Planning and management classes

164 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
164
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planning and management classes

  1. 1. PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DAS AULAS Fabiana Rocha Josenilson Alves Letras VI Língua Inglesa Prof.ª: Ariane Peixoto
  2. 2. Língua Inglesa
  3. 3. Por que fazer plano de Aula?  Os professores que não escrevem o seu próprio plano de aula correm o risco de seguir cegamente o livro didático, cujos autores, por mais abrangentes que sejam, jamais poderiam conhecer a sua classe como você mesmo. O livro didático oferece uma estrutura geral para o seu ensino, mas cada lição exige o seu próprio planejamento, que pode garantir que sua aula tenha uma estrutura clara, com um começo, meio e fim definidos. E você pode inserir atividades extras e material para atender às necessidades de uma determinada classe e aos seus próprios interesses.
  4. 4. Gerenciamento de aulas  Usamos o termo "gerenciamento" para abranger termos como planejar, dar instruções, analisar reações, pensar à frente.
  5. 5. Planejar  Os planejamentos mensal e semestral são tão importantes quanto o planejamento de cada lição. Uma das formas de fazer um planejamento é observar o índice do livro didático e dividir as lições ao longo do ano letivo. Observar como você pode ajustar as lições e inserir material complementar.
  6. 6. Organizar  Você precisa organizar os equipamentos e material antes da aula e durante a lição, é necessário organizar e planejar o uso do tempo pelos alunos. Deve-se organizar, também, a forma com que os alunos farão as atividades de prática da língua. A organização física da sala de aula é muito importante. A posição das cadeiras e mesas, para que os alunos possam trabalhar em pares.
  7. 7. Dar instruções  A melhor forma de garantir que as intruções sejam claras é visualizar cada atividade enquanto estiver planejando a aula.Torne as instruções diretas, curtas e simples. Antes de começar o exercício, faça perguntas para verificar se os alunos entenderam. Se você tentar se colocar no lugar dos alunos, será mais fácil escolher o tipo mais adequado de instruções, seja em inglês ou na sua própria língua.
  8. 8. Analisar reações  Um dos maiores problemas para os professores inexperientes é ouvir o que os alunos dizem e, em seguida, reagir adequadamente. A melhor forma de lidar com o problema é conhecer a sua classe. Você saberá prever os erros e será mais fácil ouvir e entender as dúvidas dos alunos. Coloque-se no lugar do aluno, pense no indivíduo. Alguns precisam de incentivo, outros esperam que aponte seus erros e aprendem com as correções.
  9. 9. Pensar à frente  Os bons professores são flexíveis. Sabem o que buscam e quando devem deixar de lado um plano e atender às necessidades específicas de uma classe, ou como reagir à produção de uma estrutura lingüística que não tinha sido planejada. Você precisa ter seus objetivos em mente. É importante monitorar o que está acontecendo na sala de aula e relacionar esses eventos ao seu plano de aula e ao seu livro didático.
  10. 10. Metas e objetivos realistas  Como bom professor, você deverá saber o que cada indivíduo pode realizar. O sucesso é algo relativo à habilidade individual e ao ponto de partida. É também necessário ser realista em relação às metas e aos objetivos. Como progredir como professor? Seja ambicioso, porém realista.
  11. 11. Escolha e Uso de Materiais Publicados
  12. 12. Considerações quanto ao material  O que mais importa é encontrar o livro didático adequado a sua situação de ensino. Há, também outras categorias de materiais publicados a considerar, seja para a sua escola, seja para serem recomendados aos pais e alunos. Podem incluir: livros de gramática, dicionários, livros para leitura em sala de aula, materiais suplementares para sala de aula, materiais de auto-estudo para os alunos e material para aperfeiçoamento do professor. É importante que seja uma escolha acertada, que lhe dê o melhor retorno possível.
  13. 13. Analisar  O ponto-chave é saber do que você precisa. Há que analisar as necessidades da classe: idade, número de alunos, equipamentos, horas por semana, objetivo de aprendizado, objetivo do material (pontos fortes e deficiências), nível do idioma e horas por ano.
  14. 14. A escolha do livro didático Consistirá de três ou quatro elementos:  Livro do aluno  Livro do professor  Livro de exercícios  DVD
  15. 15. Livro do Aluno  Você deve analisar o livro do aluno sob dois aspectos: o seu ponto de vista e o ponto de vista do aluno. Você pode verificar se a abrangência e metodologia estão de acordo com as suas necessidades. Se o nível de linguagem e a faixa etária do público-alvo estão de acordo com o perfil da sua classe e se o número de horas necessárias para cobrir cada nível é o mesmo de horas do seu ano letivo. Há, também, que considerar se os alunos responderão positivamente aos tópicos e às atividades do livro.
  16. 16. Livro do professor Um bom livro do professor irá ajudá-lo a otimizar os seus pontos fortes e servir de apoio às suas deficiências, além de ajudá-lo a evoluir.
  17. 17. Livro de exercícios  Quanto mais claro estiver a utilização do livro de exercícios para você, e o que você deseja fazer com ele, mais fácil será encontrar um livro adequado. São para reforçar e ampliar o trabalho feito com o livro do aluno. Alguns são para uso em classe, outros para casa com instruções que devem ser claras.
  18. 18. DVD Deve ter total clareza de sua função. Analise as características-chave que você deve procurar e que servirá de ajuda.  modelos claros para a produção das estruturas lingüísticas;  diálogos realistas;  atividades específicas de pronúncia e entonação  Músicas;  textos formais para a compreensao oral;  variedade de sotaques;  inglês americano/britânico;
  19. 19. A escolha do material complementar  Conjunto de materiais para serem utilizados como atividades extras em áreas que o livro didático não cobre com a profundidade necessária, ou em que seus alunos apresentam problemas específicos. A escolha do material dependerá da escolha do livro didático.
  20. 20. Ampliando o livro didático: elaborando seu próprio material  Mesmo o melhor livro didático necessitará de ampliações e adaptações de tempos em tempos. A maioria dos professores acaba fazendo isso, visto que conhecem as necessidades específicas da classe de uma forma que nenhum autor jamais poderia saber. Portanto, se você quiser elaborar seu próprio material, lembre-se que é importante ter total clareza do objetivo do material, decidir a duração de cada atividade, incluir ilustrações, pensar em como seus alunos irão guardar o material após utilizá-lo. Uma vez escrito o seu material, mostre a um colega para que analise e você possa saber se atingiu o seu objetivo.
  21. 21. Objetivo do Plano de Aula  Escrever um plano de aula é a garantia de que cada estágio ou passo da aula tenha sido pensado da maneira certa, e que tenha sido analisada a formas de passarmos de um estágio a outro. Isso também pode garantir que exista um equilíbrio perfeito entre a prática das habilidades e uma boa variedade de atividades.

×