2 empada brasil

487 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
487
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 empada brasil

  1. 1. EMPADA BRASIL
  2. 2. BRIEFING A franquia da Empada Brasil no Taguatinga shopping apresentava baixo número de vendas. O desafio do planejamento era descobrir a razão deste problema e oferecer uma solução.
  3. 3. L Começando... As franquias que já davam certo: Para dar início a investigação do problema, por durante dois dias foram feitas observações e pesquisas em pontos de venda que já davam certo em Brasília, e em seguida, mais dois dias de pesquisas dentro do Taguatinga shopping. Durante as pesquisas, conversamos, em média, com vinte pessoas em cada franquia. Logo após essas observações nos pontos de venda, concluímos que: Perfil socioeconômico dos frequentadores dos quiosques da marca e das pessoas que frequentam os arredores da localização; hábitos alimentares, motivações dos consumidores; ponto de venda e concorrência; comunicação da marca em cada franquia. Na pesquisa de campo nos passamos por clientes, conversamos com consumidores do produto e com funcionários da Empada Brasil e outros visitantes. O que colhemos de resultados? 2- Estas pessoas buscavam a Empada Brasil pela sua localização fora das praças de alimentação. Isso oferecia um ambiente mais calmo e agradável para uma conversa. Por esta razão, muitos empresários saíam de seus escritórios e desciam para estes quiosques para reuniões de negócio. 3- Este público ainda apresentava hábitos de alimentação saudável. Para ele, a empada era algo leve e feita para o dia-a-dia. L O que buscamos compreender? 1- Em Brasília, as franquias já consolidadas da marca apresentavam todas o mesmo perfil. Estavam localizadas em áreas e shoppings frequentados por pessoas da classe A e B. Seus visitantes estavam entre 30 e 50 anos.
  4. 4. L As análises e pesquisas nessa franquia se assemelham as anteriores. Aqui, conversamos com 40 pessoas, incluindo visitantes, funcionários da Empada Brasil e lojistas Uma outra realidade: No Taguatinga shopping nos deparamos com um cenário bastante diferente das anteriores. Aqui, vimos que: 1- O Taguatinga shopping estava localizado em uma área mais popular, o que levou a uma diferença de público. Neste, o público era composto por pessoas da classe C, jovens e adultos entre 16 e 40 anos, famílias e lojistas. 2- Os jovens frequentavam o shopping logo após as aulas, e iam em busca das praças de alimentação. As pessoas que iam em famílias, buscavam o shopping para entretenimento. Já os lojistas não lanchavam, pois trabalham com comissão e não querem perder tempo. 3- Na alimentação deste público havia uma forte presença do fast-food. Para ele, ir ao Mc. Donalds ou ao Burguer King era sinal de status. 4- Essa franquia ainda tinha um problema de localização, que a fazia passar invisível às pessoas. Tal hipótese se comprovou quando perguntamos se alguém sabia onde era a Empada Brasil e ninguém soube responder. Nem mesmo vendedores que trabalhavam em lojas de frente ao quiosque da marca. Com isso em mãos, Concluímos que, a Empada Brasil estava desprezando em sua comunicação: as divergências presentes entre os públicos do Taguatinga shopping das outras franquias já consolidadas. L A franquia no Taguatinga shopping:
  5. 5. L - Nos preços altos dos produtos. Para o público do Taguatinga shopping era mais vantajoso comprar um combo no Mc. Donalds que dar o mesmo valor em uma empada e um café. - Além disso, o quiosque da Empada Brasil estava longe dos olhos dos seus consumidores. Tudo isso nos mostrou que era preciso dar visibilidade a sua marca e aos seus produtos, o que nos levou a pensar em uma campanha de ativação. O que era preciso para isso? - Falar a linguagem adequada ao público. Uma linguagem mais simples e menos robusta - Inserir o produto empada nos hábitos dessas pessoas e trabalhar o costume de lanches no seu dia-a-dia. - Dar visibilidade ao ponto de venda. Estratégias de ativação: Buscamos inserir o produto empada e a marca aproveitando os horários de pique de cada público no shopping, bem como a sua motivação para a visita. Assim, chegamos ao seguinte conceito: Empada Brasil: Fornada da hora. Em cima deste conceito, foi sugerida a criação de uma promoção, ao qual fornadas de empadas sairiam em determinados horários do dia e com descontos proporcionais aos minutos de saída. Criando um condicionamento mental. Para dar visibilidade ao quiosque e aumentar lembrança de marca, sugerimos que um relógio fosse colocado no ponto de venda e apitasse sempre que uma nova fornada saísse. Junto a isso, seria trabalhado o cheiro do produto. L Isso ficava claro em vários aspectos:
  6. 6. L L APITO + CHEIRO = FORNADA DA HORA

×