1964- NARRATIVAS E
MEMÓRIAS
 O presente trabalho, feito pelo grupo Meninas Poderosas, alunas da
faculdade AVM, traz a seg...
AFINAL, QUEM TRAMOU O
GOLPE?
 “Com o apoio financeiro e militar das autoridades dos Estados Unidos,
os articuladores do g...
 O golpe militar ocorrido em 1964, estabeleceu no Brasil uma
ditadura militar que permaneceu até 1985. Ao longo dos anos ...
ALGUMAS FOTOS
CHARGES
 Observa-se que a ditadura impôs por meio de trama golpista, rigoroso
controle sobre a população e suas organizações. Mom...
IMPACTOS NA
EDUCAÇÃO...
 Segundo Pedro Célio Borges, professor da Faculdade de Ciências Sociais de
(FSC), observou-se no ...
 Havia a expectativa de devolução do poder às forças civis, ainda que de
direita, o que a cada ato não se confirmava, e i...
 Podemos perceber que nos dias atuais, tem existido alguns
movimentos , ou seja, estudantes e civis indo para as ruas pro...
UM POUCO DE
REFLEXÃO...
IMPACTOS NA EDUCAÇÃO
PÓS- REGIME
 Em 1° de março de 1964, foi deflagrado um golpe militar
contra o presidente brasileiro ...
 Contradições do autoritarismo - Em entrevista com o
historiador Rodrigo Patto Sá Mota sobre como as universidades ,focos...
 Censura a livros na ditadura deixou herança autoritária . Veto a livros
considerados " imorais" e proibição de obras de ...
 Em nossos dias, pergunta- se a partir das ideias tratadas , quais são de fato as
grandes crises enfrentadas pela socieda...
Considerando toda a abordagem da ditadura militar , pode- se
destacar a participação popular como importante para que a
re...
 Hoje, como ontem
Policiais militares arrastam manifestante durante protesto de
professores em São Paulo, em maio de 2013...
GRUPO MENINAS
PODEROSAS
 JÔSE CARLA P01085
 DENISE QUINTANILHA P01071
 LENI OLIVEIRA GALVÃO P01086
 SÔNIA MARIA P01082...
Ditadura Militar 1964
Ditadura Militar 1964
Ditadura Militar 1964
Ditadura Militar 1964
Ditadura Militar 1964
Ditadura Militar 1964
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ditadura Militar 1964

493 visualizações

Publicada em

Ditadura militar, impactos na educação, regime militar de 1964, corpo e movimento, Universidades, vídeos sobre a ditadura Militar.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
493
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ditadura Militar 1964

  1. 1. 1964- NARRATIVAS E MEMÓRIAS  O presente trabalho, feito pelo grupo Meninas Poderosas, alunas da faculdade AVM, traz a seguinte temática a ser abordada:  grupo deverá elaborar um texto correlacionando o corpo e movimento no período do Golpe de 1964 e mostrar quais impactos podem ser percebidos e que foram gerados para a sociedade contemporânea. De que maneira as pessoas se comportavam? Como o corpo era visto e cultuado naquela época? Que impactos a Ditadura gerou em nosso corpo (em 1964 e nos dias de hoje ) ?
  2. 2. AFINAL, QUEM TRAMOU O GOLPE?  “Com o apoio financeiro e militar das autoridades dos Estados Unidos, os articuladores do golpe romperam com as facções democráticas e promoveram o fechamento do regime político.” Esse é um exemplo da explicação quase mágica que muitos livros didáticos dão para o início do governo militar. O processo, entretanto, foi complexo e precisa ser analisado com maior profundidade em sala de aula.  fontehttp://revistaescola.abril.com.br/ditadura-militar/
  3. 3.  O golpe militar ocorrido em 1964, estabeleceu no Brasil uma ditadura militar que permaneceu até 1985. Ao longo dos anos o regime militar foi endurecendo o governo e tornando legalizadas práticas de censura, repreensão e tortura, por exemplo, os militares combateram sem piedade qualquer ameaça comunista ou manifestantes contra o governo, marcando a história do Brasil por um período negro de atos autoritários ao extremo. Levando as pessoas a viverem aterrorizadas e acusadas.
  4. 4. ALGUMAS FOTOS CHARGES
  5. 5.  Observa-se que a ditadura impôs por meio de trama golpista, rigoroso controle sobre a população e suas organizações. Momento crucial da história do país, tempos sombrios, mas também período de emergência dos novos movimentos sociais que levariam a derrubada do regime e a construção da democracia nos anos 1980. Além da atuação da nova onda feminista no país, na militância na esquerda política, inclusive nos movimentos armados, as demandas femininas por anistia, melhores salários, transportes, creches, construíram novas concepções da política ampliando por novos regimes a noção de direitos humanos pessoal e politico.
  6. 6. IMPACTOS NA EDUCAÇÃO...  Segundo Pedro Célio Borges, professor da Faculdade de Ciências Sociais de (FSC), observou-se no período da Ditadura alguns dados emblemáticos. O Golpe de 1964, com sua natureza autoritária, ditatorial e agressiva, só se confirmou em 13 de dezembro de 1968, quando foi editado o Ato institucional S (AI5), embora, no segundo mês após o Golpe, já tivesse sido editado o Ato institucional 1, que acabou com os partidos políticos, fechou o Congresso Nacional, cassou mandatos de muitas lideranças, prendeu sindicalistas, perseguiu o movimento estudantil, prendeu a Inteligência Nacional e decretou censura aos jornais. O teor repressivo apareceu desde o início, mas não se consolidou porque passava por muitas negociações internas entre as forças que apoiavam o Golpe.
  7. 7.  Havia a expectativa de devolução do poder às forças civis, ainda que de direita, o que a cada ato não se confirmava, e isso se consumou com o AI5. Muitos professores e alunos foram expulsos da universidade por causa do vínculo com movimentos contrários a ditadura. Segundo Noé Freire, professor da (FH). Embora tente existido esse clima, é preciso também afirmar que o movimento estudantil e a população civil nunca deixaram de debater os problemas do país. Evidentemente houve momentos de fechamento , desarticulação, mas de um modo geral, os estudantes e a própria universidade conseguiram dar respostas.
  8. 8.  Podemos perceber que nos dias atuais, tem existido alguns movimentos , ou seja, estudantes e civis indo para as ruas promover melhores condições de vida. Protestar contra os abusos, visto que, existem alguns grupos com intenções vandalistas , destruindo patrimônios, sendo uma minoria que causa destruições por onde passam. Assim sendo, essa nova geração tem liberdade de expressão sem opressão. O Golpe gerou em nosso corpo a promoção de questionar sobre melhorias para a sociedade da melhor forma possível.
  9. 9. UM POUCO DE REFLEXÃO...
  10. 10. IMPACTOS NA EDUCAÇÃO PÓS- REGIME  Em 1° de março de 1964, foi deflagrado um golpe militar contra o presidente brasileiro João Goulart cujo nome popular Jango que foi substituído pelo Marechal Castelo Branco com o apoio de grupos oligárquicos e sob alegação que o País estava sob ameaça do comunismo. No transcorrer do governo militar , os sucessivos governos foram caracterizados por opressões ,torturas ,prisões , execuções sumárias , desaparecimentos de muitos vestígios. Foram anos aterrorizantes de perseguições a professores , alunos , artistas que viam-se obrigados viverem exilados .
  11. 11.  Contradições do autoritarismo - Em entrevista com o historiador Rodrigo Patto Sá Mota sobre como as universidades ,focos de resistência ao regime , sofreram com a opressão , mas também foram peça fundamental no projeto de desenvolvimento dos militares passando por amplas mudanças . Nas universidades do Rio , o crescimento e a repressão andaram juntas . Durante a repressão ditatorial o campus da UFRJ no Fundão foi construído e UNIRIO foi criada , mas expurgo de alunos e professores desfiguraram a instituição. Na ditadura , UFRR -RURAL teve corte de verbas e perseguições internas , Entrevista com a prof ª Célia Regina Otranto
  12. 12.  Censura a livros na ditadura deixou herança autoritária . Veto a livros considerados " imorais" e proibição de obras de opositores deixaram como legado a ideia de que a informação pode ser controlada diz a pesquisadora Sandra Reimão. Os cortes de verbas , por conta do arrocho salarial , o não melhor investimento na educação primaria , extinção do Mobral e o Programa Nacional de Alfabetização idealizado por Paulo Freire não permitiu um maior avanço na educação
  13. 13.  Em nossos dias, pergunta- se a partir das ideias tratadas , quais são de fato as grandes crises enfrentadas pela sociedade brasileira que obrigam o povo a lutar por democracia e melhoria econômica? É óbvio que o Brasil está longe de ser um paraíso e ninguém pode afirmar que tudo está ou será resolvido, mas após 25 anos de redemocratização e com a grande recuperação econômica que o Brasil vivencia nos últimos 10 anos, é também natural que as lutas sejam de outro tipo, bem menos radicalizadas, o que dá a falsa impressão de que o povo e a juventude de hoje são menos politizados do que antes. Não é! O que ocorre é que cada geração trava a sua luta conforme o tempo em que vive e não as lutas das gerações passadas, no mesmo patamar, com a mesma radicalidade e necessidade.
  14. 14. Considerando toda a abordagem da ditadura militar , pode- se destacar a participação popular como importante para que a redemocratização de fato acontecesse. “A abertura foi lenta, mas sem a mobilização do povo ela teria sido ainda mais devagar ou talvez nem acontecesse, por causa das disputas que aconteciam dentro do Exército” É possível discutir com a garotada os resultados do movimento Diretas Já! e das eleições de 1976 e 1982 – em que os partidos de oposição assumiram controle, primeiramente, de cidades importantes e, no segundo pleito, de alguns dos maiores estados do país. Conhecer o posicionamento dos alunos e fazê-los pensar nessas visões, presentes na nossa sociedade hoje, é um importante dever do professor, imprescindível para que o trabalho com o tema cumpra seu objetivo: educar os alunos enquanto cidadãos para garantir que a história não se repita. Fonte nova Escola http://revistaescola.abril.com.br/ditadura-militar/
  15. 15.  Hoje, como ontem Policiais militares arrastam manifestante durante protesto de professores em São Paulo, em maio de 2013. Foto: Adriano Vizoni/Folhapress
  16. 16. GRUPO MENINAS PODEROSAS  JÔSE CARLA P01085  DENISE QUINTANILHA P01071  LENI OLIVEIRA GALVÃO P01086  SÔNIA MARIA P01082  ELANE CLEIRE ALVES E SILVA P01141

×