SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 46
Revolução Russa
Revolta Dezembrista
Antes da teoria de Karl Marx o povo em 1825, na
Rússia, trabalhadores reivindicavam por
mudanças- durante o governo de Czar Nicolau I
Sucessão
imperial de
Alexandre I
Entrada
do czar
Nicolau I
Teoria de Karl Marx
Livro onde Marx
começa esboçar as suas
ideias socialistas.
Ideias do Socialismo Científico
Vídeo :Rússia antes da Grande Guerra
Kulaks
Desenvolveu-se durante a
Reforma Camponesa,
1861. Depois da Revolução
Socialista esse grupo lutou
contra o novo sistema.
Assembleia formada por
soldados, marinheiro e
trabalhadores que
organizavam frequentes
manifestações. Órgão
criado em 1905.
Sovietes
Domingo Sangrento
O episódio, foi uma passeata de
proletários, que acabou com
provocando violenta reação das
tropas leais. Teve-se um saldo de
cerca de 500 mortos.
Greve Geral
Revolução de 1905
Em São Petersburgo, Moscou
os operários entraram em greve
geral. Apesar da repressão
militar, os trabalhadores
resistiram por algumas semanas.
Durante essa greve: foram
organizados os primeiros
sovietes (conselhos) .
Rússia na Grande Guerra
Líderes Bolcheviques
Joseph
STALIN
Vladmir
LÊNIN
Leon
TROTSKY
Significado da Guerra para
a “Rússia”
• Czarismo: possibilidade
de anexar outras terras
• Burguesia: com as
anexações aumentaria
extraordinariamente os
seus lucros , com a
produção de material
bélico
Nicolau II foi o
responsável pelas
catástrofes da Guerra
Duma
Uma das promessa feitas por Nicolau II.
Esse foi um modo de amenizar o
descontentamento do povo.
Criação do “Bloco Progressista”, passou a
pressionar a monarquia para encaminhar
mudanças no regime, mas o czar era o
exercia o poder.
Revolução de Fevereiro
Paz e Pão
Dia da Mulher-23 de fevereiro de 1917
“[...] Observa-se em toda parte e em
todas as camadas da população uma
espécie de cansaço provocado pela
guerra, o desejo ardente por uma paz
rápida, sob quaisquer condições[...]”
Leon Trotsky
“As mães de família [...] acabrunhadas talvez
estejam agora muito mais perto da revolução
[...].A fome delas, o desespero delas são reservas
de matéria inflamável que não precisam mais que
uma centelha para deflagrar o incêndio.”
A Rússia dos Sovietes
Impasse de um projeto socialista
Queda do governo czarista e um Governo Provisório
Sovietes Governo Provisório
Além da queda de seu governo Nicolau II,
junto da sua família-para que não
sobressem herdeiros- na primavera de
1918 morreram executados com
autorização do governo Bolchevique.
“O novo Governo não pode dar aos povos da Rússia[...]
nem a paz, nem o pão, nem a completa liberdade; por isso
a classe operária deve prosseguir sua luta pelo socialismo e
pela paz, aproveitando-se para isso da nova situação e
explicando- a às massas.”
Lênin
Volta dos Exilados, devido a queda
da monarquia, a principal figura
dessas que voltaram foi Lênin,
exilado em 1900, que representou
uma mudança radical na orientação
do Partido Bolchevique. Lênin ao
contrário dos seus companheiros
criticava o novo governo.
Rússia em meados da Revolução de Fevereiro para a de
Outubro
Lênin apresentando aos membros do Partido Bolchevique
suas Teses de Abril- propostas para o seu governo, como líder
Bolchevique.
“Um homem que diz semelhantes
asneiras não pode ser perigoso. Foi
bom que ele tivesse chegado; basta
agora contempla-lo....Agora, é ele
próprio quem se refutar.”
Leon Trotsky
• Jornadas de Abril
• Maio- O governo coalizão
• Manifestações de junho
• Jornadas de julho
• Agravamento da crise-
Setembro/Outubro
Revolução de Outubro - Insurreição
Soldados e operários tomaram o poder .No
dia 24 de outubro- Guarda Vermelha.
Diante da história, diante do
proletário, diante da
Revolução Russa e da classe
operária da Rússia, não
temos, agora, o direito de
jogar todo o futuro na
cartada da insurreição
armada[...]
Leon Trotsky
Tomada do Palácio de Inverno
Os Bolcheviques
assumem o
poder, Lênin-
com sua morte
em 1924 quando
há a disputa de
governo
Guerra Civil
Exército Vermelho
Formado por
Capitalistas- Japão,
Estados Unidos,
França e Inglaterra
Exército Branco
Formado por
Bolcheviques
Durante a Guerra Civil
Em 1919, em plena guerra civil, os
bolcheviques realizaram o congresso de
fundação da Terceira Internacional,
organização política que agrupava os recém
fundados partidos comunistas dos países
europeus, a fins de expandir o socialismo.
A Primeira internacional havia sido fundada
em 1848 por Marx e Engels e a Segunda
Internacional surgira no fim do século XIX,
agrupando os partidos socialistas e social -
democratas do continente europeu.Guerra Civil de
1918-1921
Devido as destruições
ocasionadas pela guerra, o
governo socialista adotou
uma política econômica
conhecida como
"comunismo de guerra"
Criação da NEP
“É preciso dar
dois passos para
trás para depois
voltar a avançar”
Lenin
Forma encontrada para reerguer a economia Russa no pós-Guerra
Criação da URSS
A criação da URSS ocorreu devido as dificuldades
semelhantes que países enfrentavam, especialmente
para os que recebiam sua influência direta cultural e
política, em virtude da proximidade geográfica
A briga pelo Poder !!!
Propostas de Socialismo
No plano político, de Stálin transformou-se num
verdadeiro autocrata, governando o país com as
mãos de ferro e eliminando a oposição, como
aconteceu com Trotsky, exilado em 1929 e assinado
em 1940 no México.
“Assassinando os primeiros
bolcheviques, evidentemente
era necessário assassinar todos
os outros, transformados em
testemunhos incapazes de
perdoar”
Victor Serge
Planos Quinquenais e da Gosplan
Os planos Quinquenais foram
adotados após a chegada de Stálin ao
poder , com o abandono da NEP para
uma nova política econômica. Esses
planos era responsabilidade da
Gosplan-comissão estatal de
planejamento econômico .
1º Plano(1928-1932) :
Apostou na Indústria
pesada, na siderúrgica,
na eletrificação para a
produção de máquinas e
equipamentos técnicos
e nacionalização na
Indústria.
2º Plano(1933-1937) e 3º
Plano(1939-1945-
interrompido pela 2ª
Guerra Mundial):
apostavam no
transporte, no comércio
,na educação e na
agricultura.
“A ditadura do proletário, três países estavam
preparados Inglaterra, França e Alemanha menos
a Rússia”
Inglaterra
França Alemanha
Atrasos da Rússia no período czarista
 Político
 Econômico
 Social
 Cultural
0%
50%
100%
Divisão da População
Burguesia e
aristocracia
Camponeses
Obra de Tarsila do Amaral- Operários
Os ventos da Revolução chegam ao Brasil
O Povo mostrou quem é que manda !
Partidos comunistas do Brasil
legado da Revolução Russa na Atualidade
(socialismo)
Remoção de escultura de Marx na
Alemanha,2010.
A derrubada da estátua de Lenin
Legado da Revolução Russa no Brasil
Vídeo de Luiz Inácio Lula da Silva
Lula na época de sindicalista
“ O verdadeiro movimento nunca aparece como o
concebiam antes que o prepararam’’
(F. Engels. 15/9/1887)
Motivos Internos
Motivos Externos
Bibliografia
 http://br.photaki.com/picture-primeira-serie-de-desenhos-vetoriais-editaveis-
das-multidoes_222196.htm
 http://enriquecruzromero.blogspot.com.br/2011/12/cristal-estandar-nosotros-
los-proles.
 http://www.brasilescola.com/geografia/as-caracteristicas-socialismo.htm
 http://blogandonageografia1.blogspot.com.br/2010/08/revolucao-de-1917-na-
russica-um.html
 http://www.ecologiamedica.net/2012_03_01_archive.html
 http://www.marxists.org/portugues/dicionario/verbetes/d/dezembristas.htm
Bolachas Lênin
Quando você morde faz Trotsky,
Dá um Stálin na boca
Com gostinho de quero Marx !!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (18)

Revolucao Russa
Revolucao RussaRevolucao Russa
Revolucao Russa
 
A revolução russa slides
A revolução russa slidesA revolução russa slides
A revolução russa slides
 
Revolução russa de 1917
Revolução russa de 1917Revolução russa de 1917
Revolução russa de 1917
 
A Revolução Russa
A Revolução RussaA Revolução Russa
A Revolução Russa
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Revolução russa disma
Revolução russa dismaRevolução russa disma
Revolução russa disma
 
PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917
 
Revolucao russa
Revolucao russaRevolucao russa
Revolucao russa
 
A RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTicaA RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTica
 
Revolução russa de 1917- 8ª série - Profª Ivanoska
Revolução russa de 1917- 8ª série - Profª IvanoskaRevolução russa de 1917- 8ª série - Profª Ivanoska
Revolução russa de 1917- 8ª série - Profª Ivanoska
 
A revolução russa de 1917.em
A revolução russa de 1917.emA revolução russa de 1917.em
A revolução russa de 1917.em
 
REVOLUÇÃO RUSSA (1917)
REVOLUÇÃO RUSSA (1917)REVOLUÇÃO RUSSA (1917)
REVOLUÇÃO RUSSA (1917)
 
Da Rússia dos czares à Rússia dos sovietes
Da Rússia dos czares à Rússia dos sovietesDa Rússia dos czares à Rússia dos sovietes
Da Rússia dos czares à Rússia dos sovietes
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Revolução russa de 1917
Revolução russa de 1917Revolução russa de 1917
Revolução russa de 1917
 
Revolução russa 9 ano
Revolução russa 9 anoRevolução russa 9 ano
Revolução russa 9 ano
 
RevoluçãO Russa
RevoluçãO RussaRevoluçãO Russa
RevoluçãO Russa
 

Destaque

Técnicas de expresión oral
Técnicas de expresión oralTécnicas de expresión oral
Técnicas de expresión oralAndres Galindo
 
Presentatie vrouwenochtend
Presentatie vrouwenochtendPresentatie vrouwenochtend
Presentatie vrouwenochtendMarga Liefting
 
L O S R O L E S G R U P A L E S
L O S  R O L E S  G R U P A L E SL O S  R O L E S  G R U P A L E S
L O S R O L E S G R U P A L E Stutoracotic
 
Portfolio
PortfolioPortfolio
PortfolioPoC
 
National parks
National parksNational parks
National parksjisunfoo
 
Keller_eTranscript
Keller_eTranscriptKeller_eTranscript
Keller_eTranscriptTodd Young
 
English 2 Comparison Essay
English 2 Comparison EssayEnglish 2 Comparison Essay
English 2 Comparison Essayjisunfoo
 
Guía para hacer ap s.docx
Guía para hacer ap s.docxGuía para hacer ap s.docx
Guía para hacer ap s.docxivanbuenoprofe
 
Ed Relf, Laundrapp: Fail to prevail - Embracing failure and scaling disruptiv...
Ed Relf, Laundrapp: Fail to prevail - Embracing failure and scaling disruptiv...Ed Relf, Laundrapp: Fail to prevail - Embracing failure and scaling disruptiv...
Ed Relf, Laundrapp: Fail to prevail - Embracing failure and scaling disruptiv...ad:tech London, MMS & iMedia
 
Bardet- biedl syndrome/ dental courses
Bardet- biedl syndrome/ dental coursesBardet- biedl syndrome/ dental courses
Bardet- biedl syndrome/ dental coursesIndian dental academy
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russaMicycy
 
Cinco ideias equivocadas_sobre_indios_palestra_cenesch (1)
Cinco ideias equivocadas_sobre_indios_palestra_cenesch (1)Cinco ideias equivocadas_sobre_indios_palestra_cenesch (1)
Cinco ideias equivocadas_sobre_indios_palestra_cenesch (1)Profernanda
 

Destaque (20)

Técnicas de expresión oral
Técnicas de expresión oralTécnicas de expresión oral
Técnicas de expresión oral
 
Bases de datos con Access
Bases de datos con AccessBases de datos con Access
Bases de datos con Access
 
Presentatie vrouwenochtend
Presentatie vrouwenochtendPresentatie vrouwenochtend
Presentatie vrouwenochtend
 
L O S R O L E S G R U P A L E S
L O S  R O L E S  G R U P A L E SL O S  R O L E S  G R U P A L E S
L O S R O L E S G R U P A L E S
 
mrityunjay mishra resume
mrityunjay mishra resumemrityunjay mishra resume
mrityunjay mishra resume
 
E08. Redes y tipos de redes
E08. Redes y tipos de redesE08. Redes y tipos de redes
E08. Redes y tipos de redes
 
Portfolio
PortfolioPortfolio
Portfolio
 
National parks
National parksNational parks
National parks
 
Keller_eTranscript
Keller_eTranscriptKeller_eTranscript
Keller_eTranscript
 
English 2 Comparison Essay
English 2 Comparison EssayEnglish 2 Comparison Essay
English 2 Comparison Essay
 
Guía para hacer ap s.docx
Guía para hacer ap s.docxGuía para hacer ap s.docx
Guía para hacer ap s.docx
 
Ed Relf, Laundrapp: Fail to prevail - Embracing failure and scaling disruptiv...
Ed Relf, Laundrapp: Fail to prevail - Embracing failure and scaling disruptiv...Ed Relf, Laundrapp: Fail to prevail - Embracing failure and scaling disruptiv...
Ed Relf, Laundrapp: Fail to prevail - Embracing failure and scaling disruptiv...
 
Bardet- biedl syndrome/ dental courses
Bardet- biedl syndrome/ dental coursesBardet- biedl syndrome/ dental courses
Bardet- biedl syndrome/ dental courses
 
Ditadura Militar
Ditadura MilitarDitadura Militar
Ditadura Militar
 
O nao de Eloá
O nao de EloáO nao de Eloá
O nao de Eloá
 
Stephen Hawking
Stephen HawkingStephen Hawking
Stephen Hawking
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Nova República
Nova RepúblicaNova República
Nova República
 
Cinco ideias equivocadas_sobre_indios_palestra_cenesch (1)
Cinco ideias equivocadas_sobre_indios_palestra_cenesch (1)Cinco ideias equivocadas_sobre_indios_palestra_cenesch (1)
Cinco ideias equivocadas_sobre_indios_palestra_cenesch (1)
 
Invassoes barbaras mundo medieval
 Invassoes barbaras mundo medieval Invassoes barbaras mundo medieval
Invassoes barbaras mundo medieval
 

Semelhante a Revolução Russa 1917 (20)

Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
A Era Estalinista
A Era EstalinistaA Era Estalinista
A Era Estalinista
 
Revolução Socialista Russa_Prof. Eduardo Miranda
Revolução Socialista Russa_Prof. Eduardo MirandaRevolução Socialista Russa_Prof. Eduardo Miranda
Revolução Socialista Russa_Prof. Eduardo Miranda
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
A Revolução Russa
A Revolução RussaA Revolução Russa
A Revolução Russa
 
A revolução proletária e a crise do sistema capitalista internacional
A revolução proletária e a crise do sistema capitalista internacionalA revolução proletária e a crise do sistema capitalista internacional
A revolução proletária e a crise do sistema capitalista internacional
 
Revolução soviética
Revolução soviéticaRevolução soviética
Revolução soviética
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Revolução Russa_Prof. Eduardo Miranda
Revolução Russa_Prof. Eduardo MirandaRevolução Russa_Prof. Eduardo Miranda
Revolução Russa_Prof. Eduardo Miranda
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Socialismo e revolução russa 9 ano
Socialismo e revolução russa 9 anoSocialismo e revolução russa 9 ano
Socialismo e revolução russa 9 ano
 
Urss
UrssUrss
Urss
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
Urss
UrssUrss
Urss
 

Último

Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonRosiniaGonalves
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxLuisCarlosAlves10
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 

Último (20)

Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 

Revolução Russa 1917

  • 1.
  • 3. Revolta Dezembrista Antes da teoria de Karl Marx o povo em 1825, na Rússia, trabalhadores reivindicavam por mudanças- durante o governo de Czar Nicolau I Sucessão imperial de Alexandre I Entrada do czar Nicolau I
  • 4. Teoria de Karl Marx Livro onde Marx começa esboçar as suas ideias socialistas. Ideias do Socialismo Científico
  • 5. Vídeo :Rússia antes da Grande Guerra
  • 6. Kulaks Desenvolveu-se durante a Reforma Camponesa, 1861. Depois da Revolução Socialista esse grupo lutou contra o novo sistema. Assembleia formada por soldados, marinheiro e trabalhadores que organizavam frequentes manifestações. Órgão criado em 1905. Sovietes
  • 7. Domingo Sangrento O episódio, foi uma passeata de proletários, que acabou com provocando violenta reação das tropas leais. Teve-se um saldo de cerca de 500 mortos. Greve Geral Revolução de 1905 Em São Petersburgo, Moscou os operários entraram em greve geral. Apesar da repressão militar, os trabalhadores resistiram por algumas semanas. Durante essa greve: foram organizados os primeiros sovietes (conselhos) .
  • 8.
  • 9. Rússia na Grande Guerra Líderes Bolcheviques Joseph STALIN Vladmir LÊNIN Leon TROTSKY Significado da Guerra para a “Rússia” • Czarismo: possibilidade de anexar outras terras • Burguesia: com as anexações aumentaria extraordinariamente os seus lucros , com a produção de material bélico Nicolau II foi o responsável pelas catástrofes da Guerra
  • 10. Duma Uma das promessa feitas por Nicolau II. Esse foi um modo de amenizar o descontentamento do povo. Criação do “Bloco Progressista”, passou a pressionar a monarquia para encaminhar mudanças no regime, mas o czar era o exercia o poder.
  • 11. Revolução de Fevereiro Paz e Pão Dia da Mulher-23 de fevereiro de 1917 “[...] Observa-se em toda parte e em todas as camadas da população uma espécie de cansaço provocado pela guerra, o desejo ardente por uma paz rápida, sob quaisquer condições[...]” Leon Trotsky “As mães de família [...] acabrunhadas talvez estejam agora muito mais perto da revolução [...].A fome delas, o desespero delas são reservas de matéria inflamável que não precisam mais que uma centelha para deflagrar o incêndio.” A Rússia dos Sovietes Impasse de um projeto socialista
  • 12. Queda do governo czarista e um Governo Provisório Sovietes Governo Provisório Além da queda de seu governo Nicolau II, junto da sua família-para que não sobressem herdeiros- na primavera de 1918 morreram executados com autorização do governo Bolchevique.
  • 13. “O novo Governo não pode dar aos povos da Rússia[...] nem a paz, nem o pão, nem a completa liberdade; por isso a classe operária deve prosseguir sua luta pelo socialismo e pela paz, aproveitando-se para isso da nova situação e explicando- a às massas.” Lênin Volta dos Exilados, devido a queda da monarquia, a principal figura dessas que voltaram foi Lênin, exilado em 1900, que representou uma mudança radical na orientação do Partido Bolchevique. Lênin ao contrário dos seus companheiros criticava o novo governo.
  • 14. Rússia em meados da Revolução de Fevereiro para a de Outubro Lênin apresentando aos membros do Partido Bolchevique suas Teses de Abril- propostas para o seu governo, como líder Bolchevique. “Um homem que diz semelhantes asneiras não pode ser perigoso. Foi bom que ele tivesse chegado; basta agora contempla-lo....Agora, é ele próprio quem se refutar.” Leon Trotsky • Jornadas de Abril • Maio- O governo coalizão • Manifestações de junho • Jornadas de julho • Agravamento da crise- Setembro/Outubro
  • 15. Revolução de Outubro - Insurreição Soldados e operários tomaram o poder .No dia 24 de outubro- Guarda Vermelha. Diante da história, diante do proletário, diante da Revolução Russa e da classe operária da Rússia, não temos, agora, o direito de jogar todo o futuro na cartada da insurreição armada[...] Leon Trotsky Tomada do Palácio de Inverno Os Bolcheviques assumem o poder, Lênin- com sua morte em 1924 quando há a disputa de governo
  • 16.
  • 17. Guerra Civil Exército Vermelho Formado por Capitalistas- Japão, Estados Unidos, França e Inglaterra Exército Branco Formado por Bolcheviques
  • 18.
  • 19. Durante a Guerra Civil Em 1919, em plena guerra civil, os bolcheviques realizaram o congresso de fundação da Terceira Internacional, organização política que agrupava os recém fundados partidos comunistas dos países europeus, a fins de expandir o socialismo. A Primeira internacional havia sido fundada em 1848 por Marx e Engels e a Segunda Internacional surgira no fim do século XIX, agrupando os partidos socialistas e social - democratas do continente europeu.Guerra Civil de 1918-1921 Devido as destruições ocasionadas pela guerra, o governo socialista adotou uma política econômica conhecida como "comunismo de guerra"
  • 20.
  • 21. Criação da NEP “É preciso dar dois passos para trás para depois voltar a avançar” Lenin Forma encontrada para reerguer a economia Russa no pós-Guerra
  • 22. Criação da URSS A criação da URSS ocorreu devido as dificuldades semelhantes que países enfrentavam, especialmente para os que recebiam sua influência direta cultural e política, em virtude da proximidade geográfica
  • 23. A briga pelo Poder !!! Propostas de Socialismo
  • 24. No plano político, de Stálin transformou-se num verdadeiro autocrata, governando o país com as mãos de ferro e eliminando a oposição, como aconteceu com Trotsky, exilado em 1929 e assinado em 1940 no México. “Assassinando os primeiros bolcheviques, evidentemente era necessário assassinar todos os outros, transformados em testemunhos incapazes de perdoar” Victor Serge
  • 25. Planos Quinquenais e da Gosplan Os planos Quinquenais foram adotados após a chegada de Stálin ao poder , com o abandono da NEP para uma nova política econômica. Esses planos era responsabilidade da Gosplan-comissão estatal de planejamento econômico .
  • 26. 1º Plano(1928-1932) : Apostou na Indústria pesada, na siderúrgica, na eletrificação para a produção de máquinas e equipamentos técnicos e nacionalização na Indústria. 2º Plano(1933-1937) e 3º Plano(1939-1945- interrompido pela 2ª Guerra Mundial): apostavam no transporte, no comércio ,na educação e na agricultura.
  • 27. “A ditadura do proletário, três países estavam preparados Inglaterra, França e Alemanha menos a Rússia” Inglaterra França Alemanha
  • 28. Atrasos da Rússia no período czarista  Político  Econômico  Social  Cultural 0% 50% 100% Divisão da População Burguesia e aristocracia Camponeses
  • 29. Obra de Tarsila do Amaral- Operários
  • 30. Os ventos da Revolução chegam ao Brasil
  • 31.
  • 32.
  • 33. O Povo mostrou quem é que manda !
  • 35. legado da Revolução Russa na Atualidade (socialismo) Remoção de escultura de Marx na Alemanha,2010. A derrubada da estátua de Lenin
  • 36. Legado da Revolução Russa no Brasil
  • 37. Vídeo de Luiz Inácio Lula da Silva Lula na época de sindicalista
  • 38. “ O verdadeiro movimento nunca aparece como o concebiam antes que o prepararam’’ (F. Engels. 15/9/1887)
  • 41. Bibliografia  http://br.photaki.com/picture-primeira-serie-de-desenhos-vetoriais-editaveis- das-multidoes_222196.htm  http://enriquecruzromero.blogspot.com.br/2011/12/cristal-estandar-nosotros- los-proles.  http://www.brasilescola.com/geografia/as-caracteristicas-socialismo.htm  http://blogandonageografia1.blogspot.com.br/2010/08/revolucao-de-1917-na- russica-um.html  http://www.ecologiamedica.net/2012_03_01_archive.html  http://www.marxists.org/portugues/dicionario/verbetes/d/dezembristas.htm
  • 42.
  • 43.
  • 44.
  • 45.
  • 46. Bolachas Lênin Quando você morde faz Trotsky, Dá um Stálin na boca Com gostinho de quero Marx !!!!