JOGOS                                                                                                                     ...
RÁDIO ESCOLA                                                                                     Horta ESCOLAR     A rádio...
escola, pelos professores e alunos, necessita-se pen-          representação na mídia atualmente veiculada. Propicia a    ...
QUADRA COBERTA É REALIDADEAUTORIDADES E FAMÍLIA ESCOLAR INAUGURAM A QUADRA COBERTA       O Colégio Estadual Quatro Pontes ...
COMBATE À DENGUE     ALUNOS MOSTRAM SEUS CONHECIMENTOS SOBRE A DENGUE      A Secretaria Estadual de Educação do Estado do ...
DIVERSIDADE É TEMA DE SEMINÁRIO                                                                               ALUNOS DO EN...
SAGITÁRIO: Busca relacionamentos casuais, tão ca-             LEÃO: A mulher de Leão é muita areia para o cami-   HOMEM DE...
EMBAIXADINHAS PALESTRA DE                                                                                              EVE...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal AACI 2ª edição

877 visualizações

Publicada em

Segunda edição do jornal feito pelos alunos do Colégio Estadual Quatro Pontes. O Jornal AACI, conta com a participação de 21 alunos, e é coordenado pela professora Valmi Bender.

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
877
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal AACI 2ª edição

  1. 1. JOGOS RÁDIO ESCOLA EM PARCERIA COMMATEMÁTICOS A TROPICAL FM PÁGINA 03 PÁGINA 06COLÉGIO ESTADUAL QUATRO PONTES - E.F.MEXPEDIENTEALUNOS PARTICIPANTESDO PROGRAMA: Adriana Sausen Alana T. Rutzen Andressa Gentz Bianca M. C. Rossato Bruna R. Nunes Bruna Bernardi Carline I. F. Vogt Carolina Wammes Cheila C. Hoesel Daiane Notter Dayana Graff Daniel M. Steffler Débora C. Senger Émili C. Bremm Gabriela E. Tenroller QUADRA Gabrielly M. Vergutz COBERTA Geovana Kuns É REALIDADE Julio kuhn Kelly L. G. da Silva PÁGINA 04 A Rádio Escola e o Jornal AACI propiciam gonista, para que ambos tornem-se mais Luana L. Tenroller a construção do conhecimento, onde o críticos na utilização das mídias (rádio e Lariessa S. Rambo COLÉGIO ESTADUAL professor torna-se mediador do processo jornal enquanto veículos de recepção e tam- ensino-aprendizagem e o aluno, o prota- bém de produção). PÁGINAS 02 e 03 QUATRO PONTESPROFESSORACOORDENADORA: PROMOVE ALMOÇO EM HOMENAGEM AO Valmi M. P. Bender RÁDIO ESCOLA DO COLÉGIO RECEBE DIA DAS MÃESCOLABORADOR: E DOS PAIS Marcelo Tischer EQUIPAMENTOS DO GOVERNO PÁGINA 05 PÁGINA 06 SEÇÕES AQUISIÇÕES DA APMF (COL. EST. QUATRO PONTES - E.F.M.) ANO LETIVO 2010 - 07 aparelhos de ar condicionado e instalação; - Bolas (vôlei, futsal, handebol e basquete); - Pasta para o notebook;Editorial............................................PG 02 - Caixas de som para salas de aula e - 01 aparelho de telefone; - Fragmentadora de papel;Opinião.............................................PG 03 instalação; - Utensílios para a cozinha; - Carimbos (professores); - CPU (computador secretaria); - Garrafa térmica; - Pintura (calçada);Notícia Escola...................................PG 04 - Instalação dos equipamentos doados pelo - Assinatura de 06 revistas (Abril Cultural) e Jornal - Tinta (calçada)Notícia Escola...................................PG 05 Estado (Rádio Escola); O Presente; - Verniz (portas); - Reforma de 08 quadros-negros; - Cartão de memória (CPU-professores); - Confraternizações entre funcionários e APMF;Notícia Escola...................................PG 06 - 01 Freezer; - Cópias de chave (salas de aula); - Lembranças (presentes) para funcionários;Variedades........................................PG 07 - 01 caixa de descarga; - Cortinas; - Livros para a biblioteca; - Confecção e reparo das caixas de giz; - Fichas / Biblioteca; - Materiais de expediente.Notícia Escola...................................PG 08
  2. 2. RÁDIO ESCOLA Horta ESCOLAR A rádio na escola opera um novo significado das linguagens e privilegia a linguagem oral, Ao iniciar o ano letivo de 2010, achou-se por bem dar continui- dade às atividades inerentes ao projeto Horta Orgânica, iniciado permitindo assim, o resgate da oralidade, marcante em nossa cultura. A linguagem radiofônica em 2009 sob a iniciativa, ou seja, pela implantação do Programa no contexto da escola, permite ainda ampliar as possibilidades de expressão e autoestima, onde Viva a Escola pela SEED, quando houve a participação de um as pessoas, principalmente os alunos descobrem a possibilidade de se expressar pela rádio, grupo de alunos entre 10 a 15, não foi possível atingir o número inserindo seus projetos pessoais em um projeto maior, coletivo e sentindo-se pertencer a este ideal de alunos que o programa requer (20). Mas mesmo assim, as atividades desenvolvidas proporcionaram ótimos resultados, ambiente escolar que está em transformação. obtidos na produção de hortaliças, bem como, na apropriação de A escola não pode desconsiderar ou negar a presença das mídias no dia a dia dos educandos. conhecimentos complementares. As novas tecnologias fazem parte de seu mundo (escola, alunos, professores), pois todos vivem Neste ano de 2010 as atividades referentes à Horta Orgânica são desenvolvidas mediante um trabalho voluntário que conta com e convivem numa sociedade movida pela informação. O rádio, como outras mídias eletrônicas, o apoio de alguns alunos e de pessoas amigas da escola. Foi essa é mais dinâmico, atraente, sedutor e rápido alternativa que nos permite manter a horta em do que a dinâmica escolar. Portanto, um atividade, porque continuar no Programa Viva a dos desafios da educação é procurar ma- Escola, que por sinal é excelente, não se queria correr o risco de mais uma vez não atingir o neiras mais criativas de interagir com as número de alunos exigidos pelo mesmo. Isso foi linguagens das mídias no contexto escolar, uma pena, pois o restante continua tudo muito integrando a cultura tecnológica no espaço bem, até porque estamos conseguindo que as hortaliças desenvolvam-se melhor e certamen- educativo, desenvolvendo nos alunos com- te vão render mais, isso em função de um apren- petências e habilidades para a utilização dizado decorrente de pesquisa, visitas a produ- desses instrumentos. tores orgânicos e troca de ideias com engenhei- ros agrônomos e assim estamos aperfeiçoan- do cada vez mais o sistema de produção respei- tando os princípios da sustentabilidade. As atividades desenvolvidas em fevereiro Atualmente, o educador precisa conhe- foram: limpeza do terreno, retirada de ervas da-cer outras linguagens, e o educando, saber ninhas e fabricação de caldas ecológicas paraler e produzir textos sonoros, escritos e controle de insetos; março: remoção e aduba-hipertextos. A leitura e a produção desses ção de canteiros e organização da proteção dastextos conduzem o aluno à compreensão das beiradas e ainda no final de março: o início do plantio de tomate (105 mudas); abril foram plan-linguagens jornalística, radiofônica e do com- tadas 100 mudas de repolho, 50 de couve-flor,putador (radiojornal, jornal impresso e jornal 50 de brócolis, 100 de alface, total de 405 mudas;“online”), levando-o a distinguir e compreen- maio foram plantadas 100 mudas de repolho,der o discurso simbólico e a rádio escola 100 de alface, 70 de beterraba, 50 de brócolis, 50permitirá desenvolver isso. Segundo Nidelco- de cebolinha, total de 370 mudas, portanto ao final de maio tivemos ao todo 775 mudas emff (1991), um outro ver, compreender e inter- desenvolvimento.pretar a sociedade globalizada. A Horta Orgânica completa a merenda esco- lar de nosso colégio, dando uma maior qualida- de e tornando-a mais saborosa e nutritiva. O papel da comunicação é imprescin- COLABORADOR: PROFESSOR dível à educação, na medida em que se EUGÊNIO HAMMES. torna presente por meio das diferentes mídias no cotidiano do aluno. Ela não só pode ser ensinada pelos seus diferentes meios, mas principalmente vivida nesse diferentes espaços. É inegável o que pode e deve proporcionar aos educandos, do lazer e da distração à educação e informação. Por meio de linguagens próprias, a comunicação se torna fundamental no processo educativo; não é mais, e só, a voz e fala do professor que ensina e do aluno que aprende, porém de vozes que se inter-relacionam na formação do aluno, na construção do sujeito. A mídia não pede licença para entrar na comunidade, na escola; não ignorar esse fato e fazer dela uma aliada é de suma importância, pois, pode-se assim, discutir, aprender, refletir sobre as questões da atualidade, do cotidiano, da política, da sociedade... e por que não da própria mídia? Uma emissora de rádio dentro de um ambiente escolar funciona como um elemento potencializador do processo de ensino-aprendizagem, porque pode promover a participação de todos. O uso de rádio na educação estimula a reflexão e a transformação social.
  3. 3. escola, pelos professores e alunos, necessita-se pen- representação na mídia atualmente veiculada. Propicia a sá-la e utilizá-la de modo que tenha significado, pro- construção do conhecimento, onde o professor torna-se movendo um ensino vivo, que possibilite a formação mediador do processo ensino-aprendizagem e o aluno, o de alunos esclarecidos e atuantes. protagonista, para que ambos tornem-se mais críticos na Pode-se arriscar em dizer que é praticamente impossível utilização das mídias (rádio e jornal enquanto veículos de formar para a cidadania sem educar para a comunicação, para recepção e também de produção). Os alunos, ao assumirem a compreensão dos eficazes mecanismos de funcionamento o protagonismo, desenvolvem maior capacidade de fazer das mídias. A própria LDB, declara que uma escola compe- uma leitura das diferentes mídias, visto que ao produzirem tente é aquela que promove o conhecimento das várias programas de rádio, vídeos, textos jornalísticos, etc., ob- linguagens que norteiam a era da comunicação. viamente passam a ouvir, assistir ou ler a mídia de forma Portanto, a escola é o ambiente perfeito para que se mais atenta e analítica. Criando possibilidades de comuni- desenvolva, no aluno, habilidades e valores que contribuem cação, possibilitando aos envolvidos ampliarem sua visão ALUNOS PARTICIPANTES DO PROGRAMA à formação de um cidadão capaz de buscar uma sociedade de mundo, posicionarem-se sobre diferentes assuntos e melhor. Assim, o uso das mídias precisa ser bem planejado, saber trabalhar com as críticas recebidas, princípios para Esta proposta, é continuidade do Programa Viva a oferecendo aos alunos, adolescentes, jovens e adultos, a o exercício da cidadania.Escola: Aprendendo a Arte da Comunicação Impressa: oportunidade de construir conhecimento, ampliar horizon- Discutir, também, o uso do jornal e da rádio como canaisConhecendo e Produzindo um Jornal Estudantil e Comuni- tes, comunicar-se e expressar-se. para a construção do conhecimento ressignificando o pro-tário do ano de 2009, porém com um foco diferente – Nessa perspectiva, a Rádio-Escola e a continuidade do cesso de ensinar-aprender e criar um espaço onde os alunosRadiojornalismo (Rádio Escola) e continuidade da produ- jornal AACI, visam ainda, construir uma prática educativa e a comunidade possam discutir ideias, mostrar a sua culturação, diagramação e impressão do jornal AACI, 2ª edição. que objetiva despertar e potencializar a capacidade expres- e expressar suas opiniões. Quando se pensa na mídia, na sua utilização na siva, dando voz e direito àqueles que até então não têm uma PROFESSORA VALMI BENDER JOGOS aprender essa disciplina, mudando a rotina da classe e despertando o interesse do aluno envolvido. A aprendiza- gem através de jogos, como dominó, palavras cruzadas, memória e outros permite que o aluno faça da aprendiza- MATEMÁTICOS gem um processo interessante e até divertido. Para isso, eles devem ser utilizados ocasionalmente para sanar as ENSINAR MATEMÁTICA É DESENVOLVER lacunas que se produzem na atividade escolar diária. Neste O RACIOCÍNIO LÓGICO, ESTIMULAR O sentido verificamos que há três aspectos que por si só PENSAMENTO INDEPENDENTE, A CRIATIVIDADE justificam a incorporação do jogo nas aulas. São estes: o E A CAPACIDADE DE RESOLVER PROBLEMAS. caráter lúdico, o desenvolvimento de técnicas intelectuais e a formação de relações sociais. ALUNOS PARTICIPANTES DO PROGRAMA Nós como educadores matemáticos, devemos procurar Os jogos podem ser utilizados pra introduzir, amadu-alternativas para aumentar a motivação para a aprendiza- recer conteúdos e preparar o aluno para aprofundar os com o clima de uma aula diferente, o que faz com quegem, desenvolver a autoconfiança, a organização, concen- itens já trabalhados. Devem ser escolhidos e preparados aprenda sem perceber; Estimula o aluno a sentir-se segurotração, atenção, raciocínio lógico-dedutivo e o senso coope- com cuidado para levar o estudante a adquirir conceitos da própria capacidade de construir conhecimentos mate-rativo, desenvolvendo a socialização e aumentando as matemáticos importantes. máticos, desenvolvendo a autoestima e a perseverança nainterações dos alunos. O trabalho com jogos matemáticos em sala de aula nos busca de soluções, desenvolvendo o pensamento lógico e Os jogos, se convenientemente planejados, são um traz alguns benefícios: Conseguimos detectar os alunos a habilidade de cálculo mental através de jogos; Estimularecurso pedagógico eficaz para a construção do conheci- que estão com dificuldades reais; Durante o desenrolar de a interação dos alunos com seus pares de forma coopera-mento matemático. Referimo-nos àqueles que implicam um jogo, observamos que o aluno se torna mais crítico, tiva, trabalhando coletivamente na busca de soluções paraconhecimentos matemáticos. alerta e confiante, expressando o que pensa, elaborando os problemas e jogos propostos, respeitando o modo de O uso de jogos e curiosidades no ensino da Matemática perguntas e tirando conclusões sem necessidade da inter- pensar dos colegas e aprendendo com eles.tem o objetivo de fazer com que os alunos gostem de ferência ou aprovação do professor; O aluno se empolga PROFESSORA NILCE STEIN JONER
  4. 4. QUADRA COBERTA É REALIDADEAUTORIDADES E FAMÍLIA ESCOLAR INAUGURAM A QUADRA COBERTA O Colégio Estadual Quatro Pontes esteve em festa no dia 19 de março de 2010, quando da inauguração da Quadra Esportiva coberta. Estiveram presentes neste importante evento, autoridades do município, prefeito Rudi Kuns, vice-prefeito Paulo Brandt, vereadores e secretários municipais, deputados estaduais Elton Welter, Duílio Genari, Ademir Bier, chefe do Núcleo Regional de Educação Aparecido Mendes Cardoso, representante da Secretária de Educação do Estado do Paraná Sandra Garcia, Superintendente de Desenvolvimento Educacional da SEED Luciano Mewes, diretora Lori Bokorni, diretora auxiliar Valmi Bender, professores, funcionários, pais e alunos do referido estabelecimento. A diretora Lori fez uso da palavra, ressaltando a importância deste empreendimento do Governo do Estado para o colégio e ao município. A obra teve um custo aos cofres públicos paranaense, o valor de R$ 260.000,00. “Esta quadra, além de ser um espaço didático, uma sala de aula para os professores de Educação Física, é também um espaço para atividades artísticas e culturais. A vida da escola fora da sala de aula acontece nas quadras esportivas”, afirmou a Chefe do Departamento de Educação e Trabalho - DET AUTORIDADES PRESENTES NA da SEED, Sandra Garcia, que esteve presente no evento. INAUGURAÇÃO DA QUADRA COBERTA Em clima de festejos pascais, no dia 29, 30 e 31 de março, os alunos do Colégio Estadual Quatro TEMPO DE RECOMEÇAR Pontes, receberam a visita dos seminaristas do Seminário São Cura D´Ars desta cidade, na qual realizaram uma mensagem motivadora e espiritual em clima da festa da Ressurreição de Jesus. A mensagem tratou da LIBERDADE que o ser humano tem em escolher os caminhos que quer percorrer em sua vida, dando qualidade e vigor a esta dádiva recebida do Pai. O grande convite aos estudantes com o teatro e as músicas apresentadas é de que temos a responsa- bilidade de cuidar de nossas vidas, domar nossas vontades e manter uma conduta ética e plena de valores e virtudes para que todos vivamos em unidade e paz, especialmente no ambiente escolar e familiar, o berço da sociedade. O momento da Páscoa quer refletir a necessidade de superarmos os erros cometidos, os pecados que nos afastam do Criador e busquemos passar desta vida de dores e sofrimentos para uma vida cheia de amor, paz, amigos e alegrias. Jesus é o mestre do amor, ele mostra-nos o melhor jeito de agir, servir e construir o paraíso desde já. Ressurgir, recomeçar, renovar é dar chances para que o amor de Deus aconteça entre nós. Amemo-nos! Respeitemo-nos! Cuidemo-nos reciprocamente! A Páscoa não foi apenas naquele momento, ela acontece todo dia, sempre que você desejar recomeçar e tentar superar suas limitações, promovendo sua vida, do cosmos e dos irmãos que convivem conosco e que certamente idealizam o Reino de Deus neste Colégio. PROFESSOR FELIPE J. SCHMIDT VINTE DICAS PARA O SUCESSO 1 - Elogie três pessoas por dia. 7 - Faça novos amigos. 13 - Pague suas contas em dia. do estiver cansado ou nervoso. 2 - Tenha um aperto de mão firme. 8 - Saiba guardar segredos. 14 - Não reze para pedir coisas. 18 - Respeite todas as coisas vivas, 3 - Olhe as pessoas nos olhos. 9 - Não adie uma alegria. 15 - Reze para agradecer e pedir sa- especialmente as indefesas. 4 - Gaste menos do que ganha. 10 - Surpreenda aqueles que você ama bedoria e coragem. 19 - Dê o melhor de si no seu trabalho. 5 - Saiba perdoar a si e aos outros. com presentes inesperados. 16 - Dê às pessoas uma segunda Tenha prazer em fazer bem feito. 6 - Trate os outros como gostaria de 11 - Sorria. chance. 20 - Seja humilde nas vitórias.ser tratado. 12 - Aceite uma mão estendida. 17 - Não tome nenhuma decisão quan- AUTOR DESCONHECIDO
  5. 5. COMBATE À DENGUE ALUNOS MOSTRAM SEUS CONHECIMENTOS SOBRE A DENGUE A Secretaria Estadual de Educação do Estado do Paraná (SEED) solicitou a todos os estabelecimentos de ensino do Estado, que organizassem na semana do dia 12 a 15 de abril, atividades diferenciadas sobre o combate à dengue. A direção do colégio Estadual Quatro Pontes juntamente à Secretaria Municipal de Saúde, organizou a gincana “Torta na Cara”, onde os alunos do colégio, em seus referidos turnos foram divididos em equipes de cores diferentes, cada equipe foi composta por alunos de todas as séries. Através desta atividade, mostraram o conhecimento sobre o assunto, bem como, aprenderam o que não sabiam. A equipe campeã, em cada turno, recebeu prêmios simbólicos e um troféu giratório, este permanece no Estabelecimento. Houve uma grande repercussão, pois os índices do município, que eram altos, baixaram após este e outros trabalhos realizados pela Secretaria Municipal de Saúde. O ocorrido foi matéria jornalística de televisão (RPC- Cascavel), pois a mesma veio ao colégio entrevistar alunos participantes e a organização da gincana. ALUNOS SENDO ENTREVISTADOS PELA RPC MÃES RECEBEM HOMENAGEM COLÉGIO ESTADUAL PROMOVE ALMOÇO PARA O DIA DAS MÃES funcionários) e a sociedade em geral. As mães presentes no almoço receberam uma flor com um número, para participarem do sorteio de brindes, oferecidos pelo comércio local. Foram home- nageadas antes do almoço, através de poesias e músicas. Houve ainda, o sorteio dos brindes e da rifa vendida pelos alunos, professores e funcionários. A participação da comunidade escolar foi de grande valia, pois o lucro obtido foi A APMF e Direção do Colégio Estadual Quatro Pontes promoveu no dia no total de R$7.363,50, onde R$ 4.350,00 foram arrecadados através da rifa.09 de maio de 2010, no Clube Cultural, o já tradicional almoço em homenagem Durante a festividade a animação ficou por conta da banda de alunos doao dia das mães, como a família é fundamental à educação, o objetivo do mesmo colégio: The Boys of Four Bridges e de pais músicos - amigos da escola. Um diafoi à confraternização entre a comunidade escolar (pais, alunos, professores, inesquecível e divertido! FESTA JUNINA É SUCESSO Aconteceu nas dependências do Centro de Eventos de Quatro Pontes, no dia 18 dejunho, a festa junina do Colégio Estadual Quatro Pontes em parceria com a EscolaMunicipal Dona Leopoldina. As APMFs e direção das escolas organizaram a festa junina com o intuito de confraternizarcom a comunidade escolar, bem como, angariar fundos para melhorias estruturais dos referidosestabelecimentos. Com o lucro, R$ 6 288,05, o colégio investiu em aparelhos de ar condicionadopara as salas de aula. A festa se realiza todos os anos, visando reviver a cultura tradicional junina. Neste ano foram escolhidos, através da venda de votos, o Sinhozinho e Sinhazinha 2010,a organização ficou por conta da Escola Municipal Dona Leopoldina. Houve várias apresen-tações e outros atrativos típicos da festa, além do baile junino, abrilhantado pela banda Destake.Foram momentos de alegria e descontração envolvendo toda a família escolar. PAIS RECEBEM HOMENAGEM A APMF juntamente à Direção do Colégio Estadual Quatro Pontes realizou no dia 08 de agosto de 2010, no Clube Cultural, o almoço em homenagem ao dia dos pais, momento este muito esperado, pois no ano anterior, o evento foi cancelado devido à Gripe A. Sabe-se da importância do papel da família à educação, portanto, os pais também merecem ser lembrados, e assim confraternizarem com toda a comunidade escolar e sociedade em geral, este dia tão especial. Os pais presentes no almoço, receberam na entrada uma estrela com um número, para participarem do sorteio de brindes, oferecidos pelo comércio local. Houve homenagens aos pais, através de músicas, mensagens, antes e durante o almoço. A participação da comunidade escolar foi de suma importância para que tivesse êxito e sucesso, e o lucro obtido neste evento foi no valor de R$ 3.584,00.
  6. 6. DIVERSIDADE É TEMA DE SEMINÁRIO ALUNOS DO ENSINO MÉDIO REALIZAM SEMINÁRIO NO COLÉGIO Alunos do 3º ano A do Ensino Médio realizaram na também, as consequências e os métodos preservativos Instituição, na semana do dia 15 de agosto, seminário das DST’s”, diz o professor Renato. na disciplina de Biologia e foram coordenados pelo Assim, não importa a escolha sexual ou uma doença professor Renato Romero. que se possa ter, há sempre uma solução: amor; porque Após muitas pesquisas e discussões, fez-se no acima de tudo somos todos irmãos. Colégio Estadual Quatro Pontes, no período matutino e vespertino, um seminário com os temas: DST e Diversidade Sexual, sendo esses polêmicos, e em rela- MOMENTO DA ENTREGA DOS EQUIPAMENTOS ção à saúde, preocupantes. Divididos em dois grupos, os alunos do 3º Ano A do RÁDIO ESCOLA RECEBE Ensino Médio, realizaram oficinas abordando esses temas da melhor forma possível para um bom entendimento aos alunos de 8ª Séries e Ensino Médio, com auxílio do EQUIPAMENTOS professor Renato Romero. “O objetivo do trabalho foi de comentar sobre a diversidade sexual, fazendo com que houvesse o entendi- RÁDIO ESCOLA DO COLÉGIO ESTADUAL mento sobre as diferentes formas de sexualidade, bem É CONTEMPLADA COM EQUIPAMENTOS como enfatizar o respeito em tais diferenças. Como ALUNOS PARTICIPANTES DO SEMINÁRIO No dia 05 de agosto de 2010, nas dependências do auditórioda Pontifícia Universidade Católica (PUC) em Toledo, foramentregues aos diretores dos colégios estaduais do Núcleo Regi-onal de Educação equipamentos para o Programa Viva a Escola. Os materiais do Programa Viva a Escola foram entregues aoscolégios que possuem projetos relacionados à musicalização, RÁDIO ESCOLA E TROPICAL FMcoral, fanfarra entre outros, que solicitaram os mesmos durante RÁDIO ESCOLA DO COLÉGIO ESTADUAL EM PARCERIA COM A RÁDIO LOCALo ano letivo de 2009. A Diretora Lori Bokorni recebeu das mãosdo Chefe do Núcleo Regional de Educação Aparecido Mendes Com o objetivo de desenvolver um novo signi- intervalo, às 10 h (matutino), 16 h (vespertino) eCardoso, uma mesa de som, sendo mais tarde retirados outros ficado das linguagens e privilegiar o resgate da 21h15min. (noturno), isso acontece às terças eequipamentos no PREMEM, uma caixa acústica, um micros- oralidade, tão marcante em nossa cultura, bem quartas-feiras no horário do projeto. Além disso,system e um teclado Casio para complementar a Rádio Escola como propagá-la para a comunidade quatropon- os alunos do Programa estão diagramando o Jornaldo Colégio Estadual Quatro Pontes, já em funcionamento desde tense, através da transmissão radiofônica, teve AACI, 2ª edição e criaram também, um blog parao ano anterior. Os alunos do programa estão felizes e gratos por início no dia 06 de outubro o programa da Rádio a rádio escola e outro para o jornal, que sãomais esta conquista. Escola em parceria com a Tropical FM. realimentados por eles”, comenta. A programação é realizada por alunos do A estrutura para que a programação seja de- CAIXAS DE SOM, UM NOVO Ensino Fundamental e Médio, essa já vem acon- tecendo desde o início do ano letivo, no horário do senvolvida, executada e editada no colégio, partiu de iniciativa da APMF e do Governo do Estado do recreio, realizada internamente. Paraná, através do Programa Viva a Escola. MEIO DE COMUNICAÇÃO A partir de agora o programa será levado ao ar, em parceria com a Rádio Tropical, sempre às quar- MOMENTO DA PROGRAMAÇÃO - RECREIO A APMF e Direção do Colégio Estadual Quatro Pontes, tas-feiras, em dois horários às 10 e 16 horas, duranteinstalou na semana do dia 09 a 13 de agosto caixas de som nas salasde aula e biblioteca, para que sejam utilizadas na comunicação o programa Manhã Tropical e Show da Tarde,interna, como avisos, convites e repasses de informações pela respectivamente. São 15 minutos de duração.direção, equipe pedagógica, funcionários, professores e alunos. Segundo a coordenadora do projeto, Valmi Os alunos do Programa Viva a Escola: Aprendendo a Arte daComunicação: Rádio Escola e Jornal AACI estão encarregados Bender, a execução foi realizada em etapas. “Pri-de realizar a comunicação via rádio, juntamente à comunidade meiramente, os alunos pesquisaram sobre Radio-escolar; onde cada aluno do projeto é responsável pelo comandode sua sala, na hora de homenagear ou repassar algum recado. A jornalismo, elaborando uma revista sobre o assun-rádio também tem papel fundamental para o trabalho pedagógico to. Após, elaboraram uma pauta, colocando emdo professor, usá-la é uma inovação pedagógica, além de ser um prática uma grade de programação diária para ogrande incentivo para a comunicação ocorrer de maneira maiseficiente e divertida no colégio.
  7. 7. SAGITÁRIO: Busca relacionamentos casuais, tão ca- LEÃO: A mulher de Leão é muita areia para o cami- HOMEM DE: suais que beiraram a promiscuidade. Tá saindo com um nhãozinho de qualquer um. Pelo menos é o que ela acha... ÁRIES: Para conviver com um ariano é preciso amar sagitariano? Humm piriguete VIRGEM: Seu principal defeito é achar que ninguém o que ele ama, e odiar o que ele odeia, sem meio termo. CAPRICÓRNIO: Tem um jeito rude e grosseiro, mas consegue fazer as coisas com tanta ordem e eficiência Arianos são complicados! possui um coração meigo! Vai te xingar de depravada, mas quanto elas próprias... TOURO: Detesta mulheres masculinizadas. Gatinha, no fundo te ama... LIBRA: Nunca perde a feminilidade, pode sair pra fã de Ana Carolina, jogadora de futebol e que ama a Maria AQUÁRIO: Adora tudo o que é meio diferente e excên- dirigir um caminhão... mas vai de batom, rímel, blush... Gadú... esqueça! trico, músicas, roupas, filmes, pessoas... O Aquariano é ESCORPIÃO: Ela pode esquecer facilmente tudo que GÊMEOS: Querem ter tudo em dobro: dois carros, meio bizarro mesmo... dois celulares, dois diplomas, dois empregos... duas fizeram de bom para ela, mas não esquece um único mal PEIXES: Sonhador, místico... e com tendência ao vício! namoradas. que tenha recebido. Seu amigo é pisciano? Corre ver se sua garrafa de tequila CÂNCER: Super ligados à família e principalmente à SAGITÁRIO: Odeia ser mandada. Sarcástica, quando tá inteira. mãe. Saia com um canceriano e ganhe uma sogra de fica nervosa ela pode mandá-lo para o inferno com um brinde. MULHER DE: grande sorriso nos lábios. LEÃO: Quando quer seduzir alguém faz de tudo! CAPRICÓRNIO: Para ela melhor que ouvir “eu te amo", Restaurantes, presentes caríssimos, roupas de marca... ÁRIES: A ariana não quer mandar em tudo e todos... Ela é ouvir: "Você é a mulher mais competente que já esteve Algum leonino disponível? só quer que a sua palavra seja sempre a última! ao meu lado!" VIRGEM: São detalhistas. Você mulher, que acha TOURO: Não é muito ciumenta, você pode até olhar pra AQUÁRIO: Amor neurótico não tem muito futuro com que ninguém vai reparar naquela celulite, ou naqueles 5 outra na rua, mas não exagera, pois quando ela sai do sério ninguém segura! ela! Ela pode amar com intensidade, mas não se entrega quilos a mais... Esqueça! GÊMEOS: Apesar de muitas vezes parecer fria, totalmente a ninguém... LIBRA: Nunca o leve a locais tumultuados onde todos se acotovelam e o barulho ofenda o seu senso de distante e de esconder o que sente, no fundo ela deseja PEIXES: Adora homens bem vestidos, educados, que harmonia. Traduzindo: Forró ser amada e mimada. puxam a cadeira para ela sentar, note seu novo pentea- ESCORPIÃO: Nunca pergunte a um escorpiano o que CÂNCER: Pode ter o corpo, o rosto e o guarda roupas do... ou seja, gays. ele acha de sua roupa/cabelo/maquiagem, depois você perfeitos, mas ela sempre vai se achar gorda, com vai querer cortar os pulsos... espinha e sem roupa... www.twitter.com/zodiaculo HUMOR DE PAI PARA FILHO O pai chama o filho para uma conversa:O GAGO LOCUTOR - Filho, sua professora disse que, dos 20 alunos da classe, você é o pior. Certo dia um homem resolve - Ora pai podia ser pior.se inscrever em um concurso - Ora como pior, garoto?de locutor: - Ué, a turma podia ter 40 alunos... - O seu nome: - Jo-jo-ão dda Ssssil-silvaSsantos. O LOUCO - Ora meu senhor , como você Um louco diz para o outro:espera participar de um con- - Eu sou Jesus!curso de locutor se você é gago: - O quê? - Não, gago era meu pai, e - Eu sou Jesus! E sou Jesus! - Mas quem foi que te disse issoimbecil o escrivão que me re- maluco?gistrou com esse nome! - Foi Deus que me falou! - Eu disse?! IAE CUMPADI, FIRME? NÃO, FUTEBOR.
  8. 8. EMBAIXADINHAS PALESTRA DE EVENTO VOLTADO À ATIVIDADE FÍSICA É REALIZADO No dia 26 de outubro de 2010, xar a bola cair no chão, quicando MOTIVAÇÃO iniciaram-se as atividades físicas (embaixadinhas) no Colégio Estadu- al Quatro Pontes, onde os alunos, uma vez, e na sequência retomar o domínio da bola e assim consecuti- vamente, durante 10 segundos.O ÁRBITRO ROBERTO BRAATZ funcionários e professores, partici- Para o masculino, meninos de 7ª MINISTRA PALESTRA param desse evento, tendo como séries do Ensino Fundamental ao 3º mentor o Professor de Educação ano do Ensino Médio as regras são Física Leandro Hermes. as mesmas, porém, sem deixar a ROBERTO BRAATZ - ÁRBITRO DA FIFA O evento conta com um gran- bola cair no chão. de número de inscrições e estará Ao final do evento, que conta acontecendo durante o recreio, com mais de quatro etapas, tere- Nos dias 19 (matutino) e 21 de outubro (vespertino), o árbitro tanto no período matutino quan- mos a presença do árbitro Roberto Roberto Braatz ministrou palestra de motivação, onde abordou temas to no vespertino. Braatz que estará entregando a pre- como incentivo ao esporte e à vida saudável, para os alunos do Colégio Todos os alunos foram convida- miação, este por sua vez, apoia o Estadual Quatro Pontes, na Casa da Cultura da Municipalidade. dos a estarem participando, tendo evento desde o seu início. O palestrante Roberto comentou sobra a sua trajetória de sucesso ou não habilidade ao es- como árbitro da CBF e FIFA, bem como mostrou fotografias e falou porte. Com algumas re- sobre a Copa do Mundo 2010, na África do Sul, sobre o povo africano gras básicas, para se clas- e outros povos presentes no evento mais importante do ano. “A alegria sificar na primeira fase no do povo africano foi o que mais me chamou atenção”, disse o árbitro feminino, as meninas de 5ª Roberto Braatz. Após a palestra, os alunos tiveram oportunidade de séries do Ensino Funda- fazerem perguntas ao palestrante, houve também à distribuição de mental a 3º ano do Ensino Médio, devem por 10 se- brindes aos que participaram dos questionamentos. Ao término os gundos dominar a bola sem professores e todas as turmas do colégio foram fotografados com o a utilização das mãos e bra- palestrante, estas fotografias estão postadas no blog do jornal AACI. ços, o que vale também Confira: www.jornalaaci.blogspot.com. As alunas Alana Rutzen e Bian- para a ala masculina, me- ca Rossato, participantes do Programa Viva a Escola: Aprendendo a Arte ninos de 5ª e 6ª séries do da Comunicação, entrevistaram-no, após a edição da entrevista, a mesma Ensino Fundamental. To- será postada no blog da Rádio Escola: www.radioescolaceqp.tumblr.com dos dessa etapa podem dei- ALUNO PRATICANDO A EMBAIXADINHA COMUNIDADE ESCOLAR PARTICIPA DA SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA Em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra tações artísticas sobre a cultura africana e indígena (poesias, (20 de novembro), o Colégio Estadual Quatro Pontes, rea- danças, teatro, vídeos, músicas, pesquisas...), assim como lizou na semana do dia 15 a 19 de novembro, um ciclo de a exposição dos trabalhos realizados durante o ano letivo de atividades, voltadas para a celebração dessa data. 2010. Além disso houve a entrega de boletins aos alunos Os alunos contaram com uma programação variada, um acima da média, homenagens aos alunos nota 10 e destaque seminário sobre a cultura africana para o Ensino Médio, (18)) e entrega de boletins aos pais ou responsáveis (19). coordenado pela professora de História, Vânia Guterres, A Lei 10.639 implementada em janeiro de 2003, pelo filmes, organização dos trabalhos e discussões em sala de presidente Luís Inácio Lula da Silva, torna obrigatório, aula acerca da temática, bem como gravações na Rádio Escola. nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, o APRESENTAÇÃO DE MÚSICAS Na quinta-feira, 18 e na sexta-feira, 19, aconteceu a ensino sobre história e cultura afro-brasileiras, contem- culminância das atividades realizadas pelos professores de plando o estudo da história da África e dos africanos, a todas as disciplinas e os alunos de todas as séries, tanto no luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o Ensino Fundamental como no Ensino Médio, com apresen- negro na formação da sociedade nacional.

×