Plano curricularefísic2014 15

678 visualizações

Publicada em

curriculum

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
678
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano curricularefísic2014 15

  1. 1. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Índice Índice....................................................................................................................................................................................1 Introdução.............................................................................................................................................................................2 Flexibilidade do Plano Curricular.........................................................................................................................................3 Operacionalização da Avaliação...........................................................................................................................................3 Avaliação final......................................................................................................................................................................4 Jogos Prédesportivos........................................................................................................................................................6 JOGOS PRÉDESPORTIVOS – 5º Ano.......................................................................................................................6 Futsal................................................................................................................................................................................7 FUTSAL – 5º Ano........................................................................................................................................................7 FUTSAL – 7º Ano........................................................................................................................................................7 FUTSAL – 9º Ano........................................................................................................................................................8 Basquetebol – 5º Ano...................................................................................................................................................9 Basquetebol – 7º Ano.................................................................................................................................................10 Basquetebol – 9º Ano.................................................................................................................................................11 Andebol..........................................................................................................................................................................12 Andebol – 6º Ano.......................................................................................................................................................12 Andebol – 8º Ano.......................................................................................................................................................12 Andebol – 9º Ano.......................................................................................................................................................13 oleibol.............................................................................................................................................................................14 VOLEIBOL – 6º Ano.................................................................................................................................................14 VOLEIBOL – 8º Ano.................................................................................................................................................14 VOLEIBOL – 9º Ano.................................................................................................................................................15 Atletismo........................................................................................................................................................................16 ATLETISMO – 5º Ano..............................................................................................................................................16 ATLETISMO – 6º Ano..............................................................................................................................................16 ATLETISMO – 7º Ano..............................................................................................................................................17 ATLETISMO – 8º Ano..............................................................................................................................................17 ATLETISMO – 9º Ano..............................................................................................................................................18 Ginástica no solo – 5º Ano.........................................................................................................................................19 Ginástica no solo – 6º Ano.........................................................................................................................................19 Ginástica no solo – 7º Ano.........................................................................................................................................20 Ginástica no solo – 8º Ano.........................................................................................................................................20 Ginástica no solo – 9º Ano.........................................................................................................................................21 Ginástica de Aparelhos (minitrampolim, boque, plinto e trave) – 5º Ano.................................................................23 Ginástica de aparelhos (minitrampolim, boque, plinto, trave e barra fixa) – 6º Ano.................................................23 Ginástica de aparelhos (minitrampolim, boque, plinto, trave e barra fixa) – 7º Ano.................................................24 Ginástica de aparelhos (minitrampolim, boque, plinto, trave e barra fixa) – 9º Ano.................................................25 Ginástica Acrobática – 8º Ano...................................................................................................................................27 Ginástica Acrobática – 9º Ano...................................................................................................................................27 Badminton......................................................................................................................................................................28 Ano Letivo 2014-2015 1
  2. 2. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras BADMINTON – 6º Ano.............................................................................................................................................28 BADMINTON – 7º Ano.............................................................................................................................................28 BADMINTON – 9º Ano.............................................................................................................................................29 Dança..............................................................................................................................................................................30 Dança – 5º Ano...........................................................................................................................................................30 Dança – 6º Ano...........................................................................................................................................................30 nça – 7º Ano................................................................................................................................................................30 Dança – 8º Ano...........................................................................................................................................................31 Dança – 9º Ano...........................................................................................................................................................32 Luta.................................................................................................................................................................................33 LUTA – 5º Ano..........................................................................................................................................................33 LUTA – 6º Ano..........................................................................................................................................................33 LUTA – 9º Ano..........................................................................................................................................................34 Ténis de Campo .............................................................................................................................................................35 TÉNIS – 5º Ano..........................................................................................................................................................35 Atividades de Exploração da Natureza...........................................................................................................................36 Orientação – 5º Ano....................................................................................................................................................36 Râguebi...........................................................................................................................................................................37 Tagrugby – 6º Ano......................................................................................................................................................37 Corfebol..........................................................................................................................................................................38 Corfebol – 7º Ano.......................................................................................................................................................38 Ténis de Mesa.................................................................................................................................................................39 Ténis de Mesa – 8º Ano..............................................................................................................................................39 Anexos – Ginástica Acrobática..........................................................................................................................................40 Introdução No processo de desenvolvimento curricular de cada escola, admite-se a hipótese de se seleccionar objectivos mais ou menos ambiciosos, de acordo com as caraterísticas da população escolar, mantendo a referência fundamental dos objectivos gerais de cada ciclo de escolaridade, expressos nos programas Nacionais de Educação Física. Assim sendo, a construção de um plano curricular à escala plurianual, servirá como um documento orientador, de referência para as práticas individuais e coletivas, visando a transformação positiva dos alunos e das condições de realização da escola. Este plano resulta do trabalho coletivo do grupo de professores de Educação Física, traduzindo compromissos que estabelecem dentro do próprio grupo, na escola na comunidade, a uniformização de práticas pedagógicas, seleção de conteúdos e critérios de avaliação na disciplina de Educação Física, completando o currículo e as metas a atingir pelos alunos no final de cada ciclo. A apresentação deste plano está distribuída pelas diferentes modalidades que compõem o currículo dos alunos, com objetivos operacionais definidos para cada nível de desempenho, introdução, elementar e avançado, repartidos para cada ano de escolaridade, segundo uma lógica de progressão e consolidação das aprendizagens. Ano Letivo 2014-2015 2
  3. 3. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Flexibilidade do Plano Curricular A seleção de conteúdos para a construção deste plano foi feita pelos professores tendo em conta, as possibilidades das instalações e matérias disponíveis, o nível inicial dos alunos por cada ciclo e o conhecimento do historial dos alunos da escola no âmbito da disciplina de Educação Física. Esta seleção não deverá obrigatoriamente ser um programa fechado ou proibitivo, no sentido de, retirar ao professor a sua autonomia pedagógica, quer na escolha das situações de aprendizagem, quer na escolha do seu modelo de gestão da aula. No entanto, deve ser entendido como um protocolo de avaliação, que traduz de forma objetiva o nível de desempenho de todos os alunos do mesmo ano numa determinada matéria. A avaliação inicial torna-se um instrumento fundamental para orientar e organizar o trabalho das turmas, no sentido de, aferir o nível de desempenho dos alunos do mesmo ano, podendo até, possibilitar um reajustamento nos conteúdos por nível/ano, tendo sempre como referência as taxas de sucesso na disciplina nos anos anteriores. Assim, a Avaliação Inicial será o critério principal de seleção e operacionalização dos objetivos, das atividades formativas e do aperfeiçoamento efetivo dos alunos, formulando prioridades de desenvolvimento identificadas no Plano Curricular de Turma. Operacionalização da Avaliação No processo de desenvolvimento curricular de cada escola, admite-se a hipótese de se selecionar objetivos mais ou menos ambiciosos, de acordo com as caraterísticas da população escolar, mantendo a referência fundamental dos objetivos gerais de cada ciclo de escolaridade. Os critérios de avaliação estabelecidos pelo Grupo de Educação Física, serão constituídos por regras/normas de qualificação e quantificação dos alunos nas atividades selecionadas para a concretização dos objetivos e do seu desempenho nas situações de prova. As regras/normas de avaliação são referências para cada ano/ciclo, para tornar o processo de avaliação mais claro, visível e coerente na organização do Plano Curricular de Educação Física. Na operacionalização do processo de avaliação, consideram-se 3 grandes áreas de avaliação da Educação Física: Área A – Atividades Físicas Áreas B – Aptidão Física Área C – Conhecimentos A classificação das regras/normas de avaliação para área A e B, consideram-se 3 níveis de desempenho: Nível Introdutório Nível Elementar Nível Avançado Ano Letivo 2014-2015 3
  4. 4. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Sendo considerado para a área “A” a percentagem (peso) a atribuir a cada matéria, da competência do professor, segundo as necessidades da turma, e o tempo de lecionação de cada uma das matérias. (por ex. no 1º período – futebol 50%, Ginástica 25% e Atletismo 25%). Na classificação dos níveis de desempenho do aluno, o professor deve tomar como referência o protocolo de avaliação definido no Plano Curricular de Educação Física, para cada ano de escolaridade. A classificação atribuída a cada uma das matérias, deve ser introduzida numa grelha comum a todos os professores do Grupo de Educação Física da Escola e que deverá traduzir uma nota final nas áreas A e B do quadro de extensão de Educação Física. A esta classificação, juntar-se-á a classificação da área C (teste escrito), completando o quadro a avaliação de aquisição e aplicação de conhecimentos, faltando apenas, para completar a avaliação final do aluno por período, a avaliação das atitudes definidas pelo regulamento geral de avaliação da escola. As percentagens a atribuir a cada uma destas áreas estão definidas nos critérios de avaliação da disciplina. Para a área B – Aptidão Física, o plano curricular de turma deve contemplar a aplicação do protocolo “Fitnessgram”, respeitando os intervalos definidos como Zonas Saudáveis para a idade/sexo dos alunos. A regra/norma de avaliação e atribuição do nível de desempenho do aluno será: Com 3 testes na zona saudável – Nível Introdução Com 4 testes na zona saudável – Nível Elementar Com 5 ou mais testes na zona saudável – Nível Avançado. Na Área C – Conhecimentos, prevê-se a realização de um teste escrito período, atribuindo as classificações definidas pela escola para cada ciclo de escolaridade. Avaliação final A avaliação final, que corresponde ao resultado da avaliação sumativa realizada no final de cada período escolar, será o resultado global, expresso em termos quantitativos, do conjunto das avaliações realizadas em cada um dos domínios, tendo em conta o peso relativo de cada um deles. Percentagens a atribuir a cada Período (Avaliação Contínua) 1º Período 2º Período 3º Período 100% 50% (1ºP) / 50% (2ºP) Média dos 1º/2º/3º períodos Ano Letivo 2014-2015 4
  5. 5. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ano Letivo 2014-2015 5
  6. 6. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Especificação do Plano Curricular – Áreas e Matérias Jogos Jogos Prédesportivos JOGOS PRÉDESPORTIVOS – 5º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, na apresentação e organização dos jogos, e nas escolhas das ações favoráveis ao êxito pessoal e do grupo (adequadas ao objetivo e às regras de jogo). - Aceita as decisões da arbitragem e trata os colegas de equipa e os adversários com igual respeito e cordialidade, evitando ações que ponham em risco a sua integridade física. - Identifica e conhece os diferentes tipos de jogos: Rabia, Jogo dos Passes, Jogo do “Bitoque” (Rugby), Jogo do “Mata”, Jogo de Raquetas, Bola ao Poste, Bola ao Capitão, Bola ao Fundo, Futebol Humano. NívelElementar 1 - Nos jogos coletivos com bola, tais como: Rabia, Jogo de Passes, Bola ao Poste, Bola ao Capitão, Bola no Fundo, age em conformidade com a situação: a) Recebe a bola com as duas mãos e passa a um companheiro desmarcado. b) Desmarca-se para receber a bola, criando linhas de passe. c) Marca o adversário escolhido quando a sua equipa perde a bola, tentando recuperar a posse da bola. 2 – No jogo do Mata, com bola: a) De posse de bola, passa a um companheiro ou remata para acertar num adversário. b) Cria linhas de passe para receber a bola. c) Quando a sua equipa não está de posse da bola, procura intercetar o passe ou esquivar-se da bola. 3 – No jogo de Futebol Humano: 3.1 - Em situação de atacante, posiciona-se no espaço de forma equilibrada: a) Cria situações de vantagem numérica. b) Aproveita situações de vantagem numérica da equipa para finalizar. c) Procura finalizar de surpresa, aproveitando o ataque da equipa adversária. 3.2- Em situação de defesa, ocupa uma posição no campo que contribua para o equilíbrio defensivo da sua equipa: a) Marca qualquer jogador que entre na sua zona de marcação. 4 – No jogo do Bitoque (Tagrugby): a) De posse da bola, progride com a bola e finaliza («ensaio»), ou passa a um companheiro que se encontre em posição favorável. b) Passa a bola a um companheiro quando parado por um adversário (puxar fitas Tagrugby). c) Criar linhas de passe para receber a bola. d) Quando a sua equipa não está de posse da bola, procura parar o adversário (puxar fitas Tagrugby). 5 – No jogo de Raquetas com uma bola de esponja (num espaço limitado e banco sueco ou rede a dividir os dois campos a uma altura de cerca de 50 cm), coopera com o companheiro para realizar o máximo de toques: a) Serve por baixo, colocando a bola no campo contrário em condições que permitam ao companheiro a sua devolução, após um ressalto da bola no chão. b) Devolve a bola ao companheiro, após ressalto desta no chão, em condições favoráveis à receção. Ano Letivo 2014-2015 6
  7. 7. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Jogos Desportivos Coletivos Futsal FUTSAL – 5º Ano ObjetivosComuns Coopera com os colegas, na concretização do objetivo do jogo. Conhece e aplica as regras. Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico-táticas e as suas principais regras: a) início e recomeço do jogo, b) marcação de golos, c) bola fora e lançamento pela linha lateral, d) canto e pontapé de canto, e) principais faltas e incorreções, f) marcação de livres e de grande penalidade, e g) bola pela linha de fundo e reposição da bola em jogo. NívelParteIntrodução Em situação de jogo 3x3: - Recebe a bola, controlando-a. – Remata. – Passa a um companheiro. – Conduz a bola, de preferência em progressão. – Desmarca-se para oferecer linhas de passe. – Logo que perde a posse da bola procura dificultar a ação ofensiva. Realiza com alguma oportunidade a correção global, no jogo e em exercícios critério, as ações: 1) receção de bola, 2) remate, 3) condução de bola, 4) passe, 5) desmarcação e 6) marcação. FUTSAL – 7º Ano ObjetivosComuns Coopera com os colegas, na concretização do objetivo do jogo. Conhece e aplica as regras. Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico-táticas e as suas principais regras: a) início e recomeço do jogo, b) marcação de golos, c) bola fora e lançamento pela linha lateral, d) canto e pontapé de canto, e) principais faltas e incorreções, f) marcação de livres e de grande penalidade, e g) bola pela linha de fundo e reposição da bola em jogo. NívelIntrodução Em situação de jogo 5x5: - Recebe a bola, controlando-a e enquadra-se ofensivamente: – Remata, se tem a baliza ao seu alcance. – Passa a um companheiro em desmarcação para a baliza, ou em apoio, combinando o passe à sua própria desmarcação. – Conduz a bola, de preferência em progressão ou penetração para rematar ou passar. – Desmarca-se utilizando mudanças de direção, para oferecer linhas de passe. – Logo que perde a posse da bola (defesa), marca o seu atacante, procurando dificultar a ação ofensiva. – Realiza com oportunidade a correção global, no jogo e em exercícios critério, as ações: 1) receção de bola, 2) remate, 3) condução de bola, 4) drible, 5) passe, 6) desmarcação e 7) marcação. Ano Letivo 2014-2015 7
  8. 8. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras FUTSAL – 9º Ano ObjetivosComuns Coopera com os colegas, na concretização do objetivo do jogo. Conhece e aplica as regras. Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico-táticas e as suas principais regras: a) início e recomeço do jogo, b) marcação de golos, c) bola fora e lançamento pela linha lateral, d) canto e pontapé de canto, e) principais faltas e incorreções, f) marcação de livres e de grande penalidade, e g) bola pela linha de fundo e reposição da bola em jogo. ParteNívelElementar Em situação de jogo 5x5: - Recebe a bola, controlando-a e enquadra-se ofensivamente: – Remata, se tem a baliza ao seu alcance. – Passa a um companheiro em desmarcação para a baliza, ou em apoio, combinando o passe à sua própria desmarcação. – Conduz a bola, de preferência em progressão ou penetração para rematar ou passar. – Desmarca-se utilizando fintas e mudanças de direção, para oferecer linhas de passe desmarca-se na direcção da baliza e ou de apoio (de acordo com a movimentação geral), garantindo a largura e a profundidade do ataque - Aclara o espaço de penetração do jogador com bola e/ou dos companheiros em desmarcação para a baliza. – Logo que perde a posse da bola (defesa), marca o seu atacante, procurando dificultar a ação ofensiva. - Como guarda-redes, enquadra-se com a bola para impedir o golo. Ao recuperar a bola, passa a um jogador desmarcado. – Realiza com oportunidade a correção global, no jogo e em exercícios critério, as ações: 1) receção de bola, 2) remate, 3) condução de bola, 4) drible, 5) passe, 6) desmarcação e 7) marcação 8)remate de cabeça 9) controlo da bola. 10)finta , . Ano Letivo 2014-2015 8
  9. 9. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ano Letivo 2014-2015 9 Basquetebol – 5º Ano ObjetivosComuns Coopera com os colegas, na concretização do objetivo do jogo. Conhece e aplica as regras. Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico-táticas e as suas principais regras: a) formas de jogar a bola, b) início e recomeço do jogo, c) bola fora, d) passos, e) dribles, f) bola presa e g) faltas pessoais, adequando as suas ações a esse conhecimento. NívelParteIntrodução Em situação de jogo 3x3: - Recebe a bola com as duas mãos. - Lança parado de curta distância. - Dribla, se tem espaço livre à sua frente, para progredir no campo de jogo. - Passa com segurança a um companheiro desmarcado. - Desmarca-se criando linhas de passe. - Em situação defensiva, assume uma atitude defensiva marcando o seu adversário direto, colocando-se entre o cesto e o jogador c/bola (defesa individual). Realiza com oportunidade e correção global, no jogo e em exercícios critério, as ações: 1) receção, 2) passe (de peito e picado), 3) paragens 4) lançamento parado, 5) drible de progressão, e, em exercício critério 6) mudança de direção e de mão pela frente.
  10. 10. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ano Letivo 2014-2015 10 Basquetebol – 7º Ano ObjetivosComuns Coopera com os colegas, na concretização do objetivo do jogo. Conhece e aplica as regras. Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico táticas e as regras 4 - Em situação de jogo 5 x 5, coopera com os companheiros para alcançar o objetivo do jogo o Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico-táticas e as suas principais regras: a) formas de jogar a bola, b) início e recomeço do jogo, c) bola fora, d) passos, e) dribles, f) bola presa e g) faltas pessoais, h) contagem de pontos, i) três segundos, adequando as suas ações a esse conhecimento. ParteNívelElwmntar Em situação de jogo 3x3: - Recebe a bola com as duas mãos, enquadrando-se com o cesto. - Lança na passada e/ou parado de curta distância. - Dribla, se tem espaço livre à sua frente, para progredir no campo de jogo. - Passa com segurança a um companheiro desmarcado. - Em situação defensiva, assume uma atitude defensiva marcando o seu adversário direto, colocando-se entre o cesto e o jogador c/bola (defesa individual). - Em situação ofensiva, sem bola, desmarca-se criando uma linha de passe mais ofensiva. Realiza com oportunidade e correção global, no jogo e em exercícios critério, as ações: 1) receção, 2) passe (de peito e picado), 3) paragem a 1 e a 2 tempos 4) lançamento parado, 5) drible de progressão, 6) drible de proteção, 7) lançamento na passada, 8) mudança de direção e de mão pela frente.
  11. 11. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ano Letivo 2014-2015 11 Basquetebol – 9º Ano ObjetivosComuns Coopera com os colegas, na concretização do objetivo do jogo. Conhece e aplica as regras. Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico-táticas e as suas principais regras: a) formas de jogar a bola, b) início e recomeço do jogo, c) bola fora, d) passos, e) dribles, f) bola presa e g) faltas pessoais, h) contagem de pontos, adequando as suas ações a esse conhecimento. PartedoNívelElementar Em situação de jogo 3x3: - Ao receber a bola com as duas mãos, opta pela ação mais ofensiva: enquadrando-se com o cesto. - Lança na passada e/ou parado de curta distância. - Liberta-se do defensor (utilizando se necessário fintas e drible), para finalizar ou, na impossibilidade de o fazer, passar a bola com segurança a um companheiro. - Passa, se tem um companheiro desmarcado em posição mais ofensiva, utilizando a técnica mais adequada à situação, desmarcando-se de seguida na direção do cesto e repondo o equilíbrio ofensivo, se não recebe a bola.. - Em situação defensiva, assume uma atitude defensiva marcando o seu adversário direto, colocando-se entre o cesto e o jogador c/bola (defesa individual). - Em situação ofensiva, sem bola: Desmarca-se em movimentos para o cesto e para a bola (trabalho de receção), oferecendo linhas de passe ofensivas ao portador da bola. Aclara, em corte para o cesto: - se o companheiro dribla na sua direção, deixando espaço livre para a progressão do jogador com bola, - se na tentativa de receção não consegue abrir linha de passe. - Participar no ressalto ofensivo procurando recuperar a bola sempre que há lançamento. Realiza com oportunidade e correção global, no jogo e em exercícios critério, as ações: 1) receção, 2) passe (de peito e picado), 3) paragem a 1 e a 2 tempos 4) lançamento parado, 5) drible de progressão, 6) drible de proteção, 7) lançamento na passada, 8) mudança de direção e de mão pela frente.
  12. 12. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Andebol Andebol – 6º Ano ObjetivosComuns Coopera com os colegas, na concretização do objetivo do jogo. Conhece e aplica as regras. Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico-táticas e as regras do jogo: a) início e recomeço do jogo, b) formas de jogar a bola, c) violações por dribles e passos, d) violações da área de baliza, e) infrações à regra de conduta com o adversário e respetivas penalizações, marcação de livres. ParteNívelIntrodução Em situação de jogo 5x5 realiza: Com a sua equipa em posse da bola: - Desmarca-se oferecendo linha de passe. - Passa a um companheiro em desmarcação para a baliza. - Dribla, se tem espaço livre à sua frente, para progredir no campo de jogo. - Remata. - Em situação defensiva, assume uma atitude defensiva marcando o seu adversário. Realiza com oportunidade e correção global, no jogo e em exercícios critério, as ações: 1) passe- receção em corrida, 2) receção-remate, 3) drible-remate. Andebol – 8º Ano ObjetivosComuns Coopera com os colegas, na concretização do objetivo do jogo. Conhece e aplica as regras. Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico-táticas e as regras do jogo: a) início e recomeço do jogo, b) formas de jogar a bola, c) violações por dribles e passos, d) violações da área de baliza, e) infrações à regra de conduta com o adversário e respetivas penalizações, f) marcação de livres (7 e 9m), NívelPartedoIntrodução Em situação de jogo 5x5 realiza: Com a sua equipa em posse da bola: - Desmarca-se oferecendo linha de passe. - Passa a um companheiro em desmarcação para a baliza. - Dribla, se tem espaço livre à sua frente, para progredir no campo de jogo. . Remata em apoio e/ou em salto. - Como atacante, na posse da bola, enquadra-se com a baliza, rematando se estiver bem posicionado, passando a um colega em posição mais ofensiva ou entrando em drible para conservar a posse de bola. - Como defesa procura colocar-se entre o jogador com bola e a baliza, com uma postura defensiva correta, utilizando deslocamentos laterais e os braços para tentar intercetar a bola. Realiza com oportunidade e correção global, no jogo e em exercícios critério, as ações: 1) passe- receção em corrida, 2) receção-remate, 3) drible-passe, 4) drible-remate. 5) acompanhamento do jogador com e sem bola, 6) interceção. Ano Letivo 2014-2015 12
  13. 13. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Andebol – 9º Ano ObjetivosComuns Coopera com os colegas, na concretização do objetivo do jogo. Conhece e aplica as regras. Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico-táticas e as regras do jogo: a) início e recomeço do jogo, b) formas de jogar a bola, c) violações por dribles e passos, d) violações da área de baliza, e) infrações à regra de conduta com o adversário e respetivas penalizações, f) marcação de livres (7 e 9m), NívelPartedoIntrodução Em situação de jogo 5x5 realiza: Com a sua equipa em posse da bola: - Desmarca-se oferecendo linha de passe, se entre ele e o companheiro com bola se encontra um defesa (“quebra do alinhamento”), garantindo a ocupação equilibrada do espaço de jogo. - Passa a um companheiro em desmarcação com boa pega de bola e armando o braço, para a baliza. - Dribla, se tem espaço livre à sua frente, para progredir no campo de jogo. . Remata em apoio e/ou em salto. - Como atacante, na posse da bola, enquadra-se com a baliza, rematando se estiver bem posicionado, passando a um colega em posição mais ofensiva ou entrando em drible para conservar a posse de bola. - Como defesa procura colocar-se entre o jogador com bola e a baliza, com uma postura defensiva correta, utilizando deslocamentos laterais e os braços para tentar intercetar a bola. - Logo que a sua equipa perde a posse da bola assume atitude defensiva, procurando de imediato recuperar a sua posse: – Tenta intercetar a bola, colocando-se numa posição diagonal de defesa, para intervir na linha de passe do adversário. - Impede ou dificulta a progressão em drible, o passe e o remate, colocando-se entre a bola e a baliza na defesa do jogador com bola Como guarda-redes: - Enquadra-se com a bola, sem perder a noção da sua posição relativa à baliza, procurando impedir o golo. - Inicia o contra ataque, se recupera a posse da bola, passando a um jogador desmarcado Realiza com oportunidade e correção global, no jogo e em exercícios critério, as ações: 1) passe- receção em corrida, 2) receção-remate, 3) drible-passe, 4) drible-remate. 5) acompanhamento do jogador com e sem bola, 6) interceção. Ano Letivo 2014-2015 13
  14. 14. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras oleibol VOLEIBOL – 6º Ano ObjetivosComuns Coopera com os colegas, na concretização do objetivo do jogo. Conhece e aplica as regras. Conhece o objetivo do jogo, identifica e descrimina as principais ações que o caracterizam: "Serviço", "Passe", "Receção" e "Finalização" bem como as regras essenciais do jogo de Voleibol: "dois toques", "transporte", "violação da linha divisória", "número de toques consecutivos por equipa" e "toque na rede". ParteNívelIntrodução Em situação exercício de 1x1, em cooperação, realiza: - Toque de sustentação e passe para o colega. - Como recetor, recebe a bola em toque de sustentação de forma controlada, agarrando a bola de seguida. Em concurso em grupos de quatro, num campo de dimensões reduzidas, com dois jogadores de cada lado da rede (aproximadamente a 2.00m de altura) joga com os companheiros efetuando toques com as duas mãos por cima, para manter a bola no ar, com número limitado de toques sucessivos de cada lado. Realiza com oportunidade e correção no jogo a técnica de: 1) passe alto de frente. VOLEIBOL – 8º Ano ObjetivosComuns Coopera com os colegas, na concretização do objetivo do jogo. Conhece e aplica as regras. Conhece o objetivo do jogo, identifica e descrimina as principais ações que o caracterizam: "Serviço", "Passe", "Receção" e "Finalização" bem como as regras essenciais do jogo de Voleibol: "dois toques", "transporte", "violação da linha divisória", "rotação ao serviço", "número de toques consecutivos por equipa", "toque na rede", “bola fora”. NívelIntrodução Em situação exercício de 1x1, em cooperação, realiza: - Toque de sustentação e passe para o colega. - Mantém a bola jogável, adequando em função da trajetória da bola, as técnicas passe e/ou manchete, colocando sempre a bola numa trajetória alta e fácil para o seu colega; - Executa para um companheiro serviço por baixo, controlando a força a aplicar na bola para cair numa zona definida a 6 metros. -Em situação de exercício a uma distância de 4,5 m a 9 m da rede (2,10 m/2,15 m de altura), no campo de Voleibol, serve por cima (tipo ténis), colocando a bola no meio campo oposto. Em situação de jogo 2 x 2 e/ou 3x3: - Na sequência da receção do serviço, posiciona-se correta e oportunamente para passar a bola a um companheiro em condições de este dar continuidade às ações ofensivas (segundo toque), ou receber/ enviar a bola, em passe colocado, para o campo contrário (se tem condições vantajosas). - Enquadra-se com a bola, adequando os deslocamentos à trajetória da bola, escolhendo a técnica (manchete ou passe) mais adequada à trajetória da bola. Realiza com oportunidade e correção no jogo a técnica de: 1) passe alto de frente, 2) manchete 3) serviço por baixo. Ano Letivo 2014-2015 14
  15. 15. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras VOLEIBOL – 9º Ano ObjetivosComuns Coopera com os colegas, na concretização do objetivo do jogo. Conhece e aplica as regras. Conhece o objetivo do jogo, identifica e descrimina as principais ações que o caracterizam: "Serviço", "Passe", "Receção" e "Finalização" bem como as regras essenciais do jogo de Voleibol: "dois toques", "transporte", "violação da linha divisória", "rotação ao serviço", "número de toques consecutivos por equipa", "toque na rede", “bola fora”. parteNívelElementar - Em situação de jogo 4 x 4 num campo reduzido (12 m x 6 m), com a rede aproximadamente a 2,10 m/2,15 m de altura: - Serve por baixo ou por cima (tipo ténis), colocando a bola numa zona de difícil receção ou em profundidade. - Na defesa, e se é o jogador mais próximo da zona da queda da bola, posiciona-se para, de acordo com a sua trajetória, executar um passe alto ou manchete, favorecendo a continuidade das ações da sua equipa. 4.3 - Na sequência da receção do serviço, posiciona-se correta e oportunamente para passar a bola a um companheiro em condições de este dar continuidade às ações ofensivas (segundo toque), ou receber/ enviar a bola, em remate (em apoio), ou passe colocado ( em suspensão e com a estrutura rítmica do remate) para o campo contrário Em situação de exercício a uma distância de 4,5 m a 9 m da rede (2,10 m/2,15 m de altura), no campo de Voleibol, serve por cima (tipo ténis), colocando a bola no meio campo oposto. Ano Letivo 2014-2015 15
  16. 16. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Desportos Individuais Atletismo ATLETISMO – 5º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, garantindo as condições de segurança pessoal e dos companheiros, aceita sugestões que favoreçam a melhoria das suas ações e colabora na preparação, arrumação e preservação do material. - Identifica os diferentes tipos de corrida, saltos e lançamentos: resistência, velocidade, salto em comprimento, lançamento da bola. ParteNívelIntrodução Em situação de exercício critério, o aluno: -Efetua uma corrida contínua de longa duração (acima dos cinco minutos), com intensidade moderada, sem diminuição nítida de eficácia, controlando o esforço, resistindo à fadiga e recuperando com relativa rapidez após o esforço. - Efetua uma corrida de velocidade (30 a 40 m), com partida de pé e de três apoios, acelerando até à velocidade máxima, realizando apoios ativos sobre a parte anterior do pé e termina sem desaceleração nítida. - Salta em comprimento com a técnica de voo na passada, com corrida de balanço (6 a 10 passadas) e impulsão numa zona de chamada, sem redução nítida da velocidade. Elevação da coxa da perna livre na impulsão e queda a pés juntos na caixa de saltos. - Lança a bola (tipo hóquei ou ténis) e/ou vortex, dando 3 passadas de balanço, com o braço fletido e o cotovelo mais alto que o ombro (na direção do lançamento). ATLETISMO – 6º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, garantindo as condições de segurança pessoal e dos companheiros, aceita sugestões que favoreçam a melhoria das suas ações e colabora na preparação, arrumação e preservação do material. - Identifica os diferentes tipos de corrida, saltos e lançamentos: resistência, velocidade, salto em altura, corrida de estafetas, corrida de barreiras e lançamento do peso. Ano Letivo 2014-2015 16
  17. 17. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras NívelIntrodução Em situação de exercício critério, o aluno: -Efetua uma corrida contínua de longa duração (acima dos seis minutos), com intensidade moderada, sem diminuição nítida de eficácia, controlando o esforço, resistindo à fadiga e recuperando com relativa rapidez após o esforço. - Efectua uma corrida de velocidade (30 a 40 m), com partida de pé e o de blocos, acelerando até à velocidade máxima, mantendo uma moderada frequência de movimentos, realizando apoios ativos sobre a parte anterior do pé e termina sem desaceleração nítida. - Efectua uma corrida de estafetas 2x40, recebendo o testemunho, na zona de transmissão com o controlo visual, entregando-o com segurança e sem acentuada desaceleração. - Realiza uma corrida, transpondo pequenos obstáculos (separados entre si a distâncias variáveis), com coordenação global dos movimentos corporais. - Salta em altura com técnica de tesoura, com corrida de balanço oblíqua à fasquia (4 a 6 passadas). Apoio activo e extensão da perna de impulsão, com elevação dos braços e da perna de balanço. Transposição da fasquia e recepção em equilíbrio no colchão de quedas. - Lança a partir da posição de força, o peso de 1 ou 2 kg, apoiado na parte superior dos metacarpos e dos dedos, junto ao pescoço, com flexão da perna do lado do peso e inclinação do tronco sobre essa perna. Empurra o peso para a frente e para cima, com extensão do braço do lançamento e mantendo o cotovelo afastado em relação ao tronco. ATLETISMO – 7º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, garantindo as condições de segurança pessoal e dos companheiros, aceita sugestões que favoreçam a melhoria das suas ações e colabora na preparação, arrumação e preservação do material. - Identifica os diferentes tipos de corrida, saltos e lançamentos: resistência, velocidade, corrida de estafetas, corrida de barreiras ParteNívelElementar Em situação de exercício critério, o aluno: -Efetua uma corrida contínua de longa duração (acima dos sete minutos), com intensidade moderada, sem diminuição nítida de eficácia, controlando o esforço, resistindo à fadiga e recuperando com relativa rapidez após o esforço. - Efetua uma corrida de velocidade (40 a 60 m), com partida de blocos, acelerando até à velocidade máxima, realizando apoios ativos com moderada frequência e termina sem desaceleração nítida. - Efetua uma corrida de estafetas 4x40, recebendo o testemunho, na zona de transmissão com o controlo visual e em movimento, entregando-o com segurança. - Realiza uma corrida de barreiras com partida blocos. Ataca a barreira, com elevação do joelho e a extensão da perna de ataque, passando as barreiras mantendo o equilíbrio corporal. ATLETISMO – 8º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, garantindo as condições de segurança pessoal e dos companheiros, aceita sugestões que favoreçam a melhoria das suas ações e colabora na preparação, arrumação e preservação do material. - Identifica os diferentes tipos de corrida, saltos e lançamentos: resistência, velocidade, salto em altura e triplo salto. Ano Letivo 2014-2015 17
  18. 18. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras ParteNívelElementar Em situação de exercício critério, o aluno: -Efetua uma corrida contínua de longa duração (acima dos oito minutos), com intensidade moderada, sem diminuição nítida de eficácia, controlando o esforço, resistindo à fadiga e recuperando com relativa rapidez após o esforço. - Efetua uma corrida de velocidade (40 a 60 m), com partida de blocos, acelerando até à velocidade máxima, realizando apoios ativos com moderada frequência e termina sem desaceleração nítida. - Salta em comprimento com a técnica de voo na passada, com corrida de balanço (8 a 12 passadas) e impulsão na tábua de chamada. Acelera progressivamente a corrida para apoio ativo da perna de impulsão, elevando a coxa da perna livre. “Puxa” a perna de impulsão para junto da perna livre na fase descendente do voo, tocando o solo o mais longe possível. - Salta em altura com técnica de Fosbury Flop, com 5 a 8 passadas de balanço, sendo as últimas 3/4 em curva. Apoio ativo da perna de impulsão, com elevação da coxa da perna livre, conduzindo o joelho para dentro (rodando a bacia). Transposição da fasquia, caindo de costas no colchão. ATLETISMO – 9º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, garantindo as condições de segurança pessoal e dos companheiros, aceita sugestões que favoreçam a melhoria das suas ações e colabora na preparação, arrumação e preservação do material. - Identifica os diferentes tipos de corrida, saltos e lançamentos: resistência, velocidade, salto em altura e triplo salto. ParteNívelElementar Em situação de exercício critério, o aluno: -Efetua uma corrida contínua de longa duração (acima dos oito minutos), com intensidade moderada, sem diminuição nítida de eficácia, controlando o esforço, resistindo à fadiga e recuperando com relativa rapidez após o esforço. - Efetua uma corrida de velocidade (40 a 60 m), com partida de blocos, acelerando até à velocidade máxima, realizando apoios ativos com moderada frequência e termina sem desaceleração nítida. 7 - Lança a bola (tipo hóquei), com quatro a sete passadas de balanço em aceleração progressiva. Executa as três passadas finais com os apoios e ritmo correctos, com a mão à retaguarda e o braço em extensão, realizando o último apoio pelo calcanhar da perna contrária. 8 - Lança o peso de 3 kg/4 kg, de costas (duplo apoio) e sem balanço, num círculo de lançamentos. Roda e avança a bacia do lado do peso com extensão total (das pernas e do braço do lançamento), para empurrar o engenho para a frente e para cima, mantendo o cotovelo afastado em relação ao tronco. Ano Letivo 2014-2015 18
  19. 19. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ginástica Ginástica no solo – 5º Ano ObjetivosComuns - Conhece e identifica o tipo de ajudas e o modo de execução das habilidades gímnicas. - Coopera com os companheiros nas ajudas e correções. - Garante condições de segurança pessoal e coletiva na realização dos exercícios. - Colabora na preparação, arrumação e preservação do material utilizado. ParteNívelIntrodução O aluno realiza pequenas sequências combinando as destrezas abaixo mencionadas: - Rolamento à frente no colchão, terminando a pés juntos com as pernas unidas e em equilíbrio, mantendo a mesma direção do ponto de partida. - Rolamento à retaguarda no colchão, com ajuda, terminando em equilíbrio na direção do ponto de partida, com as pernas unidas. - Pino de cabeça no colchão junto ao espaldar, com ajuda, definindo a verticalidade, com alinhamento dos segmentos corporais. - Posição de flexibilidade (ponte ou folha, etc.) com alguma amplitude. - Posição de equilíbrio (avião) com o tronco paralelo ao solo e os membros inferiores em extensão, mantendo em equilíbrio. - Saltos e voltas (meia pirueta vertical) utilizados como elementos de ligação. Ginástica no solo – 6º Ano ObjetivosComuns - Conhece e identifica o tipo de ajudas e o modo de execução das habilidades gímnicas; - Coopera com os companheiros nas ajudas e correções; - Garante condições de segurança pessoal e coletiva na realização dos exercícios; - Colabora na preparação, arrumação e preservação do material utilizado. ParteNívelIntrodução O aluno realiza pequenas sequências com as destrezas abaixo mencionadas: - Rolamento à frente engrupado no colchão, terminando a pés juntos com as pernas unidas e em equilíbrio, mantendo a mesma direção do ponto de partida. - Rolamento à frente com as pernas afastadas e ligeiramente fletidas, com ajuda e em plano inclinado, com apoio das mãos junto da bacia, mantendo a direção do ponto de partida. - Rolamento à retaguarda engrupado, com ajuda, com repulsão dos braços na fase final, terminando em equilíbrio na direção do ponto de partida, com as pernas unidas. - Rolamento à retaguarda com MI afastados e ligeiramente fletidos, em plano inclinado, com repulsão dos braços na fase final, terminando em equilíbrio na direção do ponto de partida. - Pino de braços, com subida (em tesoura) junto ao espaldar/parede com apoio de um companheiro com os segmentos do corpo alinhados e em extensão. Olhar dirigido para as mãos. - Roda, sobre o banco sueco ou cabeça do plinto, com o ritmo, apoios corretos e marcada extensão dos segmentos corporais, terminando em equilíbrio. - Vela, com segmentos alinhados, mantendo o equilíbrio. - Posição de flexibilidade (ponte ou folha, etc.) com acentuada amplitude. - Posição de equilíbrio (avião) com o tronco paralelo ao solo e os membros inferiores em extensão, mantendo o equilíbrio. - Saltos e voltas (1/2 pirueta), utilizando o balanço dos braços e fazendo o alinhamento dos segmentos corporais. Receção em equilíbrio. Ano Letivo 2014-2015 19
  20. 20. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ginástica no solo – 7º Ano ObjetivosComuns - Conhece e identifica o tipo de ajudas e o modo de execução das habilidades gímnicas; - Coopera com os companheiros nas ajudas e correções; - Garante condições de segurança pessoal e coletiva na realização dos exercícios; - Colabora na preparação, arrumação e preservação do material utilizado. NívelIntrodução O aluno realiza pequenas sequências com as destrezas abaixo mencionadas: - Rolamento à frente engrupado no colchão sem ajuda, terminando a pés juntos com as pernas unidas e em equilíbrio, mantendo a mesma direção do ponto de partida. O início e a finalização do exercício com a respetiva marcação. - Rolamento à retaguarda engrupado sem ajuda, com repulsão dos braços na fase final, terminando em equilíbrio na direção do ponto de partida, com as pernas unidas. - Rolamento à retaguarda com MI afastados, com repulsão dos braços na fase final, terminando em equilíbrio na direção do ponto de partida, com as pernas estendidas e afastadas. No final do exercício o aluno terá que voltar à posição inicial (de pé com a respetiva marcação). - Pino de braços, com apoio de um companheiro com os segmentos do corpo alinhados e em extensão. Olhar dirigido para as mãos. - Roda, sobre o banco sueco ou cabeça do plinto, com o ritmo, apoios corretos e marcada extensão dos segmentos corporais, terminando em equilíbrio. - Posição de flexibilidade (ponte ou folha, etc.) com acentuada amplitude. - Posição de equilíbrio (avião) com o tronco paralelo ao solo e os membros inferiores em extensão, mantendo o equilíbrio. - Saltos e voltas (1 pirueta), utilizando corretamente o balanço dos braços e fazendo um correto alinhamento dos segmentos corporais. Receção em equilíbrio. Ginástica no solo – 8º Ano ObjetivosComuns - Conhece e identifica o tipo de ajudas e o modo de execução das habilidades gímnicas; - Coopera com os companheiros nas ajudas e correções; - Garante condições de segurança pessoal e coletiva na realização dos exercícios; - Colabora na preparação, arrumação e preservação do material utilizado. Ano Letivo 2014-2015 20
  21. 21. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras ParteNívelElementar O aluno realiza uma sequência gímnica combinando as destrezas abaixo mencionadas, com um tema musical: O aluno realiza pequenas sequências com as destrezas abaixo mencionadas: - Rolamento à frente engrupado no colchão sem ajuda, terminando a pés juntos com as pernas unidas e em equilíbrio, mantendo a mesma direção do ponto de partida. O início e a finalização do exercício com a respetiva marcação. - Rolamento à retaguarda engrupado sem ajuda, com repulsão dos braços na fase final, terminando em equilíbrio na direção do ponto de partida, com as pernas unidas. - Rolamento à retaguarda com MI afastados sem ajuda, com repulsão dos braços na fase final, terminando em equilíbrio na direção do ponto de partida, com as pernas estendidas e afastadas. No final do exercício o aluno terá que voltar à posição inicial (de pé com a respetiva marcação). - Rolamento à frente com MI afastados em plano inclinado e/ou com ajuda, terminando em equilíbrio com as pernas afastadas, com apoio das mãos no solo entre as coxas, e junto da bacia, mantendo a mesma direção do ponto de partida. - Pino de braços, com apoio de um companheiro e com os segmentos do corpo alinhados e em extensão. Olhar dirigido para as mãos. Saída com rolamento à frente engrupado com braços em elevação anterior e à frente, em equilíbrio. - Roda, sobre o tapete com o ritmo, apoios corretos e marcada extensão dos segmentos corporais, terminando em equilíbrio com braços em elevação lateral. - Posição de flexibilidade (ponte ou folha, etc.) com acentuada amplitude. - Posição de equilíbrio (avião) com o tronco paralelo ao solo e os membros inferiores em extensão, mantendo o equilíbrio. - Saltos e voltas (1 pirueta), utilizando corretamente o balanço dos braços e fazendo um correto alinhamento dos segmentos corporais. Receção em equilíbrio. Ginástica no solo – 9º Ano ObjetivosComuns - Conhece e identifica o tipo de ajudas e o modo de execução das habilidades gímnicas; - Coopera com os companheiros nas ajudas e correções; - Garante condições de segurança pessoal e coletiva na realização dos exercícios; - Colabora na preparação, arrumação e preservação do material utilizado. Ano Letivo 2014-2015 21
  22. 22. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras ParteNívelElementar O aluno realiza uma sequência gímnica combinando as destrezas abaixo mencionadas, com um tema musical: Elabora, realiza e aprecia uma sequência de habilidades no solo (em colchões), que combine, com fluidez, destrezas gímnicas, de acordo com as exigências técnicas indicadas, designadamente: - Rolamento à frente engrupado no colchão sem ajuda, terminando a pés juntos com as pernas unidas e em equilíbrio, mantendo a mesma direção do ponto de partida. O início e a finalização do exercício com a respetiva marcação. - Rolamento à retaguarda engrupado sem ajuda, com repulsão dos braços na fase final, terminando em equilíbrio na direção do ponto de partida, com as pernas unidas. - Rolamento à retaguarda com MI afastados sem ajuda, com repulsão dos braços na fase final, terminando em equilíbrio na direção do ponto de partida, com as pernas estendidas e afastadas. No final do exercício o aluno terá que voltar à posição inicial (de pé com a respetiva marcação). - Rolamento à frente com MI afastados em plano inclinado e/ou com ajuda, terminando em equilíbrio com as pernas afastadas, com apoio das mãos no solo entre as coxas, e junto da bacia, mantendo a mesma direção do ponto de partida. - Pino de braços, com apoio de um companheiro e com os segmentos do corpo alinhados e em extensão. Olhar dirigido para as mãos. Saída com rolamento à frente engrupado com braços em elevação anterior e à frente, em equilíbrio. - Roda, sobre o tapete com o ritmo, apoios corretos e marcada extensão dos segmentos corporais, terminando em equilíbrio com braços em elevação lateral. - Posição de flexibilidade (ponte ou folha, etc.) com acentuada amplitude. - Posição de equilíbrio (avião) com o tronco paralelo ao solo e os membros inferiores em extensão, mantendo o equilíbrio. - Saltos e voltas (1 pirueta), utilizando corretamente o balanço dos braços e fazendo um correto alinhamento dos segmentos corporais. Receção em equilíbrio. Cambalhota à retaguarda, com repulsão dos braços na fase final, terminando em equilíbrio, com as pernas unidas e estendidas, na direcção do ponto de partida. Pino de braços, com alinhamento e extensão dos segmentos do corpo (definindo a posição), terminando em cambalhota à frente com braços em elevação anterior e em equilíbrio. Posições de flexibilidade à sua escolha, com acentuada amplitude (ponte, espargata frontal e lateral, rã, etc. ). Saltos, voltas e afundos em várias direcções, utilizados como elementos de ligação, contribuindo para a fluidez e harmonia da sequência. Ano Letivo 2014-2015 22
  23. 23. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ginástica de Aparelhos (minitrampolim, boque, plinto e trave) – 5º Ano ObjetivosComuns - Conhece e identifica o tipo de ajudas e o modo de execução das habilidades nos diversos aparelhos; - Coopera com os companheiros nas ajudas e correções; - Garante condições de segurança pessoal e coletiva na realização dos exercícios; - Colabora na preparação, arrumação e preservação do material utilizado. ParteNívelIntrodução No minitrampolim, realiza após corrida de balanço (aproximação) uma chamada a pés juntos para o aparelho (chamada), executando um salto em extensão com alguma amplitude e equilibro. Algum alinhamento dos segmentos corporais. No boque, o aluno realiza uma corrida inicial, seguida de chamada no trampolim (reuther ou sueco), efetuando o salto ao eixo, com membros inferiores ligeiramente fletidos. Receção em equilíbrio. No Plinto, longitudinal com um colchão em cima, o aluno realiza cambalhota à frente, com moderada elevação da bacia e alguma fluidez no movimento. Na trave, realiza marcha à frente e atrás, utilizando a posição dos braços para ajudar a manter o equilíbrio. Olhar dirigido para a frente. Saída a pés juntos, com uma receção em equilíbrio. Ginástica de aparelhos (minitrampolim, boque, plinto, trave e barra fixa) – 6º Ano ObjetivosComuns - Conhece e identifica o tipo de ajudas e o modo de execução das habilidades nos diversos aparelhos; - Coopera com os companheiros nas ajudas e correções; - Garante condições de segurança pessoal e coletiva na realização dos exercícios; - Colabora na preparação, arrumação e preservação do material utilizado. ParteNívelIntrodução No minitrampolim, realiza após corrida de balanço uma chamada a pés juntos para o aparelho (chamada), executando um salto em extensão com acentuada elevação e equilíbrio. Receção equilibrada no colchão de queda. No minitrampolim, realiza após corrida de balanço uma chamada a pés juntos para o aparelho (chamada), executando um salto engrupado com alguma elevação. Receção equilibrada no colchão de queda. No boque, o aluno realiza uma corrida inicial, seguida de chamada, efetuando o salto ao eixo, com membros inferiores estendidos. Receção em equilíbrio. No boque, realiza uma corrida inicial, seguida de chamada, efetuando o salto entre mãos, com membros inferiores fletidos, apoiando os pés no boque (posição de cócoras). No Plinto, longitudinal com um colchão em cima, o aluno realiza cambalhota à frente, com moderada elevação da bacia e alguma fluidez no movimento. Na trave, realiza marcha à frente e atrás, utilizando a posição dos braços para ajudar a manter o equilíbrio. Olhar dirigido para a frente. Meia volta, em apoio nas pontas dos pés. Saída a pés juntos, com uma receção em equilíbrio. Na barra fixa, efetua balanços atrás e à frente, com o corpo, realizando a saída com algum equilíbrio e em segurança. Em apoio ventral, realiza o rolamento à frente, com ajuda, com mãos em pronação, sem interrupção do movimento e com saída controlada. Ano Letivo 2014-2015 23
  24. 24. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ginástica de aparelhos (minitrampolim, boque, plinto, trave e barra fixa) – 7º Ano ObjetivosComuns - Conhece e identifica o tipo de ajudas e o modo de execução das habilidades nos diversos aparelhos; - Coopera com os companheiros nas ajudas e correções; - Garante condições de segurança pessoal e coletiva na realização dos exercícios; - Colabora na preparação, arrumação e preservação do material utilizado. NívelIntrodução No minitrampolim, realiza após corrida de balanço uma chamada a pés juntos para o aparelho (chamada), executa: - Salto em extensão com acentuada elevação e equilíbrio. Receção equilibrada no colchão de queda. - Salto engrupado com elevação e equilíbrio. Receção equilibrada no colchão de queda. - 1/2 vertical, após corrida de balanço, não utilizando os braços como forma de controlo e garantia de estabilidade no salto; MI fletidos; Receção em desequilíbrio. - Carpa de pernas afastadas, após corrida de balanço, realizando o fecho das pernas (fletidas) relativamente ao tronco com pouca amplitude; abertura tardia e receção realizada em desequilíbrio. No boque, o aluno realiza uma corrida inicial, seguida de chamada, efetuando. -Salto ao eixo, com membros inferiores estendidos. Receção em equilíbrio. - Salto entre mãos, apoiando as mãos com a bacia acima da linha dos ombros, transpondo o aparelho com os joelhos junto ao peito. Receção equilibrada e em segurança.com No Plinto, - Salto ao eixo (no plinto longitudinal), com o primeiro voo para apoio das mãos na parte anterior, mantendo as pernas semifletidas e afastadas com pouca amplitude no momento de transposição do plinto. Na trave, realiza marcha à frente e atrás, utilizando a posição dos braços para ajudar a manter o equilíbrio. Olhar dirigido para a frente. Meia volta, em apoio nas pontas dos pés. Avião, com o tronco paralelo ao solo e os membros inferiores em extensão, mantendo o equilíbrio. Saída a pés juntos, com uma receção em equilíbrio. Na barra fixa, efetua balanços atrás e à frente, com o corpo, realizando movimentos de fecho e abertura, sem interrupção do movimento, com saída equilibrada. Realiza subida para apoio ventral, seguida de rolamento à frente, com ajuda, com mãos em pronação, sem interrupção do movimento e com saída controlada e em equilíbrio. Ano Letivo 2014-2015 24
  25. 25. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ginástica de aparelhos (minitrampolim, boque, plinto, trave e barra fixa) – 9º Ano ObjetivosComuns - Conhece e identifica o tipo de ajudas e o modo de execução das habilidades nos diversos aparelhos; - Coopera com os companheiros nas ajudas e correções; - Garante condições de segurança pessoal e coletiva na realização dos exercícios; - Colabora na preparação, arrumação e preservação do material utilizado. - Conhece e identifica o tipo de ajudas e o modo de execução das habilidades gímnicas; Ano Letivo 2014-2015 25
  26. 26. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras ParteNívelElementar No minitrampolim, realiza após corrida de balanço uma chamada a pés juntos para o aparelho (chamada), executa: - Salto em extensão, colocando a bacia em ligeira retroversão durante a fase aérea do salto; elevação rápida dos braços; receção em equilíbrio. - Salto engrupado, elevação rápida dos MS com fecho dos MI em relação ao tronco, na fase mais alta do voo, seguido de abertura rápida. Receção equilibrada no colchão de queda. - Pirueta vertical, após corrida de balanço, não utilizando os braços como forma de controlo e garantia de estabilidade no salto; MI semifletidos; Receção em equilíbrio. - Carpa de pernas afastadas, realizando o fecho das pernas (fletidas) relativamente ao tronco; abertura tardia e receção realizada com alguma facilidade. No boque, o aluno realiza uma corrida inicial, seguida de chamada, efetuando. -Salto ao eixo, com membros inferiores estendidos. Receção em equilíbrio. - Salto entre mãos, apoiando as mãos com a bacia acima da linha dos ombros, transpondo o aparelho com os joelhos junto ao peito. Receção equilibrada e em segurança.com No Plinto, longitudinal com um colchão em cima, o aluno realiza: - Salto ao eixo (no plinto longitudinal), com o primeiro voo para apoio das mãos na parte anterior, mantendo as pernas semifletidas e afastadas com pouca amplitude no momento de transposição do plinto. - Salto ao eixo (no plinto transversal), com o primeiro voo para apoio das mãos na parte central, mantendo as pernas semifletidas e afastadas com pouca amplitude no momento de transposição do plinto. Na trave, realiza marcha na ponta dos pés à frente e atrás, utilizando a posição dos braços para ajudar a manter o equilíbrio. Olhar dirigido para a frente. Meia volta, com balanço de uma perna em apoio nas pontas dos pés. Avião, com o tronco paralelo ao solo e os membros inferiores em extensão, mantendo o equilíbrio. Salto a pés juntos, com flexão de pernas durante o salto. Cambalhota à frente com saída de pernas afastadas mantendo os antebraços paralelos à trave durante o enrolamento. Volta (pivot) com balanço de uma perna. Saída em salto em extensão com meia pirueta, com braços em elevação superior, com uma receção em equilíbrio em condições de adotar a posição de sentido. Na barra fixa, efetua com fluidez e segurança balanços atrás e à frente, com o corpo, realizando movimentos de fecho e abertura, sem interrupção do movimento, com saída equilibrada. Executa Meia volta em apoio, com passagem alternada das pernas estendidas. Realiza subida para apoio ventral, seguida de rolamento à frente, com mãos em pronação, sem interrupção do movimento e com saída controlada e em equilíbrio. Nas paralelas simétricas, o aluno do sexo masculino realiza as seguintes destrezas: Balanços em apoio de mãos, com elevação da bacia mais alta que os ombros no balanço atrás. Subida de báscula comprida, com corrida preparatória para apoio de mãos nos banzos com pernas afastadas (extensão inicial do corpo, abertura do ângulo braços/tronco e fecho/abertura tronco/pernas em continuidade). Pino de ombros, mantendo o afastamento dos cotovelos e o alinhamento dos segmentos. Saída simples à frente e à retaguarda na sequência dos balanços, com recepção ao solo em equilíbrio. Ano Letivo 2014-2015 26
  27. 27. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ginástica Acrobática – 8º Ano Objetivoscomuns - Conhece e identifica o tipo de ajudas e o modo de execução das habilidades gímnicas; - Coopera com os companheiros nas ajudas e correções que favoreçam a melhoria das suas prestações, preservando sempre as condições de segurança. - Compreende e desempenha corretamente as funções, quer como base que como volante, na sincronização dos diversos elementos acrobáticos e coreográficos. - Conhece e efetua com correção técnica as pegas, os montes e desmontes do tipo simples ligados aos elementos a executar. NívelIntrodução Em situação de exercício a par, realizam 6 figuras que se encontram em anexo, com desequilíbrio no monte e desmonte. Efetuam com correção técnica as respetivas pegas. Ginástica Acrobática – 9º Ano Objetivoscomuns - Conhece e identifica o tipo de ajudas e o modo de execução das habilidades gímnicas; - Coopera com os companheiros nas ajudas e correções que favoreçam a melhoria das suas prestações, preservando sempre as condições de segurança. - Compreende e desempenha corretamente as funções, quer como base que como volante, na sincronização dos diversos elementos acrobáticos e coreográficos. - Conhece e efetua com correção técnica as pegas, os montes e desmontes do tipo simples ligados aos elementos a executar. ParteNívelElementar Combina numa coreografia (com música e sem exceder dois minutos), a par, utilizando diversas direções e sentidos, afundos, piruetas, rolamentos, passo-troca- passo, tesouras (saltos), posições de equilíbrio e outras destrezas gímnicas, com os seguintes elementos técnicos: Em situação de exercício a par, realizam 2 figuras que se encontram em anexo, com desequilíbrio no monte e desmonte. Efetuam com correção técnica as respetivas pegas. Em situação de exercício a trio e a quadras, realizam 3 figuras que se encontram em anexo, com algum equilíbrio e fluidez de movimentos. Efetuam com correção técnica as respetivas pegas. Ano Letivo 2014-2015 27
  28. 28. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Raquetas Badminton BADMINTON – 6º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, nas diferentes situações, escolhendo as ações favoráveis ao êxito pessoal e do companheiro, admitindo as indicações que lhe dirigem, aceitando as opções e falhas dos seus colegas, e tratando com igual cordialidade e respeito os parceiros e os adversários. - Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico-táticas, adequando as suas ações a esse conhecimento. ParteNívelIntrodução 1 – Em situação de exercício critério coopera com o companheiro (distanciados cerca de 6 m), tentando bater e devolver o volante, evitando que este toque no chão: a) Desloca-se, para conseguir o batimento do volante. b) Coloca o volante ao alcance do companheiro, executando batimentos. BADMINTON – 7º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, nas diferentes situações, escolhendo as ações favoráveis ao êxito pessoal e do companheiro, admitindo as indicações que lhe dirigem, aceitando as opções e falhas dos seus colegas, e tratando com igual cordialidade e respeito os parceiros e os adversários. - Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico-táticas, adequando as suas ações a esse conhecimento. NívelIntrodução 1 - Em situação de jogo singulares, num campo de Badminton, desloca-se e posiciona-se com alguma correção, para devolver o volante (evitando que este caia no chão), utilizando diferentes tipos de batimentos: a) Serviço (na área de serviço e na diagonal), tanto para o lado esquerdo como para o direito. b) Em clear, batendo o volante num movimento contínuo, por cima da cabeça e à frente do corpo. c) Em lob, batendo o volante num movimento contínuo, avançando a perna do lado da raquete (em afundo). Ano Letivo 2014-2015 28
  29. 29. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras BADMINTON – 9º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, nas diferentes situações, escolhendo as ações favoráveis ao êxito pessoal e do companheiro, admitindo as indicações que lhe dirigem, aceitando as opções e falhas dos seus colegas, e tratando com igual cordialidade e respeito os parceiros e os adversários. - Conhece o objetivo do jogo, a função e o modo de execução das principais ações técnico-táticas, adequando as suas ações a esse conhecimento. ParteNívelElementar 1 - Em situação de jogo singulares, num campo de Badminton, desloca-se e posiciona-se corretamente, para devolver o volante (evitando que este caia no chão), utilizando diferentes tipos de batimentos a) Serviço, curto e comprido (na área de serviço e na diagonal), tanto para o lado esquerdo como para o direito, colocando corretamente os apoios e dando continuidade ao movimento do braço após o batimento. b) Em clear, batendo o volante num movimento contínuo, por cima da cabeça e à frente do corpo. c) Em lob, batendo o volante num movimento contínuo, avançando a perna do lado da raquete (em afundo). d) Em amorti (à direita e à esquerda), controlando a força do batimento de forma a colocar o volante junto à rede. Ano Letivo 2014-2015 29
  30. 30. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Atividades Rítmicas Expressivas Dança Dança – 5º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, apresentando sugestões de aperfeiçoamento da execução de habilidades e novas possibilidades de movimentação, e considerando as iniciativas (sugestões, propostas, correções) que lhe são sugeridos. - Em situação de exploração individual de movimento, com ambiente musical adequado (músicas populares, tradicionais e outras), de acordo com a marcação dos compassos binário, ternário e quaternário. NívelIntrodução - Desloca-se em toda a área, percorrendo todas as direções, sentidos e zonas, tentando acompanhar o ritmo e sequência dos apoios correspondentes à marcação, combinando lento/rápido («acelerando» e «retardando»), forte/fraco («crescendo e diminuindo») e pausa/contínuo. - Combina o andar, o correr, as voltas e as quedas em pequenos saltos em todas as direções e sentidos definidos pela orientação corporal, variando os apoios na impulsão e na receção (dois/um, um/dois, dois/dois, um/outro, um/mesmo); - Combina o andar e o correr com voltas simples, sobre os dois pés e um pé, à esquerda e à direita. - Ajusta a sua ação para realizar alterações ou mudanças da formação, sugeridos pela música, evoluindo em toda a área. Dança – 6º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, apresentando sugestões de aperfeiçoamento da execução de habilidades e novas possibilidades de movimentação, e considerando as iniciativas (sugestões, propostas, correções) que lhe são sugeridos. - Em situação de exploração individual de movimento, com ambiente musical adequado (músicas populares, tradicionais e outras), de acordo com a marcação dos compassos binário, ternário e quaternário. ParteNívelElementar - O aluno participa numa composição, apresentando dificuldades ao nível da interpretação, da realização correta das habilidades aprendidas e incluídas na composição e da capacidade de comunicação; - Na realização da coreografia, demonstra dificuldades nos seguintes critérios de apreciação: fluidez e qualidade dos movimentos; ritmo de execução; coordenação com o grupo e estruturação espacial. nça – 7º Ano ObjetivosComuns Coopera com os companheiros, incentiva e apoia a sua participação em todas as situações, apresentando sugestões de aperfeiçoamento, e considerando, por seu lado, as propostas que lhe são dirigidas. Aceita limitações do parceiro, bem como as suas falhas, procurando o êxito do par em todas as situações. Respeita o espaço partilhável, mantendo distância dos outros pares, de modo a evitar choques que perturbem o seu desempenho. . Ano Letivo 2014-2015 30
  31. 31. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras NívelIntrodução Na Erva Cidreira (simplificada, sem o passe de escovinha): Conhece a origem cultural e histórica das Danças Tradicionais seleccionadas e identifica as suas características bem como as zonas geográficas a que pertencem Executa o “passo de passeio”, na primeira figura, com apoios sucessivos alternados, com pequena amplitude e ligeiramente arrastado, apoiando bem o pé no chão, e finalizando com o “Manel” voltado para o seu par; Realiza o “passo de passeio”, na segunda figura, em trajetória circular com palmas, avançando para o par e mantendo-se sempre voltado para o mesmo sentido; Executa o “passo de passeio”, na terceira figura, em trajetória circular com o par entrelaçado, regressando à posição inicial. Seleciona com antecipação, do repertório desenvolvido, os passos/figuras a executar à sua vontade, e mediante a disponibilidade de espaço, respeitando a estrutura rítmica das danças latino-americanas/não progressivas - Merengue: Dança o merengue, em situação de Line Dance com a organização espacial definida, e em situação de dança a pares, iniciando no 1º tempo do compasso e fazendo coincidir cada passo a um tempo, realizando sequências de passos que combinem: - passos no lugar e progredindo à frente e atrás; passos laterais à direita e à esquerda alternados com junção de apoios; passos cruzados pela frente ou por trás; passos à frente e atrás com o mesmo apoio, alternados com transferências de peso do outro apoio no lugar; voltas à direita e à esquerda. Dança – 8º Ano ObjetivosComuns Coopera com os companheiros, incentiva e apoia a sua participação em todas as situações, apresentando sugestões de aperfeiçoamento, e considerando, por seu lado, as propostas que lhe são dirigidas. Aceita limitações dos colegas, bem como as suas falhas, procurando o êxito do par em todas as situações. Respeita o espaço partilhável, mantendo distância dos outros pares, de modo a evitar choques que perturbem o seu desempenho. NívelIntrodução Desloca-se percorrendo todas as direções e sentidos considerados, no ritmo e sequência dos apoios correspondentes à marcação e combinando os seguintes Passos Básicos: Marcha (“march”), com recepção do pé no solo, do terço anterior para o calcanhar. Corrida (“jogging”), com impulsão num pé e receção no outro realizadas pelo terço anterior. Passo e Toque (“step-touch”), tocando com o pé da perna livre na parte interior do pé da perna de apoio ou próximo desta, e suas variações dentro do mesmo padrão de movimento. Elevação do Joelho (“knee lift”), com os pés em contacto total com o solo na passagem de um apoio para outro e com a perna que se eleva a realizar um ângulo igual ou superior a 90º, e suas variações dentro do mesmo padrão de movimento. Passo Cruzado (“grapevine”), colocando a perna que cruza atrás da perna de liderança. Passo em V (“v step”), realizando os dois primeiros apoios a iniciar pelo calcanhar e a terminar em apoio total e os dois últimos apoios a iniciar pelo terço anterior e a terminar em apoio total, e suas variações dentro do mesmo padrão de movimento. Seleciona com antecipação, do repertório desenvolvido, os passos/figuras a executar à sua vontade, e mediante a disponibilidade de espaço, respeitando a estrutura rítmica das danças latino-americanas/não progressivas - Mantém uma postura natural, com a cabeça levantada, no enquadramento dos ombros, distinguindo “Posição Fechada” de “Posição Aberta” e identificando as posições relativas e pegas a utilizar quando em ”Posição Aberta”; - Merengue: Dança o merengue, em situação de dança a pares com a organização espacial definida, e em situação de dança a pares, iniciando no 1º tempo do compasso e fazendo coincidir cada passo a um tempo, realizando sequências de passos que combinem: passos no lugar e progredindo à frente e atrás; passos laterais à direita e à esquerda alternados com junção de apoios; passos cruzados pela frente ou por trás; passos à frente e atrás com o mesmo apoio, alternados com transferências de peso do outro apoio no lugar; voltas à direita e à esquerda. Ano Letivo 2014-2015 31
  32. 32. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Dança – 9º Ano ObjetivosComuns Coopera com os companheiros, incentiva e apoia a sua participação em todas as situações, apresentando sugestões de aperfeiçoamento, e considerando, por seu lado, as propostas que lhe são dirigidas. Aceita limitações do parceiro, bem como as suas falhas, procurando o êxito do par em todas as situações. Respeita o espaço partilhável, mantendo distância dos outros pares, de modo a evitar choques que perturbem o seu desempenho. PartedoElementar - Mantém uma postura natural, com a cabeça levantada, no enquadramento dos ombros, distinguindo “Posição Fechada” de “Posição Aberta” e identificando as posições relativas e pegas a utilizar quando em ”Posição Aberta”; Domina princípios básicos de condução, nomeadamente para início e final de volta, identificando o elevar do braço da pega como sinal de início e o baixar como o final da mesma, tanto no papel de “condutor” (atempadamente e de forma precisa) como de “seguidor” (sem se antecipar às acções do outro); DANÇAS SOCIAIS - Rumba Quadrada Dança a rumba quadrada, iniciando no 1º tempo do compasso e respeitando a estrutura rítmica: Lento (1º e 2º tempos do compasso), Rápido (3º tempo do compasso), Rápido (4º tempo do compasso), realizando os seguintes passos/figuras: - Passo básico em “Posição Fechada” fazendo coincidir os passos em frente e atrás ao ritmo Lento, e os laterais (sem ultrapassar a largura dos ombros) e junção de apoios ao ritmo Rápido; - passos progressivos em “Posição Fechada” em frente sem volta ou virando progressivamente até ¼ volta para a esquerda ou para a direita, mantendo a posição relativa com o par, que simultaneamente executa os passos progressivos atrás; - Volta e Contravolta em “Posição Aberta pega E-D” mantendo o elemento masculino a mesma frente enquanto o elemento feminino executa uma volta à direita seguida de uma volta à esquerda; DANÇAS TRADICIONAIS Conhece a origem cultural e histórica das Danças Tradicionais seleccionadas e identifica as suas características bem como as zonas geográficas a que pertencem No Tacão e Bico: 4.3.1. No “passo tacão e bico” cruza à frente com batimento do calcanhar e meia ponta; 4.3.2. Executa o “passo de galope lateral” em “meio pivot”, facilitando a passagem do par, sendo rápido nas meias voltas com acção dos braços “baixo-cima” e seguindo o sentido do movimento com a cabeça; 4.3.3. No “passo gingão lateral” oscila lateralmente o tronco baixo-cima”. Ano Letivo 2014-2015 32
  33. 33. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Matérias Alternativas Luta LUTA – 5º Ano ObjetivosComuns - Em todas as situações de luta, cumpre as regras da disciplina em combate estabelecidas, respeitando sempre a integridade física do parceiro, mesmo à custa da sua própria vantagem. - Conhece o objetivo da luta (assentamento de espáduas), a ética do lutador e as pontuações bem como o significado das ações e sinais de arbitragem (paragem do combate e reinício do combate em pé e no solo) e as regras das competições simplificadas, cumprindo prontamente essas indicações. ParteNívelIntrodução Em situação de luta no solo, executando com oportunidade e ritmo adequado, o padrão global das seguintes técnicas: - Dupla prisão de pernas com rotação. - Dupla prisão de braços. - Prisão do braço por dentro com rotação pela frente. Em guarda a quatro, com o parceiro em posição de ataque, realiza deslocamentos em quadrupedia, em todas as direcções com rapidez e coordenação, mantendo o equilíbrio e estabilidade da guarda, procurando: - O enquadramento frontal, protegendo-se e controlando os membros do parceiro, para anular a vantagem da posição de ataque; - A posição de pé, anulando o controlo e a posição de ataque do parceiro. LUTA – 6º Ano ObjetivosComuns - Em todas as situações de luta, cumpre as regras da disciplina em combate estabelecidas, respeitando sempre a integridade física do parceiro, mesmo à custa da sua própria vantagem. - Conhece o objetivo da luta (assentamento de espáduas), a ética do lutador e as pontuações bem como o significado das ações e sinais de arbitragem (paragem do combate e reinício do combate em pé e no solo) e as regras das competições simplificadas, cumprindo prontamente essas indicações. Ano Letivo 2014-2015 33
  34. 34. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras NívelIntrodução Em situação de luta no solo, executando com oportunidade e ritmo adequado, o padrão global das seguintes técnicas: - Dupla prisão de pernas com rotação. - Dupla prisão de braços. - Prisão do braço por dentro com rotação pela frente. Em guarda a quatro, com o parceiro em posição de ataque, realiza deslocamentos em quadrupedia, em todas as direcções com rapidez e coordenação, mantendo o equilíbrio e estabilidade da guarda, procurando: - O enquadramento frontal, protegendo-se e controlando os membros do parceiro, para anular a vantagem da posição de ataque. Em situação de jogo de luta em pé, mantendo a posição ofensiva base desloca-se (sem cruzar as pernas), para anular a vantagem das ações de controlo do parceiro, procurando situações favoráveis ao ataque executando com oportunidade o padrão global das seguintes ações de controlo: Controlo da cabeça e do braço, puxando a cabeça do parceiro para o seu ombro com a mão que controla o pescoço, controlando, com a outra, o antebraço junto ao cotovelo. Controlo do braço por dentro, com o ombro apoiado no ombro do braço do parceiro que é controlado acima do cotovelo e pelo pulso, mantendo-o junto ao seu peito. Dupla prisão de pernas com o ombro encostado à articulação coxofemoral (com a cabeça por fora) e pernas fletidas, controlando as coxas com as mãos junto aos joelhos. LUTA – 9º Ano ObjetivosComuns - Em todas as situações de luta, cumpre as regras da disciplina em combate estabelecidas, respeitando sempre a integridade física do parceiro, mesmo à custa da sua própria vantagem. - Conhece o objetivo da luta (assentamento de espáduas), a ética do lutador e as pontuações bem como o significado das ações e sinais de arbitragem (paragem do combate e reinício do combate em pé e no solo) e as regras das competições simplificadas, cumprindo prontamente essas indicações. ParteNívelElementar Em situação de luta no solo, executando com oportunidade e ritmo adequado, o padrão global das seguintes técnicas: - Dupla prisão de pernas com rotação. - Dupla prisão de braços. Em guarda a quatro, com o parceiro em posição de ataque, realiza deslocamentos em quadrupedia, em todas as direções com rapidez e coordenação, mantendo o equilíbrio e estabilidade da guarda, procurando: - O enquadramento frontal, protegendo-se e controlando os membros do parceiro, para anular a vantagem da posição de ataque. Em situação de jogo de luta em pé, mantendo a posição ofensiva base desloca-se (sem cruzar as pernas), para anular a vantagem das ações de controlo do parceiro, procurando situações favoráveis ao ataque executando com oportunidade o padrão global das seguintes ações de controlo: Barreira exterior com a perna a partir do controlo do braço por dentro, com avanço nítido da perna da frente para apoio atrás da perna do defensor, seguido de um movimento de torção do tronco com o peito para o solo. Projeção anterior a partir da dupla prisão de pernas, com apoio do ombro no ilíaco do defensor, empurrando-o para trás e para baixo, passando à luta no chão com vantagem sobre o parceiro. Ano Letivo 2014-2015 34
  35. 35. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ténis de Campo TÉNIS – 5º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, nas diferentes situações, escolhendo as ações favoráveis ao êxito pessoal e do companheiro, admitindo as indicações que lhe dirigem, aceitando as opções e falhas dos seus colegas, e tratando com igual cordialidade e respeito os parceiros e os adversários. - Conhece as regras do jogo de Ténis: - Marcação de pontos, nº de vezes que bola pode bater no chão, bola na rede, bola fora. NívelIntrodução 1 – Em situação de jogo, com raqueta de plástico/madeira e bola de esponja, em campo de Miniténis, joga com o companheiro (distanciados cerca de 6 m), tentando bater e devolver a bola com 1 ressalto no chão, adequando o tipo de batimento à posição da bola (direita e esquerda). b) Coloca a bola ao alcance do companheiro, executando batimentos de forma controlada. Ano Letivo 2014-2015 35
  36. 36. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Atividades de Exploração da Natureza Orientação – 5º Ano ObjetivosComuns 1 - Coopera com os companheiros, de forma a contribuir para o êxito na realização de percursos de orientação, respeitando as regras estabelecidas de participação, de segurança e de preservação do equilíbrio ecológico. 2 - Realiza um percurso de orientação simples, a par, segundo um mapa simples (mapa de escola), doseando o esforço para resistir à fadiga. ParteNívelIntrodução O aluno: - Identifica no percurso a simbologia básica inscrita no mapa - Orienta o mapa corretamente, segundo os pontos cardeais - Identifica, de acordo com pontos de referência, a sua localização no espaço envolvente e no mapa. - Realiza um percurso de orientação simples, a par, com o mapa da escola. Ano Letivo 2014-2015 36
  37. 37. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Râguebi Tagrugby – 6º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, na apresentação e organização dos jogos, e nas escolhas das ações favoráveis ao êxito pessoal e do grupo (adequadas ao objetivo e às regras de jogo). - Aceita as decisões da arbitragem e trata os colegas de equipa e os adversários com igual respeito e cordialidade, evitando ações que ponham em risco a sua integridade física. - Conhece o objetivo do jogo - tagrugby, a função e o modo de execução das ações técnico-táticas e as leis do jogo. NívelIntrodução Em situação de exercício: - Realiza com oportunidade e correção global: a) passe direto (parado e em corrida), b) receção Em situação de jogo 5 x5: Na posse da bola: - Avança no terreno e procura finalizar. - Passa a um companheiro. - Procura libertar a bola quando é placado (puxar fitas tagrugby). Quando não tem bola, mas é da equipa que a possui: - Apoia o portador da bola oferecendo linha de passe. – Aproxima-se do portador da bola, quando este é placado (puxar fitas tagrugby), procurando receber a bola. Quando é da equipa que não tem bola: - Pressiona o jogador com bola, placa-o (puxar fitas tagrugby). Ano Letivo 2014-2015 37
  38. 38. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Corfebol Corfebol – 7º Ano ObjetivosComuns Coopera com os companheiros, quer nos exercícios quer no jogo, escolhendo as ações favoráveis ao êxito pessoal e do grupo, admitindo as indicações que lhe dirigem e aceitando as opções e falhas dos seus colegas. Aceita as decisões da arbitragem, identificando os respetivos sinais e trata com igual cordialidade e respeito os companheiros e os adversários, evitando ações que ponham em risco a sua integridade física, mesmo que isso implique desvantagem no jogo. NívelIntrodução Em situação de jogo 4x 4: - Ao entrar em posse da bola enquadra-se ofensivamente por forma a poder ver o cesto e os companheiros, quer na zona de defesa, quer na zona de ataque, e opta por: - Lançar parado ou na passada, se está na zona de ataque com o cesto ao seu alcance e liberto de marcação (de acordo com as regras). - Passar correta e oportunamente a um companheiro em posição mais ofensiva, de preferência na zona de ataque liberto de marcação. - Se não tem bola, em situação de ataque, ou na zona de defesa (após recuperação da posse da bola pela sua equipa), desmarca-se para se libertar da marcação do seu opositor direto, criando linhas de passe ofensivas tendo em vista a finalização. - Participa no ressalto, após lançamento, tentando recuperar a posse da bola. - Quando a sua equipa perde a posse da bola, assume de imediato uma atitude defensiva, mantendo-se sempre entre o cesto e o seu opositor direto, procurando impedir a receção, dificultar o passe e a concretização e participar no ressalto. Ano Letivo 2014-2015 38
  39. 39. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ténis de Mesa Ténis de Mesa – 8º Ano ObjetivosComuns - Coopera com os companheiros, nas diferentes situações, escolhendo as ações favoráveis ao êxito pessoal e do companheiro, admitindo as indicações que lhe dirigem, aceitando as opções e falhas dos seus colegas, e tratando com igual cordialidade e respeito os parceiros e os adversários. - Conhece as regras do jogo de Ténis de Mesa: - Marcação de pontos ( nº de vezes que bola pode bater na mesa, bola na rede, bola fora, regra do serviço). NívelIntrodução Em situação de exercício critério 1 com 1, coopera com o companheiro, tentando bater e devolver a bola com 1 ressalto no chão (4 batimentos consecutivos), evitando que este toque na mesa a segunda vez: - Em situação de exercício, coopera com o companheiro, batendo e devolvendo a bola o máximo número de vezes: - Posiciona-se correctamente, à frente do meio da mesa e em condições de se deslocar rapidamente, à distância adequada da mesa (aproximadamente de um braço), regressa à posição inicial após cada batimento, em condições de executar um novo batimento. Mantém a pega correcta da raqueta, pega clássica (shakehand), utilizando a face direita ou o revés consoante a direcção da bola. 3.3 - Inicia o jogo, deixando cair a bola na mesa para a bater de seguida em condições do companheiro a poder devolver. 3.4 - Devolve a bola, devolução simples à esquerda e à direita, colocando - a ao alcance do companheiro, imprimindo à bola uma trajectória rasante sobre a rede. - Coloca a bola ao alcance do companheiro, executando batimentos de forma controlada. Em situação de jogo1x1 joga com o companheiro, tentando bater e devolver a bola com 1 ressalto na mesa, adequando o tipo de batimento à posição da bola (direita e esquerda). - Coloca a bola em dificuldade para o seu adversário, de acordo com a sua posição no campo. Ano Letivo 2014-2015 39
  40. 40. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Anexos – Ginástica Acrobática Acrobática Pares Nível introdutório Acrobática Pares Nível Parte de nível elementar Ano Letivo 2014-2015 40
  41. 41. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Devemos propor que as aulas dos mesmos anos sejam sempre que possível dadas simultâneamentwe (claro que isto só é viavel no 3º ciclo para faciltar a avaliação cruzada , as conferencias curriculares e quem sabe se a avaliação aferida) Ano Letivo 2014-2015 41 Acrobática - Trios Acrobática - Quadras
  42. 42. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras I . O organismo em esforço (a frequência cardíaca, a frequência respiratória, os sinais exteriores de fadiga; a sua relação com as funções cardio- respiratória, cardiovascular e musculo-articular. - o sistema musculo- articular na contracção muscular; – os sistemas cardiovascular e respiratório no aporte de oxigénio e substâncias energéticas ao músculo, bem como na eliminação de produtos tóxicos; e – o sistema nervoso no controlo do movimento. II. Aptidão Física (identifica componentes da Aptidão Física – As Capacidades Motoras e a Composição Corporal) O Conceito de Aptidão Física; As componentes da Aptidão Física na perspectiva da Saúde; As Capacidades Motoras O treino na melhoria da Aptidão Física:- Princípios fundamentais do Treino: a continuidade/reversibilidad e e a progressão; Indicadores de boa Aptidão Física: baixos valores de frequência respiratória e cardíaca, rápida recuperação após esforço, baixa percentagem de gordura corporal. III. O conceito de Saúde, relação com a Actividade Física e com a Aptidão Física III. Aptidão Física e Saúde: O conceito de Saúde. Relação entre Aptidão Física e Saúde; Estilo de vida saudável e Factores promotores de saúde: a actividade física, a alimentação, o repouso, a higiene, afectividade e a qualidade do meio ambiente. Factores de saúde e risco na actividade física: doenças, lesões, substâncias dopantes e condições materiais, de equipamentos e de orientação do treino, Processos de controlo do esforço, sinais de fadiga ou inadaptação à exercitação praticada: dores, mal estar, dificuldades respiratórias, fadiga e recuperação difícil. Aprendizagem dos Processos de Desenvolvimento e Manutenção da Condição Física 1. Relaciona Aptidão Física e Saúde e identifica os factores associados a um estilo de vida saudável Conhece e interpreta os princípios fundamentais do treino das capacidades motoras 3. Compreende a relação entre a dosificação da intensidade e a duração do esforço 4. Conhece e i Conhece e interpreta os indicadores que caracterizam a Aptidão Física Compreender as relações entre o exercício físico, a recuperação, o repouso e a alimentação Aprendizagem dos Conhecimentos Relativos à Interpretação e Participação nas Estruturas e Fenómenos Sociais Extra-Escolares, no seio dos quais se realizam as Act. Fís. Compreende a dimensão cultural da Actividade Física na actualidade e ao longo dos tempos Identifica fenómenos associados a limitações das possibilidades de prática das Actividades Físicas, da Aptidão Física e da Saúde dos indivíduos e das populações Ano Letivo 2014-2015 42
  43. 43. Plano Curricular de Educação Física - Escola Básica Vale Aveiras Ano Letivo 2014-2015 43

×