Composição química da célula água e sais minerais

1.781 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Composição química da célula água e sais minerais

  1. 1. Introdução à Bioquímica
  2. 2.  Quando se analisa a matéria que constitui os seres vivos, os principais elementos encontrados são: carbono (C), hidrogênio (H), oxigênio (O), nitrogênio (N), fósforo (P) e enxofre (S)= CHONPS. Os seis constituem cerca de 98% da massa corporal da maioria dos seres vivos.  Os constituintes químicos das células podem ser divididos em 2 grupos: os inorgânicos e os orgânicos. A vida na Terra baseia-se essencialmente no elemento CARBONO.  Os inorgânicos – água e sais minerais; os orgânicos – glicídios, lipídios, proteínas, enzimas, ácidos nucléicos e vitaminas. Os orgânicos são aqueles constituídos por cadeias de carbonos.  Composição média geral das células :  Água : cerca de 75 a 85% do peso de qualquer ser vivo, o resto é : proteínas(10 a 15%), lipídios (2 a 3%), glicídios (1%), ácidos nucléicos (1%), além de 1% de sais minerais.  - animais – 60% de água; 17% de proteínas; 12% de lipídios; 6% de glicídios; 4,5% de sais minerais.  vegetais-75% de água; 4%de proteínas; 0,5% de lipídios; 18% de glicídios; 2,5% de sais minerais.
  3. 3. Água Substâncias inorgânicas dacélula
  4. 4. Água – H2O  Corresponde cerca de 65 a 75% da massa do corpo dos seres vivos. É a substância que se encontra em maior quantidade no interior da célula. A porcentagem de água é maior nas células embrionárias, tornando-se menor à medida que avançamos de idade. Seu teor varia de acordo com a atividade celular, isto é, células que desempenham intensa atividade possuem maior quantidade de água do que as que trabalham pouco. Isso se explica por 2 razões: - A água é um produto final que aparece ao término de muitas reações químicas; A+B C+água. - A água é imprescindível para que ocorram as reações de hidrólise, que são tão comuns na atividade celular.
  5. 5. Água – H2O  Ora, quanto maior a atividade celular, mais surgirá a água no protoplasma como conseqüência das reações envolvidas . Da mesma forma, quanto mais trabalho a célula desenvolver, mais estará ela realizando hidrólise e, consequentemente, solicitando água.  As moléculas de água apresentam dupla polaridade: podem se associar-se a moléculas de carga elétrica positiva quanto a moléculas de carga negativa.  Sais, oses, proteínas e muitas outras substâncias orgânicas apresentam afinidade pela água, dissolvendo-se nela=HIDROFÍLICA.  Gorduras e outras substâncias cujas moléculas não têm cargas elétricas, isto é, são apolares (não –polarizadas), não se dissolvem em água= HIDROFÓBICA
  6. 6. Importância da água nos seres vivos  Solvente dos líquidos orgânicos, como sangue, linfa, e as substâncias intracelulares;  Conservação da temperatura nos animais endotérmicos-moderador de temperatura;  Veículo das substâncias que passam através da membrana;  Quando uma substância se dissolve em água, a mistura forma uma solução aquosa. O citoplasma das células é uma solução aquosa em que a água é o solvente, e substâncias dissolvidas, genericamente chamadas de Solutos, são os açucares,sais etc...).  Participação nas reações químicas - HIDRÓLISE;  Age como meio de dispersão de macromoléculas.  Coesão e adesão -tensão superficial (as pontes de hidrogênio mantêm as moléculas de água unidas umas às outras).  Além do seu aparecimento natural na célula, como produto final de numerosas reações químicas, a água também é obtida através da ingestão pelo organismo de alimentos que a contêm e de líquidos. A perda de água excessiva pelo indivíduo leva-o ao quadro de desidratação.
  7. 7. Propriedades da água  Coesão e adesão: coesão atração entre as moléculas; adesão- atração entre moléculas de água e de outras substâncias polares.  Poder de dissolução: - hidrofílica:dissolvem; - hidrofóbica: não dissolvem.  Capilaridade: sobe por capilar devido a força de adesão e coesão geradas pelas moléculas.  Calor de vaporização: Líquido--vapor  Solidificação: sólido --- líquido  Calor específico: é a quantidade de calor necessária para elevar em 1 ºC a temperatura de 1g dessa substância. c = 1cal/g°C
  8. 8. Ferro Cálcio Fósforo Magnésio Zinco Potássio Sódio Flúor Sais minerais
  9. 9.  Sais minerais são substâncias inorgânicas formadas por íons, que resultam de átomos que receberam ou doaram elétrons. Um sal é formado por 2 tipos de íon: - CÁTIONS= doaram elétrons e têm carga elétrica + - ÂNIONS= que receberam elétrons e têm carga elétrica – A concentração de íons H+ (hidrogênio) é chamada POTENCIAL HIDROGÊNIO ou pH, é o que determina o nível de acidez de um meio; quanto maior a concentração de H+, maior a acidez e menor o pH. 0 7 14 ácido neutro básico
  10. 10.  São substâncias que podem ser encontradas sob a forma não solúvel, como constituintes estruturais de certas partes do corpo (ossos, ovos) ou sob a forma solúvel em água, sendo, dissociados.Na forma dissociada, os sais minerais, participam de numerosas atividades celulares, tais como: permeabilidade, contração muscular, constituintes dos ossos, equilíbrio osmótico e manutenção do ph.
  11. 11. Ferro  Ferro é um componente fundamental da hemoglobina e de algumas enzimas do sistema respiratório. A deficiência deste mineral resulta em anemia.  Importante saber que sem a vitamina C, a quantidade de ferro obtida pela ingestão de vegetais é irrisória. O feijão, por exemplo, é rico em ferro. Porém, nosso organismo só consegue absorver apenas cerca de 10% desse mineral contido na leguminosa. No entanto, se o feijão for acompanhado de um alimento rico em vitamina C como suco de laranja a absorção pode chegar a 40%.  Principais fontes: Carnes; Porco; Frango; Espinafre
  12. 12. Cálcio  A necessidade de cálcio são geralmente supridas por laticínios, especialmente leite e verduras verde-escuras.  A maior parte do cálcio (90%) é armazenada nos ossos, com uma troca constante ocorrendo com o sangue, tecidos e ossos.  Sendo fundamental para o fortalecimento de ossos e dentes, o cálcio também é necessário para o funcionamento adequado do sistema nervoso e imunológico, contração muscular, coagulação sangüínea e pressão arterial.  A carência pode determinar o raquitismo nas crianças e osteoporose nos adultos.  Principais fontes: Laticínios : leite, iogurte e queijos; Peixes ósseos; Legumes; Brócolis; Repolho.
  13. 13. Fósforo  Atua na formação dos dentes e ossos; indispensável para o sistema nervoso e o sistema muscular, junto com o cálcio e com a vitamina D combatem o raquitismo.  Fósforo tem um papel importante na produção de energia juntamente com o cálcio. A energia química do corpo é armazenada em combinações de fosfato de alta energia.  O elemento fósforo é altamente venenoso, mas não é tóxico quando ingerido como fosfato na dieta.  Principais fontes: Carnes; Porco; Frango; Repolho.
  14. 14. Magnésio  Pesquisas revelaram que o magnésio tem um papel fundamental na performance em esportes de resistência. Este mineral atua principalmente nos músculos e ossos, onde ajuda na contração muscular e metabolismo energético.  Estudos mostraram que a deficiência de magnésio diminui a resistência e que o baixo nível deste mineral na circulação está associado à diminuição da capacidade aeróbica. Infelizmente, baixo nível de magnésio na circulação já foi constatado em corredores após a maratona está relacionado à perda pela transpiração.  Compõe a molécula de clorofila  Principais fontes: Legumes; Nozes;
  15. 15. Zinco  Atua no controle cerebral dos músculos; ajuda na respiração dos tecidos.  Participa no metabolismo das proteínas e carboidratos. Sua falta provoca a diminuição dos hormônios masculinos e favorece o diabetes.  Zinco ajuda a manter o sistema imunológico sadio, facilita a cicatrização de machucados e recuperação de lesões. Além disso, como atletas perdem zinco pelo suor, eles podem se tornar deficientes deste mineral mais rapidamente. Um dos sinais de deficiência de zinco é o aumento de resfriados.  Principais fontes: Alimentos ricos em proteínas como: carnes, frango e peixe.
  16. 16. Potássio  É um eletrólito importante para a transmissão nervosa, contração muscular e equilíbrio de fluidos no organismo.  Sintomas de deficiência de potássio incluem fraqueza muscular, desorientação e fadiga.  Principais Fontes: Carne, leite, frutas.
  17. 17. Sódio  Sódio é um eletrólito importante para a transmissão nervosa, contração muscular e equilíbrio de fluidos no organismo.  Corredores participando de maratonas devem prestar atenção na reposição de sódio para evitar a hiponatremia. Muito sódio na dieta pode levar à hipertensão em pessoas com predisposição genética.  Principais fontes: Sal; Azeite; Alimentos processados.
  18. 18. Flúor
  19. 19. Outros minerais  Cromo: estimula a absorção da glicose.Importante para o metabolismo. Encontramos no queijo, aves, pimenta do reino e cereais.  Fosfato ( Po4) : forma os nucleotídeos.  Carbonato (Co3): quando passam bicarbonato HCO3 têm ação impedindo a acidez da célula.  Cobalto: componente da vitamina B12. Essencial para as hemácias.  Cobre: Componente de muitas enzimas. Essencial para a síntese da hemoglobina.  Molibdênio: componente de algumas enzimas.  Selênio: funciona em íntima associação com a vitamina E.  Iodo: importante para o funcionamento da tireóide. Ë encontrado nos peixes e frutas. Estimula a glândula tireóide.

×