SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
68*(67­2352(',0(1723$5$0$1,38/$d­2'E XAROPES

1. Status de Revis‹o

Elaborado por:                                     Aprovado por:
1žUHYis‹o:                                        Data: ___/____/______


2. Objetivo

       Definir o procedimento para a manipula•‹o de xaropes.


3. Defini•›es :

   ·   Xarope: prepara•‹o aquosa de uso oral, caracterizada pelo sabor doce e consist•ncia
       viscosa. Trata-se de forma farmac•utica preparada ˆ base de a•œcar e ‡gua, onde o
       a•œcar est‡ pr—ximo ˆ satura•‹o, formando uma solu•‹o hipert™nica.

4. Procedimento

4.1. Informa•›es prŽvias
4.1.1. Na manipula•‹o de xaropes e outras prepara•›es l’quidas viscosas Ž recomend‡vel
preparar um excedente de 5% para compensar eventuais perdas decorrentes do processo de
manipula•‹o.
4.1.2. Em fun•‹o de cada formula•‹o, outros componentes podem ser adicionados na formula•‹o
dos xaropes, como: flavorizantes, corretivos do sabor ou mesmo a sacarose pode ser substitu’da
por outro ve’culo edulcorante (ex. sorbitol 70%).


4.2. Formula•‹o padr‹o do Xarope simples (1 Litro)
Sacarose (a•œcar refinado).......... 850g
Conservante           .....................q.s.
ÈJXDGHVWLODGDq.s.p.................... 1000mL

Procedimento de preparo do xarope simples:
4.2.1.Pesar precisamente os ingredientes s—lidos, sem no entanto mistur‡-los.
4.2.2.Solubilizar o conservante na ‡gua destilada aquecida.
4.2.3.Misturar os demais componentes e aquecer atŽ a dissolu•‹o (n‹o levantar fervura),
completando para o volume final com ‡gua destilada.


4.3. Aditiva•‹o de ingredientes ativos em xaropes
4.3.1. Incorporar o(s) ingrediente(s) ativo(s), diluindo-o(s) previamente em solvente adequado
compat’vel (ex. quantidade m’nima suficiente de ‡gua destilada, ‡lcool ou outro co-solvente
compat’vel) ou diretamente no pr—prio xarope simples. Se o ativo n‹o for facilmente solœvel, ser‡
recomend‡vel levig‡-lo antes com agente levigante apropriado (ex. propilenoglicol, glicerina) como
forma de favorecer sua dissolu•‹o ou dispers‹o.
4.3.2. Adicionar aos poucos o xarope simples ao passo anterior, atŽ obter um volume pr—ximo ao
final. Agitar com o aux’lio do bast‹o de vidro ou agitador magnŽtico.
4.3.3. Se desej‡vel, adicionar o agente flavorizante. Misturar.

                                       P‡gina 1 de 2
68*(67­2352(',0(1723$5$0$1,38/$d­2'E XAROPES
4.3.4. Medir o pH, se necess‡rio ajustar para um valor na faixa compat’vel com a maior
estabilidade do(s) ingrediente(s) ativo(s).
4.3.5. Se necess‡rio, filtrar em gaze.
4.3.6.Envasar e rotular.


4.4. Aditiva•‹o de tinturas e extratos fluidos em xarope
4.4.1.Medir o volume requisitado da tintura ou do extrato fluido e verter para um c‡lice graduado.
4.4.2. Adicionar o xarope aos poucos atŽ ajustar o volume final. Misturar.
4.4.3. Envasar e rotular.


4.5. Embalagem
4.5.1. Acondicionar o xarope em embalagem adequada e compat’vel com os ingredientes da
formula•‹o. De modo geral, o xarope, envasar em frasco de vidro ‰mbar ou PET.
4.5.2. Dispensar a prepara•‹o com medidor adequado para a administra•‹o do volume prescrito
no receitu‡rio.


5. Registros da Qualidade

N/R


6. Hist—rico de Revis›es


7. Refer•ncias
    · AGEMED (Ag•ncia Espa–ola de Medicamentos y Productos Sanitarios). Procedimiento de
       Operaciones FarmacŽuticas ± Elaboraci—n de jarabes.
    · 863 3KDUPDFLVWV¶ 3KDUPDFRSHLD st      Ed. Rockville: The United Pharmacopeial
       Convention, Inc., 2005.
    · Ferreira, A. O. Guia Pr‡tico da)DUPiFLD0DJLVWUDO(G-XL]GH)RUDHGLWDGRSHORDXWRU
       2002.


8. Anexos

N/R




                                        P‡gina 2 de 2

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

36854375 apostila-pratica-farmacotecnica
36854375 apostila-pratica-farmacotecnica36854375 apostila-pratica-farmacotecnica
36854375 apostila-pratica-farmacotecnicaMarcia Cristina
 
FARMACOTÉCNICA-Preparações líquidas de uso oral
FARMACOTÉCNICA-Preparações líquidas de uso oralFARMACOTÉCNICA-Preparações líquidas de uso oral
FARMACOTÉCNICA-Preparações líquidas de uso oralRenata Medeiros
 
Calculo de medicação
Calculo de medicaçãoCalculo de medicação
Calculo de medicaçãoAndréa Dantas
 
Calculo permanganato de potassio
Calculo permanganato de potassioCalculo permanganato de potassio
Calculo permanganato de potassioViviane da Silva
 
Insumos Ativos e Inertes
Insumos Ativos e InertesInsumos Ativos e Inertes
Insumos Ativos e InertesSafia Naser
 
Cálculos para administração de medicamentos
Cálculos para administração de medicamentosCálculos para administração de medicamentos
Cálculos para administração de medicamentosfabiana vitoria souto
 
Administração de medicamentos
Administração de medicamentosAdministração de medicamentos
Administração de medicamentosJanaína Lassala
 
Documentação técnica e desenvolvimento de produtos
Documentação técnica e desenvolvimento de produtosDocumentação técnica e desenvolvimento de produtos
Documentação técnica e desenvolvimento de produtosVanessa Rodrigues
 
Caso Clinico de Hipertensão Arterial
Caso Clinico de Hipertensão ArterialCaso Clinico de Hipertensão Arterial
Caso Clinico de Hipertensão ArterialProfessor Robson
 
Ciclo da assistência farmacêutica1
Ciclo da assistência farmacêutica1Ciclo da assistência farmacêutica1
Ciclo da assistência farmacêutica1Suzana Zaba Walczak
 
Manual de Prescrição Médica
Manual de Prescrição MédicaManual de Prescrição Médica
Manual de Prescrição MédicaFlávia Salame
 
Atendente de Farmácia - Formas farmacêuticas
Atendente de Farmácia - Formas farmacêuticasAtendente de Farmácia - Formas farmacêuticas
Atendente de Farmácia - Formas farmacêuticasLuis Antonio Cezar Junior
 
A importância do controle de qualidade nas cápsulas manipuladas
A importância do controle de qualidade nas cápsulas manipuladasA importância do controle de qualidade nas cápsulas manipuladas
A importância do controle de qualidade nas cápsulas manipuladasGiovanni Oliveira
 
Soluções nasais
Soluções nasaisSoluções nasais
Soluções nasaisSafia Naser
 

Mais procurados (20)

36854375 apostila-pratica-farmacotecnica
36854375 apostila-pratica-farmacotecnica36854375 apostila-pratica-farmacotecnica
36854375 apostila-pratica-farmacotecnica
 
Formas farmacêuticas
Formas farmacêuticasFormas farmacêuticas
Formas farmacêuticas
 
7ª aula classes de medicamentos
7ª aula   classes de medicamentos7ª aula   classes de medicamentos
7ª aula classes de medicamentos
 
FARMACOTÉCNICA-Preparações líquidas de uso oral
FARMACOTÉCNICA-Preparações líquidas de uso oralFARMACOTÉCNICA-Preparações líquidas de uso oral
FARMACOTÉCNICA-Preparações líquidas de uso oral
 
Farmacotecnica 03
Farmacotecnica 03Farmacotecnica 03
Farmacotecnica 03
 
Emulsoes
Emulsoes Emulsoes
Emulsoes
 
Calculo de medicação
Calculo de medicaçãoCalculo de medicação
Calculo de medicação
 
Calculo permanganato de potassio
Calculo permanganato de potassioCalculo permanganato de potassio
Calculo permanganato de potassio
 
Insumos Ativos e Inertes
Insumos Ativos e InertesInsumos Ativos e Inertes
Insumos Ativos e Inertes
 
Cálculos para administração de medicamentos
Cálculos para administração de medicamentosCálculos para administração de medicamentos
Cálculos para administração de medicamentos
 
Administração de medicamentos
Administração de medicamentosAdministração de medicamentos
Administração de medicamentos
 
Documentação técnica e desenvolvimento de produtos
Documentação técnica e desenvolvimento de produtosDocumentação técnica e desenvolvimento de produtos
Documentação técnica e desenvolvimento de produtos
 
Caso Clinico de Hipertensão Arterial
Caso Clinico de Hipertensão ArterialCaso Clinico de Hipertensão Arterial
Caso Clinico de Hipertensão Arterial
 
Formas farmaceuticas
Formas farmaceuticasFormas farmaceuticas
Formas farmaceuticas
 
Ciclo da assistência farmacêutica1
Ciclo da assistência farmacêutica1Ciclo da assistência farmacêutica1
Ciclo da assistência farmacêutica1
 
Líquidos Semissólidos
Líquidos SemissólidosLíquidos Semissólidos
Líquidos Semissólidos
 
Manual de Prescrição Médica
Manual de Prescrição MédicaManual de Prescrição Médica
Manual de Prescrição Médica
 
Atendente de Farmácia - Formas farmacêuticas
Atendente de Farmácia - Formas farmacêuticasAtendente de Farmácia - Formas farmacêuticas
Atendente de Farmácia - Formas farmacêuticas
 
A importância do controle de qualidade nas cápsulas manipuladas
A importância do controle de qualidade nas cápsulas manipuladasA importância do controle de qualidade nas cápsulas manipuladas
A importância do controle de qualidade nas cápsulas manipuladas
 
Soluções nasais
Soluções nasaisSoluções nasais
Soluções nasais
 

Destaque

Farmacotécnica do Xarope Fitoterápico à base de açúcar mascavo
Farmacotécnica do Xarope Fitoterápico à base de açúcar mascavoFarmacotécnica do Xarope Fitoterápico à base de açúcar mascavo
Farmacotécnica do Xarope Fitoterápico à base de açúcar mascavoFernando Amaral de Calais
 
Apostila xarope
Apostila xaropeApostila xarope
Apostila xaropeAlex YuJi
 
Pop manutenção preventiva de equipamentos
Pop   manutenção preventiva de equipamentosPop   manutenção preventiva de equipamentos
Pop manutenção preventiva de equipamentosJuciê Vasconcelos
 
Pop controle da temperatura e umidade
Pop   controle da temperatura e umidadePop   controle da temperatura e umidade
Pop controle da temperatura e umidadeJuciê Vasconcelos
 
Pop densidade aparente de pós
Pop   densidade aparente de pósPop   densidade aparente de pós
Pop densidade aparente de pósJuciê Vasconcelos
 
Farmacopéia brasileira 5 edição volume1
Farmacopéia brasileira 5 edição volume1Farmacopéia brasileira 5 edição volume1
Farmacopéia brasileira 5 edição volume1Fernanda Cabral
 
Pop gq-014 rev00 - prevenção da contaminação cruzada
Pop gq-014 rev00 - prevenção da contaminação cruzadaPop gq-014 rev00 - prevenção da contaminação cruzada
Pop gq-014 rev00 - prevenção da contaminação cruzadaMeire Yumi Yamada
 
Pop para distribuidora de medicamentos rd
Pop para distribuidora de medicamentos rdPop para distribuidora de medicamentos rd
Pop para distribuidora de medicamentos rdDaniela Batista
 
98230944 farmacotecnica-apostila
98230944 farmacotecnica-apostila98230944 farmacotecnica-apostila
98230944 farmacotecnica-apostilaKEYTIANE JVA
 
Pop limpeza e sanitização da caixa d'água
Pop   limpeza e sanitização da caixa d'águaPop   limpeza e sanitização da caixa d'água
Pop limpeza e sanitização da caixa d'águaJuciê Vasconcelos
 

Destaque (19)

Como fazer POP - PORTAL DA QUALIDADE
Como fazer POP - PORTAL DA QUALIDADEComo fazer POP - PORTAL DA QUALIDADE
Como fazer POP - PORTAL DA QUALIDADE
 
Farmacotécnica do Xarope Fitoterápico à base de açúcar mascavo
Farmacotécnica do Xarope Fitoterápico à base de açúcar mascavoFarmacotécnica do Xarope Fitoterápico à base de açúcar mascavo
Farmacotécnica do Xarope Fitoterápico à base de açúcar mascavo
 
Apostila Farmacotécnica II - Prática 2016
Apostila Farmacotécnica II - Prática 2016Apostila Farmacotécnica II - Prática 2016
Apostila Farmacotécnica II - Prática 2016
 
Apostila xarope
Apostila xaropeApostila xarope
Apostila xarope
 
Apostila Farmacotécnica II - Teórica 2016
Apostila Farmacotécnica II - Teórica 2016Apostila Farmacotécnica II - Teórica 2016
Apostila Farmacotécnica II - Teórica 2016
 
Farmacotécnica
FarmacotécnicaFarmacotécnica
Farmacotécnica
 
Pop aditivação
Pop   aditivaçãoPop   aditivação
Pop aditivação
 
Pop manutenção preventiva de equipamentos
Pop   manutenção preventiva de equipamentosPop   manutenção preventiva de equipamentos
Pop manutenção preventiva de equipamentos
 
Pop controle da temperatura e umidade
Pop   controle da temperatura e umidadePop   controle da temperatura e umidade
Pop controle da temperatura e umidade
 
Ju farma
Ju farmaJu farma
Ju farma
 
Pop densidade aparente de pós
Pop   densidade aparente de pósPop   densidade aparente de pós
Pop densidade aparente de pós
 
Pop controle de embalagens
Pop   controle de embalagensPop   controle de embalagens
Pop controle de embalagens
 
Farmacopéia brasileira 5 edição volume1
Farmacopéia brasileira 5 edição volume1Farmacopéia brasileira 5 edição volume1
Farmacopéia brasileira 5 edição volume1
 
Pop gq-014 rev00 - prevenção da contaminação cruzada
Pop gq-014 rev00 - prevenção da contaminação cruzadaPop gq-014 rev00 - prevenção da contaminação cruzada
Pop gq-014 rev00 - prevenção da contaminação cruzada
 
Pop para distribuidora de medicamentos rd
Pop para distribuidora de medicamentos rdPop para distribuidora de medicamentos rd
Pop para distribuidora de medicamentos rd
 
98230944 farmacotecnica-apostila
98230944 farmacotecnica-apostila98230944 farmacotecnica-apostila
98230944 farmacotecnica-apostila
 
Pop limpeza e sanitização da caixa d'água
Pop   limpeza e sanitização da caixa d'águaPop   limpeza e sanitização da caixa d'água
Pop limpeza e sanitização da caixa d'água
 
Carnitina
CarnitinaCarnitina
Carnitina
 
Ler 2
Ler 2Ler 2
Ler 2
 

Mais de Juciê Vasconcelos

Pop operação do agitador magnético
Pop   operação do agitador magnéticoPop   operação do agitador magnético
Pop operação do agitador magnéticoJuciê Vasconcelos
 
Pop manutenção e limpeza do deionizador
Pop   manutenção e limpeza do deionizadorPop   manutenção e limpeza do deionizador
Pop manutenção e limpeza do deionizadorJuciê Vasconcelos
 
Pop manipulação de horm, citostáticos e antib
Pop   manipulação de horm, citostáticos e antibPop   manipulação de horm, citostáticos e antib
Pop manipulação de horm, citostáticos e antibJuciê Vasconcelos
 
Pop interpretação do conteúdo de certificados de análises
Pop   interpretação do conteúdo de certificados de análisesPop   interpretação do conteúdo de certificados de análises
Pop interpretação do conteúdo de certificados de análisesJuciê Vasconcelos
 
Pop gerenciamento de resíduos de serviços de saúde
Pop   gerenciamento de resíduos de serviços de saúdePop   gerenciamento de resíduos de serviços de saúde
Pop gerenciamento de resíduos de serviços de saúdeJuciê Vasconcelos
 
Pop determinação do peso médio em cápsulas duras
Pop   determinação do peso médio em cápsulas durasPop   determinação do peso médio em cápsulas duras
Pop determinação do peso médio em cápsulas durasJuciê Vasconcelos
 
Pop determinação da densidade em líquidos
Pop   determinação da densidade em líquidosPop   determinação da densidade em líquidos
Pop determinação da densidade em líquidosJuciê Vasconcelos
 
Pop atendimento de reclamação de cliente
Pop   atendimento de reclamação de clientePop   atendimento de reclamação de cliente
Pop atendimento de reclamação de clienteJuciê Vasconcelos
 
Pop aquisição e qualificação de fornecedores
Pop   aquisição e qualificação de fornecedoresPop   aquisição e qualificação de fornecedores
Pop aquisição e qualificação de fornecedoresJuciê Vasconcelos
 

Mais de Juciê Vasconcelos (16)

Pop operação do agitador magnético
Pop   operação do agitador magnéticoPop   operação do agitador magnético
Pop operação do agitador magnético
 
Pop manutenção e limpeza do deionizador
Pop   manutenção e limpeza do deionizadorPop   manutenção e limpeza do deionizador
Pop manutenção e limpeza do deionizador
 
Pop manipulação de pastas
Pop   manipulação de pastasPop   manipulação de pastas
Pop manipulação de pastas
 
Pop manipulação de horm, citostáticos e antib
Pop   manipulação de horm, citostáticos e antibPop   manipulação de horm, citostáticos e antib
Pop manipulação de horm, citostáticos e antib
 
Pop lavagem de vidrarias
Pop   lavagem de vidrariasPop   lavagem de vidrarias
Pop lavagem de vidrarias
 
Pop interpretação do conteúdo de certificados de análises
Pop   interpretação do conteúdo de certificados de análisesPop   interpretação do conteúdo de certificados de análises
Pop interpretação do conteúdo de certificados de análises
 
Pop gerenciamento de resíduos de serviços de saúde
Pop   gerenciamento de resíduos de serviços de saúdePop   gerenciamento de resíduos de serviços de saúde
Pop gerenciamento de resíduos de serviços de saúde
 
Pop determinação do p h
Pop   determinação do p hPop   determinação do p h
Pop determinação do p h
 
Pop determinação do peso médio em cápsulas duras
Pop   determinação do peso médio em cápsulas durasPop   determinação do peso médio em cápsulas duras
Pop determinação do peso médio em cápsulas duras
 
Pop determinação da densidade em líquidos
Pop   determinação da densidade em líquidosPop   determinação da densidade em líquidos
Pop determinação da densidade em líquidos
 
Pop atendimento de reclamação de cliente
Pop   atendimento de reclamação de clientePop   atendimento de reclamação de cliente
Pop atendimento de reclamação de cliente
 
Pop aquisição e qualificação de fornecedores
Pop   aquisição e qualificação de fornecedoresPop   aquisição e qualificação de fornecedores
Pop aquisição e qualificação de fornecedores
 
Pop alcoometria
Pop   alcoometriaPop   alcoometria
Pop alcoometria
 
Pop
PopPop
Pop
 
Apostila legislacao ebserh
Apostila legislacao ebserhApostila legislacao ebserh
Apostila legislacao ebserh
 
Apostila saude publica
Apostila saude publicaApostila saude publica
Apostila saude publica
 

Pop manipulação de xaropes

  • 1. 68*(67­2352(',0(1723$5$0$1,38/$d­2'E XAROPES 1. Status de Revis‹o Elaborado por: Aprovado por: 1žUHYis‹o: Data: ___/____/______ 2. Objetivo Definir o procedimento para a manipula•‹o de xaropes. 3. Defini•›es : · Xarope: prepara•‹o aquosa de uso oral, caracterizada pelo sabor doce e consist•ncia viscosa. Trata-se de forma farmac•utica preparada ˆ base de a•œcar e ‡gua, onde o a•œcar est‡ pr—ximo ˆ satura•‹o, formando uma solu•‹o hipert™nica. 4. Procedimento 4.1. Informa•›es prŽvias 4.1.1. Na manipula•‹o de xaropes e outras prepara•›es l’quidas viscosas Ž recomend‡vel preparar um excedente de 5% para compensar eventuais perdas decorrentes do processo de manipula•‹o. 4.1.2. Em fun•‹o de cada formula•‹o, outros componentes podem ser adicionados na formula•‹o dos xaropes, como: flavorizantes, corretivos do sabor ou mesmo a sacarose pode ser substitu’da por outro ve’culo edulcorante (ex. sorbitol 70%). 4.2. Formula•‹o padr‹o do Xarope simples (1 Litro) Sacarose (a•œcar refinado).......... 850g Conservante .....................q.s. ÈJXDGHVWLODGDq.s.p.................... 1000mL Procedimento de preparo do xarope simples: 4.2.1.Pesar precisamente os ingredientes s—lidos, sem no entanto mistur‡-los. 4.2.2.Solubilizar o conservante na ‡gua destilada aquecida. 4.2.3.Misturar os demais componentes e aquecer atŽ a dissolu•‹o (n‹o levantar fervura), completando para o volume final com ‡gua destilada. 4.3. Aditiva•‹o de ingredientes ativos em xaropes 4.3.1. Incorporar o(s) ingrediente(s) ativo(s), diluindo-o(s) previamente em solvente adequado compat’vel (ex. quantidade m’nima suficiente de ‡gua destilada, ‡lcool ou outro co-solvente compat’vel) ou diretamente no pr—prio xarope simples. Se o ativo n‹o for facilmente solœvel, ser‡ recomend‡vel levig‡-lo antes com agente levigante apropriado (ex. propilenoglicol, glicerina) como forma de favorecer sua dissolu•‹o ou dispers‹o. 4.3.2. Adicionar aos poucos o xarope simples ao passo anterior, atŽ obter um volume pr—ximo ao final. Agitar com o aux’lio do bast‹o de vidro ou agitador magnŽtico. 4.3.3. Se desej‡vel, adicionar o agente flavorizante. Misturar. P‡gina 1 de 2
  • 2. 68*(67­2352(',0(1723$5$0$1,38/$d­2'E XAROPES 4.3.4. Medir o pH, se necess‡rio ajustar para um valor na faixa compat’vel com a maior estabilidade do(s) ingrediente(s) ativo(s). 4.3.5. Se necess‡rio, filtrar em gaze. 4.3.6.Envasar e rotular. 4.4. Aditiva•‹o de tinturas e extratos fluidos em xarope 4.4.1.Medir o volume requisitado da tintura ou do extrato fluido e verter para um c‡lice graduado. 4.4.2. Adicionar o xarope aos poucos atŽ ajustar o volume final. Misturar. 4.4.3. Envasar e rotular. 4.5. Embalagem 4.5.1. Acondicionar o xarope em embalagem adequada e compat’vel com os ingredientes da formula•‹o. De modo geral, o xarope, envasar em frasco de vidro ‰mbar ou PET. 4.5.2. Dispensar a prepara•‹o com medidor adequado para a administra•‹o do volume prescrito no receitu‡rio. 5. Registros da Qualidade N/R 6. Hist—rico de Revis›es 7. Refer•ncias · AGEMED (Ag•ncia Espa–ola de Medicamentos y Productos Sanitarios). Procedimiento de Operaciones FarmacŽuticas ± Elaboraci—n de jarabes. · 863 3KDUPDFLVWV¶ 3KDUPDFRSHLD st Ed. Rockville: The United Pharmacopeial Convention, Inc., 2005. · Ferreira, A. O. Guia Pr‡tico da)DUPiFLD0DJLVWUDO(G-XL]GH)RUDHGLWDGRSHORDXWRU 2002. 8. Anexos N/R P‡gina 2 de 2