Aula11

82 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
82
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula11

  1. 1. INFORMÁTICA Prof. Dra. Maria Cristiane Barbosa Galvão Aula 11 – Recursos informacionais disponíveis na web para fins tecnológicos A internet é uma ferramenta poderosíssima de busca. Com ela, é possível pesquisar uma infinidade de assuntos. Nesse universo de possibilidades, porém, às vezes o pesquisador pode se sentir perdido no meio de tanta informação. Com saber em quem confiar? Nessa aula, foram apresentados alguns recursos disponíveis na rede de computadores que podem auxiliar na busca por informações confiáveis e de qualidade. 1º Especialistas: procurar por especialistas no assunto que está se pesquisando pode ser um passo muito importante. Através dessa pesquisa é possível conhecer quem são as pessoas que trabalham com determinado tema e que dominam aquela área de conhecimento. Nessa vertente, é indicado a PLATAFORMA LATTES. Para pesquisa sobra não somente um especialista mas um grupo de especialistas, cita-se o DIRETÓRIO DE GRUPO DE PESQUISA LATTES. 2º Instituições de pesquisas: grandes instituições geralmente apresentam um corpo de pesquisadores sólido e confiáveis. É também uma excelente base de dados. Ex. USP e UNICAMP.
  2. 2. 3º Institutos de capacitação profissional e associações profissionais: geralmente constam de bases de dados de alguns artigos mais importantes da área, opinião de especialistas, análise de mercado, etc. Ec: ABREPRO. 4º Ranking mundial de universidades: alguns rankings disponíveis na web classificam as instituições de pesquisas em ordem de importância para determinada área, tanto do ponto de vista quantitativo quanto qualitativo. Ex.: Ranking das universidades do mundo. 5º Fabricantes, fornecedores e concorrentes: conhecer os produtos que já estão disponíveis, suas falhas, sua vulnerabilidade, seus pontos fortes, é muito importante quando se quer inovar em alguma área, pois é preciso ser melhor do que o que já existe. 6º Conhecer os consumidores: monitorar os desejos dos consumidores de determinado produto a partir de rede sociais e blogs, saber o que ele quer, quais são suas expectativas, suas insatisfações, etc. Ex. Reclameaqui.
  3. 3. 7º Publicações científicas: é sempre bom saber quais são os periódicos mais consultados e importantes na área de pesquisa. Para consultas como essa, existem banco de dados como o WebQualis. 8º Artigos, teses e dissertações: pesquisas já realizadas sobre o tema. Ex. Scielo. 9º Patentes: sites de registro de patentes são sempre importantes pois pode-se pesquisar o que de novo já foi e está sendo inventado. ex: INPI e OMPI. 10º Normas técnicas: conhecer os produtos já existentes é um bom caminho para aprender a melhorá-lo.
  4. 4. 11º Congressos, feiras e exposições: nelas geralmente há muitas novidades do setor que podem gerar mais idéias e contatos com especialistas no assunto. 12º Fonte de dados: importante na hora de definir população alvo, tamanho do mercado, etc. Ex: IBGE. Joel Vieira de Lima Júnior. 02/10/2014

×