O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
 
 
 
Nasceu no meu jardim um pé de mato
que dá flor amarela.
Toda manhã vou lá pra escutar a zoeira
da insetaria na festa.
Tem zoado de todo jeito: tem do grosso,   do fino, de aprendiz e de mestre.
É pata, é asa, é boca, é bico,
é grão de poeira e pólen na fogueira do sol.
Parece que a arvorinha conversa.
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Anímico (Um poema de Adélia Prado)

1.527 visualizações

Publicada em

Tentativa (frustrada?) de ilustrar "Anímico", poema de Adélica Prado, com música de Villa-Lobos ("Bachiana" 5, adágio).

  • Bonjour cher ami, je suis heureux de vous annoncer que votre diaporama est également référencé sur mon blog Corner Hardy (http://hardys-corner.blogspot.com/) Bon week-end. Bernard
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Hello, Your slideshow is also referenced on the BLOG(in more of group ) of 'Sound and Music'
    http://sound-and-music.blogspot.com/2010/05/animico-um-poema-de-adelia-prado.html
    Thank you for your visit . Warm greetings from France. Have a wonderful day ! Bernard
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Muito lindo poema ... Se eu pudesse melhor compreender a língua,..I would have enjoyed this lovely presentation more. Muito bom trabalho. Belas fotos
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Juão,
    Hablás de un intento frustrado de ilustrar este poema.
    No creo que sea fácil. No creo en esto de las correspondencias.
    A veces intentamos traducir y dicen por ahí que traducir es traicionar.
    Es cuestión de expresar lo que sentimos.

    ¿Sabés que también en mi último trabajo puse de música el aria de la Bachiana 5 de Villa-Lobos? Recomiendo allí escuchar la versión -que seguro conocés- de Bidú Sayão. Es increíblemente bella.
    Un abrazo,
    Silvia
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

Anímico (Um poema de Adélia Prado)

  1. 4. Nasceu no meu jardim um pé de mato
  2. 5. que dá flor amarela.
  3. 6. Toda manhã vou lá pra escutar a zoeira
  4. 7. da insetaria na festa.
  5. 8. Tem zoado de todo jeito: tem do grosso, do fino, de aprendiz e de mestre.
  6. 9. É pata, é asa, é boca, é bico,
  7. 10. é grão de poeira e pólen na fogueira do sol.
  8. 11. Parece que a arvorinha conversa.

×