História do fotojornalismo parte 2

2.934 visualizações

Publicada em

História do fotojornalismo parte 2

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.934
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
161
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História do fotojornalismo parte 2

  1. 1. Profª Márcia Mendes Campos
  2. 2.  Na década de 20 a profissão de fotojornalista finalmente começa a ser reconhecida. O início da I Guerra Mundial estimulou os principais jornais do mundo a enviarem equipes de reportagens. Mas, ainda existiam limitações técnicas.
  3. 3.  As revistas e jornais da Alemanha tinham as maiores tiragens, por volta de 5 milhões de exemplares. Na Alemanha as fotografias de notícia passaram a influenciar o design da página.
  4. 4.  Em 1925 acontecem evoluções significativas: ◦ O flash de magnésio ◦ Lançamento da câmera de 35mm LEICA
  5. 5.  Em 1936 surge do primeiro filme ISO 100 da Agfa. ◦ Aumento no consumo ◦ Crescimento do número de fotógrafos amadores.
  6. 6.  A 1ª evolução do fotojornalismo durou até os anos de 1950, e suas principais características foram: ◦ Humanização do documentarismo. ◦ Proximidade com a cena (evolução tecnológica). ◦ Experimentação do olhar. ◦ Aperfeiçoamento dos sistemas de impressão. ◦ Surgimento das agências especializadas.
  7. 7.  A segunda fase tem início nos anos 60 até a década de 80. A fotografia disputa espaço com o rádio e a televisão. Provocou mudanças e também influenciou o estilo fotojornalístico: ◦ Sensacionalismo ◦ Espetacularização
  8. 8. Segundo o teórico Guy Debord:“Toda a vida das sociedades, nas quais reinam as modernas condições de produção, se apresenta como uma imensa acumulação de espetáculos. Tudo o que era vivido diretamente tornou-se uma representação...
  9. 9. ... A especialização das imagens do mundo se realiza no mundo da imagem automatizada, no qual o mentiroso mentiu para si mesmo.” (DEBORD, 1997 p. 13)
  10. 10.  O culto à imagem aumentava na mesma proporção em que crescia a produção fotográfica. A cobertura da Guerra do Vietnam foi responsável pela produção de fotografias que romperam paradigmas. ◦ Fotojornalismo criativo capaz de despertar reflexões do ponto de vista de quem lê as imagens.
  11. 11.  A popularização da TV começa a influenciar nas publicações impressas. ◦ As revistas Life e a Look faliram. ◦ No final dos anos 60 as revistas Times e Newsweek tiveram de se adptar. Utilizando mais imagens a cores.
  12. 12.  O crescimento no número de fotojornalistas nos EUA e Europa fortalece e valoriza mais ainda a profissão, que chegou a ser ameaçada pela televisão. As guerras deixaram de ser o centro das atenções. Mas, anos mais tarde voltariam ao antigo posto de preferências.
  13. 13.  Em 1972 a PENTAX inclui o fotômetro nas câmeras. Em 1977 a KONICA: ◦ Câmeras com foco automático ◦ Objetiva grande angulares ◦ Flash estroboscópicos
  14. 14.  Na década de 80 a fotografia começa a ganhar mais espaços no meio cultural, galerias, jornais, revistas e até cursos superiores. Iniciam-se em grande escala os estudos teóricos sobre a fotografia. Nos concursos de fotografia continua a preferência por imagens de violência, morte e horror.
  15. 15.  Tem início a influência da TV na produção fotográfica: ◦ A utilização da cor com maior freqüência pelos fotógrafos. ◦ Pela inserção de páginas coloridas na imprensa diária, começando em 1960 e com maior intensidade na década de 90.
  16. 16.  A segunda revolução do fotojornalismo foi marcada pelos seguintes aspectos: ◦ Aumento da atividade profissional. ◦ Transcendência de elementos como o discurso humanista na fotografia documental e o esteticismo. ◦ Inovações tecnológicas que primam pela qualidade final da imagem, a partir da precisão da captura.
  17. 17. Eddie Adams e sua fotografia de uma execução noVietnã, em 1968, uma imagem que circulou o mundo.
  18. 18. O sul-africano Kevin Carter e a fotografiade uma menina ameaçada por um abutre
  19. 19. ” …O olhar, o ângulo, a luz, o momento……sensibilidade, emoção e principalmente paixão!”   Isto é ser fotojornalista. Thiago Brandão.
  20. 20.  Era Digital:  Era Analógica: ◦ Acúmulo de funções ◦ Funções mais divididas. nas agências de ◦ “Menor fotografia, nas quantidade/Maior assessorias e nas qualidade”. redações. ◦ Mais Tempo para criar. ◦ “Maior quantidade de ◦ Sem tempo real. imagens / Menor qualidade.” ◦ Menos tempo para criar. ◦ Notícia em tempo real.

×