Pet conexões thiago sigproj mec (1)

397 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Pet conexões thiago sigproj mec (1)

  1. 1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃOSECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIORFORMULÁRIO-SÍNTESE DA PROPOSTA - SIGPROJEDITAL PET 2010 - Edital n° 09PROCESSO N°:SIGPROJ N°: 60930.322.78151.160920101. Introdução1.1 Identificação da PropostaEdital: PET 2010 - Edital n° 09Instituição: UFFS - Universidade Federal da Fronteira SulCódigo e-MEC: 15121IGC: 3Unidade Geral: UGP - Unidade Geral PadrãoUnidade de Origem: UOP - Unidade de Origem PadrãoInício Previsto: 01/12/2010Tutor: Thiago Ingrassia Pereira / DocenteDados da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação ou Órgão EquivalenteNome do Órgão: Pró-Reitoria de GraduaçãoSigla: PROGRADNome do(a) Pró-Reitor(a): Solange Maria AlvesTelefone: (49) 33223969E-mail: solangesol13@gmail.comDados da Pró-Reitoria de Extensão ou Órgão EquivalenteNome do Órgão: Pró-Reitoria de ExtensãoSigla: PROECNome do(a) Pró-Reitor(a): Geraldo Ceni CoelhoTelefone: (49) 33223969E-mail: cenicoelho@gmail.com1.2 CursosSIGProj - Página 1 de 10
  2. 2. Escopo de Grupo PET que mais se identifica com a propostaInterdisciplinarCursos de graduação aos quais o grupo está vinculadoNome do Curso Conceito ENADE Código e-MECLicenciatura em Sociologia 0 5000408Licenciatura em Filosofia 0 5000397Licenciatura em Geografia 0 5000399Licenciatura em História 0 5000401Licenciatura em Pedagogia 0 50004031.3 Caracterização da PropostaÁrea de Conhecimento: Ciências Humanas » Educação » Fundamentos da EducaçãoLote: Lote G: até 2 (dois) novos grupos, por IFES, que envolvamexclusivamente estudantes de graduação oriundos de comunidadespopulares urbanasTemas: PET/Conexões de Saberes1.4 Descrição da PropostaResumo da Proposta:A criação do Grupo PET/Conexões de Saberes no Campus Erechim/RS da Universidade Federal daFronteira Sul (UFFS) busca se constituir em um espaço de reflexão e de formação acerca da/na expansãodo ensino superior público brasileiro. Articulando ensino, pesquisa e extensão, o protagonismo dosestudantes de origem popular das Licenciaturas (Pedagogia, Sociologia, Filosofia, História e Geografia)noturnas possibilitará a publicização da presença da UFFS na região do Alto Uruguai gaúcho, legitimandoa universidade como espaço público e popular de produção de conhecimento e de in(ter)venção naMesorregião da Fronteira Sul. Para isso, o projeto Quero entrar na UFFS, vinculado ao GrupoPET/Conexões de Saberes é uma ação realizada por estudantes de origem popular que estão na UFFSpara que outros do mesmo grupo social possam chegar à universidade pública. Junto às oficinas emescolas públicas da região, os estudantes da UFFS terão formação em pesquisa, refletindo sobre a suaprática e produzindo um conhecimento aplicado às suas vivências. O resultado esperado é a excelênciaacadêmica dos bolsistas, garantida por meio de um processo orientado pelo paradigma da EducaçãoPopular, por ações interdisciplinares e orientadas politicamente para o desenvolvimento da região onde aUFFS/Erechim se situa.Contexto e Articulação do Projeto Pedagógico Institucional:Diante do contexto de expansão do ensino superior público em vigência no Brasil, a UFFS se constituí emexemplo relevante, pois sua origem se confunde com a luta política de expressivos segmentos sociais dosul do país pelo acesso à educação pública e de qualidade em todos os seus níveis, compreendendo essefator como peça-chave para o desenvolvimento regional articulado com o nacional. Nesse sentido, a UFFSse pretende uma instituição pública e popular, comprometida com a formação de cidadãos conscientes ecomprometidos com o desenvolvimento sustentável e solidário da região sul do país. O primeiro processode entrada na universidade apresenta números que sugerem o decisivo enfrentamento à elitizaçãohistórica da universidade brasileira, pois de cada 10 estudantes ingressantes na UFFS, 9 são procedentesde escolas públicas, além de expressiva presença de estudantes da região onde se situa a universidade.SIGProj - Página 2 de 10
  3. 3. Nesse contexto, o Grupo PET/Conexões encontra, devido aos seus aspectos constituintes, espaço nobrepara atuação, tendo em vista a maciça presença de estudantes de origem popular na UFFS. Comoinstituição histórica, é desafio da UFFS aprofundar a experiência desse novo modelo de universidade,dialogando com saberes acadêmicos e populares, promovendo novas sínteses teórico-práticas econsolidando a democratização do ensino superior brasileiro. Particularmente, o Campus Erechimdestaca-se pela ênfase na formação de professores para a educação básica, agregando estudantes emseus cursos noturnos que são de baixa renda e, em muitos casos, os primeiros de suas famílias achegarem à universidade, em especial, à pública. Esse cenário concreto vai ao encontro dos pressupostosdo PPI da UFFS e das intencionalidades do Grupo PET/Conexões de Saberes, pois para além denúmeros, o desafio maior é a permanência com qualidade desses estudantes, o que a bolsaPET/Conexões de Saberes possibilita e fomenta, a partir de suas ações de ensino, pesquisa e extensãono âmbito universitário e comunitário no Alto Uruguai gaúcho.Palavras-Chave:Educação Popular, Democratização do Ensino Superior, Universidade Pública e Popular, ProtagonismoEstudantilInformações Relevantes para Avaliação da Proposta:Esta proposta encontra seu diferencial pelo seu caráter pioneiro em termos do campus de Erechim daUFFS, tendo em vista o estágio atual de consolidação da universidade. Nascida pela luta da sociedadecivil organizada, a UFFS aproxima-se seminalmente da proposta orientadora do Programa Conexões deSaberes, qual seja, o diálogo entre e universidade e as comunidades populares.Dessa “marca de origem” da UFFS, desdobra-se outros aspectos que tornam esta proposta de criação doGrupo PET/Conexões de Saberes diferenciada:•O projeto “Quero entrar na UFFS” é uma política incisiva de extensão/comunicação, envolvendo osbolsistas de origem popular em oficinas em escolas públicas (prioritariamente) e privadas da região do AltoUruguai gaúcho. Por meio do protagonismo dos estudantes da UFFS, outros estudantes com o mesmoperfil terão um “incentivo” importante para prosseguirem seus estudos, uma vez que tomarão ciência doprocesso seletivo, via ENEM, e dos cursos ofertados pela instituição. Ao retornarem às suas comunidadesde origem, os bolsistas estarão intervindo para a consolidação do projeto público e popular da UFFS eestarão refletindo sobre a democratização do acesso à universidade;•Como desdobramento do trabalho do Grupo PET/Conexões de Saberes, a criação de um Pré-ENEMPopular, discutindo os conteúdos e a lógica da prova, bem como do que envolve ser universitário, é umapossibilidade concreta, tendo em vista as intencionalidades expressas pelos movimentos sociais atuantesem Erechim (MAB, MPU) e pelo poder público municipal, por meio do Gabinete do OrçamentoParticipativo. Dessa forma, essa proposta já espelha a articulação dos proponentes com a comunidade;•O tutor-proponente desta proposta foi integrante da equipe de coordenação do Programa Conexões deSaberes/UFRGS, na qualidade de estudante de pós-graduação (Mestrado em Educação) e membroassociado (colaborador). A experiência em orientação de grupos de bolsistas no Território “CursoPré-Vestibular Popular” entre 2007 e 2009 possibilita recursos teórico-metodológicos para desenvolver aorientação qualificada dos estudantes da UFFS. Além disso, foi durante seu trabalho no Programa queescreveu a Dissertação de Mestrado (PEREIRA, 2007) e foi co-autor de um livro sobre a experiência dasAções Afirmativas na UFRGS (TETTAMANZY, BERGAMASCHI, SANTOS, ARENHALDT,CARDOSO,2008).Por fim, cabe ainda ratificar a condição inicial da UFFS, que está completando um ano de existência legalno mês de setembro deste ano. Dessa forma, não participou de avaliações externas, como o ENADE.Assim, o IGC assinalado nesta proposta é 3, justificado pela condição inicial da universidade.1.4.1 JustificativaSIGProj - Página 3 de 10
  4. 4. A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) é uma das mais recentes universidades públicas federaisbrasileiras, inserindo-se no Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais(REUNI), fomentado pelo Governo Federal para a expansão e democratização do acesso ao ensinosuperior público. Com sede na cidade de Chapecó, a UFFS possui campi nas cidades gaúchas de CerroLargo e Erechim e nas cidades paranaenses de Realeza e Laranjeiras do Sul. Trata-se de umauniversidade voltada para a população dos 396 municípios que compõem a Mesorregião da Fronteira doMercosul — uma região historicamente desassistida pelo poder público, especialmente no tocante aoacesso à educação superior.Segundo dados da UFFS em seu primeiro processo seletivo, por meio do Exame Nacional do EnsinoMédio (ENEM) de 2009, a preponderância de estudantes oriundos da rede pública no processo seletivo éum dado ilustrativo da importância da universidade pública e gratuita na região, e de como ela volta-se, naprática, a este segmento. Ao todo, foram 11.212 candidatos/as para as 2.160 vagas em 42 cursos degraduação com entrada no primeiro e segundo semestres em 2010. Esses números mostram como aindahá uma grande demanda a ser suprida e que a UFFS, por si só, não conseguirá resolver essa questão, pormais que a sua criação ajude de forma significativa.Em relação aos/às candidatos/as aprovados/as, os dados da universidade indicam que ela, neste primeiromomento, parece cumprir com um de seus objetivos prioritários, pois a grande maioria dos/as estudantesda UFFS é das regiões onde as unidades estão instaladas, ficando da seguinte forma a proporção:Chapecó (67%), Erechim (83%), Cerro Largo (97%), Realeza (22%) e Laranjeiras do Sul (82%).Além disso, a análise dos números que embasam os primeiros passos da UFFS nos indica que a presençade estudantes oriundos de escola pública é significativa (cerca de 91%, segundo dados da UFFS), fato quejustifica a sua criação, junto com o ineditismo da oferta de vagas universitárias públicas federais emregiões historicamente desassistidas pelo poder público.Dessa forma, a partir da criação de redes entre os movimentos sociais, o poder público (nas diferentesesferas) e o corpo técnico-administrativo e docente da universidade, através de ações de ensino, pesquisae extensão ou “comunicação”, na perspectiva freireana (FREIRE, 2006), a UFFS poderá continuarcontribuindo para a criação de uma experiência importante no desenvolvimento de uma instituição públicae popular que sirva de modelo aos mais diversos segmentos sociais que acreditam numa educaçãopública de qualidade para todos e todas.Tendo em vista esse cenário, torna-se fundamental a presença qualificada desses estudantes na UFFS,uma vez que, em sua maioria, são provenientes da escola pública e de territórios populares urbanos. Háimportante momento histórico a ser consolidado por meio da articulação seminal dos saberes popularescom os saberes acadêmicos, pois estamos diante do desafio de passarmos da ideia de universidade parauma universidade de ideias (SANTOS, 2005).Assim, a criação do Grupo PET/Conexões de Saberes se constitui em importante espaço para a criaçãodo novo, ou seja, o enfrentamento do desafio de expansão da universidade com qualidade, aliando sólidosconhecimentos técnico-científicos com aguçada sensibilidade social. Estimula-se, assim, a formação denovas lideranças capazes de articular competência acadêmica com compromisso social.Para a criação do novo é preciso considerar o que temos e avançarmos para o quedesejamos/precisamos. Em outras palavras: sustenta-se a hipótese de que parece pouco provável o êxitode uma política de popularização do ensino superior feita para as classes populares, por isso é precisoconstruir com as classes populares esse novo cenário. Ainda mais que uma das missões da UFFS,expressa em seu portal (www.uffs.edu.br), sustenta que a “universidade estabeleça dispositivos decombate às desigualdades sociais e regionais, incluindo condições de acesso e permanência no ensinosuperior, especialmente da população mais excluída do campo e da cidade”.Nesse sentido, permanecer na universidade, na perspectiva das ações propostas pelo ProgramaConexões de Saberes, significa para os estudantes bolsistas do projeto, não abrir mão dos laços depertencimento ao seu grupo sócio-cultural, mas sim, dialogar com os saberes do seu grupo de origem,fazendo-os emergir como protagonistas também no contexto acadêmico.As ações propostas se inserem num debate mais amplo acerca do papel da universidade na produção desaberes e sua relação com setores e saberes historicamente excluídos do ensino superior e doconhecimento que se diz científico e acadêmico, evidenciando e potencializando os saberes popularespara constituir um diálogo que permita a conexão entre eles, inclusive dispondo os conhecimentosSIGProj - Página 4 de 10
  5. 5. científicos e acadêmicos para e nas comunidades populares. Predomina na universidade a suposição deque os saberes populares estão distanciados espacial e hierarquicamente da academia, apartados dela.Contudo, a universidade, mergulhada nos conhecimentos científicos que de forma competente eresponsável produz, ao se deparar com os saberes que constituem, longe da academia, uma suposta“cultura popular”, precisa “dar mais um passo para derrubar esta barreira fictícia e reconhecer que naverdade se trata da nossa cultura, sem que saibamos” (CERTEAU, GIRARD, MAYOL, 2003, p. 235).Assumir e reconhecer na academia esses saberes que compõem a cultura popular é uma forma devalorizá-los através de um diálogo eqüitativo e justo envolvendo diferentes setores da sociedade.Dessa forma, como instituição multicampi, a UFFS insere-se de diversas maneiras na Mesorregião daFronteira Sul. Especificamente, o Campus Erechim situa-se na região do Alto Uruguai no norte do RioGrande do Sul, marcada pela agricultura familiar e por forte expansão urbana alavancando os setores docomércio e dos serviços. O Grupo PET/Conexões de Saberes no Campus Erechim da UFFS oportunizariao diálogo entre a universidade recém-instalada e as comunidades populares, publicizando o ensinosuperior público na região, apostando na “ideia” de uma nova universidade forjada no engajamento políticodos movimentos sociais e na excelência acadêmica em ensino, pesquisa e “comunicação”.A universidade pública e popular é aquela capaz de problematizar seu tempo, construindo um espaçocrítico que esteja dentro e além da comunidade ao qual se insere. Torna-se importante, assim, “abrir”definitivamente as universidades, torná-las propulsoras da diversidade ao lado do avanço científico etecnológico. Dentro do espírito da proposta de intervenção do Grupo PET/Conexões de Saberes, é precisoestabelecer uma efetiva comunicação, ao estilo freireano, como todos os agentes sociais, pois, “pensa-se,em regra, que as universidades representam o produto puro e simples da atividade criadora dos grupos deespecialistas que nelas trabalham cooperativamente. Isso é verdadeiro, mas em parte. O que dá grandezaàs universidades não é o que se faz dentro delas – é o que se faz com o que elas produzem”(FERNANDES, 1966, p. 205).De acordo com o Edital 9 (PET 2010 – MEC/SESu/SECAD), esta proposta se insere no Lote G (ponto 2.4)onde prevê grupos, por IFES, que envolvam exclusivamente estudantes de graduação oriundos decomunidades populares urbanas.1.4.2 ObjetivosObjetivo Geral•Possibilitar aos jovens de baixa renda e origem popular estudantes na universidade o desenvolvimentode suas capacidades de produção de conhecimento, em consonância com seus saberes próprios,formando-os para intervir como atores das políticas públicas, tanto na UFFS/Erechim como nos seusterritórios de origem, contribuindo para a reflexão sobre o ingresso e permanência qualificada de setorespopulares no Ensino Superior.Objetivos Específicos•Coletar, sistematizar e analisar dados e informações sobre a estrutura universitária e as condições deacesso e permanência dos estudantes universitários de origem popular nos cursos de graduação, e sepertinente, nos cursos de pós-graduação;• Estimular o processo de articulação dos universitários de origem popular através da construção deFóruns de formulação e avaliação de políticas de acesso e permanência nos cursos de graduação e pósgraduação;• Criar instrumentos metodológicos nas ações de extensão e pesquisa desenvolvidas com os estudantesuniversitários de origem popular para acompanhamento e avaliação do impacto das políticas públicasdesenvolvidas nos espaços populares, em particular as da área social;• Disseminar entre os estudantes de origem popular uma prática de pesquisa e extensão que privilegie omapeamento das condições econômicas, culturais, educacionais e de sociabilidade como ponto de partidapara a implementação de ações sociais e envolva grupos em situação de vulnerabilidade social, emparticular crianças e jovens;SIGProj - Página 5 de 10
  6. 6. •Formar estudantes universitários de origem popular para que desenvolvam estudos sobre o ensinosuperior público e sobre os espaços populares e articulem ações voltadas para a democratização daspolíticas universitárias no âmbito das redes existentes;•Fortalecer os vínculos identitários dos jovens de origem popular com seus grupos sociais e seusterritórios de origem, em oposição ao potencial desenraizamento social e cultural vivenciado a partir de suaexperiência universitária;• Estimular a formação de novas lideranças capazes de articular competência acadêmica comcompromisso social;• Sensibilizar os diferentes atores que integram a universidade sobre a importância das relações com ascomunidades populares e da democratização do acesso e da permanência dos jovens de origem popularna instituição de ensino.1.5 AnexosNome Tipodocto_01___thiago.jpCópia do Diploma de Doutorou, excepcionalmente, demestredocto_02___thiago.jp Outrodocto_03___thiago.jp Outrojustificativa_pet_20 Outrodeclaracao_funcionalDeclaração da Instituiçãoindicando o Regime deTrabalho do Tutordeclaracao_nao_possuDeclaração do Tutorindicando que não possuiqualquer outro tipo de bolsadeclaracao_thiago__1Carta de Aprovação pelasPró-Reitorias de Graduação eExtensão - PET/Conexões deSaberesata_reuniao__1_.jpg Outropet_conex_ere_thiago Outro2. Equipe de Execução2.1 Membros da Equipe de ExecuçãoDocentes da UFFSNome Regime - Contrato Instituição CH Total FunçõesDilermando Cattaneo da Silveira Dedicação exclusiva UFFS 124 hrs Colaborador(a)Gerson Wasen Fraga Dedicação exclusiva UFFS 124 hrs Colaborador(a)Ivone Maria Mendes Silva Dedicação exclusiva UFFS 390 hrs Colaborador(a)SIGProj - Página 6 de 10
  7. 7. Luís Fernando Santos Corrêa daSilvaDedicação exclusiva UFFS 264 hrs Colaborador(a)Marcio Soares Dedicação exclusiva UFFS 124 hrs Colaborador(a)Thiago Ingrassia Pereira Dedicação exclusiva UFFS 594 hrsCoordenador,TutorDiscentes da UFFSNão existem Discentes na sua atividadeTécnico-administrativo da UFFSNão existem Técnicos na sua atividadeOutros membros externos a UFFSNão existem Membros externos na sua atividadeCoordenador:Nome: Thiago Ingrassia PereiraRGA:CPF: 80358276004Email: thiago.ingrassia@gmail.comCategoria: Professor AssistenteFone/Contato: 54 37120305 / 51 84044569Tutor:Nome: Thiago Ingrassia PereiraRGA:CPF: 80358276004Email: thiago.ingrassia@gmail.comCategoria: Professor AssistenteFone/Contato: 54 37120305 / 51 840445692.2 Cronograma de AtividadesAtividade: Ciclo de Cinema: fronteiras entre saberes populares e saberes acadêmicos.Atividade bimestral que objetiva fazer a leitura de diferentes filmes edocumentários que fomentem a problematização dos níveis de saber e suasconexões.Início: Mai/2011 Duração: 6 MesesCarga Horária: 20 Horas/MêsResponsável: Thiago Ingrassia Pereira (C.H. 4 horas/Mês)Membros Vinculados: Marcio Soares (C.H. 4 horas/Mês)Luís Fernando Santos Corrêa da Silva (C.H. 4 horas/Mês)Dilermando Cattaneo da Silveira (C.H. 4 horas/Mês)Gerson Wasen Fraga (C.H. 4 horas/Mês)SIGProj - Página 7 de 10
  8. 8. Atividade: Ciclo de Debates - classes populares no ensino superior: atividades orientadasde discussão sobre o tema proposto, objetivando levantar questõesteórico-práticas que auxiliem na formação dos estudantes/bolsistas.Início: Dez/2010 Duração: 2 DiasCarga Horária: 60 Horas TotalResponsável: Thiago Ingrassia Pereira (C.H. 10 horas Total)Membros Vinculados: Marcio Soares (C.H. 10 horas Total)Luís Fernando Santos Corrêa da Silva (C.H. 10 horas Total)Dilermando Cattaneo da Silveira (C.H. 10 horas Total)Gerson Wasen Fraga (C.H. 10 horas Total)Ivone Maria Mendes Silva (C.H. 10 horas Total)Atividade: Ciclo de Debates - classes populares no ensino superior II: dando continuidadeao primeiro ciclo realizado em dezembro/2010, realiza-se uma mesa sobrepermanência na universidade e excelência acadêmica.Início: Jun/2011 Duração: 2 DiasCarga Horária: 48 Horas TotalResponsável: Thiago Ingrassia Pereira (C.H. 8 horas Total)Membros Vinculados: Marcio Soares (C.H. 8 horas Total)Luís Fernando Santos Corrêa da Silva (C.H. 8 horas Total)Dilermando Cattaneo da Silveira (C.H. 8 horas Total)Gerson Wasen Fraga (C.H. 8 horas Total)Ivone Maria Mendes Silva (C.H. 8 horas Total)Atividade: Grupo de estudos sobre cultura popular - espaço periódico (encontrosquinzenais) destinado ao estudo da cultura popular a partir de discussões quepartam das vivências dos estudantes; leituras dirigidas de textos que seorientam pela vertente da educação popular.Início: Abr/2011 Duração: 5 MesesCarga Horária: 16 Horas/MêsResponsável: Thiago Ingrassia Pereira (C.H. 8 horas/Mês)Membro Vinculado: Ivone Maria Mendes Silva (C.H. 8 horas/Mês)Atividade: Jornada de Planejamento: apresentação e construção do Grupo PET/Conexõesde Saberes na UFFS/Erechim. Esta atividade busca envolver diretamente osbolsistas em todas as etapas do trabalho, construindo uma metodologiaparticipativa e dialógica.Início: Dez/2010 Duração: 1 SemanaCarga Horária: 30 Horas TotalResponsável: Thiago Ingrassia Pereira (C.H. 20 horas Total)Membro Vinculado: Ivone Maria Mendes Silva (C.H. 10 horas Total)SIGProj - Página 8 de 10
  9. 9. Atividade: Oficina de construção de Memoriais - a produção de memoriais da trajetória atéa universidade é um recurso pedagógico que visa articular as experiências dosestudantes com o seu projeto de vida, no qual a universidade passa a terdestaque. Esse é uma prática comum junto aos diversos Conexões de Saberesque foram criados em universidades federais em todo o país. Intitulado de“Caminhadas” os memoriais dos bolsistas do Programa foram publicados pelaSECAD/MEC, buscando conceder voz a esses estudantes e ampliar suavisibilidade nas universidades públicas e em outros espaços sociais. Esse livrostrazem os relatos sobre as alegrias e as lutas de centenas de jovens, rapazes emoças, que contrariaram a forte estrutura desigual que ainda impede o plenoacesso dos estudantes mais pobres às universidades de excelência do país. Osmemoriais escritos pelos bolsistas da UFFS/Erechim são parte importante dasações do primeiro ano do Grupo PET/Conexões de Saberes, pois ajudam na“produção de si” e na conscientização do lugar que passam a ocupar nauniversidade.Início: Dez/2010 Duração: 3 MesesCarga Horária: 90 Horas/MêsResponsável: Thiago Ingrassia Pereira (C.H. 40 horas/Mês)Membros Vinculados: Luís Fernando Santos Corrêa da Silva (C.H. 20 horas/Mês)Ivone Maria Mendes Silva (C.H. 30 horas/Mês)Atividade: Pesquisa Perfil dos estudantes da UFFS/Erechim: pesquisa censitária comquestionário (papel ou on line) junto aos estudantes de graduação daUFFS/Erechim com ingresso em 2011/1, a fim de possibilitar a construção doPerfil do Estudante da UFFS/Erechim, importante subsídio para a realização depolíticas de acesso e permanência da universidade.Início: Fev/2011 Duração: 4 MesesCarga Horária: 60 Horas/MêsResponsável: Thiago Ingrassia Pereira (C.H. 20 horas/Mês)Membros Vinculados: Luís Fernando Santos Corrêa da Silva (C.H. 20 horas/Mês)Ivone Maria Mendes Silva (C.H. 20 horas/Mês)Atividade: Projeto Quero entrar na UFFS - Projeto “Quero entrar na UFFS”, realizado pormeio de oficinas em escolas públicas (prioritariamente) e privadas da região doAlto Uruguai/RS, com o objetivo de divulgar a presença da UFFS (modalidade deingresso, cursos de graduação, pós-graduação, extensão, atividades artísticas eculturais etc) na comunidade. Essa proposta de extensão/comunicação encontraembasamento na experiência do Território Ações Afirmativas, integrante noPrograma Conexões de Saberes/UFRGS(<http://queroentrarnaufrgs.blogspot.com/>)Início: Mar/2011 Duração: 7 MesesCarga Horária: 100 Horas/MêsResponsável: Thiago Ingrassia Pereira (C.H. 40 horas/Mês)Membros Vinculados: Marcio Soares (C.H. 10 horas/Mês)Luís Fernando Santos Corrêa da Silva (C.H. 10 horas/Mês)SIGProj - Página 9 de 10
  10. 10. Dilermando Cattaneo da Silveira (C.H. 10 horas/Mês)Gerson Wasen Fraga (C.H. 10 horas/Mês)Ivone Maria Mendes Silva (C.H. 20 horas/Mês)Atividade: Seminário Local Grupo PET/Conexões de Saberes UFFS/Erechim: realização deum seminário local do Grupo PET/Conexões de Saberes, oportunizando a toda acomunidade acadêmica e a sociedade em geral o debate acerca do tema“universidade pública e popular”.Início: Nov/2011 Duração: 2 DiasCarga Horária: 72 Horas TotalResponsável: Thiago Ingrassia Pereira (C.H. 12 horas Total)Membros Vinculados: Marcio Soares (C.H. 12 horas Total)Luís Fernando Santos Corrêa da Silva (C.H. 12 horas Total)Dilermando Cattaneo da Silveira (C.H. 12 horas Total)Gerson Wasen Fraga (C.H. 12 horas Total)Ivone Maria Mendes Silva (C.H. 12 horas Total), 27/09/2010Local Thiago Ingrassia PereiraCoordenador(a)/Tutor(a)SIGProj - Página 10 de 10

×