Universidade Anhanguera- Uniderp
Centrode Educação a Distância
ADMINISTRAÇÃO
ESTRUTURA E ANÁLISEDASDEMONSTRAÇÕESFINANCEIRA...
NOVA ANDRADINA/MS
ABRIL/2012
Universidade Anhanguera- Uniderp
Centrode Educação a Distância
ADMINISTRAÇÃO
ESTRUTURA E ANÁL...
4.2. Funçãodos índiceseconômicose financeiros
4.2.1 Estrutura
4.2.1.1. Participaçãode capitaisde terceiros(endividamento)
...
1. RESUMO
Iremosdemonstrarneste trabalhoautilizaçãoadequadaàterminológicae alinguagemdas
CiênciasContábeise Atuariais.Elab...
2. ABSTRACT
We will showinthisworkusingthe appropriate terminologyandlanguage of Accountingand
Actuarial Sciences.We will ...
3. INTRODUÇÃO
As empresasdesenvolvemsuasatividadesfinanceirasque precisamserregistradas.Estes
registrosdemonstramavidada e...
anoapresentadoe doanoanterior,da análise vertical e horizontal é possível conhecera
situaçãoeconômicae financeiradaempresa...
0%
Estoques
183.044,00
13,60%
285.344,00
17,20%
Impostose contribuiçõesarecuperar
11.537,00
0,90%
17.742,00
1,10%
Impostod...
0,10%
Valoresareceber- repasse Finame fabricante
409.896,00
3,70%
479.371,00
28,80%
Partesrelacionadas
0%
0%
Impostose con...
Total donão circulante
554.897,00
41,40%
776.103,00
46,70%
Total doAtivo
1.341.737,00
100%
1.662.979,00
100%
ANALISEVERTIC...
2,20%
26.375,00
1,60%
Financiamentos - Finame fabricante
192.884,00
14,40%
270.028,00
16,20%
Fornecedores
25.193,00
1,90%
...
0%
0%
Partesrelacionadas
0%
0%
Total docirculante
312.523,00
23,30%
414.144,00
24,90%
NÃOCIRCULANTE
Exigível alongoprazo:
...
0%
9.626,00
0,60%
Deságioemcontroladas
4.199,00
0,30%
29.513,00
1,80%
Total donão circulante
405.770,00
30,20%
567.056,00
...
46,30%
679.243,00
40,90%
TOTAL DO PASSIVOEDO PATRIMÔNIOLIQUIDO
1.341.737,00
100%
1.662.979,00
100%
ANALISEHORIZONTAL- DRE
...
132,00%
761.156,00
100%
836.625,00
109,90%
Impostosincidentessobre vendas
(129.168,00)
100%
(140.501,00)
108,80%
RECEITA O...
109,20%
Honoráriosda administração(8.025,00)
100%
(8.278,00)
103,20%
Tributárias
(6.742,00)
100%
(2.913,00)
43,20%
Resulta...
Variaçãocambial ativa
(3.796,00)
100%
10.752,00
283,20%
Variaçãocambial passiva
6.258,00
100%
(7.338,00)
117,30%
Total dor...
Participaçãoda Administração
(4.400,00)
100%
(4.423,00)
100,50%
LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO
124.219,00
100%
112.953,00
90,9...
48,20%
Duplicatasa receber
62.888,00
100%
77.463,00
123,20%
Valoresareceber- repasse Finame fabricante
223.221,00
100%
306...
NÃOCIRCULANTE
Realizávelalongoprazo
100%
Duplicatasa receber
1.149,00
100%
1.686,00
146,70%
Valoresareceber- repasse Finam...
Outrosinvestimentos
1.935,00
100%
3.163,00
163,50%
Imobilizado,líquido
127.731,00
100%
252.171,00
197,40%
Intangível
100%
...
A respeitodaAnálise Vertical doAtivo,Passivo e daDemonstraçãodoresultado,podemos
verificarque asvendasse mantiveramiguaisn...
312.523,00 x 100 = 43,50 %
718.293,00
Índice 2008:
414.144,00 x 100 = 42,20 %
981.293,00
4.2.1.3. ImobilizaçãodoPatrimônio...
Índice 2008:
1.401.071,00= 1,42
981.200,00
4.2.2.2. LiquidezCorrente
Fórmula:
Ativocirculante
Passivocirculante
Índice 200...
696.124,00 = 0,41
1.622.979,00
4.2.3.2. Margem líquida
Fórmula:
Lucro líquidox 100
Vendaslíquidas
Índice 2007:
124.219,00 ...
Empréstimose financiamentosx 100
Ativototal
Índice 2007:
620.398,00 x 100 = 46,23 %
1.341.737,00
Índice 2008:
818.669,00 x...
Capital de terceirosx 100
Passivototal
Quantomenor,melhor
Composiçãodoendividamento
Passivocirculante x 100
Capitaisde ter...
Lucro líquidox 100
Ativototal
Quantomaior,melhor
Rentabilidade doPatrimônioLíquido
Lucro líquidox 100
Patrimôniolíquidoméd...
medidade retornode investimento[...]”.A fórmulapode serexplicadadaseguinte maneira:
ROA = margemlíquidax girodoativototal
...
Giro = 836.625 = 0,51.662.979
Margem = Lucro Líquidox 100
VendasLíquidas
Margem = 112.953 x 100
836.625
Margem = 13,50%
Pe...
-5
-4
-3
-2
-1
0
1
2
3
4
5
INSOLVÊNCIA
PENUMBRA
SOLVÊNCIA
A empresase encontraemsolvêncianoanode 2007.
Índice 2008:
A = LL...
2
3
4
5
INSOLVÊNCIA
PENUMBRA
SOLVÊNCIA
A empresase encontrouemsolvênciatambémnoanode 2008
4.3.3.Diagrama EstratégicoQualit...
PMRE = Estoque x DP
CMV
PMRE = 285.344,00 x 360
416.550,00
PMRE = 246,60 dias
4.4.3. PrazoMédiode Recebimentode Vendas(PMR...
CO = 279,90 dias.
4.4.6. CicloFinanceirodaEmpresa(CF)
Índice 2007:
CF = CO- PMCP
CF = 212,80 – 16,70
CF = 196,10 dias
Índi...
empresanesse períodocomasinformações:
A participaçãode Capitaisde Terceirasdemonstraque em2007 esse percentual representou...
O Grau de financiamentodoAtivoCirculanteporinstituiçõesfinanceiras2007 representava
28.26%,aumentandoem2008 para 33.42% mo...
médiadosetor.
Os indicadoresde previsãode falênciautilizadosemnossocasoprático,não conseguiram
satisfatoriamente preverain...
Contabilidade
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Contabilidade

34 visualizações

Publicada em

contabilidade

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
34
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Contabilidade

  1. 1. Universidade Anhanguera- Uniderp Centrode Educação a Distância ADMINISTRAÇÃO ESTRUTURA E ANÁLISEDASDEMONSTRAÇÕESFINANCEIRAS Universidade Anhanguera- Uniderp Centrode Educação a Distância ADMINISTRAÇÃO ESTRUTURA E ANÁLISEDASDEMONSTRAÇÕESFINANCEIRAS
  2. 2. NOVA ANDRADINA/MS ABRIL/2012 Universidade Anhanguera- Uniderp Centrode Educação a Distância ADMINISTRAÇÃO ESTRUTURA E ANÁLISEDASDEMONSTRAÇÕESFINANCEIRAS Análise Vertical e Horizontal,Estrutura,Liquidez,Rentabilidade,DependênciaBancária, métodoDUPONTe o termômetrode insolvênciaparaa elaboraçãode projetosde viabilidade econômicapara as empresas,prazomédiode rotaçãodosestoques,prazomédiode recebimentodasvendas,prazomédiode pagamentodascompras,CicloOperacional da empresae CicloFinanceirodaempresa POLONOVA ANDRADINA/MS ABRIL/2012 SUMÁRIO 1. Resumo 2. Abstract 3. Introdução 4. Desenvolvimento 4.1. Análise Vertical e Horizontal
  3. 3. 4.2. Funçãodos índiceseconômicose financeiros 4.2.1 Estrutura 4.2.1.1. Participaçãode capitaisde terceiros(endividamento) 4.2.1.2. Composiçãodoendividamento 4.2.1.3. ImobilizaçãodoPatrimônioLíquido 4.2.1.4. Imobilizaçãodosrecursosnãocorrentes 4.2.2 Liquidez 4.2.2.1. LiquidezGeral 4.2.2.2. LiquidezCorrente 4.2.2.3. LiquidezSeca 4.2.3 Rentabilidade 4.2.3.1. Giro doativo 4.2.3.2. Margem líquida 4.2.3.3. Rentabilidade doativo 4.2.3.4. Rentabilidade doPatrimônioLíquido 4.2.4. DependênciaBancária 4.2.4.1. Participaçãode instituiçõesde créditosnoendividamento 4.2.4.2. FinanciamentodoAtivocirculanteporinstituiçõesfinanceiras 4.3. Métodospara Avaliaçãode Investimentos 4.3.1. Sistemade Análise MétodoDupont 4.3.2. CálculodaRentabilidadepelométodoDupont 4.3.3. Situaçãode solvência,penumbraouinsolvênciadaempresa 4.3.3. DiagramaEstratégicoQualitativo 4.4. Preparaçãodo Fluxode Caixa 4.4.1. Necessidade de Capital de Giro(NCG) 4.4.2. PrazoMédiode Rotação dosEstoques(PMRE) 4.4.3. PrazoMédiode Recebimentode Vendas(PMRV) 4.4.4. PrazoMédiode Pagamentode Contas(PMPC) 4.4.5.CicloOperacional daEmpresa(COE) 4.4.6. CicloFinanceirodaEmpresa(CFE) 4.5. Relatóriogeral sobre asaúde econômica,financeirae patrimonial 5. Conclusão 6. Bibliografias
  4. 4. 1. RESUMO Iremosdemonstrarneste trabalhoautilizaçãoadequadaàterminológicae alinguagemdas CiênciasContábeise Atuariais.Elaboraremosparecerese relatóriosque contribuamparao desempenhoeficiente e eficazde seususuários,quaisquerque sejamosmodelos organizacionais.Aplicaremosadequadamentealegislaçãoinerenteàsfunçõescontábeis. CompreenderemosanecessidadedaAnálise Verticale daAnálise Horizontal comoauxíliona tomadade decisão,bemcomointerpretarasvariaçõesocorridasapuradasna elaboração. Compreenderemosanecessidadee afunçãodos índiceseconômicose financeirose obteruma visãomaistransparente de umaempresa.UtilizaremosométodoDUPONTe o termômetrode insolvênciaparaa elaboraçãode projetosde viabilidadeeconômicaparaas empresas,bem como preverpossíveisfalênciasoutendênciasdasempresas.Assimilaremososconceitos básicosda preparaçãodo Fluxode Caixae as tendênciasgerenciaisdodemonstrativo.Enfim iremoselaborarumparecersobre a saúde patrimonial daumaempresae a empresaem questãoé a Romi S.A.
  5. 5. 2. ABSTRACT We will showinthisworkusingthe appropriate terminologyandlanguage of Accountingand Actuarial Sciences.We will preparereportsandopinionsthatcontribute tothe efficientand effectiveperformance of itsusers,whatevertheirorganizational models.Willapplythe law properlyinherentinthe accountingfunctions.We understandthe needandVerticalAnalysis Horizontal Analysisasanaidin decisionmakingandhow tointerpretthe variationsinthe preparationcleared. We understandthe needandfunctionof economicandfinancial indexesandobtainamore transparentviewof a company.DuPontwill use the methodof insolvencyandthe thermometerforthe draftingof economicviabilityforthecompanies,aswell aspredict possible bankruptciesof companiesortrendsAssimilaremosthe basicsof preparingthe Cash Flowandtrendsof the managementstatement.Finallywe will draw upanopiniononhealth equityof a companyand companyconcernedisRomi SA.
  6. 6. 3. INTRODUÇÃO As empresasdesenvolvemsuasatividadesfinanceirasque precisamserregistradas.Estes registrosdemonstramavidada empresae possibilitamumaanálisecompletade suasituação. A administraçãodessesdadosé responsabilidadedoadministradorfinanceiro,que coleta-os, estruturando-ose analisando-os,gerandoinformaçõesessenciaisparaoprocessode tomada de decisão. A importânciade sabercomosão estruturadasas demonstraçõesfinanceirase comoanalisá- las,auxiliaoadministradorfinanceiroatomar decisõesque possibilitamgrandesretornos financeirose crescimentoàempresa.Comestesconhecimentos,elespodemaindaidentificar e descobrirapolíticafinanceiradosconcorrentes,e adotarcritériosque poderãosuperá-los. Entendercomoestruturare analisarasdemonstraçõescontábeisé de grande importância para a administraçãodonegócio.Estasdemonstraçõescontábeismostramuma rápidavisão intuitivadasituaçãodaempresae ainda sãobasespara planejarosnegóciose elaborar orçamentosinternos.Háquatrodemonstraçõesfinanceirasbásicas:BalançoPatrimonial, DemonstraçãodoResultadodoExercício(DRE),DemonstraçãodasMutações do Patrimônio Líquidoe DemonstraçãodasOrigense Aplicaçõesde Recursos(DOAR). Todas as demonstraçõescitadasacimasãode extremarelevânciaparao conhecimentodo administradorfinanceiro,porqueodiagnósticode umaempresaquase semprecomeçacom uma rigorosaanálise de balanços,cujafinalidade é determinarquaissãoospontoscríticos e permitir,de imediato,apresentarumesboçodasprioridadesparaasoluçãode seus problemas. 4. DESENVOLVIMENTO 4.1. Análise Vertical e Horizontal Atravésda comparaçãodos resultadosdosperíodosapurados,entre osvalorespercentuaisdo
  7. 7. anoapresentadoe doanoanterior,da análise vertical e horizontal é possível conhecera situaçãoeconômicae financeiradaempresa. Esse conhecimentoé umimportante auxílionatomadade decisão,permitindoaidentificação detalhadade cada conta e uma visãodas tendênciasde cadaumadelas. ANALISEVERTICAL- BALANÇOPATRIMONIAL ATIVO 2007 2008 R$ A.V. R$ A.V. CIRCULANTE Caixae equivalentesde caixa 189.010,00 14,10% 135.224,00 8,10% Títulosmantidospara negociação 111.512,00 8,30% 53.721,00 3,20% Duplicatasa receber 62.888,00 4,70% 77.463,00 4,70% Valoresareceber- repasse Finame fabricante 223.221,00 16,60% 306.892,00 18,50% Partesrelacionadas 0%
  8. 8. 0% Estoques 183.044,00 13,60% 285.344,00 17,20% Impostose contribuiçõesarecuperar 11.537,00 0,90% 17.742,00 1,10% Impostode rendae contribuiçãosocial diferidos 2.149,00 0,20% 3.243,00 0,20% Outroscréditos 3.479,00 0,30% 7.247,00 0,40% Total docirculante 786.840,00 58,60% 886.876,00 53,30% NÃOCIRCULANTE Realizávelalongoprazo Duplicatasa receber 1.149,00 0,10% 1.686,00
  9. 9. 0,10% Valoresareceber- repasse Finame fabricante 409.896,00 3,70% 479.371,00 28,80% Partesrelacionadas 0% 0% Impostose contribuiçõesarecuperar 5.391,00 0,40% 18.245,00 1,10% Impostode rendae contribuiçãosocial diferidos 5.867,00 0,40% 9.488,00 0,60% Outroscréditos2.928,00 0,20% 5.405,00 0,30% Investimentosemcontroladas,incluindo ágioe deságio 0% 0% Outrosinvestimentos 1.935,00 0,10% 3.163,00 0,20% Imobilizado,líquido 127.731,00 9,50% 252.171,00 15,20% Intangível 0% 6.574,00 0,40%
  10. 10. Total donão circulante 554.897,00 41,40% 776.103,00 46,70% Total doAtivo 1.341.737,00 100% 1.662.979,00 100% ANALISEVERTICAL- BALANÇOPATRIMONIAL PASSIVO 2007 2008 R$ A.V. R$ A.V. CIRCULANTE Financiamentos 29.498,00
  11. 11. 2,20% 26.375,00 1,60% Financiamentos - Finame fabricante 192.884,00 14,40% 270.028,00 16,20% Fornecedores 25.193,00 1,90% 31.136,00 1,90% Saláriose encargossociais 35.934,00 2,70% 33.845,00 2,00% Impostose contribuiçõesarecolher 8.013,00 0,60% 7.357,00 0,40% Adiantamentosde clientes 9.702,00 0,70% 14.082,00 0,80% Dividendose jurossobre ocapital próprio 2.375,00 0,20% 11.777,00 0,70% Participaçõesapagar 4.400,00 0,30% 4.500,00 0,30% Outras contasa pagar 4.524,00 0,30% 15.044,00 0,90% Provisãoparapassivodescoberto - controlada
  12. 12. 0% 0% Partesrelacionadas 0% 0% Total docirculante 312.523,00 23,30% 414.144,00 24,90% NÃOCIRCULANTE Exigível alongoprazo: 0% 0% Financiamentos 49.306,00 3,70% 68.943,00 4,10% Financiamentos - Finame fabricante 348.710,00 26% 453.323,00 27,30% Impostose contribuiçõesarecolher 1.896,00 0,10% 3.578,00 0,20% Provisãoparapassivoseventuais 1.659,00 0,10% 2.073,00 0,10% Outras contasa pagar
  13. 13. 0% 9.626,00 0,60% Deságioemcontroladas 4.199,00 0,30% 29.513,00 1,80% Total donão circulante 405.770,00 30,20% 567.056,00 34,10% PARTICIPAÇÃOMINORITÁRIA 1.871,00 0,10% 2.536,00 0,20% PATRIMÔNIOLÍQUIDO Capital social 489.973,00 36,50% 489.973,00 29,50% Reservade capital 2.052,00 0,20% 2.052,00 0,10% Ajustesde avaliaçãopatrimonial (968,00) -0,10% (349,00) 0% Reservade lucros 130.516,00 9,70% 187.567,00 11,30% 621.573,00
  14. 14. 46,30% 679.243,00 40,90% TOTAL DO PASSIVOEDO PATRIMÔNIOLIQUIDO 1.341.737,00 100% 1.662.979,00 100% ANALISEHORIZONTAL- DRE DEMONSTRAÇÃODE RESULTADO 2007 2008 R$ A.H. R$ A.H. RECEITA OPERACIONALBRUTA Mercado interno 679.099,00 100% 728.313,00 107,20% Mercado externo 82.057,00 100% 108.312,00
  15. 15. 132,00% 761.156,00 100% 836.625,00 109,90% Impostosincidentessobre vendas (129.168,00) 100% (140.501,00) 108,80% RECEITA OPERACIONALLÍQUIDA 631.988,00 100% 696.124,00 110,10% Custodos produtose serviçosvendidos (359.903,00) 100% (416.550,00) 115,70% LUCRO BRUTO 272.085,00 100% 279.574,00 102,80% RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS 100% Vendas (59.786,00) 100% (65.927,00) 110,30% Geraise administrativas (45.428,00) 100% (63.800,00) 140,40% Pesquisae desenvolvimento (26.340,00) 100% (28.766,00)
  16. 16. 109,20% Honoráriosda administração(8.025,00) 100% (8.278,00) 103,20% Tributárias (6.742,00) 100% (2.913,00) 43,20% Resultadode equivalênciapatrimonial - 100% Outras receitasoperacionais,líquidas 1.031,00 100% 1.673,00 162,30% Total dasdespesasoperacionais (145.290,00) 100% (168.011,00) 115,60% LUCRO OPERACIONALANTESDORESULTADO FINANCEIRO 126.795,00 100% 111.563,00 89,00% RESULTADO FINANCEIRO 100% Receitafinanceira 30.508,00 100% 36.950,00 121,10% Despesafinanceira (5.048,00) 100% (5.061,00) 100,30%
  17. 17. Variaçãocambial ativa (3.796,00) 100% 10.752,00 283,20% Variaçãocambial passiva 6.258,00 100% (7.338,00) 117,30% Total doresultadofinanceiro 27.922,00 100% 35.303,00 126,40% LUCRO OPERACIONAL 154.717,00 100% 146.866,00 94,90% IMPOSTODE RENDA E CONTRIBUIÇÃOSOCIAL 100% Corrente (27.457,00) 100% (33.324,00) 121,40% Diferido 1.914,00 100% 4.715,00 246,30% LUCRO LÍQUIDO ANTES DASPARTICIPAÇÕES 129.174,00 100% 118.257,00 91,50% Participaçãominoritária (555,00) 100% (881,00) 158,70%
  18. 18. Participaçãoda Administração (4.400,00) 100% (4.423,00) 100,50% LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO 124.219,00 100% 112.953,00 90,90% ANALISEHORIZONTAL- BALANÇOPATRIMONIAL ATIVO 2007 2008 R$ A.H. R$ A.H. CIRCULANTE Caixae equivalentesde caixa 189.010,00 100% 135.224,00 71,50% Títulosmantidospara negociação 111.512,00 100% 53.721,00
  19. 19. 48,20% Duplicatasa receber 62.888,00 100% 77.463,00 123,20% Valoresareceber- repasse Finame fabricante 223.221,00 100% 306.892,00 137,50% Partesrelacionadas 100% Estoques 183.044,00 100% 285.344,00 155,90% Impostose contribuiçõesarecuperar 11.537,00 100% 17.742,00 153,80% Impostode rendae contribuiçãosocial diferidos 2.149,00 100% 3.243,00 150,90% Outroscréditos 3.479,00 100% 7.247,00 208,30% Total docirculante 786.840,00 100% 886.876,00 112,70% 100%
  20. 20. NÃOCIRCULANTE Realizávelalongoprazo 100% Duplicatasa receber 1.149,00 100% 1.686,00 146,70% Valoresareceber- repasse Finame fabricante 409.896,00 100% 479.371,00 116,90% Partesrelacionadas 100% 0% Impostose contribuiçõesarecuperar 5.391,00 100% 18.245,00 338,40% Impostode rendae contribuiçãosocial diferidos 5.867,00 100% 9.488,00 161,70% Outroscréditos 2.928,00 100% 5.405,00 184,60% Investimentosemcontroladas,incluindoágioe deságio 100%
  21. 21. Outrosinvestimentos 1.935,00 100% 3.163,00 163,50% Imobilizado,líquido 127.731,00 100% 252.171,00 197,40% Intangível 100% 6.574,00 0%Total do não circulante 554.897,00 100% 776.103,00 139,90% Total doAtivo 1.341.737,00 100% 1.662.979,00 123,90%
  22. 22. A respeitodaAnálise Vertical doAtivo,Passivo e daDemonstraçãodoresultado,podemos verificarque asvendasse mantiveramiguaisnoanode 2007 e 2008, com o percentual de 7,90%. Constamosque a margembruta de 16,30 % em2007, caiu para 13,50 % em2008, apesardo aumentoda representatividade docustodosprodutosvendidosde 47,30 % em 2007, para 49,80% em2008. Issose deve particularmente aocrescimentodasdespesas operacionais,que aumentaramsuarepresentatividade de 19,10 % em2007, para 20,10 % em 2008. O AtivoCirculante diminuiusuarepresentatividadede 58,60 % em 2007, para 53,30 % em2008, especialmentepelasduplicatasarecebermantiveremamesmarepresentatividade em2007 e 2008 de 4,70%. A igualdade nasvendascontribuiuparessavariação. 4.2. Elaboraçãodo Fluxode CaixaRelevante 4.2.1 Estrutura 4.2.1.1. Participaçãode capitaisde terceiros(endividamento) Fórmula: Passivocirculante +Exigível alongoprazo x 100 Passivototal Índice 2007: 312.523,00 + 405.770,00 x 100 = 53,53 % 1.341.737,00 Índice 2008: 414.144,00 + 567.056,00 x 100 = 59 % 1.662.979,00 4.2.1.2. Composiçãodoendividamento Fórmula: Passivocirculante x 100 Capital de terceiros Índice 2007:
  23. 23. 312.523,00 x 100 = 43,50 % 718.293,00 Índice 2008: 414.144,00 x 100 = 42,20 % 981.293,00 4.2.1.3. ImobilizaçãodoPatrimônioLíquido Fórmula: Ativopermanente x 100 Patrimôniolíquido Índice 2007: 129.666,00 x 100 = 20,86 % 621.573,00 Índice 2008: 261.908,00 x 100 = 38,55 % 679.243,00 4.2.1.4. Imobilizaçãodosrecursosnãocorrentes Fórmula: Ativopermanente x 100 Patrimônioliquido+Exigível alongoprazo Índice 2007: 129.666,00 x 100 = 12,62 % 1.027.373,00 Índice 2008: 261.908,00 x 100 = 21,01 % 1.246.299,00 4.2.2 Liquidez 4.2.2.1. LiquidezGeral Fórmula: Ativocirculante +Realizável alongoprazo Passivocirculante +Exigível alongoprazo Índice 2007: 1.212.071,00 = 1,68 718.293,00
  24. 24. Índice 2008: 1.401.071,00= 1,42 981.200,00 4.2.2.2. LiquidezCorrente Fórmula: Ativocirculante Passivocirculante Índice 2007: 786.840,00 = 2,51 312.523,00 Índice 2008: 886.876,00 = 2,14 414.144,00 4.2.2.3. LiquidezSeca Fórmula: Ativocirculante –Estoques Passivocirculante Índice 2007: 786.840,00 - 183.044,00 = 1,93 312.523,00 Índice 2008: 886.876,00 - 285.344,00 = 1,45 414.144,00 4.2.3 Rentabilidade 4.2.3.1. Giro doativo Fórmula: Vendaslíquidas Ativototal Índice 2007: 631.988,00 = 0,47 1.341.737,00 Índice 2008:
  25. 25. 696.124,00 = 0,41 1.622.979,00 4.2.3.2. Margem líquida Fórmula: Lucro líquidox 100 Vendaslíquidas Índice 2007: 124.219,00 x 100= 19,65% 631.988,00 Índice 2008: 112.953,00 x 100 = 16,22 % 696.124,00 4.2.3.3. Rentabilidade doativo Fórmula: Lucro líquidox 100 Ativototal Índice 2007: 124.219,00 x 100 = 9,25 % 1.341.737,00 Índice 2008: 112.953,00 x 100 = 6,79 % 1.662.979,00 4.2.3.4. Rentabilidade doPatrimônioLíquido Fórmula: Lucro líquidox 100 Patrimôniolíquidomédio Índice 2007: 124.219,00 x 100 = 19,10 % 650.219,00 Índice 2008: 112.953,00 x 100 = 17,36 % 650.408,00 4.2.4 DependênciaBancária . Financiamentode ativo Formula:
  26. 26. Empréstimose financiamentosx 100 Ativototal Índice 2007: 620.398,00 x 100 = 46,23 % 1.341.737,00 Índice 2008: 818.669,00 x 100 = 49,22 % 1.662.979,00 4.2.4.1. Participaçãode instituiçõesde créditosnoendividamento Formula: Financiamentosx 100 Capital de terceiros Índice 2007:620.398,00 x 100 = 86,36 % 718.323,00 Índice 2008: 818.669,00 x 100 = 83,43 % 981.200,00 4.2.4.2. FinanciamentodoAtivocirculanteporinstituiçõesfinanceiras Formula: Financiamentoacurtoprazo x 100 Ativocirculante Índice 2007: 222.382,00 x 100 = 28,26 % 786.840,00 Índice 2008: 296.403,00 x 100 = 33,42 % 886.876,00 Índice Índice Fórmula Interpretação Estrutura de Capital Participaçãode Capitaisde Terceiros
  27. 27. Capital de terceirosx 100 Passivototal Quantomenor,melhor Composiçãodoendividamento Passivocirculante x 100 Capitaisde terceiros Quantomenor,melhor ImobilizaçãodoPatrimônioLíquido Ativopermanentex 100 Patrimôniolíquido Quantomenor,melhor Imobilizaçãodosrecursosnãocorrentes Ativopermanente x 100 Patrimônioliquido+Exigível longoprazo Quantomenor,melhor Liquidez LiquidezGeral Ativocirculante +Realizável longoprazo Passivocirculante +Exigível alongoprazo Quantomaior,melhor LiquidezCorrente Ativocirculante Passivocirculante Quantomaior,melhor LiquidezSeca Ativocirculante –Estoques Passivocirculante Quantomaior,melhor Rentabilidade Giro do ativo Vendaslíquidas Ativototal Quantomaior,melhor Margem líquida Lucro líquidox 100 Vendaslíquidas Quantomaior,melhor Rentabilidade doativo
  28. 28. Lucro líquidox 100 Ativototal Quantomaior,melhor Rentabilidade doPatrimônioLíquido Lucro líquidox 100 Patrimôniolíquidomédio Quantomaior,melhor A sociedade emgeral temavisãode que as empresaslucrammuitoemcima de seusprodutos, porque acham caros e se esquecemdosimpostosque incidemsobre eles,que se aproximam de 50%. Graças aos impostosexorbitantes,asempresasnãoconseguemse desenvolver, porque nãohá lucro suficienteparainvestimentoe aumentode produção.ParaStephen Kanitz,estaé a realidade atual dasempresasbrasileiras,que nãocrescemporque nãotêm lucrosuficiente parareinvestire aumentaraprodução. Outra idéiadefendidaporKanitzé a faltade informações passadase procuradaspela população,principalmente,jovensuniversitários,que nãotêmo habitode analisarosbalanços das empresasparaentenderarealidade econômico-financeiradasInstituiçõespresentesno país. A análise destesbalançospode serfeitaatravésde índicesque auxiliamnoentendimentodas informaçõespassadas.Osíndicesde rentabilidade,porexemplo,que procuramevidenciar qual foi a rentabilidadedoscapitaisinvestidos,ouseja,oresultadodasoperaçõesrealizadas por determinadaorganização. ComoexpostoporStephenKanitz,arealidade financeiradasempresasdeveserumassunto importante atoda sociedade,e nãoapenasaosdonose administradoresdasorganizações,já que estadepende diretamente dofuncionamentodasorganizações, ouseja,todasas alterações,sejampositivasounegativasnasempresas,afetamomercadoempregatício,o poderde consumoda população,a pontualidadenaquitaçãode dívidas,entre outrosfatores. Os produtosnoBrasil são vendidosapreçosconsiderados altosdevidoàquantidade de impostosque sãoembutidos,ouseja,maisdametade dopreçodosprodutossão impostos. Sendoassim,amargem de lucroaumentaduas outrês vezesamaispara que possacompetir com a carga tributáriaque é consideradaumadas maisaltasdo mundo. 4.3. Métodospara Avaliaçãode Investimentos 4.3.1. Sistemade Análise MétodoDupont De acordocom Gitman (1997, p. 125) o sistemaDupont“funcionacomoumatécnicade busca que ajudaa localizarasáreas-chavesresponsáveispelodesempenhofinanceirodaempresa”. Conforme Brighame Houston(1999, p. 94), “A margemlíquidamultiplicadapelogirodoativo é chamadade FórmulaDupont,e fornece ataxa de retornosobre os ativos”.Kassai (2005, p. 179) afirmaque “A taxa de retornosobre o ativoReturnon Assets(ROA) tambémé uma
  29. 29. medidade retornode investimento[...]”.A fórmulapode serexplicadadaseguinte maneira: ROA = margemlíquidax girodoativototal Desmembrandotemosque: ROA = LL depoisI.R.x vendas= LL depoisdoI.R. Vendasativototal ativototal Desmembrandotemosque: ROA = LL depoisI.R.x vendas= LL depoisdoI.R. vendasativototal ativototal A definiçãode margemé dadapor Marion (2002, p.166) da seguinte maneira: Significaquantoscentavosde cadareal de vendarestaramapós a deduçãode todasas despesas(inclusive oImpostode Renda).Estesindicadoresde Lucrosobre vendassão conhecidoscomolucratividade,ouseja,apuramquantoscentavosse ganhaporreal vendido. Marion (2002, p. 166) assimdefine ogiro: Significaaeficiênciacomque a empresautilizaseusAtivos,comoobjetivode gerar reaisde vendas.Quantomaisforgeradode vendas,maiseficientementeosAtivosserão utilizados. Tem-se aindasobre Girox Margem,que conforme Matarazzo (2003, p. 420): o Giro (V/A) é umíndice de mediçãoda eficiênciade vendasemrelaçãoao investimentototal,enquantoaMargemrepresentaaeficiênciade despesasem relaçãoàs vendas,poisquantomenoresasdespesasmaiorseráamargemde lucro. Portanto,a fórmulaDupontinicial mede de duasformasoseuretorno,primeirocomoslucros sobre as vendas,e segundocoma eficiênciadautilizaçãode seusativos. A fórmulaDupontinicial é validaquandoaempresavisaanalisaraparte operacional dela referente àsreceitas,despesase investimentos.Porémsurge anecessidade emse utilizaro multiplicadorde alavancagemfinanceira(MAF),poisasempresastendemabuscar capital de terceiros.Casoa empresanãose utilize de exigível,aconteceriadaseguinte forma,como explicaBrigham,Gapenski e Ehrhardt(2001, p. 111): 4.3.2. CálculodaRentabilidadepelométodoDupont Índice 2007: Giro = VendaLíquida AtivoTotal Giro = 761.156 = 0,56 1.341.737 Margem = Lucro Líquidox 100 VendaLíquida Margem = 124.219 x 100 761.156 Margem = 16,31% Índice 2008: Giro = VendaLíquida AtivoTotal
  30. 30. Giro = 836.625 = 0,51.662.979 Margem = Lucro Líquidox 100 VendasLíquidas Margem = 112.953 x 100 836.625 Margem = 13,50% Pelaanálise darentabilidadedoativo,noanode 2007 a empresaobteve melhordesempenho comparadoao ano de 2008. Taxa de Retorno TR= Giro x Margem Índice 2007: TR = 0,56 x 16, 31% = 9,13% Índice 2008: TR = 0,5 x 13,50 % = 6,75% O indicadorque demonstraaeficiênciadoPatrimônioLiquidatotal daempresaRomi S/A,é de 9,13% em2007 e 6,75 em2008. 4.3.3. Situaçãode solvência,penumbraouinsolvênciadaempresa Índice 2007: A = LL x 0,05 = 124.219,00 x 0,05 = 0,009 PL 621.573,00 B = AC+RLP x 1,65 = 786.840+ 411.045 x 1,65 = 2,78 PC+ELP 312.523+398.016 C = AC- Estoque x 3,55 = 786.840-183.044 x 3,55 = 6,86 PC 312.523 D = AC x 1,06 = 786.840 x 1,06 = 2,67 PC 312.523 E = PC+ELP x 0,33 = 312.523+398.016 x 0,33 = 0,38 PL 621.573 F1 = A+B+C-D-E F1 = 0,009 + 2,78 + 6,87 - 2,67 - 0,38 F1 = 6,60 TERMÔMETRO DE INSOLVÊNCIA -7 -6
  31. 31. -5 -4 -3 -2 -1 0 1 2 3 4 5 INSOLVÊNCIA PENUMBRA SOLVÊNCIA A empresase encontraemsolvêncianoanode 2007. Índice 2008: A = LL x 0,05 = 112.953,00 x 0,05 = 0,008 PL 679.243,00 B = AC+RLP x 1,65 = 886.876,00+514.195,00 x 1,65 = 2,36 PC+ELP 414.144,00 +522.266,00 C = AC- Estoque x 3,55 = 886.876,00 – 285.344,00 x 3,55 = 5,16 PC 414.144,00 D = AC X 1,06 = 886.976,00 x 1,06,00 = 2,27 PC 414.144,00 E= PC+ELP x 0,33 = 414.144,00+567.056,00 x 0,33= 0,48 PL 679.243,00 F1= A+B+C-D-E F1= 0, 008+ 2,36 + 5,16 - 2,27 - 0,48 F1= 4,77 TERMÔMETRO DE INSOLVÊNCIA -7 -6 -5 -4 -3 -2 -1 0 1
  32. 32. 2 3 4 5 INSOLVÊNCIA PENUMBRA SOLVÊNCIA A empresase encontrouemsolvênciatambémnoanode 2008 4.3.3.Diagrama EstratégicoQualitativo 4.4. O EfeitodaInflaçãona Análise de Investimentos 4.4.1. Necessidade de Capital de Giro(NCG) Índice 2007: NCG = ACO - PCO NCG = 469.153,00 – 69.140,00 NCG = 400,13 Índice 2008: NCG = ACO - PCO NCG = 669.699,00 – 72.338,00 NCG = 597 4.4.2. PrazoMédiode Rotação dosEstoques(PMRE) Índice 2007: PMRE = Estoque x DP CMV PMRE = 183.044,00 x 360 359.903,00 PMRE = 183,10 dias Índice 2008:
  33. 33. PMRE = Estoque x DP CMV PMRE = 285.344,00 x 360 416.550,00 PMRE = 246,60 dias 4.4.3. PrazoMédiode Recebimentode Vendas(PMRV) Índice 2007: PMRV = Duplicatasa Receberx DP ReceitaBrutade Vendas PMRV = 62.889,00 x 360 761.156,00 PMRV = 29,70 dias Índice 2008: PMRV = Duplicatasa Receberx DP Receitade VendasBrutas PMRV = 77.463,00 x 360 836.625,00 PMRV = 33,30 dias 4.4.4. PrazoMédiode Pagamentode Contas(PMPC) Índice 2007: PMCP = Fornecedoresx 360 Compras PMCP = 25.193,00 x 360 542.947,00 PMCP = 16,70 dias Índice 2008: PMCP = Fornecedoresx 360 Compras PMCP = 31.136,00 x 360 518.850,00 PMCP = 21,60 dias 4.4.5. CicloOperacional daEmpresa(COE) Índice 2007: CO = PMRE + PMRV CO = 183,10 + 29,70 CO = 212,80 dias. Índice 2008: CO = PMRE + PMRV CO = 246,60 + 33,30
  34. 34. CO = 279,90 dias. 4.4.6. CicloFinanceirodaEmpresa(CF) Índice 2007: CF = CO- PMCP CF = 212,80 – 16,70 CF = 196,10 dias Índice 2008: CF = CO- PMCP CF = 279,90 – 21, 60 CF = 258,30dias 4.5. Relatóriogeral sobre asaúde econômica,financeirae patrimonial A empresaanalisadase enquadranopronunciamentoCPCsobre aDemonstraçãode Fluxode Caixa,poisfornece informaçõesacercadasalteraçõeshistóricasde caixae equivalentesde caixaatravésde umademonstração,que classificaosfluxosde caixadurante osperíodos provenientesdasatividadesoperacionais,de investimentoe definanciamentos. As atividades operacionaissãofluxosde caixadecorrentesdasDespesasfinanceiras, depreciação,Provisãoparacréditosde liquidaçãoduvidosade contasa recebere outros créditos,ganhona alienaçãode imobilizado,equivalênciapatrimonial,liquidodosdividendos pagos,provisãopara realizaçãode estoque,provisãoparapassivoseventuais,liquida,títulos mantidosparanegociação,duplicatasareceber,estoques,impostose contribuiçõesa recuperar,líquidos,entre outros. A divulgaçãoemseparadodosfluxosde caixa decorrentedasatividadesde investimentosé:à aquisiçãode imobilizado,vendade imobilizado,aquisiçãode participaçãoemcontroladas,etc. E a divulgaçãoseparadados fluxosde caixadecorrentesdasatividadesde financiamento, outra importante porserútil para preverasexigênciassobre futurosfluxosde caixapelos fornecedoresde capital próprioe dividendospagos,novosempréstimose financiamentos, pagamentosde financiamentos,novosfinanciamentos –Finame fabricante,pagamentode financiamento –Finame fabricante,entre outros. Os fluxosde caixareferentesajurose dividendosoujurossobre ocapital própriosrecebidose pagossão apresentadosseparadamente. De acordocom a análise dosíndiceseconômicose financeirosdaempresaanalisadaem 2007 e 2008, como tambéma interpretaçãodaAnalise Vertical e Horizontal doBalançoPatrimonial e da DRE, apresentamosumrelatóriocomumaconclusãosobre a situaçãofinanceirada
  35. 35. empresanesse períodocomasinformações: A participaçãode Capitaisde Terceirasdemonstraque em2007 esse percentual representou 53,5% do total dosrecursosinvestidosnaempresa:em2008 esse índice aumentoupara59% relevandoque aempresaestamaisdependentede recursosde terceiros,oque aumentaas despesasfinanceiras. A composiçãodoendividamentonãohouve muitaalteraçãode umano para outro,em 2007 representava43,5%e em2008 diminuiupara42,2%,demonstrandoque diminuiua concentraçãode débitosapagar emcurto prazo. O Grau de ImobilizaçãoOgraude ImobilizaçãodoPatrimônioLiquidoapresentaem2007,que a empresainvestiusomente 20,86%do PatrimônioLiquidonoAtivoPermanente,jáem2008 esse percentual aumentoupara38,55%,indicandoque aempresainvestiumaisemrecursos próprios. O Grau de Imobilizaçãode Recursosnãocorrentesmostraque em2007 a empresautilizou 12,62% dos recursosnãocorrentesno financiamentoPermanente,jáem2008 passoupara 21,01%, demonstrandoque aempresaoptoupormaisinvestimentosnoimobilizado. No índice de LiquidezGeral, podemosdizerque em2077 a empresapossuíaparacada R$1.00 de divida,1,68 de recursosdisponíveisparapagamentode obrigaçõesacurto e longoprazo; já em2008, a empresadiminuiuaLiquidezGeral paraR$1,42 de recursosdisponíveisparacada R$1.00 de divida. No índice de LiquidezCorrente,em2007 a empresapossuíaR$2,51 de recursosdisponíveis para cada $1,00 de dividaparapagamentoemcurto prazo,tendoumaquedapara R$2,14 no ano de 2008. Em relaçãoao Índice de Liquidezseca,aempresapossuía em2007, R$1,93 de recursosde rápida conversibilidadeparacada R$1,00 de divida,esse recursodiminuiupara R$1,45 noano seguinte,2008, emboraa empresaaindaconsigasaldarsuasdividassem necessidadede optarporoutros recursosfinanceiros. PeloGirodo Ativo,podemosverificarque,noano2007, o volume anual de vendarenovou 0,47 vezesoativoTotal; já noano de 2008 esse índice caiupara 0,41,evidenciandoobaixo desempenhodaempresa. O índice de margemliquida,mostraque em2007, após os descontosde custose despesas, restaram19,65% dasvendascomolucro liquido,jáem2008, esse índice caiupara 16,22%indicandoque a empresasofreuumaquedanasvendas,ouaumentodastributarias,ou qualqueroutraestratégiaque levouareduçãodolucro. A Rentabilidade doAtivo,em2007, foi de 9,25% diminuindoaindamaisem2008,para 6,79%,demonstrandoque aempresanãoremunerouautilizaçãode seusativoscomo necessário. O percentual apuradonaRentabilidade doPatrimônioLiquido,indicaque aempresa remunerouocapital investidopelossóciosem19,1% noano de 2007,e em17,36% noanode 2008. Quantoaos índicesde Financiamentodoativo,em2007 as participaçõesnasinstituiçõesde creditonofinanciamentodoAtivorepresentava46,23%,em2008,esse índice teve um aumentopara 49,22%indicandoque a participaçãode capital de terceirosfoi maior. Em relaçãoà participaçãode instituiçõesde creditonoendividamento,em2007 os financiamentosrepresentavam86.36% docapital de terceirosregistradosnaempresa,tendo uma quedaem2008 para 83.43% demonstrandoque aempresaliquidouparte dos empréstimosaolongodoano.
  36. 36. O Grau de financiamentodoAtivoCirculanteporinstituiçõesfinanceiras2007 representava 28.26%,aumentandoem2008 para 33.42% mostrandoque a empresafoi maisdependente do capital de instituiçõesfinanceiras. Em relaçãoa Analise vertical doAtivo,Passivoe DRE,podemosverificaroAtivoCirculante diminuiusuarepresentatividadesobre oAtivoTotal de 41,40% em2007 para 46,70% em2008, issose deve pelareduçãodosvaloresemcaixa,títulosmantidosanegociação. A conta de FinanciamentoFiname Fabricante aumentoude 14.4% em2007 para 16.2% em 2008, aumentandosuarepresentatividade noPassivo. Nota-se que Margemde Lucro teve umareduçãode 19.7%em 2007, para 16.2% em2008, isso se deve ao aumentodocusto dosprodutosvendidosde 47,30%,2007 para 49,80% em 2008,e as despesasgeraise administrativasque aumentousuarepresentatividadedareceitaliquida de 6,00%em 2007 para 7,60% em 2008. Quantoa Analise Horizontal doAtivo,Passivo,DRE,podemosverificarque oativocresceu 123.9%de 2007 para 2008, esse crescimentose deve aoaumentodosvaloresde duplicatasa receber,comotambémo aumentodosinvestimentosnoimobilizado. Em relaçãoao Passivo,observaque ocirculante aumentou132,5% de 2007 para 2008, devido ao aumentodosfinanciamentos,contasapagar e dividendos,e tambémfornecedoresque aumentou123.6% em relaçãoao ano anterior. Na DRE, verificamosque houveumaumentona receitaliquidade 110.1% de 2007 para 2008, poremdevidoaoaumentode 140,4% das despesasgeraise administrativas. Com base nosdadosanalisados,verificamosque aempresaaindapossui umaboasituação financeira 5. CONCLUSÃO As DemonstraçõesFinanceirassãoosinstrumentosmaisimportantesparaanálise de balanço, entãoestasdemonstraçõesdevemserconsistentese seguiremumauniformidade,para quandode sua análise osíndicesespelhemumasituaçãopróximadarealidade. Duas demonstraçõesfinanceirassãomaisutilizadasparaanálise,sãoelas(BalançoPatrimonial e DRE),onde podemosanalisarasituaçãoda estruturade capitais,da liquidez,da rentabilidade e previsãode falência. Em nossocaso prático analisando,asestruturasde capitais,podemosperceberque as empresastemumaltograu de endividamento,trabalhandobastante comcapital de terceiros. Na liquidez,verificamosque asituaçãoé suficiente parahonrarsuasobrigações,masrequer atençãopara aumentaresta folga. Com relaçãoà rentabilidade,podemosverificarque asempresaspossuemrentabilidades diferentes,umasmaiorese outrosmenores,sabemosque quantomaiormelhor,masnão podemosafirmarse é uma boa rentabilidade ounão.Sópodemosfazerisso,se possuiruma
  37. 37. médiadosetor. Os indicadoresde previsãode falênciautilizadosemnossocasoprático,não conseguiram satisfatoriamente preverainsolvênciade umadasempresasanalisadas,poisemalgunsdesses índices,nãoapresentouomenorsinal de insolvência. 6. BIBLIOGRAFIA BIBLIOTECA virtual:www.biblioteca.sebrae.com.br/bds/bds.../104_1_arquivo_demofinanc.pdf BIBLIOTECA virtual:monografias.brasilescola.com/.../estrutura-analise-financeiroeconomica- das-demonstracoes-.htm BIBLIOTECA virtual: http://www.romi.com.br/fileadmin/Editores/Empresa/Investidores/Documentos/Relat orios/BP_2008.pdf. BIBLIOTECA virtual:http://www.kanitz.com/veja/lucro.asp BIBLIOTECA virtual: http://sare.unianhanguera.edu.br/index.php/anudo/article/viewArticle/750

×