorecer um melhor conhecimento dos concorrentes e do nível competitivo do mercado; Aprender com os melhores.
  16. 16. Desvantagens do Benchmarking Existem inúmeras empresas que negam ou distorcem os dados, apesar do Código de Conduta que se comprometem a respeitar, precisamente devido ao fato de que não querem que outras atinjam os patamares de excelência financeira, operacional, logística, social, ambiental, etc., porque, se os atingirem, terão mais um concorrente no mercado a concorrer com as mesmas ferramentas; Existem empresas que invejam os indicadores de outras com dimensão diferente, ou que atuam num mercado que não é o mesmo, comparando o que não é comparável. Por vezes é errado e prejudicial para a própria empresa.

×