Roteiro_ Do Outro Lado

534 visualizações

Publicada em

Roteiro do curta-metragem "Do Outro Lado", desenvolvido por Iuri Araújo para conclusão de curso de Design Gráfico - UFG 2009.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
534
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
130
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Roteiro_ Do Outro Lado

  1. 1. Roteiro
  2. 2. EXT. FERRO VELHO - TARDE CABEÇALHO DE CENA Protagonista, garoto, desce do muro que acaba de transpor e cai agachado no ferro velho. Garoto continua andando pelo ferro velho, olhando para os lados, procurando pela bola que o mesmo chutou. Logo ele percebe a bola à sua frente e corre em direção à ela. Primeiramente, ele mantêm uma expressão de felicidade no rosto que se transforma em uma expressão de raiva. Ele se gira em direção ao terreno baldio, onde estava jogando bola com seus amigos, arremesa a bola para cima, se prepara para chutar, chuta, a bola toma uma trajetória indesejada atingindo o guindaste presente do outro lado da grade do ferro velho. O garoto se assusta com o acontecido, mas logo altera sua expressão facial para um rosto de indiferença. Em seguida essa expressão é alterada para uma expressão de surpresa e susto ao ver que, do outro lado da grade, logo embaixo do guindaste que está prestes a cair, brinca uma garotinha com sua boneca. O menino pula a grade que está no caminho e inicia uma corrida em direção à menina. Ao se aproximar dela, ele pula e agarra a menina, evitando que a cabine de uma caminhonete, sustentada pelo guindaste, caísse sobre ela. Ação O menino tosse no meio da fumaça provocada pela queda da cabine e, ao olhar atrás de você, encontra a menina caída no chão, que começa a se levantar devagar e sem muitas forças. Mais ação PROTAGONISTA: PERSONAGEM Você está bem? Diálogo MENINA: Uhum, mas se você chorasse minha morte, eu não conseguiria durmir em paz. PROTAGONISTA: Hn!? (dúvida) Parenthetical MENINA: Ah! Você se machucou! Mas deixa que eu dou um jeito nisso. Menina arranca o band-aid que estava em sua boneca e coloca no rosto ferido do protagonista. Um pé bate forte no chão, atrás do protagonista. O pai da menina, dono do ferro velho aparece. (CONTINUA...)
  3. 3. ...CONTINUANDO: 2. HOMEM: O que você está fazendo aqui moleque? PROTAGONISTA: Eu estava salvando aquela menina ali! Homem olha para trás do menino. HOMEM: Que menina? Não há nenhuma menina ai! Menino olha para trás e vê que ela não está em nenhum lugar. PROTAGONISTA: Mas é verdade! Ela que colocou esse band-aid aqui no meu machucado. Homem coloca o dedo no machucado do garoto e mostra o sangue para ele. PROTAGONISTA: É sério! Ela tinha um cabelo curtinho e olhos bem grandes. HOMEM: (surpreso) Ela tinha suspensórios? PROTAGONISTA: Uhum. Tinha suspensórios no vestido. HOMEM: Eu imaginava que ela iria voltar algum dia... PROTAGONISTA: Eu não entendi nada do que ela falou... mas então eu posso ir embora agora? HOMEM: Aham. Menino corre em direção à bola e a pega. Aparece o rosto do homem e logo em seguida mostra-se o band-aid do menino no chão do ferro velho, que voa em direção aos pés da menina, que está sorrindo, já que seu pai entendeu o motivo de sua volta e agora ela pode descansar em paz.

×