As origens do totalitarismo

620 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

As origens do totalitarismo

  1. 1. Hannah Arendt
  2. 2.  O manuscrito original foi terminado no outono de 1949, mais de quatro anos depois da derrota da Alemanha de Hitler e menos de quatro anos antes da morte de Stálin.  A primeira edição do livro veio à luz em 1951 os anos em que foi redigido, de 1945 em diante, parecia ser o primeiro período de relativa calma após décadas de tumulto, confusão e horror.
  3. 3.  Arendt assemelha de forma polêmica o nazismo e o comunismo, como ideologias totalitárias, isto é, com uma explicação compreensiva da sociedade, mas também da vida individual, e mostra como a via totalitária depende da banalização do terror, da manipulação das massas, do acriticismo face à mensagem do poder.  Hitler e Stalin seriam duas faces da mesma moeda, tendo alcançado o poder por terem explorado a solidão organizada das massas.
  4. 4. O QUE É TOTALITARISMO?  Um regime político baseado na extensão do poder do Estado a todos os níveis e aspectos da sociedade (“Estado Total”, “Estado Máximo”).  Pode ser resultado da incorporação do Estado por um partido (único e centralizado) ou da extensão natural das instituições estatais.
  5. 5.  É um fenômeno que resulta de extremismos ideológicos e uma paralela desintegração da sociedade civil organizada.  A distinção entre totalitarismo de direita (Nazismo, Neoliberalismo Supremacista, etc...) e de esquerda (Estalinismo, Castrismo, etc...) é insuficiente para compreender suas particularidades, funcionamento e aspirações enquanto regime político da modernidade.  O totalitarismo é um regime inserido na “sociedade de massas”, não existindo enquanto tal antes do século XX.
  6. 6.  São paradigmas na história os regimes totalitários de Adolf Hitler e Josef Stalin, respectivamente na Alemanha e na União Soviética.
  7. 7. CARACTERÍSTICAS DOS REGIMES TOTALITÁRIOS
  8. 8. TOTALITARISMO DE ESQUERDA  Características divergentes 1. Abolição das propriedades privadas 2. Supressão da religião 3. Coletivização obrigatória dos meios de produção agrícola e industrial.
  9. 9. CARACTERÍSTICAS COMUNS 1. Regime de partido único ( e um partido de massas) 2. Centralização dos processos de tomada de decisão no núcleo dirigente do Partido. 3. Burocratização do aparelho do estatal. 4. Intensa repressão a dissidentes políticos e ideológicos 5. Culto à personalidade do líder (ou líderes) do Partido e do Estado 6. Patriotismo, ufanismo e chauvismo exacerbado. 7. Intensa presença de propaganda estatal e incentivo ao patriotismo como forma de organização dos trabalhadores;
  10. 10. CARACTERÍSTICAS COMUNS 8. Censura aos meios de comunicação e expressão. 9. Paranóia social e patrulha ideológica. 10. Militarização da sociedade e dos quadros políticos. 11. EXPANSIONISMO
  11. 11. BIBLIOGRAFIA  Livro As origens do totalitarismo – Hannah Arendt  Pesquisas na internet www.google.com www.pt.wikipedia.org/wiki/as_origens_do_totalitarismo www.wikipedia.org/totalitarismo www.consulado.org.br/hannah_arendt

×