• O que é bullying?
• Ciclo do bullying
• Principais motivos para a prática do bullying
• Tipos de bullying
• Elementos es...
Objetivos Gerais:
Orientar e ajudar as vítimas de bullying à
maneira correta de agir nas diversas situações
de agressores,...
Bullying contra o homossexualismo
vídeo de abertura
Introdução
O BULLYING é o termo utilizado para descrever
atos de violência física ou psicológica repetidos, com
o objetivo...
Ciclo do bullying
CULTURA
SOCIAL
VÍTIMA
A
F
E
D
C
B G
A. Um valentão
B.Seguidor – pode
ainda realizar os atos
C. Apoiador ...
Principais motivos para a prática do
bullying
Bullying
São os alunos
mais velhos
que praticam o
bullying e os
mais novos s...
Tipos de bullying
Verbal: chamar nomes, lançar
calúnias ou gozar com alguma
característica particular do
outro (“gordo”, “...
Bullying contra deficientes
Elementos essenciais do bullying segundo
estudiosos
1 - O comportamento é agressivo e negativo;
2 - O comportamento é exec...
Elementos essenciais do bullying segundo
estudiosos
As pesquisas indicam que adolescentes agressores têm
personalidades au...
Elementos essenciais do bullying segundo
estudiosos
Estudos adicionais têm mostrado que enquanto inveja e
ressentimento po...
Bullying contra a convivência em
grupos
1. Bullying Direto é a forma mais comum
entre os agressores (bullies) masculinos.
Categorias do bullying
2. Bullying indireto ou agressão social é a
forma mais comum em bullies do sexo
feminino e crianças pequenas, e é caracter...
•Espalhar fofocas;
•Chantagens e ameaças para obrigar seguir
ordens;
•Forçar a vítima a fazer o que ela não quer;
•Recusa ...
Bullying cega o ser humano
Locais de bullying
O bullying pode acontecer em qualquer
contexto no qual seres humanos interajam,
tais como escolas, univ...
Bullying nas escolas
Em escolas, o bullying geralmente ocorre em
áreas com supervisão adulta mínima ou inexistente.
Ele po...
Bullying no trabalho
Bullying em locais de trabalho (algumas vezes chamado de
"Bullying Adulto") é descrito pelo Congresso...
Bullying na vizinhança
Entre vizinhos, o bullying normalmente toma a forma de
intimidação por comportamento inconveniente,...
Bullying na política
O bullying entre países ocorre quando um país
decide impôr sua vontade a outro. Isto é feito
normalme...
Bullying por militares
O uso de força física ou abuso de autoridade para
intimidar ou vitimizar outros, ou para infligir c...
Efeitos do assedio moral sobre aqueles
que não são
Desde que o bullying é ignorado na maior parte, que pode
fornecer um in...
Suicídio
Existe uma forte ligação entre o assédio
moral e suicídio .
Bullying leva a vários suicídios a cada ano.
Estima-s...
Breve histórico bullying
 Alto nível as formas de violência, como assalto e homicídio
normalmente recebem mais atenção da...
A motivação o remédio principal para
o combate do bullying
Casos reais de bullying
Chantagem
Gislaine, uma menina de 8 anos, andava faltando frequentemente à
escola. Quando aparecia...
Casos reais de bullying
Comentários maldosos;
Críticas do seu gosto.
Carlos foi vítima de bullying por alguns colegas dura...
O que te define?
(Lizzie Velasquez)
O que define nossa
apresentação ?
Bullyng
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Bullyng

547 visualizações

Publicada em

O trabalho desenvolvido com o Tema “Nada de Bullying, respeito é bom, eu gosto” que se propõe aqui, deverá apresentar para os quiterienses e regiões vizinhas uma visão ampla das práticas do bulllying ocorridas na sociedade, violências físicas e psicológicas praticadas por um indivíduo ou grupos para intimidar, atormentar, manipular, dentre outros, as vítimas.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Bullyng

  1. 1. • O que é bullying? • Ciclo do bullying • Principais motivos para a prática do bullying • Tipos de bullying • Elementos essenciais do bullying segundo estudiosos • Categorias do bullying • Bullying direto e Indireto • Locais de bullying • Bullying nas escolas • Bullying no trabalho • Bullying na vizinhança • Bullying na política • Bullying por militares • Efeitos do assedio moral sobre aqueles que são alvo • Suicídio • Breve histórico do bullying • Depoimentos reais de vítimas do bullying • Mensagem final
  2. 2. Objetivos Gerais: Orientar e ajudar as vítimas de bullying à maneira correta de agir nas diversas situações de agressores, em qualquer contexto no qual seres humanos interajam, tais como: escolas, universidades, famílias, entre vizinhos e locais de trabalho.
  3. 3. Bullying contra o homossexualismo vídeo de abertura
  4. 4. Introdução O BULLYING é o termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica repetidos, com o objetivo de intimidar ou agredir uma pessoa incapaz de se defender.
  5. 5. Ciclo do bullying CULTURA SOCIAL VÍTIMA A F E D C B G A. Um valentão B.Seguidor – pode ainda realizar os atos C. Apoiador – participa do BULLYING D. Apoiador passivo – gosta do BULLYING, mas não participa ativo E. Vítima F. Defensor passivo – não gosta do Bullying mas não demonstra defesa aberta G.Defensor – não gosta do BULLYING e tenta ajudar a vítima
  6. 6. Principais motivos para a prática do bullying Bullying São os alunos mais velhos que praticam o bullying e os mais novos são as vítimas. Os alunos que praticam o bullying tem geralmente mau estrutura familiar. Pretendem chamar a atenção que não tem em casa. Descarregam a sua raiva sobre as vítimas. A vigilância não é suficiente
  7. 7. Tipos de bullying Verbal: chamar nomes, lançar calúnias ou gozar com alguma característica particular do outro (“gordo”, “caixa de óculos”,…) . Físico: puxar, pontapear, bater, beliscar ou outro tipo de violência física . Emocional: excluir, atormentar, ameaçar, manipular, amedrontar, chantagear, ridicularizar, ignorar . Racista: toda a ofensa que resulte da cor da pele, de diferenças culturais, étnicas ou religiosas . Cyberbullying: utilizar tecnologias de informação e comunicação (internet ou telemóvel) para hostilizar, deliberada e repetidamente, uma pessoa, com o intuito de a magoar.
  8. 8. Bullying contra deficientes
  9. 9. Elementos essenciais do bullying segundo estudiosos 1 - O comportamento é agressivo e negativo; 2 - O comportamento é executado repetidamente; 3 - O comportamento ocorre num relacionamento onde há um desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas.
  10. 10. Elementos essenciais do bullying segundo estudiosos As pesquisas indicam que adolescentes agressores têm personalidades autoritárias, combinadas com uma forte necessidade de controlar ou dominar. Também tem sido sugerido que um deficiente em habilidades sociais e um ponto de vista preconceituoso sobre subordinados podem ser fatores de risco em particular .
  11. 11. Elementos essenciais do bullying segundo estudiosos Estudos adicionais têm mostrado que enquanto inveja e ressentimento podem ser motivos para a prática do bullying, ao contrário da crença popular, há pouca evidência que sugira que os bullies sofram de qualquer deficit de auto- estima .Outros pesquisadores também identificaram a rapidez em se enraivecer e usar a força, em acréscimo a comportamentos agressivos, o ato de encarar as ações de outros como hostis, a preocupação com a auto imagem e o empenho em ações obsessivas ou rígidas.
  12. 12. Bullying contra a convivência em grupos
  13. 13. 1. Bullying Direto é a forma mais comum entre os agressores (bullies) masculinos. Categorias do bullying
  14. 14. 2. Bullying indireto ou agressão social é a forma mais comum em bullies do sexo feminino e crianças pequenas, e é caracterizada por forçar a vítima ao isolamento social. Este isolamento é obtido através de uma vasta variedade de técnicas, que incluem: Categorias do bullying
  15. 15. •Espalhar fofocas; •Chantagens e ameaças para obrigar seguir ordens; •Forçar a vítima a fazer o que ela não quer; •Recusa em se socializar com a vítima; •Intimidar outras pessoas que desejam se socializar com a vítima; •Criticar o modo de vestir ou outros aspectos socialmente significativos (incluindo a etnia da vítima, religião, incapacidades etc). Categorias do bullying
  16. 16. Bullying cega o ser humano
  17. 17. Locais de bullying O bullying pode acontecer em qualquer contexto no qual seres humanos interajam, tais como escolas, universidades, famílias, entre vizinhos e em locais de trabalho.
  18. 18. Bullying nas escolas Em escolas, o bullying geralmente ocorre em áreas com supervisão adulta mínima ou inexistente. Ele pode acontecer em praticamente qualquer parte, dentro ou fora do prédio da escola.
  19. 19. Bullying no trabalho Bullying em locais de trabalho (algumas vezes chamado de "Bullying Adulto") é descrito pelo Congresso Sindical do Reino Unido como: Um problema sério que muito frequentemente as pessoas pensam que seja apenas um problema ocasional entre indivíduos. Mas o bullying é mais do que um ataque ocasional de raiva ou briga. É uma intimidação regular e persistente que solapa a integridade e confiança da vítima do bully.
  20. 20. Bullying na vizinhança Entre vizinhos, o bullying normalmente toma a forma de intimidação por comportamento inconveniente, tais como barulho excessivo para perturbar o sono e os padrões de vida normais ou fazer queixa às autoridades (tais como a polícia) por incidentes menores ou forjados. O propósito desta forma de comportamento é fazer com que a vítima fique tão desconfortável que acabe por se mudar da propriedade.
  21. 21. Bullying na política O bullying entre países ocorre quando um país decide impôr sua vontade a outro. Isto é feito normalmente com o uso de força militar, a ameaça de que ajuda e doações não serão entregues a um país menor ou não permitir que o país menor se associe a uma organização de comércio.
  22. 22. Bullying por militares O uso de força física ou abuso de autoridade para intimidar ou vitimizar outros, ou para infligir castigos ilícitos".Todavia, é afirmado que o bullying militar ainda está protegido contra investigações abertas. O caso das Deepcut Barracks, no Reino Unido, é um exemplo do governo se recusar a conduzir um inquérito público completo quanto a uma possível prática de bullying militar. Alguns argumentam que tal comportamento deveria ser permitido por causa de um consenso académico generalizado de que os soldados são diferentes dos outros postos.
  23. 23. Efeitos do assedio moral sobre aqueles que não são Desde que o bullying é ignorado na maior parte, que pode fornecer um indício importante no comportamento de multidão e transeunte comportamento. Vários psicólogos foram intrigados pela inação das multidões nos centros urbanos, quando os crimes ocorrem em lugares lotados. Muitos sugeriram que o assédio moral como uma das razões desse declínio na sensibilidade emocional e aceitação da violência como normal. Quando alguém está intimidado, não é só o valentão e intimidado que estão se tornando menos sensíveis à violência. Na maioria dos casos, os amigos e colegas de turma do valentão e intimidado aceitar a violência normal. É certamente a assustar e de longo alcance efeito mais do assédio moral, especialmente na medida em cerca de 60-80% das crianças são intimidadas em algum momento da vida!
  24. 24. Suicídio Existe uma forte ligação entre o assédio moral e suicídio . Bullying leva a vários suicídios a cada ano. Estima-se que entre 15 e 25 crianças se suicidam a cada ano só no Reino Unido, porque eles estão sendo intimidadas.
  25. 25. Breve histórico bullying  Alto nível as formas de violência, como assalto e homicídio normalmente recebem mais atenção da midia, mas formas de menor nível de violência como o assédio moral só nos últimos anos começaram a ser abordadas pelos pesquisadores, pais e encarregados de educação e figuras de autoridade.  E só nos últimos anos, o assédio moral tem sido reconhecido e registado como um delito distinto e separado, mas não têm sido bem documentados casos que foram registados em um contexto diferente. O quinto volume do Calendário Newgate contém pelo menos um exemplo onde Eton Estudiosos George Alexander Wood e Alexander Wellesley Leith foram acusados, em Aylesbury Assizes, com a morte e matar o Exmo. F. Ashley Cooper em 28 de fevereiro de 1825, em um incidente que, agora, certamente, ser descrito como "letal trote . O calendário Newgate contém vários outros exemplos que, embora não tão distintos, podem ser considerados indicativos de situações de bullying.
  26. 26. A motivação o remédio principal para o combate do bullying
  27. 27. Casos reais de bullying Chantagem Gislaine, uma menina de 8 anos, andava faltando frequentemente à escola. Quando aparecia, chorava muito e dizia que sentia dores na cabeça. Certo dia, alguns alunos procuraram a professora e disseram que a menina estava sofrendo ameaças. Tinha que dar todos os dias seu lanche a outra aluna, ou então apanharia e seria cortada com estilete.
  28. 28. Casos reais de bullying Comentários maldosos; Críticas do seu gosto. Carlos foi vítima de bullying por alguns colegas durante muito tempo, porque não gostava de futebol. Era ridicularizado constantemente, sendo chamado de homossexual nas aulas de educação física. Isso ofendia-o de sobremaneira, levando-o a pensar em suicidar-se e a matar muitos colegas da escola.
  29. 29. O que te define? (Lizzie Velasquez)
  30. 30. O que define nossa apresentação ?

×