Gerenciamento de custos

633 visualizações

Publicada em

Gerenciamento de Custos de Projetos

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
633
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
67
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gerenciamento de custos

  1. 1. Gerenciamento de Em Projetos
  2. 2. Quais são suas expectativas para este treinamento?
  3. 3. Replanejamento dos Custos Controle de Custo Orçamento/ Budget Desperdício Escopo e Custo Custo baseado nas atividades EVA Como identificar estouros de orçamento Previsto x RealizadoEstimativa de Custos Conteúdo solicitado via pesquisa
  4. 4. O que você entende por Gerenciamento de Custos em projetos?
  5. 5. “Medidas monetárias adotadas para o funcionamento de uma organização através do pagamento de tributos, investimentos e ações para o atingimento das metas”. Custo.: Ana Maria Lopes de Sá e Antonio Lopes de Sa, DICIONÁRIO DE CONTABILIDADE , atlas, 2009
  6. 6. “É o ato de planejar, estimar, monitorar e controlar os custos utilizando metodologia e técnicas que devem ser definidas claramente para todos que participam do projeto”. Gerenciamento de custo:
  7. 7. Gerenciar bem os custos é uma das atribuições do gestor de Projetos de qualquer organização, independente do segmento de atuação.
  8. 8. 40% das empresas têm problemas com o cumprimento do orçamento. *Pesquisa realizada pelo Project Management Institute (PMI) em 2013 com 676 empresas
  9. 9. Custos Diretos Custos relacionados diretamente com as entregasdos produtos e serviços oferecidos: Ex. Papelaria para formação e aplicação em sala de aula, Salário da sede e mediadores, Laboratórios e periféricos...
  10. 10. Custos Indiretos Custos relacionados ao apoiona elaboração e monitoramento dos projetos. Independentemente da quantidade de projetos o custo se mantem estável: Ex. Salário matriz, Administração da matriz...
  11. 11. Como gerenciar os custos?
  12. 12. 1º Planejar o Gerenciamento dos Custos 2º Estimar Custos 3º Determinar Orçamento 4º Controlar Custos Plano de Gestão do Projeto, Linha de base do Escopo, Cronograma Plano de Gestão de custo, EAP Precificada, Declaração de Escopo, Cronograma, Registro de Risco Plano de Gestão de custo, EAP Precificada, Declaração de Escopo, Cronograma, Registro de Risco, Contratos Plano de Gestão do Projeto, Necessidades de financiamento, Informações de Desempenho, Ativos Plano de Gestão de Custo Estimativa de Custos, EAP Precificada, Atualização dos documentos do Projeto Informação de Desempenho, Previsão de Custo, Mudança solicitada, Atualização de documentos Linha de base do custo, Necessidade de financiamento, atualização de documentos Processo Entradas Saídas PMBOK, 5ºEdição, PMI
  13. 13. Planejar gerenciamento de Custos “Estabelecer as políticas, procedimentos e documentação para planejar, gerenciar, executar e controlar os custos do projeto”. Responsável: Gerente do Projeto Material: Processo Gerir Custo
  14. 14. Arquivo NF: Sistema de pedidos: Nome do Projeto: Gerente do Projeto: Equipe do projeto: Aprovações Orçamentárias: Especificação Técnica: Documentos de Suporte Lista de Aquisições Plano Orçamentário Controle de Custo Relatório de Viagens Relatório de Centro de Custo
  15. 15. Fluxo – Gerir Custos
  16. 16. Estimar custo Desenvolver uma estimativa (projeção) dos custos dos recursos necessários para executar as atividades do projeto. Responsável: Gerente do Projeto e Equipe do Projeto Material: Solicitação de Aquisição e EAP Precificada
  17. 17. “A estimativa de custo é feita com base em pesquisas e histórico de compras da empresa, e, é de suma importância para a criação de um plano orçamentário coeso com a realidade do projeto”. O ideal é avaliar 3 cenários utilizando a Técnica PERT
  18. 18. Pessimista Cenário característico por uma análise minuciosa de Risco. Como se tudo pudesse dar errado ao mesmo tempo no projeto.
  19. 19. Otimista Cenário onde tudo ocorre da melhor maneira imaginável. Onde tudo da sempre certo. Este cenário não avalia nenhum tipo de risco atribuído ao projeto.
  20. 20. Realista (Mais provável) Cenário que avalia o equilíbrio entre as informações. Sua principal fonte de dados são os históricos dos projetos e pesquisas desenvolvidas.
  21. 21. Desvio padrão = Pessimista - Otimista 6 Calculo PERT Ex. Câmera Digital Qtd. 35 Otimista: 150,00 Cada – R$ 5.250,00 Realista: 250,00 Cada – R$ 8.750,00 Pessimista: 450,00 Cada – R$ 15.750,00 6 Estimativa ideal = Otimista + 4x Realista + Pessimista 6 Estimativa ideal = 5.250 + 4x 8.750 + 15.750 = R$ 9.333,33 ou R$ 266,66 - cada Desvio padrão = 15.750 – 5.250 = R$ 1.750,00 ou R$ 50,00 6
  22. 22. Quando eu tenho os dados do que eu preciso entregare quanto vou gastar em média para realizar as atividades eu consigo desenvolver a EAP Precificada. “EAP – Estrutura Analítica do Projeto é o detalhamento do projeto em entregas e pacotes de trabalho”
  23. 23. Vamos à Pratica! Imagine o seguinte cenário: Vamos aplicar uma avaliação diagnostica da matemática num determinado município sendo:  6 escolas;  2 turmas por escolas (manhã e tarde);  360 alunos. Qual seria a estimativa de valor dessa ação? Se organizem em duplas e utilizem as ferramentas disponíveis em seu material: Lista de Atividades e a EAP precificada.
  24. 24. Vamos à pratica!Avaliação Diagnóstica Preparação do Conteúdo Aplicação Avalição de Resultado Pesquisa de conteúdo Treinamento para mediadores Correção da prova Desenvolvimento de questionário Logística de entrega nas escolas Apresentação ao Cliente Impressão da Avaliação Plano de ação
  25. 25. Determinar Orçamento Determinar o orçamento a ser liberado para a execução das atividades conforme a estimativa de custos levantada. Responsável: Diretor Financeiro Material: Planilha de precificação do Projeto.
  26. 26. Controlar custos Controlar os Custos tem como objetivo monitorar o status do projeto para atualizar o orçamento e gerenciar alterações na linha de base dos custos. Responsável: Gerente do Projeto Material: Planilha de controle de custo
  27. 27. O registro do custo se dá na data que de fato foi aprovado, não importando quando vou pagar ou receber, mas sim quando foi realizado o comprometimento da verba. Competência O registro dos custos se dá quando estes forem pagos, liquidados, ou recebidos, como se fosse uma conta bancária. Os recebimentos e pagamentos são reconhecidos unicamente no momento em que se recebe ou se paga. Fluxo de Caixa Regime de Custo
  28. 28. A partir do momento que tenho controle dos meus custos, tenho um melhor tempo de resposta quando algo não está caminhando como planejado.
  29. 29. E.V.A Desempenho do Projeto Análise de Valor Agregado Estou entregando o que me comprometi com o valor que planejei.
  30. 30. Todos os dados gerados fazem parte da análise de controlede custos do projeto. Pois é necessário avaliar os motivos de todo e qualquer desvio, mesmo quando positivo.
  31. 31. Qual a importância de se fazer um bom Gerenciamento dos custos? Segue uma historia para reflexão....
  32. 32. Tudo esta muito bem, temos orçamento suficiente até o fim do projeto.
  33. 33. Comoos custos podem ser influenciadospelas outras áreas do conhecimento de projetos ?
  34. 34. Custo Áreas do conhecimento Comunicação Risco Stakeholders Tempo Qualidade Integração Recursos HumanosEscopo Aquisições
  35. 35. Por que os custos mudam do planejado?
  36. 36. Escopo Mudança de Escopo Entregas programadas (EAP Precificada) Goldplanting
  37. 37. Goldplating Como eles impactam o projeto?
  38. 38. Aquisições Plano de Aquisições Roubos, furtos, reposição Compras não planejadas Retrabalho, Especificação errada
  39. 39. Especificar bem é essencial...
  40. 40. Uma boa especificação deve ter: Detalhes de cor, tamanho, modelo desejado; Link do material; Detalhes técnicos (voltagem, capacidade...); Para que eu vou utilizar este produto? Qual minha real necessidade? E o motivo? Categoria do produto.
  41. 41. Recursos Humanos Consultoria Folha de pagamento Deslocamento/ Viagens Demissão/ Substituição
  42. 42. Tempo Cronograma Alteração de cronograma Atrasos
  43. 43. Risco Reserva de Contingência Ações Corretivas
  44. 44. Evitando desperdício
  45. 45. O que eu posso fazer para minimizar os desperdícios dos projetos?
  46. 46. Siga sempre o seu planejamento Compartilhe recursos Tenha o mínimo de estoque Atente-se as especificações Valide sempre o goldplating
  47. 47. Referências PMBOK 5º Edição Gerenciamento de Custos em Projetos – FGV, 2008 DICIONÁRIO DE CONTABILIDADE , atlas, 2009 http://www.pmtech.com.br/PMP/Formulas_valor_agregado.pdf http://www.maturityresearch.com/novosite/index.html http://www.bloglecom.com.br/2014/03/28/dicas-praticas-de-gestao-para-evitar-scope- creep-projeto/ http://slideplayer.com.br/slide/1637434/
  48. 48. “Um bom gerenciamento do projeto é como o germinar de um arvore, é necessário os recursos na medida certa para que ela cresça de maneira saudável. Muito adubo ou água pode afetar sua estrutura tanto quanto a escassez. Para que tenha um crescimento e gere frutos todos precisam se empenhar em desenvolver o melhor cuidado em cada etapa.”

×