SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
HISTÓRIA GERAL                                                             ENSINO
                        SOCIEDADE CAPITALISTA EM FORMAÇÃO                                                    MÉDIO
                          NEOCOLONIALISMO/IMPERIALISMO                                                      2ª SÉRIE

                 ALUNO: ............................................................Nº:......           DATA:.../.../12


1.   DEFINIÇÃO                                              soberania. A potência dominadora não exerce
                                                            diretamente o governo, mas mantém a ocupação
       É a prática através da qual, nações poderosas        militar. A polícia e as forças armadas locais ajudam na
procuram ampliar e manter controle ou influência            segurança, como no modelo colonial.
sobre povos ou nações mais pobres. é o processo de                 Imperialismo se refere, em geral, ao controle e
exploração      economica e dominação           politica    influência que é exercido tanto formal como
estabelecido pelas potências capitalistas emergentes ao     informalmente, direta ou indiretamente, política ou
longo do seculo XIX e início doséculo XX, que culmina       economicamente.
com a partilha da África e daÁsia.                                 A potência dominadora não ocupa militarmente
       O Neocolonialismo foi a principal expressão do       o país dominado e nem exerce diretamente o governo.
imperialismo, forma assumida pelo capitalismo a             A dominação se faz dando apoio político, dentro do
partir da Segunda Revolução Industrial.                     país dominado, às forças sociais que tiram vantagem
       O domínio das potências européias não foi            dessa dominação e por isso a aceitam de bom grado.
apenas econômico, mas completo, ou seja, militar,
político e social, impondo à força um novo modelo de                                  Colonialismo           Neocolonialismo
organização do trabalho, que pudesse garantir,                    Período          Séc. XVI ao XVIII        Séc.XIX ao XX
                                                                 Economia          Capital comercial -      Capital industrial e
principalmente, a extração de minérios, para as                                    mercantilismo            financeiro
industrias da Europa. `A violência militar e a                       Política      Absolutismo              Liberalismo político
exploração do trabalho, somam-se as imposições                                     Monárquico
sociais, incluindo a disseminação do cristianismo entre              Objetivo      Metais      preciosos    Minérios, mercados
                                                                                   (ouro, prata, etc.),     consumidores, áreas
os povos nativos, num processo de aculturação e na                                 gêneros tropicais e      estratégicas,
maioria dos casos, de destribalização.                                             matérias primas.         depósitos humanos.
       Esse processo reflete a nova ordem da                Explicação/Prete       Religioso – levar a fé   Missão civilizadora
economia a partir do século XIX, quando a burguesia                xto             cristã
                                                                  Alvo             Novo     mundo       -   Ásia e África
tornou-se hegemônica em alguns países. Tinha por                                   América
base uma nova divisão econômica e política do mundo                  Agente        Estado                   Burguesia
pelas potências capitalistas em ascensão.
                                                            3.       CAPITALISMO MONOPOLISTA

                                                                O século XIX é a fase do capitalismo financeiro,
                                                            onde as pequenas empresas e da livre concorrência
                                                            cedem lugar para concentração de empresas. A
                                                            hegemonia burguesa e a rápida industrialização deu
                                                            origem aos grandes conglomerados empresariais e ao
                                                            capitalismo monopolista, que passou a buscar
                                                            mercados monopolizados.

                                                                     Principais formas de concentração de capitais:

                                                                       Trustes: união/fusão de empresas (do mesmo
                                                                        ramo) que controlam todas as etapas da
                                                                        produção (da matéria-prima a distribuição);
                                                                       Cartéis: acordos comerciais entre empresas,
                                                                        união para a divisão de mercados. Elas
                                                                        determinam o preço final;
                                                                       Holding: associação de várias empresas
                                                                        controladas por outra através da compra de
                                                                        ações;
         http://www.google.com.br/imgres

2.   DIFERENÇA ENTRE COLONIALISMO E
     IMPERIALISMO

       Colonialismo normalmente implica em controle
político, envolvendo anexação de território e perda da

                       Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
5.2. PROTETORADOa administração fica com a
                                                                população local, mas subordinada a funcionários
                                                                colonizadores.
                                                           5.3. ÁREAS       DE      INFLUÊNCIAas        potências
                                                                colonizadoras obtém do colonizado facilidades para
                                                                a realização de seus negócios.

                                                           5. AÇÕES NA ÁFRICA E NA ÁSIA

                                                                   O processo de colonização teve início em 1830
                                                           pela França que começou a corrida para a conquista da
                                                           África, que foi concluída em 1857. Mais tarde, em 1876,
                                                           foi a Bélgica de Leopoldo II que incitou a colonização,
                                                           reunindo em Bruxelas um congresso de presidentes de
                                                           sociedades geográficas, com o intuito de difundir a
                                                           civilização ocidental; mas na verdade, Leopoldo II
OBS. Dumping consiste na prática adotada pelos             tinha interesses espoliativos.
     cartéis para afastar a concorrente;                           Foi organizada a Associação Internacional
                                                           Africana, que mais tarde se tornou em Comitê de
4.   JUSTIFICATIVAS                                        Estudos do Alto Congo, que iniciaria a exploração e
A)   IDEOLÓGICAS.                                          a conquista do Congo Africano.
       Do ponto de vista ideológico, o neocolonialismo
foi justificado por uma teoria racista, que julgava que         Partilha Afro-asiática foi um processo desigual,
os povos asiáticos e, principalmente africanos, não        tendo a Inglaterra formado um verdadeiro Império
poderiam, sozinhos, atingir o progresso e o                Colonial, ao passo que, Alemanha e Itália (que se
desenvolvimento, cabendo ao europeu levar-lhes essa        unificaram tardiamente) ficaram com um número
possibilidade. Defesa da superioridade do Homem            menor de territórios, fato que é considerado uma das
branco (Darwinismo social) que era possuidor de uma        causas para a eclosão da Primeira Guerra Mundial.
missão civilizatória; some a isto o discurso da
filantropia e do humanitarismo. Era preciso civilizar os   5.1.    ÁFRICA
povos atrasados.
B) ECONÔMICAS
       O neocolonialismo do século XIX usou o
argumento de levar o progresso da ciência e da
tecnologia ao mundo. Vários países passavam pela
revolução industrial, competindo entre si. Era
necessário buscar novas matérias primas (carvão, ferro
e petróleo; produtos alimentícios); necessidades de
obtenção de novas áreas para a colocação de capitais
existentes nos países capitalistas (estradas de ferro e
exploração de minas) e necessidades de encontrar
novos mercados consumidores.
C) POLÍTICAS
       Procura de regiões estratégicas para a construção
de bases navais e preocupação em aumentar seus
contingentes militares.                                         Praticamente todo o continente africano foi
D) RELIGIOSAS                                              conquistado, exceção à Etiópia e a Libéria. Na metade
      Já os missionários se encaixavam nos fatores         do século XIX a presença colonial europeia na África
religiosos e culturais. Eles desejavam converter           estava limitada aos colonos holandeses e britânicos na
africanos e asiáticos. Havia gente que considerava         África do Sul, militares britânicos e franceses na África
mesmo dever dos europeus difundir sua civilização          do Norte e portugueses em Moçambique, Angola; a
entre povos que julgavam primitivos e atrasados. Suas      Espanha, com o Marrocos Espanhol, Rio do Ouro e
ações, em suma, resultaram na preparação do terreno        Guiné Espanhola.
para o avanço do imperialismo no mundo afro-asiático.           A descoberta de diamantes na África do Sul e
                                                           abertura do Canal de Suez despertaram a atenção da
4. TIPOS DE COLONIAS;                                      Europa sobre a importância econômica e estratégica do
5.1. COLÔNIAS FORMAIS                                      continente.
 Enraizamentodepósitos populacionais; o                       Em 1830, a França deu o primeiro passo na
      colonizador expropria a terra do colonizado.         conquista da África. Seus exércitos iniciaram a
 Enquadramentoo colonizador é uma minoria,               conquista da Argélia, processo que somente foi
      não toma as terras dos colonizados, explora o        completado em 1857. A França conquistou a Argélia,
      trabalho local.                                      Tunísia, África Equatorial, Costa da Somália,
                                                           Madagascar; os ingleses anexaram a Rodésia, União

                       Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
Sul Africana, Nigéria, Costa do Ouro, e Serra Leoa; a              Em 1839, na região do Cantão, as autoridades
Alemanha, que entrou tardiamente na corrida colonial,      locais apreenderam e lançaram ao mar um
adquiriu apenas Camerum, África Sudoeste e África          carregamento com vinte mil caixas de ópio. os ingleses
Oriental; a Itália anexou o litoral da Líbia, Eritréia e   exigiram que a China pagasse uma indenização pelos
Somália.                                                   prejuízos materiais e por impedir o livre-comércio na
      A Conferência de Berlim (1884 – 1885),               região. Vitoriosos, os britânicos impuseram aos
convocada por Bismarck, primeiro-ministro da               chineses a assinatura do Tratado de Nanquim (1842),
Alemanha, sua finalidade primeira foi legalizar a          que previa a abertura de cinco portos, o fim das
propriedade pessoal do rei Leopoldo II, da Bélgica,        fiscalizações, o pagamento de indenização e a entrega
sobre o Estado Livre do Congo e estabelecer as regras      da ilha de Hong Kong.
da partilha da África entre as principais potências                A comercialização do ópio na China só foi
imperialistas.                                             proibida em 1949, quando a revolução comunista
       Foram múltiplas as modalidades utilizadas           determinou o combate à droga. Já a ilha de Hong Kong
pelos países europeus na dominação sobre a África. Os      só foi devolvida pela Inglaterra no ano de 1997.
estilos variavam, mas, os poderosos colonizadores
fizeram poucos esforços para desenvolver suas              6.2.      GUERRA DOS TAIPINGS (1851-1864)
colônias. Elas eram apenas locais de onde tiravam
matérias-primas e para onde vendiam os produtos                 Foi um dos conflitos mais sangrentos da história; é
manufaturados.                                             uma perturbação interna, misturada com conflitos
       Eis algumas delas:                                  contra o Ocidente. Foi uma revolta popular e
      Uso da força;                                       messiânica que conquistou grandes territórios ao sul e
      Acordos, entendimentos. Esses acordos foram         no centro da China. Esta revolução foi combatida pelas
        decisivos para que os europeus pudessem            tropas imperiais chinesas com o auxílio de militares
        manter tudo sob controle.                          ingleses e norte-americanos.

5.2.      ÁSIA                                             6.3.      GUERRA DOS BOXERS (1889-1902).

                                                                 Foi um conflito ocorrido na China entre os anos
                                                           de 1899 e 1900, onde um violento grupo nacionalista -
                                                           "Punhos de Justiça Unidos - lutava contra a presença
                                                           dos estrangeiros em seu território. setembro de 1901, a
                                                           Paz ou Protocolo de Pequim oficializou os acordos que
                                                           puseram fim à Guerra dos Boxers. Derrotado, o
                                                           governo chinês se viu obrigado a pagar uma pesada
                                                           indenização em ouro e liberar novos portos às
                                                           embarcações estrangeiras.

                                                           6.4.    GUERRA DOS SIPAIOS (1857)
                                                                 Revolta armada iniciada pelos soldados coloniais
                                                           nativos da Índia. A Guerra dos Cipaios foi causada pelo
                                                           desrespeito a crença religiosa dos indianos.
                                                                 Os Cipaios atacaram e executaram um grande
                                                           numero de soldados e colonos britânicos. As tropas
                                                           inglesas só conseguiam sufocar a revolta dos cipaios
                                                           após alguns meses de luta. A Guerra dos Cipaios traria
      ÍNDIA – domínio inglês (protetorado).
                                                           como consequência para os indianos a extinção da
       Destruição da economia local (agricultura e
                                                           Companhia Britânica das Índias.
       artesanato)
                                                                 Para os hindus, esta é a Primeira Guerra de
      BREAK-UP DA CHINA – abertura da China:
         TRATADO DESIGUAL (ou Nanquim): posse             Independência da Índia.
           inglesa sobre a ilha de Hong-Kong;
                                                           7. CONSEQÜÊNCIAS DO IMPERIALISMO
         TRATADO DE PEQUIM (1860): abertura
           de 11 portos chineses;
         TRATADO DE AIGUM: cessão a Rússia da                   Desenvolvimento do capitalismo e enriquecimento
           região do rio Amur (Porto de Vladivostok);             da burguesia européia;
      BREAK-UP DO JAPÃO: abertura do Japão ao                   Guerras entre os países europeus
       comércio internacional;                                   Exploração das populações e regiões afro-asiáticas
        Revolução Meiji (1867-1912)época de                    Dividiu a África em mais de 50 Estados cujas
          progresso e desenvolvimento do Japão.                   fronteiras foram demarcadas sem dar a menor
                                                                  importância aonde às pessoas viviam e como
6. CONFLITOS NA ÁSIA E ÁFRICA                                     organizavam sua própria divisão política.
                                                                 Destruição do padrão econômico. Ligou a África
6.1.      GUERRA DO ÓPIO (1840-42).                               economicamente às grandes potências;



                       Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
    Introdução das idéias européias de superioridade      estreitos tratados econômicos, dentro do processo
     racial e cultural;                                    conhecido como Neocolonialismo.
                                                           2.
LEMBRETES IMPORTANTES                                      O imperialismo gerou um estado de tensão permanente
1.                                                         entre as potências. Essas tensões provocaram rupturas
O imperialismo promoveu a partilha da África e da          no equilíbrio europeu, impossíveis de serem
Ásia, estabelecendo áreas de influência, através de        contornadas pela via diplomática. Isso levou os
                                                           europeus a desencadearem uma corrida armamentista.

                                                  EXERCICIOS

1)   (UFES) - No século XIX, assistiu-se à                     européias de menor expressão na divisão das
     consolidação da sociedade burguesa por meio do            terras.
     amadurecimento do capitalismo industrial e da         33- Os europeus encontraram facilidade para
     expansão de mercados. Essas transformações                estabelecer o domínio militar, dada a ausência de
     foram nomeadas por economistas e historiadores            instituições políticas e de líderes locais capazes de
     como Imperialismo. Sobre esse período, NÃO é              organizar a resistência.
     correto afirmar que
                                                           3)   (UFMT) - O continente africano foi partilhado
(a) a necessidade de novos mercados de fornecimento             pelas potências européias no final do século XIX,
    de matérias-primas baratas e de escoamento de               período em que o imperialismo mostrava forte
    produtos industrializados conduziu as grandes               vigor no plano internacional. Sobre a conquista
    potências européias ao neocolonialismo.                     colonial européia na África, julgue os itens.
(b) as nações européias mais industrializadas
    fecharam seus mercados para as concorrentes,            A potência européia que conquistou mais colônias
    dando origem à política de ocupação territorial e        na África foi a Alemanha, uma vez que necessitava
    econômica de regiões do mundo menos                      de muitas fontes de matérias-primas para alimentar
    desenvolvidas.                                           sua indústria crescente.
(c) a corrida neocolonial foi dirigida por Estados          A Itália, sob a égide da monarquia imperial,
    europeus voltados para a aplicação da política           envolveu-se na conquista da África, concentrando
    mercantilista, baseada no bulhonismo e no                seus esforços para colonizar, com sucesso, a vasta
    exclusivo comercial.                                     região da África Central.
(d) a expansão econômica e política das potências           A Conferência de Turim (1884-1885) disciplinou a
    industriais, em escala mundial, durante o século         conquista da África, estabelecendo como princípio
    XIX, deu início à fase monopolista do sistema            básico para a ocupação do continente a exigência de
    mundial capitalista.                                     que apenas os países industrializados poderiam se
(e) os mercados afro-asiáticos foram integrados ao           tornar colonizadores.
    sistema de produção, dominado pelos industriais e       Não houve resistência por parte dos africanos
    banqueiros, que investiam seus capitais na               perante a colonização européia porque a estrutura
    comercialização de produtos e na realização de           de poder dos chefes tribais foi mantida intacta pelas
    empréstimos.                                             potências coloniais.

2)   (UFMG) - Entre, aproximadamente, 1880 e 1914,         4)   (UEPG) - A partilha econômica e política do
     ocorreu a “corrida para a África”, ou seja, uma            mundo realizada pelas grandes potências nos
     aceleração no processo de conquista desse                  finais do século XIX e no início do século XX
     Continente por parte das potências européias.              envolveu violências de toda ordem e produziu
     Nesse curto período – cerca de três décadas –, o           diferentes relações de dependência entre os países.
     Continente Africano foi quase inteiramente                 Sobre este assunto, assinale o que for correto.
     retalhado por alguns Estados europeus, que
     disputavam a primazia na formação de impérios         00) As áreas de influência eram os territórios
     coloniais.     Considerando-se     a     conquista        submetidos apenas ao controle político das
     imperialista e a subseqüente colonização da África,       metrópoles.
     é correto afirmar:                                    11) Entre as formas transitórias de dependência
                                                               figuravam os protetorados, como o Marrocos, o
00- os missionários religiosos e cientistas que atuavam        Egito e a Índia. Seus chefes mantinham poderes
    nesse Continente denunciaram as ações praticadas           formais, mas o controle político e econômico
    pelos conquistadores, tentando deter a colonização.        pertencia de fato à potência imperialista.
11- A instalação efetiva de colonos europeus se deu em     22) Nesse processo, as empresas do tipo individual
    maior proporção nas atuais regiões da China e da           ou familiar fortaleceram-se, competindo com as
    Índia.                                                     grandes organizações industriais e financeiras.
22- Os Estados dominantes reservaram para si as            33) A Argélia, a África do Sul e Angola eram colônias,
    conquistas, impedindo a participação das potências         ou seja, territórios submetidos ao domínio


                       Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
territorial e militar e ao controle político-       (d) Através do imperialismo e do neocolonialismo, as
       administrativo da metrópole.                            elites econômicas e políticas inglesas construíram
44)    Essa fase de expansão colonial privilegiou o            a imagem de que eram o modelo de cultura e
       domínio territorial e militar, que ficou acima do       civilização, a ser imitado em todo o mundo.
       domínio político e econômico.                       (e) Entre as nações da África, as que transferiram
                                                               maiores quantidades de pedras preciosas para a
5)    (UEL) - “Longe de serem uns monstros de espada,          Inglaterra foram Angola e Moçambique, em razão
      eles querem, majoritariamente, ser os portadores         do neocolonialismo.
      de um grande destino. Por mais que tenham
      passado populações inteiras pelo fio da espada –     7)   (PUCC) A expansão neocolonialista do século XIX
      como Gallieni em seus primeiros tempos – ou as            foi acelerada, essencialmente:
      tenham queimado vivas – como Bugeaud na
      Argélia –, a seus olhos tais atos são apenas os      (A) pela necessidade de irradiar a superioridade da
      meios necessários para a realização do projeto           cultura europeia pelo mundo;
      colonial [na África], essa missão civilizadora que   (B) pelo crescimento incontrolado da população
      substitui a evangelização tão cara aos                   europeia, gerando a necessidade de migração para
      conquistadores do século XVI.” (FERRO, Marc.             África e Ásia;
      História das colonizações: das conquistas às         (C) pela disputa de mercados consumidores para
      independências – séculos XIII a XX. Trad. Rosa           produtos industrializados e de investimentos de
      Freire ’Aguiar. São Paulo: Companhia das Letras,         capitais para novos projetos, além da busca de
      1996. p. 104.)                                           matérias-primas;
                                                           (D) pelo desenvolvimento do capitalismo comercial e
No texto acima, que trata da partilha e da conquista da        das práticas do mercantilismo;
África, no século XIX, o autor defende que:                (E) pela distribuição igualitária dos monopólios de
                                                               capitais e pelo decréscimo da produção industrial.
00- Os conquistadores fincavam suas bandeiras sem
    violar os direitos humanos da igualdade e da           8)   (Mack) “Ao contrário do colonialismo do século
    liberdade dos povos africanos.                              XVI, que se dirigiu principalmente para a América,
11- Os conquistadores desprezavam a glória, o                   buscando especiarias e metais preciosos,
    heroísmo e as riquezas decorrentes da grande obra           subordinando-se ao mercantilismo do capitalismo
    civilizadora na África.                                     comercial e fazendo uso da fé como justificativa
22- Os conquistadores tinham a convicção de encarnar            para as conquistas, o imperialismo do século XIX
    a razão e a ciência e serem capazes de subjugar as          refletia a maturidade capitalista industrial”. Carlos
    sociedades africanas.                                       Guilherme Mota. Várias doutrinas foram forjadas,
33- Os conquistadores conseguiram que triunfasse a              nos países europeus, para justificar o
    idéia de um projeto colonial tirânico e violento,           neocolonialismo. As mais comuns defendiam
    pois foram incapazes de cooptar lideranças
    políticas nativas.                                     (A) a difusão da Doutrina Monroe por todo o planeta.
44- Assim como Portugal, outros Estados europeus           (B) a missão civilizadora do homem branco.
    substituíram, na África, os canhões pelas missões      (C) o capitalismo mercantilista.
    evangelizadoras jesuíticas.                            (D) a oposição às idéias do Darwinismo Social.
                                                           (E) os princípios aprovados na Carta do Atlântico.
6)    (UFPE) - A expansão capitalista no século XIX
      ficou conhecida como imperialismo, e o domínio       9)   (Cesgranrio) A industrialização acelerada de
      dos países europeus sobre a África e a Ásia foi           diversos países, ao longo do século XIX, alterou o
      denominado neocolonialismo. Sobre o resultado             equilíbrio e a dinâmica das relações internacionais.
      da junção desses dois fenômenos – o imperialismo          Com a Segunda Revolução Industrial surgiu o
      e o colonialismo – na África e na Ásia, assinale          imperialismo, cuja característica marcante foi o(a):
      abaixo a alternativa correta.
                                                           (A) substituição das intervenções militares pelo uso da
(a) O imperialismo e o neocolonialismo ajudaram os             diplomacia internacional;
    povos africanos e asiáticos a saírem de seu atraso     (B) transferência de tecnologia, estimulada por uma
    secular, possibilitando-lhes o acesso ao progresso         política não intervencionista.
    tecnológico.                                           (C) manutenção da autonomia administrativa e dos
(b) A segunda revolução industrial, o capitalismo              governos nativos naquelas áreas conquistadas;
    monopolista e os ideais de progresso estão             (D) procura de especiarias, ouro e produtos tropicais
    associados ao imperialismo, ao neocolonialismo e           inexistentes na Europa;
    ao completo domínio dos Estados Unidos, no final       (E) busca de novos mercados consumidores para as
    do século XIX.                                             manufaturas e os capitais excedentes dos países
(c) Os maiores beneficiários de todo o domínio                 industrializados;
    imperialista e do neocolonialismo na Ásia e África
    foi a classe operária européia, em face do pleno
    emprego da indústria.


                        Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
10) (UNESP) Ao final do século passado, a dominação
    e a espoliação assumiram características novas nas   11) (ENEM/02) "O continente africano em seu
    áreas partilhadas e neocolonizadas. A crença no          conjunto apresenta 44% de suas fronteiras
    progresso, o darwinismo social e a pretensa              apoiadas em meridianos e paralelos; 30% por
    superioridade do homem branco marcaram o auge            linhas retas e arqueadas, e apenas 26% se referem
    da hegemonia europeia. Assinale a alternativa que        a limites naturais que geralmente coincidem com
    encerra, no plano ideológico, certo esforço para         os de locais de habitação dos grupos étnicos".
    justificar interesses imperialistas:                     MARTIN, A. R. Fronteiras e Nações. Contexto, São
                                                             Paulo, 1998. Diferente do continente americano,
(A) A humilhação sofrida pela China, durante um              onde quase que a totalidade das fronteiras
    século e meio, era algo inimaginável para os             obedecem a limites naturais, a África apresenta as
    ocidentais.                                              características citadas em virtude, principalmente,
(B) A diplomacia do canhão e do fuzil, a ação dos
    missionários e dos viajantes naturalistas            (A) da sua recente demarcação, que contou com
    contribuíram para quebrar a resistência cultural         técnicas cartográficas antes desconhecidas.
    das populações africanas, asiáticas e latino-        (B) dos interesses de países europeus preocupados
    americanas.                                              com a partilha dos seus recursos naturais.
(C) A invasão de tecidos de algodão do Lancashire        (C) das extensas áreas desérticas que dificultam a
    desferiu sério golpe no artesanato indiano.              demarcação dos "limites naturais".
(D) A civilização deve ser imposta aos países e raças    (D) da natureza nômade da população africana,
    onde ela não pode nascer espontaneamente.                especialmente aquelas oriundas da África
(E) O mapa das comunicações nos ensina: as estradas          Subsaariana.
    de ferro colocavam os portos das áreas colonizadas   (E) da grande extensão longitudinal, o que
    em contato com o mundo exterior.                         demandaria enormes gastos para demarcação


                                                  GABARITO

                     1.   2.       3.      4.        5.       6.   7.   8.   9.   10. 11.
                     C    FFVF     FFFF    FVFVF     FFVFF    D    C    B    E    D   B




                      Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas". Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas". Paula Meyer Piagentini
 
Exercíco 9ª ano guerra fria
Exercíco 9ª ano guerra friaExercíco 9ª ano guerra fria
Exercíco 9ª ano guerra friaÓcio do Ofício
 
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)Atividades Diversas Cláudia
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAcrópole - História & Educação
 
História 6º ano
História 6º anoHistória 6º ano
História 6º anoEloy Souza
 
Grécia Antiga
 Grécia Antiga Grécia Antiga
Grécia AntigaLuis Silva
 
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizaçõesDaniel Alves Bronstrup
 
Atividades Crise de 1929 e Regimes Totalitários
Atividades Crise de 1929 e Regimes TotalitáriosAtividades Crise de 1929 e Regimes Totalitários
Atividades Crise de 1929 e Regimes TotalitáriosEduardo Mariño Rial
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)Daniel Alves Bronstrup
 

Mais procurados (20)

Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas". Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
 
Neocolonialismo geral2
Neocolonialismo geral2Neocolonialismo geral2
Neocolonialismo geral2
 
Atividade filme a onda
Atividade filme a ondaAtividade filme a onda
Atividade filme a onda
 
Atividades de independencia do brasil 2013
Atividades de independencia do brasil 2013Atividades de independencia do brasil 2013
Atividades de independencia do brasil 2013
 
Exercíco 9ª ano guerra fria
Exercíco 9ª ano guerra friaExercíco 9ª ano guerra fria
Exercíco 9ª ano guerra fria
 
Avaliação período regencial
Avaliação período regencialAvaliação período regencial
Avaliação período regencial
 
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
 
O tempo
O tempoO tempo
O tempo
 
Caça palavras brasil pre colonial
Caça palavras brasil pre colonialCaça palavras brasil pre colonial
Caça palavras brasil pre colonial
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
 
Prova revoluçao russa
Prova revoluçao russaProva revoluçao russa
Prova revoluçao russa
 
História 6º ano
História 6º anoHistória 6º ano
História 6º ano
 
Grécia Antiga
 Grécia Antiga Grécia Antiga
Grécia Antiga
 
Mpb na ditadura
Mpb na ditaduraMpb na ditadura
Mpb na ditadura
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
 
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
 
Renascimento cultural
Renascimento cultural Renascimento cultural
Renascimento cultural
 
Prova de História 7º Ano - Renascimento Cultural
Prova de História 7º Ano  - Renascimento CulturalProva de História 7º Ano  - Renascimento Cultural
Prova de História 7º Ano - Renascimento Cultural
 
Atividades Crise de 1929 e Regimes Totalitários
Atividades Crise de 1929 e Regimes TotalitáriosAtividades Crise de 1929 e Regimes Totalitários
Atividades Crise de 1929 e Regimes Totalitários
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
 

Destaque

Xiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinha
Xiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinhaXiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinha
Xiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinhaAtividades Diversas Cláudia
 
Atividades de História Imperialismo Norte Americano
Atividades de História Imperialismo Norte Americano Atividades de História Imperialismo Norte Americano
Atividades de História Imperialismo Norte Americano Doug Caesar
 
Atividades Revolução Francesa Charges
Atividades Revolução Francesa ChargesAtividades Revolução Francesa Charges
Atividades Revolução Francesa ChargesDoug Caesar
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
ImperialismoAdrodalla
 
Roteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIX
Roteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIXRoteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIX
Roteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIXjosafaslima
 
Atividades de História: Segunda Revolução Industrial, Imperialismo, Primeira ...
Atividades de História: Segunda Revolução Industrial, Imperialismo, Primeira ...Atividades de História: Segunda Revolução Industrial, Imperialismo, Primeira ...
Atividades de História: Segunda Revolução Industrial, Imperialismo, Primeira ...Doug Caesar
 
O NEOCOLONIALISMO E O IMPERIALISMO
O NEOCOLONIALISMO E O IMPERIALISMOO NEOCOLONIALISMO E O IMPERIALISMO
O NEOCOLONIALISMO E O IMPERIALISMOrobertobraz
 
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º BimestrePatrícia Costa Grigório
 
Exercícios de revisão 8º ano 5ª etapa
Exercícios de revisão  8º ano   5ª etapaExercícios de revisão  8º ano   5ª etapa
Exercícios de revisão 8º ano 5ª etapaProfessoresColeguium
 
H9. 1.bim aluno_2.0.1.3.
H9. 1.bim aluno_2.0.1.3.H9. 1.bim aluno_2.0.1.3.
H9. 1.bim aluno_2.0.1.3.pedrogostoso
 
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º BimestrePatrícia Costa Grigório
 
Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial.
 Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial. Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial.
Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial.Luis Silva
 

Destaque (20)

Xiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinha
Xiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinhaXiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinha
Xiii. a expansão capitalista e o imperialismo cruzadinha
 
Atividades de História Imperialismo Norte Americano
Atividades de História Imperialismo Norte Americano Atividades de História Imperialismo Norte Americano
Atividades de História Imperialismo Norte Americano
 
Atividades Revolução Francesa Charges
Atividades Revolução Francesa ChargesAtividades Revolução Francesa Charges
Atividades Revolução Francesa Charges
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Roteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIX
Roteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIXRoteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIX
Roteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIX
 
Atividades de História: Segunda Revolução Industrial, Imperialismo, Primeira ...
Atividades de História: Segunda Revolução Industrial, Imperialismo, Primeira ...Atividades de História: Segunda Revolução Industrial, Imperialismo, Primeira ...
Atividades de História: Segunda Revolução Industrial, Imperialismo, Primeira ...
 
O IMPERIALISMO
O IMPERIALISMOO IMPERIALISMO
O IMPERIALISMO
 
13. revolução técnico científica 9º ano
13. revolução técnico científica 9º ano13. revolução técnico científica 9º ano
13. revolução técnico científica 9º ano
 
13. revolução técnico científica 9º ano
13. revolução técnico científica 9º ano13. revolução técnico científica 9º ano
13. revolução técnico científica 9º ano
 
O NEOCOLONIALISMO E O IMPERIALISMO
O NEOCOLONIALISMO E O IMPERIALISMOO NEOCOLONIALISMO E O IMPERIALISMO
O NEOCOLONIALISMO E O IMPERIALISMO
 
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano
Caderno Pedagógico de História - 7º AnoCaderno Pedagógico de História - 7º Ano
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano
 
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 7º Ano/4º Bimestre
 
Exercícios de revisão 8º ano 5ª etapa
Exercícios de revisão  8º ano   5ª etapaExercícios de revisão  8º ano   5ª etapa
Exercícios de revisão 8º ano 5ª etapa
 
H9. 1.bim aluno_2.0.1.3.
H9. 1.bim aluno_2.0.1.3.H9. 1.bim aluno_2.0.1.3.
H9. 1.bim aluno_2.0.1.3.
 
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano
Caderno Pedagógico de História - 9º AnoCaderno Pedagógico de História - 9º Ano
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano
 
Revolução técnico científica cruzadinha
Revolução técnico científica  cruzadinhaRevolução técnico científica  cruzadinha
Revolução técnico científica cruzadinha
 
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 9º Ano/4º Bimestre
 
Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial.
 Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial. Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial.
Neocolonialismo e Primeira Guerra Mundial.
 
Mensagem o sorriso de deus
Mensagem o sorriso de deusMensagem o sorriso de deus
Mensagem o sorriso de deus
 
Filosofia Do Sucesso Napoleon Hill
Filosofia Do Sucesso Napoleon HillFilosofia Do Sucesso Napoleon Hill
Filosofia Do Sucesso Napoleon Hill
 

Semelhante a Neocolonialismo texto 8 2012

Capitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoCapitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoArtur Lara
 
Auladodehistoria2011
Auladodehistoria2011Auladodehistoria2011
Auladodehistoria2011anacllaudiia
 
O capitalismo e a construção do espaço geográfico
O capitalismo e a construção do espaço geográficoO capitalismo e a construção do espaço geográfico
O capitalismo e a construção do espaço geográficoMaricleia Alves
 
O capitalismo e a construção do espaço geografico
O capitalismo e a construção do espaço geograficoO capitalismo e a construção do espaço geografico
O capitalismo e a construção do espaço geograficoflornomandacaru
 
capitalismo-140224154700-phpapp01 (1).pdf
capitalismo-140224154700-phpapp01 (1).pdfcapitalismo-140224154700-phpapp01 (1).pdf
capitalismo-140224154700-phpapp01 (1).pdfAnderson Torres Pereira
 
Material complementar capitalismoxsocialismo
Material complementar capitalismoxsocialismoMaterial complementar capitalismoxsocialismo
Material complementar capitalismoxsocialismoLUIS ABREU
 
Origem e Características do Capitalismo.ppt
Origem e Características do Capitalismo.pptOrigem e Características do Capitalismo.ppt
Origem e Características do Capitalismo.pptvitoriapereira42
 
O neoliberalismo e a geopolítica no mediterrâneo (1)
O neoliberalismo e a geopolítica no mediterrâneo  (1)O neoliberalismo e a geopolítica no mediterrâneo  (1)
O neoliberalismo e a geopolítica no mediterrâneo (1)GRAZIA TANTA
 
Texto de apoio: Capitalismo
Texto de apoio: CapitalismoTexto de apoio: Capitalismo
Texto de apoio: CapitalismoCADUCOC
 
Resumo Capitalismo
Resumo CapitalismoResumo Capitalismo
Resumo CapitalismoCADUCOCMED
 
PPT - O Funcionamento do Sistema Colonial de Exploração no Brasil
PPT - O Funcionamento do Sistema Colonial de Exploração no BrasilPPT - O Funcionamento do Sistema Colonial de Exploração no Brasil
PPT - O Funcionamento do Sistema Colonial de Exploração no Brasiljosafaslima
 
As transformações do capitalismo
As transformações do capitalismoAs transformações do capitalismo
As transformações do capitalismoNelson Silva
 
As transformações do capitalismo
As transformações do capitalismoAs transformações do capitalismo
As transformações do capitalismoNelson Silva
 
Texto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismo
Texto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismoTexto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismo
Texto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismoechechurry
 

Semelhante a Neocolonialismo texto 8 2012 (20)

Capitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoCapitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evolução
 
Auladodehistoria2011
Auladodehistoria2011Auladodehistoria2011
Auladodehistoria2011
 
O capitalismo e a construção do espaço geográfico
O capitalismo e a construção do espaço geográficoO capitalismo e a construção do espaço geográfico
O capitalismo e a construção do espaço geográfico
 
O capitalismo e a construção do espaço geografico
O capitalismo e a construção do espaço geograficoO capitalismo e a construção do espaço geografico
O capitalismo e a construção do espaço geografico
 
Tiago.148.252
Tiago.148.252Tiago.148.252
Tiago.148.252
 
O capitalismo
O capitalismoO capitalismo
O capitalismo
 
capitalismo-140224154700-phpapp01 (1).pdf
capitalismo-140224154700-phpapp01 (1).pdfcapitalismo-140224154700-phpapp01 (1).pdf
capitalismo-140224154700-phpapp01 (1).pdf
 
O capitalismo
O capitalismoO capitalismo
O capitalismo
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
 
Material complementar capitalismoxsocialismo
Material complementar capitalismoxsocialismoMaterial complementar capitalismoxsocialismo
Material complementar capitalismoxsocialismo
 
Origem e Características do Capitalismo.ppt
Origem e Características do Capitalismo.pptOrigem e Características do Capitalismo.ppt
Origem e Características do Capitalismo.ppt
 
O imperialismo
O imperialismoO imperialismo
O imperialismo
 
Transp 978850209530 1
Transp 978850209530 1Transp 978850209530 1
Transp 978850209530 1
 
O neoliberalismo e a geopolítica no mediterrâneo (1)
O neoliberalismo e a geopolítica no mediterrâneo  (1)O neoliberalismo e a geopolítica no mediterrâneo  (1)
O neoliberalismo e a geopolítica no mediterrâneo (1)
 
Texto de apoio: Capitalismo
Texto de apoio: CapitalismoTexto de apoio: Capitalismo
Texto de apoio: Capitalismo
 
Resumo Capitalismo
Resumo CapitalismoResumo Capitalismo
Resumo Capitalismo
 
PPT - O Funcionamento do Sistema Colonial de Exploração no Brasil
PPT - O Funcionamento do Sistema Colonial de Exploração no BrasilPPT - O Funcionamento do Sistema Colonial de Exploração no Brasil
PPT - O Funcionamento do Sistema Colonial de Exploração no Brasil
 
As transformações do capitalismo
As transformações do capitalismoAs transformações do capitalismo
As transformações do capitalismo
 
As transformações do capitalismo
As transformações do capitalismoAs transformações do capitalismo
As transformações do capitalismo
 
Texto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismo
Texto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismoTexto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismo
Texto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismo
 

Mais de Jorge Marcos Oliveira (20)

Texto sobre corrupção
Texto sobre corrupçãoTexto sobre corrupção
Texto sobre corrupção
 
19 de novembro
19 de novembro19 de novembro
19 de novembro
 
Memória das praças praça valadão
Memória das praças   praça valadãoMemória das praças   praça valadão
Memória das praças praça valadão
 
Um sonho e um pesadelo
Um sonho e um pesadeloUm sonho e um pesadelo
Um sonho e um pesadelo
 
Carnaval antigo
Carnaval antigoCarnaval antigo
Carnaval antigo
 
Aribé banese
Aribé baneseAribé banese
Aribé banese
 
Preseed 2014-revisão 23
Preseed 2014-revisão 23Preseed 2014-revisão 23
Preseed 2014-revisão 23
 
Preseed 2014-revisão 20
Preseed 2014-revisão 20Preseed 2014-revisão 20
Preseed 2014-revisão 20
 
Preseed 2014-revisão 18
Preseed 2014-revisão 18Preseed 2014-revisão 18
Preseed 2014-revisão 18
 
Preseed 2014-revisão 18
Preseed 2014-revisão 18Preseed 2014-revisão 18
Preseed 2014-revisão 18
 
Preseed 2014-revisão 16
Preseed 2014-revisão 16Preseed 2014-revisão 16
Preseed 2014-revisão 16
 
Preseed 2014-revisão 18
Preseed 2014-revisão 18Preseed 2014-revisão 18
Preseed 2014-revisão 18
 
Preseed 2014-revisão 17
Preseed 2014-revisão 17Preseed 2014-revisão 17
Preseed 2014-revisão 17
 
Preseed 2014-revisão 15
Preseed 2014-revisão 15Preseed 2014-revisão 15
Preseed 2014-revisão 15
 
Preseed 2014-revisão 14
Preseed 2014-revisão 14Preseed 2014-revisão 14
Preseed 2014-revisão 14
 
Preseed 2014-revisão 13
Preseed 2014-revisão 13Preseed 2014-revisão 13
Preseed 2014-revisão 13
 
Preseed 2014-revisão 13
Preseed 2014-revisão 13Preseed 2014-revisão 13
Preseed 2014-revisão 13
 
Preseed 2014-revisão 12
Preseed 2014-revisão 12Preseed 2014-revisão 12
Preseed 2014-revisão 12
 
Preseed 2014-revisão 11
Preseed 2014-revisão 11Preseed 2014-revisão 11
Preseed 2014-revisão 11
 
Preseed 2014-revisão 10
Preseed 2014-revisão 10Preseed 2014-revisão 10
Preseed 2014-revisão 10
 

Último

19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 

Último (20)

19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 

Neocolonialismo texto 8 2012

  • 1. HISTÓRIA GERAL ENSINO SOCIEDADE CAPITALISTA EM FORMAÇÃO MÉDIO NEOCOLONIALISMO/IMPERIALISMO 2ª SÉRIE ALUNO: ............................................................Nº:...... DATA:.../.../12 1. DEFINIÇÃO soberania. A potência dominadora não exerce diretamente o governo, mas mantém a ocupação É a prática através da qual, nações poderosas militar. A polícia e as forças armadas locais ajudam na procuram ampliar e manter controle ou influência segurança, como no modelo colonial. sobre povos ou nações mais pobres. é o processo de Imperialismo se refere, em geral, ao controle e exploração economica e dominação politica influência que é exercido tanto formal como estabelecido pelas potências capitalistas emergentes ao informalmente, direta ou indiretamente, política ou longo do seculo XIX e início doséculo XX, que culmina economicamente. com a partilha da África e daÁsia. A potência dominadora não ocupa militarmente O Neocolonialismo foi a principal expressão do o país dominado e nem exerce diretamente o governo. imperialismo, forma assumida pelo capitalismo a A dominação se faz dando apoio político, dentro do partir da Segunda Revolução Industrial. país dominado, às forças sociais que tiram vantagem O domínio das potências européias não foi dessa dominação e por isso a aceitam de bom grado. apenas econômico, mas completo, ou seja, militar, político e social, impondo à força um novo modelo de Colonialismo Neocolonialismo organização do trabalho, que pudesse garantir, Período Séc. XVI ao XVIII Séc.XIX ao XX Economia Capital comercial - Capital industrial e principalmente, a extração de minérios, para as mercantilismo financeiro industrias da Europa. `A violência militar e a Política Absolutismo Liberalismo político exploração do trabalho, somam-se as imposições Monárquico sociais, incluindo a disseminação do cristianismo entre Objetivo Metais preciosos Minérios, mercados (ouro, prata, etc.), consumidores, áreas os povos nativos, num processo de aculturação e na gêneros tropicais e estratégicas, maioria dos casos, de destribalização. matérias primas. depósitos humanos. Esse processo reflete a nova ordem da Explicação/Prete Religioso – levar a fé Missão civilizadora economia a partir do século XIX, quando a burguesia xto cristã Alvo Novo mundo - Ásia e África tornou-se hegemônica em alguns países. Tinha por América base uma nova divisão econômica e política do mundo Agente Estado Burguesia pelas potências capitalistas em ascensão. 3. CAPITALISMO MONOPOLISTA O século XIX é a fase do capitalismo financeiro, onde as pequenas empresas e da livre concorrência cedem lugar para concentração de empresas. A hegemonia burguesa e a rápida industrialização deu origem aos grandes conglomerados empresariais e ao capitalismo monopolista, que passou a buscar mercados monopolizados. Principais formas de concentração de capitais:  Trustes: união/fusão de empresas (do mesmo ramo) que controlam todas as etapas da produção (da matéria-prima a distribuição);  Cartéis: acordos comerciais entre empresas, união para a divisão de mercados. Elas determinam o preço final;  Holding: associação de várias empresas controladas por outra através da compra de ações; http://www.google.com.br/imgres 2. DIFERENÇA ENTRE COLONIALISMO E IMPERIALISMO Colonialismo normalmente implica em controle político, envolvendo anexação de território e perda da Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
  • 2. 5.2. PROTETORADOa administração fica com a população local, mas subordinada a funcionários colonizadores. 5.3. ÁREAS DE INFLUÊNCIAas potências colonizadoras obtém do colonizado facilidades para a realização de seus negócios. 5. AÇÕES NA ÁFRICA E NA ÁSIA O processo de colonização teve início em 1830 pela França que começou a corrida para a conquista da África, que foi concluída em 1857. Mais tarde, em 1876, foi a Bélgica de Leopoldo II que incitou a colonização, reunindo em Bruxelas um congresso de presidentes de sociedades geográficas, com o intuito de difundir a civilização ocidental; mas na verdade, Leopoldo II OBS. Dumping consiste na prática adotada pelos tinha interesses espoliativos. cartéis para afastar a concorrente; Foi organizada a Associação Internacional Africana, que mais tarde se tornou em Comitê de 4. JUSTIFICATIVAS Estudos do Alto Congo, que iniciaria a exploração e A) IDEOLÓGICAS. a conquista do Congo Africano. Do ponto de vista ideológico, o neocolonialismo foi justificado por uma teoria racista, que julgava que Partilha Afro-asiática foi um processo desigual, os povos asiáticos e, principalmente africanos, não tendo a Inglaterra formado um verdadeiro Império poderiam, sozinhos, atingir o progresso e o Colonial, ao passo que, Alemanha e Itália (que se desenvolvimento, cabendo ao europeu levar-lhes essa unificaram tardiamente) ficaram com um número possibilidade. Defesa da superioridade do Homem menor de territórios, fato que é considerado uma das branco (Darwinismo social) que era possuidor de uma causas para a eclosão da Primeira Guerra Mundial. missão civilizatória; some a isto o discurso da filantropia e do humanitarismo. Era preciso civilizar os 5.1. ÁFRICA povos atrasados. B) ECONÔMICAS O neocolonialismo do século XIX usou o argumento de levar o progresso da ciência e da tecnologia ao mundo. Vários países passavam pela revolução industrial, competindo entre si. Era necessário buscar novas matérias primas (carvão, ferro e petróleo; produtos alimentícios); necessidades de obtenção de novas áreas para a colocação de capitais existentes nos países capitalistas (estradas de ferro e exploração de minas) e necessidades de encontrar novos mercados consumidores. C) POLÍTICAS Procura de regiões estratégicas para a construção de bases navais e preocupação em aumentar seus contingentes militares. Praticamente todo o continente africano foi D) RELIGIOSAS conquistado, exceção à Etiópia e a Libéria. Na metade Já os missionários se encaixavam nos fatores do século XIX a presença colonial europeia na África religiosos e culturais. Eles desejavam converter estava limitada aos colonos holandeses e britânicos na africanos e asiáticos. Havia gente que considerava África do Sul, militares britânicos e franceses na África mesmo dever dos europeus difundir sua civilização do Norte e portugueses em Moçambique, Angola; a entre povos que julgavam primitivos e atrasados. Suas Espanha, com o Marrocos Espanhol, Rio do Ouro e ações, em suma, resultaram na preparação do terreno Guiné Espanhola. para o avanço do imperialismo no mundo afro-asiático. A descoberta de diamantes na África do Sul e abertura do Canal de Suez despertaram a atenção da 4. TIPOS DE COLONIAS; Europa sobre a importância econômica e estratégica do 5.1. COLÔNIAS FORMAIS continente.  Enraizamentodepósitos populacionais; o Em 1830, a França deu o primeiro passo na colonizador expropria a terra do colonizado. conquista da África. Seus exércitos iniciaram a  Enquadramentoo colonizador é uma minoria, conquista da Argélia, processo que somente foi não toma as terras dos colonizados, explora o completado em 1857. A França conquistou a Argélia, trabalho local. Tunísia, África Equatorial, Costa da Somália, Madagascar; os ingleses anexaram a Rodésia, União Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
  • 3. Sul Africana, Nigéria, Costa do Ouro, e Serra Leoa; a Em 1839, na região do Cantão, as autoridades Alemanha, que entrou tardiamente na corrida colonial, locais apreenderam e lançaram ao mar um adquiriu apenas Camerum, África Sudoeste e África carregamento com vinte mil caixas de ópio. os ingleses Oriental; a Itália anexou o litoral da Líbia, Eritréia e exigiram que a China pagasse uma indenização pelos Somália. prejuízos materiais e por impedir o livre-comércio na A Conferência de Berlim (1884 – 1885), região. Vitoriosos, os britânicos impuseram aos convocada por Bismarck, primeiro-ministro da chineses a assinatura do Tratado de Nanquim (1842), Alemanha, sua finalidade primeira foi legalizar a que previa a abertura de cinco portos, o fim das propriedade pessoal do rei Leopoldo II, da Bélgica, fiscalizações, o pagamento de indenização e a entrega sobre o Estado Livre do Congo e estabelecer as regras da ilha de Hong Kong. da partilha da África entre as principais potências A comercialização do ópio na China só foi imperialistas. proibida em 1949, quando a revolução comunista Foram múltiplas as modalidades utilizadas determinou o combate à droga. Já a ilha de Hong Kong pelos países europeus na dominação sobre a África. Os só foi devolvida pela Inglaterra no ano de 1997. estilos variavam, mas, os poderosos colonizadores fizeram poucos esforços para desenvolver suas 6.2. GUERRA DOS TAIPINGS (1851-1864) colônias. Elas eram apenas locais de onde tiravam matérias-primas e para onde vendiam os produtos Foi um dos conflitos mais sangrentos da história; é manufaturados. uma perturbação interna, misturada com conflitos Eis algumas delas: contra o Ocidente. Foi uma revolta popular e  Uso da força; messiânica que conquistou grandes territórios ao sul e  Acordos, entendimentos. Esses acordos foram no centro da China. Esta revolução foi combatida pelas decisivos para que os europeus pudessem tropas imperiais chinesas com o auxílio de militares manter tudo sob controle. ingleses e norte-americanos. 5.2. ÁSIA 6.3. GUERRA DOS BOXERS (1889-1902). Foi um conflito ocorrido na China entre os anos de 1899 e 1900, onde um violento grupo nacionalista - "Punhos de Justiça Unidos - lutava contra a presença dos estrangeiros em seu território. setembro de 1901, a Paz ou Protocolo de Pequim oficializou os acordos que puseram fim à Guerra dos Boxers. Derrotado, o governo chinês se viu obrigado a pagar uma pesada indenização em ouro e liberar novos portos às embarcações estrangeiras. 6.4. GUERRA DOS SIPAIOS (1857) Revolta armada iniciada pelos soldados coloniais nativos da Índia. A Guerra dos Cipaios foi causada pelo desrespeito a crença religiosa dos indianos. Os Cipaios atacaram e executaram um grande numero de soldados e colonos britânicos. As tropas inglesas só conseguiam sufocar a revolta dos cipaios após alguns meses de luta. A Guerra dos Cipaios traria  ÍNDIA – domínio inglês (protetorado). como consequência para os indianos a extinção da Destruição da economia local (agricultura e Companhia Britânica das Índias. artesanato) Para os hindus, esta é a Primeira Guerra de  BREAK-UP DA CHINA – abertura da China:  TRATADO DESIGUAL (ou Nanquim): posse Independência da Índia. inglesa sobre a ilha de Hong-Kong; 7. CONSEQÜÊNCIAS DO IMPERIALISMO  TRATADO DE PEQUIM (1860): abertura de 11 portos chineses;  TRATADO DE AIGUM: cessão a Rússia da  Desenvolvimento do capitalismo e enriquecimento região do rio Amur (Porto de Vladivostok); da burguesia européia;  BREAK-UP DO JAPÃO: abertura do Japão ao  Guerras entre os países europeus comércio internacional;  Exploração das populações e regiões afro-asiáticas  Revolução Meiji (1867-1912)época de  Dividiu a África em mais de 50 Estados cujas progresso e desenvolvimento do Japão. fronteiras foram demarcadas sem dar a menor importância aonde às pessoas viviam e como 6. CONFLITOS NA ÁSIA E ÁFRICA organizavam sua própria divisão política.  Destruição do padrão econômico. Ligou a África 6.1. GUERRA DO ÓPIO (1840-42). economicamente às grandes potências; Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
  • 4. Introdução das idéias européias de superioridade estreitos tratados econômicos, dentro do processo racial e cultural; conhecido como Neocolonialismo. 2. LEMBRETES IMPORTANTES O imperialismo gerou um estado de tensão permanente 1. entre as potências. Essas tensões provocaram rupturas O imperialismo promoveu a partilha da África e da no equilíbrio europeu, impossíveis de serem Ásia, estabelecendo áreas de influência, através de contornadas pela via diplomática. Isso levou os europeus a desencadearem uma corrida armamentista. EXERCICIOS 1) (UFES) - No século XIX, assistiu-se à européias de menor expressão na divisão das consolidação da sociedade burguesa por meio do terras. amadurecimento do capitalismo industrial e da 33- Os europeus encontraram facilidade para expansão de mercados. Essas transformações estabelecer o domínio militar, dada a ausência de foram nomeadas por economistas e historiadores instituições políticas e de líderes locais capazes de como Imperialismo. Sobre esse período, NÃO é organizar a resistência. correto afirmar que 3) (UFMT) - O continente africano foi partilhado (a) a necessidade de novos mercados de fornecimento pelas potências européias no final do século XIX, de matérias-primas baratas e de escoamento de período em que o imperialismo mostrava forte produtos industrializados conduziu as grandes vigor no plano internacional. Sobre a conquista potências européias ao neocolonialismo. colonial européia na África, julgue os itens. (b) as nações européias mais industrializadas fecharam seus mercados para as concorrentes,  A potência européia que conquistou mais colônias dando origem à política de ocupação territorial e na África foi a Alemanha, uma vez que necessitava econômica de regiões do mundo menos de muitas fontes de matérias-primas para alimentar desenvolvidas. sua indústria crescente. (c) a corrida neocolonial foi dirigida por Estados  A Itália, sob a égide da monarquia imperial, europeus voltados para a aplicação da política envolveu-se na conquista da África, concentrando mercantilista, baseada no bulhonismo e no seus esforços para colonizar, com sucesso, a vasta exclusivo comercial. região da África Central. (d) a expansão econômica e política das potências  A Conferência de Turim (1884-1885) disciplinou a industriais, em escala mundial, durante o século conquista da África, estabelecendo como princípio XIX, deu início à fase monopolista do sistema básico para a ocupação do continente a exigência de mundial capitalista. que apenas os países industrializados poderiam se (e) os mercados afro-asiáticos foram integrados ao tornar colonizadores. sistema de produção, dominado pelos industriais e  Não houve resistência por parte dos africanos banqueiros, que investiam seus capitais na perante a colonização européia porque a estrutura comercialização de produtos e na realização de de poder dos chefes tribais foi mantida intacta pelas empréstimos. potências coloniais. 2) (UFMG) - Entre, aproximadamente, 1880 e 1914, 4) (UEPG) - A partilha econômica e política do ocorreu a “corrida para a África”, ou seja, uma mundo realizada pelas grandes potências nos aceleração no processo de conquista desse finais do século XIX e no início do século XX Continente por parte das potências européias. envolveu violências de toda ordem e produziu Nesse curto período – cerca de três décadas –, o diferentes relações de dependência entre os países. Continente Africano foi quase inteiramente Sobre este assunto, assinale o que for correto. retalhado por alguns Estados europeus, que disputavam a primazia na formação de impérios 00) As áreas de influência eram os territórios coloniais. Considerando-se a conquista submetidos apenas ao controle político das imperialista e a subseqüente colonização da África, metrópoles. é correto afirmar: 11) Entre as formas transitórias de dependência figuravam os protetorados, como o Marrocos, o 00- os missionários religiosos e cientistas que atuavam Egito e a Índia. Seus chefes mantinham poderes nesse Continente denunciaram as ações praticadas formais, mas o controle político e econômico pelos conquistadores, tentando deter a colonização. pertencia de fato à potência imperialista. 11- A instalação efetiva de colonos europeus se deu em 22) Nesse processo, as empresas do tipo individual maior proporção nas atuais regiões da China e da ou familiar fortaleceram-se, competindo com as Índia. grandes organizações industriais e financeiras. 22- Os Estados dominantes reservaram para si as 33) A Argélia, a África do Sul e Angola eram colônias, conquistas, impedindo a participação das potências ou seja, territórios submetidos ao domínio Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
  • 5. territorial e militar e ao controle político- (d) Através do imperialismo e do neocolonialismo, as administrativo da metrópole. elites econômicas e políticas inglesas construíram 44) Essa fase de expansão colonial privilegiou o a imagem de que eram o modelo de cultura e domínio territorial e militar, que ficou acima do civilização, a ser imitado em todo o mundo. domínio político e econômico. (e) Entre as nações da África, as que transferiram maiores quantidades de pedras preciosas para a 5) (UEL) - “Longe de serem uns monstros de espada, Inglaterra foram Angola e Moçambique, em razão eles querem, majoritariamente, ser os portadores do neocolonialismo. de um grande destino. Por mais que tenham passado populações inteiras pelo fio da espada – 7) (PUCC) A expansão neocolonialista do século XIX como Gallieni em seus primeiros tempos – ou as foi acelerada, essencialmente: tenham queimado vivas – como Bugeaud na Argélia –, a seus olhos tais atos são apenas os (A) pela necessidade de irradiar a superioridade da meios necessários para a realização do projeto cultura europeia pelo mundo; colonial [na África], essa missão civilizadora que (B) pelo crescimento incontrolado da população substitui a evangelização tão cara aos europeia, gerando a necessidade de migração para conquistadores do século XVI.” (FERRO, Marc. África e Ásia; História das colonizações: das conquistas às (C) pela disputa de mercados consumidores para independências – séculos XIII a XX. Trad. Rosa produtos industrializados e de investimentos de Freire ’Aguiar. São Paulo: Companhia das Letras, capitais para novos projetos, além da busca de 1996. p. 104.) matérias-primas; (D) pelo desenvolvimento do capitalismo comercial e No texto acima, que trata da partilha e da conquista da das práticas do mercantilismo; África, no século XIX, o autor defende que: (E) pela distribuição igualitária dos monopólios de capitais e pelo decréscimo da produção industrial. 00- Os conquistadores fincavam suas bandeiras sem violar os direitos humanos da igualdade e da 8) (Mack) “Ao contrário do colonialismo do século liberdade dos povos africanos. XVI, que se dirigiu principalmente para a América, 11- Os conquistadores desprezavam a glória, o buscando especiarias e metais preciosos, heroísmo e as riquezas decorrentes da grande obra subordinando-se ao mercantilismo do capitalismo civilizadora na África. comercial e fazendo uso da fé como justificativa 22- Os conquistadores tinham a convicção de encarnar para as conquistas, o imperialismo do século XIX a razão e a ciência e serem capazes de subjugar as refletia a maturidade capitalista industrial”. Carlos sociedades africanas. Guilherme Mota. Várias doutrinas foram forjadas, 33- Os conquistadores conseguiram que triunfasse a nos países europeus, para justificar o idéia de um projeto colonial tirânico e violento, neocolonialismo. As mais comuns defendiam pois foram incapazes de cooptar lideranças políticas nativas. (A) a difusão da Doutrina Monroe por todo o planeta. 44- Assim como Portugal, outros Estados europeus (B) a missão civilizadora do homem branco. substituíram, na África, os canhões pelas missões (C) o capitalismo mercantilista. evangelizadoras jesuíticas. (D) a oposição às idéias do Darwinismo Social. (E) os princípios aprovados na Carta do Atlântico. 6) (UFPE) - A expansão capitalista no século XIX ficou conhecida como imperialismo, e o domínio 9) (Cesgranrio) A industrialização acelerada de dos países europeus sobre a África e a Ásia foi diversos países, ao longo do século XIX, alterou o denominado neocolonialismo. Sobre o resultado equilíbrio e a dinâmica das relações internacionais. da junção desses dois fenômenos – o imperialismo Com a Segunda Revolução Industrial surgiu o e o colonialismo – na África e na Ásia, assinale imperialismo, cuja característica marcante foi o(a): abaixo a alternativa correta. (A) substituição das intervenções militares pelo uso da (a) O imperialismo e o neocolonialismo ajudaram os diplomacia internacional; povos africanos e asiáticos a saírem de seu atraso (B) transferência de tecnologia, estimulada por uma secular, possibilitando-lhes o acesso ao progresso política não intervencionista. tecnológico. (C) manutenção da autonomia administrativa e dos (b) A segunda revolução industrial, o capitalismo governos nativos naquelas áreas conquistadas; monopolista e os ideais de progresso estão (D) procura de especiarias, ouro e produtos tropicais associados ao imperialismo, ao neocolonialismo e inexistentes na Europa; ao completo domínio dos Estados Unidos, no final (E) busca de novos mercados consumidores para as do século XIX. manufaturas e os capitais excedentes dos países (c) Os maiores beneficiários de todo o domínio industrializados; imperialista e do neocolonialismo na Ásia e África foi a classe operária européia, em face do pleno emprego da indústria. Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
  • 6. 10) (UNESP) Ao final do século passado, a dominação e a espoliação assumiram características novas nas 11) (ENEM/02) "O continente africano em seu áreas partilhadas e neocolonizadas. A crença no conjunto apresenta 44% de suas fronteiras progresso, o darwinismo social e a pretensa apoiadas em meridianos e paralelos; 30% por superioridade do homem branco marcaram o auge linhas retas e arqueadas, e apenas 26% se referem da hegemonia europeia. Assinale a alternativa que a limites naturais que geralmente coincidem com encerra, no plano ideológico, certo esforço para os de locais de habitação dos grupos étnicos". justificar interesses imperialistas: MARTIN, A. R. Fronteiras e Nações. Contexto, São Paulo, 1998. Diferente do continente americano, (A) A humilhação sofrida pela China, durante um onde quase que a totalidade das fronteiras século e meio, era algo inimaginável para os obedecem a limites naturais, a África apresenta as ocidentais. características citadas em virtude, principalmente, (B) A diplomacia do canhão e do fuzil, a ação dos missionários e dos viajantes naturalistas (A) da sua recente demarcação, que contou com contribuíram para quebrar a resistência cultural técnicas cartográficas antes desconhecidas. das populações africanas, asiáticas e latino- (B) dos interesses de países europeus preocupados americanas. com a partilha dos seus recursos naturais. (C) A invasão de tecidos de algodão do Lancashire (C) das extensas áreas desérticas que dificultam a desferiu sério golpe no artesanato indiano. demarcação dos "limites naturais". (D) A civilização deve ser imposta aos países e raças (D) da natureza nômade da população africana, onde ela não pode nascer espontaneamente. especialmente aquelas oriundas da África (E) O mapa das comunicações nos ensina: as estradas Subsaariana. de ferro colocavam os portos das áreas colonizadas (E) da grande extensão longitudinal, o que em contato com o mundo exterior. demandaria enormes gastos para demarcação GABARITO 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. C FFVF FFFF FVFVF FFVFF D C B E D B Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO