O imperialismo na àfrica e na ásia

1.107 visualizações

Publicada em

O imperialismo na àfrica e na ásia

Publicada em: Mídias sociais
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.107
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
57
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O imperialismo na àfrica e na ásia

  1. 1. IMPERIALISMO NA ÁFRICA E NA ÁSIA
  2. 2. Para Começar ! Precisamos saber. . O que Imperialismo ? . O que significa dizer que um país é imperialista?
  3. 3. O que Imperialismo ? Imperialismo é a prática através da qual, nações poderosas procuram ampliar e manter controle ou influência sobre povos ou nações mais pobres
  4. 4. O que significa dizer que um país é imperialista? O imperialismo não é nenhuma novidade na história da humanidade. Desde os tempos antigos há registros de regiões dominado outras regiões, ou mesmo civilizações inteiras sendo submetidas por outras civilizações. O imperialismo tem seu auge no século XIX, e tem os países europeus como seus principais agentes.
  5. 5. Mais por que será que a Europa se tornou Imperialista? 1850 – A partir da metade do século XIX, a Europa se torna o continente mais poderoso do mundo. A Revolução Industrial é um verdadeiro sucesso; as fábricas produzem a todo vapor, e produzem muito mais que a própria Europa pode consumir.
  6. 6. Por isso, é preciso encontrar novos mercados para esses produtos industrializados, é preciso romper as fronteiras de outros países; não só para vender mais também para obter matérias-primas para as industrias. E são basicamente esses dois fatores: a busca de novos mercados e obtenção de matérias- primas, os responsáveis pela maior corrida imperialista já vista entre os países europeus.
  7. 7. O Imperialismo na África O primeiro momento de conquista do território africano na modernidade aconteceu com o avanço das grandes navegações. Inicialmente, Portugal e Espanha foram os colonizadores da África entre os séculos XV e XVII. Esta primeira fase é conhecida como Colonialismo. Até o século XIX a intervenção europeia esteve presente apenas no litoral do continente africano, com uma exploração especialmente marcada pelo trafico negreiro que acontecia no Oceano Atlântico. Mas com a ascensão de outras potências europeias acirrou a corrida pelo domínio do continente e ampliou a exploração, adentrando no território.
  8. 8. Os povos europeus tinham grande supremacia no processo de conquista imperialista no continente africano. A capacidade de tais países, pelo crescimento conquistado ao longo dos séculos com base na exploração, era inegável e oferecia condições de enfrentamento com grande poderio. As comunidades africanas, contudo, não deixaram de enfrentar os europeus, é bem verdade que a derrota era quase inevitável, mas o processo de dominação imperialista na África não foi tão fácil quanto se pode parecer. Já entre os países europeus, as disputas por territórios imperialistas no continente africano, onde se pudesse explorar as riquezas e estabelecer a influência ideológica, também foram motivo de atritos. As tensões entre as novas potências europeias foram crescendo gradativamente, em simultaneidade com a intensificação do processo de dominação. O ambiente se tornou tão instável que a corrida pela conquista do continente africano e também do asiático foi um dos motivos para a eclosão da Primeira Grande Guerra Mundial em 1914.
  9. 9. O Imperialismo na Ásia
  10. 10. No final do século XIX se deu a grande corrida imperialista dos países europeus em um novo momento de colonização. As nações tardiamente unificadas na Europa buscavam dominar territórios em outros continentes para compensar o tempo perdido. O final do século XIX foi um momento crítico da humanidade por causa das tensões geradas com a corrida imperialista. Nesse momento, a Inglaterra já havia se estabilizado na Índia, os holandeses desfrutavam da antiga exploração das Índias Orientais e os portugueses tiravam lucro do restante do antigo império. Vieram então os franceses, que se expandiram pela África e pela Ásia.
  11. 11. Toda essa ânsia pela conquista dos territórios, tanto na Ásia como na África, entre as potências européias mais os Estados Unidos gerou um ambiente de instabilidade nas relações internacionais. O imperialismo do final do século XIX e início do século XX pregava a conquista de territórios espalhados pelo mundo onde se pudesse promover a exploração e a influência ideológica. A tensão acirrada entre os países que participaram desse novo momento de conquista de colônias na história da humanidade foi um dos motivos geradores da Primeira Grande Guerra Mundial.
  12. 12. FONTES: http://www.infoescola.com http://www.zemoleza.com.b https://www.google.com.br

×