Neocolonialismo texto 8 2012

7.436 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.436
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
142
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Neocolonialismo texto 8 2012

  1. 1. HISTÓRIA GERAL ENSINO SOCIEDADE CAPITALISTA EM FORMAÇÃO MÉDIO NEOCOLONIALISMO/IMPERIALISMO 2ª SÉRIE ALUNO: ............................................................Nº:...... DATA:.../.../121. DEFINIÇÃO soberania. A potência dominadora não exerce diretamente o governo, mas mantém a ocupação É a prática através da qual, nações poderosas militar. A polícia e as forças armadas locais ajudam naprocuram ampliar e manter controle ou influência segurança, como no modelo colonial.sobre povos ou nações mais pobres. é o processo de Imperialismo se refere, em geral, ao controle eexploração economica e dominação politica influência que é exercido tanto formal comoestabelecido pelas potências capitalistas emergentes ao informalmente, direta ou indiretamente, política oulongo do seculo XIX e início doséculo XX, que culmina economicamente.com a partilha da África e daÁsia. A potência dominadora não ocupa militarmente O Neocolonialismo foi a principal expressão do o país dominado e nem exerce diretamente o governo.imperialismo, forma assumida pelo capitalismo a A dominação se faz dando apoio político, dentro dopartir da Segunda Revolução Industrial. país dominado, às forças sociais que tiram vantagem O domínio das potências européias não foi dessa dominação e por isso a aceitam de bom grado.apenas econômico, mas completo, ou seja, militar,político e social, impondo à força um novo modelo de Colonialismo Neocolonialismoorganização do trabalho, que pudesse garantir, Período Séc. XVI ao XVIII Séc.XIX ao XX Economia Capital comercial - Capital industrial eprincipalmente, a extração de minérios, para as mercantilismo financeiroindustrias da Europa. `A violência militar e a Política Absolutismo Liberalismo políticoexploração do trabalho, somam-se as imposições Monárquicosociais, incluindo a disseminação do cristianismo entre Objetivo Metais preciosos Minérios, mercados (ouro, prata, etc.), consumidores, áreasos povos nativos, num processo de aculturação e na gêneros tropicais e estratégicas,maioria dos casos, de destribalização. matérias primas. depósitos humanos. Esse processo reflete a nova ordem da Explicação/Prete Religioso – levar a fé Missão civilizadoraeconomia a partir do século XIX, quando a burguesia xto cristã Alvo Novo mundo - Ásia e Áfricatornou-se hegemônica em alguns países. Tinha por Américabase uma nova divisão econômica e política do mundo Agente Estado Burguesiapelas potências capitalistas em ascensão. 3. CAPITALISMO MONOPOLISTA O século XIX é a fase do capitalismo financeiro, onde as pequenas empresas e da livre concorrência cedem lugar para concentração de empresas. A hegemonia burguesa e a rápida industrialização deu origem aos grandes conglomerados empresariais e ao capitalismo monopolista, que passou a buscar mercados monopolizados. Principais formas de concentração de capitais:  Trustes: união/fusão de empresas (do mesmo ramo) que controlam todas as etapas da produção (da matéria-prima a distribuição);  Cartéis: acordos comerciais entre empresas, união para a divisão de mercados. Elas determinam o preço final;  Holding: associação de várias empresas controladas por outra através da compra de ações; http://www.google.com.br/imgres2. DIFERENÇA ENTRE COLONIALISMO E IMPERIALISMO Colonialismo normalmente implica em controlepolítico, envolvendo anexação de território e perda da Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
  2. 2. 5.2. PROTETORADOa administração fica com a população local, mas subordinada a funcionários colonizadores. 5.3. ÁREAS DE INFLUÊNCIAas potências colonizadoras obtém do colonizado facilidades para a realização de seus negócios. 5. AÇÕES NA ÁFRICA E NA ÁSIA O processo de colonização teve início em 1830 pela França que começou a corrida para a conquista da África, que foi concluída em 1857. Mais tarde, em 1876, foi a Bélgica de Leopoldo II que incitou a colonização, reunindo em Bruxelas um congresso de presidentes de sociedades geográficas, com o intuito de difundir a civilização ocidental; mas na verdade, Leopoldo IIOBS. Dumping consiste na prática adotada pelos tinha interesses espoliativos. cartéis para afastar a concorrente; Foi organizada a Associação Internacional Africana, que mais tarde se tornou em Comitê de4. JUSTIFICATIVAS Estudos do Alto Congo, que iniciaria a exploração eA) IDEOLÓGICAS. a conquista do Congo Africano. Do ponto de vista ideológico, o neocolonialismofoi justificado por uma teoria racista, que julgava que Partilha Afro-asiática foi um processo desigual,os povos asiáticos e, principalmente africanos, não tendo a Inglaterra formado um verdadeiro Impériopoderiam, sozinhos, atingir o progresso e o Colonial, ao passo que, Alemanha e Itália (que sedesenvolvimento, cabendo ao europeu levar-lhes essa unificaram tardiamente) ficaram com um númeropossibilidade. Defesa da superioridade do Homem menor de territórios, fato que é considerado uma dasbranco (Darwinismo social) que era possuidor de uma causas para a eclosão da Primeira Guerra Mundial.missão civilizatória; some a isto o discurso dafilantropia e do humanitarismo. Era preciso civilizar os 5.1. ÁFRICApovos atrasados.B) ECONÔMICAS O neocolonialismo do século XIX usou oargumento de levar o progresso da ciência e datecnologia ao mundo. Vários países passavam pelarevolução industrial, competindo entre si. Eranecessário buscar novas matérias primas (carvão, ferroe petróleo; produtos alimentícios); necessidades deobtenção de novas áreas para a colocação de capitaisexistentes nos países capitalistas (estradas de ferro eexploração de minas) e necessidades de encontrarnovos mercados consumidores.C) POLÍTICAS Procura de regiões estratégicas para a construçãode bases navais e preocupação em aumentar seuscontingentes militares. Praticamente todo o continente africano foiD) RELIGIOSAS conquistado, exceção à Etiópia e a Libéria. Na metade Já os missionários se encaixavam nos fatores do século XIX a presença colonial europeia na Áfricareligiosos e culturais. Eles desejavam converter estava limitada aos colonos holandeses e britânicos naafricanos e asiáticos. Havia gente que considerava África do Sul, militares britânicos e franceses na Áfricamesmo dever dos europeus difundir sua civilização do Norte e portugueses em Moçambique, Angola; aentre povos que julgavam primitivos e atrasados. Suas Espanha, com o Marrocos Espanhol, Rio do Ouro eações, em suma, resultaram na preparação do terreno Guiné Espanhola.para o avanço do imperialismo no mundo afro-asiático. A descoberta de diamantes na África do Sul e abertura do Canal de Suez despertaram a atenção da4. TIPOS DE COLONIAS; Europa sobre a importância econômica e estratégica do5.1. COLÔNIAS FORMAIS continente. Enraizamentodepósitos populacionais; o Em 1830, a França deu o primeiro passo na colonizador expropria a terra do colonizado. conquista da África. Seus exércitos iniciaram a Enquadramentoo colonizador é uma minoria, conquista da Argélia, processo que somente foi não toma as terras dos colonizados, explora o completado em 1857. A França conquistou a Argélia, trabalho local. Tunísia, África Equatorial, Costa da Somália, Madagascar; os ingleses anexaram a Rodésia, União Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
  3. 3. Sul Africana, Nigéria, Costa do Ouro, e Serra Leoa; a Em 1839, na região do Cantão, as autoridadesAlemanha, que entrou tardiamente na corrida colonial, locais apreenderam e lançaram ao mar umadquiriu apenas Camerum, África Sudoeste e África carregamento com vinte mil caixas de ópio. os inglesesOriental; a Itália anexou o litoral da Líbia, Eritréia e exigiram que a China pagasse uma indenização pelosSomália. prejuízos materiais e por impedir o livre-comércio na A Conferência de Berlim (1884 – 1885), região. Vitoriosos, os britânicos impuseram aosconvocada por Bismarck, primeiro-ministro da chineses a assinatura do Tratado de Nanquim (1842),Alemanha, sua finalidade primeira foi legalizar a que previa a abertura de cinco portos, o fim daspropriedade pessoal do rei Leopoldo II, da Bélgica, fiscalizações, o pagamento de indenização e a entregasobre o Estado Livre do Congo e estabelecer as regras da ilha de Hong Kong.da partilha da África entre as principais potências A comercialização do ópio na China só foiimperialistas. proibida em 1949, quando a revolução comunista Foram múltiplas as modalidades utilizadas determinou o combate à droga. Já a ilha de Hong Kongpelos países europeus na dominação sobre a África. Os só foi devolvida pela Inglaterra no ano de 1997.estilos variavam, mas, os poderosos colonizadoresfizeram poucos esforços para desenvolver suas 6.2. GUERRA DOS TAIPINGS (1851-1864)colônias. Elas eram apenas locais de onde tiravammatérias-primas e para onde vendiam os produtos Foi um dos conflitos mais sangrentos da história; émanufaturados. uma perturbação interna, misturada com conflitos Eis algumas delas: contra o Ocidente. Foi uma revolta popular e  Uso da força; messiânica que conquistou grandes territórios ao sul e  Acordos, entendimentos. Esses acordos foram no centro da China. Esta revolução foi combatida pelas decisivos para que os europeus pudessem tropas imperiais chinesas com o auxílio de militares manter tudo sob controle. ingleses e norte-americanos.5.2. ÁSIA 6.3. GUERRA DOS BOXERS (1889-1902). Foi um conflito ocorrido na China entre os anos de 1899 e 1900, onde um violento grupo nacionalista - "Punhos de Justiça Unidos - lutava contra a presença dos estrangeiros em seu território. setembro de 1901, a Paz ou Protocolo de Pequim oficializou os acordos que puseram fim à Guerra dos Boxers. Derrotado, o governo chinês se viu obrigado a pagar uma pesada indenização em ouro e liberar novos portos às embarcações estrangeiras. 6.4. GUERRA DOS SIPAIOS (1857) Revolta armada iniciada pelos soldados coloniais nativos da Índia. A Guerra dos Cipaios foi causada pelo desrespeito a crença religiosa dos indianos. Os Cipaios atacaram e executaram um grande numero de soldados e colonos britânicos. As tropas inglesas só conseguiam sufocar a revolta dos cipaios após alguns meses de luta. A Guerra dos Cipaios traria ÍNDIA – domínio inglês (protetorado). como consequência para os indianos a extinção da Destruição da economia local (agricultura e Companhia Britânica das Índias. artesanato) Para os hindus, esta é a Primeira Guerra de BREAK-UP DA CHINA – abertura da China:  TRATADO DESIGUAL (ou Nanquim): posse Independência da Índia. inglesa sobre a ilha de Hong-Kong; 7. CONSEQÜÊNCIAS DO IMPERIALISMO  TRATADO DE PEQUIM (1860): abertura de 11 portos chineses;  TRATADO DE AIGUM: cessão a Rússia da  Desenvolvimento do capitalismo e enriquecimento região do rio Amur (Porto de Vladivostok); da burguesia européia; BREAK-UP DO JAPÃO: abertura do Japão ao  Guerras entre os países europeus comércio internacional;  Exploração das populações e regiões afro-asiáticas  Revolução Meiji (1867-1912)época de  Dividiu a África em mais de 50 Estados cujas progresso e desenvolvimento do Japão. fronteiras foram demarcadas sem dar a menor importância aonde às pessoas viviam e como6. CONFLITOS NA ÁSIA E ÁFRICA organizavam sua própria divisão política.  Destruição do padrão econômico. Ligou a África6.1. GUERRA DO ÓPIO (1840-42). economicamente às grandes potências; Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
  4. 4.  Introdução das idéias européias de superioridade estreitos tratados econômicos, dentro do processo racial e cultural; conhecido como Neocolonialismo. 2.LEMBRETES IMPORTANTES O imperialismo gerou um estado de tensão permanente1. entre as potências. Essas tensões provocaram rupturasO imperialismo promoveu a partilha da África e da no equilíbrio europeu, impossíveis de seremÁsia, estabelecendo áreas de influência, através de contornadas pela via diplomática. Isso levou os europeus a desencadearem uma corrida armamentista. EXERCICIOS1) (UFES) - No século XIX, assistiu-se à européias de menor expressão na divisão das consolidação da sociedade burguesa por meio do terras. amadurecimento do capitalismo industrial e da 33- Os europeus encontraram facilidade para expansão de mercados. Essas transformações estabelecer o domínio militar, dada a ausência de foram nomeadas por economistas e historiadores instituições políticas e de líderes locais capazes de como Imperialismo. Sobre esse período, NÃO é organizar a resistência. correto afirmar que 3) (UFMT) - O continente africano foi partilhado(a) a necessidade de novos mercados de fornecimento pelas potências européias no final do século XIX, de matérias-primas baratas e de escoamento de período em que o imperialismo mostrava forte produtos industrializados conduziu as grandes vigor no plano internacional. Sobre a conquista potências européias ao neocolonialismo. colonial européia na África, julgue os itens.(b) as nações européias mais industrializadas fecharam seus mercados para as concorrentes,  A potência européia que conquistou mais colônias dando origem à política de ocupação territorial e na África foi a Alemanha, uma vez que necessitava econômica de regiões do mundo menos de muitas fontes de matérias-primas para alimentar desenvolvidas. sua indústria crescente.(c) a corrida neocolonial foi dirigida por Estados  A Itália, sob a égide da monarquia imperial, europeus voltados para a aplicação da política envolveu-se na conquista da África, concentrando mercantilista, baseada no bulhonismo e no seus esforços para colonizar, com sucesso, a vasta exclusivo comercial. região da África Central.(d) a expansão econômica e política das potências  A Conferência de Turim (1884-1885) disciplinou a industriais, em escala mundial, durante o século conquista da África, estabelecendo como princípio XIX, deu início à fase monopolista do sistema básico para a ocupação do continente a exigência de mundial capitalista. que apenas os países industrializados poderiam se(e) os mercados afro-asiáticos foram integrados ao tornar colonizadores. sistema de produção, dominado pelos industriais e  Não houve resistência por parte dos africanos banqueiros, que investiam seus capitais na perante a colonização européia porque a estrutura comercialização de produtos e na realização de de poder dos chefes tribais foi mantida intacta pelas empréstimos. potências coloniais.2) (UFMG) - Entre, aproximadamente, 1880 e 1914, 4) (UEPG) - A partilha econômica e política do ocorreu a “corrida para a África”, ou seja, uma mundo realizada pelas grandes potências nos aceleração no processo de conquista desse finais do século XIX e no início do século XX Continente por parte das potências européias. envolveu violências de toda ordem e produziu Nesse curto período – cerca de três décadas –, o diferentes relações de dependência entre os países. Continente Africano foi quase inteiramente Sobre este assunto, assinale o que for correto. retalhado por alguns Estados europeus, que disputavam a primazia na formação de impérios 00) As áreas de influência eram os territórios coloniais. Considerando-se a conquista submetidos apenas ao controle político das imperialista e a subseqüente colonização da África, metrópoles. é correto afirmar: 11) Entre as formas transitórias de dependência figuravam os protetorados, como o Marrocos, o00- os missionários religiosos e cientistas que atuavam Egito e a Índia. Seus chefes mantinham poderes nesse Continente denunciaram as ações praticadas formais, mas o controle político e econômico pelos conquistadores, tentando deter a colonização. pertencia de fato à potência imperialista.11- A instalação efetiva de colonos europeus se deu em 22) Nesse processo, as empresas do tipo individual maior proporção nas atuais regiões da China e da ou familiar fortaleceram-se, competindo com as Índia. grandes organizações industriais e financeiras.22- Os Estados dominantes reservaram para si as 33) A Argélia, a África do Sul e Angola eram colônias, conquistas, impedindo a participação das potências ou seja, territórios submetidos ao domínio Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
  5. 5. territorial e militar e ao controle político- (d) Através do imperialismo e do neocolonialismo, as administrativo da metrópole. elites econômicas e políticas inglesas construíram44) Essa fase de expansão colonial privilegiou o a imagem de que eram o modelo de cultura e domínio territorial e militar, que ficou acima do civilização, a ser imitado em todo o mundo. domínio político e econômico. (e) Entre as nações da África, as que transferiram maiores quantidades de pedras preciosas para a5) (UEL) - “Longe de serem uns monstros de espada, Inglaterra foram Angola e Moçambique, em razão eles querem, majoritariamente, ser os portadores do neocolonialismo. de um grande destino. Por mais que tenham passado populações inteiras pelo fio da espada – 7) (PUCC) A expansão neocolonialista do século XIX como Gallieni em seus primeiros tempos – ou as foi acelerada, essencialmente: tenham queimado vivas – como Bugeaud na Argélia –, a seus olhos tais atos são apenas os (A) pela necessidade de irradiar a superioridade da meios necessários para a realização do projeto cultura europeia pelo mundo; colonial [na África], essa missão civilizadora que (B) pelo crescimento incontrolado da população substitui a evangelização tão cara aos europeia, gerando a necessidade de migração para conquistadores do século XVI.” (FERRO, Marc. África e Ásia; História das colonizações: das conquistas às (C) pela disputa de mercados consumidores para independências – séculos XIII a XX. Trad. Rosa produtos industrializados e de investimentos de Freire ’Aguiar. São Paulo: Companhia das Letras, capitais para novos projetos, além da busca de 1996. p. 104.) matérias-primas; (D) pelo desenvolvimento do capitalismo comercial eNo texto acima, que trata da partilha e da conquista da das práticas do mercantilismo;África, no século XIX, o autor defende que: (E) pela distribuição igualitária dos monopólios de capitais e pelo decréscimo da produção industrial.00- Os conquistadores fincavam suas bandeiras sem violar os direitos humanos da igualdade e da 8) (Mack) “Ao contrário do colonialismo do século liberdade dos povos africanos. XVI, que se dirigiu principalmente para a América,11- Os conquistadores desprezavam a glória, o buscando especiarias e metais preciosos, heroísmo e as riquezas decorrentes da grande obra subordinando-se ao mercantilismo do capitalismo civilizadora na África. comercial e fazendo uso da fé como justificativa22- Os conquistadores tinham a convicção de encarnar para as conquistas, o imperialismo do século XIX a razão e a ciência e serem capazes de subjugar as refletia a maturidade capitalista industrial”. Carlos sociedades africanas. Guilherme Mota. Várias doutrinas foram forjadas,33- Os conquistadores conseguiram que triunfasse a nos países europeus, para justificar o idéia de um projeto colonial tirânico e violento, neocolonialismo. As mais comuns defendiam pois foram incapazes de cooptar lideranças políticas nativas. (A) a difusão da Doutrina Monroe por todo o planeta.44- Assim como Portugal, outros Estados europeus (B) a missão civilizadora do homem branco. substituíram, na África, os canhões pelas missões (C) o capitalismo mercantilista. evangelizadoras jesuíticas. (D) a oposição às idéias do Darwinismo Social. (E) os princípios aprovados na Carta do Atlântico.6) (UFPE) - A expansão capitalista no século XIX ficou conhecida como imperialismo, e o domínio 9) (Cesgranrio) A industrialização acelerada de dos países europeus sobre a África e a Ásia foi diversos países, ao longo do século XIX, alterou o denominado neocolonialismo. Sobre o resultado equilíbrio e a dinâmica das relações internacionais. da junção desses dois fenômenos – o imperialismo Com a Segunda Revolução Industrial surgiu o e o colonialismo – na África e na Ásia, assinale imperialismo, cuja característica marcante foi o(a): abaixo a alternativa correta. (A) substituição das intervenções militares pelo uso da(a) O imperialismo e o neocolonialismo ajudaram os diplomacia internacional; povos africanos e asiáticos a saírem de seu atraso (B) transferência de tecnologia, estimulada por uma secular, possibilitando-lhes o acesso ao progresso política não intervencionista. tecnológico. (C) manutenção da autonomia administrativa e dos(b) A segunda revolução industrial, o capitalismo governos nativos naquelas áreas conquistadas; monopolista e os ideais de progresso estão (D) procura de especiarias, ouro e produtos tropicais associados ao imperialismo, ao neocolonialismo e inexistentes na Europa; ao completo domínio dos Estados Unidos, no final (E) busca de novos mercados consumidores para as do século XIX. manufaturas e os capitais excedentes dos países(c) Os maiores beneficiários de todo o domínio industrializados; imperialista e do neocolonialismo na Ásia e África foi a classe operária européia, em face do pleno emprego da indústria. Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO
  6. 6. 10) (UNESP) Ao final do século passado, a dominação e a espoliação assumiram características novas nas 11) (ENEM/02) "O continente africano em seu áreas partilhadas e neocolonizadas. A crença no conjunto apresenta 44% de suas fronteiras progresso, o darwinismo social e a pretensa apoiadas em meridianos e paralelos; 30% por superioridade do homem branco marcaram o auge linhas retas e arqueadas, e apenas 26% se referem da hegemonia europeia. Assinale a alternativa que a limites naturais que geralmente coincidem com encerra, no plano ideológico, certo esforço para os de locais de habitação dos grupos étnicos". justificar interesses imperialistas: MARTIN, A. R. Fronteiras e Nações. Contexto, São Paulo, 1998. Diferente do continente americano,(A) A humilhação sofrida pela China, durante um onde quase que a totalidade das fronteiras século e meio, era algo inimaginável para os obedecem a limites naturais, a África apresenta as ocidentais. características citadas em virtude, principalmente,(B) A diplomacia do canhão e do fuzil, a ação dos missionários e dos viajantes naturalistas (A) da sua recente demarcação, que contou com contribuíram para quebrar a resistência cultural técnicas cartográficas antes desconhecidas. das populações africanas, asiáticas e latino- (B) dos interesses de países europeus preocupados americanas. com a partilha dos seus recursos naturais.(C) A invasão de tecidos de algodão do Lancashire (C) das extensas áreas desérticas que dificultam a desferiu sério golpe no artesanato indiano. demarcação dos "limites naturais".(D) A civilização deve ser imposta aos países e raças (D) da natureza nômade da população africana, onde ela não pode nascer espontaneamente. especialmente aquelas oriundas da África(E) O mapa das comunicações nos ensina: as estradas Subsaariana. de ferro colocavam os portos das áreas colonizadas (E) da grande extensão longitudinal, o que em contato com o mundo exterior. demandaria enormes gastos para demarcação GABARITO 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. C FFVF FFFF FVFVF FFVFF D C B E D B Professor JORGE MARCOS - RESUMO DE HISTÓRIA – NEOCOLOIALISMO

×