Deficiência intelectual

977 visualizações

Publicada em

Deficiência intelectual - Definição

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
977
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Deficiência intelectual

  1. 1. Deficiência intelectual
  2. 2. Definição: Deficiência intelectual corresponde a expressões como insuficiência, falta, falha, carência, imperfeição associadas ao significado de deficiência, que por si só não definem nem caracterizam um conjunto de problemas que ocorrem no cérebro humano, e leva seus portadores a um baixo rendimento cognitivo, muitas vezes sem afetar outras regiões ou funções cerebrais. Em psiquiatria também são designadas descritas como oligofrenias e retardo mental.
  3. 3. A capacidade de argumentação desses alunos também pode ser afetada e precisa ser devidamente estimulada para facilitar o processo de inclusão e fazer com que a pessoa adquira independência em suas relações com o mundo. As causas são variadas e complexas, sendo a genética a mais comum, assim como as complicações perinatais, a má-formação fetal ou problemas durante a gravidez. A desnutrição severa e o envenenamento por metais pesados durante a infância também podem acarretar problemas graves para o desenvolvimento intelectual.
  4. 4. O Instituto Inclusão Brasil estima que 87% das crianças brasileiras com algum tipo de deficiência intelectual têm mais dificuldades na aprendizagem escolar e na aquisição de novas competências, se comparadas a crianças sem deficiência. Mesmo assim, é possível que a grande maioria alcance certa independência ao longo do seu desenvolvimento. Apenas os 13% restantes, com comprometimentos mais severos, vão depender de atendimento especial por toda a vida.
  5. 5. Classificação: A deficiência intelectual pode ter várias causas, entre as principais estão os fatores que podem ser classificados como: genéticos, perinatais (ocorridos durante a gestação e o parto) e pós-natais. O diagnóstico correto dos fatores causais no momento do nascimento pode não só amenizar os sintomas (prevenção secundária) mas até mesmo evitar o dano cerebral a exemplo da fenilcetonúriae outros erros inatos do metabolismo que se não controlados, entre outros danos, serão causa de lesão cerebral.
  6. 6. Caracteristicas: A principal característica da deficiência mental é a redução da capacidade intelectual (QI), situada abaixo dos padrões considerados normais para idade, se criança, ou inferiores à média da população, quando adultas. A pessoa com deficiência na maioria das vezes apresenta dificuldades ou nítido atraso em seu desenvolvimento neuropsicomotor, aquisição da fala e outras habilidades, um deficit no comportamento adaptativo, seja na comunicação (linguagem), socialização ou aquisições práticas da vida cotidiana (higiene, uso de roupas, etc.).
  7. 7. Benefícios da Educação Física Adaptada para os deficientes Intelectuais: A Educação Física tem um papel importantíssimo no desenvolvimento motor, intelectual, social e afetivo dos alunos, principalmente daqueles com deficiência. A Educação Física deve propiciar o desenvolvimento global de seus alunos, ajudar para que o mesmo consiga atingir a adaptação e o equilíbrio que requer suas limitações e ou deficiência; identificar as necessidades e capacidades de cada educando quanto às suas possibilidades de ação e adaptações para o movimento; facilitar sua independência e autonomia, bem como facilitar o processo de inclusão e aceitação em seu grupo social, quando necessário.
  8. 8.  Entre crianças e jovens com e sem deficiência espera-se um engajamento espontâneo com o exercício, o esporte e as atividades de lazer. Porém, enquanto os serviços de educadores físicos estão em alta demanda no mercado de trabalho, a realidade de consumo de hoje atesta um paradoxal impacto no aspecto do sedentarismo, refletindo-se no pobre desempenho motor e consequências metabólicas desastrosas entre jovens e adultos (tanto com, como sem deficiência). Serviços de atividade física adaptada na comunidade ou na escola baseiam-se em oferta de atividades motoras, jogos e exercícios estruturados no contexto de recreação, esporte, dança, atividades aquáticas, e atividades alternativas.
  9. 9. Como se diagnostica a Deficiência Intelectual? A deficiência intelectual diagnostica-se, observando duas coisas: A capacidade do cérebro da pessoa para aprender, pensar, resolver problemas, encontrar um sentido do mundo, uma inteligência do mundo que as rodeia (a esta capacidade chama-se funcionamento cognitivo ou funcionamento intelectual) A competência necessária para viver com autonomia e independência na comunidade em que se insere (a esta competência também se chama comportamento adaptativo ou funcionamento adaptativo).
  10. 10. Como lidar com alunos com deficiência intelectual na escola? Segundo a psicopedagoga especialista em Inclusão, Daniela Alonso, as limitações impostas pela deficiência dependem muito do desenvolvimento do indivíduo nas relações sociais e de seus aprendizados, variando bastante de uma criança para outra. Em geral, a deficiência intelectual traz mais dificuldades para que a criança interprete conteúdos abstratos. Isso exige estratégias diferenciadas por parte do professor, que diversifica os modos de exposição nas aulas, relacionando os conteúdos curriculares a situações do cotidiano, e mostra exemplos concretos para ilustrar ideias mais complexas.
  11. 11. Imagens:
  12. 12. Referências: http://revistaescola.abril.com.br/formacao/deficien cia-intelectual-inclusao-636414.shtml http://inclusaobrasil.blogspot.com.br/2007/10/o- que-deficincia-intelectual-ou-atraso.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Defici %C3%AAncia_mental

×