SlideShare uma empresa Scribd logo
Dos Atos Processuais 
São aqueles que têm por efeito, a constituição, a conservação, o desenvolvimento, a 
modificação ou a cessação da relação jurídica processual. O processo é um conjunto de atos, 
tendentes à prestação jurisdicional, atos estes manifestados pelos sujeitos do processo, nas 
figuras de autor, réu e juiz. 
Forma dos Atos Processuais 
É o conjunto de solenidades que devem ser observadas para que o ato jurídico seja 
plenamente eficaz. Os atos quanto à forma são: 
solenes: previsão de forma para a sua validade; 
não solenes: forma livre. 
Os atos processuais não são solenes, somente quando a lei assim exigir, prescrevendo forma 
para sua validade, como por exemplo, a forma escrita e em tempo expressamente previsto na 
lei. 
Princípios dos Atos Processuais 
1) Princípio da Legalidade das formas: os atos processuais, cuja lei estabelece forma, devem 
ser realizados pela forma prescrita na lei, sob pena de nulidade. Artigo 154 e 243 do CPC. 
Forma dos atos no CPC: artigos 169, parágrafo único; artigo 170 e 171. 
2) Princípio da instrumentalidade da forma: a forma do ato não é um fim para a sua validade, 
mas sim um meio para atingir a sua finalidade. Tanto é que o artigo 154, reputa válido o ato 
realizado de outro modo, desde que preencha a finalidade essencial (artigo 244 do CPC). 
Exemplo: artigo 214, que trata da citação. 
3) Princípio da Documentação: os atos processuais, de ordinário, possuem forma escrita, já 
existindo a documentação; se o ato puder ser praticado de forma oral, a redução a termo, ou 
seja, a documentação por escrito também será necessária. Exemplo: depoimento das 
testemunhas. 
4) Princípio da Publicidade: os atos processuais devem ser públicos, ou seja, devem 
desenvolver-se publicamente, na presença de quem quiser assistir a eles, salvo quando 
versarem sobre a intimidade das pessoas, ou o interesse social exigir privacidade (artigo 5,LX
da CF; artigo 93,IX da CF). O artigo 155, na segunda parte, trata dos atos em segredo de 
justiça. 
5) Princípio do uso do vernáculo: só pode ser praticado ou juntado documentos redigidos em 
língua nacional, sendo permitida a juntada de documentos em língua estrangeira quando 
acompanhado da respectiva tradução, firmada por tradutor juramentado (artigos 156 e 157, do 
CPC). 
Classificação dos Atos Processuais 
a) Quanto ao seu objeto 
1) Atos de iniciativa: são aqueles que destinam a instaurar a relação jurídica processual. 
Exemplo: petição inicial; 
2) Atos de desenvolvimento: são aqueles que movimentam o processo, compreendendo os 
atos de instrução e os de ordenação. Exemplo: citação, provas etc; 
3) Atos de conclusão: atos decisórios do juiz ou dispositivos das partes. Exemplo: sentença, 
transação, renúncia etc; 
b) Quanto aos sujeitos (classificação do CPC) 
1) Atos das Partes 
Atos das Partes: são aqueles praticados pelo autor e réu, terceiros intervenientes e ainda pelo 
Ministério Público. 
Classificação 
1) Postulatórios ou de Obtenção: são aqueles pelos quais as partes postulam pronunciamento 
do juiz, seja quanto ao processo, seja quanto ao mérito. Exemplo: petição inicial, citação do 
réu, respostas do réu etc; 
2) Dispositivos: consistem em declarações de vontade destinadas a dispor da tutela 
jurisdicional, dando-lhe existência ou modificando-lhe as condições. Artigo 158 do CPC. 
Podem ser:
b) Concordantes ou de desistência: quando há manifestação de vontade de uma parte e a outra 
parte adere, mesmo que por omissão. Exemplo: desistência da ação pelo autor, depois da 
citação do réu (artigo 267, inciso 4); 
c) Contratuais ou de transação: são declarações bilaterais de vontade. Exemplo: transação. 
3) Atos instrutórios ou de prova: são aqueles que se destinam a convencer o juiz da verdade 
dos fatos alegados pelas partes. Exemplo provas. 
4) Atos reais ou de afirmação: são aqueles que se manifestam através de coisas e não por 
palavras. Exemplo: apresentação de documentos, preparo de um recurso etc. 
Eficácia do ato das partes 
Artigo 158: independem de homologação judicial 
Petições e autos suplementares 
Autos: são o conjunto de atos e termos do processo. Originais: constituem os atos e termos 
originais que compõe o processo. Exemplo: Petição inicial. 
art. 160 - recibos dos documentos apresentados; 
art. 162 do CPC; 
art. 267 - extinção do processo sem resolução de mérito; 
art. 269 - resolução de mérito (não provocando a extinção, que somente ocorre com a 
satisfação do crédito, em razão da fase de cumprimento da sentença no próprio processo); 
art. 463 do CPC - redação alterada suprimindo a expressão “cumpre e acaba o ofício 
jurisdicional”; 
Não leva ao encerramento do feito, embora possua cunho decisório (questão processual 
incidente. Exemplo: provas, tempestividade da defesa etc). 
c) Despachos ordinatórios ou de mero expediente. Artigo 162, parágrafo 3º, do CPC: visam 
dar movimentação ao processo. Exemplo: abrir vistas de um documento juntado a partes; 
designar audiência de instrução; mandar intimar perito e assistente técnico; citação etc. 
Prática de ofício dos atos ordinatórios (parágrafo 4º)
d) Acórdão – artigo 163 do CPC 
Decisão proferida por Tribunal. 
Forma dos Atos do Juiz 
Artigo 164 - assinatura; 
Artigo 165 - sentenças e acórdãos - artigo 458 do CPC - decisões interlocutórias - 
fundamentação. 
Despachos ordinatórios não reclamam fundamentação. 
Atos dos Auxiliares da Justiça 
Atos de movimentação ou de comunicação: são os que visam ao andamento do processo, 
como termos de abertura de vistas para as partes, termo de conclusão, termo de remessa dos 
autos à instância superior, intimação e citação etc; 
Atos de documentação: são aqueles que por meio dos quais o escrivão atesta a realização de 
atos das partes, do juiz, ou de seus auxiliares. Exemplo: certidão de intimação das partes; 
certidão de publicação etc. 
Atos de execução: atos realizados em cumprimento dos mandados judiciais, fora dos 
cartórios. Exemplo: penhora e prisão. 
Autuação - 1° ato de movimentação do processo 
Artigos 166 e 167 
Termos Processuais
É a documentação escrita e autêntica dos atos processuais, feita por serventuários da Justiça 
no exercício de suas atribuições. Termo é a documentação de um ato. 
Classificação dos Termos 
a) Prejudiciais: são aqueles que documentam atos consistentes em modificação do direito das 
Partes: Exemplo: Transação, artigo 448; 
b) Termos de andamento: visam a registrar a documentação dos atos; 
c) Termo de autuação: certifica que foi apresentada a petição inicial e os documentos que a 
acompanham. Artigo 166; 
d) Termo de juntada: documenta o ingresso de uma petição nos autos. Artigo 168 do CPC; 
e) Termo de conclusão: documenta que o processo será encaminhado ao juiz; 
f) Termo de vistas: documenta que abriu vistas as partes; 
g) Termo de intimação: documenta que intimou as partes; 
h) Termo de recebimento: atesta que os autos voltaram a cartório. 
Ato Processual no Tempo e no Espaço 
Artigo 172 - dias úteis; 
Artigo 173 - prática de atos somente em dias úteis ou seja, que não ocorra em dias feriados; 
Artigo 175 - feriados - definição. 
Exceções 
#1 - artigo 172 - conclusão dos atos; 
#2 - citação e penhora - artigo 5,XI da CF; 
#3 - protocolo - funcionamento.
Artigo 175 - férias e feriados: os atos não produzem efeito, salvo: 
Artigo 173, I e II - prática de atos, mas o processo está suspenso; 
Artigo 174 - casos de não suspensão do processo; 
Artigo 176 - Lugar - exceção: deferência (artigo 411), interesse da Justiça (artigo 440), 
obstáculo arguido pelo interessado e acolhido pelo juiz (artigo 336, parágrafo único). 
Prazos 
É o espaço de tempo em que o ato processual da parte pode ser validamente praticado, 
delimitado por dois termos: um termo inicial (dies a quo) e um termo final (dies ad quem). 
Artigo 177 - lei fixará o prazo; na falta, o juiz determinará. 
Classificação dos prazos 
a) Legais: são os prazos fixados em lei. Exemplo: artigo 297 e 508; 
b) Judiciais: são os prazos que fixam a critério do juiz. Exemplo: artigo 182; 
c) Convencionais: prazo estabelecido pela convenção das partes. Exemplo: artigo 181. 
a) Comum: prazo estabelecido para ambas as partes para a prática de determinado ato; 
b) Particulares: prazo destinado à pratica de ato à uma das partes. Exemplo: prazo para a 
contestação; 
c) Próprios: são aqueles fixados pelas partes, sujeitando-se a preclusão; 
d) Impróprios: prazo fixado ao juiz e seus auxiliares, não havendo preclusão. 
Natureza dos prazos 
Os prazos, em regra, são inalteráveis, ou seja, não pode ser prorrogado ou reduzido. Quanto à 
natureza dos prazos, podemos classificar em:
a) Dilatórios: são aqueles que, embora fixados na lei, admitem ampliação ou redução pelo 
juiz. Artigo 181 CPC. Requisitos: 
1 - Deve ser requerido antes do vencimento do prazo; 
2 - Fundado em motivo legítimo 
3 - O juiz deve autorizar a alteração, fixando novo dia de vencimento (#1 e 2). 
Cursos dos prazos 
Todo prazo em regra, é contínuo, ou seja, uma vez iniciado não sofre interrupção - artigo 178. 
Férias forenses: suspensão do curso dos prazos, sendo que o restante, voltará a correr quando 
cessada as férias. Artigo 179. 
Outros casos de suspensão do curso do prazo 
Artigo 180 - obstáculo criado pela partes. Artigo 265, I à III. 
Contagem dos prazos 
Artigo 184: dies a quo, ou dia do começo: exclusão do dia do começo e inclusão do dia do 
vencimento (início do prazo e início da contagem do prazo). 
A contagem do prazo em horas geralmente não se aplica. Exemplo: artigo 652 do CPC. 
O dia do início deve ser dia útil. 
Diferenciação entre citação e intimação: data da juntada do mandado ou do AR - artigo 24, I à 
III. 
Intimações feitas no D.O - artigos 236 e 237. 
Intimação feita na sexta-feira - Súmula 310 do STF - segunda feira. 
Intimação feita no sábado - início da contagem - terça-feira.
Artigo 184, termo final - prorrogação 
Dia feriado; 
Fechamento do fórum; 
Expediente encerrado antes do horário normal. 
Preclusão - artigo 183 do CPC 
É a perda de uma faculdade processual, em decorrência do não exercício em tempo útil 
(Temporal); 
Lógica: em decorrência da incompatibilidade entre o ato praticado e outro ato que se queira 
praticar; 
Consumativa: em decorrência de já ter sido realizado um ato, não sendo possível tornar a 
realizá-lo. Exceção: incisos 1 e 2 do artigo 183: justa causa. Exemplo: morte da parte ou do 
advogado etc. 
Prazo para as partes 
Artigo 185 - quando a lei é omissa e nem o juiz fixa o prazo: 5 dias; 
Artigo 186 - renúncia do prazo: oposição de contestação antes de 15 dias - renúncia ao 
restante do prazo, desde que seja comum; 
Artigo 191 - litisconsórcio - prazo em dobro; 
Artigo 192 - regra limitativa - nulidade. 
Prazo para o juiz 
Artigo 189, I - despachos de mero expediente - 2 dias; 
Artigo 189, II - decisões interlocutórias e sentença - 10 dias; 
Artigo 187 - motivo justificado - exceder prazo.
Prazo para os auxiliares da justiça 
Artigo 190 - conclusão dos autos - 24 horas; 
Execução dos atos - 48 horas. 
Prazos para o Ministério Público e Fazenda Pública 
Artigo 188 - quádruplo para contestar e em dobro para recorrer. 
Inobservância dos Prazos 
Pelos serventuários - artigo 193 - fiscalização pelo juiz; 
Artigo 194 - instauração de procedimento administrativo. 
Pelas partes: preclusão - sanção processual (determina a devolução da petição ou manda riscar 
o que houver sido escrito; perda do direito de vistas dos autos fora de cartório e multa) - artigo 
195 e 196 do CPC. 
Sanção penal: pela não devolução dos autos - artigo 356 do CP - Sonegação de Papel ou 
Objeto de valor probatório - detenção de 3 meses a 6 anos e multa. 
Sanção disciplinar: comunicação à OAB e pagamento de multa. 
Pelo juiz - artigo 198 - representação. 
Decisão interlocutória – artigo 162 do CPC, parágrafo 2º 
Sentença - artigo 162 do CPC, parágrafo 1º: 
Atos do Juiz
Artigo 161 - proibição de cotas marginais ou lineares. 
Suplementares - artigo 159 do CPC: têm duas finalidades: restauração dos autos originais - 
artigo 1063 do CPC; execução provisória (artigo 589 do CPC). 
Exceção - artigo 158, parágrafo único - desistência da ação depois da citação do réu, 
transação. 
a) Unilateral ou de submissão: quando a manifestação de vontade é de uma das partes. 
Exemplo: desistência da ação antes da citação do réu; reconhecimento da procedência do 
pedido. 
Atos do órgão jurisdicional, compreendendo os atos do juiz e dos auxiliares. 
No CPC - artigo 155, que trata do princípio da publicidade. 
Fonte: online.unip.br (acesso exclusivo aos alunos)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Direito penal i lei penal do tempo
Direito penal i   lei penal do tempoDireito penal i   lei penal do tempo
Direito penal i lei penal do tempo
Urbano Felix Pugliese
 
Civil - Aulas contratos
Civil - Aulas contratosCivil - Aulas contratos
Civil - Aulas contratos
direitoturmamanha
 
DIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICAS
DIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICASDIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICAS
DIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICAS
Pedagogo Santos
 
Slides das Aulas de Teoria e Prática da Argumentação Jurídica (2012)
Slides das Aulas de Teoria e Prática da Argumentação Jurídica (2012)Slides das Aulas de Teoria e Prática da Argumentação Jurídica (2012)
Slides das Aulas de Teoria e Prática da Argumentação Jurídica (2012)
Luís Rodolfo A. de Souza Dantas
 
Direito Civil
Direito CivilDireito Civil
Direito Civil
Adeildo Caboclo
 
Crimes.contra.a.vida
Crimes.contra.a.vidaCrimes.contra.a.vida
Crimes.contra.a.vida
Igor Porto
 
2012.1 semana 4 direitos da personalidade
2012.1 semana 4   direitos da personalidade2012.1 semana 4   direitos da personalidade
2012.1 semana 4 direitos da personalidade
Nilo Tavares
 
Aula 01 - Direito Constitucional e Constituição
Aula 01 - Direito Constitucional e ConstituiçãoAula 01 - Direito Constitucional e Constituição
Aula 01 - Direito Constitucional e Constituição
Tércio De Santana
 
Direito penal iii periclitação da vida e da saúde
Direito penal iii   periclitação da vida e da saúdeDireito penal iii   periclitação da vida e da saúde
Direito penal iii periclitação da vida e da saúde
Urbano Felix Pugliese
 
Aula 16
Aula 16Aula 16
Direito Civil IV - Aula 3 posse (cont.), propriedade
Direito Civil IV - Aula 3   posse (cont.), propriedadeDireito Civil IV - Aula 3   posse (cont.), propriedade
Direito Civil IV - Aula 3 posse (cont.), propriedade
Jordano Santos Cerqueira
 
fontes+do+direito
 fontes+do+direito fontes+do+direito
fontes+do+direito
Netosaimon Silva
 
DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA - ASPECTOS GERAIS
DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA - ASPECTOS GERAISDESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA - ASPECTOS GERAIS
DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA - ASPECTOS GERAIS
Giuliano Fabricio Miotto
 
Faceli - Direito - 2° Período - Teoria Geral do Processo - Unidade II - Juris...
Faceli - Direito - 2° Período - Teoria Geral do Processo - Unidade II - Juris...Faceli - Direito - 2° Período - Teoria Geral do Processo - Unidade II - Juris...
Faceli - Direito - 2° Período - Teoria Geral do Processo - Unidade II - Juris...
Jordano Santos Cerqueira
 
Aula 03 direito penal i - fontes do direito penal
Aula 03   direito penal i - fontes do direito penalAula 03   direito penal i - fontes do direito penal
Aula 03 direito penal i - fontes do direito penal
Urbano Felix Pugliese
 
Direito Constitucional II - Aula 02 - Teoria geral dos direitos fundamentais
Direito Constitucional II - Aula 02 - Teoria geral dos direitos fundamentaisDireito Constitucional II - Aula 02 - Teoria geral dos direitos fundamentais
Direito Constitucional II - Aula 02 - Teoria geral dos direitos fundamentais
Carlos José Teixeira Toledo
 
Direito penal i teoria geral do delito
Direito penal i   teoria geral do delitoDireito penal i   teoria geral do delito
Direito penal i teoria geral do delito
Urbano Felix Pugliese
 
Civil IV - direitos reais
Civil IV - direitos reaisCivil IV - direitos reais
Civil IV - direitos reais
direitoturmamanha
 
Habeas data constitucional iii
Habeas data constitucional iiiHabeas data constitucional iii
Habeas data constitucional iii
Evani Vieira Carneiro
 
Comunicação dos atos processuais
Comunicação dos atos processuaisComunicação dos atos processuais
Comunicação dos atos processuais
thiago sturmer
 

Mais procurados (20)

Direito penal i lei penal do tempo
Direito penal i   lei penal do tempoDireito penal i   lei penal do tempo
Direito penal i lei penal do tempo
 
Civil - Aulas contratos
Civil - Aulas contratosCivil - Aulas contratos
Civil - Aulas contratos
 
DIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICAS
DIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICASDIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICAS
DIREITO E INTERPRETAÇÃO: O SENTIDO DAS NORMAS JURÍDICAS
 
Slides das Aulas de Teoria e Prática da Argumentação Jurídica (2012)
Slides das Aulas de Teoria e Prática da Argumentação Jurídica (2012)Slides das Aulas de Teoria e Prática da Argumentação Jurídica (2012)
Slides das Aulas de Teoria e Prática da Argumentação Jurídica (2012)
 
Direito Civil
Direito CivilDireito Civil
Direito Civil
 
Crimes.contra.a.vida
Crimes.contra.a.vidaCrimes.contra.a.vida
Crimes.contra.a.vida
 
2012.1 semana 4 direitos da personalidade
2012.1 semana 4   direitos da personalidade2012.1 semana 4   direitos da personalidade
2012.1 semana 4 direitos da personalidade
 
Aula 01 - Direito Constitucional e Constituição
Aula 01 - Direito Constitucional e ConstituiçãoAula 01 - Direito Constitucional e Constituição
Aula 01 - Direito Constitucional e Constituição
 
Direito penal iii periclitação da vida e da saúde
Direito penal iii   periclitação da vida e da saúdeDireito penal iii   periclitação da vida e da saúde
Direito penal iii periclitação da vida e da saúde
 
Aula 16
Aula 16Aula 16
Aula 16
 
Direito Civil IV - Aula 3 posse (cont.), propriedade
Direito Civil IV - Aula 3   posse (cont.), propriedadeDireito Civil IV - Aula 3   posse (cont.), propriedade
Direito Civil IV - Aula 3 posse (cont.), propriedade
 
fontes+do+direito
 fontes+do+direito fontes+do+direito
fontes+do+direito
 
DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA - ASPECTOS GERAIS
DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA - ASPECTOS GERAISDESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA - ASPECTOS GERAIS
DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA - ASPECTOS GERAIS
 
Faceli - Direito - 2° Período - Teoria Geral do Processo - Unidade II - Juris...
Faceli - Direito - 2° Período - Teoria Geral do Processo - Unidade II - Juris...Faceli - Direito - 2° Período - Teoria Geral do Processo - Unidade II - Juris...
Faceli - Direito - 2° Período - Teoria Geral do Processo - Unidade II - Juris...
 
Aula 03 direito penal i - fontes do direito penal
Aula 03   direito penal i - fontes do direito penalAula 03   direito penal i - fontes do direito penal
Aula 03 direito penal i - fontes do direito penal
 
Direito Constitucional II - Aula 02 - Teoria geral dos direitos fundamentais
Direito Constitucional II - Aula 02 - Teoria geral dos direitos fundamentaisDireito Constitucional II - Aula 02 - Teoria geral dos direitos fundamentais
Direito Constitucional II - Aula 02 - Teoria geral dos direitos fundamentais
 
Direito penal i teoria geral do delito
Direito penal i   teoria geral do delitoDireito penal i   teoria geral do delito
Direito penal i teoria geral do delito
 
Civil IV - direitos reais
Civil IV - direitos reaisCivil IV - direitos reais
Civil IV - direitos reais
 
Habeas data constitucional iii
Habeas data constitucional iiiHabeas data constitucional iii
Habeas data constitucional iii
 
Comunicação dos atos processuais
Comunicação dos atos processuaisComunicação dos atos processuais
Comunicação dos atos processuais
 

Destaque

Os atos processuais
Os atos processuaisOs atos processuais
Os atos processuais
Cesar Machado
 
Atps Processual etapa 1
Atps Processual etapa 1Atps Processual etapa 1
Atps Processual etapa 1
Kathrine Brandão
 
Aula 4 Processo E Direito Processua (Parte 2)
Aula 4   Processo E Direito Processua (Parte 2)Aula 4   Processo E Direito Processua (Parte 2)
Aula 4 Processo E Direito Processua (Parte 2)
FA7
 
Teoria geral e princípios processuais corr.
Teoria geral e princípios processuais corr.Teoria geral e princípios processuais corr.
Teoria geral e princípios processuais corr.
Amanda Melo
 
Direito processual civil aula 6
Direito processual civil   aula 6Direito processual civil   aula 6
Direito processual civil aula 6
Fabiano Manquevich
 
Atos de Ofícios - Dos atos processuais
Atos de Ofícios - Dos atos processuaisAtos de Ofícios - Dos atos processuais
Atos de Ofícios - Dos atos processuais
PreOnline
 

Destaque (6)

Os atos processuais
Os atos processuaisOs atos processuais
Os atos processuais
 
Atps Processual etapa 1
Atps Processual etapa 1Atps Processual etapa 1
Atps Processual etapa 1
 
Aula 4 Processo E Direito Processua (Parte 2)
Aula 4   Processo E Direito Processua (Parte 2)Aula 4   Processo E Direito Processua (Parte 2)
Aula 4 Processo E Direito Processua (Parte 2)
 
Teoria geral e princípios processuais corr.
Teoria geral e princípios processuais corr.Teoria geral e princípios processuais corr.
Teoria geral e princípios processuais corr.
 
Direito processual civil aula 6
Direito processual civil   aula 6Direito processual civil   aula 6
Direito processual civil aula 6
 
Atos de Ofícios - Dos atos processuais
Atos de Ofícios - Dos atos processuaisAtos de Ofícios - Dos atos processuais
Atos de Ofícios - Dos atos processuais
 

Semelhante a Dos Atos Processuais

Aula 01. proc. civil v 2013.1
Aula 01. proc. civil v   2013.1Aula 01. proc. civil v   2013.1
Aula 01. proc. civil v 2013.1
Ítalo Melo de Farias
 
Atos processuais 2
Atos processuais 2Atos processuais 2
Atos processuais 2
Ana Carolina Riodades
 
Pt dir processual-trabalho_analista
Pt dir processual-trabalho_analistaPt dir processual-trabalho_analista
Pt dir processual-trabalho_analista
Alzira Dias
 
Curso intensivo de processo civil - Aula 02
Curso intensivo de processo civil - Aula 02Curso intensivo de processo civil - Aula 02
Curso intensivo de processo civil - Aula 02
topreparatorio
 
AULA 08 OAB XX PRODESSO CIVIL ESTRATÉGIA
AULA 08 OAB XX PRODESSO CIVIL ESTRATÉGIAAULA 08 OAB XX PRODESSO CIVIL ESTRATÉGIA
AULA 08 OAB XX PRODESSO CIVIL ESTRATÉGIA
Esdras Arthur Lopes Pessoa
 
Apostilarecursoseexecucaopenal 2013-2-130912212916-phpapp02
Apostilarecursoseexecucaopenal 2013-2-130912212916-phpapp02Apostilarecursoseexecucaopenal 2013-2-130912212916-phpapp02
Apostilarecursoseexecucaopenal 2013-2-130912212916-phpapp02
habilidadejovem
 
Apostila Recursos e Execução Penal
Apostila Recursos e Execução Penal Apostila Recursos e Execução Penal
Apostila Recursos e Execução Penal
direito2015
 
Atos De Oficio - TJMG2012
Atos De Oficio - TJMG2012Atos De Oficio - TJMG2012
Atos De Oficio - TJMG2012
ArturAMF
 
ProcessocivilIIresumolivro.doc
ProcessocivilIIresumolivro.docProcessocivilIIresumolivro.doc
ProcessocivilIIresumolivro.doc
EduardoNeto70
 
Do Processo Civil
Do Processo CivilDo Processo Civil
Do Processo Civil
Junior Ozono
 
Exercício de recursos,embargo de declaração,coisa julgada,sentença e tutela a...
Exercício de recursos,embargo de declaração,coisa julgada,sentença e tutela a...Exercício de recursos,embargo de declaração,coisa julgada,sentença e tutela a...
Exercício de recursos,embargo de declaração,coisa julgada,sentença e tutela a...
Tércio De Santana
 
Oab2ªfase d penal_aula02_nestor_tavora_13082014_matmon
Oab2ªfase d penal_aula02_nestor_tavora_13082014_matmonOab2ªfase d penal_aula02_nestor_tavora_13082014_matmon
Oab2ªfase d penal_aula02_nestor_tavora_13082014_matmon
Willian Marques
 
Aula revisão Dto Trabalho
Aula revisão Dto TrabalhoAula revisão Dto Trabalho
Aula revisão Dto Trabalho
Mari Lopes
 
Direito sao bernardo curso de pos graduacao em processo civil - pressuposto...
Direito sao bernardo   curso de pos graduacao em processo civil - pressuposto...Direito sao bernardo   curso de pos graduacao em processo civil - pressuposto...
Direito sao bernardo curso de pos graduacao em processo civil - pressuposto...
Pedro Kurbhi
 
"Normas fundamentais do NCPC: Caminhando para um processo civil constitucional"
"Normas fundamentais do NCPC: Caminhando para um processo civil constitucional""Normas fundamentais do NCPC: Caminhando para um processo civil constitucional"
"Normas fundamentais do NCPC: Caminhando para um processo civil constitucional"
Prof. Rogerio Cunha
 
Impactos do novo código de processo civil nas ações de propriedade intelectual
Impactos do novo código de processo civil nas ações de propriedade intelectualImpactos do novo código de processo civil nas ações de propriedade intelectual
Impactos do novo código de processo civil nas ações de propriedade intelectual
Gusmão & Labrunie
 
Aula do dia 29 06-2013 - professor diego diniz
Aula do dia 29 06-2013 - professor diego dinizAula do dia 29 06-2013 - professor diego diniz
Aula do dia 29 06-2013 - professor diego diniz
Fernanda Moreira
 
2015 _apostila__segunda_parte_outubro_de_2015__final_novembro_de_2015_reparado
2015  _apostila__segunda_parte_outubro_de_2015__final_novembro_de_2015_reparado2015  _apostila__segunda_parte_outubro_de_2015__final_novembro_de_2015_reparado
2015 _apostila__segunda_parte_outubro_de_2015__final_novembro_de_2015_reparado
Kesiabertoli
 
Coisa Julgada na Legitimação Extraordinária e Ações Coletivas
Coisa Julgada na Legitimação Extraordinária e Ações ColetivasCoisa Julgada na Legitimação Extraordinária e Ações Coletivas
Coisa Julgada na Legitimação Extraordinária e Ações Coletivas
Teamajormar Bezerra de Almeida
 
Senttrabalho
SenttrabalhoSenttrabalho
Senttrabalho
Denise Araujo
 

Semelhante a Dos Atos Processuais (20)

Aula 01. proc. civil v 2013.1
Aula 01. proc. civil v   2013.1Aula 01. proc. civil v   2013.1
Aula 01. proc. civil v 2013.1
 
Atos processuais 2
Atos processuais 2Atos processuais 2
Atos processuais 2
 
Pt dir processual-trabalho_analista
Pt dir processual-trabalho_analistaPt dir processual-trabalho_analista
Pt dir processual-trabalho_analista
 
Curso intensivo de processo civil - Aula 02
Curso intensivo de processo civil - Aula 02Curso intensivo de processo civil - Aula 02
Curso intensivo de processo civil - Aula 02
 
AULA 08 OAB XX PRODESSO CIVIL ESTRATÉGIA
AULA 08 OAB XX PRODESSO CIVIL ESTRATÉGIAAULA 08 OAB XX PRODESSO CIVIL ESTRATÉGIA
AULA 08 OAB XX PRODESSO CIVIL ESTRATÉGIA
 
Apostilarecursoseexecucaopenal 2013-2-130912212916-phpapp02
Apostilarecursoseexecucaopenal 2013-2-130912212916-phpapp02Apostilarecursoseexecucaopenal 2013-2-130912212916-phpapp02
Apostilarecursoseexecucaopenal 2013-2-130912212916-phpapp02
 
Apostila Recursos e Execução Penal
Apostila Recursos e Execução Penal Apostila Recursos e Execução Penal
Apostila Recursos e Execução Penal
 
Atos De Oficio - TJMG2012
Atos De Oficio - TJMG2012Atos De Oficio - TJMG2012
Atos De Oficio - TJMG2012
 
ProcessocivilIIresumolivro.doc
ProcessocivilIIresumolivro.docProcessocivilIIresumolivro.doc
ProcessocivilIIresumolivro.doc
 
Do Processo Civil
Do Processo CivilDo Processo Civil
Do Processo Civil
 
Exercício de recursos,embargo de declaração,coisa julgada,sentença e tutela a...
Exercício de recursos,embargo de declaração,coisa julgada,sentença e tutela a...Exercício de recursos,embargo de declaração,coisa julgada,sentença e tutela a...
Exercício de recursos,embargo de declaração,coisa julgada,sentença e tutela a...
 
Oab2ªfase d penal_aula02_nestor_tavora_13082014_matmon
Oab2ªfase d penal_aula02_nestor_tavora_13082014_matmonOab2ªfase d penal_aula02_nestor_tavora_13082014_matmon
Oab2ªfase d penal_aula02_nestor_tavora_13082014_matmon
 
Aula revisão Dto Trabalho
Aula revisão Dto TrabalhoAula revisão Dto Trabalho
Aula revisão Dto Trabalho
 
Direito sao bernardo curso de pos graduacao em processo civil - pressuposto...
Direito sao bernardo   curso de pos graduacao em processo civil - pressuposto...Direito sao bernardo   curso de pos graduacao em processo civil - pressuposto...
Direito sao bernardo curso de pos graduacao em processo civil - pressuposto...
 
"Normas fundamentais do NCPC: Caminhando para um processo civil constitucional"
"Normas fundamentais do NCPC: Caminhando para um processo civil constitucional""Normas fundamentais do NCPC: Caminhando para um processo civil constitucional"
"Normas fundamentais do NCPC: Caminhando para um processo civil constitucional"
 
Impactos do novo código de processo civil nas ações de propriedade intelectual
Impactos do novo código de processo civil nas ações de propriedade intelectualImpactos do novo código de processo civil nas ações de propriedade intelectual
Impactos do novo código de processo civil nas ações de propriedade intelectual
 
Aula do dia 29 06-2013 - professor diego diniz
Aula do dia 29 06-2013 - professor diego dinizAula do dia 29 06-2013 - professor diego diniz
Aula do dia 29 06-2013 - professor diego diniz
 
2015 _apostila__segunda_parte_outubro_de_2015__final_novembro_de_2015_reparado
2015  _apostila__segunda_parte_outubro_de_2015__final_novembro_de_2015_reparado2015  _apostila__segunda_parte_outubro_de_2015__final_novembro_de_2015_reparado
2015 _apostila__segunda_parte_outubro_de_2015__final_novembro_de_2015_reparado
 
Coisa Julgada na Legitimação Extraordinária e Ações Coletivas
Coisa Julgada na Legitimação Extraordinária e Ações ColetivasCoisa Julgada na Legitimação Extraordinária e Ações Coletivas
Coisa Julgada na Legitimação Extraordinária e Ações Coletivas
 
Senttrabalho
SenttrabalhoSenttrabalho
Senttrabalho
 

Mais de Junior Ozono

A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA INTERNET: O EXERCÍCIO DESSE DIREITO FUNDAMENTAL F...
A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA INTERNET: O EXERCÍCIO DESSE DIREITO FUNDAMENTAL F...A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA INTERNET: O EXERCÍCIO DESSE DIREITO FUNDAMENTAL F...
A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA INTERNET: O EXERCÍCIO DESSE DIREITO FUNDAMENTAL F...
Junior Ozono
 
Intervenção de Terceiros e Assistência
Intervenção de Terceiros e AssistênciaIntervenção de Terceiros e Assistência
Intervenção de Terceiros e Assistência
Junior Ozono
 
Intervenção de Terceiros
Intervenção de TerceirosIntervenção de Terceiros
Intervenção de Terceiros
Junior Ozono
 
Responsabilidade Civil Extracontratual
Responsabilidade Civil ExtracontratualResponsabilidade Civil Extracontratual
Responsabilidade Civil Extracontratual
Junior Ozono
 
Litisconsórcio
LitisconsórcioLitisconsórcio
Litisconsórcio
Junior Ozono
 
Danos Ambientais e Nucleares, Danos aos Direitos Autorais, Responsabilidade C...
Danos Ambientais e Nucleares, Danos aos Direitos Autorais, Responsabilidade C...Danos Ambientais e Nucleares, Danos aos Direitos Autorais, Responsabilidade C...
Danos Ambientais e Nucleares, Danos aos Direitos Autorais, Responsabilidade C...
Junior Ozono
 
Das Nulidades Processuais
Das Nulidades ProcessuaisDas Nulidades Processuais
Das Nulidades Processuais
Junior Ozono
 
Elementares e Circunstâncias em Aplicação da Pena
Elementares e Circunstâncias em Aplicação da PenaElementares e Circunstâncias em Aplicação da Pena
Elementares e Circunstâncias em Aplicação da Pena
Junior Ozono
 
Responsabilidade Civil Extracontratual
Responsabilidade Civil ExtracontratualResponsabilidade Civil Extracontratual
Responsabilidade Civil Extracontratual
Junior Ozono
 
Eficácia das Normas Constitucionais
Eficácia das Normas ConstitucionaisEficácia das Normas Constitucionais
Eficácia das Normas Constitucionais
Junior Ozono
 
Contratos Administrativos
Contratos AdministrativosContratos Administrativos
Contratos Administrativos
Junior Ozono
 
Das Obrigações Divisíveis e Indivisíveis
Das Obrigações Divisíveis e IndivisíveisDas Obrigações Divisíveis e Indivisíveis
Das Obrigações Divisíveis e Indivisíveis
Junior Ozono
 
Noções Gerais de Direito Administrativo
Noções Gerais de Direito AdministrativoNoções Gerais de Direito Administrativo
Noções Gerais de Direito Administrativo
Junior Ozono
 
A introjeção do racismo e a não identidade étnica e racial do negro brasileiro
A introjeção do racismo e a não identidade étnica e racial do negro brasileiroA introjeção do racismo e a não identidade étnica e racial do negro brasileiro
A introjeção do racismo e a não identidade étnica e racial do negro brasileiro
Junior Ozono
 
Relações Étnico Raciais
Relações Étnico RaciaisRelações Étnico Raciais
Relações Étnico Raciais
Junior Ozono
 
A questão de Raça e Etnia
A questão de Raça e EtniaA questão de Raça e Etnia
A questão de Raça e Etnia
Junior Ozono
 
Nota Promissória
Nota PromissóriaNota Promissória
Nota Promissória
Junior Ozono
 
Abuso de Direito
Abuso de DireitoAbuso de Direito
Abuso de Direito
Junior Ozono
 
Hermenêutica Constitucional
Hermenêutica ConstitucionalHermenêutica Constitucional
Hermenêutica Constitucional
Junior Ozono
 
Da Obrigação de Não Fazer
Da Obrigação de Não FazerDa Obrigação de Não Fazer
Da Obrigação de Não Fazer
Junior Ozono
 

Mais de Junior Ozono (20)

A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA INTERNET: O EXERCÍCIO DESSE DIREITO FUNDAMENTAL F...
A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA INTERNET: O EXERCÍCIO DESSE DIREITO FUNDAMENTAL F...A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA INTERNET: O EXERCÍCIO DESSE DIREITO FUNDAMENTAL F...
A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA INTERNET: O EXERCÍCIO DESSE DIREITO FUNDAMENTAL F...
 
Intervenção de Terceiros e Assistência
Intervenção de Terceiros e AssistênciaIntervenção de Terceiros e Assistência
Intervenção de Terceiros e Assistência
 
Intervenção de Terceiros
Intervenção de TerceirosIntervenção de Terceiros
Intervenção de Terceiros
 
Responsabilidade Civil Extracontratual
Responsabilidade Civil ExtracontratualResponsabilidade Civil Extracontratual
Responsabilidade Civil Extracontratual
 
Litisconsórcio
LitisconsórcioLitisconsórcio
Litisconsórcio
 
Danos Ambientais e Nucleares, Danos aos Direitos Autorais, Responsabilidade C...
Danos Ambientais e Nucleares, Danos aos Direitos Autorais, Responsabilidade C...Danos Ambientais e Nucleares, Danos aos Direitos Autorais, Responsabilidade C...
Danos Ambientais e Nucleares, Danos aos Direitos Autorais, Responsabilidade C...
 
Das Nulidades Processuais
Das Nulidades ProcessuaisDas Nulidades Processuais
Das Nulidades Processuais
 
Elementares e Circunstâncias em Aplicação da Pena
Elementares e Circunstâncias em Aplicação da PenaElementares e Circunstâncias em Aplicação da Pena
Elementares e Circunstâncias em Aplicação da Pena
 
Responsabilidade Civil Extracontratual
Responsabilidade Civil ExtracontratualResponsabilidade Civil Extracontratual
Responsabilidade Civil Extracontratual
 
Eficácia das Normas Constitucionais
Eficácia das Normas ConstitucionaisEficácia das Normas Constitucionais
Eficácia das Normas Constitucionais
 
Contratos Administrativos
Contratos AdministrativosContratos Administrativos
Contratos Administrativos
 
Das Obrigações Divisíveis e Indivisíveis
Das Obrigações Divisíveis e IndivisíveisDas Obrigações Divisíveis e Indivisíveis
Das Obrigações Divisíveis e Indivisíveis
 
Noções Gerais de Direito Administrativo
Noções Gerais de Direito AdministrativoNoções Gerais de Direito Administrativo
Noções Gerais de Direito Administrativo
 
A introjeção do racismo e a não identidade étnica e racial do negro brasileiro
A introjeção do racismo e a não identidade étnica e racial do negro brasileiroA introjeção do racismo e a não identidade étnica e racial do negro brasileiro
A introjeção do racismo e a não identidade étnica e racial do negro brasileiro
 
Relações Étnico Raciais
Relações Étnico RaciaisRelações Étnico Raciais
Relações Étnico Raciais
 
A questão de Raça e Etnia
A questão de Raça e EtniaA questão de Raça e Etnia
A questão de Raça e Etnia
 
Nota Promissória
Nota PromissóriaNota Promissória
Nota Promissória
 
Abuso de Direito
Abuso de DireitoAbuso de Direito
Abuso de Direito
 
Hermenêutica Constitucional
Hermenêutica ConstitucionalHermenêutica Constitucional
Hermenêutica Constitucional
 
Da Obrigação de Não Fazer
Da Obrigação de Não FazerDa Obrigação de Não Fazer
Da Obrigação de Não Fazer
 

Dos Atos Processuais

  • 1. Dos Atos Processuais São aqueles que têm por efeito, a constituição, a conservação, o desenvolvimento, a modificação ou a cessação da relação jurídica processual. O processo é um conjunto de atos, tendentes à prestação jurisdicional, atos estes manifestados pelos sujeitos do processo, nas figuras de autor, réu e juiz. Forma dos Atos Processuais É o conjunto de solenidades que devem ser observadas para que o ato jurídico seja plenamente eficaz. Os atos quanto à forma são: solenes: previsão de forma para a sua validade; não solenes: forma livre. Os atos processuais não são solenes, somente quando a lei assim exigir, prescrevendo forma para sua validade, como por exemplo, a forma escrita e em tempo expressamente previsto na lei. Princípios dos Atos Processuais 1) Princípio da Legalidade das formas: os atos processuais, cuja lei estabelece forma, devem ser realizados pela forma prescrita na lei, sob pena de nulidade. Artigo 154 e 243 do CPC. Forma dos atos no CPC: artigos 169, parágrafo único; artigo 170 e 171. 2) Princípio da instrumentalidade da forma: a forma do ato não é um fim para a sua validade, mas sim um meio para atingir a sua finalidade. Tanto é que o artigo 154, reputa válido o ato realizado de outro modo, desde que preencha a finalidade essencial (artigo 244 do CPC). Exemplo: artigo 214, que trata da citação. 3) Princípio da Documentação: os atos processuais, de ordinário, possuem forma escrita, já existindo a documentação; se o ato puder ser praticado de forma oral, a redução a termo, ou seja, a documentação por escrito também será necessária. Exemplo: depoimento das testemunhas. 4) Princípio da Publicidade: os atos processuais devem ser públicos, ou seja, devem desenvolver-se publicamente, na presença de quem quiser assistir a eles, salvo quando versarem sobre a intimidade das pessoas, ou o interesse social exigir privacidade (artigo 5,LX
  • 2. da CF; artigo 93,IX da CF). O artigo 155, na segunda parte, trata dos atos em segredo de justiça. 5) Princípio do uso do vernáculo: só pode ser praticado ou juntado documentos redigidos em língua nacional, sendo permitida a juntada de documentos em língua estrangeira quando acompanhado da respectiva tradução, firmada por tradutor juramentado (artigos 156 e 157, do CPC). Classificação dos Atos Processuais a) Quanto ao seu objeto 1) Atos de iniciativa: são aqueles que destinam a instaurar a relação jurídica processual. Exemplo: petição inicial; 2) Atos de desenvolvimento: são aqueles que movimentam o processo, compreendendo os atos de instrução e os de ordenação. Exemplo: citação, provas etc; 3) Atos de conclusão: atos decisórios do juiz ou dispositivos das partes. Exemplo: sentença, transação, renúncia etc; b) Quanto aos sujeitos (classificação do CPC) 1) Atos das Partes Atos das Partes: são aqueles praticados pelo autor e réu, terceiros intervenientes e ainda pelo Ministério Público. Classificação 1) Postulatórios ou de Obtenção: são aqueles pelos quais as partes postulam pronunciamento do juiz, seja quanto ao processo, seja quanto ao mérito. Exemplo: petição inicial, citação do réu, respostas do réu etc; 2) Dispositivos: consistem em declarações de vontade destinadas a dispor da tutela jurisdicional, dando-lhe existência ou modificando-lhe as condições. Artigo 158 do CPC. Podem ser:
  • 3. b) Concordantes ou de desistência: quando há manifestação de vontade de uma parte e a outra parte adere, mesmo que por omissão. Exemplo: desistência da ação pelo autor, depois da citação do réu (artigo 267, inciso 4); c) Contratuais ou de transação: são declarações bilaterais de vontade. Exemplo: transação. 3) Atos instrutórios ou de prova: são aqueles que se destinam a convencer o juiz da verdade dos fatos alegados pelas partes. Exemplo provas. 4) Atos reais ou de afirmação: são aqueles que se manifestam através de coisas e não por palavras. Exemplo: apresentação de documentos, preparo de um recurso etc. Eficácia do ato das partes Artigo 158: independem de homologação judicial Petições e autos suplementares Autos: são o conjunto de atos e termos do processo. Originais: constituem os atos e termos originais que compõe o processo. Exemplo: Petição inicial. art. 160 - recibos dos documentos apresentados; art. 162 do CPC; art. 267 - extinção do processo sem resolução de mérito; art. 269 - resolução de mérito (não provocando a extinção, que somente ocorre com a satisfação do crédito, em razão da fase de cumprimento da sentença no próprio processo); art. 463 do CPC - redação alterada suprimindo a expressão “cumpre e acaba o ofício jurisdicional”; Não leva ao encerramento do feito, embora possua cunho decisório (questão processual incidente. Exemplo: provas, tempestividade da defesa etc). c) Despachos ordinatórios ou de mero expediente. Artigo 162, parágrafo 3º, do CPC: visam dar movimentação ao processo. Exemplo: abrir vistas de um documento juntado a partes; designar audiência de instrução; mandar intimar perito e assistente técnico; citação etc. Prática de ofício dos atos ordinatórios (parágrafo 4º)
  • 4. d) Acórdão – artigo 163 do CPC Decisão proferida por Tribunal. Forma dos Atos do Juiz Artigo 164 - assinatura; Artigo 165 - sentenças e acórdãos - artigo 458 do CPC - decisões interlocutórias - fundamentação. Despachos ordinatórios não reclamam fundamentação. Atos dos Auxiliares da Justiça Atos de movimentação ou de comunicação: são os que visam ao andamento do processo, como termos de abertura de vistas para as partes, termo de conclusão, termo de remessa dos autos à instância superior, intimação e citação etc; Atos de documentação: são aqueles que por meio dos quais o escrivão atesta a realização de atos das partes, do juiz, ou de seus auxiliares. Exemplo: certidão de intimação das partes; certidão de publicação etc. Atos de execução: atos realizados em cumprimento dos mandados judiciais, fora dos cartórios. Exemplo: penhora e prisão. Autuação - 1° ato de movimentação do processo Artigos 166 e 167 Termos Processuais
  • 5. É a documentação escrita e autêntica dos atos processuais, feita por serventuários da Justiça no exercício de suas atribuições. Termo é a documentação de um ato. Classificação dos Termos a) Prejudiciais: são aqueles que documentam atos consistentes em modificação do direito das Partes: Exemplo: Transação, artigo 448; b) Termos de andamento: visam a registrar a documentação dos atos; c) Termo de autuação: certifica que foi apresentada a petição inicial e os documentos que a acompanham. Artigo 166; d) Termo de juntada: documenta o ingresso de uma petição nos autos. Artigo 168 do CPC; e) Termo de conclusão: documenta que o processo será encaminhado ao juiz; f) Termo de vistas: documenta que abriu vistas as partes; g) Termo de intimação: documenta que intimou as partes; h) Termo de recebimento: atesta que os autos voltaram a cartório. Ato Processual no Tempo e no Espaço Artigo 172 - dias úteis; Artigo 173 - prática de atos somente em dias úteis ou seja, que não ocorra em dias feriados; Artigo 175 - feriados - definição. Exceções #1 - artigo 172 - conclusão dos atos; #2 - citação e penhora - artigo 5,XI da CF; #3 - protocolo - funcionamento.
  • 6. Artigo 175 - férias e feriados: os atos não produzem efeito, salvo: Artigo 173, I e II - prática de atos, mas o processo está suspenso; Artigo 174 - casos de não suspensão do processo; Artigo 176 - Lugar - exceção: deferência (artigo 411), interesse da Justiça (artigo 440), obstáculo arguido pelo interessado e acolhido pelo juiz (artigo 336, parágrafo único). Prazos É o espaço de tempo em que o ato processual da parte pode ser validamente praticado, delimitado por dois termos: um termo inicial (dies a quo) e um termo final (dies ad quem). Artigo 177 - lei fixará o prazo; na falta, o juiz determinará. Classificação dos prazos a) Legais: são os prazos fixados em lei. Exemplo: artigo 297 e 508; b) Judiciais: são os prazos que fixam a critério do juiz. Exemplo: artigo 182; c) Convencionais: prazo estabelecido pela convenção das partes. Exemplo: artigo 181. a) Comum: prazo estabelecido para ambas as partes para a prática de determinado ato; b) Particulares: prazo destinado à pratica de ato à uma das partes. Exemplo: prazo para a contestação; c) Próprios: são aqueles fixados pelas partes, sujeitando-se a preclusão; d) Impróprios: prazo fixado ao juiz e seus auxiliares, não havendo preclusão. Natureza dos prazos Os prazos, em regra, são inalteráveis, ou seja, não pode ser prorrogado ou reduzido. Quanto à natureza dos prazos, podemos classificar em:
  • 7. a) Dilatórios: são aqueles que, embora fixados na lei, admitem ampliação ou redução pelo juiz. Artigo 181 CPC. Requisitos: 1 - Deve ser requerido antes do vencimento do prazo; 2 - Fundado em motivo legítimo 3 - O juiz deve autorizar a alteração, fixando novo dia de vencimento (#1 e 2). Cursos dos prazos Todo prazo em regra, é contínuo, ou seja, uma vez iniciado não sofre interrupção - artigo 178. Férias forenses: suspensão do curso dos prazos, sendo que o restante, voltará a correr quando cessada as férias. Artigo 179. Outros casos de suspensão do curso do prazo Artigo 180 - obstáculo criado pela partes. Artigo 265, I à III. Contagem dos prazos Artigo 184: dies a quo, ou dia do começo: exclusão do dia do começo e inclusão do dia do vencimento (início do prazo e início da contagem do prazo). A contagem do prazo em horas geralmente não se aplica. Exemplo: artigo 652 do CPC. O dia do início deve ser dia útil. Diferenciação entre citação e intimação: data da juntada do mandado ou do AR - artigo 24, I à III. Intimações feitas no D.O - artigos 236 e 237. Intimação feita na sexta-feira - Súmula 310 do STF - segunda feira. Intimação feita no sábado - início da contagem - terça-feira.
  • 8. Artigo 184, termo final - prorrogação Dia feriado; Fechamento do fórum; Expediente encerrado antes do horário normal. Preclusão - artigo 183 do CPC É a perda de uma faculdade processual, em decorrência do não exercício em tempo útil (Temporal); Lógica: em decorrência da incompatibilidade entre o ato praticado e outro ato que se queira praticar; Consumativa: em decorrência de já ter sido realizado um ato, não sendo possível tornar a realizá-lo. Exceção: incisos 1 e 2 do artigo 183: justa causa. Exemplo: morte da parte ou do advogado etc. Prazo para as partes Artigo 185 - quando a lei é omissa e nem o juiz fixa o prazo: 5 dias; Artigo 186 - renúncia do prazo: oposição de contestação antes de 15 dias - renúncia ao restante do prazo, desde que seja comum; Artigo 191 - litisconsórcio - prazo em dobro; Artigo 192 - regra limitativa - nulidade. Prazo para o juiz Artigo 189, I - despachos de mero expediente - 2 dias; Artigo 189, II - decisões interlocutórias e sentença - 10 dias; Artigo 187 - motivo justificado - exceder prazo.
  • 9. Prazo para os auxiliares da justiça Artigo 190 - conclusão dos autos - 24 horas; Execução dos atos - 48 horas. Prazos para o Ministério Público e Fazenda Pública Artigo 188 - quádruplo para contestar e em dobro para recorrer. Inobservância dos Prazos Pelos serventuários - artigo 193 - fiscalização pelo juiz; Artigo 194 - instauração de procedimento administrativo. Pelas partes: preclusão - sanção processual (determina a devolução da petição ou manda riscar o que houver sido escrito; perda do direito de vistas dos autos fora de cartório e multa) - artigo 195 e 196 do CPC. Sanção penal: pela não devolução dos autos - artigo 356 do CP - Sonegação de Papel ou Objeto de valor probatório - detenção de 3 meses a 6 anos e multa. Sanção disciplinar: comunicação à OAB e pagamento de multa. Pelo juiz - artigo 198 - representação. Decisão interlocutória – artigo 162 do CPC, parágrafo 2º Sentença - artigo 162 do CPC, parágrafo 1º: Atos do Juiz
  • 10. Artigo 161 - proibição de cotas marginais ou lineares. Suplementares - artigo 159 do CPC: têm duas finalidades: restauração dos autos originais - artigo 1063 do CPC; execução provisória (artigo 589 do CPC). Exceção - artigo 158, parágrafo único - desistência da ação depois da citação do réu, transação. a) Unilateral ou de submissão: quando a manifestação de vontade é de uma das partes. Exemplo: desistência da ação antes da citação do réu; reconhecimento da procedência do pedido. Atos do órgão jurisdicional, compreendendo os atos do juiz e dos auxiliares. No CPC - artigo 155, que trata do princípio da publicidade. Fonte: online.unip.br (acesso exclusivo aos alunos)