SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
MASSA MOLECULAR (MM)
É a massa da molécula medida em unidades de massa atômica. Para cálculos estequioméricos, utliza-se a
unidade gramas (g).
O cálculo da massa molecular é feito a partir das massas atômicas dos elementos e a soma dos seus átomos
na molécula.
Assim:
H2O (água)
O = 1x 16 = 16
H = 2 x 1 = 2
MM = 16 + 2 = 18g ou 18u
Na fórmula da água há 1 átomo de O que é multiplicado pela sua massa atômica (16), resultando em 16.
Há dois átomos de H que é multiplicado pela sua massa atômica (1), resultando em 2.
Estes resultados são somados e desta forma encontramos o valor da massa molecular, 18g ou 18u.
Veja outros exemplos:
CO2 (dióxido de carbono)
O = 2 x 16 = 32
C = 1 x 12 = 12
MM = 32 + 12 = 44g ou 44u
C12H22O11 (sacarose)
O = 11 x 16 = 176
H = 22 x 1 = 22
C = 12 x 12 = 144
MM = 176 + 22 + 144 = 342g ou 342u
Mg(OH)2 (hidróxido de magnésio)
H = 2 x 1 = 2
O = 2 x 16 = 32
Mg = 1 x 24 = 24
MM = 2 + 32 + 24 = 58g ou 58u
Ca(NO3)2 (nitrato de cálcio)
O = 6 x 16 = 96
N = 2 x 14 = 28
Ca = 1 x 40 = 40
MM = 96 + 28 + 40 = 164g ou 164u
CuSO4.5H2O (sulfato cúprico penta-hidratado)
O = 5 x 16 = 80
H = 10 x 1 = 10
O = 4 x 16 = 64
S = 1 x 32 = 32
Cu = 1 x 63,5 = 63,5
MM = 80 + 10 + 64 + 32 + 63,5 = 249,5g ou 249,5u
Fórmula Mínima
É uma fórmula que fornece o número relativo entre os átomos da substância.
Mostra a proporção em número de átomos dos elementos expressa em número inteiros e os menores
possíveis.
Veja a fórmula mínima de algumas substâncias e sua fórmula moleculares:
Substância Fórmula Molecular Fórmula Mínima
Água Oxigenada H2O2 HO
Glicose C6H12O6 CH2O
Ácido Sulfúrico H2SO4 H2SO4
Geralmente, as fórmulas mínimas são uma “simplificação matemática” da fórmula molecular. A água
oxigenada pode ser dividida por 2 formando a fórmula mínima acima. Na glicose, a fórmula molecular foi
dividida por 6 e no ácido sulfúrico, não é possível dividir por um número inteiro, então a fórmula mínima fica
igual à fórmula molecular.
Composição Centesimal ou Análise Elementar
A fórmula centesimal fornece o percentual dos átomos que compõe a substância.
Representa a proporção em massa que existe na substância. É sempre constante e segue a Lei de Proust.
Exemplo:
C: 85,6%
H: 14,4%
Veja como calcular a fórmula centesimal a partir de dados obtidos da análise da substância:
A análise de 0,40g de um certo óxido de ferro revelou que ele possui 0,28g de ferro e 0,12g de oxigênio.
Qual é a sua fórmula centesimal?
x = 70% de Fe
x = 30%
Então, neste óxido possui 70% de Fe e 30% de O.
MOL
A palavra mol foi utilizada pela primeira vez pelo químico Wilhem Ostwald em 1896. Em latim,
esta palavra significa mole, que significa”monte”, “quantidade”. A partir desta palavra também
originou molécula, que quer dizer pequena quantidade.
Algumas mercadorias são vendidadas em quantidades já definidas, como por exemplo a dúzia (6),
a resma (500) e etc.
O mol também determina quantidade. Pode determinar também massa e volume. Veja o esquema
a seguir:
O mol indica quantidade. Um mol de qualquer coisa possui 6,02.1023 unidades. É utilizado em
química para referir-se à matéria microscópica, já que este número é muito grande. Pode ser
usado para quantificar átomos, moléculas, íons, número de elétrons, etc.
O número 6,02.1023 é a constante de Avogadro.
Exemplos:
1 mol de átomos de H tem 6,02.1023 átomos.
2 mol de átomos de H tem 2 x 6,02.1023 átomos = 12,04.1023 átomos de H
O mol indica massa. Um mol de um elemento é igual a sua massa molecular em gramas (g).
Exemplos:
1 mol de água tem 18g
2 mol de água tem 2 x 18 = 36g
O mol indica volume. Na realidade, indica o volume ocupado por um gás nas CNTP (condições
normais de temperatura e pressão). Para gases que estão nestas condições, o valor de um mol é
22,4L (litros).
CNTP:
T=0°C = 273K
P = 1atm = 760mmHg
Exemplos:
1 mol de CO2 ocupa que volume nas CNTP? 22,4L
2 mol de CO2 ocupa que volume nas CNTP? 2 x 22,4L = 44,8L
Para gases que não estão nestas condições, utiliza-se a fórmula do Gás Ideal ou Equação de
Clapeyron:
P.V = n.R.T
Onde:
P = pressão do gás (atm)
V = volume do gás (L)
n = número de mols do gás (mol)
R = constante de Clapeyron = 0,082atm.L/mol.K
T = temperatura do gás (K)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Química orgânica 3º ano COMPLETO
Química orgânica 3º ano   COMPLETOQuímica orgânica 3º ano   COMPLETO
Química orgânica 3º ano COMPLETOEliando Oliveira
 
MM, MA, mol, volume
MM, MA, mol, volumeMM, MA, mol, volume
MM, MA, mol, volumeKarol Maia
 
Acidez e basicidade na química orgânica
Acidez e basicidade na química orgânicaAcidez e basicidade na química orgânica
Acidez e basicidade na química orgânicaProfª Alda Ernestina
 
Relatório - volumetria de óxido-redução permanganometria
Relatório - volumetria de óxido-redução permanganometriaRelatório - volumetria de óxido-redução permanganometria
Relatório - volumetria de óxido-redução permanganometriaFernanda Borges de Souza
 
Reações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
Reações de Substituição Eletrofílica em AromáticosReações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
Reações de Substituição Eletrofílica em AromáticosJosé Nunes da Silva Jr.
 
Reações de esterificação e saponificação
Reações de esterificação e saponificaçãoReações de esterificação e saponificação
Reações de esterificação e saponificaçãoRafael Nishikawa
 
Introdução à Química Inorgânica - Prof. Maurício Monteiro
Introdução à Química Inorgânica - Prof. Maurício MonteiroIntrodução à Química Inorgânica - Prof. Maurício Monteiro
Introdução à Química Inorgânica - Prof. Maurício MonteiroMaurício Monteiro
 
Síntese e caracterização do cloreto de hexaamminníquel (ii)
Síntese e caracterização do cloreto de hexaamminníquel (ii)Síntese e caracterização do cloreto de hexaamminníquel (ii)
Síntese e caracterização do cloreto de hexaamminníquel (ii)Cybele Sobrenome
 
Analise conformacional
Analise conformacionalAnalise conformacional
Analise conformacionalHugo Braibante
 
Identificação dos cátions Cu2+ e Bi3+
Identificação dos cátions Cu2+ e Bi3+Identificação dos cátions Cu2+ e Bi3+
Identificação dos cátions Cu2+ e Bi3+Gabriela Begalli
 
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICA
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICARELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICA
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICAEzequias Guimaraes
 
Eletroquimica PILHAS
Eletroquimica PILHASEletroquimica PILHAS
Eletroquimica PILHASAna Dias
 

Mais procurados (20)

Química orgânica 3º ano COMPLETO
Química orgânica 3º ano   COMPLETOQuímica orgânica 3º ano   COMPLETO
Química orgânica 3º ano COMPLETO
 
Soluções 2º ano
Soluções   2º anoSoluções   2º ano
Soluções 2º ano
 
Equílibrio ácido base pronto cópia
Equílibrio ácido   base pronto cópiaEquílibrio ácido   base pronto cópia
Equílibrio ácido base pronto cópia
 
Complexos aula 1 (1)
Complexos aula 1 (1)Complexos aula 1 (1)
Complexos aula 1 (1)
 
Ácidos
ÁcidosÁcidos
Ácidos
 
MM, MA, mol, volume
MM, MA, mol, volumeMM, MA, mol, volume
MM, MA, mol, volume
 
Polaridade e solubilidade atualizada
Polaridade e solubilidade atualizadaPolaridade e solubilidade atualizada
Polaridade e solubilidade atualizada
 
Acidez e basicidade na química orgânica
Acidez e basicidade na química orgânicaAcidez e basicidade na química orgânica
Acidez e basicidade na química orgânica
 
Relatório - volumetria de óxido-redução permanganometria
Relatório - volumetria de óxido-redução permanganometriaRelatório - volumetria de óxido-redução permanganometria
Relatório - volumetria de óxido-redução permanganometria
 
Reações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
Reações de Substituição Eletrofílica em AromáticosReações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
Reações de Substituição Eletrofílica em Aromáticos
 
Ciclo do Nitrogênio
Ciclo do NitrogênioCiclo do Nitrogênio
Ciclo do Nitrogênio
 
Quimica Organica
Quimica OrganicaQuimica Organica
Quimica Organica
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Reações de esterificação e saponificação
Reações de esterificação e saponificaçãoReações de esterificação e saponificação
Reações de esterificação e saponificação
 
Introdução à Química Inorgânica - Prof. Maurício Monteiro
Introdução à Química Inorgânica - Prof. Maurício MonteiroIntrodução à Química Inorgânica - Prof. Maurício Monteiro
Introdução à Química Inorgânica - Prof. Maurício Monteiro
 
Síntese e caracterização do cloreto de hexaamminníquel (ii)
Síntese e caracterização do cloreto de hexaamminníquel (ii)Síntese e caracterização do cloreto de hexaamminníquel (ii)
Síntese e caracterização do cloreto de hexaamminníquel (ii)
 
Analise conformacional
Analise conformacionalAnalise conformacional
Analise conformacional
 
Identificação dos cátions Cu2+ e Bi3+
Identificação dos cátions Cu2+ e Bi3+Identificação dos cátions Cu2+ e Bi3+
Identificação dos cátions Cu2+ e Bi3+
 
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICA
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICARELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICA
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: SOLUBILIDADE DOS COMPOSTOS ORGÂNICA
 
Eletroquimica PILHAS
Eletroquimica PILHASEletroquimica PILHAS
Eletroquimica PILHAS
 

Destaque

Massa atômica, massa molecular, mol
Massa atômica, massa molecular, molMassa atômica, massa molecular, mol
Massa atômica, massa molecular, molprofaugustosergio
 
Mm, ma, mol, volume
Mm, ma, mol, volumeMm, ma, mol, volume
Mm, ma, mol, volumeKarol Maia
 
Massa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecularMassa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecularvargastania
 
Prof.José Roberto - Estrutura atômica e tabela periódica
Prof.José Roberto - Estrutura atômica e tabela periódicaProf.José Roberto - Estrutura atômica e tabela periódica
Prof.José Roberto - Estrutura atômica e tabela periódicaJosé Roberto Mattos
 

Destaque (9)

Massas Atômicas e Moleculares
Massas Atômicas e MolecularesMassas Atômicas e Moleculares
Massas Atômicas e Moleculares
 
Massa atômica, massa molecular, mol
Massa atômica, massa molecular, molMassa atômica, massa molecular, mol
Massa atômica, massa molecular, mol
 
Trabalho de ESTATISTICA
Trabalho de ESTATISTICATrabalho de ESTATISTICA
Trabalho de ESTATISTICA
 
Mm, ma, mol, volume
Mm, ma, mol, volumeMm, ma, mol, volume
Mm, ma, mol, volume
 
Mole massamolar
Mole massamolarMole massamolar
Mole massamolar
 
Massa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecularMassa atômica e massa molecular
Massa atômica e massa molecular
 
Prof.José Roberto - Estrutura atômica e tabela periódica
Prof.José Roberto - Estrutura atômica e tabela periódicaProf.José Roberto - Estrutura atômica e tabela periódica
Prof.José Roberto - Estrutura atômica e tabela periódica
 
Mol a unidade da química
Mol a unidade da químicaMol a unidade da química
Mol a unidade da química
 
Atividade massa molecular 2ºmédio
Atividade massa molecular 2ºmédioAtividade massa molecular 2ºmédio
Atividade massa molecular 2ºmédio
 

Semelhante a Massa Molecular

Cálculos químicos e estequiométricos
Cálculos  químicos e estequiométricosCálculos  químicos e estequiométricos
Cálculos químicos e estequiométricosAdrianne Mendonça
 
2016 aulas 4 e 5 - progressao ext noite
2016   aulas 4 e 5 - progressao ext noite2016   aulas 4 e 5 - progressao ext noite
2016 aulas 4 e 5 - progressao ext noitepaulomigoto
 
Exerccios resolvidos 2
Exerccios resolvidos 2Exerccios resolvidos 2
Exerccios resolvidos 2Evaldo Córes
 
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)ApoioAulas ParticularesCom
 
Aula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptxAula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptxJosBorges56
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)AulasEnsinoMedio
 
Calculos em química
Calculos em químicaCalculos em química
Calculos em químicaJosé Yan
 
Calculando formulas-quimicas
Calculando formulas-quimicasCalculando formulas-quimicas
Calculando formulas-quimicasresolvidos
 
Quantidade de matéria, estado gasoso, transformação dos gases.
Quantidade de matéria, estado gasoso, transformação dos gases.Quantidade de matéria, estado gasoso, transformação dos gases.
Quantidade de matéria, estado gasoso, transformação dos gases.Yoan Rodriguez
 
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..pptESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..pptFabianoSales13
 
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manualaula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manualhensonmateus035
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicasColegio CMC
 

Semelhante a Massa Molecular (20)

Cálculos químicos e estequiométricos
Cálculos  químicos e estequiométricosCálculos  químicos e estequiométricos
Cálculos químicos e estequiométricos
 
2016 aulas 4 e 5 - progressao ext noite
2016   aulas 4 e 5 - progressao ext noite2016   aulas 4 e 5 - progressao ext noite
2016 aulas 4 e 5 - progressao ext noite
 
Exerccios resolvidos 2
Exerccios resolvidos 2Exerccios resolvidos 2
Exerccios resolvidos 2
 
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
 
Aula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptxAula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptx
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
"Somos Físicos" Cálculos Químicos
"Somos Físicos" Cálculos Químicos"Somos Físicos" Cálculos Químicos
"Somos Físicos" Cálculos Químicos
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
 
Calculos em química
Calculos em químicaCalculos em química
Calculos em química
 
"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria
 
Calculando formulas-quimicas
Calculando formulas-quimicasCalculando formulas-quimicas
Calculando formulas-quimicas
 
Quantidade de matéria, estado gasoso, transformação dos gases.
Quantidade de matéria, estado gasoso, transformação dos gases.Quantidade de matéria, estado gasoso, transformação dos gases.
Quantidade de matéria, estado gasoso, transformação dos gases.
 
slide de química.pptx
slide de química.pptxslide de química.pptx
slide de química.pptx
 
Aula sobre grandezas químicas
Aula sobre grandezas químicasAula sobre grandezas químicas
Aula sobre grandezas químicas
 
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..pptESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt
 
11 mol
11 mol11 mol
11 mol
 
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manualaula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
 
Mol a unidade da química
Mol a unidade da químicaMol a unidade da química
Mol a unidade da química
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
 

Mais de Josenilson S'ilva

Resumo de Introdução a Sociologia
Resumo de Introdução a SociologiaResumo de Introdução a Sociologia
Resumo de Introdução a SociologiaJosenilson S'ilva
 
Conteúdo Para Vestibular (Setembro)
Conteúdo Para Vestibular (Setembro)Conteúdo Para Vestibular (Setembro)
Conteúdo Para Vestibular (Setembro)Josenilson S'ilva
 
Conteúdo Para Vestibular (Agosto)
Conteúdo Para Vestibular (Agosto)Conteúdo Para Vestibular (Agosto)
Conteúdo Para Vestibular (Agosto)Josenilson S'ilva
 
Conteúdo Para Vestibular (Julho)
Conteúdo Para Vestibular (Julho)Conteúdo Para Vestibular (Julho)
Conteúdo Para Vestibular (Julho)Josenilson S'ilva
 
Inglês (Vocabulary) [Básico]
Inglês (Vocabulary) [Básico]Inglês (Vocabulary) [Básico]
Inglês (Vocabulary) [Básico]Josenilson S'ilva
 
Inglês (Grammar Practice) [Pré-Intermediario]
Inglês (Grammar Practice) [Pré-Intermediario]Inglês (Grammar Practice) [Pré-Intermediario]
Inglês (Grammar Practice) [Pré-Intermediario]Josenilson S'ilva
 
Os 10 mandamentos para uma boa redação
Os 10 mandamentos para uma boa redaçãoOs 10 mandamentos para uma boa redação
Os 10 mandamentos para uma boa redaçãoJosenilson S'ilva
 
Figuras de linguagem (básico)
Figuras de linguagem (básico)Figuras de linguagem (básico)
Figuras de linguagem (básico)Josenilson S'ilva
 

Mais de Josenilson S'ilva (20)

Resumo de Introdução a Sociologia
Resumo de Introdução a SociologiaResumo de Introdução a Sociologia
Resumo de Introdução a Sociologia
 
REVIEW for the final test
REVIEW for the final testREVIEW for the final test
REVIEW for the final test
 
English Beginner - Unit 6
English Beginner - Unit 6English Beginner - Unit 6
English Beginner - Unit 6
 
English Beginner - Unit 5
English Beginner - Unit 5English Beginner - Unit 5
English Beginner - Unit 5
 
English Beginner - Unit 4
English Beginner - Unit 4English Beginner - Unit 4
English Beginner - Unit 4
 
English Beginner - Unit 3
English Beginner - Unit 3English Beginner - Unit 3
English Beginner - Unit 3
 
English Beginner - Unit 2
English Beginner - Unit 2English Beginner - Unit 2
English Beginner - Unit 2
 
English Beginner - Unit 1
English Beginner - Unit 1English Beginner - Unit 1
English Beginner - Unit 1
 
Conteúdo Para Vestibular (Setembro)
Conteúdo Para Vestibular (Setembro)Conteúdo Para Vestibular (Setembro)
Conteúdo Para Vestibular (Setembro)
 
Conteúdo Para Vestibular (Agosto)
Conteúdo Para Vestibular (Agosto)Conteúdo Para Vestibular (Agosto)
Conteúdo Para Vestibular (Agosto)
 
Conteúdo Para Vestibular (Julho)
Conteúdo Para Vestibular (Julho)Conteúdo Para Vestibular (Julho)
Conteúdo Para Vestibular (Julho)
 
Inglês (Vocabulary) [Básico]
Inglês (Vocabulary) [Básico]Inglês (Vocabulary) [Básico]
Inglês (Vocabulary) [Básico]
 
Inglês (Grammar Practice) [Pré-Intermediario]
Inglês (Grammar Practice) [Pré-Intermediario]Inglês (Grammar Practice) [Pré-Intermediario]
Inglês (Grammar Practice) [Pré-Intermediario]
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Cinemática
 
Competências da Redação
Competências da RedaçãoCompetências da Redação
Competências da Redação
 
Os 10 mandamentos para uma boa redação
Os 10 mandamentos para uma boa redaçãoOs 10 mandamentos para uma boa redação
Os 10 mandamentos para uma boa redação
 
50 temas para redação
50 temas para redação50 temas para redação
50 temas para redação
 
Tenda dos milagres
Tenda dos milagresTenda dos milagres
Tenda dos milagres
 
Figuras de linguagem (básico)
Figuras de linguagem (básico)Figuras de linguagem (básico)
Figuras de linguagem (básico)
 
Temas para redação 2013
Temas para redação 2013Temas para redação 2013
Temas para redação 2013
 

Último

PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 

Último (20)

PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 

Massa Molecular

  • 1. MASSA MOLECULAR (MM) É a massa da molécula medida em unidades de massa atômica. Para cálculos estequioméricos, utliza-se a unidade gramas (g). O cálculo da massa molecular é feito a partir das massas atômicas dos elementos e a soma dos seus átomos na molécula. Assim: H2O (água) O = 1x 16 = 16 H = 2 x 1 = 2 MM = 16 + 2 = 18g ou 18u Na fórmula da água há 1 átomo de O que é multiplicado pela sua massa atômica (16), resultando em 16. Há dois átomos de H que é multiplicado pela sua massa atômica (1), resultando em 2. Estes resultados são somados e desta forma encontramos o valor da massa molecular, 18g ou 18u. Veja outros exemplos: CO2 (dióxido de carbono) O = 2 x 16 = 32 C = 1 x 12 = 12 MM = 32 + 12 = 44g ou 44u C12H22O11 (sacarose) O = 11 x 16 = 176 H = 22 x 1 = 22 C = 12 x 12 = 144 MM = 176 + 22 + 144 = 342g ou 342u Mg(OH)2 (hidróxido de magnésio) H = 2 x 1 = 2 O = 2 x 16 = 32 Mg = 1 x 24 = 24 MM = 2 + 32 + 24 = 58g ou 58u Ca(NO3)2 (nitrato de cálcio) O = 6 x 16 = 96 N = 2 x 14 = 28 Ca = 1 x 40 = 40 MM = 96 + 28 + 40 = 164g ou 164u CuSO4.5H2O (sulfato cúprico penta-hidratado) O = 5 x 16 = 80 H = 10 x 1 = 10 O = 4 x 16 = 64 S = 1 x 32 = 32 Cu = 1 x 63,5 = 63,5 MM = 80 + 10 + 64 + 32 + 63,5 = 249,5g ou 249,5u Fórmula Mínima É uma fórmula que fornece o número relativo entre os átomos da substância. Mostra a proporção em número de átomos dos elementos expressa em número inteiros e os menores possíveis. Veja a fórmula mínima de algumas substâncias e sua fórmula moleculares: Substância Fórmula Molecular Fórmula Mínima Água Oxigenada H2O2 HO Glicose C6H12O6 CH2O Ácido Sulfúrico H2SO4 H2SO4
  • 2. Geralmente, as fórmulas mínimas são uma “simplificação matemática” da fórmula molecular. A água oxigenada pode ser dividida por 2 formando a fórmula mínima acima. Na glicose, a fórmula molecular foi dividida por 6 e no ácido sulfúrico, não é possível dividir por um número inteiro, então a fórmula mínima fica igual à fórmula molecular. Composição Centesimal ou Análise Elementar A fórmula centesimal fornece o percentual dos átomos que compõe a substância. Representa a proporção em massa que existe na substância. É sempre constante e segue a Lei de Proust. Exemplo: C: 85,6% H: 14,4% Veja como calcular a fórmula centesimal a partir de dados obtidos da análise da substância: A análise de 0,40g de um certo óxido de ferro revelou que ele possui 0,28g de ferro e 0,12g de oxigênio. Qual é a sua fórmula centesimal? x = 70% de Fe x = 30% Então, neste óxido possui 70% de Fe e 30% de O. MOL A palavra mol foi utilizada pela primeira vez pelo químico Wilhem Ostwald em 1896. Em latim, esta palavra significa mole, que significa”monte”, “quantidade”. A partir desta palavra também originou molécula, que quer dizer pequena quantidade. Algumas mercadorias são vendidadas em quantidades já definidas, como por exemplo a dúzia (6), a resma (500) e etc. O mol também determina quantidade. Pode determinar também massa e volume. Veja o esquema a seguir: O mol indica quantidade. Um mol de qualquer coisa possui 6,02.1023 unidades. É utilizado em química para referir-se à matéria microscópica, já que este número é muito grande. Pode ser usado para quantificar átomos, moléculas, íons, número de elétrons, etc. O número 6,02.1023 é a constante de Avogadro. Exemplos: 1 mol de átomos de H tem 6,02.1023 átomos. 2 mol de átomos de H tem 2 x 6,02.1023 átomos = 12,04.1023 átomos de H O mol indica massa. Um mol de um elemento é igual a sua massa molecular em gramas (g). Exemplos: 1 mol de água tem 18g 2 mol de água tem 2 x 18 = 36g O mol indica volume. Na realidade, indica o volume ocupado por um gás nas CNTP (condições normais de temperatura e pressão). Para gases que estão nestas condições, o valor de um mol é 22,4L (litros).
  • 3. CNTP: T=0°C = 273K P = 1atm = 760mmHg Exemplos: 1 mol de CO2 ocupa que volume nas CNTP? 22,4L 2 mol de CO2 ocupa que volume nas CNTP? 2 x 22,4L = 44,8L Para gases que não estão nestas condições, utiliza-se a fórmula do Gás Ideal ou Equação de Clapeyron: P.V = n.R.T Onde: P = pressão do gás (atm) V = volume do gás (L) n = número de mols do gás (mol) R = constante de Clapeyron = 0,082atm.L/mol.K T = temperatura do gás (K)