Pre 1

245 visualizações

Publicada em

PRÉ-BARRA - Questões

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
245
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pre 1

  1. 1. CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS PRÉ DIVERSIDADE CULTURAL, CONFLITOS E VIDA EM SOCIEDADE – UNIVERSITÁRIO QUESTÕES DO ENEM PRÉ UNIVERSITÁRIO – PÓLO BARRA ANO BASE JOSÉ FRANKLIN 2013 1. DIVERSIDADE CULTURAL, CONFLITOS E VIDA EM SOCIEDADE 1.1. Cultura material e imaterial; patrimônio e diversidade cultural no Brasil. Q1 As ruínas do povoado de Canudos, no Resposta: D sertão norte da Bahia, além de Habilidade: Identificar as manifestações ou significativas para a identidade cultural, representações da diversidade do dessa região, são úteis às investigações patrimônio cultural e artístico em diferentes sobre a Guerra de Canudos e o modo de sociedades. vida dos antigos revoltosos. Essas ruínas Comentários: Questões sobre o patrimônio foram reconhecidas como patrimônio cultural e artístico e sua importância para a cultural material pelo Iphan (Instituto do nação é um tema recorrente no Enem e Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) contempla toda a primeira competência porque reúnem um conjunto de: para a prova. Sendo assim, é importante saber interpretar, considerando a a) objetos arqueológicos e paisagísticos. diversidade de temas sobre o assunto. Esta b) acervos museológicos e bibliográficos. questão, no caso, não foi bem formulada, c) núcleos urbanos e etnográficos pois não há apenas uma única resposta d) práticas e representações de uma correta. Considere a “mais correta”, no caso sociedade. a letra D. e) expressões e técnicas de uma sociedade extinta. Q-2 A pintura rupestre abaixo, que é um d) os rituais que envolvem sacrifícios de patrimônio cultural brasileiro, expressa: grandes dinossauros atualmente extintos. e) a constante guerra entre diferentes grupos paleoíndios da América durante o período colonial. Resposta: Letra C Habilidade: Analisar a produção da memória pelas sociedades humanas. Comentários: A imagem mostra uma pintura rupestre, ou pictoglifo, que são imagens feitas em paredes de cavernas. Apesar de não haver certeza sobre seu21 de março de 2013 verdadeiro significado, é certo que mostram aspectos do cotidiano das populações a) o conflito entre os povos indígenas e os responsáveis por sua produção. Um europeus durante o processo de aspecto que chama a atenção, e parece ser colonização do Brasil. um padrão nas questões de história de b) a organização social e política de um 2007, é a insistência dos anacronismos, povo indígena e a hierarquia entre seus presentes nas alternativas A, D e E. membros. c) aspectos da vida cotidiana de grupos que viveram durante a chamada pré-história do Brasil. Professor Jorge Marcos
  2. 2. Q3 O que se entende por Corte do antigo b) o Museu Britânico. regime é, em primeiro lugar, a casa de c) a catedral de Colônia. habitação dos reis de França, de suas d) a Casa Branca. famílias, de todas as pessoas que, de perto e) a pirâmide do faraó Quéops. ou de longe, dela fazem parte. As despesas da Corte, da imensa casa dos reis, são Resposta: Letra A consignadas no registro das despesas do Habilidade: Identificar as manifestações ou reino da França sob a rubrica significativa representações da diversidade do patrimônio de Casas Reais. (ELIAS, N. A sociedade de cultural e artístico em diferentes sociedades. corte. Lisboa: Estampa, 1987) Comentários: O Palácio de Versalhes representou o desenvolvimento da monarquia Algumas casas de habitação dos reis absolutista na França. Seus luxuosos tiveram grande efetividade política e cômodos e a decoração sofisticada terminaram por se transformar em imprimiam a distinção social e cultural responsável pela reafirmação da autoridade patrimônio artístico e cultural, cujo exemplo real no país. Nenhuma das outras alternativas é: está relacionada ao absolutismo francês. a) o palácio de Versalhes. Q4 c) defendia uma posição progressista para No início do século XIX, o naturalista o século XIX: a de tornar o indígena alemão Carl Von Martius esteve no Brasil cidadão satisfeito e feliz. em missão científica para fazer d) procurava impedir o processo de observações sobre a flora e a fauna nativas aculturação, ao descrever cientificamente a e sobre a sociedade indígena. Referindo-se cultura das populações originárias da ao indígena, ele afirmou: América. e) desvalorizava os patrimônios étnicos e “Permanecendo em grau inferior da culturais das sociedades indígenas e humanidade, moralmente, ainda na reforçava a missão “civilizadora européia”, infância, a civilização não o altera, nenhum típica do século XIX. exemplo o excita e nada o impulsiona para um nobre desenvolvimento progressivo Resposta: Letra E (…). Esse estranho e inexplicável estado do Habilidade: Interpretar historicamente e/ou indígena americano, até o presente, tem geograficamente fontes documentais acerca feito fracassarem todas as tentativas para de aspectos da cultura. conciliá-lo inteiramente com a Europa Comentários: O MEC adora este tipo de vencedora e torná-lo um cidadão satisfeito questões, com viés educativo, que abordam e feliz.” (Carl Von Martius. O estado do questões sociais e/ou éticas. Sabendo disso, direito entre os autóctones do Brasil. Belo vamos ao contexto histórico: no século XIX, a Horizonte/São Paulo: Itatiaia/EDUSP, Europa iniciou a corrida imperialista, dividindo, entre os países ricos industriais, 1982). territórios da África e Ásia. Para justificar a exploração destes territórios, os europeus Com base nessa descrição, conclui-se que argumentavam a necessidade de tornar o naturalista Von Martius:21 de março de 2013 aqueles povos – selvagens – mais parecidos com os europeus – civilizados. Esta “missão a) apoiava a independência do Novo civilizadora” dos europeus não considerava Mundo, acreditando que os índios, as particularidades culturais daqueles povos. diferentemente do que fazia a missão Da mesma forma, considerava a cultura europeia, respeitavam a flora e a fauna do branca europeia superior às demais, o que se país. denomina “eurocentrismo”. Ao interpretar a b) discriminava preconceituosamente as cultura indígena desta forma, o naturalista populações originárias da América e Von Martius apenas incorpora o advogava o extermínio dos índios. eurocentrismo na interpretação dos povos americanos. Professor Jorge Marcos
  3. 3. 21 de março de 2013 Professor Jorge Marcos

×