SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Baixar para ler offline
RPimóveis
QUER COMPRAR
UM IMÓVEL?Reaquecimento da economia do País, juros mais baixos e estoque alto de
imóveis em Ribeirão Preto são alguns dos sinais de que este é o momento
ideal para quem quer sair do aluguel ou fazer um bom investimento
MATHEUSURENHA/ACIDADE
A CIDADE
OUTUBRO | 2017
A CIDADE DIRETOR DE JORNAIS E MÍDIAS DIGITAIS JOSUÉ SUZUKI
GERENTE COMERCIAL MARCO VALLIM
EDIÇÃO JOSÉ MANUEL LOURENÇO
EDIÇÃO DE ARTE DANIEL TORRIERI
REPORTAGEM GABRIELA VIRDES
EDIÇÃO DE FOTOGRAFIA MARIANA MARTINS
TRATAMENTO DE IMAGENS FRANCIELLY FLAMARINI
RPimóveis
Otimismo prudente. Essa talvez seja a ex-
pressão que melhor se aplica ao momen-
to atual do mercado imobiliário de Ribeirão
Preto. De modo geral, é unânime, entre os
profissionais que estão diretamente ligados a
esse setor, a constatação de que o pior da cri-
se econômica que assola o País já começa a
ser deixado para trás. De forma lenta, é ver-
dade, mas com sinais que já indicam o rea-
quecimento do mercado.
Um bom exemplo dessa retomada da
economia acontece aqui em Ribeirão Pre-
to, já a partir desta semana, com a realização
do Imóvel Tour, uma feira de imóveis que já
é um reflexo de como os ventos da economia
começam a soprar em uma nova direção.
Os principais detalhes da feira e desses
novos momentos da economia estão presen-
tes neste caderno especial.
O Imóvel Tour é apresentado pelo jornal
A Cidade, com apoio do ACidade ON, e rea-
lizado pela Fortes Guimarães, com a partici-
pação das construtoras Pafil, Hugo Engenha-
ria, DPM, Perplan e Alphaville.
O evento - que será realizado entre os
dias 10 de outubro e 9 de novembro, no se-
tor Imigrantes (próximo aos elevadores que
dão acesso ao cinema), no RibeirãoShopping
– promete trazer um excelente mix de produ-
tos, desde Minha Casa Minha Vida até imó-
veis de alto padrão, com boas oportunidades
de negócios.
Ribeirão Preto e região recebem, entre os dias 10 de outubro
e 9 de novembro, uma feira de imóveis no RibeirãoShopping
UMA FEIRA DE
OPORTUNIDADES
2 | OUTUBRO|2017
MOMENTO ESPECIAL
Condições facilitadas
Para o CEO da Perplan Urbanização e
Empreendimentos Ricardo Telles, o Imóvel Tour
será uma excelente oportunidade de realizar o
sonho da casa própria ou comprar um imóvel
para investimento. “A Perplan está preparando
ofertas especiais e condições facilitadas para
o Imóvel Tour”, afirma. Segundo ele, há uma
conjunção de fatores que fazem desse momento
e desse evento uma excelente oportunidade para
efetivar a compra do imóvel. “Juros baixos e
reduzindo, inflação menor e preços de imóveis
no seu momento mais favorável ao comprador
fazem desse evento uma excelente oportunidade
para adquirir a casa própria”, conclui.
COMPRA OU INVESTIMENTO
Ótimas oportunidades
Segundo Marcelo Chibeni, diretor da Hugo
Engenharia, o perfil de vendas de imóveis,
hoje, é para quem precisa dele, seja para
morar ou para constituir patrimônio. “O
cenário de alguns anos, com atuação
de especuladores, não faz mais parte do
mercado de imóveis na planta e isso é
ótimo para o segmento”, afirma. Por essa
razão, o Imóvel Tour será muito interessante
para o comprador, pois contará com ótimas
oportunidades. “Vamos participar focados
em oferecer o melhor para o cliente e isso,
consequentemente, gerará bons negócios”,
garante.
Se você ainda está em dú-
vida se este é o melhor mo-
mento para a compra de um
imóvel, os especialistas ga-
rantem: a hora é agora!
“Este é o momento apro-
priado para a compra do
imóvel. Isso porque, mais na
frente, com o reaquecimen-
to um pouco mais forte da
economia e do mercado de
imóveis, a tendência é que
os preços subam”, afirmou a
economista Maria Angélica
Luqueze.
Segundo ela, mesmo pa-
ra aquelas pessoas que não
têm capital e vão precisar
financiar a compra de um
imóvel, a época também é
oportuna. “Há uma tendên-
cia de queda das taxas de
juros, o que irá refletir nos
consórcios e financiamentos
imobiliários”, explica.
O diretor comercial da
imobiliária Fortes Guima-
rães, João Paulo Fortes Gui-
marães, reforça a tendência
de alta nos valores dos pró-
ximos lançamentos. “Por is-
so é que o ideal é antecipar a
compra para fazer bons ne-
gócios. A hora é agora”, frisa.
De acordo com Fortes
Guimarães, o bom momen-
to é completado por razões
como a retomada da econo-
mia, os preços baixos e a di-
minuição das ofertas, taxas
de juros reduzidas e a ante-
cipação da tendência de alta.
“Com a retomada da eco-
nomia, aumento da confian-
ça e menos imóveis dispo-
níveis é natural que o pre-
ço aumente”, frisa. “Os des-
contos de 20% a 30% encon-
trados nos imóveis, hoje, vão
desaparecer”, reforça.
Qualidade
De acordo com João Pau-
lo, além de bons preços, o
momento é de produtos de
qualidade. “Em 30 anos de
mercado imobiliário, nunca
vi um momento tão bom pa-
ra comprar imóveis, com bo-
as unidades disponíveis, óti-
mos preços e crédito imobi-
liário”, comenta.
Por isso, para quem pre-
tende fechar negócio, o di-
retor indica: “Conte suas ne-
cessidades, que tipo de imó-
vel procura, fale suas reais
condições, ouça os conse-
lhos do profissional especia-
lista no mercado e decida rá-
pido, pois os bons negócios
acabam logo!”, finaliza.
Especialistas destacam que o perfil atual do mercado é favorável à compra de
imóveis; em 2018, a tendência é aumento de preços e queda dos descontos
QUER COMPRAR IMÓVEL?
A HORA É AGORA!
MILENA AUREA / A CIDADE
“Esta é a hora certa para a compra do imóvel, pois
com o reaquecimento da economia e do mercado
de imóveis, a tendência é que os preços subam.”
Maria Angélica Luqueze
Economista
RAIO X Tendência de queda das taxas de juros terá impacto em consórcios e financiamentos
OUTUBRO|2017 | 3
Após passar por uma cri-
se sem precedentes entre
2015 e 2016, o mercado de
imóveis está se reerguendo
e já mostra sinais efetivos de
recuperação.
“Estamos vendo um rea-
quecimento em vários seto-
res da economia, que inclui
o mercado de imóveis”, afir-
ma a economista Maria An-
gélica Luqueze. “Porém, es-
sa retomada ainda está len-
to”, reforça.
Isso porque, segundo ela,
justamente em 2015 e 2016,
o Brasil teve uma recessão
na taxa de 7% ao ano.
“Então, ficamos por dois
anos sem crescer, cerca de
14%, o que justifica a lenta
recuperação”, explica a eco-
nomista.
Por outro lado, alguns fa-
tores reforçam essa retoma-
da, como a queda na taxa
de financiamento interban-
cário, inflação em desacele-
ração, redução da taxa de ju-
ros e a retomada -ainda que
tímida - do crescimento da
economia.
“Inflação acomodada, ta-
xas de juros reduzidas, o ní-
vel de confiança melhoran-
do, não só para os empre-
sários como também para a
população em geral são os
sinais positivos que já pode-
mos observar”, diz.
Estoques
Outro fator que reforça o
reaquecimento do merca-
do imobiliário é a diminui-
ção dos estoques. De acordo
com o diretor comercial da
imobiliária Fortes Guima-
rães, João Paulo Fortes Gui-
marães, nos últimos anos as
vendas foram superiores aos
lançamentos, o que conse-
quentemente reduziu o esto-
que em Ribeirão Preto.
“Por isso, acreditamos que
o mercado caminha para o
equilíbrio da demanda e ofer-
ta, com a chegada de novos
lançamentos, que virão com
preços superiores”, conclui.
Após dois anos de estagnação da economia, o
mercado de imóveis acompanha os sinais de
retomada do crescimento e já se prepara para a
oferta de novos produtos aos compradores
REAQUECIMENTO
Para economistas, já é possível falar
em um processo de reaquecimento da
economia, embora de forma lenta, mas que
já propicia condições favoráveis para quem
quer comprar imóveis
MERCADO
SE PREPARA
PARA O
PÓS-CRISE
MERCADO
Retomada é
lenta e gradual
O economista e professor da FEA/
USP-RP Edgard Monforte Merlo
confirma o reaquecimento do mercado
de imóveis. “Não é como no passado,
mas as taxas menores atraem o olhar
para os imóveis como alternativa
de investimento”, afirma. “É uma
retomada lenta, mas com condições
favoráveis para quem quer comprar
imóvel”, completa.
Segundo Maria Angélica Luqueze, a
retomada deve-se muito ao retorno da
confiança. “As pessoas começam a se
animar a comprar um imóvel. Há uma
boa vontade, o que é fundamental
para o País crescer”, diz.
Porém, a economista frisa que esse
crescimento segue a passos lentos,
principalmente pelo cenário político
ainda incerto. “Não se sabe como
serão as eleições em 2018. Então, a
retomada da economia segue lenta e
gradual em vários segmentos, assim
como no setor imobiliário.”
4 | OUTUBRO|2017
MATHEUSURENHA/ACIDADE
PIB
0,5%Para Ricardo Telles, CEO da Perplan,
a retomada da economia é um
processo lento. “Ela acompanha o
PIB que, neste ano, deve crescer
0,5%, segundo projeção do Banco
Central”, diz. “Contudo, a expectativa
é que ele aumente entre 2% e 3%
nos próximos anos. Isso já é uma
boa perspectiva. No caso do setor
imobiliário, os juros são um fator
determinante”, concluiu.
FATORES QUE
MOSTRAM A
RECUPERAÇÃO
DO SETOR
IMOBILIÁRIO
EM 2017:
- Queda na taxa
de financiamento
interbancário;
- Inflação em
desaceleração;
- Redução da taxa de
juros;
- Aumento da confiança;
- Desaceleração do
desemprego;
- Retomada (ainda que
tímida) do crescimento
da economia.
Estoques nas construtoras começam a baixar
De acordo com o eco-
nomista José Rita Moreira,
as construtoras de Ribeirão
Preto ainda passarão por um
período de recuperação de
vendas, em função da gran-
de quantidade de imóveis
em estoque.
“Agora, como começou a
se movimentar novamente,
possivelmente voltem a in-
vestir. Até porque, apostan-
do que o mercado vai se re-
erguer, o período de matura-
ção não é rápido”, afirma.
Ricardo Telles, CEO da
Perplan Urbanização e Em-
preendimentos, partilha es-
sa visão. “Com a inflação es-
tável e os juros reais meno-
res, a população começa a
sentir uma diferença positi-
va na conta bancária e pas-
sa a valer a pena fazer negó-
cios e comprar bens móveis
e imóveis”, explica.
Além disso, de acordo
com Telles, com a demanda,
em geral, crescendo aos pou-
cos, as empresas voltam a
contratar, mesmo que lenta-
mente. “A Perplan, por exem-
plo, viveu o seu momento de
retração, mas agora volta a
empregar profissionais e a fa-
zer novos investimentos.”
OUTUBRO|2017 | 5
4
EMPREENDIMENTOS
DO IMÓVEL TOUR
Feira de imóveis começa na próxima terça-feira (10) e é
uma realização da Fortes Guimarães, com a participação das
construtoras Pafil, Hugo Engenharia, DPM, Perplan e Alphaville
1
Tapuias Residencial (Hugo Engenharia)
- Apartamentos de 74 m² a 96 m²
- Cinco opções de planta de 3 dormitórios com suíte
e lavabo ou 2 suítes com lavabo, além de varanda gourmet
integrada à cozinha e à sala de estar.
- Duas vagas de garagem e estacionamento para visitantes
- Torre única com 149 apartamentos
- Condomínio completo com mais de 20 itens de lazer
Localização: rua Florêncio Rosário, 2025 - Bosque das Juritis, próximo à
avenida Wladimir Meirelles Ferreira e da Avenida João Fiúsa
- 85% das unidades vendidas
Previsão de entrega: 28 de fevereiro de 2019
2
Civitas Complexo Sul (Perplan)
- Apartamentos de 44 m² a 74 m², com 2 dormitórios
- Todos os apartamentos têm uma vaga de garagem
- Torre única com 144 unidades
- Condomínio com área de lazer completa
Localização: rua José Tadeu Sincos, 125 – Jardim Botânico,
próximo à avenida Wladimir Meirelles Ferreira
Pronto para morar
3
Über Van Der Rohe (Perplan)
- Apartamentos de 158m² até 292m², com 3 ou 4 dormitórios (suítes)
- Seis opções de planta, com varanda gourmet integrada à cozinha
- Condomínio com área de lazer completa
- Torre única com 108 apartamentos, dentro do complexo Über Parque Sul
Localização: rua Cezário Gonçalvez, 100 – Parque Sul, próximo à avenida João
Fiúsa, e no perímetro das avenidas Wladimir Meirelles e Carlos Consoni
Previsão de entrega: fevereiro de 2018
4
Alphaville
- Lotes a partir de 487,50m² até 920m²,
- Tamanhos médios de 550m²
- Clube House com estrutura completa
- Infraestrutura diferenciada
Localização: avenida Rebouças, s/nº - Bonfim Paulista
6 | OUTUBRO|2017
11
3
2
5
6
7
FONTE: CONSTRUTORAS
5
Siena (DPM)
- Apartamentos de 45,39m² (1 dormitório)
- Todos os apartamentos com 1 vaga de garagem e
varanda gourmet
- Torre única, com oito apartamentos por andar
- Condomínio conta com salão de jogos, churrasqueira,
academia e espaço gourmet
Localização: rua Arnaldo Vitaliano, 1520 – Iguatemi,
próximo a Unaerp
Obra entregue em março de 2016
6
Orla da Mata (DPM)
- Apartamentos de 70m² (2 dormitórios, sendo 1 suíte);
91m² (3 dormitórios, 1 suíte); 100m² (3 dormitórios, 1
suíte)
- Todos os apartamentos com 2 vagas de garagem e
varanda gourmet
- Torre única, com seis apartamentos por andar
- Condomínio com área de lazer completa
Localização: rua Arnaldo Vitaliano, 1.010 – Iguatemi,
próximo à Unaerp
Previsão de entrega: março de 2020
7
Condomínio Clube Parque das Árvores (Pafil)
- Apartamentos de:
- 49m² (2 dormitórios com sacada);
- 51 m² (com sacada)
- 57m² (com sacada + suíte)
- Seis torres com oito andares, com elevador e opções de apartamento térreo com jardim
- Condomínio Clube completo com mais de 20 itens de lazer como piscinas, academia, salão de
festas, campo de futebol, bicicletário, pet play, churrasqueiras, playgrounds etc.
Localização: rua Vicente Urbano, 160 ou rua Sargento Rogério Antônio Maglia, 50 - Residencial
Greenville, próximo ao Novo Shopping.
Previsão de entrega: agosto de 2019.
OUTUBRO|2017 | 7
Considerado um tipo de
investimento estratégico e de
maior liquidez do setor imo-
biliário, os apartamentos de
70 a 100 m² têm atraído desde
o público comprador aos in-
vestidores. Mas, devido à al-
ta procura por esse segmen-
to, a previsão – e expectativa
- é que até o final do ano seu
estoque esteja zerado.
“Os apartamentos desse
segmento possuem um ticket
[valor do apartamento] que
atinge uma faixa de renda
volumosa em Ribeirão Pre-
to, em que as pessoas conse-
guem pagar o financiamen-
to”, explica Flávio Carneiro,
diretor de captação de novos
empreendimentos da imobi-
liária Fortes Guimarães.
Rodrigo Araujo, diretor da
DPM Construtora, concor-
da com Carneiro. “Os imóveis
nesta faixa de metragem são
os de maior liquidez, os mais
procurados atualmente”, diz.
“Isso porque, o imóvel possui
um tamanho que comporta
bem uma família de até qua-
tro pessoas e tem um valor fi-
nal muito atrativo”, reforça.
Mas, segundo ele, além
das famílias, o segmento atrai
os investidores. “Nos últimos
dois anos, o imóvel mante-
ve o preço ou apresentou pe-
quena queda. Então, quem
adquire agora está compran-
do na baixa”, afirma. “Assim,
na venda, com o retorno dos
indicadores econômicos po-
sitivos, possivelmente terá
boa valorização”, completa.
Aposta
O diretor da Hugo Enge-
nharia, Marcelo Chibeni, afir-
ma que a construtora aposta
neste nicho desde o primei-
ro empreendimento feito na
cidade. “Através de pesquisas
de mercado vimos que havia
demanda e certa escassez de
produtos com este perfil.”
De acordo com Chibe-
ni, isso aconteceu porque no
passado houve um boom de
imóveis com perfil de Minha
Casa Minha Vida e de luxo, fi-
cando esse nicho menos ex-
plorado. “Mas, não basta es-
tar apenas nesta faixa de ta-
manho. O projeto do empre-
endimento e sua localização
contribuem bastante para
sua aceitação e isso deve ser
levado em conta”, frisa.
Carneiro afirma que o
segmento de apartamentos
de 70 a 100 m² vendeu, em
2016, 468 unidades. No pri-
meiro semestre deste ano fo-
ram 204 unidades vendidas e
a expectativa é de igualar as
vendas do ano passado.
“Só que o estoque atual é
de 264 unidades. Então, mes-
mo com alguns lançamentos,
a expectativa é que chegue ao
final do ano com o estoque
zerado na mão do incorpora-
dor neste segmento”, finaliza.
Imóveis com metragens de 70 m² a 100 m² são os mais procurados atualmente,
por causa da alta liquidez; profissionais destacam possibilidade de boa valorização
UM NICHO QUE ATRAI
COMPRADORES
E INVESTIDORES
ESTOQUE
2 MILEste é o número aproximado de
unidades em estoque, hoje, em
Ribeirão Preto, sem contar o
segmento do Minha Casa Minha Vida.
Porém, se contarmos as unidades do
MCMV, o número chega a 8.235 mil
unidades disponíveis, tendo terrenos,
apartamentos e casas populares
deste segmento.
CRESCIMENTO
1,17%Ribeirão Preto tem 682 mil habitantes
e cresceu 1,17% em 2016, ou seja,
foram 7.980 pessoas a mais no ano.
Se forem somados os cerca de 3.650
casamentos e 1.280 separações
anuais, estima-se que há uma
demanda de quase 3,5 mil novas
residências por ano na cidade.
Ribeirão Preto atinge uma população regional de até 6 milhões de pessoas que consomem
na cidade. Assim, com a economia reaquecendo e a volta da confiança, a tendência
é faltar imóveis em Ribeirão, pois o desejo de ter a casa própria persiste nas pessoas.
Flávio Carneiro
Diretor de captação de novos empreendimentos da imobiliária Fortes Guimarães
8 | OUTUBRO|2017
Os apartamentos de 70 a 100 m² são os mais procurados,
atualmente, pois o imóvel possui um tamanho que comporta
uma família e um valor final muito atrativo.
Rodrigo Araujo
Diretor da DPM Construtora
MATHEUSURENHA/ACIDADE
RIBEIRÃO ATRAI
CLIENTES DA REGIÃO
Segundo o diretor de captação de novos empre-
endimentos da imobiliária Fortes Guimarães,
Flávio Carneiro, Ribeirão Preto possui uma faixa
grande da população que compra imóveis de 70
a 100 m². E o segmento é impulsionado ainda
pelos compradores e investidores da região.
“Vende-se cerca de 50% dos produtos para a
região, que consome na cidade e utiliza este imó-
vel como segunda moradia ou casa de apoio”,
diz. “Além disso, nossa população regional é
patrimonialista, gosta de imóvel pela solidez. E uti-
liza Ribeirão Preto para esse ganho extra ou para
guardar para a aposentadoria”, conclui.
MAIS CAROS
Lançamentos terão reajuste de preços
De acordo com Flávio Carneiro, diretor de captação de novos empreendimentos da
imobiliária Fortes Guimarães, Ribeirão Preto tem cerca de duas mil unidades em
estoque em Ribeirão, sem contar o segmento Minha Casa Minha Vida.
Mas, para o segmento de 70 a 100 m² a expectativa é que os imóveis disponíveis
se esgotem até o final do ano. “Assim, a tendência é que os lançamentos em 2018,
no primeiro semestre, tenham preços altos, devido à oferta e procura”, afirma.
Carneiro explica que o produto que está em estoque precisa girar. “Então, hoje,
a grande oportunidade é que os donos de construtoras e compradores estão
vendendo a preço de custo ou até abaixo dele”, diz. “Agora, os que vão lançar
possuem uma planilha de expectativa de custo. Desta forma, os lançamentos virão
em cerca de 20% a 30% mais caros”, conclui.
VALORIZAÇÃO
Profissionais do setor destacam crescimento do mercado de
apartamentos com metragens entre 70 m² e 100 m²
OUTUBRO|2017 | 9
MERCADO
Construtoras otimistas
As construtoras locais estão otimistas com o
reaquecimento do mercado imobiliário. O diretor
da Hugo Engenharia, Marcelo Chibeni, diz que
o mercado já está reagindo. “O perfil de vendas
de imóveis, hoje, é para quem precisa dele, seja
para morar ou constituir patrimônio”, afirma. Já
Ricardo Telles, da Perplan, acredita no potencial
de Ribeirão e região. “O momento pede foco na
qualidade e não no volume de lançamentos. Ele
lista, ainda, a hierarquia de prioridades do setor
da construção civil: localização correta, tipo de
imóvel certo para aquele lugar e preço compatível
com o momento econômico.
Com a expectativa de re-
aquecimento do mercado de
imóveis em Ribeirão Preto,
as construtoras já estão em
busca de terrenos para no-
vos empreendimentos.
“As construtoras já estão
se mobilizando e montan-
do seu landbank [estoque de
terrenos] para os próximos
anos. O que, com certeza,
vai movimentar rapidamen-
te as contratações de mão
de obra”, afirma o diretor co-
mercial da imobiliária Fortes
Guimarães, João Paulo For-
tes Guimarães.
O diretor da DPM Cons-
trutora, Rodrigo Araújo, diz
que já possui área para o
próximo empreendimen-
to. “Mas, temos de ver como
vai reagir a economia, que
a princípio está indo bem.
Estamos notando os sinais
de melhora”, frisa. “Porém,
trabalhamos com o ‘pé no
chão’, procurando não dar
um passo maior que a per-
na”, reforça.
Segundo Araujo, a DPM
constrói um empreendi-
mento por vez. “No máximo,
terminamos um começando
outro”, explica o diretor, que
prevê o próximo lançamen-
to para o início de 2020, ano
de entrega do Orla da Mata.
Confiança
E, apesar do ano ainda
ser de cautela, devido à cri-
se econômica e política que
o País enfrenta, as constru-
toras não deixam de apostar
Um indicativo apontado por especialistas a respeito do reaquecimento da economia
é o fato de as construtoras já começarem a montar os seus estoques de terrenos
OTIMISMO, MAS COM
OS PÉS NO CHÃO
no mercado imobiliário de
Ribeirão Preto.
Para João Paulo, a razão
do otimismo está no fato
de os investiments no setor
imobiliário já fazerem parte
do DNA do público de Ribei-
rão e região.
“Ribeirão está crescen-
do, o segmento do agrone-
gócio está injetando bastan-
te dinheiro na região e es-
ses itens, aliados à melhora
da economia nacional e in-
ternacional, traz uma gran-
de confiança nas construto-
ras”, finaliza.
MATHEUS URENHA / A CIDADE
EM ALTA
REGIÕESSegundo o diretor comercial da
imobiliária Fortes Guimarães, a
região do setor Sul é a de maior
desejo da população de Ribeirão
Preto e a que tem a maior
possibilidade de crescimento
territorial. A preferência é seguida
pela zona Leste, que também
tem alto potencial e tem atraído
construtoras, investidores e
compradores.
JOÃO PAULO
Diretor
da Fortes
Guimarães
destacou
que investir
no mercado
imobiliário é
algo que já
está presente
no DNA dos
moradores de
Ribeirão Preto
e região
10 | OUTUBRO|2017
FUTURO
Produtos sustentáveis
Projetos diferenciados em infraestrutura
e sustentabilidade não faltam em Ribeirão
Preto. A Hugo Engenharia adotou,
por exemplo, práticas de construção
sustentáveis. “Elas são boas não só
em termos ambientais, como trazem
benefícios econômicos para o morador”,
afirma o diretor Marcelo Chibeni. A
Alphaville também busca excelência em
projeto, infraestrutura e sustentabilidade
através de redes de energia elétrica,
telefonia e multiserviços feitas por dutos
subterrâneos. Além disso, há guias e
bueiros que seguem os padrões norte
americanos, garantindo melhor escoamento
das águas e estética em todo residencial.
Hoje, para fazer sucesso
no mercado de imóveis a re-
gra principal é lançar em-
preendimentos diferencia-
dos. Isso porque, para ven-
der, é preciso trazer produ-
tos melhores do que os dis-
poníveis em estoque, apre-
sentando uma evolução tan-
to em relação à arquitetura
quanto à sustentabilidade.
Para o diretor de capta-
ção de novos empreendi-
mentos da imobiliária Fortes
Guimarães, Flávio Carneiro,
uma das grandes vantagens
da crise é o lançamento de
produtos extremamente di-
ferenciados para conseguir
ser competitivo no mercado.
“Então, todos os produ-
tos que foram lançados nes-
tes últimos três anos tiveram
grandes melhorias para con-
seguir conquistar o seu pú-
blico e isso é algo que não
tem mais retorno”, diz. “A
partir de agora, a tendência
é que os empreendimentos
venham cada vez melhores e
diferenciados”, reforça.
Segundo Carneiro, em-
preendimentos que saiam
do óbvio estão em todos os
segmentos, desde Minha Ca-
sa Minha Vida até imóveis de
alto padrão.
“A tendência é de produ-
tos cada vez melhores, mais
completos e com mais quali-
dade. E o incorporador com
mais criatividade para trazer
não só conforto como inú-
meros benefícios para atrair
o consumidor”, frisa.
Para o gerente do Alpha-
ville, Sérgio Alvarenga, são
estas novidades que podem
impulsionar ainda mais as
vendas. “Os consumidores
estão se conscientizando e
buscando alternativas mais
ecológicas. Aliando isso a
um produto de qualidade e
com um preço justo, certa-
mente as vendas serão im-
pulsionadas”, finaliza.
O lado bom da crise é que propiciou o lançamento de produtos diferenciados
como forma de encontrar espaço em um mercado extremamente competitivo
APOSTA ESTÁ EM PRODUTOS
INOVADORES
MILENAAUREA/ACIDADE
RECEITA
Para superar a crise, a
aposta é em produtos
cada vez melhores,
mais completos e com
mais qualidade
OUTUBRO|2017 | 11
Imóvel tour

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Imóvel tour

2º Imóvel Week
2º Imóvel Week2º Imóvel Week
2º Imóvel WeekACIDADE ON
 
Revista paulicoop julho.agosto.2011
Revista paulicoop julho.agosto.2011Revista paulicoop julho.agosto.2011
Revista paulicoop julho.agosto.2011Paulicoop
 
Imóveis vale a pena investir em 2012
Imóveis vale a pena investir em 2012Imóveis vale a pena investir em 2012
Imóveis vale a pena investir em 2012Tabata Pitol
 
Dossiê hotéis e resorts
Dossiê hotéis e resortsDossiê hotéis e resorts
Dossiê hotéis e resortsMarcelo Escobar
 
Apresentação Institucional Português 20080410
Apresentação Institucional Português 20080410Apresentação Institucional Português 20080410
Apresentação Institucional Português 20080410p.correa
 
Informações sobre o Mercado Imobiliário
Informações sobre o Mercado ImobiliárioInformações sobre o Mercado Imobiliário
Informações sobre o Mercado ImobiliárioRicardo_Sartori
 
Informativo da secretaria de comércio e serviços 218
Informativo da secretaria de comércio e serviços 218Informativo da secretaria de comércio e serviços 218
Informativo da secretaria de comércio e serviços 218fopemimpe
 
Regen urb newsletter #21.pub
Regen urb newsletter #21.pubRegen urb newsletter #21.pub
Regen urb newsletter #21.pubregenurb
 
Regen urb newsletter #21.pub
Regen urb newsletter #21.pubRegen urb newsletter #21.pub
Regen urb newsletter #21.pubregenurb
 
XII Forúm Imobiliário - 2009
XII Forúm Imobiliário - 2009XII Forúm Imobiliário - 2009
XII Forúm Imobiliário - 2009Bruno Trindade
 
XII Forúm Imobiliário - Salvador/BA - Virginia Tanajura
XII Forúm Imobiliário - Salvador/BA - Virginia TanajuraXII Forúm Imobiliário - Salvador/BA - Virginia Tanajura
XII Forúm Imobiliário - Salvador/BA - Virginia TanajuraArc Engenharia
 
5 razões comuns pelas quais as pessoas compram imóveis
5 razões comuns pelas quais as pessoas compram imóveis5 razões comuns pelas quais as pessoas compram imóveis
5 razões comuns pelas quais as pessoas compram imóveisJulio Cesar
 

Semelhante a Imóvel tour (20)

2º Imóvel Week
2º Imóvel Week2º Imóvel Week
2º Imóvel Week
 
Revista paulicoop julho.agosto.2011
Revista paulicoop julho.agosto.2011Revista paulicoop julho.agosto.2011
Revista paulicoop julho.agosto.2011
 
Imóveis vale a pena investir em 2012
Imóveis vale a pena investir em 2012Imóveis vale a pena investir em 2012
Imóveis vale a pena investir em 2012
 
Tudo sobre investimentos
Tudo sobre investimentos Tudo sobre investimentos
Tudo sobre investimentos
 
Dossiê hotéis e resorts
Dossiê hotéis e resortsDossiê hotéis e resorts
Dossiê hotéis e resorts
 
Apresentação Institucional
Apresentação InstitucionalApresentação Institucional
Apresentação Institucional
 
Apresentação Institucional Português 20080410
Apresentação Institucional Português 20080410Apresentação Institucional Português 20080410
Apresentação Institucional Português 20080410
 
.
..
.
 
Informações sobre o Mercado Imobiliário
Informações sobre o Mercado ImobiliárioInformações sobre o Mercado Imobiliário
Informações sobre o Mercado Imobiliário
 
Informativo da secretaria de comércio e serviços 218
Informativo da secretaria de comércio e serviços 218Informativo da secretaria de comércio e serviços 218
Informativo da secretaria de comércio e serviços 218
 
ApresentaçãO Institucional PortuguêS 18.08.2009
ApresentaçãO Institucional PortuguêS 18.08.2009ApresentaçãO Institucional PortuguêS 18.08.2009
ApresentaçãO Institucional PortuguêS 18.08.2009
 
ApresentaçãO Institucional PortuguêS 18.08.2009
ApresentaçãO Institucional PortuguêS 18.08.2009ApresentaçãO Institucional PortuguêS 18.08.2009
ApresentaçãO Institucional PortuguêS 18.08.2009
 
Regen urb newsletter #21.pub
Regen urb newsletter #21.pubRegen urb newsletter #21.pub
Regen urb newsletter #21.pub
 
Regen urb newsletter #21.pub
Regen urb newsletter #21.pubRegen urb newsletter #21.pub
Regen urb newsletter #21.pub
 
XII Forúm Imobiliário - 2009
XII Forúm Imobiliário - 2009XII Forúm Imobiliário - 2009
XII Forúm Imobiliário - 2009
 
XII Forúm Imobiliário - Salvador/BA - Virginia Tanajura
XII Forúm Imobiliário - Salvador/BA - Virginia TanajuraXII Forúm Imobiliário - Salvador/BA - Virginia Tanajura
XII Forúm Imobiliário - Salvador/BA - Virginia Tanajura
 
Revista Insurance Corp - 7ª Edição
Revista Insurance Corp - 7ª EdiçãoRevista Insurance Corp - 7ª Edição
Revista Insurance Corp - 7ª Edição
 
5 razões comuns pelas quais as pessoas compram imóveis
5 razões comuns pelas quais as pessoas compram imóveis5 razões comuns pelas quais as pessoas compram imóveis
5 razões comuns pelas quais as pessoas compram imóveis
 
Marta (1)
Marta (1)Marta (1)
Marta (1)
 
Apresenta%E7%E3o S. Miranda V6
Apresenta%E7%E3o   S. Miranda V6Apresenta%E7%E3o   S. Miranda V6
Apresenta%E7%E3o S. Miranda V6
 

Mais de ACIDADE ON

Caderno Boa - 27/10
Caderno Boa - 27/10Caderno Boa - 27/10
Caderno Boa - 27/10ACIDADE ON
 
Caderno Boa - 20/10
Caderno Boa - 20/10Caderno Boa - 20/10
Caderno Boa - 20/10ACIDADE ON
 
Caderno BOA _ Jornal A Cidade
Caderno BOA _ Jornal A CidadeCaderno BOA _ Jornal A Cidade
Caderno BOA _ Jornal A CidadeACIDADE ON
 
Melhores empresas para trabalhar
Melhores empresas  para trabalhar Melhores empresas  para trabalhar
Melhores empresas para trabalhar ACIDADE ON
 
Revista Agenda Minas 2017 - Tema: Cidade Criativa. Cidadania Ativa
Revista Agenda Minas 2017 - Tema: Cidade Criativa. Cidadania AtivaRevista Agenda Minas 2017 - Tema: Cidade Criativa. Cidadania Ativa
Revista Agenda Minas 2017 - Tema: Cidade Criativa. Cidadania AtivaACIDADE ON
 
Caderno especial Bloco Califórnia
Caderno especial Bloco CalifórniaCaderno especial Bloco Califórnia
Caderno especial Bloco CalifórniaACIDADE ON
 
Jornal a cidade 113 anos
Jornal a cidade 113 anosJornal a cidade 113 anos
Jornal a cidade 113 anosACIDADE ON
 
Agenda Pouso Alegre
Agenda Pouso AlegreAgenda Pouso Alegre
Agenda Pouso AlegreACIDADE ON
 
Formulário de pesquisa - Agenda Poços
Formulário de pesquisa - Agenda PoçosFormulário de pesquisa - Agenda Poços
Formulário de pesquisa - Agenda PoçosACIDADE ON
 
Formulário de Avaliação Agenda Passos
Formulário de Avaliação Agenda PassosFormulário de Avaliação Agenda Passos
Formulário de Avaliação Agenda PassosACIDADE ON
 
Produção, captação e transmissão
Produção, captação e transmissãoProdução, captação e transmissão
Produção, captação e transmissãoACIDADE ON
 
Produção, captação e transmissão
Produção, captação e transmissãoProdução, captação e transmissão
Produção, captação e transmissãoACIDADE ON
 
Notas de Estrutura
Notas de EstruturaNotas de Estrutura
Notas de EstruturaACIDADE ON
 
Galeria de Vídeos - Fashion For You
Galeria de Vídeos - Fashion For YouGaleria de Vídeos - Fashion For You
Galeria de Vídeos - Fashion For YouACIDADE ON
 
Galeria de Fotos - Fashion For You
Galeria de Fotos - Fashion For YouGaleria de Fotos - Fashion For You
Galeria de Fotos - Fashion For YouACIDADE ON
 
Matérias Portal ACidade ON Ribeirão
Matérias Portal ACidade ON RibeirãoMatérias Portal ACidade ON Ribeirão
Matérias Portal ACidade ON RibeirãoACIDADE ON
 

Mais de ACIDADE ON (20)

Caderno Boa - 27/10
Caderno Boa - 27/10Caderno Boa - 27/10
Caderno Boa - 27/10
 
Caderno Boa - 20/10
Caderno Boa - 20/10Caderno Boa - 20/10
Caderno Boa - 20/10
 
Caderno BOA _ Jornal A Cidade
Caderno BOA _ Jornal A CidadeCaderno BOA _ Jornal A Cidade
Caderno BOA _ Jornal A Cidade
 
Melhores empresas para trabalhar
Melhores empresas  para trabalhar Melhores empresas  para trabalhar
Melhores empresas para trabalhar
 
Revista Agenda Minas 2017 - Tema: Cidade Criativa. Cidadania Ativa
Revista Agenda Minas 2017 - Tema: Cidade Criativa. Cidadania AtivaRevista Agenda Minas 2017 - Tema: Cidade Criativa. Cidadania Ativa
Revista Agenda Minas 2017 - Tema: Cidade Criativa. Cidadania Ativa
 
Revista Agenda
Revista Agenda Revista Agenda
Revista Agenda
 
Caderno especial Bloco Califórnia
Caderno especial Bloco CalifórniaCaderno especial Bloco Califórnia
Caderno especial Bloco Califórnia
 
Jornal a cidade 113 anos
Jornal a cidade 113 anosJornal a cidade 113 anos
Jornal a cidade 113 anos
 
Agenda Pouso Alegre
Agenda Pouso AlegreAgenda Pouso Alegre
Agenda Pouso Alegre
 
Formulário de pesquisa - Agenda Poços
Formulário de pesquisa - Agenda PoçosFormulário de pesquisa - Agenda Poços
Formulário de pesquisa - Agenda Poços
 
Formulário de Avaliação Agenda Passos
Formulário de Avaliação Agenda PassosFormulário de Avaliação Agenda Passos
Formulário de Avaliação Agenda Passos
 
Imóvel tour
Imóvel tourImóvel tour
Imóvel tour
 
Produção, captação e transmissão
Produção, captação e transmissãoProdução, captação e transmissão
Produção, captação e transmissão
 
Geral
GeralGeral
Geral
 
Produção, captação e transmissão
Produção, captação e transmissãoProdução, captação e transmissão
Produção, captação e transmissão
 
Geral
GeralGeral
Geral
 
Notas de Estrutura
Notas de EstruturaNotas de Estrutura
Notas de Estrutura
 
Galeria de Vídeos - Fashion For You
Galeria de Vídeos - Fashion For YouGaleria de Vídeos - Fashion For You
Galeria de Vídeos - Fashion For You
 
Galeria de Fotos - Fashion For You
Galeria de Fotos - Fashion For YouGaleria de Fotos - Fashion For You
Galeria de Fotos - Fashion For You
 
Matérias Portal ACidade ON Ribeirão
Matérias Portal ACidade ON RibeirãoMatérias Portal ACidade ON Ribeirão
Matérias Portal ACidade ON Ribeirão
 

Imóvel tour

  • 1. RPimóveis QUER COMPRAR UM IMÓVEL?Reaquecimento da economia do País, juros mais baixos e estoque alto de imóveis em Ribeirão Preto são alguns dos sinais de que este é o momento ideal para quem quer sair do aluguel ou fazer um bom investimento MATHEUSURENHA/ACIDADE A CIDADE OUTUBRO | 2017
  • 2. A CIDADE DIRETOR DE JORNAIS E MÍDIAS DIGITAIS JOSUÉ SUZUKI GERENTE COMERCIAL MARCO VALLIM EDIÇÃO JOSÉ MANUEL LOURENÇO EDIÇÃO DE ARTE DANIEL TORRIERI REPORTAGEM GABRIELA VIRDES EDIÇÃO DE FOTOGRAFIA MARIANA MARTINS TRATAMENTO DE IMAGENS FRANCIELLY FLAMARINI RPimóveis Otimismo prudente. Essa talvez seja a ex- pressão que melhor se aplica ao momen- to atual do mercado imobiliário de Ribeirão Preto. De modo geral, é unânime, entre os profissionais que estão diretamente ligados a esse setor, a constatação de que o pior da cri- se econômica que assola o País já começa a ser deixado para trás. De forma lenta, é ver- dade, mas com sinais que já indicam o rea- quecimento do mercado. Um bom exemplo dessa retomada da economia acontece aqui em Ribeirão Pre- to, já a partir desta semana, com a realização do Imóvel Tour, uma feira de imóveis que já é um reflexo de como os ventos da economia começam a soprar em uma nova direção. Os principais detalhes da feira e desses novos momentos da economia estão presen- tes neste caderno especial. O Imóvel Tour é apresentado pelo jornal A Cidade, com apoio do ACidade ON, e rea- lizado pela Fortes Guimarães, com a partici- pação das construtoras Pafil, Hugo Engenha- ria, DPM, Perplan e Alphaville. O evento - que será realizado entre os dias 10 de outubro e 9 de novembro, no se- tor Imigrantes (próximo aos elevadores que dão acesso ao cinema), no RibeirãoShopping – promete trazer um excelente mix de produ- tos, desde Minha Casa Minha Vida até imó- veis de alto padrão, com boas oportunidades de negócios. Ribeirão Preto e região recebem, entre os dias 10 de outubro e 9 de novembro, uma feira de imóveis no RibeirãoShopping UMA FEIRA DE OPORTUNIDADES 2 | OUTUBRO|2017
  • 3. MOMENTO ESPECIAL Condições facilitadas Para o CEO da Perplan Urbanização e Empreendimentos Ricardo Telles, o Imóvel Tour será uma excelente oportunidade de realizar o sonho da casa própria ou comprar um imóvel para investimento. “A Perplan está preparando ofertas especiais e condições facilitadas para o Imóvel Tour”, afirma. Segundo ele, há uma conjunção de fatores que fazem desse momento e desse evento uma excelente oportunidade para efetivar a compra do imóvel. “Juros baixos e reduzindo, inflação menor e preços de imóveis no seu momento mais favorável ao comprador fazem desse evento uma excelente oportunidade para adquirir a casa própria”, conclui. COMPRA OU INVESTIMENTO Ótimas oportunidades Segundo Marcelo Chibeni, diretor da Hugo Engenharia, o perfil de vendas de imóveis, hoje, é para quem precisa dele, seja para morar ou para constituir patrimônio. “O cenário de alguns anos, com atuação de especuladores, não faz mais parte do mercado de imóveis na planta e isso é ótimo para o segmento”, afirma. Por essa razão, o Imóvel Tour será muito interessante para o comprador, pois contará com ótimas oportunidades. “Vamos participar focados em oferecer o melhor para o cliente e isso, consequentemente, gerará bons negócios”, garante. Se você ainda está em dú- vida se este é o melhor mo- mento para a compra de um imóvel, os especialistas ga- rantem: a hora é agora! “Este é o momento apro- priado para a compra do imóvel. Isso porque, mais na frente, com o reaquecimen- to um pouco mais forte da economia e do mercado de imóveis, a tendência é que os preços subam”, afirmou a economista Maria Angélica Luqueze. Segundo ela, mesmo pa- ra aquelas pessoas que não têm capital e vão precisar financiar a compra de um imóvel, a época também é oportuna. “Há uma tendên- cia de queda das taxas de juros, o que irá refletir nos consórcios e financiamentos imobiliários”, explica. O diretor comercial da imobiliária Fortes Guima- rães, João Paulo Fortes Gui- marães, reforça a tendência de alta nos valores dos pró- ximos lançamentos. “Por is- so é que o ideal é antecipar a compra para fazer bons ne- gócios. A hora é agora”, frisa. De acordo com Fortes Guimarães, o bom momen- to é completado por razões como a retomada da econo- mia, os preços baixos e a di- minuição das ofertas, taxas de juros reduzidas e a ante- cipação da tendência de alta. “Com a retomada da eco- nomia, aumento da confian- ça e menos imóveis dispo- níveis é natural que o pre- ço aumente”, frisa. “Os des- contos de 20% a 30% encon- trados nos imóveis, hoje, vão desaparecer”, reforça. Qualidade De acordo com João Pau- lo, além de bons preços, o momento é de produtos de qualidade. “Em 30 anos de mercado imobiliário, nunca vi um momento tão bom pa- ra comprar imóveis, com bo- as unidades disponíveis, óti- mos preços e crédito imobi- liário”, comenta. Por isso, para quem pre- tende fechar negócio, o di- retor indica: “Conte suas ne- cessidades, que tipo de imó- vel procura, fale suas reais condições, ouça os conse- lhos do profissional especia- lista no mercado e decida rá- pido, pois os bons negócios acabam logo!”, finaliza. Especialistas destacam que o perfil atual do mercado é favorável à compra de imóveis; em 2018, a tendência é aumento de preços e queda dos descontos QUER COMPRAR IMÓVEL? A HORA É AGORA! MILENA AUREA / A CIDADE “Esta é a hora certa para a compra do imóvel, pois com o reaquecimento da economia e do mercado de imóveis, a tendência é que os preços subam.” Maria Angélica Luqueze Economista RAIO X Tendência de queda das taxas de juros terá impacto em consórcios e financiamentos OUTUBRO|2017 | 3
  • 4. Após passar por uma cri- se sem precedentes entre 2015 e 2016, o mercado de imóveis está se reerguendo e já mostra sinais efetivos de recuperação. “Estamos vendo um rea- quecimento em vários seto- res da economia, que inclui o mercado de imóveis”, afir- ma a economista Maria An- gélica Luqueze. “Porém, es- sa retomada ainda está len- to”, reforça. Isso porque, segundo ela, justamente em 2015 e 2016, o Brasil teve uma recessão na taxa de 7% ao ano. “Então, ficamos por dois anos sem crescer, cerca de 14%, o que justifica a lenta recuperação”, explica a eco- nomista. Por outro lado, alguns fa- tores reforçam essa retoma- da, como a queda na taxa de financiamento interban- cário, inflação em desacele- ração, redução da taxa de ju- ros e a retomada -ainda que tímida - do crescimento da economia. “Inflação acomodada, ta- xas de juros reduzidas, o ní- vel de confiança melhoran- do, não só para os empre- sários como também para a população em geral são os sinais positivos que já pode- mos observar”, diz. Estoques Outro fator que reforça o reaquecimento do merca- do imobiliário é a diminui- ção dos estoques. De acordo com o diretor comercial da imobiliária Fortes Guima- rães, João Paulo Fortes Gui- marães, nos últimos anos as vendas foram superiores aos lançamentos, o que conse- quentemente reduziu o esto- que em Ribeirão Preto. “Por isso, acreditamos que o mercado caminha para o equilíbrio da demanda e ofer- ta, com a chegada de novos lançamentos, que virão com preços superiores”, conclui. Após dois anos de estagnação da economia, o mercado de imóveis acompanha os sinais de retomada do crescimento e já se prepara para a oferta de novos produtos aos compradores REAQUECIMENTO Para economistas, já é possível falar em um processo de reaquecimento da economia, embora de forma lenta, mas que já propicia condições favoráveis para quem quer comprar imóveis MERCADO SE PREPARA PARA O PÓS-CRISE MERCADO Retomada é lenta e gradual O economista e professor da FEA/ USP-RP Edgard Monforte Merlo confirma o reaquecimento do mercado de imóveis. “Não é como no passado, mas as taxas menores atraem o olhar para os imóveis como alternativa de investimento”, afirma. “É uma retomada lenta, mas com condições favoráveis para quem quer comprar imóvel”, completa. Segundo Maria Angélica Luqueze, a retomada deve-se muito ao retorno da confiança. “As pessoas começam a se animar a comprar um imóvel. Há uma boa vontade, o que é fundamental para o País crescer”, diz. Porém, a economista frisa que esse crescimento segue a passos lentos, principalmente pelo cenário político ainda incerto. “Não se sabe como serão as eleições em 2018. Então, a retomada da economia segue lenta e gradual em vários segmentos, assim como no setor imobiliário.” 4 | OUTUBRO|2017
  • 5. MATHEUSURENHA/ACIDADE PIB 0,5%Para Ricardo Telles, CEO da Perplan, a retomada da economia é um processo lento. “Ela acompanha o PIB que, neste ano, deve crescer 0,5%, segundo projeção do Banco Central”, diz. “Contudo, a expectativa é que ele aumente entre 2% e 3% nos próximos anos. Isso já é uma boa perspectiva. No caso do setor imobiliário, os juros são um fator determinante”, concluiu. FATORES QUE MOSTRAM A RECUPERAÇÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO EM 2017: - Queda na taxa de financiamento interbancário; - Inflação em desaceleração; - Redução da taxa de juros; - Aumento da confiança; - Desaceleração do desemprego; - Retomada (ainda que tímida) do crescimento da economia. Estoques nas construtoras começam a baixar De acordo com o eco- nomista José Rita Moreira, as construtoras de Ribeirão Preto ainda passarão por um período de recuperação de vendas, em função da gran- de quantidade de imóveis em estoque. “Agora, como começou a se movimentar novamente, possivelmente voltem a in- vestir. Até porque, apostan- do que o mercado vai se re- erguer, o período de matura- ção não é rápido”, afirma. Ricardo Telles, CEO da Perplan Urbanização e Em- preendimentos, partilha es- sa visão. “Com a inflação es- tável e os juros reais meno- res, a população começa a sentir uma diferença positi- va na conta bancária e pas- sa a valer a pena fazer negó- cios e comprar bens móveis e imóveis”, explica. Além disso, de acordo com Telles, com a demanda, em geral, crescendo aos pou- cos, as empresas voltam a contratar, mesmo que lenta- mente. “A Perplan, por exem- plo, viveu o seu momento de retração, mas agora volta a empregar profissionais e a fa- zer novos investimentos.” OUTUBRO|2017 | 5
  • 6. 4 EMPREENDIMENTOS DO IMÓVEL TOUR Feira de imóveis começa na próxima terça-feira (10) e é uma realização da Fortes Guimarães, com a participação das construtoras Pafil, Hugo Engenharia, DPM, Perplan e Alphaville 1 Tapuias Residencial (Hugo Engenharia) - Apartamentos de 74 m² a 96 m² - Cinco opções de planta de 3 dormitórios com suíte e lavabo ou 2 suítes com lavabo, além de varanda gourmet integrada à cozinha e à sala de estar. - Duas vagas de garagem e estacionamento para visitantes - Torre única com 149 apartamentos - Condomínio completo com mais de 20 itens de lazer Localização: rua Florêncio Rosário, 2025 - Bosque das Juritis, próximo à avenida Wladimir Meirelles Ferreira e da Avenida João Fiúsa - 85% das unidades vendidas Previsão de entrega: 28 de fevereiro de 2019 2 Civitas Complexo Sul (Perplan) - Apartamentos de 44 m² a 74 m², com 2 dormitórios - Todos os apartamentos têm uma vaga de garagem - Torre única com 144 unidades - Condomínio com área de lazer completa Localização: rua José Tadeu Sincos, 125 – Jardim Botânico, próximo à avenida Wladimir Meirelles Ferreira Pronto para morar 3 Über Van Der Rohe (Perplan) - Apartamentos de 158m² até 292m², com 3 ou 4 dormitórios (suítes) - Seis opções de planta, com varanda gourmet integrada à cozinha - Condomínio com área de lazer completa - Torre única com 108 apartamentos, dentro do complexo Über Parque Sul Localização: rua Cezário Gonçalvez, 100 – Parque Sul, próximo à avenida João Fiúsa, e no perímetro das avenidas Wladimir Meirelles e Carlos Consoni Previsão de entrega: fevereiro de 2018 4 Alphaville - Lotes a partir de 487,50m² até 920m², - Tamanhos médios de 550m² - Clube House com estrutura completa - Infraestrutura diferenciada Localização: avenida Rebouças, s/nº - Bonfim Paulista 6 | OUTUBRO|2017
  • 7. 11 3 2 5 6 7 FONTE: CONSTRUTORAS 5 Siena (DPM) - Apartamentos de 45,39m² (1 dormitório) - Todos os apartamentos com 1 vaga de garagem e varanda gourmet - Torre única, com oito apartamentos por andar - Condomínio conta com salão de jogos, churrasqueira, academia e espaço gourmet Localização: rua Arnaldo Vitaliano, 1520 – Iguatemi, próximo a Unaerp Obra entregue em março de 2016 6 Orla da Mata (DPM) - Apartamentos de 70m² (2 dormitórios, sendo 1 suíte); 91m² (3 dormitórios, 1 suíte); 100m² (3 dormitórios, 1 suíte) - Todos os apartamentos com 2 vagas de garagem e varanda gourmet - Torre única, com seis apartamentos por andar - Condomínio com área de lazer completa Localização: rua Arnaldo Vitaliano, 1.010 – Iguatemi, próximo à Unaerp Previsão de entrega: março de 2020 7 Condomínio Clube Parque das Árvores (Pafil) - Apartamentos de: - 49m² (2 dormitórios com sacada); - 51 m² (com sacada) - 57m² (com sacada + suíte) - Seis torres com oito andares, com elevador e opções de apartamento térreo com jardim - Condomínio Clube completo com mais de 20 itens de lazer como piscinas, academia, salão de festas, campo de futebol, bicicletário, pet play, churrasqueiras, playgrounds etc. Localização: rua Vicente Urbano, 160 ou rua Sargento Rogério Antônio Maglia, 50 - Residencial Greenville, próximo ao Novo Shopping. Previsão de entrega: agosto de 2019. OUTUBRO|2017 | 7
  • 8. Considerado um tipo de investimento estratégico e de maior liquidez do setor imo- biliário, os apartamentos de 70 a 100 m² têm atraído desde o público comprador aos in- vestidores. Mas, devido à al- ta procura por esse segmen- to, a previsão – e expectativa - é que até o final do ano seu estoque esteja zerado. “Os apartamentos desse segmento possuem um ticket [valor do apartamento] que atinge uma faixa de renda volumosa em Ribeirão Pre- to, em que as pessoas conse- guem pagar o financiamen- to”, explica Flávio Carneiro, diretor de captação de novos empreendimentos da imobi- liária Fortes Guimarães. Rodrigo Araujo, diretor da DPM Construtora, concor- da com Carneiro. “Os imóveis nesta faixa de metragem são os de maior liquidez, os mais procurados atualmente”, diz. “Isso porque, o imóvel possui um tamanho que comporta bem uma família de até qua- tro pessoas e tem um valor fi- nal muito atrativo”, reforça. Mas, segundo ele, além das famílias, o segmento atrai os investidores. “Nos últimos dois anos, o imóvel mante- ve o preço ou apresentou pe- quena queda. Então, quem adquire agora está compran- do na baixa”, afirma. “Assim, na venda, com o retorno dos indicadores econômicos po- sitivos, possivelmente terá boa valorização”, completa. Aposta O diretor da Hugo Enge- nharia, Marcelo Chibeni, afir- ma que a construtora aposta neste nicho desde o primei- ro empreendimento feito na cidade. “Através de pesquisas de mercado vimos que havia demanda e certa escassez de produtos com este perfil.” De acordo com Chibe- ni, isso aconteceu porque no passado houve um boom de imóveis com perfil de Minha Casa Minha Vida e de luxo, fi- cando esse nicho menos ex- plorado. “Mas, não basta es- tar apenas nesta faixa de ta- manho. O projeto do empre- endimento e sua localização contribuem bastante para sua aceitação e isso deve ser levado em conta”, frisa. Carneiro afirma que o segmento de apartamentos de 70 a 100 m² vendeu, em 2016, 468 unidades. No pri- meiro semestre deste ano fo- ram 204 unidades vendidas e a expectativa é de igualar as vendas do ano passado. “Só que o estoque atual é de 264 unidades. Então, mes- mo com alguns lançamentos, a expectativa é que chegue ao final do ano com o estoque zerado na mão do incorpora- dor neste segmento”, finaliza. Imóveis com metragens de 70 m² a 100 m² são os mais procurados atualmente, por causa da alta liquidez; profissionais destacam possibilidade de boa valorização UM NICHO QUE ATRAI COMPRADORES E INVESTIDORES ESTOQUE 2 MILEste é o número aproximado de unidades em estoque, hoje, em Ribeirão Preto, sem contar o segmento do Minha Casa Minha Vida. Porém, se contarmos as unidades do MCMV, o número chega a 8.235 mil unidades disponíveis, tendo terrenos, apartamentos e casas populares deste segmento. CRESCIMENTO 1,17%Ribeirão Preto tem 682 mil habitantes e cresceu 1,17% em 2016, ou seja, foram 7.980 pessoas a mais no ano. Se forem somados os cerca de 3.650 casamentos e 1.280 separações anuais, estima-se que há uma demanda de quase 3,5 mil novas residências por ano na cidade. Ribeirão Preto atinge uma população regional de até 6 milhões de pessoas que consomem na cidade. Assim, com a economia reaquecendo e a volta da confiança, a tendência é faltar imóveis em Ribeirão, pois o desejo de ter a casa própria persiste nas pessoas. Flávio Carneiro Diretor de captação de novos empreendimentos da imobiliária Fortes Guimarães 8 | OUTUBRO|2017
  • 9. Os apartamentos de 70 a 100 m² são os mais procurados, atualmente, pois o imóvel possui um tamanho que comporta uma família e um valor final muito atrativo. Rodrigo Araujo Diretor da DPM Construtora MATHEUSURENHA/ACIDADE RIBEIRÃO ATRAI CLIENTES DA REGIÃO Segundo o diretor de captação de novos empre- endimentos da imobiliária Fortes Guimarães, Flávio Carneiro, Ribeirão Preto possui uma faixa grande da população que compra imóveis de 70 a 100 m². E o segmento é impulsionado ainda pelos compradores e investidores da região. “Vende-se cerca de 50% dos produtos para a região, que consome na cidade e utiliza este imó- vel como segunda moradia ou casa de apoio”, diz. “Além disso, nossa população regional é patrimonialista, gosta de imóvel pela solidez. E uti- liza Ribeirão Preto para esse ganho extra ou para guardar para a aposentadoria”, conclui. MAIS CAROS Lançamentos terão reajuste de preços De acordo com Flávio Carneiro, diretor de captação de novos empreendimentos da imobiliária Fortes Guimarães, Ribeirão Preto tem cerca de duas mil unidades em estoque em Ribeirão, sem contar o segmento Minha Casa Minha Vida. Mas, para o segmento de 70 a 100 m² a expectativa é que os imóveis disponíveis se esgotem até o final do ano. “Assim, a tendência é que os lançamentos em 2018, no primeiro semestre, tenham preços altos, devido à oferta e procura”, afirma. Carneiro explica que o produto que está em estoque precisa girar. “Então, hoje, a grande oportunidade é que os donos de construtoras e compradores estão vendendo a preço de custo ou até abaixo dele”, diz. “Agora, os que vão lançar possuem uma planilha de expectativa de custo. Desta forma, os lançamentos virão em cerca de 20% a 30% mais caros”, conclui. VALORIZAÇÃO Profissionais do setor destacam crescimento do mercado de apartamentos com metragens entre 70 m² e 100 m² OUTUBRO|2017 | 9
  • 10. MERCADO Construtoras otimistas As construtoras locais estão otimistas com o reaquecimento do mercado imobiliário. O diretor da Hugo Engenharia, Marcelo Chibeni, diz que o mercado já está reagindo. “O perfil de vendas de imóveis, hoje, é para quem precisa dele, seja para morar ou constituir patrimônio”, afirma. Já Ricardo Telles, da Perplan, acredita no potencial de Ribeirão e região. “O momento pede foco na qualidade e não no volume de lançamentos. Ele lista, ainda, a hierarquia de prioridades do setor da construção civil: localização correta, tipo de imóvel certo para aquele lugar e preço compatível com o momento econômico. Com a expectativa de re- aquecimento do mercado de imóveis em Ribeirão Preto, as construtoras já estão em busca de terrenos para no- vos empreendimentos. “As construtoras já estão se mobilizando e montan- do seu landbank [estoque de terrenos] para os próximos anos. O que, com certeza, vai movimentar rapidamen- te as contratações de mão de obra”, afirma o diretor co- mercial da imobiliária Fortes Guimarães, João Paulo For- tes Guimarães. O diretor da DPM Cons- trutora, Rodrigo Araújo, diz que já possui área para o próximo empreendimen- to. “Mas, temos de ver como vai reagir a economia, que a princípio está indo bem. Estamos notando os sinais de melhora”, frisa. “Porém, trabalhamos com o ‘pé no chão’, procurando não dar um passo maior que a per- na”, reforça. Segundo Araujo, a DPM constrói um empreendi- mento por vez. “No máximo, terminamos um começando outro”, explica o diretor, que prevê o próximo lançamen- to para o início de 2020, ano de entrega do Orla da Mata. Confiança E, apesar do ano ainda ser de cautela, devido à cri- se econômica e política que o País enfrenta, as constru- toras não deixam de apostar Um indicativo apontado por especialistas a respeito do reaquecimento da economia é o fato de as construtoras já começarem a montar os seus estoques de terrenos OTIMISMO, MAS COM OS PÉS NO CHÃO no mercado imobiliário de Ribeirão Preto. Para João Paulo, a razão do otimismo está no fato de os investiments no setor imobiliário já fazerem parte do DNA do público de Ribei- rão e região. “Ribeirão está crescen- do, o segmento do agrone- gócio está injetando bastan- te dinheiro na região e es- ses itens, aliados à melhora da economia nacional e in- ternacional, traz uma gran- de confiança nas construto- ras”, finaliza. MATHEUS URENHA / A CIDADE EM ALTA REGIÕESSegundo o diretor comercial da imobiliária Fortes Guimarães, a região do setor Sul é a de maior desejo da população de Ribeirão Preto e a que tem a maior possibilidade de crescimento territorial. A preferência é seguida pela zona Leste, que também tem alto potencial e tem atraído construtoras, investidores e compradores. JOÃO PAULO Diretor da Fortes Guimarães destacou que investir no mercado imobiliário é algo que já está presente no DNA dos moradores de Ribeirão Preto e região 10 | OUTUBRO|2017
  • 11. FUTURO Produtos sustentáveis Projetos diferenciados em infraestrutura e sustentabilidade não faltam em Ribeirão Preto. A Hugo Engenharia adotou, por exemplo, práticas de construção sustentáveis. “Elas são boas não só em termos ambientais, como trazem benefícios econômicos para o morador”, afirma o diretor Marcelo Chibeni. A Alphaville também busca excelência em projeto, infraestrutura e sustentabilidade através de redes de energia elétrica, telefonia e multiserviços feitas por dutos subterrâneos. Além disso, há guias e bueiros que seguem os padrões norte americanos, garantindo melhor escoamento das águas e estética em todo residencial. Hoje, para fazer sucesso no mercado de imóveis a re- gra principal é lançar em- preendimentos diferencia- dos. Isso porque, para ven- der, é preciso trazer produ- tos melhores do que os dis- poníveis em estoque, apre- sentando uma evolução tan- to em relação à arquitetura quanto à sustentabilidade. Para o diretor de capta- ção de novos empreendi- mentos da imobiliária Fortes Guimarães, Flávio Carneiro, uma das grandes vantagens da crise é o lançamento de produtos extremamente di- ferenciados para conseguir ser competitivo no mercado. “Então, todos os produ- tos que foram lançados nes- tes últimos três anos tiveram grandes melhorias para con- seguir conquistar o seu pú- blico e isso é algo que não tem mais retorno”, diz. “A partir de agora, a tendência é que os empreendimentos venham cada vez melhores e diferenciados”, reforça. Segundo Carneiro, em- preendimentos que saiam do óbvio estão em todos os segmentos, desde Minha Ca- sa Minha Vida até imóveis de alto padrão. “A tendência é de produ- tos cada vez melhores, mais completos e com mais quali- dade. E o incorporador com mais criatividade para trazer não só conforto como inú- meros benefícios para atrair o consumidor”, frisa. Para o gerente do Alpha- ville, Sérgio Alvarenga, são estas novidades que podem impulsionar ainda mais as vendas. “Os consumidores estão se conscientizando e buscando alternativas mais ecológicas. Aliando isso a um produto de qualidade e com um preço justo, certa- mente as vendas serão im- pulsionadas”, finaliza. O lado bom da crise é que propiciou o lançamento de produtos diferenciados como forma de encontrar espaço em um mercado extremamente competitivo APOSTA ESTÁ EM PRODUTOS INOVADORES MILENAAUREA/ACIDADE RECEITA Para superar a crise, a aposta é em produtos cada vez melhores, mais completos e com mais qualidade OUTUBRO|2017 | 11